05/03/2014

Aula 4 – PLANEJAMENTO DE CARREIRAS.
Tema: COMPETÊNCIA, DESEMPENHO,
INTELIGÊNCIA EMOCIONAL E CARREIRAS.

DESEMP...
05/03/2014

Ser competente é saber
chegar (encontrar e colocar
em funcionamento eficaz) as
respostas adequadas aos
diverso...
05/03/2014

A pessoa competente é aquela
que enfrenta regularmente
situações imprevistas e
variadas do contexto no qual
el...
05/03/2014

Ser competente não
significa ser o melhor, quer
dizer tão somente ser
normal, e ser normal
significa sentir-se...
05/03/2014

A competência passa por
algumas fases importantes
(5 fases). A primeira é:
estoque de conhecimento.
Estoque de...
05/03/2014

Portanto, a terceira
etapa é mais
complexa... É A
INTELIGÊNCIA
EMOCIONAL.

Porém, ser inteligente é ter a
capa...
05/03/2014

Inteligentes são as pessoas
que encontram soluções e
saídas de situações
espinhosas, ou que sacam
respostas co...
05/03/2014

IMPORTANTE: estas duas
dimensões (emocional e
social) podem ser
desenvolvidas por coaching,
treinamento experi...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Aula 4 final 2 ucam 2014.1 - planejamento de carreiras - competência desempenho vontade carreiras

419 views
277 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
419
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
2
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Aula 4 final 2 ucam 2014.1 - planejamento de carreiras - competência desempenho vontade carreiras

  1. 1. 05/03/2014 Aula 4 – PLANEJAMENTO DE CARREIRAS. Tema: COMPETÊNCIA, DESEMPENHO, INTELIGÊNCIA EMOCIONAL E CARREIRAS. DESEMPENHO E COMPETÊNCIA SÃO A MESMA COISA? Prof. Angelo Peres Não. Competência é a produção de um desempenho. A competência é o processo que produz este desempenho . Fonte: FLEURY;FLEURY, 2001. Sem a COMPETÊNCIA não há DESEMPENHO. A competência é o recurso potencial que se tem para chegar ao desempenho de qualquer atividade no futuro. A competência é o potencial do desempenho. 1
  2. 2. 05/03/2014 Ser competente é saber chegar (encontrar e colocar em funcionamento eficaz) as respostas adequadas aos diversos tipos de contextos. Fonte: FLEURY;FLEURY, 2001. Cabe à competência produzir um desempenho desejado tendo em vista um contexto. Isto equivale dizer que sem competência não há desempenho. Competência individual (pessoal) pode ser considerada como a chave do desempenho quando aquilo que cada um possui como reduto de forças pessoais estiver harmonicamente integrado à sua personalidade inata. Assim, competência é o processo que consegue transformar regularmente em desempenho os dados fornecidos pelo contexto. Desta forma, o desempenho de cada um é o reflexo de tudo aquilo que alguém incorporou a si e que já faz parte integrante da própria identidade, surgindo daí a importância da avaliação que ela mesma faz das competências que julga ter. 2
  3. 3. 05/03/2014 A pessoa competente é aquela que enfrenta regularmente situações imprevistas e variadas do contexto no qual ela evolui. Assim, ela interfere nessas situações ao mesmo tempo em que evolui e aprende com elas. Competência é o processo que consegue transformar regularmente em desempenho os dados fornecidos pelo contexto. A competência deve ser entendida como uma atividade (de trabalho) e sempre está orientada para ação. Ao mesmo tempo, ela adapta seu comportamento e faz evoluir seus conhecimentos para transformar a situação e obter o resultado desejado. CONTEXTO COMPETÊNCIA DESEMPENHO AÇÃO 3
  4. 4. 05/03/2014 Ser competente não significa ser o melhor, quer dizer tão somente ser normal, e ser normal significa sentir-se confortável na própria pele. Isso quer dizer que a pessoa está aberta a si mesma e pode dardar-se ao luxo de duvidar de si mesma, das próprias convicções e crenças, as quais mantém cada um em pé nas próprias pernas pernas. É sintoma de saúde emocional duvidar das próprias convicções, isso requer que se tenha grande segurança pessoal bem como não adotam uma linha obsessiva a respeito de si mesma insistindo em manter fixas as próprias ideias. ideias FATORES QUE INTERFEREM NO DESEMPENHO DO TRABALHADOR QUE BUSCA O EIXO DA COMPETÊNCIA 4
  5. 5. 05/03/2014 A competência passa por algumas fases importantes (5 fases). A primeira é: estoque de conhecimento. Estoque de conhecimento é... A segunda etapa é mais apropriada (na verdade focada), no mundo do trabalho (dos negócios), foco de nossa disciplina: IMPORTANTE: Estas duas primeiras etapas da COMPETÊNCIA são cognitivas e básicas. Ou seja, os processos seletivos, por exemplo, entendem que elas são pré-requisitos. Portanto, imprescindíveis. Porém, o que destaca um trabalhador dos demais, no mundo do trabalho HOJE não são estas duas primeiras fases São fases... as seguintes que fazem do trabalhador um sujeito valioso para as empresas do século XXI. 5
  6. 6. 05/03/2014 Portanto, a terceira etapa é mais complexa... É A INTELIGÊNCIA EMOCIONAL. Porém, ser inteligente é ter a capacidade mental de raciocinar, planejar, resolver problemas, abstrair ideias, compreender ideias e linguagens e aprender aprender. Inteligência é habilidade cognitiva. Inteligência é a capacidade de ler entre as linhas e de ligar idéias não explicitamente relacionadas. relacionadas 6
  7. 7. 05/03/2014 Inteligentes são as pessoas que encontram soluções e saídas de situações espinhosas, ou que sacam respostas com rapidez. “Capacidade de fazer deduções a partir de relações e correlações”. INTELIGÊNCIA EMOCIONAL é a capacidade de reconhecer os próprios sentimentos e os dos outros, assim como a capacidade de lidar com eles. Está relacionada a habilidade de motivar a si mesmo e persistir mediante frustrações; controlar impulsos, canalizar emoções para situações apropriadas; praticar gratificação prorrogada; motivar pessoas, ajudando-as a liberarem seus melhores talentos, e conseguir seu engajamento a objetivos de interesses comuns(Gilberto Vitor). Spearman (1863-1945) A QUARTA É A ETAPA SOCIAL... 7
  8. 8. 05/03/2014 IMPORTANTE: estas duas dimensões (emocional e social) podem ser desenvolvidas por coaching, treinamento experiencial, desenvolvimento de equipes, e outras ações de desenvolvimento. desenvolvimento E a última é a mais complexa e delicada... Requer muitas habilidades e conhecimentos que, na maioria das vezes, não é ensinada... É intuída.... REFERÊNCIAS: BERGAMINI, C.W. Competência. São Paulo; Atlas, 2012. FLEURY, Maria Tereza Leme; FLEURY, Afonso. Construindo o conceito de competência. Rev. adm. contemp., Curitiba , v. 5, n. spe, 2001 . Available from <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S141565552001000500010&lng=en&nrm=iso>. access on 05 Mar. 2014. http://dx.doi.org/10.1590/S141565552001000500010. SOTO, E. Comportamento Organizacional. São Paulo: Thomson, 2005. 8

×