Your SlideShare is downloading. ×
Cultura de massa: que cultura? E que massa?
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Cultura de massa: que cultura? E que massa?

3,828

Published on

Aula inaugural ministrada com Carol Kirsch para o curso técnico de Administração de Empresas da Instituição Evangélica de Novo Hamburgo - IENH, ministrada em 2011

Aula inaugural ministrada com Carol Kirsch para o curso técnico de Administração de Empresas da Instituição Evangélica de Novo Hamburgo - IENH, ministrada em 2011

0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
3,828
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
57
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Cultura de massa: Que cultura? E que massa? Caroline Kirsch, pesquisadora de moda Poliana Lopes, jornalista Mestrandas em Processos e Manifestações Culturais Universidade Feevale
  • 2. O que é cultura? É a produção global de um povo, envolvendo não só a produção que abrange ideias, mas também a produção material, resultado da prática humana. Língua – música – visual – artes plásticas – hábitos de consumo – produção artística
  • 3. Quem é essa massa? Dados: pesquisa O Observador 2011/Ipsos Public Affairs Classe A/B: 21% / Classe C: 53% / Classe D/E: 25%
  • 4. E quanto ela tem para gastar? Renda média mensal em 2010 – R$ 1.557 • Classe A/B – R$ 2.983 • Classe C – R$ 1.338 • Classe D/E – R$ 809 Dados: pesquisa O Observador 2011/Ipsos Public Affairs
  • 5. E o que essa nova massa quer? Média Nacional Região Sul Móveis 40% 49% Eletrodomésticos 38% 47% Lazer/Viagem 32% 39% Telefone Celular 25% 34% TV, Wi-Fi, Vídeo 20% 23% Computador casa 20% 23% Decoração 19% 32% Carro 18% 22% Propriedades 11% 1% Dados: pesquisa O Observador 2011/Ipsos Public Affairs
  • 6. Pensando sobre a massa... Quando refletimos sobre a massa e o que ela consome – bens físicos reais/simbólicos ou culturais – deve-se considerar o que há disponível no mercado.
  • 7. Pensando sobre a massa...
  • 8. Pensando sobre a massa... • Alta cultura de massa – grandes produções, requerem uma “enciclopédia”maior por parte do consumidor: • Baixa cultura de massa – são as paródias, uma depauperação da cultura, falsificação da cultura com fins comerciais: filmes como Senhor dos Anéis, Cisne Negro (blockbusters) • Média cultura de massa – trabalha o cotidiano, tem acesso mediano: histórias em quadrinhos, novelas, rock’n’roll, seriados House e CSI filmes trash, reality shows, Zorra Total
  • 9. Pensando sobre a massa... • É importante destacar que não é somente a qualidade estética do produto que define em que categoria ele se encaixa; • A lucratividade é, em muitos casos, o principal fator de definição destes três níveis de cultura estabelecidos por Eco.
  • 10. Uma forma de ver a cultura de massa Visão dualista estabelecida por Umberto Eco, que analisa a cultura de massa a partir de conceitos simples: RUIM X BOM Apocalípticos X Integrados
  • 11. Apocalípticos
  • 12. Apocalípticos "As pessoas [...] afirmam que o próximo tem direito, sem dúvida a certos bens fundamentais, como casa, comida, instrução, saúde [...]. Mas será que pensam que seu semelhante pobre teria direito de ler Dostoievski ou ouvir os quartetos de Beethoven?” Antonio Candido
  • 13. Apocalípticos • Consideram que os meios de comunicação de massa homogeneizam o público e se baseiam em “médias de gosto”, sem grandes inovações
  • 14. Apocalípticos • Ao invés de representar ou provocar a emoção, os meios de comunicação de massa entregam as emoções prontas
  • 15. Apocalípticos
  • 16. Apocalípticos • Os meios de comunicação de massa dão ao público o que ele quer, conforme as leis do mercado e sustentados pela publicidade • Os meios de comunicação de massa encorajam o consumo passivo – a pessoa senta e assiste, sem pensar; o conteúdo vem mastigado
  • 17. Integrados • Toda sociedade, não só a capitalista, é composta por uma massa que tem uma produção cultural
  • 18. Integrados A literatura (e nela inclusa "todas as citações de toque poético, ficcional ou dramático em todos os níveis de uma sociedade, em todos os tipos de cultura, desde o que chamamos folclore, lenda, chiste, até as formas mais complexas e difíceis da produção escrita das grandes civilizações") é uma manifestação universal de todos os homens de todos os tempos. "Não há povo e não há homem que possa viver sem ela". Antonio Candido
  • 19. Integrados • A cultura de massa não quer ocupar o lugar da cultura superior; ela difundiu elementos da alta cultura para um grande grupo que antes não tinha acesso a eles
  • 20. Integrados • Os meios de comunicação de massa propõem elementos de informação de forma indiscriminada, sem distinguir o dado válido do de entretenimento; isso não significa que não haja formação / aprendizado
  • 21. Integrados
  • 22. Integrados • A cultura de massa difunde entretenimento: este conceito não se difere do que é propagado no mundo há milênios – pão e circo para o povo
  • 23. Integrados • A cultura de massa inclui a difusão de obras de alta cultura em enormes quantidades, preços baixos e fácil compreensão:
  • 24. Um problema maior a solucionar • Como podemos usar os meios de comunicação de massa para difundir valores culturais? • Simplesmente mudar a programação e o sistema atual resolveria?
  • 25. Um problema maior a solucionar • Compreender que os três níveis da cultura de massa são complementares e que a mesma pessoa, independente da formação e classe social, pode fruir dos três, gerará uma melhora cultural dos meios de comunicação de massa • A solução não é criticar quem consome a baixa cultura, mas sim proporcionar a estas pessoas o acesso de qualidade a média e alta cultura.
  • 26. Para pensar... Não adianta oferecer produtos de média e alta cultura de massa se as pessoas não têm interesse em consumir!

×