4° lição 2 trimestre 2014 dons de
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

4° lição 2 trimestre 2014 dons de

on

  • 245 views

 

Statistics

Views

Total Views
245
Views on SlideShare
244
Embed Views
1

Actions

Likes
0
Downloads
3
Comments
0

1 Embed 1

https://m.facebook.com&_=1399157987904 HTTP 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

4° lição 2 trimestre 2014 dons de 4° lição 2 trimestre 2014 dons de Presentation Transcript

  • 4° LIÇÃO 2 TRIMESTRE 2014 DONS DE PODER EBD Pra Luciana Evangelista
  • TEXTO ÁUREO “A minha palavra e a minha pregação não consistiram em palavras persuasivas de sabedoria humana, mas em demonstração do Espírito e de poder, para que a vossa fé não se apoiasse em sabedoria dos homens, mas no poder de Deus” 1 Co 2.4,5
  • VERDADE PRATICA Os dons de poder são capacitações especiais em situações que demandam a ação sobrenatural do Espírito Santo na vida do crente.
  • LEITURA BÍBLICA EM CLASSE 1 Coríntios 12. 4,9-11 4 - Ora, há diversidade de dons, mas o Espírito é o mesmo. 9 - e a outro, pelo mesmo Espírito, a fé; e a outro, pelo mesmo Espírito, os dons de curar; 10 - e a outro, a operação de maravilhas; e a outro, a profecia; e a outro, o dom de discernir os espíritos; e a outro, a variedade de línguas; e a outro, a interpretação das línguas. 11 - Mas um só e o mesmo Espírito opera todas essas coisas, repartindo particularmente a cada um como quer.
  • OBJETIVOS • Após a aula, o aluno deverá estar apto a: Compreender o que significa o dom da fé. Analisar biblicamente os dons de curar. Saber a respeito do dom de maravilhas.
  • O que é fé?
  • Fé “Firme fundamento das coisas que se esperam e a prova das coisas que se não veem” (Hb 11.1)
  • Fé Natural é a crença de que algo irá acontecer, crença esta baseada na habitualidade ou no raciocínio humano.
  • Fé Salvífica Proveniente da proclamação do Evangelho, esta fé leva-nos a receber a Cristo como Salvador.
  • Dom da Fé Capacidade que o Espírito Santo concede ao crente para este realizar coisas que transcendem à vida natural.
  • INTRODUÇÃO O ministério terreno de Jesus foi marcado por inúmeros milagres, principalmente curas. A história eclesiástica comprova que a Igreja do primeiro século também operou maravilhas no poder do Espírito Santo. Entre os primeiros cristãos sobejavam os dons de poder. Se Jesus não mudou e os dons espirituais são para a Igreja de hoje, por que atualmente não vemos as manifestações dos dons de poder em nosso ambiente com mais frequência? Será falta de conhecimento a respeito do assunto? Ou será por causa do mau uso que alguns fazem das dádivas divinas?
  • INTRODUÇÃO Nesta lição estudaremos a respeito dos dons de poder. Veremos como eles são necessários à vida da igreja. Se você deseja recebê-los e usá-los para a glória do nome do Senhor; proporcionando a edificação da igreja, busque-os com fé em oração.
  • Os dons de poder têm o propósito de manifestar a onipotência de Deus no meio da Igreja. Pr Caramuru Afonso Francisco
  • I - O DOM DA FÉ (1 Co 12.9) • 1. O que significa fé? • 2. A fé como dom. • 3. Exemplo Bíblico do dom da fé. “…É um dom de manifestação de poder sobrenatural pelo Espírito Santo. Superação e eliminação de obstáculos, sejam quais forem, e de impedimentos; liberação do poder de Deus, intercessão.(…). Trata-se da fé chamada ‘fé especial’, ‘fé miraculosa’. Este dom opera também em conjunto com vários outros dons.…” (Verdades pentecostais, p.71). Pr Antonio Gilberto
  • II - DONS DE CURAR (1 Co 12-9) • 1. O que são os dons de curar? • 2. A redenção e as curas. • 3. A necessidade desses dons. “A cura divina é elemento indissociável do ministério de Jesus, é uma de “Suas marcas registradas” e a Igreja, como corpo de Cristo (I Co.12:27), outra coisa não deve fazer senão prosseguir este mesmo trabalho e até ampliá-lo, como prometeu o Senhor (Jo.14:12).” Pr Caramuru Afonso Francisco
  • A cura divina, portanto, não é um fim em si mesmo. Não se trata de uma promessa sem finalidade ou propósito a não ser a remoção da doença, mas o seu objetivo é a glorificação do nome do Senhor, a confirmação da palavra da pregação, a comprovação da presença de Deus no meio do Seu povo. Jesus cura para que o nome de Deus seja glorificado e engrandecido.
  • III - O DOM DE OPERAÇÃO DE MARAVILHAS (1 Co 12.10) • 1. O dom de operação de maravilhas. • 2. Exemplos bíblicos. • 3. Distorções no uso dos dons de curar e de operação de maravilhas. “O crente que impõe as mãos sobre o enfermo não pode ser tratado como um ídolo na igreja, principalmente se o enfermo for curado.”
  • CONCLUSÃO Deus pode conceder a seus servos o dom da fé, dons de curar e o de operação de milagres, mas sempre de acordo com a sua vontade e graça. Lembre-se de que os dons de poder contribuem para legitimar a pregação do Evangelho. Infelizmente, há pessoas que querem utilizar essas dádivas para obterem lucros financeiros e enriquecimento pessoal. Isto envergonha o nome de Jesus e mancha a idoneidade da Igreja na sociedade. Quem procede desta forma está suscetível ao juízo de Deus, que virá no tempo próprio. Que nós, a Igreja, o povo do Senhor, façamos uso dos dons de poder para propagar o Evangelho de nosso Senhor e glorificar o nome do Pai no poder do Espírito Santo!