• Like
Auto de arrematação
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

Auto de arrematação

  • 44 views
Published

 

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
44
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
1
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. ESTUDO FILOLÓGICO E LINGUÍSTICO DO LIVRO ARREMATAÇÕES DE AUZENTES DA VILLA DE SOBRAL (1817) Mestranda:Adriana Marly Sampaio Josino adrianajosino.josino@gmail.com Orientador: Prof. Dr. Expedito Eloísio Ximenes expedito.ximenes@uece.br
  • 2. O CORPUS • APEC: Arquivo Público do Estado do Ceará. • Livro Arrematações de Auzentes da Villa de Sobral (1817): fundo das capitanias, caixa 2, livro 106; 102 fólios; 39 autos. • O desgaste físico dos documentos e a perda de informações.
  • 3. A ANTIGA VILLA DE SOBRAL E OTEMPO... • Manuscritos produzidos entre 1817-1823. • Enunciadores e escribas. • Coroa portuguesa e controle de todos os processos. • Atividade algodoeira e busca pelo comércio no mercado europeu.
  • 4. SITUAÇÃO GEOGRÁFICA • “Esta sesmaria media 3 léguas de comprido, seguindo o curso do rio Acaraú, com meia légua de largo para cada banda do dito rio”. (ARAÚJO, 1978, p. 23). • “Encravada na Ribeira do Acaraú, a atual cidade de Sobral nasceu e cresceu bafejada pelas forças civilizadoras que penetraram do litoral para estes sertões através do Rio Acaraú, única via de acesso ao homem branco nos tempos coloniais.” (ARAGÃO, 1913, p. 115).
  • 5. ALGUMAS CURIOSIDADES • Fundou-se a partir da antiga povoação de Caiçara. De Caiçara até sua denominação atual, chamou-se Vila Distinta e Real de Sobral, além de Januária. • “A todas as vilas que erigir, denominará Vossa Mercê com os nomes das de Portugal que lhe parecer mais conformes aos sítios em que se acharem.” (ARAÚJO, 1991, p. 24).
  • 6. ESTRUTURA FORMAL DO GÊNERO • Resumo (cargo e nome da autoridade que mandou fazer o auto, bem a ser leiloado, nome do arrematante e quantia paga). • Introdução do auto (dia, mês, ano, local, presença do juiz ordinário, do porteiro do auditório e do escrivão). • Corpo do auto (ações propriamente ditas). • Desfecho (lançador efetua o pagamento, inserem-se as assinaturas). • Custas.
  • 7. RESUMO
  • 8. RESUMO Auto de Arremataçaõ que mandou fazer oactual Iuiz Ordinario Provedor Comi çario de Auzentes Jgnacio 05 Gomes Parente dehum Es cravo Criolo denome Felix apriendido poreste Juizo Co miçario por fugido, do qual Escravo foi Arematante Ma 10 noel Antonio deAlmeida pella quantia de Setentamil 70$000 reis.
  • 9. CUSTAS
  • 10. CUSTAS Custas da Aremataçam retro Para oJuiz Comicario Da Aremataçaõ .................................................. $ 050 Para o Escrivam Auto ..................................................... 40 Raza ..................................................... 510 Aremataçaõ ............................................... 80 $ 630 Para oPorteiro Dos Pregões ..................................................... $ 240 Soma $ 920 Junto Com as Custas que Sevẻ doLivro dos Processos afolha 7 Verso que é 3$570 Soma 4$490 Abatidos nos 70$000 da Arre mataçaõ do Escravo ficaõ pertencentes aoJuizo aquantia de .......................................... 65$510
  • 11. ANÁLISE CODICOLÓGICA DO CÓDICE • Encadernação (capa e fólios) • Mancha (110 a 120 mm) • “Razas” (entre 34 e 36) • Termo de abertura • Termo de encerramento
  • 12. TERMO DE ABERTURA Este Livro ha-de Servir para os au tos de arremataçaõ dos bens per tencentes a Auzentes, eCativos nesta Villa de Sobral. 25 deFevereiro de1817 Ioaõ Antonio Rodriguez de Carvalho
  • 13. TERMO DE ENCERRAMENTO Tem cento e duas folhas rubri- cadas por mim. Sobral 25 deFevereiro de 1817 Ioaỏ Antonio Rodriguez de Carvalho
  • 14. ALGUNS FÓLIOS DETERIORADOS
  • 15. ALGUNS FÓLIOS DETERIORADOS
  • 16. ALGUNS FÓLIOS DETERIORADOS
  • 17. ANÁLISE PALEOGRÁFICA • Tipo semidiplomático de edição. • Normas de edição (PRAETECE – Práticas de Edição de Textos do Estado do Ceará). • Fatores que dificultaram a edição. • As diversas caligrafias. • A representação grafemática.
  • 18. ANÁLISE PALEOGRÁFICA • Escrita humanística ou italiana (Spina, 1994), com letra cursiva, corrida, bastante cuidadosa, inclinada para a direita, apresentando traçado regular. • Os grafemas são corridos (normalmente, sem o descanso da mão), ligados uns aos outros. As pausas entre as palavras, nem sempre respeitadas, às vezes, ocorrem rasuras.
  • 19. ANÁLISE PALEOGRÁFICA • A dimensão dos grafemas oscila entre 8 e 12 mm, no caso das maiúsculas, tendo as minúsculas entre 2 e 4 mm. • Os tipos de letras são muito semelhantes aos usados atualmente. • Há ocorrências de letra ramista: fato de “os escribas da Idade Média, tanto quanto os latinos, não distinguirem I e J, U e V” (HIGOUNET, 2003, p. 105).
  • 20. ESTUDO LINGUÍSTICO ESTUDO DO LÉXICO • Levantamento das unidades fraseológicas especializadas que designam os procedimentos jurídico-administrativos. • Elaboração de um glossário de unidades fraseológicas especializadas, cujos prováveis consulentes serão linguistas, filólogos, historiadores, sociólogos, profissionais da área jurídica e cidadãos de modo geral.
  • 21. EXEMPLIFICANDO... DO ESTUDO DO LÉXICO: FRASEOLOGIAS Entrada lematizada com verbo no infinitivo (forma [x] [y] em registro com ortografia atualizada) +/- forma variante + definição + registro dos contextos +/- remissivas +/- notas adicionais. Entregar [x] a [y]. 1. Entregar [o ramo] [ao lançador]. 2. Entregar [o ramo verde] [ao lançador]. 3. Entregar [o ramo] [a quem mais der]. Procedimento administrativo de responsabilidade do leiloeiro, que finalizava o pregão de venda e validava a transferência do bem leiloado àquele que ofereceu o maior lance. Contexto: “... eentregace oramo aolançador oqual logo Continuou a apreguar...” ; “... eemtregace oramo Allançador...”; “... ejá emtrego ramo á quem mais dé...”.
  • 22. ESTUDO LINGUÍSTICO ESTUDO ORTOGRÁFICO • Levantamento das palavras cuja grafia difere da grafia atual. • Elaboração de estudo linguístico-filológico sobre as diversas formas assumidas pelas palavras elencadas, até chegar à grafia atual.
  • 23. ESTUDO LINGUÍSTICO ESTUDO DE UM ASPECTO GRAMATICAL • Levantamento dos verbos transitivos e/ou intransitivos. • Elaboração de estudo linguístico para verificar se há predominância de uma ou outra predicação verbal.
  • 24. PELA ATENÇÃO, OBRIGADA!