• Save
Aplicativos para Mobile Marketing
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Aplicativos para Mobile Marketing

on

  • 14,853 views

EBook com conceitos, plataformas e dicas práticas de como criar e promover aplicativos para campanhas de mobile marketing.

EBook com conceitos, plataformas e dicas práticas de como criar e promover aplicativos para campanhas de mobile marketing.

Statistics

Views

Total Views
14,853
Views on SlideShare
14,452
Embed Views
401

Actions

Likes
27
Downloads
0
Comments
0

5 Embeds 401

http://www.praesto.com.br 341
http://www.slideshare.net 36
http://querosercriativo.blogspot.com.br 13
http://querosercriativo.blogspot.com 8
http://querosercriativo.blogspot.pt 3

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Aplicativos para Mobile Marketing Aplicativos para Mobile Marketing Presentation Transcript

    • Branded Mobile Apps Aplicativos para Mobile Marketing Janeiro de 2010 www.praesto.com.br
    • Sumário O que são aplicativos móveis? Porque são eficientes ferramentas de marketing? O que os usuários buscam em um aplicativo? Diferentes aparelhos e plataformas Cases Como promover o seu aplicativo? Considerações Finais
    • Define-se Aplicativos Móveis como softwares utilizados para funções específicas em dispositivos móveis como celulares e smartphones. Estes programas são instalados e embarcados nos aparelhos, analogamente aos softwares para computadores. São ferramentas que diferem das utilizadas em PCs, não só pela sua tecnologia e plataforma de utilização, mas também pelo contexto da mobilidade, já que os usuários possuem necessidades específicas quando estão em movimento. Definição de aplicativos móveis O que são aplicativos móveis?
    • As formas utilizadas para se disponibilizar um conteúdo rico para o usuário no celular são os aplicativos e os mobile sites. Os aplicativos possuem características que os diferenciam dos mobile sites , e portanto devem ser consideradas no projeto de ações de mobile marketing . Abaixo algumas de suas vantagens: Melhor experiência para o usuário: O aplicativo possibilita uma melhor utilização de recursos gráficos e de interface que mobile sites , proporcionando um uso mais rápido e agradável para o usuário. Além disso, é possível disponibilizar conteúdo (todo ou parte dele) para ser acessado de forma offline , sem necessidade de conexão com a Internet. Share of hardware : Pela simples presença do ícone dentro do celular e pela utilização recorrente do aplicativo, a marca adquire potencial para criar um vínculo mais forte com o usuário através de seu aparelho, objeto bastante pessoal e quase inseparável. Menor custo de acesso: Nos aplicativos, toda a parte da interface já está “instalada” no celular, o que implica em um tráfego de dados muito menor para se acessar um determinado conteúdo da Internet. Ou seja, para grande maioria dos usuários, isso significa um custo bem mais baixo pelo uso do serviço. Vantagens dos Aplicativos em relação aos Mobile Sites* O que são aplicativos móveis? * Para conhecer mais sobre Mobile Sites, veja o eBook: Internet móvel para Mobile Marketing
    • Acesso a recursos nativos do celular. Os aplicativos possibilitam a utilização de recursos nativos do aparelho (câmera, GPS, Bluetooth, agenda, etc.). Para os casos em que essas funcionalidades são essenciais, fazer um aplicativo ainda é a única alternativa. Possibilidade de venda ou micro-pagamentos. Com o sucesso da App Store da Apple e o surgimento das lojas de outros fabricantes, vender aplicativos tornou-se uma opção mais concreta para algumas empresas. Além disso, dependendo do tipo de negócio ou serviço, é possível para uma marca vender bens, conteúdos ou acesso premium através de micro-pagamentos dentro dos aplicativos. Mobile games. Para a grande maioria dos games, por conta dos requisitos de mídia e performance, os aplicativos são a única solução viável para implementação. Entretanto, vale ressaltar que a produção de um game para mobile marketing ainda possui um custo bastante elevado se comparado a outros tipos de aplicativos, já que é necessária a produção de em diferentes versões para diferentes aparelhos ( porting ). O que são aplicativos móveis? Vantagens dos Aplicativos em relação aos Mobile Sites*
    • Desvantagens dos Aplicativos em relação aos Mobile Sites O que são aplicativos móveis? Entretanto, os aplicativos não apresentam somente características positivas se comparados aos mobile sites . Abaixo algumas de suas desvantagens: Distribuição: Os aplicativos necessitam de instalação por parte do usuário, o que dificulta a adoção inicial para quem ainda não está acostumado. Por outro lado, podem ser criados mobile sites destinados somente para o download do aplicativo, e então ter o endereço promovido em outras mídias da mesma forma que sites e mobile sites convencionais. Os aplicativos ainda podem ser distribuídos gratuitamente em ações presenciais através de Bluetooth, e através das lojas de aplicativos (mais detalhes a seguir no eBook). Atualização de versões e informações: Para cada alteração na estrutura ou conteúdo offline do aplicativo, o usuário precisa fazer uma nova instalação da nova versão. Além de ser um processo trabalhoso, por vezes é difícil informá-lo de que há uma nova versão disponível do aplicativo. Diferentes plataformas: A variedade de fabricantes e plataformas de desenvolvimento faz com que criar um aplicativo que funcione em todos aparelhos seja em geral mais custoso e demorado do que desenvolver diferentes versões de um mobile site .
    • Presença constante na vida do consumidor e geração de mídia espontânea As ações de marketing tradicionais ( advertising ) têm se tornado cada vez menos efetivas ao longo dos últimos anos. O consumidor está menos receptivo a intrusões no seu dia a dia, e as marcas que se beneficiam são aquelas que se posicionam para oferecer conteúdo e serviços úteis e relevantes para o seu público. Essa é uma das oportunidades fornecidas por aplicativos móveis. O telefone celular está presente na vida das pessoas a todo o momento, e conseguir colocar sua marca ali é um feito extremamente valioso. Diferentemente de um folheto, uma propaganda na TV ou no rádio, o consumidor não foi obrigado a “engolir” sua marca. Ele optou por ter e interagir com aquele pequeno quadradinho na vida dele por todos os dias. Outro ponto a ser destacado é a mídia espontânea gerada pelos aplicativos. Embora há pouco tempo, quando havia uma quantidade menor de aplicativos, fosse mais fácil ganhar notoriedade, é fato que aplicativos criativos e inovadores sempre conquistam notícias e comentários na imprensa e blogosfera. Porque são eficientes ferramentas de marketing?
    • Grande potencial de viralização e estrutura das lojas de aplicativos também são pontos fortes Pela interatividade proporcionada pelo celular e por ser algo que ainda foge do lugar-comum, os aplicativos oferecem uma grande capacidade de viralização. O boca-a-boca gerado pelos usuários, potencializado por ferramentas de “Indique a Amigo” presentes nos aplicativos, podem levar o alcance da campanha a um patamar superior. Por fim, os aplicativos garantem presença da marca nas App Store que, por si só, são grandes alavancadores de downloads. Segundo relatórios da AdMob , 59% das pessoas navegam entre os aplicativos mais baixados para fazer download e 56% navegam em categorias buscando por novos aplicativos para baixar no caso do iPhone. Porque são eficientes ferramentas de marketing?
    • Oportunidades de facilidade e alcance na distribuição de aplicativos Distribuição via App Stores As lojas de aplicativos móveis para smartphones estão com tudo. Depois do sucesso da loja da Apple, a App Store, seus concorrentes também tentam reproduzir o mesmo ecossistema. A RIM lançou o BlackBerry App World, a Google o Android Marketplace, a Microsoft a Windows Marketplace, a Nokia a OVI Store e a Palm o Palm Pre App Catalog, isso sem contar as lojas de aplicativos de operadoras. Portanto, em geral também vale a pena disponibilizar o aplicativo nas lojas específicas de cada plataforma. Em alguns casos, como do iPhone, é a única opção de distribuição. Para que uma marca disponibilize um aplicativo seu em uma destas lojas, o processo é basicamente o mesmo, variando de acordo com as regras de cada loja. O diagrama abaixo mostra, de forma sucinta, como um aplicativo vai do desenvolvimento até o aparelho do usuário e posterior verificação do sucesso da ação: Tornar-se parceiro da loja Desen-volver Aplicativo Submeter à loja Aguardar pela aprovação da loja A loja disponibi-liza para download Divulgar aplicação O usuário baixa a aplicação Mensurar resultados
    • O que o usuário baixa x O que está disponível Percentual de cada categoria no Top 100 aplicativos grátis baixados da App Store Brasil da Apple em 13/01/2010 Percentual de aplicativos por categoria em toda a App Store da Apple em 13/01/2010, segundo o site 148Apps.biz O que os usuários buscam em um aplicativo?
    • Serviços, Informações, Comunicação e Entretenimento. Como já citamos no e-book Internet Móvel para Mobile Marketing , os usuários de soluções móveis buscam atender quatro necessidades principais, que são: Serviços: Aplicações úteis para resolver problemas e aumentar a produtividade em mobilidade (consultas, previsões, mapas, operações em tempo real, etc.); Informações: Procura e acesso a conteúdos diversos em mobilidade (endereços, telefones, promoções, produtos, etc.); Comunicação: Utilizar aplicativos para interação com outras pessoas através de e-mail e redes sociais; Entretenimento: Tipo de uso destinado principalmente à diversão ou a ‘matar tempo’. Geralmente envolve componentes das outras categorias. O que os usuários buscam em um aplicativo?
    • Ofereça o que o usuário quer receber, não o que você quer que ele receba Nesse ponto é importante lembrarmos que os aplicativos são baixados pelos usuários. Não é como uma propaganda de TV em que o usuário é invadido pela informação que o anunciante quer passar. Para que o usuário realize um download, é necessário fornecer um aplicativo realmente útil e de qualidade, pois só isso motivará o próprio usuário a baixar e manter engajamento com o aplicativo. Portanto, em linhas gerais não é uma boa idéia criar algo que fale apenas do seu produto. Pense em algo que pode ser interessante para o seu público-alvo, conquiste o interesse dele e depois seu produto será naturalmente lembrado. O que os usuários buscam em um aplicativo?
    • Alguns exemplos de aplicativos que são relevantes para o usuário A Oakley , empresa voltada a produtos de surf, deu um ótimo exemplo de como fornecer um serviço útil para seu público alvo. O aplicativo Surf Report, para iPhone, fornece a localização e previsão de tempo e ondas de diversas praias no mundo, informações de eventos de surf, vídeos e fotos. A boa experiência dos surfistas com o a Oakley devido à utilidade do serviço fornecido pode ser um grande diferencial no momento em que o usuário for às compras. O que os usuários buscam em um aplicativo? A Centauro é uma rede de lojas de produtos esportivos no Brasil. Para chegar aos clientes, a empresa contratou Marcos Paulo Reis, técnico da Confederação Brasileira de Triatlo e criou um aplicativo com orientações para a prática de caminhada e corrida que é personalizada para o usuário. Este aplicativo certamente fará que corredores lembrem-se da Centauro na hora de comprar seus equipamentos esportivos.
    • Distribui ção de Mercado Mundial dispositivos móveis por marca Diferentes Aparelhos e Plataformas Dados do 3o. Trim. de 2009, Gartner, Inc . Neste gráfico estão inclusos os smartphones
    • Diferentes Aparelhos e Plataformas Possibilidades e Limites das Tecnologias
      • Devido à grande diversidade de aparelhos, há a possibilidade de se desenvolver aplicativos para várias plataformas, como vimos na distribuição do slide anterior.
      • No entanto, especialmente pela natureza dos aplicativos de mobile marketing, em geral não é necessário e nem recomendado o desenvolvimento para todas as plataformas existentes, já que o Java funciona na grande maioria dos aparelhos (exceto iPhone e Android) e que, dependendo do público-alvo e objetivo da campanha, apenas alguns tipos de plataformas são necessárias.
      • Nossa recomendação geral para escolha de plataformas é a seguinte:
      • Java : escolher para o aplicativo funcionar em quase todos aparelhos;
      • Android e iPhone : escolher quando o público desses aparelhos for alvo da campanha e deseja-se fazer algo mais rico em termos de interface e recursos;
      • Blackberry : escolher quando há a necessidade de acesso a recursos nativos do aparelho ou explorar melhor a interface para uma experiência mais rica para esse público.
      • Nos slides seguintes vamos apresentar detalhes de cada uma dessas quatro plataformas.
    • Diferentes Aparelhos e Plataformas Possibilidades e Limites das Tecnologias Java – É uma tecnologia multiplataforma que funciona na grande maioria dos aparelhos existentes atualmente no Brasil. Funciona em celulares mais comuns e em smartphones com Windows Mobile e Symbian, além do Blackberry. Assim, uma versão única do aplicativo pode atingir um número muito grande de clientes e potenciais consumidores da marca. Entretanto, devido à enormidade de modelos no mercado, o número de funcionalidades e opção em usabilidade pode ficar restrito quando comparado ao desenvolvimento específico de uma aplicação para um modelo exclusivo. Apresenta o melhor custo/benefício em termos de potencial de adesão. Blackberry – É o aparelho símbolo dos executivos. Os aplicativos feitos exclusivamente para esta plataforma podem se utilizar de recursos mais ricos de interface, acesso a funções nativas do aparelho e podem ser projetados para também funcionar em background , o que viabiliza uma nova gama de funções. A RIM ainda possui uma loja, a Blackberry App World, pelo qual podem ser distribuídos aplicativos feitos exclusivamente para essa plataforma.
    • Diferentes Aparelhos e Plataformas Possibilidades e Limites das Tecnologias iPhone – Pelas suas características inovadoras e excelente usabilidade, o iPhone é uma plataforma que permite implementar idéias muito ricas e criativas de aplicativos para marcas. O usuário de iPhone é diferenciado – acessa mais a Internet e freqüentemente faz download de aplicativos (a média de downloads foi de 3,7 apps/usuário em Dez/2009). Todos os downloads são feito através da App Store, e todo aplicativo deve ser aprovado previamente pela Apple antes de entrar na loja, processo que tem levado em média 5 dias. Vale ressaltar que no Brasil o número de iPhones ainda é percentualmente baixo (cerca de 0, 5% da base). Android – Sistema Operacional desenvolvido pelo Google, possui ótimos recursos a exemplo do iPhone, e já está presente em aparelhos de vários fabricantes. Segue uma filosofia que dá mais liberdade para os desenvolvedores (comparado ao iPhone) e a sua loja não exige nenhum processo de aprovação para os aplicativos, que também podem ser distribuídos diretamente. A penetração do Android no Brasil é ainda menor que o iPhone, porém a chegada de mais aparelhos, em geral mais baratos, deve ajudar a elevar esse número mais rapidamente. Resumindo, há muito potencial e viabilidade para ações atrativas e relevantes envolvendo aplicativos para donos de todos os tipos aparelhos, mesmo que não sejam Smartphones.
    • Aplicativo iPhone – Pizza Hut Cases A Pizza Hut lançou um aplicativo iPhone que demonstrou como uma campanha bem feita pode gerar bons resultados para as marcas. Divido em duas funções, apresenta um jogo para entretenimento e uma seção de pedidos. Para estes, que se separavam entre pizzas, massas e asas de galinha, o usuário, com as funções de zoom do aparelho, escolhe o tamanho do prato, coloca os ingredientes através de drag and drop e depois chacoalha o aparelho para o prato pegar o tempero. Utilizando- se da função de localização do iPhone, o pedido é enviado automaticamente para a loja mais próxima. Em apenas 3 meses, o aplicativo foi responsável pela movimentação de US$ 1mi em pedidos na rede de fast-food.
    • Cases Aplicativo Java – Seda Reconstrução Como extensão do programa Seda Reconstrução em 10 dias , foi criado o aplicativo " Seda Lembrete “. Nele a usuária (aplicativo direcionado para o público feminino) escolhe os horários mais comuns em que toma banho e dorme e o celular desperta pouco antes desses horários, durante 10 dias, e envia lembretes para usar os produtos da marca. O aplicativo ainda apresenta um tutorial e um quiz sobre o tipos de cabelos e o uso dos produtos e função “Indique a Amigo” estimulando a viralização.
    • Cases Aplicativo iPhone – Tide Em uma campanha interessante, a marca de sabão em pó Tide lançou o aplicativo “ Tide Stain Brain ”. O aplicativo mostra o que o usuário deve fazer para remover diferentes tipos de manchas. Um primeiro menu indica as principais manchas e logo depois um divisão por categorias. Quando as soluções são exibidas, os produtos Tides são apresentados, já com um link para uma página de compras.
    • Cases Aplicativo Java – Knorr A Knorr , famosa marca do ramo alimentício, lançou o aplicativo “ Knorr: Mobile Cookbook “, utilizando a plataforma Java. Com a participação do chef polonês Pascal Brodnicki, famoso na região, foram produzidas e divulgadas diversas receitas e instruções para preparo. Sempre incentivando o uso dos caldos Knorr, é claro.
    • Cases Aplicativo iPhone – Trident Fresh Para uma campanha de branding, um aplicativo gratuito em que se pode “embaçar” a tela do iPhone foi lançado para reforçar a refrescância do Trident Fresh . Para isso, basta que o usuario assopre o microfone do aparelho. Após criar um efeito congelado e embaçado, é possível desenhar com os dedos sobre a tela. Para apagar, basta chacoalhar o aparelho até que ele volte ao normal.
    • Dicas que farão seu aplicativo ter um alcance maior Com o aplicativo criado, passamos para outra etapa fundamental: a distribuição. A seguir, daremos algumas dicas de práticas que contribuem para que o aplicativo alcance um maior número de pessoas. Seja encontrável  – Crie uma página em seu site apresentando o aplicativo e todas as suas funções. Indique e ensine onde e como baixar. Crie um endereço móvel para efetuar o download do aplicativo e divulgue-o. Caso seu aplicativo esteja em alguma loja de aplicativos, procure colocar um título descritivo, usando palavras-chaves ao invés de somente um nome próprio subjetivo. Garanta que todas as palavras-chaves (e inclua grátis, free, lite, se for o caso) estejam presentes na descrição e nas tags. Se algum aplicativo famoso com a mesma utilidade foi lançado, cite-o na descrição, pegando carona nas buscas. Ajude o aplicativo a se espalhar  – Use divulgações no Twitter, Youtube, Orkut, email. Elas são grátis e por si só são ótimos impulsionadores para tornar algo viral. Envie um Press Release do aplicativo para blogs e sites que falem sobre o assunto. Incentive as pessoas a escreverem sobre ele. E não esqueça de colocar uma opção “Indique a um amigo” no aplicativo. Como promover o seu aplicativo?
    • Como promover o seu aplicativo? Dicas que farão seu aplicativo ter um alcance maior Distribua gratuitamente – Para anunciantes, encare os gastos com o desenvolvimento e promoção do aplicativo como um investimento de marketing. Aplicativos gratuitos, principalmente nesses casos, têm uma chance muito maior de serem bem aceitos pelo usuários. Mobile Advertising – Usar publicidade costuma garantir bons resultados no número de downloads. Comprar anúncios do Google AdWords ou nos mobile sites e aplicativos da AdMob é uma ótima sugestão. Utilize-se de ações de proximidade – Caso seu aplicativo seja na plataforma Java, uma forma fácil de chegar ao usuário é enviando-o por Bluetooth em ações presenciais. Além dos números em si, desse modo você pode abordar pessoalmente, ensinar como fazer, verificar a reação, ouvir opiniões, etc. Escolha a categoria – Na hora de colocar seu aplicativo em uma loja de aplicativos, escolha a categoria menos concorrida, desde que possa assim ser enquadrado, aumentando sua chance de chegar ao topo do ranking. Como promover o seu aplicativo?
    • Como promover o seu aplicativo? Dicas que farão seu aplicativo ter um alcance maior Envie SMS – Envie o link por SMS para o download direto. Receber o link no próprio celular torna o processo mais fácil para o usuário. Lembre-se no entanto, que a lei proíbe o envio de mensagens sem autorização. Você deve criar uma lista de pessoas que autorizaram previamento o envio. Planeje o lançamento – Procure definir uma data para iniciar de uma só vez todas as suas ações. Programe o envio de Press Releases, a compra de mobile advertising e o envio de SMSs para um mesmo período. Causar um “boom” nos downloads poderá colocar seu aplicativo entre os mais baixados se ele estiver em uma App Store. Como já dissemos anteriormente, 59% das pessoas navegam pelos aplicativos mais baixados para fazer downloads. Portanto quebrar essa barreira e chegar até os primeiros aumentará ainda mais os resultados. Como promover o seu aplicativo?
      • Apesar da rápida e constante evolução dos aparelhos, já há algumas boas práticas consensuais sobre como produzir aplicativos efetivos e que geram bons resultados para as marcas. As dicas técnicas fogem do escopo deste eBook, mas mostramos aqui algumas dicas importantes para se acertar na criação de aplicativos:
      • Pense no que o usuário quer. Ofereça algo que seja valioso para seu público que seja relacionado com a sua marca;
      • Pense na usabilidade e uso das particularidades de cada aparelho e plataforma;
      • Aproveite as lojas de aplicativos e alavanque a distribuição;
      • Não existem só o iPhone e outros smartphones; e no Brasil, existe um mercado enorme disposto a receber e usar aplicativos patrocinados em seus celulares;
      • Se o aplicativo for multiplataforma, garanta que funcione corretamente em todos aparelhos;
      • Promova seu aplicativo, seu serviço e conseqüentemente, sua marca.
      Preocupação com os interesses do usuário e adequação às plataformas é fundamental Considerações Finais
    • www.praesto.com.br A Praesto Convergence é uma empresa desenvolvedora de soluções de mobile marketing através de aplicativos e mobile sites . Atuando há mais de cinco anos no mercado, a empresa possui no currículo o desenvolvimento de projetos e produtos para diversas empresas e anunciantes, em âmbito nacional e internacional. Para saber mais sobre a Praesto, ter acesso a outros materiais educativos e ao blog de mobile marketing , acesse o site: Sobre a Praesto