III Encontro de Portos da CPLP – Matos Fernandes – Porto de Leixões

  • 1,669 views
Uploaded on

Powerpoint de suporte à intervenção de Matos Fernandes, Presidente do Conselho de Administração do Porto de Leixões, APDL (Portugal), no III Encontro de Portos da CPLP, que decorreu nos dias 1 e 2 de …

Powerpoint de suporte à intervenção de Matos Fernandes, Presidente do Conselho de Administração do Porto de Leixões, APDL (Portugal), no III Encontro de Portos da CPLP, que decorreu nos dias 1 e 2 de Dezembro de 2010, no Centro de Convenções do Hotel Talatona, em Luanda.
Intervenção subordinada ao tema “O papel dos Portos e das Plataformas Logísticas como instrumento da cadeia de transporte”.
Integrada no painel “As infra-estruturas ao serviço da logística”, moderado por Marta Mapilele, Administradora Executiva da CFM (Portos e Caminhos de Ferro de Moçambique).
A organização do Encontro coube ao Porto de Luanda, com o apoio institucional do Ministério dos Transportes em nome do Governo de Angola.
A magna reunião reuniu responsáveis das administrações portuárias dos seguintes países: Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique e Portugal.
Aprofundar as relações de trabalho e de cooperação, incrementar as relações comerciais entre os portos e contribuir para melhorar as relações de transporte e comerciais entre o conjunto de países de língua portuguesa foram os objectivos primaciais do encontro, cujas conclusões se encontram disponíveis em
http://www.portosdeportugal.pt/sartigo/index.php?x=4349

Site oficial do III Encontro de Portos da CPLP disponível em http://www.cplpportos.com/

More in: Business , Technology
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
1,669
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
40
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. João Pedro Matos Fernandes Novembro 2010
  • 2. Conceito actual de logística
    • Processo estratégico (porque acrescenta valor, permite diferenciação, cria vantagem competitiva, aumenta a produtividade e rendibiliza a organização) de planeamento,implementação
    e controlo de fluxos de materiais , serviços e informação relacionada, desde o ponto de origem ao do consumo.
  • 3. Novos paradigmas da logística
    • Ultrapassamos a fase das cadeias organizadas “verticalmente” e com uma hierarquia clara de tomada de decisões, para uma outra de criação de
    I - Da concentração na cadeia de produção à valorização do cliente centros de excelência centrados na satisfação do cliente e de resposta rápida às oscilações do mercado.
  • 4. Novos paradigmas da logística
    • No limite, nada estará produzido enquanto não houver uma exigência da procura, o que obriga a um elevado grau de flexibilidade de toda a cadeia logística.
    II - Do planeamento a longo prazo às necessidades da procura
  • 5. Novos paradigmas da logística
    • As condições actuais de volatilidade do mercado tornam muito falíveis as previsões (de stocks), por isso, torna-se indispensável a obtenção de informação no final da
    III - Da formação de stocks à gestão da informação cadeia logística, que seja repercutida ao longo da mesma no sentido inverso, de forma a evitar a dependência da formação de stocks.
  • 6. Novos paradigmas da logística
    • A força comercial esta focada na procura e manutenção de clientes chave, sendo que o factor mais relevante do sucesso desta estratégia passa pela qualidade de serviço prestado e pela capacidade de aumentar a paleta de oferta de serviços, garantindo ganhos económicos para os clientes finais.
    IV - Do volume de negócios à estabilidade das relações com clientes
  • 7. Novos paradigmas da logística
    • V - Da competição directa à integração em redes ganhadoras
    O principal factor de sucesso de uma empresa é, cada vez mais, a forma como consegue utilizar os recursos e as competências dos seus parceiros da rede.
  • 8. Paradigma I Da concentração na cadeia de produção à valorização do cliente
    • Certificação do processo navio e os constantes inquéritos de opinião à qualidade do serviço;
    • Nova disponibilização de infra-estruturas para uma nova dimensão de navios e de serviços;
  • 9. Acessibilidades Marítimas Nova Ponte Móvel Navios de Maior Dimensão Fundos a -12 ZHL
  • 10. Nova Portaria / VILPL Acessibilidades Terrestres
  • 11. Terminal Multiusos
  • 12. Paradigma II Do planeamento a longo prazo às necessidades da procura
    • Flexibilização de tarifas
    • Novas ofertas de serviços;
    • Projecto das novas infra-estruturas com grande polivalência de usos (Plataforma Logística de Leixões)
  • 13. Uma plataforma logística portuária com 60 ha de dimensão, estruturada em dois pólos distintos mas ligados entre si e ao porto por uma via exclusiva, que inclui um terminal intermodal e serviços de apoio ao negócio logístico, aos veículos e aos camionistas. O que nos propomos fazer Plataforma Logística Portuária de Leixões
  • 14. A Vantagem da Localização
  • 15. Plataforma Logística Portuária de Leixões 100,0% 608 281 299 381 308 900 9) Total 1,3% 8 189 1 632 6 557 8) Outros 18,9% 115 000 48 000 67 000 7) Áreas verdes 13,6% 82 650 51 260 31 390 6) Circulação e estacionamento 1,7% 10 397 4 747 5 650 5) Serviços 0,6% 3 790 1 290 2 500 4) Apoio a camionistas 1,5% 8 975 - 8 975 3) Apoio a veículos 22,3% 135 781 62 805 72 976 2) Armazéns unicliente ou lotes 18,2% 110 720 60 343 50 377 1) Armazéns modulares % Total Pólo 2 Pólo 1  
  • 16. Pólo 1 Plataforma Logística Portuária de Leixões
  • 17. Plataforma Logística Portuária de Leixões Pólo 2
  • 18.
    • Criando condições para aumentar o valor da carga que passa por Leixões;
    • Fomentando a transferência modal;
    • Aumentando o volume de carga a passar por Leixões;
    • Atraindo novos operadores logísticos;
    • Melhorando os serviços prestados à carga.
    Com que objectivos directos Plataforma Logística Portuária de Leixões
  • 19.
    • Apoiando a competitividade das cadeias logísticas (tanto de importação como de exportação)
    • Criando emprego (cerca de 1600 postos de trabalho)
    • Melhorando o ordenamento das actividades já presentes no território
    • Reduzindo as emissões atmosféricas
    • Criando um ambiente favorável à partilha e ao desenvolvimento de novos negócios
    Induzindo outros Plataforma Logística Portuária de Leixões
  • 20.  
  • 21. Centro de Coordenação de Navios Paradigma III Da formação de stocks à gestão da informação
  • 22. Conceito de e-Port
    • A construção da Janela Única é um projecto muito complexo
    • compatibilizar as expectativas dos Actores do negócio portuário com as expectativas e prioridades da Administração Central é uma tarefa muito sensível, muito consumidora de recursos.
    • Os benefícios da Janela Única devem ser lidos da seguinte forma:
    • “ One stop shop ” entre uma determinada empresa e todos os organismos do Estado
    • “ One stop shop” entre um determinado organismo do Estado e todos os restantes intervenientes
    • Possível plataforma de e-business entre agentes económicos
    Enquanto um determinado organismo da Administração Central não disponha do seu Sistema Central, ou enquanto este não implemente determinada actividade, as delegações locais podem trabalhar directamente na plataforma, permitindo assim uma completa interoperabilidade Plataforma JUP Hospedada na Autoridade Portuária Autoridade Marítima Nacional Agentes de Navegação Despachantes Oficiais Carregadores Recebedores Operadores de Terminal Sanidade de Fronteiras PIF Alfândega Local Agentes Económicos Entidades Institucionais SEF Capitania do Porto Autoridade Aduaneira Nacional Outros Prestadores de Serviços Transitários e Brokers Autoridade Portuária Outros Service Desk Sistema Nacional SDS Sistema Nacional SIAM
  • 23. Tempo médio de despacho aduaneiro Nº de Contentores despachados electronicamente (TEU) Redução do tempo de permanência aliada à nova portaria Redução do consumo de papel Número médio de mensagens electrónicas por mês ►2008: 181.637 ►2009: 186.123 ►2010: 192.356 ► Total: 7.890.508 folhas A4 ► Terminais Públicos: 85 para 70 minutos (atendimento 6 minutos) ► Terminais Privados: 72 para 64 minutos (atendimento 3 minutos) ► Tráfego de Contentores: 80 para 44 minutos (atendimento 11 minutos) ► Total: 1.297.086 ► Não Comunitárias: 47 minutos ►Comunitárias: Antes atracação do navio
  • 24. Paradigma IV Do volume de negócios à estabilidade das relações com clientes
    • Apostas em ganhos incrementais
    • Relação directa com novos empreendimentos industriais
    • Manutenção das características plurais da procura
  • 25. Armadores que escalam Leixões
  • 26.
    • Apostas em ganhos incrementais
    • Relação directa com novos empreendimentos industriais
    • Manutenção das características plurais da procura
    • Uma estratégia muito centrada no cliente
    Paradigma IV Do volume de negócios à estabilidade das relações com clientes
  • 27. Criar valor, crescer e manter uma estrutura financeira equilibrada Aumentar os níveis de produtividade e reduzir os custos unitários Assegurar uma crescente utilização das infraestruturas Satisfazer os utilizadores de infraestruturas e serviços Melhorar a qualidade serviços prestados Assegurar maior eficiência e controlo de custos nos processos críticos Modernizar e aumentar a eficiência dos SI Desenvolver os níveis de competências funcionais, de liderança e estratégicas Aumentar os níveis de motivação Alargar os níveis de Alinhamento organizacional Melhorar os níveis qualidade ambiental Aumentar os níveis de segurança Desenvolver uma cultura e práticas de Sustentabilidade Aumentar a notoriedade e melhorar a imagem do Porto Ser excelente na oferta, na gestão, no desenvolvimento e na manutenção de infraestruturas e instalações Promover novos serviços: logistica, auto-estradas do mar e cruzeiros Planear e desenvolver o espaço portuário Assegurar a adequada integração na comunidade e na Região Temas estratégicos Promover acções comerciais que contribuam para a crescente orientação do PL para o meracdo Monitorizar as operações nas concessões portuárias Reforçar a gestão da área dominial Perspectivas Económico/ Financeira Clientes/ Mercado Processos Internos Aprendizagem/ Desenvolvimento Orientação para o cliente e para o mercado Eficiência portuária global Criação de valor e equilíbrio financeiro Sustentabilidade e envolvente
  • 28. Paradigma V Da competição directa à integração em redes ganhadoras
    • Afirmação como parceiro regional
    • Reforço do papel operacional da Comunidade Portuária
    • Presença nas novas dinâmicas associativas
    • Amadurecimento das relações com os concessionários
  • 29. TCGL – Terminal de Carga Geral e Granéis de Leixões
  • 30. TCL – Terminal de Contentores de Leixões
  • 31. Muito Obrigado