A ECONOMIA MARÍTIMA (AINDA) EXISTE?

2,255 views

Published on

Apresentação de suporte à intervenção de José Luís Cacho, Presidente do Conselho de Administração do Porto de Aveiro, no colóquio “A Economia Marítima (ainda) existe?”
Organização da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, integrada na VIII Semana Cultural da Universidade de Coimbra
3.03.2006

Visite-nos em www.portodeaveiro.pt, www.youtube.com/portodeaveiro , http://www.portodeaveiro.pt/portofolio/, http://www.portodeaveiro.pt/navegantes2005/ , e http://www.portodeaveiro.pt/natal/

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
2,255
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
23
Actions
Shares
0
Downloads
30
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

A ECONOMIA MARÍTIMA (AINDA) EXISTE?

  1. 1. Colóquio A Economia Marítima (ainda) existe? O PORTO DE AVEIRO: Passado, Presente e Futuro 3 de Março de 2006 VIII Semana Cultural da Universidade de Coimbra
  2. 2. PORTO DE AVEIRO: O Passado (Séc. XIII ao Séc. XX) 3 de Março de 2006
  3. 3. <ul><li>Enquadramento Histórico </li></ul>Diversas posições da abertura da comunicação da Ria de Aveiro com o mar, vulgarmente designada barra, A partir do séc. XIII
  4. 4. <ul><li>Evolução da barra 1500-1584 </li></ul>Ano 1500 - Período de esplendor da actividade económica e marítima de Aveiro. - Canais navegáveis para embarcações de alto bordo. Ano 1584 - Barra mudava muitas vezes ao ano. - Colocação de mastros para assinalar a sua entrada. - Vila de Aveiro dá sinais de decadência.
  5. 5. Ano 1808 - Abertura da barra de Aveiro (local actual) a 3 de Abril pelo Eng. Luis Gomes de Carvalho. Ano 1858 a 1863 - Construção do molhe norte e sua conservação e manutenção pelo Eng. Silvério Pereira da Silva. Ano 1874 - Desenho e construção do dique regulador de correntes pelo Eng. Von Haff. Evolução da barra 1808-1874
  6. 6. Construção dos cais do Porto Bacalhoeiro A partir de 1900: construção de pontes-cais e sua exploração para fins de pesca
  7. 7. Primeiros passos de Comércio no Porto Bacalhoeiro Primeiro Navio Comercial “Spurt” entra no Porto Bacalhoeiro, acosta na antiga ponte cais 13, para carregar 600 ton. de granito com destino à Bélgica. Dezembro de 1953
  8. 8. Primeiras Mercadorias – partir do ano 1950 <ul><li>Vinho em Garrafão das Caves da Bairrada; </li></ul>
  9. 9. Primeiras Mercadorias – partir do ano 1950 Carregamento de Telhas de cerâmicas locais
  10. 10. Primeiras Mercadorias – partir do ano 1950 Carregamento de madeira em toros
  11. 11. Primeiras Mercadorias – partir do ano 1950 Carregamento de pasta de papel
  12. 12. Construção do Terminal Químico -1957 Procura crescente da Sacor
  13. 13. Construção do Terminal Sul -1959 Procura Crescente da Portucel para exportação de pasta de papel.
  14. 14. Construção do Terminal Norte – 1985
  15. 15. PORTO DE AVEIRO: O Presente (2000-2006) 3 de Março de 2006
  16. 16. Plano de Expansão 2000-2006
  17. 17. Plano de Investimentos: o presente <ul><li>Investimento Global de 175 milhões de euros </li></ul><ul><li>(já realizado em 60%) </li></ul><ul><li>2006: Terminal de Granéis Sólidos - Execução da dragagem e parque logístico; </li></ul><ul><li>2008: Projecto ferroviário (Plataforma Multimodal em Cacia, ligação do porto de Aveiro à Linha do Norte – integrado no PIIP e OE 2006); </li></ul><ul><li>2009: Estabilização da barra à cota -12m e Construção da 3.ª fase da VCP; </li></ul>
  18. 18. <ul><li>Sector Comercial </li></ul><ul><ul><li>Terminal Norte </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Carga Seca; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Cais de 900 m + 250 m; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Terraplenos: 320 mil m 2 ; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Fundos -12 m Z.H. </li></ul></ul></ul>
  19. 19. <ul><ul><ul><li>Carga Seca; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Cais de 400 m; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Terraplenos: 40 mil m 2; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Fundos -7 m Z.H. </li></ul></ul></ul><ul><li>Sector Comercial </li></ul><ul><ul><li>Terminal Sul </li></ul></ul>
  20. 20. <ul><ul><ul><li>Carga Ro-ro e Contentores; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Cais de 450 m; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Fundos -12 m Z.H.; </li></ul></ul></ul><ul><li>Sector Comercial </li></ul><ul><ul><li>Terminal Ro -Ro </li></ul></ul>
  21. 21. <ul><ul><ul><li>3 postos de acostagem (terminal actual com Fundos -8 m Z.H); </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>3 novos postos (área </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>de expansão com </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Fundos -12 m Z.H.). </li></ul></ul></ul><ul><li>Sector Comercial </li></ul><ul><ul><li>Terminal de Granéis Líquidos </li></ul></ul>
  22. 22. <ul><ul><ul><li>18 postos de acostagem; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Fundos -6 m Z.H. </li></ul></ul></ul><ul><li>Sector de Pesca </li></ul><ul><ul><li>Porto de Pesca do Largo </li></ul></ul>
  23. 23. <ul><ul><ul><li>Cais Total 1620m; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Fundos -5 m Z. H. </li></ul></ul></ul><ul><li>Sector de Pesca </li></ul><ul><ul><li>Porto de Pesca Costeira </li></ul></ul>
  24. 24. Porto de Aveiro: HOJE <ul><li>5.º Porto a Nível Nacional; </li></ul><ul><li>Movimento de 3,3 milhões ton./ano; </li></ul><ul><li>Especializado em Carga Seca (Carga Geral e Granéis Sólidos) e G. Líquidos. </li></ul><ul><li>1.º em Carga Fraccionada (produtos metalúrgicos); </li></ul><ul><li>Terminal Sul e T. de Granéis Líquidos: exploração privada </li></ul>
  25. 25. Evolução do Tráfego no Porto de Aveiro – 1980 a 2004
  26. 26. Evolução Carga Fraccionada – 1990 a 2004
  27. 27. Evolução Granéis Sólidos – 1990 a 2004
  28. 28. Evolução Granéis Líquidos – 1997 a 2004
  29. 29. Tráfego Nacional (hinterland actual) 90% do Mercado Entre o Douro e Tejo Fonte: APA,S.A. - 2005
  30. 30. Portos Portugueses: evolução em 2005 Fonte: INE, Janeiro a Dezembro 2005
  31. 31. PORTO DE AVEIRO: O Futuro (Século XXI) 3 de Março de 2006
  32. 32. Porto de Aveiro: Vantagens Competitivas <ul><li>Excelente Localização Geográfica; </li></ul><ul><li>Bons Acessos Rodoviários </li></ul><ul><li>(os mais rápidos a Espanha); </li></ul><ul><li>Grande Capacidade de Acostagem; </li></ul><ul><li>Grande Capacidade de Terraplenos; </li></ul><ul><li>Elevado Potencial de Área logística. </li></ul>
  33. 33. Plano Estratégico: o Futuro Visão Estratégica para 2015 “ O porto de Aveiro será um dos mais dinâmicos e competitivos portos da Faixa Atlântica da Península Ibérica no transporte de curta e média distância e possuirá um amplo pólo de desenvolvimento logístico e industrial”.
  34. 34. Objectivos Estratégicos <ul><li>Alargar e Potenciar o Hinterland; </li></ul><ul><li>Realizar o potencial de Capacidade em Reserva Portuária (espaços para exploração industrial); </li></ul><ul><li>Melhorar a Oferta de Serviços Portuários; </li></ul>
  35. 35. Linhas de Orientação Estratégica <ul><li>Melhoria dos Acessos; </li></ul><ul><li>Ordenamento Territorial; </li></ul><ul><li>Passagem para um novo modelo de gestão - Landlord Port ; </li></ul><ul><li>Melhoria do Enquadramento Regulamentar e Organizacional; </li></ul><ul><li>Promoção da Actuação Comercial; </li></ul><ul><li>Envolvimento da Comunidade Portuária. </li></ul>
  36. 36. <ul><ul><ul><li>© APA, S.A. 2006 </li></ul></ul></ul>Obrigado pela Vossa Atenção

×