• Save
Aula 5 versao 3   rse 2012.1
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

Aula 5 versao 3 rse 2012.1

on

  • 440 views

 

Statistics

Views

Total Views
440
Views on SlideShare
440
Embed Views
0

Actions

Likes
1
Downloads
0
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Aula 5 versao 3 rse 2012.1 Presentation Transcript

  • 1. Aula 5 – Responsabilidade Socioambiental. Prof. Angelo Peres
  • 2. Anos 70, Século XX.O Desenvolvimento Tecnológico- Industrial vs. Sustentabilidade Ecológico-ambiental.
  • 3. 1972 – Conferência Internacional Para o Meio Ambiente Humano.Surge o conceito: Ecodesenvolvimento. Tal conceito quer ser uma alternativa para as políticas capitalistas de então.
  • 4. 1972 é um marco histórico para a questão ambiental como estratégia para o futuro da humanidade. Ou seja, é o reconhecimento daquestão ambiental como estratégia para o futuro da humanidade.
  • 5. Esta Conferência de 1972 é fruto dessa preocupação: a degradação ambiental gerada pelo padrão capitalista ( ousocialista ) de desenvolvimento industrial.
  • 6. Um evento precipitou esta Conferência: O desastre ecológico no Japão (1969)*. Este desastre, ocorrido na Baía de Minamata, acaba mostrando a necessidade imperiosa de harmonização entre os objetivos econômicos, sociais e ecológicos, com o intuito de gerar um novo tipo de desenvolvimento.* Pescadores e moradores foram gravemente contaminados pelo mercúrio vertido nas águas por indústrias locais.
  • 7. Em 1986 ocorre umaoutra grande tragédia mundial... Que tragédia foi está?
  • 8. Em CHERNOBYL*, Ucrânia, explode um reator de uma usina nuclear. Este evento traz um desastre sem proporções na história humana. * Este acidente lança na atmosfera do planeta uma quantidade de radiação equivalente a 500 bombas atômicas como as de Hiroshima, levando uma área de 140 mil quilômetros a serevacuada. Cerca de 3,4 milhões de pessoas foram afetadas, 15 mil morreram e 50 mil feriram-
  • 9. Em 1972, após aConferência Internacional para o Meio Ambiente Humano, a ONU criou a Comissão Mundial Sobre o Meio Ambiente e Desenvolvimento. E esta, em 1987, através do Relatório Nosso FuturoComum, define o conceito de desenvolvimento sustentável.
  • 10. Neste Relatório produzido por esta Comissão, evidencia-se: •O Abuso do poder econômico e político; •A exclusão e a miséria; •Degradação ambiental.
  • 11. RESUMO DOS MOTIVOS.
  • 12. •Modo de vida de então*; •Degradação ambiental; •Desastres ecológicos; •Necessidade de se harmonizar os objetivos econômico, social e ecológico* Estilo de vida insustentável do ponto de vista ecológico e ambiental, com o desperdício de recursos materiais e humanos.
  • 13. Definição Clássica deDESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL.
  • 14. AQUELE QUE ATENDE ÀS NECESSIDADES DO PRESENTE, SEM COMPROMETER A POSSIBILIDADE DE AS GERAÇÕES FUTURAS ATENDEREM ÀS SUAS PRÓPRIAS NECESSIDADES*. * Relatório Brundtland, 1988, p. 430.
  • 15. Este conceito aponta para o fato de que ageração presente não pode afetar de modo profundamentenegativo e irreversível as condições de vidadas gerações futuras.
  • 16. O conceito de desenvolvimentosustentável, no entanto, é mais complexo do que a apropriação classicamente realizada pela perspectiva empresarial da época.
  • 17. Fonte: Afonso, Ferreira e Bartholo, 2008.
  • 18. Abre-se, desta forma, para umaPERSPECTIVA ÉTICO- RESPONSÁVEL. Ou seja, a partir desta data a perspectiva capitalista cede lugar (ou deveria ceder) para um novo horizonte: o da perenizaçãoplanetária da vida.
  • 19. DESENVOLVIMENTOSUSTENTÁVEL COMO UM PROCESSO:
  • 20. • 1 - Orientado para as necessidades doHomem. • Respeito do direito das diferenças como um valor e um bem. • Orientado para as necessidades do Homem.
  • 21. • 2 – A atividade produtiva deverá serviràs necessidades do Homem. Nuncadeverá servir a si mesmo.
  • 22. • 3 – Defende-se a proposta dedesenvolvimento fundado na autonomiae na capacidade (endógena e local) daspopulações. Deve-se evitar a cópia doscostumes (exógenos) de modelos dedesenvolvimento e de industrialização.
  • 23. • 4 – Ter consciência da importânciaestratégica da gestão ambiental.
  • 24. 1992 – ECO 92*. 2002 – Rio + 10.* Agenda 21: é um compromisso dos países com a implantação do desenvolvimento sustentável.
  • 25. ESQUEMA ATUAL DASUSTENTABILIDADE*. * Conceito expandido.
  • 26. CRESCIMENTO ECONÔMICO. PROTEÇÃO AMBIENTAL. EQUIDADE SOCIAL. IDENTIDADE CULTURAL. SUSTENTABILIDADE ESPACIAL.
  • 27. Crescimento EconômicoProteçãoAmbiental Identidade Cultural Equidade Social Sustentabilidade Espacial/Regional
  • 28. Por quê?
  • 29. Civilização IndustrialRacionalidade Econômica Subjulgou a Cultura
  • 30. RS Deve Assumir um Novo Papel Requer Novos Conhecimentos e Atitudes
  • 31. Mas para tal.... Devemos...
  • 32. RS É TER UMA NOVA POSTURA: ÉTICA E RESPONSÁVEL. Para o Atingimento da Principal Meta: A Perenização da Vida.
  • 33. RS Deve Assumir um Novo Papel Requer Novos Conhecimentos e Atitudes
  • 34. ESQUEMA DASUSTENTABILIDADE É...
  • 35. SUSTENTABILIDADE É IGUAL A HARMONIZAÇÃO DA DIMENSÃO FINANCEIRA, AMBIENTAL E SOCIAL
  • 36. Ou Seja, uma novaRacionalidade Econômica.
  • 37. Por quê?
  • 38. DESENVOLVIMENTOSUSTENTÁVEL NÃOÉ ESVERDEAMENTO DOS NEGÓCIOS.
  • 39. DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL ÉMAIS QUE COMBATE A POLUIÇÃO.
  • 40. DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL É A CAPACIDADE DO PLANETA SUPORTAR ODESENVOLVIMENTO.
  • 41. DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL É DESENVOLVER UMAECONOMIA GLOBAL QUEPOSSA SER SUSTENTADA PELO PLANETA INDEFINIDAMENTE.
  • 42. UMA RACIONALIDADEECONÔMICA SUSTENTÁVEL. DEVE SABER INTEGRAR O SABER ECOLÓGICO E A PREOCUPAÇÃO ÉTICA.
  • 43. Eficácia Econômica para a RS é... Pode ( e deve ) até ter ganhos de produtividade, mas tem que ter a capacidade de satisfazer as necessidades do Homem ao menos custo ecológico e humano possível.
  • 44. Prosperidade Econômica para a RS é... Também ter a qualidade ambiental e a justiça social como premissas básicas.
  • 45. PARADIGMAS DASUSTENTABILIDADE.
  • 46. Igualdade Social;Justiça Ambiental e Ética Empresarial.
  • 47. Com a menor (possível) utilizaçãodos recursos naturais e energéticos.
  • 48. Esta postura privilegia a gestão compromissadacom a Sustentabilidade e a RS.