O discípulo e o dízimo

0 views
2,091 views

Published on

Licao 8 da Revista do Discipulado 1. Editora CPAD.

Published in: Spiritual
2 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
  • Timo Maas, os dizimos nao sao um legado da igreja catolica as igrejas evangelicas. Isso e um ato de gratidao a Deus por tudo que Ele tem nos dado e ja ocorria no Velho Testamento, no primeiro livro da Biblia GENESIS, quando Abel ofereceu sua melhor ovelha a Deus. Os povos pagaos tambem tinham o habito de dizimar aos seus deuses. Somente quando Deus deu a Moises a Sua Lei, foi que Ele regulamentou os dizimos e ofertas para o Seu povo. Portanto, se hoje dizimamos ou ofertamos, nao e por causa da igreja catolica, e sim, para reverenciar a Deus por tudo o que Ele tem feito por nos.
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • Dízimos na igreja uma genuína doutrina católica. Confira: Dízimos Eclesiásticos: Um Legado da Igreja Católica às Igrejas Evangélicas.
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
No Downloads
Views
Total views
0
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
182
Comments
2
Likes
3
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

O discípulo e o dízimo

  1. 1. O Discípulo e o Dízimo Lição 8 Discipulado EBD Pra Luciana Evangelista
  2. 2. Texto Bíblico "Trazei todos os dízimos à Casa do Tesouro, para que haja mantimento na minha casa, e depois fazei prova de mim, diz o Senhor dos exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu, e não derramar sobre vós uma bênção tal, que dela vos advenha maior abastança" (Malaquias 3:10)
  3. 3. INTRODUÇÃO Dizimar não é mera obrigação, mas um ato oriundo da fé nas promessas de Deus. O Dízimo é uma forma de você mostrar sua gratidão pelas bênçãos decorrentes da salvação. É tornar-se participante com Deus na obra de evangelização do mundo. É o privilégio de tirar 10% de toda a renda pessoal e investir nos negócios de Deus aqui na terra.
  4. 4. Ao contrário do que ensinam os “teólogos da prosperidade”, dízimos e ofertas não são ingressos para uma vida regalada, nem instrumentos de barganha para com Deus.
  5. 5. Em Gn.1:1, a Bíblia deixa claro que Deus criou os céus e a terra, o que repete em Gn.1:31-2:3. Assim, tanto no início quanto no término do relato da criação, a Palavra não deixa qualquer dúvida de que Deus é o Senhor do Universo, ou seja, o dono de tudo.
  6. 6. “Do Senhor é a terra e a sua plenitude, o mundo e aqueles que nele habitam” (Sl.24:1) Com efeito, por ter criado o mundo e tudo o que nele há, Deus é o legítimo dono de todas as coisas. Se isto é assim, o homem é apenas um administrador da criação.
  7. 7. O SIGNIFICADO DO DÍZIMO NA BÍBLIA  Dízimo é palavra portuguesa que traduz palavras hebraicas e gregas das Escrituras cujo significado é o de "décima parte", "um décimo". Dízimo, portanto, segundo a origem da palavra, quer dizer a décima parte, um décimo de algo.
  8. 8. Definição de Dízimo  um ato pelo qual o homem reconhece que não é dono de coisa alguma que amealhou com o seu trabalho. É por isso que o dízimo é uma demonstração material, um ato efetivo e concreto de mordomia, pois, embora tenha angariado os recursos que chegam à sua mão com seu suor, o homem, ao entregar a décima parte na obra de Deus, diz, com este gesto, que está a reconhecer que do Senhor é a terra e a sua plenitude, o mundo e aqueles que nele habitam (Sl.24:1).
  9. 9. O Ato de Dizimar  é um ato de gratidão a Deus  é um ato de fidelidade e de compromisso com Deus  é uma demonstração de honestidade, um indicador de moralidade
  10. 10. O que o Dízimo não é  Dízimo não é um investimento  Dízimo não é uma fonte de obrigações para Deus  Dízimo não é meio de salvação  Dízimo não é um meio de enriquecimento de inescrupulosos e mercenários da fé
  11. 11. O DÍZIMO E A OFERTA NA BÍBLIA Antigo Testamento Antes da Lei  Caim e Abel (Gn 4.3-8)  Abraão (Gn 14.20)  Jaco (Gn 28.18-22) Antigo Testamento  Moisés (Dt 26.1-15)
  12. 12. O DÍZIMO NO NOVO TESTAMENTO O Dízimo não ficou restrito aos tempos do Antigo Testamento. O escritor da Epístola aos Hebreus estabelece uma vinculação direta entre esta prática e o Novo Testamento, quando menciona o fato de Abraão ter pago o dízimo de tudo a Melquisedeque. Vale lembrar, inclusive, que o mesmo autor afirma ser Cristo sumo sacerdote segundo a ordem de Melquisedeque (Hebreus 5:10). Ora, isto quer dizer que, se a ordem é a mesma, os deveres e privilégios continuam também os mesmos, sem alteração, e isto inclui o dízimo. Pagar o dízimo, portanto, é dar seqüência, em Cristo, ao sacerdócio de Melquisedeque, que é 'sem pai, sem mãe, sem genealogia, não tendo princípio nem fim de vida, mas sendo feito semelhante ao Filho de Deus, permanece sacerdote para sempre' (Hebreus 7:3).
  13. 13. O DÍZIMO NO NOVO TESTAMENTO  Jesus e o Dízimo (Mt 23.23,24)  O Dízimo nas Epístolas (ICo 16.1,2) “Não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria” (2 Co 9:7)
  14. 14. AS BÊNÇÃOS QUE ACOMPANHAM OS DÍZIMOS  Bênçãos para a Igreja: - Se todos os crentes pagassem o dízimo, não haveria necessidade de a Igreja local lançar mão de campanhas financeiras para a execução de sua tarefa. O que ocorre é exatamente o oposto. É pequeno o percentual dos que se dispõem a cumprir este mandamento, talvez por falta de ensino e de ter a visão correta do que significa dízimo.
  15. 15. AS BÊNÇÃOS QUE ACOMPANHAM OS DÍZIMOS  Bênção para quem paga o Dízimo: - A promessa dada por Deus através de Malaquias impõe uma condição: primeiro trazer os dízimos, depois fazer prova do Senhor, que garante derramar bênção tal, trazendo maior abastança. Porém, é preciso que fique claro: isto não anula as aflições da vida, onde podem aparecer os momentos de sequidão.
  16. 16. Algumas coisas que acontecem quando, motivado pela visão correta, o crente dizima: 1. Sente-se recompensado por ser parte ativa na obra de Deus; 2. Deus o socorre em tempos trabalhosos; 3. Torna-se exemplo para os demais crentes; 4. Deus lhe é recíproco em proporções bem maiores; 5. Os recursos são mais abundantes para os projetos da igreja; 6. A obra de Deus é realizada com maior rapidez.
  17. 17. CONCLUSÃO  Você aprendeu que o ato de dizimar é uma doutrina fundamentada em toda a Bíblia, não sendo portanto, uma imposição humana. Viu também que é um ato de fé e de gratidão a Deus por todas a s bênçãos recebidas. A obra de Deus na terra depende de crentes fiéis que, como mordomos, não roubam ao Senhor mas, devolvem-lhe o que lhe é devido. Faça sua parte.

×