10/05/2014
1
AULA 16 – COMPORTAMENTO
ORGANIZACIONAL.
Tema: Consultoria Organizacional –
Conceituações Iniciais.
Prof. Ange...
10/05/2014
2
O Consultor não tem
qualquer autoridade direta
para tomar decisões sobre
mudanças e implementá-las -
entretan...
10/05/2014
3
Competências do
consultor
Identificar problemas;
Buscar e encontrar informações relevantes
Analisar e sinteti...
10/05/2014
4
Quem Usa
Consultoria?
A consultoria de organização como
serviço profissional e como método para
introduzir mu...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

1 aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - conceituando consultoria

168

Published on

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
168
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "1 aula 16 novo - 2014.1 ucam - comport organizacional - conceituando consultoria"

  1. 1. 10/05/2014 1 AULA 16 – COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL. Tema: Consultoria Organizacional – Conceituações Iniciais. Prof. Angelo Peres telefax: 21 2579 1627 Consultoria de organização é um serviço que auxilia os administradores a analisar e resolver problemas de ordem prática e a difundir técnicas gerenciais bem sucedidas de uma empresa para outra. Consultoria – Definição O serviço prestado por uma pessoa ou grupo de pessoas independentes e qualificadas para a identificação e investigação de problemas que digam respeito a política, organização, procedimentos e métodos, de forma a recomendarem a ação adequada e proporcionarem auxílio na implementação dessas recomendações. O trabalho de um consultor se inicia quando uma determinada situação é julgada insatisfatória e capaz de ser melhorada; e se encerra, teoricamente, quando ocorreu uma mudança nessa situação, mudança esta que deve ser encarada como uma melhoria. e-mail: ppconsul@unisys.com.br Aspectos particulares da consultoria Consultoria é um serviço independente Isto é caracterizado pela imparcialidade do consultor, o que constitui uma particularidade típica de seu papel. Essa independência significa ao mesmo tempo que o consultor mantêm um relacionamento bastante complexo com as suas organizações clientes e com as pessoas que nela trabalham.
  2. 2. 10/05/2014 2 O Consultor não tem qualquer autoridade direta para tomar decisões sobre mudanças e implementá-las - entretanto essa circunstância não deve ser encarada como fraqueza. O consultor tem de dominar a arte de ser um agente de mudança profundamente devotado, sem, todavia, abrir mão de sua independência. Assim o consultor tem que garantir o extremo envolvimento do cliente em tudo que fizer, de modo a que o êxito final venha ser a realização conjunta de esforços. Consultoria é um Serviço de Aconselhamento Os consultores não são chamados para dirigir organizações ou tomar decisões delicadas em nome de executivos desesperados. Eles são conselheiros e sua responsabilidade se restringe à qualidade e integridade dos conselhos que oferecem. Ao cliente cabe a responsabilidade decorrente da aceitação de tais conselhos. Evidentemente, no dia-a-dia da consultoria, há muita variações e graus do que se entende por “conselho”. Não apenas dar o conselho certo, mas também dá-lo de forma adequada e no tempo apropriado ( eis a habilidade fundamental de um consultor. ) angelo peres O cliente, por sua vez, precisa desenvolver a capacidade de aceitar e utilizar o conselho do consultor. Consultoria Provê Conhecimento Profissional e Habilidades Relevantes Um indivíduo se torna um consultor quando acumula considerável conhecimento de inúmeras situações e problemas organizacionais e quando adquire aquelas habilidades necessárias à resolução de problemas.
  3. 3. 10/05/2014 3 Competências do consultor Identificar problemas; Buscar e encontrar informações relevantes Analisar e sintetizar; Escolher entre alternativas de solução; Comunicar-se com as pessoas; Etc... Importante: O cliente também deve possuir esses tipos particulares de habilidades. Consultor Não é Um Santo Milagreiro Consultoria é trabalho difícil, sistemático, disciplinado, baseado na análise fria de fatos e na busca de soluções imaginativas, porém exeqüíveis. p&p consultores associados Um elevado comprometimento na solução de problemas da organização, aliado a uma cooperação íntima entre as partes, são no mínimo importantes para o resultado final quanto a qualidade do aconselhamento do consultor. Como Usar um Consultor ? Como detentor de conhecimento e competência técnica; Como supridor de auxílio profissional intensivo em base temporária; Como um observador externo e imparcial; Como patrocinador de argumentação que justifique a adoção de medidas predeterminadas.
  4. 4. 10/05/2014 4 Quem Usa Consultoria? A consultoria de organização como serviço profissional e como método para introduzir mudanças não está restrita a determinado tipo de organização ou economia. À medida que se desenvolvia, a consultoria estendeu-se a novas áreas da atividade humana e essa circunstância levou-a a diferentes padrões de especialização. A utilização de consultoria de organização tornou-se prática comum em todos os países. Na América do Norte, esta prática é mais difundida. Portanto, constitui importante segmento do setor de serviços profissionais. Os consultores são intimamente relacionados com a elaboração e a difusão de novos sistemas de administração, métodos e tecnologias, mesmo as mais avançadas. O uso adequado do conhecimento e das habilidades do consultor como forma de complementar a ação dos administradores tornou-se uma maneira de potencializar a efetividade gerencial e a capacidade competitiva da organização. A consultoria vem se desenvolvendo como um serviço externo e interno. Um consultor externo é, tanto administrativa quanto legalmente absolutamente independente da organização da qual trabalha. O consultor interno é parte integrante da estrutura da empresa que está sofrendo um processo de aconselhamento. REFERÊNCIAS: KUBR, M. Consultoria. Rio de Janeiro: Interamericana, 1980.

×