Uploaded on

 

More in: Education
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
1,519
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
13
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. ANO XIV - Nº 52 Impresso 3º. TRIMESTRE - 2005 Especial FLORIANÓPOLIS/SC 68001055/02-DR/SC Editora Sophos CORREIOS Jornal da Filosofia Fundamental - Centro de Filosofia Educação para o Pensar Portal da Filosofia: realidade, avanços e uma grande Rede Entrevista com o Prof. Dr. Antônio Joaquim Severino (USP) Pág. 3 Ampliação dos Núcleos - BH e PI Pág. 4 Filosofia na Educação Infantil Pág. 8 9º. Intercâmbio Regional de Filosofia Pág. 9 ENCARTE ESPECIAL - A Filosofia no Mundo Virtual
  • 2. Editorial (48) 3224-5671 • centro@centro-filos.org.br Portal da Filosofia: ESPAÇO realidade, avanços e uma grande Rede Ao continuar nossos trabalhos Opinião dos Leitores junto aos colégios, professores, alu- nos e seus familiares, construímos - Amigos, Agradeço suas palavras gentis e fico feliz ao saber do sucesso uma grande Rede de relações, liga- do Congresso. Felicito toda a equipe, pela garra, ousadia e efetividade nesta ções e ações filosófico-educacio- outra significativa construção, que tanto colabora para a emergência de uma nais. O Centro nos seus dezesseis nova Idade da Consciência, de amor à Verdade, Beleza e Bondade. anos soma esforços, conquista espa- Obrigado, também, pelo cadastro no site do Centro de Filosofia. Conte ços e solidifica sua liderança no en- sempre comigo, inclusive para ajudar na divulgação do próximo congresso, sino filosófico com uma proposta nesta terrinha do sonho do Dom Bosco! Abraço amigo, emancipatória. Roberto Crema - Brasilia/DF Juntos construímos sonhos co- muns e um grande trabalho filo- - Sou professor de filosofia na região de Itu (SP), lecionando nas duas sófico-educacional com a educa- maiores escolas da região, além de desenvolver projetos paralelos em outras. ção brasileira. Por isso nossas Além de professor, considero-me um militante a favor do estudo de Filosofia parcerias estão ampliando-se. Da- em todas as séries, por compreender o grande bem que isto nos proporciona. mos as boas vindas aos colégios Por esse motivo gostaria de me engajar no projeto e, para tanto, solicito mai- que estarão trabalhando nosso ores esclarecimentos. Programa junto aos seus alunos Muito obrigado, em 2006 (são muitos em todos os Profº. Aparecido Soares de Alcântara Filho - Itu/SP cantos do nosso país). Recebemos os novos parceiros responsáveis pelos Núcleos de Uberaba – Prof. João Mendes; de Uberlânida – Pro- - Prezados, acabei de receber o convite para o cadastramento e o fessores Luís Fernando e Maria de Fátima; da Região Metropolitana aceito prontamente. Espero receber informações a respeito de textos e de Belo Horizonte – Prof. Valdemar dos Santos e do Piauí – Prof. reflexões sobre filosofia. Sou mestrando em Filosofia Social pela PUC Eduardo José da Silva. Nossas parcerias estão cada vez mais ampli- de Campinas. ando-se, sendo grandes, duradouras e com benefícios aos colégios e Atanásio Mykonios - Campinas/SP professores das regiões onde o Centro estará mais presente. O Centro de Filosofia inicia um tempo de novos valores, de encarar - Parabéns pelo Projeto “Lute pela Filosofia”. Sou professora de História, desafios com garra, vigor e tenacidade, de mostrar persistência, de flexi- atualmente diretora do Departamento de História do município de Sorriso e bilidade e abertura em busca de parcerias, de ousar ser diferente, de ima- meu maior sonho é que possamos incluir a disciplina de FILOSOFIA em ginar, ser criativo, de explorar novas possibilidades, de soluções imedia- todos os níveis de ensino oportunizando aos 12.000 alunos das escolas muni- tas para desafios também inéditos. cipais a reflexão filosófica. O Portal da Filosofia que estamos divulgando no encarte especial Fátima Oliveira - Sorriso/MT está à disposição dos alunos, professores e pais. Um instrumento que certamente será muito utilizado por todos e que traz muita informação - Gostaria de obter mais informações sobre o “Projeto Corujas Itine- e formação educacional, filosófica. O Portal quer ser ponto de visita, rantes”, sou professora/mediadora aqui no município de Ilhéus, trabalhan- de consulta, de interação entre todos os envolvidos no ensino-apren- do com a Filosofia no ensino fundamental II e em forma de projeto no dizagem da Filosofia. fundamental I. Inclusive, um dos temas abordados no 1º. Semestre na 7ª. Convidamos VOCÊ para estar fazendo seu cadastro em nosso portal. série foi a simbologia da Filosofia. Receberá todas as informações, dicas, ajudas, relações entre o que você Cida Lôpo - Ilhéus/BA aprende e ensina. Participe organizando o seu Clube da Filosofia e cadas- trando-o em nossa página. Leia no encarte especial tudo o que temos no - Sou formada em Filosofia e atualmente estou estudando “Filosofia a Portal para lhe oferecer. Maneira Clássica” e professora de Educação Infantil, especificamente atuan- Motivo de orgulho são nossas produções que alcançam a 10ª. edição, do no pré III. Neste ano, a escola em que trabalho tem como base a Filosofia, e lançamentos filosófico-pedagógicos atualizados e condizentes com nosso em um verdadeiro educar. Quero cada vez me aprofundar dentro desse con- Programa e a realidade da escola que temos e queremos. Vale aqui ressal- texto, por isso solicito estar sempre sendo informada do material de vocês, tar a educação filosófica que se realiza consoco nas milhares de centenas bem como cursos, congressos, etc. de colégios em todo país. Também vislumbrar as possibilidades de sua escola estar presente e atuante em um Programa que busca uma educação Thais Guimarães - Curitiba/PR filosófica, que desenvolve um Sistema de Ensino Reflexivo – S.E.R. Aguardem muito mais novidades dentro em breve. - Sou professora de Filosofia e gostaria de participar do Projeto de Refle- Boas leituras e reflexões. Aguardamos sua visita no Portal da xão e Pressão para a manutenção/inclusão do ensino de Filosofia. Espero que Filosofia. possam me informar de que maneira participar! Direção do Centro de Filosofia Sandra - Santo Angelo/RS 2
  • 3. Entrevista (48) 3224-5671 • portal@portaldafilosofia.com.br Entrevista com o Prof. Dr. Antonio Joaquim Severino* (USP) OS DESAFIOS DA FORMAÇÃO HUMANA NA ATULIDADE CORUJINHA: Como se deu a sua trajetória até a educação? CORUJINHA: O senhor fala- Dr. Severino: A minha formação é em Filosofia. Na minha juventude, va da necessidade de consciência fui encaminhado pelo seminário. Mesmo depois de desistir da carreira ecle- das diferenças nos relacionamen- siástica eu me dediquei para as questões da fundamentação filosófica do tos. Como o educador pode ser um processo educacional. promotor de uma convivência har- mônica entre as diferenças? CORUJINHA: Quais os novos caminhos para uma formação humana Dr. Severino: O primeiro integral nos dias de hoje? passo evidente, que se espera de Dr. Severino: Todo o investimento que se faz pela educação deve ser uma formação antropológica e Prof. Dr. Antonio Joaquim Severino feito em todas as frentes. Todas as nossas sensibilidades precisam ser estu- filosófica é entender que os ho- dadas. Eu fui muito bem formado no campo intelectual e lógico, mas fal- mens não precisam ser iguais e que eles são diferentes. Mostrar que isso não tou o estético e corporal que não eram prestigiados no meu tempo. Quando é um critério de hierarquização das pessoas. Então, você precisa ensinar as crianças que todos são iguais, que alguns possuem limitações, qualidades e se fala numa educação integral, se fala da complexidade dos modos de defeitos, suas especificidades. Isso precisa ser trabalhado. O que acontece expressão humana. Não se pode negligenciar nenhum aspecto. Deve-se in- muito é a pedagogia desenvolver o modelo do perfeito. Quem se afasta dele vestir no desenvolvimento ético e político do educando, onde ele passa a sofre as conseqüências. É o trabalho de elucidação, com o apoio da filosofia, compreender a condição de membro de uma comunidade, a dimensão inte- de que as diferenças precisam ser reconhecidas como qualidades do processo lectual. Uma educação que passe a contemplar investimentos que abran- humano e não um desvio. jam todos os aspectos da nossa realidade, da nossa existência real. CORUJINHA: Essas diferenças seriam uma releitura do educando, seria CORUJINHA: Como se desenvolvem os fundamentos antropológicos e uni- o desenvolvimento de uma educação para o pensar? versais nos caminhos da educação? Dr. Severino: Esta é grande contribuição do esforço de reflexão autônoma. Dr. Severino: A tradição da metafísica tinha uma visão Não é uma questão de informação, mas de compreensão e universal do homem e queria forçar que cada indivíduo interpretação. É preciso reler a situação. Por condicionamento concreto-histórico entrasse no seu figurino. Hoje, há uma familiar e social, nós chegamos aos esteriótipos e preconcei- dimensão universal do homem. Ele é homem, pessoa hu- “O que acontece tos. Acabamos desejando que todos tenham a mesma visão mana, em qualquer circunstância. A expressão concreta se muito é a pedagogia de mundo. A pedagogia, fundamentada na filosofia, deve diferencia conforme as culturas. Você precisa levar em con- trabalhar estas questões. Mostrar que existem as diferentes desenvolver o modelo do raças, explicitar o que as pessoas são, as suas diferencia- ta as realidades reais que promovem estas diferenças. A humanidade é única e heterogênea. A educação precisa de perfeito. Quem se afasta dele ções. Que cada um não tenha o pensamento bitolado num mediações concretas para atingir seu horizonte. Por exem- modelo único de humanidade. sofre as conseqüências. plo, há violências de diversas formas em diversas socieda- des. Para combate-la é preciso saber que elas possuem ca- É o trabalho de elucidação, CORUJINHA: Como o senhor avalia a importância racterísticas próprias. Mas, independente da cultura o ho- dos congressos? com o apoio da filosofia, de Dr. Severino: Sou um grande entusiasta destes momentos. mem tem direito a dignidade. que as diferenças precisam Querendo ou não, estes são os momentos de reflexão interdis- CORUJINHA: Qual o papel do educador na concepção de ciplinar. Lá na escola, somos obrigados a desenvolver um tra- ser reconhecidas como balho mais especializado. Assim, nestes encontros todos po- um colaborador na construção do conhecimento num sistema tecnicista de educação? qualidades do processo dem discutir temas em comum e nos equipa para enfrentar com outros olhos os nossos trabalhos. Não podemos recusar a espe- humano e não um desvio.” cialidade, mas, integrá-la na interdisciplinaridade. As diferen- Dr. Severino: O professor não pode parar, mas deve criti- ças dos olhares não impedem a necessidade de um olhar unifi- car. Lutar contra este sistema tecnicista, sem deixar de edu- cador. Esta é a riqueza dos congressos, a reflexão coletiva. Isso car, é claro. É preciso ter lucidez para questionar os modelos. rompe paradigmas, ao ouvir pensamentos, propostas e críticas diferentes. E, na medida do possível, lutar contra estas adulterações que vão ocorrendo no processo educativo. *Conferencista no 3º. Congresso Nacional de Educação para o Pensar, em Julho/05 RELAÇÃO DOS NUFEPs - ( N ú c l e o s d e F i l o s o f i a E d u c a ç ã o p a r a o P e n s a r ) e s e u s r e s p o n s á v e i s Nosso Programa Educar para o NUFEP/Distrito Federal - DF ..................................... Lia ............................... (61) 8143.0038 ................ liabazzo@hotmail.com NUFEP/Grande São Luís - MA .................................. Isabel ........................... (98) 8121.3053 ................ filocoruja@yahoo.com.br Pensar: Filosofia com Crianças, NUFEP/Ceará - CE .................................................... Jayme .......................... (85) 231 7479 .................. jaopai@uol.com.br Adolescentes e Jovens quer oportu- NUFEP/Sul Fluminense - RJ ...................................... Teresa .......................... (24) 9819 5040 ................ teresaborges@gmail.com.br nizar a todos um estudo reflexivo, crí- NUFEP/Norte - SC ..................................................... Centro ......................... (48) 3224.5671 ................ centro@centro-filos.org.br tico e emancipatório. Lançar-nos para NUFEP/Manaus - AM ................................................ Manoel ........................ (92) 8803.9840 ................ manoeldejesus@yahoo.com.br NUFEP/Mato Grosso do Sul - MS ............................. Elizzete ....................... (67) 384.3655 .................. livrariadombosco@brturbo.com.br o estudo com mais afinco, dentro da NUFEP/Noroeste - RS ................................................ Centro ......................... (48) 3224.5671 ................ centro@centro-filos.org.br Filosofia e de outras disciplinas, tor- NUFEP/Grande Rio - RJ ............................................ Ângela ......................... (21) 2426.8379 ................ nufep.rj@globo.com nar-nos atentos para aprendermos NUFEP/Mato Grosso - MT ........................................ Sérgio .......................... (65) 6624 8068 ................ sdecezaro@ig.com.br NUFEP/Bahia - BA .................................................... Holdaque ..................... (73) 3613.0108 ................ nedicoesitabuna@uol.com.br com as crianças e os jovens naquilo NUFEP/Grande Florianópolis - SC ............................ Alberto ........................ (48) 9102.1467 ................ althomal@ig.com.br que eles têm para nos dizer e, juntos, NUFEP/Vale do Tijucas - SC ..................................... Piva ............................. (48) 3263.0576 ................ edgar@unetvale.com.br maravilharmo-nos, fazermos Filoso- NUFEP/Região Serrana - RJ ...................................... Márcio ......................... (24) 9811.7177 ................ marcioe@compuland.com.br fia. Uma Filosofia viva, encharcada NUFEP/Região Médio e Alto Uruguai - RS .............. Vicente ........................ (55) 3744.3187 ................ vicentesandeski@brturbo.com.br NUFEP/Grande Natal - RN ........................................ João ............................. (84) 9985.9644 ................ pires.joao@uol.com.br de vida em todas as dimensões. NUFEP/Região Metropolitana Curitiba - PR ............. Centro ......................... (48) 3224.5671 ................ centro@centro-filos.org.br CONHEÇA mais sobre os núcleos NUFEP/Espírito Santo - ES ....................................... Fátima ......................... (27) 3347 1079 ................ piagetassessoria@yahoo.com.br e sobre o Centro na nossa página. NUFEP/Uberaba - MG ............................................... João Mendes ............... (34) 3333.0886 ................ joaomendesbusiness@terra.com.br NUFEP/Piauí - PI ....................................................... Eduardo ....................... (86) 9991.0684 ................ eduardoliva1@hotmail.com Entre em contato com o NUFEP NUFEP/Uberlândia - MG ........................................... Luis Fernando ............. (34) 9997.0919 ................ luizfermartinelli@yahoo.com.br mais próximo de você. NUFEP/Belo Horizonte - MG .................................... Valdemar ..................... (31) 3364.2741 ................ ssvaldemar@yahoo.com.br 3
  • 4. Notícias dos Núcleos (48) 3224-5671 • centro@centro-filos.org.br NOVOS NÚCLEOS Projeto ORGANIZADOS PARA AMPLIAR O ENSINO DA FILOSOFIA * Centro de Filosofia NUFEP’s REALIZAM CAFÉ FILOSÓFICO O Centro de Filosofia Educação para o Pensar busca, a cada dia, consoli- dar a sua missão de promover uma educação reflexiva que conduz o educan- do no caminho para o pensar. Junto aos diversos Núcleos espalhados pelo país, construímos sonhos comuns e um grande trabalho filosófico-educacio- nal com a educação brasileira. Para que possamos estar cada vez mais próximos dos educadores e colégi- os que aderem ao Programa Filosófico-pedagógico, formamos novos Núcle- os de Filosofia Educação para o Pensar. A partir de agora o CENFEP se faz presente em Minas Gerais e Teresina com os Núcleos de Uberaba – Prof. João Mendes; de Uberlânida – Professores Luís Fernando e Maria de Fátima; da Região Metropolitana de Belo Horizonte – Prof. Valdemar dos Santos; do Piauí – Prof. Eduardo José da Silva. Para o Centro, estas parcerias tendem cada vez mais serem grandes, duradouras e com grandes benefícios aos colé- gios e professores das novas regiões onde o Centro estará muito mais presen- te. Em Porto Alegre (RS) estamos divulgando nosso material pedagógico e iniciando os contatos para um novo Núcleo. Os Núcleos do Rio de Janeiro, Distri- ral com o tema: Filosofia com crianças, Este crescimento confirma a qualidade e a dedicação dos educadores e to Federal e Grande Florianópolis reali- jovens e adolescentes. O café contou filósofos engajados neste Sistema de Educação Reflexiva. O Centro de Filo- zaram no mês de setembro os seus Cafés com a presença do Prof. Dr. Silvio Won- sofia vem investindo num corpo de profissionais qualificados para atuar na com Idéias. Abordando diferentes temas, sovicz que trabalhou a proposta filosófi- sua estrutura organizacional e agindo com competência em suas ações e rea- o projeto vem reunindo educadores e fi- co-pedagógica do educar para o pensar. lósofos de diferentes frentes de trabalho. A professora Maria das Neves, do CEN- lizações que se propõe. Professores com interesses em comum, FEP, apresentou o seu livro “Filosofan- Com os novos Núcleos queremos renovar nossa missão de levar este pro- que desenvolvem parcerias e encontram do com Fadas e Bruxas”, onde desenvol- jeto Filosófico-pedagógico para todo o país. Não medimos esforços para am- afinidades, promovendo interesse e moti- veu o trabalho de filosofia com crianças pliar a Rede de Educação para o Pensar, visitando escolas e professores para vação pelo Programa Educar para o Pen- a partir dos 3 anos de idade. A Prof. Vera apresentar nossa proposta. Nas próximas edições vamos partilhar no Jornal sar: Filosofia com Crianças, Adolescen- Costa debateu sobre a contribuição da fi- Corujinha as atividades e iniciativas dos novos núcleos. tes e Jovens. Aos poucos, vamos firman- losofia para desenvolver o pensamento do este projeto como um momento de for- em crianças de 6 a 10 anos. A Prof. Nad- mação e confraternização. jane partilhou o trabalho com seus alu- CEARÁ ALARGANDO FRONTEIRAS • Nos dias 19 e 20 de setembro, o NUFEP do Rio de Janeiro trabalhou o nos de 7ª. série sobre Ética na Política. Durante o intervalo foi divulgado o NA EDUCAÇÃO PARA O PENSAR tema “Caminhos ....pra quem sabe onde quer chegar: Revendo a prática Peda- 4º. Congresso Nacional de Educação para o Pensar e Educação Sexual que aconte- gógica em busca da Filosofia que se cerá no ano de 2007 em Brasília. Logo NUFEP/Ceará - CE deseja”. Para o primeiro dia foram con- após, o Porf. Dr. Sílvio Wonsovicz apre- vidados os professores da Educação In- sentou o songbook filosófico “Cantar é Estamos trabalhando intensiva- Filosofia Educação para o Pensar, fantil e Classe de Alfabetização. No en- Filosofar”. No encerramento houve lan- mente para a propagação do Pro- Prof. Dr. Sílvio Wonsovicz, estará contro, trabalharam a novela filosófica çamento de livros, sessão de autógrafos grama Filosófico-pedagógico visitando o Núcleo e participando “O meu quintal”. Já no dia 20 foram e sorteio de livros e camisetas. “Educação para o Pensar”. Diver- de diversas atividades que serão convidados os professores de Filosofia • No mesmo dia aconteceu no NU- no Ensino Fundamental com as novelas FEP/Grande Florianópolis, o Café com sas atividades foram agendadas agendadas. Todos que já trabalham filosóficas “O Menino e a Caboré” e “Ir- Idéias em parceria com a Secretaria de para os meses de setembro e outu- com nossa proposta e aqueles que mãos de Sangue”. Educação de São José/SC, evento que bro de 2005. Sempre com o intui- estão sensíveis em implantar este • No dia 24 de setembro foi o Café se realiza sempre no último sábado de to de agregar escolas para a rede projeto em suas escolas serão con- Filosófico do NUFEP do Distrito Fede- cada mês. de educadores e filósofos engaja- vidados a participar de palestras e dos numa cultura para o pensar. debates sobre o ensino da Filoso- *Veja em nosso Portal mais sobre este projeto Nestes meses foram visitadas fia. Além de estudantes dos cursos todas as escolas na Capital e no de Filosofia das universidades que interior do Estado que já trabalham desejarem conhecer nossa propos- conosco. Além destas visitas, o ta e nosso material de apoio. Du- NUFEP se fez presente com as no- rante a visita está previsto o lança- vas escolas na perspectiva de am- mento estadual dos novos livros da pliarmos o nosso trabalho na pro- Editora Sophos. porção de 50% para 2006. “Este é Em 2005 mais de vinte esco- o nosso propósito: ampliar a rede las do Estado do Ceará aderiram de escolas para o próximo ano. Por ao projeto pedagógico do Centro isso, já estamos engajados nas vi- de Filosofia Educação para o Pen- sitas de novas escolas”, explica sar, sendo que duas destas ficam Jaime Alencar, coordenador do localizadas na cidade de Limoei- NUFEP/Ceará - CE. ro do Norte, interior do Ceará. Eis Nos dias 8 e 9 de novembro, o o trabalho do núcleo, difundir o presidente nacional do Centro de ensino da filosofia para todos. 4
  • 5. Notícias da Rede (48) 3224-5671 • portal@portaldafilosofia.com.br CONGRESSO REGIONAL DE FILOSOFIA E EDUCAÇÃO PARA O PENSAR Centro de NUFEP/RJ Filosofia lança O NUFEP/RJ está promovendo, junto a Associação Fluminense de Orientadores Educacionais (ASFOE), o II Congresso Regional de Educação para o Pensar e o IV Encontro de Secretarias DVD sobre o 3° Congresso de Educação: Orientadores Educacionais do Estado do Rio de Janeiro nos dias 26 e 27 de outubro, na Universidade Estadual do Rio de Janeiro. Este será um espaço para todos os que acre- Nacional ditam numa educação reflexiva. O encontro propõe uma análise a partir de uma perspectiva espe- cífica da articulação do trabalho da orientação educacional com o programa Educar para o Pensar Filosofia com Crianças, Adolescentes e Jovens por meio da investigação ética, política e estética como condição fundamental para as nossas crianças, adolescentes e jovens. Através de conferências e palestras, serão apresentados aos congressistas os fundamentos Já está disponível o DVD com as pales- teóricos deste novo paradigma educacional. Serão analisados o papel da orientação educacio- tras do 3° Congresso Nacional de Educa- nal e seu relacionamento com a sociedade atual. A parceria entre as duas entidades promotoras ção para o Pensar e Educação Sexual que aconteceu em Florianópolis de 18 a 21 de do evento visa aprofundar a reflexão dos educadores num caminho que leve os educandos para junho. Atendendo a solicitações, o Centro uma reflexão para o pensar. de Filosofia produziu este material com o Na programação estão previstas conferências com a Profª. Drª. Madalena Freire com o tema: intuito de repassar os debates que movi- “Professor Aprendiz e Reflexivo de sua Prática” e com o Prof. Dr. César Nunes tratando o tema: mentaram o congresso. “Por uma Educação Emancipatória”. Para as palestras foram convidados os professores Dr. Sílvio Poderão ser solicitadas cópias específi- Wonsoviscz (CENFEP) e Drª. Mirian Grinspum (ASFOE/UERJ). O primeiro abordará a “Educa- cas de cada palestra ou uma coletânea com ção para o Pensar uma referência em todo o país” e a segunda tratará das “Novas Perspectivas da tudo o que aconteceu no evento. Os pedi- Orientação Educacional”. Estão previstas sessões especiais para a apresentação de trabalhos. dos deverão ser feitos diretamente com a Os interessados em participar poderão entrar em contato com a Prof. Ângela Paiva do NUFEP/ secretaria do Centro de Filosofia. RJ pelo telefone (21) 2426-8379 ou pelo e-mail: nufep.rj@globo.com. ÁLBUM DOS PENSADORES — FILOFILÓSOFOS — CENTRO DE FILOSOFIA APOSTA NA Somos philo – sophos, isto é amigos da sabedo- FORMAÇÃO DOS EDUCADORES ria. Mas o que é Filosofia? Uma resposta difícil, po- Pós-Graduação rém vários resolveram di- zer o que entendiam, en- Uma preocupação sempre presente nos dezesseis anos de atividades do Centro foi com a tre eles Aristóteles, Des- formação filosófico-pedagógica dos professores em seus colégios. Por isso o Centro sem- cartes, Locke, Heidegger, pre deu muita importância a formação filosófica de todos os que buscam conhecer e apro- Wittgenstein. fundar o entendimento do Programa Educar para o Pensar: Filosofia com Crianças, Adoles- Podemos dizer que fi- Sócrates centes e Jovens. losofar é procurar amoro- O Centro prepara, em parceria com seus Núcleos e com Instituições de Ensino Supe- samente (philo) pelo saber (sophia). Mas isso não é feito de qualquer modo ou ingenuamente. rior de várias partes do Brasil o seu curso presencial de Pós-Graduação. A Pós-Gradu- É sim uma reflexão crítica, a partir dos diferen- ação que está sendo preparada tem um enfoque filosófico-pedagógico e com uma práti- tes conflitos presentes na realidade. ca consistente. Conforme afirma o Prof. Dr. Silvio – “todos os educadores poderão A Editora Sophos está preparando um mate- estar participando pois queremos imprimir um caráter multidisciplinar no entendimen- rial especial para aproximar de nossos educan- to e prática de uma Educação Filosófica tão necessária aos dias atuais”. dos a vida e as obras dos grandes filósofos do A Pós terá a seguinte designação - Curso de Pós-Graduação “Lato Sensu” em EDUCA- nosso tempo e da nossa história. Queremos atra- ÇÃO PARA O PENSAR: POR UMA ESCOLA REFLEXIVA. Os interessados podem en- vés deste álbum trazer mais para perto das cri- trar em contato com o Centro. anças, adolescentes e jovens, além dos profes- sores e familiares, a História da Filosofia que SER - Sistema de Ensino Reflexivo faz parte da história do nosso mundo ocidental. Por isso um pouco dos grandes personagens que O Centro com sua estrutura em parceria com a Editora Sophos vem, ao longo de se tornaram verdadeiros “amigos, amantes... da Filosofia”. Lembrando que ao conhecermos um mais de uma década organizando um Sistema de Ensino Reflexivo. Todas as produções pouco mais sobre esses sábios, podemos tornar- filosófico-pedagógicas lançadas em suas Coleções buscam construir uma escola refle- mo-nos sábios pelo exemplo de vida. xiva e interdisciplinar. A dinâmica para completá-lo visa a intera- Em breve teremos muitas novidades para os colégios e professores pois a intenção do ção para a troca dos cromos e o conhecimento Centro é a realização de uma Educação Reflexiva em todos os segmentos escolares e de da vida e obra destes filósofos. Este novo títu- forma interdisciplinar. lo vem enriquecer as nossas Coleções Filosó- fico-pedagógicas. 5
  • 6. Centro de Filosofia (48) 3224-5671 • centro@centro-filos.org.br PARTICIPE CONOSCO DA CONSTRU 6
  • 7. Centro de Filosofia (48) 3224-5671 • portal@portaldafilosofia.com.br UÇÃO DE UMA ESCOLA REFLEXIVA 7
  • 8. Filosofia na Educação Infantil (48) 3224-5671 • centro@centro-filos.org.br Filosofia na Educação Infantil Col. Dom Bosco - Campo Grande/MS* O MEU QUINTAL A dinâmica apresentada aqui é fruto da experiência da Educação Infantil O livro foi pensado no Colégio Salesiano Dom Bosco do Mato Grosso do Sul. As professoras do para ser interativo. Por Pré III, Airlis, Genaine, Mônica e Stela, partilham a sua experiência em traba- isso cabe ao professor in- lhar a Filosofia com as crianças de sua classe. centivar os seus alunos a Quando se inicia um trabalho com Filosofia na Educação Infantil, propõe- desenharem, pintarem, se que a escola contribua para o desenvolvimento de uma nova sociedade, um construírem juntos e cada novo mundo, onde haja respeito pela personalidade de cada ser humano. Se quisermos um mundo melhor e mais compartilhado, não podemos então pri- um, o seu livro. Queremos var nossos alunos do aprender a pensar, aprender a refletir e a questionar. que cada aluno construa o Para isso, a nossa maior preocupação é garantir, na sala de aula, momen- “seu” quintal. tos reservados para conversas, discussões e reflexões mais profundas sobre Também não temos a os acontecimentos que fazem parte do nosso cotidiano e muitas vezes passam pretensão de estar abordan- por nós totalmente desapercebidos. Pensamos então, que com esse trabalho do todos os assuntos que haja um processo no entendimento e uma descoberta na ação de cada ser podem ser trabalhados com pensante. Nesse sentido é que planejamos nossas atividades. os alunos. Temos aqui um DINÂMICA DA FLOR caminho. Outros poderão e Objetivo: refletir sobre o tema “Mudanças e Movimentos” deverão ser trilhados pelos Atividade: professores e seus alunos. 1 - Os alunos recortam suas flores de papel e escrevem nas pétalas atitudes A preocupação foi pen- e o que podem mudar para uma boa convivência em sala de aula. sar em atividades (Vamos Brincar?) e em momentos de reflexão 2 - Coloca-se a flor na água para o movimento de abertura das pétalas. 3 - Reflexão em grupo. (Vamos Pensar?) que tivessem possibilidades de interdisciplinari- Nesta atividade propusemos aos alunos pensar e registrar na flor algo so- dade – alguns bem ao nível do entendimento das crianças, outras bre as nossas atitudes e o que podemos mudar para que tenhamos uma boa exigindo que elas se esforcem, junto com o professor, para ente- convivência em sala de aula. O movimento que a flor fez ao ser colocada na der. Pensamos assim para que haja um progresso no entendimento água simbolizou as nossas mudanças de atitudes que podem ocorrer, promo- e uma descoberta na ação. vendo harmonia no ambiente. Cada atividade realizada em sala poderá ter seu planejamen- A dinâmica proporcionou um importante momento de reflexão no grupo. to e sua avaliação desenvolvidos com os alunos, para que pen- *Atividade realizada a partir do livro O Meu Quintal. sem no que estão fazendo e investiguem as implicações das ati- tudes e atividades envolvidas nos jogos, brincadeiras e discus- FILOSOFANDO COM sões realizadas. FADAS E BRUXAS Com este material queremos que professores abram espaço na sala de aula para a construção conjunta das atividades e, se possí- vel, da confecção dos materiais necessários, reservando momentos “Ser filósofo é amar o saber e viver, desde para a conversa sobre o processo ocorrido. a mais tenra idade em busca da verdade”. Era uma vez uma linda fada chamada Sugerimos a seguir alguns passos na organização de uma aula Cuidado, uma boa bruxa chamada Portugal, de Filosofia com Crianças na Educação Infantil: uma simpática professora chamada Neves e • Vamos Brincar? O convite desloca, movimenta e impele para 16 crianças do jardim I (...). Todos adoram a organização das atividades e materiais. embalar fantasias, ao mesmo tempo em que • Vamos Pensar? Cada professor através de um relaxamento ou ensinam e aprendem um monte de coisas, de uma música escolherá a melhor preparação para este momento de um jeito tão disfarçado que as crianças aca- bam ficando sabidas quase sem se dar conta avaliação e discussão. do que vão aprendendo. Pó Mágico? Poção Colocamos algumas questões para ajudar o professor e também Mágica? Não, Filosofia. os alunos durante o processo de aprendizagem e construção da Co- Filosofando com Fadas e Bruxas com munidade de Aprendizagem Investigativa – CAI: crianças a partir dos 3 anos: • Como foi nossa atividade? Todos participarem? O que fize- – “Trata-se de um texto que incentiva o ram? Por que não houve participação de alguém? O que temos professor da Educação Infantil a trabalhar que fazer para todos participarem? Quais os problemas encon- com prazer sugerindo-lhe ações, motivos, expectativas e resultados. A luta entre o bem trados? Como foram resolvidos? Como evitar da proxima vez? e o mal presente em cada ser humano e na Será bom repetir a atividade? O que aprendemos? Que outras realidade é incorporada à história nas pessoas da fada e da bruxa. Pensar sobre os idéias tivemos?... feitos da bruxa proporcionou reflexão sobre a postura pessoal de cada um. Isso é Toda a história O Meu quintal, gira em torno do galo Fi e da fazer Filosofia aplicada. Há aqui um forte apelo em vencer o mal pelo bem e uma coruja Filó, sugerimos que esses personagens possam ser utiliza- visão triunfalista pois a bruxa se torna boa.” (Profª. Drª Gersolina A. de A. Lamy) dos nas mais diversas atividades. Queremos que você utilize com – “Minha expectativa é apresentar aos professores de criança pequena uma proposta que busque na Filosofia, no lúdico, nas brincadeiras, uma forma de os alunos essas duas figuras tendo em mente que o galo é aquele trabalhar com prazer o Cuidar e o Educar na Educação Infantil, sem a pretensão que procura “prever” como serão feitas as atividades. Portanto, de oferecer uma receita ou dar um direcionamento pedagógico. Entendemos que como aquele que procura pensar antes de fazer algo. Já o aluno não se ensina Filosofia, mas, nos diferentes espaços educativos formais ou in- que fará o papel da coruja irá pensar na atividade feita e suas im- formais, deve o educador como mediador criar condições para o filosofar e as- plicações, fazendo perguntas de avaliação. sim alcançar o objetivo de filosofar na e com a infância” (Profª. Maria das Ne- Professor da Educação Infantil, conheça e trabalhe junto aos ves Linhares Prujansky) Entre em contato com a autora e saiba mais como fazer este trabalho filosó- seus alunos esse material reflexivo. fico com seus alunos e escola – filosofandocomfadasebruxas@yahoo.com.br 8
  • 9. Filosofia na Educação Fundamental (48) 3224-5671 • portal@portaldafilosofia.com.br ÉTICA NA CONVIVÊNCIA: UM ENCONTRO POSSÍVEL Alunos participam do 9º. Intercâmbio Regional de Filosofia Colégio Mãe do Divino Amor - Arapongas/PR DEPOIMENTOS “Não será em poucas palavras que con- seguirei demonstrar toda a minha felicida- de, mas vou tentar. Esse intercâmbio foi muito importante e emocionante para mim, desde o convite para ser monitora até as ati- vidades. Houve grande mudança em tudo, o nome que antes era encontro filosófico e passou a se chamar intercâmbio filosófico. Surpreendente, pois envolvia toda hora cultura e filosofia, que contribuiu para o enriquecimento e o êxito cultural de todos ali presentes.Muito marcante foi ser cha- mada para ser monitora, emocionante, não tenho explicação.” Bárbara Vieira de Mello - 7ª . B/CMDA “O Intercâmbio Filosófico foi bem legal. Passamos o dia todo com o Nobel, teve café Os alunos da 5ª. série do Colégio Mãe do no as reflexões filosóficas. A realização de mais da manhã, almoço e no período da tarde teve Divino Amor, em Arapongas e Colégio Nobel este acontecimento contou, sem dúvida, com a um lanche. O Professor Valdecir Veloso deu de Maringá, se reuniram no dia 26 de agosto contribuição de muitas pessoas e instituições, den- uma palestra para nós. Nessa palestra ele para um grandioso intercâmbio filosófico. O tre elas, o SINPRO (Sindicato dos professores falou que devemos sempre ser amigos e que encontro foi organizado pelos educadores do Particulares de Londrina e Norte do Paraná) que devemos nos conscientizar que as nossas Colégio Mãe do Divino Amor e teve como tem apoiado incansavelmente eventos educacio- idéias são fundamentais para o nosso con- tema de discussão - “Ética na Convivência: um nais. Lembramos ainda de um grupo de 20 alu- vívio. Devemos pensar antes de agir, os nos- Encontro Possível”. nos da UNOPAR do Curso de Educação Física sos atos podem prejudicar os outros. A gin- O principal objetivo do evento foi investi- que se responsabilizaram em dinamizar a ginca- cana foi muito legal, fomos separados em gar a importância da ética na convivência, ten- na filosófica. Destacou-se também, a presença grupos pela cor da camiseta e tiveram bas- do, como pressuposto, a consciência de que a de alunos da 7ª. - 8ª. e Ensino Médio que contri- tante brincadeiras. Nós também assistimos responsabilidade moral se estende a todos nós. buíram na monitoria das atividades. a um filme e tínhamos que responder a umas Ou seja, somos responsáveis, buscamos ações Foram inúmeros os esforços dedicados neste perguntas sobre o filme. Cantamos umas com princípios e valores válidos e aceitos por evento que se traduziram em sucessos, vitórias, músicas incluindo o hino da Filosofia. Re- e para todos. A nossa ação é condição de pos- sorrisos e conhecimentos. O Centro de Filosofia almente quando pensamos antes de agir, nos- sibilidade de toda ética e de construção de um Educação para o Pensar parabeniza a iniciativa dos sos atos são mais responsáveis.” mundo mais solidário. Almejamos uma funda- colégios, as parcerias entre pais, alunos e institui- Laryssa Mayara Polastri 5ª. A mentação ética mais humana, aonde o ponto ções. O sucesso é de vocês, a vitória é da educa- de partida e de chegada seja o ser humano em ção, da Filosofia e da formação de novos cidadãos. “Parabenizo infinitamente a todos pela toda sua complexidade. Queremos que estes intercâmbios continu- realização deste evento. Com certeza são ati- Durante o dia foram desenvolvidas diversas em e mais Colégios do Norte do Paraná venham vidades como estas que fazem a educação atividades, como palestras, trabalhos em equi- participar. ser diferente. Precisamos nos unir sempre pe, jogos, brincadeiras interati- mais, pois é nesta parceria entre escola e fa- vas, gincana filosófica e outras mília que contribuiremos na formação de mais. Todas as atividades busca- jovens e crianças mais críticos, justos e com- vam mostrar a importância da prometidos com a ética. Parabéns a equipe obediência às regras para o con- organizadora”. vívio coletivo. Durante as refle- Denize de Fátima Branco Manfrin, mãe xões o professor, mestre em Fi- do aluno Matheus Branco Manfrin 5ª. B losofia, Valdecir C. Veloso des- tacou veementemente a impor- tância de sermos responsáveis “Foram momentos maravilhosos, pois por nossos atos. Todos somos como discentes universitários tivemos a responsáveis por nós e por todos. oportunidade de colocar na prática as teo- Ser ético é ser responsável pelas rias acadêmicas que aprendemos. Agrade- ações, afirma Veloso. cemos imensamente a direção do Colégio Desta forma os alunos foram Mãe do Divino Amor pela oportunidade”. trocando experiências e conheci- Rafaeli Gomes Ganacin - Aluna do mentos, trazendo para o cotidia- Curso de Educação Física UNOPAR 9
  • 10. Filosofia na Educação Fundamental (48) 3224-5671 • centro@centro-filos.org.br FILOSOFIA Paradidáticos Filosóficos Professores analisam novos títulos da Coleção PROJETO DE LEI A Editoria Sophos e o Centro de Filosofia Educação para o Pensar ampliam seu Sistema de Ensino Reflexivo- ESTÁ PARADO NA SER, desencadeado pelo Programa Filosófico-pedagógico Educar para o Pensar: Filosofia com Crianças, Adoles- centes e Jovens. A Coleção Paradidáticos Filosóficos é composta de histórias reflexivas, críticas e criativas. Livros para levarem as pessoas, em todas as idades e em todos os tempo escolares, a terem uma visão de mundo, do outro CÂMARA FEDERAL e de si mesmo. Os livros que compõem esta coleção servirão para trabalhos nas aulas de Filosofia, bem como para atividades interdisciplinares, envolvendo as diversas áreas de aprendizagem na escola. Também oportunizarão uma série de reflexões sobre situações humanas existenciais. Convidamos a todos os professores a conhecerem e analisarem estes novos títulos da Coleção Paradidáticos O Projeto de Lei 1641/2003 altera dispositi- Filosóficos. Para alunos de 1ª. a 4ª. série, oferecemos os títulos: “Águas da Vida” e “Joana, a coruja filósofa”, de vos do art. 36 da Lei n° 9.394, de 20 de dezem- 5ª. a 8ª. série: “Miro, o poeta” e “O Palavreiro”. bro de 1996, que estabelece as Diretrizes e Ba- ses da Educação Nacional e visa incluir a Filo- • Águas da Vida - Inês Stanisiere sofia e a Sociologia como disciplinas obrigató- “As guerras do século XX foram por petróleo, as do século XXI serão por água potável”. rias no ensino médio. Foi apresentado em plená- Por causa dos problemas da água no planeta, as folhas mais velhas da família de Jujuba (uma folha-menino do último Jequitibá Vermelho daquela região) come- rio no dia 07 de agosto de 2003, ainda tramita na çam a morrer de secura! Câmara dos Deputados e aguarda, na Mesa Di- Jujuba fica triste, mas, ao mesmo tempo, resolve partir para uma grande viagem retora da casa, a deliberação de recurso. ao redor do planeta, para investigar o que está acontecendo. Então, ele despede-se Diante da estagnação deste projeto de lei não dos pais-folhas e sai para a grande aventura. Leva um caderno de anotações (pre- podemos cruzar os braços na luta por uma edu- tende, na volta, escrever uma grande reportagem sobre o assunto) e alguns apetre- chos na sua mochila. Assim parte para a sua grande viagem. cação para o pensar. Queremos estabelecer uma “rede” que se constituirá em torno de um gran- de Projeto Coletivo que possuirá a abrangência de uma pesquisa sobre o ensino da Filosofia em • Joana, a Coruja Filósofa: História da Filosofia Grega com Crianças - Isabel F. Furini A floresta guarda muitos mistérios. Um deles é uma Coruja que decide ensinar filosofia todos os níveis de ensino na escola brasileira. aos bichos. O nome da Coruja é Joana e não é uma Coruja batuqueira, não. É uma Coruja Portanto, um movimento de defesa da perma- filósofa e estuda os filósofos gregos: Tales, Pitágoras e Heráclito. nência e ampliação dos espaços da disciplina Joana, a coruja também encoraja os alunos à pensar. Por exemplo: O que é filosofia de de Filosofia com Crianças, Adolescentes e Jo- vida? O que é melhor, ser guerreiro ou ser pacífico? Divertir-se ou bater nos outros? Os vens, tendo por finalidade uma Educação Refle- bichos da floresta discutem sobre isso. A Coruja dá liberdade para os alunos discutirem o tema e ter suas próprias idéias. A Coruja Joana quer ver seus alunos estudando, pensando, xiva. Juntos, daremos os seguintes passos: discutindo temas de Filosofia. De repente algo acontece que deixará a turma da floresta a) levantamento dos dados locais e regionais, intrigada: alguém roubou o livro de Filosofia e os óculos da professora Joana. Os bichos como pressuposto básico, para conhecer a realida- saem em busca do culpado. A Onça aguça seus ouvidos, parece escutar alguma coisa.... de do ensino da Filosofia nas escolas brasileiras; Quem será o ladrão e porque roubaram o livro da Coruja? Será alguém que odeia a Filo- b) elaboração, a nível nacional, de sofia? Será alguém que ama a Filosofia? O ladrão será apanhado? Será castigado? Des- cubra junto com a Coruja Joana e aproveite para conhecer três grandes filósofos da Antiga Grécia. proposta(s) de um currículo mínimo para a dis- ciplina de Filosofia com crianças, adolescentes e jovens, considerando as experiências em ní- • Miro, o Poeta - Nuno Nunes veis nacional e local; “De filósofo, poeta e de louco, todos nós temos um pouco” A história de um menino que para ajudar a mãe vendia iscas para pesca. “Miro sem- c) recuperar, via Internet e outros meios ma- pre foi um garoto honesto. Sua mãe dizia que todo trabalho deveria ser feito com teriais a importância e situaçäo do ensino e apren- dignidade e que isso era tudo para o ser humano. Ele acreditava muito naquela idéia, dizagem filosófica em todos os segmentos e eta- apesar de não gostar muito da idéia. Vendia minhocas para ajudar a manter a casa, pas de vida. trabalhava desde pequeno ajudando seu avô, porém, quando o velho adoeceu, era Os interessados em participar desse projeto ele quem pegava no pesado sozinho. Na verdade, o menino queria mesmo era brin- car, soltar pipa, jogar bola, nadar na praia. Isso sim ele acreditava ser digno de um de reflexão e pressão para a manutenção/inclu- ser humano. O trabalho deveria ser um prazer, e não uma obrigação para poder são do ensino da Filosofia em todos os segmen- sobreviver. Miro pensava que dignidade era viver a vida com felicidade, ainda mais tos escolares poderão estar entrando em contato quando se é criança. Aliás, como aprendeu com seu velho avô, Miro queria ser cri- com o Centro de Filosofia Educação para o Pen- ança para sempre! sar - www.centro-filos.org.br cadastrando-se para receberem informações e também participarem • O Palavreiro: Brincando com palavras, descobrindo mundos! - Nuno Nunes das formas de luta propostos. “As palavras que usamos para nos compreender são como ferramentas, peças de Todas as informações e disposições estarão um jogo, e, descobrindo as regras desses “jogos de linguagem”, poderemos enten- sendo lideradas para que sejam socializadas aos der melhor o mundo em que vivemos” Na intenção de elaborar um livro que fale da Filosofia, mas não de sua tradição e de sua demais interessados pela Internet. Bem como es- história, que se mistura com a história do Ocidente, porém, tentando contar, num texto tamos à disposição para discutirmos formas de acessível para crianças e jovens, o grande debate sobre a Filosofia da Linguagem que têm luta para que o Ensino da Filosofia possa estar travado os filósofos nos últimos tempos em todo o mundo, apresentamos esta novela. efetivado em todos os segmentos escolares na Entretanto, os problemas atuais da Filosofia não poderiam ser apresentados, sem tocar- Educação brasileira. mos no nome de Ludwig Wittgenstein, um grande pensador nascido em Viena, na Áus- tria, que viveu de 1889 a 1951. É preciso pressionar os congressistas para a Desse modo, inspiramo-nos no que Wittgenstein aborda na segunda parte de sua aprovação do Projeto de Lei 1641/2003 e ampli- vida, na obra Investigações Filosóficas. Sua proposta era ver as questões filosóficas ar a Educação para o Pensar em todos os níveis não como perguntas a que não se pode responder, mas como perguntas mal formuladas e com sérios “pro- escolares. Por isso, venha conosco blemas de linguagem”. As palavras que usamos para nos compreender são como ferramentas, peças de um jogo, e, descobrindo as regras desses “jogos de linguagem”, afirmava ele, poderemos entender melhor o LUTAR PELA FILOSOFIA! mundo em que vivemos. 10
  • 11. PROJETO P.E.A.PAZ (48) 3224-5671 • portal@portaldafilosofia.com.br PROJETO PENSANDO E AGINDO PELA PAZ O Projeto Pensando e Agindo pela Paz, quer colaborar para que seus participantes, desde crianças, tornem-se, pouco a pouco, cidadãos plenos, conscientes, esclarecidos, criativos, críticos, participativos, capazes de realizar ações em equipe, solidários, autôno- mos e, sobretudo, éticos. Tem como um de seus pressupostos valorizar o contexto e a realidade de cada comunidade escolar, sugerindo e incentivando o desenvolvimento de projetos filosófico-pedagógicos que promovam a cultura da paz. “A violência é uma manifestação exterior de nosso estado interior, assim como a guerra, espécie de degeneração do conflito, é o resultado coletivo de nossas ações individuais. Portanto, é em nossa consciência que precisamos iniciar a transformação.” Pierre Weil RESGATANDO O SENTIDO DA VIDA SENSIBILIDADE Os desafios da crise de passagem que atravessamos nos convoca a descobrir novas respostas. Elas não devem ser procuradas no mundo externo, mas no inte- Colégio Equipe Grau - Nova Iguaçu/RJ rior de cada ser humano. Os avanços científicos, o uso inconseqüente dos meios naturais e tecnológi- A unidade de Nova Iguaçu realizou com os alunos da 6ª. série uma ativi- cos vem provocando a escassez dos elementos básicos para nossa sobrevivência dade que visava desenvolver a sensibilidade. Acompanhe abaixo a descrição e exaurindo o equilíbrio físico-químico da Terra. A atitude utilitária, desencade- da atividade e as impressões dos alunos através da poesia. ada pelo estilo de vida competitivo e direcionado para o prazer, converte tudo em objeto de lucro e de posse. Como resultado desse consumismo desenfreado, Leitura do texto: SENSIBILIDADE vemos a destruição dos ecossistemas planetários, o abismo cada dia maior entre excluídos e incluídos, a degradação dos valores, e outras tantas doenças do “Ter” Estratégia: trabalho de leitura em grupo. Cada grupo leu o texto e depois e do esquecimento do “Ser”. debateu a mensagem. Foi aberto dentro da Comunidade de Aprendizagem Investir na cultura do ser, no resgate do profundo sentido da vida é missão de Investigativa a ação dos colegas com o menino e debatemos a seguinte todos. Colocar ordem, equilíbrio e harmonia em nosso interior, inocular quali- dade em nossos pensamentos, emoções, atitudes e ações é uma tarefa prioritária. pergunta: Enquanto educadores, trabalhando em comunidades de aprendizagem, te- Por que os meninos foram considerados sensíveis? mos um espaço privilegiado de participação no desenvolvimento humano. Este Respostas: eles voltaram para ajudar; Eles se colocaram no lugar do ou- privilégio implica na grande responsabilidade de facilitar aos educandos o auto- tro; Não se preocuparam em ganhar. conhecimento, a prática da autocrítica, a autoria de seu próprio processo de Cada aluno pegou uma pergunta leu e deu a sua opinião sobre o que pensa. transformação, a receptividade à ação do outro, a interação com o meio. Perguntas: O que importa nessa vida é ajudar os outros a vencer? Uma educação para a autonomia e para o autoconhecimento não pode ser Ás vezes precisamos diminuir o passo e mudar o curso? Quando? reducionista, compartimentada. Ao suscitarmos questionamentos sobre nossa O que é ser deficiente de sensibilidade? Você conhece alguém com essa origem (quem somos, de onde viemos, para onde vamos), nossos medos e dese- deficiência? jos, oportunizando o diálogo, através das investigações e discussões propostas, estamos facilitando o contato com a vastidão e o mistério do ser humano. Trans- DISCUSSÃO FILOSÓFICA: cendendo o racionalismo e buscando acolher a humanidade, do educando, em sua totalidade – razão, sensação, sentimento e intuição. – O que é ser sensível? Nas palavras de Roberto Crema: “A vida é a grande mestra, a grande Vida... – Sensibilidade é a mesma coisa que ser sensível? e educação é facilitar um terreno propício, fértil, para que o aprendiz da Gran- de Vida possa se tornar quem ele é: nem mais, nem menos! É isso que significa – Quando digo que aquela pessoa é sensível o que estou querendo dizer? educação: facilitar que cada um encontre a sua palavra.” – Você se considera uma pessoa sensível? Precisamos estar conscientes que só desencadearemos esse processo se o esti- – Podemos dizer que uma pessoa que chora ao ver um filme é sensível? vermos vivenciando em nosso interior. É primordial investirmos constantemente em nós mesmos, nos talentos que nos foram confiados, em nossa plenitude como seres Registro: cada aluno levou como tarefa de casa ler o texto para alguém humanos, para que possamos alcançar nossa plenitude enquanto educadores. que considerasse sensível e abrir um debate sobre o texto. Depois registrar Sandra Magalhães Albertino. o que ficou de aprendizagem. Londrina – PR. S ou feliz porque promovo a paz! FILOSOFIA O s que mantêm a paz, também são felizes. L eia mais sobre a paz e a solidariedade. I maginem o caminho de Deus. NAS ESCOLAS D os amigos que tenho, Ele é o melhor. A migo é quem ajuda a todos: R ico de coração, I nteligente, E strela da paz! O tema da Campanha da fra- Em Filosofia, estudando sobre D eus é vida, é paz, ternidade 2005, SOLIDARIE- “imaginação” a professora Claudia A mor! DADE E PAZ, continua presente Aparecida Busquim desenvolveu vá- D edique seu tempo, E stude e construa a paz! no nosso cotidiano escolar e te- rias atividades com seus alunos, den- mos como objetivo a leitura re- tre elas criação de frases, desenhos E u sou feliz flexiva e crítica sobre o mundo e acrósticos. acerca da realidade. O trabalho é Confira! P az para todos os povos interdisciplinar. A mizade entre todas as nações Z AP (= PAZ) 11
  • 12. PROFESSOR! Em 2006 adote a 10ª. Edição – Ampliada e Renovada 5ª. série 6ª. série 7ª. série 8ª. série Coleção Filosofia O Início de Uma Mudança ENTRE EM CONTATO PELO FONE (48) 3222-8826 Veja nosso Catálogo no site www.editorasophos.com.br