49. o ômega e o alfa

396
-1

Published on

Published in: Spiritual
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
396
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
4
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

49. o ômega e o alfa

  1. 1. 1| Apostila–O Ômega e o Alfa O ÔMEGA E O ALFA Eclesiástico 1: 9 “O que foi, é o que há de ser; e o que se fez isso se tornará a fazer; nada há, pois, novo debaixo do sol”. O grande perigo de nosso povo tem sido o de confiar nos homens etomar a carne o seu braço. Os que não têm habito de examinar á Bíbliapor si mesmos ou de pesar as evidências, confiam nos dirigentes, eaceitam as decisões que estes fazem, e assim rejeitarão muitos aspróprias mensagens que Deus envia a Seu povo, se esses irmãosdirigentes não as aceitarem. Ninguém deve pretender ter toda a luz que há para os filhos deDeus. O Senhor não tolerará isso. Ele disse: “Eis que diante de ti pusuma porta aberta e ninguém a pode fechar.” Mesmo que todos osnossos dirigentes recusem a luz e a verdade, essa porta aindacontinuará aberta. O Senhor suscitará homens que darão ao povo amensagem para este tempo. TM, 106-107. Obreiros Evangélicos, 297-304. (Cf, Vida e Ensinos, 206-207 e GC,43) Tem-se dito que os que deixam de aprender da historia estãofadados a repetir seus erros. Para os adventistas do sétimo diaesta declaração é mais que um clichê. É uma certeza. “Não vos enganeis; muitos se afastarão da fé, dando ouvidos aespíritos enganadores e doutrina de demônios. Temos agoraperante nós o alfa deste perigo. O Ômega será de natureza maisassustadora”. (1 ME, 197) Esta declaração foi feita em julho de 1904, quando a denominaçãoenfrentava um batalhão de problemas quase além da imaginação. Aperda de sua maior instituição e o enfraquecimento da obra médica vital.Apostasia em larga escala entre alguns de seus homens maisinfluentes. Heresias tão sutis que suas implicações passavam semserem reconhecidas mesmo pelos que as proclamavam. Manipulaçõeslegais que despejavam fortunas em algumas áreas enquanto o campo
  2. 2. A p o s t il a – O Ôm e g a e o A l f a |2mundial lutava para sobreviver. E o iminente ataque de Ballenger,ferindo a própria base lógica do adventismo. Era um tempo em que senecessitava de todas as energias de cada membro fiel da igreja paramanter o navio á tona, e, contudo, em meio á crise, Ellen White tomoutempo para advertir a igreja sobre um perigo que ainda estava no futuro. “No livro living Temple acha-se apresentado o alfa de heresiasletais. Seguir-se-á o ômega, e será recebido por aqueles que nãoestiverem dispostos a atender a advertência dada por Deus”. (1 ME,200)ÔMEGA Alguma outra coisa viria, suficientemente parecida com a criseentão presente para justificar o encadeamento dos dois eventos porletras tiradas de um mesmo alfabeto. Além disso, a serva de Deus dissepouca coisa. Foi uma advertência enigmática, gritada de dentro dovendaval de uma crise devoradora quase como um aparte, uma dádivapara o futuro dada num momento quando ela quase não tinha tempopara nada exceto o presente. E, contudo Ellen G White deixou algumaspistas quanto ao que o ômega poderia envolver, e, pela urgência de suaadvertência, parece ser essencial que tentemos encaixa – lãs umas comas outras. Do Espírito de Profecia podemos depreender com certeza pelomenos três coisas sobre o ômega. Não era uma parte da apostasia doAlfa; ele iria se “seguir” mais tarde. Seria até mais letal do que oalfa. Um desafio tão terrível que Ellen G White “tremeu” por nossopovo. E ele será recebido por aqueles que não estiverem dispostos aatender á advertência dada por Deus”, em outras palavras, aqueles queescolhem a seguir o conselho de Deus apenas quando convém a suaspreferências pessoais, aparentemente serão alvos fáceis deoportunidade para o engano do ômega. Mas se investigarmos a escolha do simbolismo que Ellen G Whitefaz, parece haver até mais do que podemos decifrar. Em 1904 ela vêque algo terrível está acontecendo com a igreja. Portas que uma vezestavam abertas ao evangelho estão se fechado. Até as verdades maisbásicas estão sendo questionadas de todas as formas. É umaexperiência horrível que ela teme abertamente que lhes possa custar avida, e olhando para o futuro, ela vê que isto acontecerá novamente,
  3. 3. 3| Apostila–O Ômega e o Alfapróximo ao fim do tempo. De alguma forma o povo de Deus deve seravisado, e a Sra. White tenta obter uma figura para descrever doiseventos separados pelo tempo mais de natureza similar. A grandeapostasia do futuro, ela não usa a letra seguinte de alfabeto grego. Elanão adverte sobre uma apostasia “Beta” ou “Gama” ou mesmo “Delta”.Ao invés disso ela salta bem adiante, para o fim do alfabeto, e escolheum símbolo que Cristo usou em conexão com o fim. Alfa e ômega. Asimplicações são claras. Há dois eventos, separados mais similares. Umocorre no fim do tempo. E, se entende o primeiro, reconhecer-se-á osegundo.CUIDADO COM TEORIAS SEDUTORAS Cuidado que ninguém vos venha a enredar com sua filosofia e vãssutilezas, conforme a tradição dos homens, conforme os rudimentos domundo e não segundo Cristo. Col. 2:8. Neste tempo - os últimos dias da história da Terra - devemos fazerdo livro de Apocalipse objeto de especial estudo. Por quê? Porque eledescreve as cenas que deveremos defrontar. Precisamos compreendero que teremos pela frente e como confrontar isso. Devemos conhecerque esforços teremos que aplicar, de modo a que nesse tempo deperigo não sejamos apanhados pelos ardis do inimigo. Sabemos que ogrande último conflito representará o mais determinado esforço deSatanás para alcançar seus propósitos. Ele virá, não somente comoum leão a rugir, mas como um sedutor, revestindo o pecado combelas vestimentas de luz para poder apanhar os seres humanos emseus ardis. O Senhor deseja que reconheçamos ser de grande importância quepermaneçamos nestes últimos dias sobre a plataforma da verdadeeterna. Aqueles que julgam que a igreja militante é a igrejatriunfante cometem um grande erro. A igreja militante conseguirágrandes triunfos, mas terá também tremendos conflitos com o malpara ser firmemente estabelecida sobre a plataforma da verdadeeterna. E cada um de nós deveria determinar-se a permanecer com aigreja sobre essa plataforma. Existem hoje aqueles que consideram o Apocalipse um livro selado.É um mistério, mas um mistério revelado. Precisamos compreender oque ele nos diz com respeito às cenas que terão lugar nos últimos dias
  4. 4. A p o s t il a – O Ôm e g a e o A l f a |4da história da Terra. O inimigo introduzirá tudo quanto possa para levaravante seus enganosos planos. Não está faltando sabedoria àquelesque não têm desejo de entender o que diz respeito às coisas que devemter lugar na Terra? ... Numa representação que passou diante de mim, vi uma certa obrasendo realizada por obreiros médico-missionários. Nossos irmãos noministério estavam observando, vendo o que estava sendo feito, masnão pareciam compreender. Os fundamentos de nossa fé, que foramestabelecidos com tanta oração, tão dedicada busca dasEscrituras, estavam sendo retirados, pilar por pilar. Nossa fé nadateria sobre que se apoiar - o santuário estava eliminado, a expiaçãoestava descartada. ... É de admirar que às vezes eu tenha algo a dizer quando vejo ospilares de nossa fé começando a ser mudados? Teorias sedutorasestão sendo ensinadas de tal modo que não as reconheceremos amenos que tenhamos um claro discernimento espiritual. Manuscrito 46,1904. (MM, Olhando Para o Alto, 146) De uma coisa podemos estar quase certos: o ômega atacarádoutrinas básicas da Igreja Adventista do Sétimo dia. Quase todasgrandes apostasias têm incluído uniformemente três áreas de ataque: osantuário, o juízo investigativo e o Espírito de Profecia – sempre emnome de grande bem para a igreja, disfarçadas em termos comoreforma. “O inimigo das almas tem procurado introduzir a suposição deque uma grande reforma devia efetuar – se entre os Adventistas doSétimo Dia, e que esta reforma consistia em renunciar ás doutrinas quese erguem como pilares de nossa fé, e empenhar-se num processo dereorganização”. (I Mensagens Escolhidas, 204). Tal apostasia, advertiuela, poderia ter efeitos devastadores, pois o Adventismo é um sistemade verdades altamente Inter-relacionadas; ataque uma, e as peças dodominó começa a tombar. Os princípios da verdade nos quais a igrejaremanescente, tem crido por longo tempo “seriam rejeitados”. Uma“nova organização” seria estabelecida. Seriam escritos livro de uma“ordem diferente. Filosofia intelectual tomaria o lugar das verdadesfundamentais da igreja. O sábado seria “menosprezado”. E o novomovimento seria liderado por homens agressivos que não permitiriam“coisa alguma”... opor-sé”. (I Mensagens Escolhidas, 204-205)
  5. 5. 5| Apostila–O Ômega e o Alfa Era uma cena arrepiante. Sob. A bandeira de “nova luz” poderosasforças procuraria moldar a igreja de Deus em alguma nova formairreconhecível. Agiriam elas em nome de uma reforma, esquecendo quea reforma que a Bíblia requer é uma reforma de vida, não da doutrinaestabelecida; esquecendo-se, também, da advertência de Ellen Whitede que a igreja não necessitava de nova luz tanto quanto de viver áaltura da luz que há possuía. E no processo eles certamenteintroduziriam, dessa forma, profunda confusão sobre uma das questõesmais básicas na igreja: como devem viver os Adventista? Não há nada de sutil relacionado com o Adventismo. Ele nãosussurra ao mundo, mas grita. Ele começa, segundo a imagem daBíblia com anjos falando em alta voz do meio do céu. Ele terminacom o mais poderoso terremoto da historia. E tendo obtido aatenção do mundo, exibe a lei de Deus e proclama que o juízo jácomeçou. Há pouco lugar, numa religião assim, para padrõesdúplices, para pregar uma coisa e fazer outra. O povo de Deusreclama estar vivendo no grande dia antitético da expiação, comsuas vidas sendo passadas em revista final perante Deus, e umadas maiores falhas concebíveis seria dar tal mensagem e vivercomo se ela não fosse verdadeira. Não o bastante, este é o resultado invariável de um ataque aosantuário ou ao juízo investigativo. O adventismo produz umproblema inevitável para todo individuo que já tentou reescrever averdade adventista. O santuário e a santificação estão relacionados demaneira indivisível. Ataque um, e causará dano também ao outro.Remova a verdade do santuário com sua poderosa mensagem deverdadeira reforma, e você se verá logo perdido numa confusão determos teológicos, tentando explicar porque as obras são aténecessárias. Ataque á santificação, e você não poderão descansarconfortavelmente até que remova a persistente luz do santuário. Mas o que dizer de uma época posterior, na qual um mundodesiludido olha para atrás através dos destroços de seus séculos e vêapenas guerras sem fim, grande depressão e luzes se apagando sobum céu impróprio para respirar? Que dizer dos Adventistas, exaustos edesencorajados, maduros para algo que parece oferecer uma saídamais fácil do infindável desafio? A este grupo de pessoas o diabo jamaispoderia esperar vender o imensurável otimismo do alfa. Mais ele podia
  6. 6. A p o s t il a – O Ôm e g a e o A l f a |6fazer outra coisa. Em um mundo de cabeça para baixo ele podia virar oalfa de cabeça para baixo. Ele podia tomar o mesmo assunto e abordá-lo a partir do extremo oposto. Ele podia saltar para o fim do alfabeto eencontrar o ômega. E suas palavras, caindo sobre uma igreja cansada,poderiam soar como música: relaxe! a obra está feita e o tem estadohá séculos. Sua única tarefa é crer nisso”. E de um golpe o enganador-mestre teria levado o Adventismo devolta no tempo a um ponto antes de seu inicio, apagando o movimentode Deus como alguma estranha distorção de tempo de ficção cientifica.Pois o dom singular do Adventismo produziu a mais esplêndida exibiçãode fé e obras desde o Pentecostes. Os crentes haviam levado a palavrafé além do mais vertiginoso pico que Lutero já mais sonhou atingir; elesnão haviam apenas crido em Cristo, mas haviam esperado vê-lo, e aperspectiva de tal evento se tornou mais real para eles do que a vida naTerra. Logo criam eles, contemplariam Sua face, viveriam com os anjos,testemunhariam para os mundos não caídos. Não se abordaria este tipode perspectiva em descuidosa indiferença sobre sua qualidade de vida.“Estamos nos preparando para encontrar Aquele que, acompanhado porum séqüito de anjos, deve aparecer nas nuvens do céu para dar aosfiéis e justo o toque final da imortalidade” (II TS. 355), havia escrito EllenG White e sua palavra captam perfeitamente a urgência de 1844. Eramum tempo solene, um exemplo do que é realmente crer que Jesus estávoltando. Velhos erros foram consertados. “Muitos buscavam o Senhor,com arrependimento e humilhação. Fixavam agora no céu as afeiçõesque durante tanto tempo se haviam apegado ás coisas terrenas.. As barreiras do orgulho e reservas foram varridas. Fizeram-seconfissões sinceras e os membros da família trabalhavam pela salvaçãodos mais queridos e dos que mais perto se achavam. Frequentementese ouvia a voz de fervorosa intercessão. (GC pp. 368), e o resultado?Um poder para testemunhar, depois disto imitado, mas raras vezesalcançado: “Vastas multidões escutavam silenciosas e extasiadas, ássolenes palavras. O céu e a Terra pareciam aproximar-se um do outro..Pessoas alguma que haja assistido aquelas reuniões já mais poderáesquecer-se dessas cenas do mais profundo interesse”. (Idem pag. 368-369) Se a igreja de Deus houvesse continuado dessa maneira, não teriahavido nada que ela não pudesse ter feito – o diabo tinha de arranjar
  7. 7. 7| Apostila–O Ômega e o Alfauma forma de embotar essa mensagem. E pouco lhe importava se opovo de Deus errava pensando que a salvação era inteiramente interna,ou se renunciariam, finalmente, sob as nuvens do fim do tempo que seajuntavam, confiando em algo que se disfarçasse como fé e terminassecomo um fracasso. Para ele havia apenas uma necessidade: ele tinhade desviar o povo de Deus do plano divino. Era uma situação notavelmente similar á que Israel enfrentou noJordão. Quando obedientes a Deus, eles eram invencíveis. Não havianenhum Rei Balaque que pudesse impedi-los, nem mesmo alugandoum profeta que indefeso pronunciou benções sobre a nação que forasubordinado para amaldiçoar, contudo havia uma saída. O povo deDeus podia ser conquistado se eles deixassem de agir como Seu povo.Balaão era impotente para amaldiçoar a Israel, mas ele ainda podiatrazê-los á beira do desastre com um esquema sutil que os levasse parafora da proteção da lei de Deus. As benções de Deus eram gratuitas,mas eles poderiam perder o direito a elas. Assim com o Adventismo. A igreja de Deus estava agora perante oJordão – Jordão na primavera, na época de cheia, correndo para o MarMorto, o símbolo de um mundo furioso pelo o qual Seu povo teria depassar em sua jornada rumo ao lar. Não havia maneira humana depassar através daquele furioso rio, contudo eles podia fazer a travessia– salvos sob a arca de Deus, que continha a lei. Esta era a mensagemsingular do Adventismo. Grandes mudanças se aproximavam; o mundose dirigia para seus eventos finais, e não havia nada mais importanteque preparar-se. Nenhum grupo religioso na historia moderna jamais fezos reclamos que fizeram os Adventistas: reclamos de novas e grandescompreensões sobre a própria estrutura do céu, onde Jesus estavajulgando o mundo por uma norma chamada a lei de Deus. Toda razãode ser do Adventismo era encontrada nessa mensagem. Diante domundo os crente haviam elevado a arca e chegado ás bordas doJordão, e a mais inconcebível de todas as calamidades era a de queeles podiam de alguma forma, aqui na margem, tropeçar e deixá-la cair. Esta era a questão, e aí Satanás escolheu dirigir seus ataquessobre a igreja, justamente como Ellen White disse que ele faria. Osataques contra o Adventismo sempre pareceram envolver suasdoutrinas peculiares, atingindo as elevadas normas de Deus para Seupovo – ou dizendo que os requisitos eram desnecessários ou
  8. 8. A p o s t il a – O Ôm e g a e o A l f a |8declarando-os inatingíveis. Aqui Canright havia naufragado, desafiandoabertamente a lei, o sábado, e a inspiração do Espírito de Profecia. JohnKellogg, aproximando-se do mesmo recife, por outra direção, haviatambém soçobrado na fé com idéias não demonstradas que eliminavamo juízo investigativo e colocavam o santuário de Deus dentro do corpohumano. Ballenger, Waggoner, Jones, McCoy, Conradi – todosseguiram rotas semelhantes, encalhando onde pensavam ter visto umcanal desimpedido que levasse á verdade. E, ao assim fazerem,estariam inconscientemente demonstrando o papel das obras noAdventismo. (este comentário foi tirado do impresso gráfico doInstituto Adventista de Ensino – S. Paulo)AS COLUNAS DE NOSSA FÉ Durante os passados cinqüenta anos de minha vida, tiveoportunidades preciosas de obter experiência. Tive-a quanto à primeira,segunda e terceira mensagens angélicas. Os anjos são representadoscomo voando pelo meio do céu, proclamando ao mundo umamensagem de advertência, e tendo relação direta com o povo que vivenos últimos dias da história terrestre. Ninguém ouve a voz desses anjos,pois eles são símbolo do povo de Deus a trabalhar em harmonia com oUniverso celeste. Homens e mulheres, iluminados pelo Espírito de Deuse santificados por meio da verdade, proclamam as três mensagens emsua ordem. Tive uma parte nesta obra solene. Quase toda a minha vida cristãse acha com ela entretecida. Vivem ainda pessoas que têm experiênciasemelhante à minha. Reconheceram a verdade em desdobramentopara estes dias; mantiveram-se a passo com o grande Líder, o Capitãodo Exército do Senhor. Na proclamação das mensagens, toda especificação da profecia setem cumprido. Aqueles que tiveram o privilégio de desempenhar umaparte na proclamação dessas mensagens obtiveram uma experiênciaque é do mais alto valor para eles; e agora que nos encontramos entreos perigos destes últimos dias, quando se ouvirão de todo lado vozesdizendo: "Eis que o Cristo está aqui", "Aqui está a verdade", ao passoque a preocupação de muitos é transtornar o fundamento de nossa fé,que nos tirou das igrejas e do mundo para colocar-nos como um povopeculiar na Terra, daremos, como João, o nosso testemunho:
  9. 9. 9| Apostila–O Ômega e o Alfa "O que era desde o princípio, o que vimos com os nossos olhos, oque temos contemplado, e as nossas mãos tocaram da Palavra da vida.... O que vimos e ouvimos, isso vos anunciamos, para que tambémtenhais comunhão conosco." I João 1:1 e 3. Eu testifico das coisas que tenho visto, das coisas que tenhoouvido, das coisas que minhas mãos tocaram da Palavra da vida. E estetestemunho sei que é do Pai e do Filho. Vimos e testificamos que opoder do Espírito Santo tem acompanhado a apresentação da verdade,advertindo pela pena e pela palavra, e dando as mensagens por suaordem. Negar esta obra seria negar o Espírito Santo, e colocar-nos-ia em companhia dos que se apartaram da fé, dando ouvidos aespíritos enganadores.CONFIANÇA ASSALTADA O inimigo porá em operação tudo para desarraigar a confiançados crentes nas colunas de nossa fé nas mensagens do passado,as quais nos colocaram sobre a elevada plataforma da verdadeeterna, e firmaram e imprimiram cunho à obra. O Senhor Deus deIsrael guiou Seu povo, revelando-lhe verdade de origem celestial. Suavoz foi ouvida e ainda o é, dizendo: "Ide avante de força em força, degraça em graça, de glória em glória." A obra está se fortalecendo eampliando, porque o Senhor Deus de Israel é a defesa de Seu povo. Aqueles que se apegaram à verdade teoricamente, com a ponta dosdedos, por assim dizer, que não levaram seus princípios ao santuáriointerior da alma, antes conservaram a verdade vital no pátio exterior,não verão nada de sagrado na história passada deste povo, a qual delestem feito o que são e os tem firmado como obreiros missionáriosdiligentes, decididos no mundo. Preciosa é a verdade para este tempo; mas aqueles cujocoração não foi quebrantado mediante o cair sobre a rocha CristoJesus, não verão nem compreenderão o que é a verdade. Aceitarãoo que lhes agrada às idéias, e começarão a manufaturar outrofundamento que não seja aquele que foi posto. Lisonjearão suaprópria vaidade e estima, pensando que são capazes de removeras colunas de nossa fé, e substituindo-as por outras de sua própriainvenção.
  10. 10. A p o s t i l a – O Ô m e g a e o A l f a | 10 Assim continuará a ser enquanto o tempo durar. Quem quer quetenha sido acurado estudante da Bíblia verá e compreenderá a soleneposição dos que estiverem vivos nas cenas finais da história terrestre.Sentirão sua própria ineficiência e fraqueza, e tornarão seu primeirointeresse, não somente ter uma forma de piedade, mas ligação vital comDeus. Eles não ousarão descansar enquanto Cristo não estiver formadono interior, a esperança da glória. O próprio eu morrerá; expulso será oorgulho da alma, e eles terão a mansidão e bondade de Cristo.Manuscrito 28, 1890.NENHUMA NOVA ORGANIZAÇÃO Depois da passagem do tempo, Deus confiou a Seus fiéisseguidores os princípios preciosos da verdade presente. Essesprincípios não foram dados aos que não tiveram parte na proclamaçãoda primeira e da segunda mensagens angélicas. Eles foram dados aosobreiros que haviam tomado parte na obra desde o começo. Os que passaram por essas experiências devem ser firmes comouma rocha aos princípios que nos tornaram adventistas do sétimo dia.Devem ser coobreiros de Deus, ligando o testemunho e selando a leientre Seus discípulos. Os que tomarem parte no estabelecimento denossa obra sobre o fundamento da verdade bíblica, os que conhecemos marcos do caminho que indicaram o trilho certo, devem serconsiderados obreiros do mais alto valor. Eles podem falar porexperiência pessoal quanto às verdades a eles confiadas. Esseshomens não devem permitir que sua crença se transforme emdescrença; não devem permitir que a bandeira do terceiro anjo lhesseja arrebatada das mãos. Cumpre-lhes manter o princípio de suaconfiança firme até ao fim. O Senhor declarou que a história do passado repetir-se-á aoentrarmos na obra finalizadora. Toda verdade que Ele deu para estesúltimos dias deve ser proclamada ao mundo. Toda coluna por Eleestabelecida deve ser fortalecida. Não podemos desviar-nos agora dofundamento estabelecido por Deus. Não podemos agora entrar emnenhuma nova organização; pois isto significaria apostasia daverdade. Manuscrito 129, 1905.
  11. 11. 11 | Apostila–O Ômega e o AlfaNÃO HÁ NECESSIDADE DE TEMER Não há nenhuma necessidade de duvidar, de estar temeroso deque a obra não seja bem-sucedida. Deus está à testa da obra, e porátudo em ordem. Caso haja coisas necessitando serem ajustadas nadireção da obra, Deus atenderá a isso, e trabalhará para endireitar todoerro. Tenhamos fé que Deus vai conduzir a nobre nau que transporta oSeu povo, em segurança, para o porto. Quando eu me achava em viagem de Portland, no Maine, paraBoston, muitos anos atrás, sobreveio-nos um tempestade, e as grandesondas nos arremessavam de um lado para outro. Caíram oscandelabros, e as malas rolavam para cá e para lá, como se fossembolas. Os passageiros estavam atemorizados, e muitos gritavam, naexpectativa da morte. Depois de algum tempo, o piloto veio a bordo. O capitão pôs-sejunto do piloto enquanto ele tomava o leme, e exprimiu temor quanto àdireção em que o navio estava sendo conduzido. "Quer tomar o leme?"perguntou o piloto. O capitão não se prontificou a fazer isso, pois sabiaque lhe faltava experiência. Então alguns dos passageiros ficaram desassossegados, edisseram que temiam que o piloto os lançasse de encontro às rochas."Quereis tomar o leme?" perguntou o piloto. Eles, porém, sabiam quenão o podiam manejar. Quando pensais que a obra se encontra emperigo, orai: "Senhor, fica ao leme. Conduze-nos através destaperplexidade. Leva-nos a salvo ao porto." Não temos nós razão paracrer que o Senhor nos conduzirá através, triunfantes? Há diante de mim muitos que são velhos ajudadores na causa.Tenho conhecido alguns de vós durante os últimos trinta anos. Irmãos,não temos nós visto crise após crise sobrevir à obra, e não nos conduziuo Senhor por elas, operando para glória de Seu nome? Não podeis crernEle? Não Lhe podeis confiar a causa? Não vos é possível, com vossamente humana, compreender a operação de todas as providências deDeus. Deixai-O cuidar de Sua própria obra. Review and Herald, 20 desetembro de 1892.
  12. 12. A p o s t i l a – O Ô m e g a e o A l f a | 12"TENHO A MÃO AO LEME" A vinda do Senhor está mais próxima do que quando primeirocremos. Que admirável pensamento é esse de que o grande conflito seaproxima do fim! Na conclusão da obra enfrentaremos perigos com osquais não sabemos como lidar; não esqueçamos, porém, que os trêsgrandes poderes do Céu estão operando que uma mão divina seencontra ao leme, e que Deus levará a cabo os Seus desígnios. Elereunirá do mundo um povo que O há de servir em justiça. Terríveis perigos se acham diante dos que têm responsabilidadesna obra do Senhor - perigos cuja idéia me faz tremer. Mas vem apalavra: "Tenho a mão ao leme, e em Minha providência levarei a caboo plano divino." Review and Herald, 5 de maio de 1903.JUÍZOS DE DEUS POR TODA PARTE Tempos atribulados acham-se diante de nós. Os juízos de Deusacham-se por toda parte na Terra. Calamidades seguem-se umas àsoutras em rápida sucessão. Em breve Se levantará Deus de Seulugar para sacudir terrivelmente a Terra, e para castigar os habitantespor sua iniqüidade. Então Ele Se levantará em favor de Seu povo, elhes dará Seu protetor cuidado. Lançará Seus braços eternos emtorno deles para os proteger contra todo dano. Review and Herald,14 de abril de 1904. (II ME, 387-393).A HISTÓRIA SE REPETIRÁ Não entrarei em toda a triste história; é demasiado. Mas em janeiroúltimo o Senhor mostrou-me que seriam introduzidos em nossasreuniões campais teorias e métodos errôneos, e que a história dopassado se repetiria. Senti-me grandemente aflita. Fui instruída a dizerque, nessas demonstrações, acham-se presentes demônios em formade homens, trabalhando com todo o engenho que Satanás podeempregar para tornar a verdade desagradável às pessoas sensatas;que o inimigo estava procurando arranjar as coisas de maneira que asreuniões campais, que têm sido o meio de levar a verdade da terceiramensagem angélica perante as multidões, venha a perder sua força einfluência.
  13. 13. 13 | Apostila–O Ômega e o Alfa A mensagem do terceiro anjo deve ser dada em linhas direitas.Importa que seja conservada isenta de todo traço das vulgares, infelizesinvenções das teorias humanas, preparadas pelo pai da mentira, edisfarçadas, como a serpente brilhante empregada por Satanás comomeio de enganar a nossos primeiros pais. Assim busca Satanás pôr seuselo sobre a obra que Deus quer que se destaque em pureza. O Espírito Santo nada tem que ver com tal confusão de ruído emultidão de sons como me foram apresentadas em janeiro último.Satanás opera entre a algazarra e a confusão de tal música, a qual,devidamente dirigida, seria um louvor e glória para Deus. Ele torna seuefeito qual venenoso aguilhão da serpente. Essas coisas que aconteceram no passado hão de ocorrer nofuturo. Satanás fará da música um laço pela maneira por que é dirigida.Deus convida Seu povo, que tem a luz diante de si na Palavra e nosTestemunhos, a ler e considerar, e dar ouvidos. Instruções claras edefinidas têm sido dadas a fim de todos entenderem. Mas a comichãodo desejo de dar origem a algo de novo dá em resultado doutrinasestranhas, e destrói largamente a influência dos que seriam uma forçapara o bem, caso mantivessem firme o princípio de sua confiança naverdade que o Senhor lhes dera. "Portanto convém-nos atentar com mais diligência para as coisasque já temos ouvido, para que em tempo algum nos desviemos delas.Porque, se a palavra falada pelos anjos permaneceu firme, e toda atransgressão e desobediência recebeu a justa retribuição, comoescaparemos nós, se não atentarmos para uma tão grande salvação, aqual, começando a ser anunciada pelo Senhor, foi-nos depoisconfirmada pelos que a ouviram?" Heb. 2:1-3. "Vede irmãos, que nuncahaja em qualquer de vós um coração mau e infiel, para se apartar doDeus vivo. Antes exortai-vos uns aos outros todos os dias, durante otempo que se chama Hoje, para que nenhum de vós se endureçapelo engano do pecado. Porque nos tornamos participantes de Cristo,se retivermos firmemente o princípio da nossa confiança até ao fim."Heb. 3:12-14. Irmão e irmã Haskell, devemos revestir-nos de toda a armadura,e havendo feito tudo, ficar firmes. Somos postos como defesa para oevangelho, e precisamos fazer parte do grande exército do Senhor paraatividade intensa. A verdade precisa ser apresentada em linhas bem
  14. 14. A p o s t i l a – O Ô m e g a e o A l f a | 14definidas pelos fiéis embaixadores do Senhor. Muito disso que é hojechamado verdade-teste é pretensão que leva à resistência do EspíritoSanto. ... (II ME, 37-38)O PERIGO DO CONHECIMENTO ESPECULATIVO A falsa ciência é uma dos meios de que Satanás se serviu nascortes celestes, e dele se serve ainda hoje. As declarações falsas quefez aos anjos, suas sutis teorias científicas, seduziram muitos deleslevando-os a romper sua lealdade. Havendo perdido seu lugar no Céu, Satanás apresentou suastentações aos nossos primeiros pais. Adão e Eva cederam ao inimigo, epor sua desobediência foi a humanidade separada de Deus, e a Terraseparada do Céu. Se Adão e Eva não houvessem nunca tocado a árvore proibida, oSenhor lhes teria comunicado conhecimento - conhecimento sobre oqual não repousava a maldição do pecado, conhecimento que lhes teriaproporcionado alegria eterna. Tudo quanto ganharam por suadesobediência foi a familiarização com o pecado e suas conseqüências.ENGANOS DOS ÚLTIMOS DIAS O campo para o qual Satanás levou nossos primeiros pais é omesmo para que está a levar os homens hoje. Está a inundar o mundocom fábulas agradáveis. Por todas as astúcias ao seu alcance procuraimpedir os homens de obterem o conhecimento de Deus, o qual ésalvação. Vivemos em época de muita luz; mas muita coisa a que se chamaluz está abrindo o caminho para a sabedoria e as artimanhas deSatanás. Muitas coisas serão apresentadas que parecerão verdadeiras,e contudo terão que ser ponderadas cuidadosamente, com muitaoração; pois podem ser sutis artifícios do inimigo. A senda do erroparece muitas vezes estar bem vizinha da vereda da verdade. Ela quasenão é distinguível da verdade que leva à santidade e ao Céu. Mas amente iluminada pelo Espírito Santo sabe discernir que essa sendadiverge do caminho reto. Depois de algum tempo se vê que os dois seacham vastamente separados.
  15. 15. 15 | Apostila–O Ômega e o AlfaTEORIAS PANTEÍSTAS Já se estão infiltrando entre nosso povo ensinos espiritistas, quesolaparão a fé dos que lhes derem ouvido. A teoria de que Deus é umaessência que penetra toda a natureza, é um dos mais sutis artifícios deSatanás. Representa falsamente a Deus e é uma desonra para Suagrandeza e majestade. As teorias panteístas não são sustentadas pela Palavra de Deus. Aluz de Sua verdade mostra que essas doutrinas são destruidoras daspessoas. As trevas são o seu elemento, a sensualidade, a sua esfera.Satisfazem o coração natural, e favorecem a inclinação. A separação deDeus é o resultado de sua aceitação. Nossa condição tornou-se, pelo pecado, sobrenatural, e o poder quenos restaura tem que ser sobrenatural, do contrário não terá valor. Háum só poder capaz de romper no coração do homem a força do mal, eesse é o poder de Deus em Jesus Cristo. Unicamente pelo sangue doCrucificado pode haver purificação do pecado. Sua graça, tão-somente,pode habilitar-nos a resistir às tendências de nossa natureza caída esujeitá-las. A este poder tornam sem efeito as teorias espiritistas acercade Deus. Se Deus é uma essência que penetra toda a natureza, Eleentão habita em todos os homens; e para alcançar a santidade, bastaao homem desenvolver a capacidade que tem em si mesmo. Estas teorias, seguidas até à sua conclusão lógica, derribam toda aorganização cristã. Removem a necessidade da expiação e fazem dohomem o seu próprio salvador. Essas teorias a respeito de Deus tornamsem efeito a Sua Palavra, e os que as aceitam estão em grande perigode ser afinal levados a considerar a Bíblia toda uma obra de ficção.Podem eles considerar a virtude melhor que o vício; mas sendo Deusremovido de Sua posição de soberania, põem a confiança no poderhumano, que, sem Deus, está destituído de valor. A vontade humana,desajudada, não tem real poder para resistir ao mal e vencê-lo. Asfortalezas da alma acham-se derribadas. O homem não tem barreiraque o proteja do pecado. Uma vez rejeitadas as restrições da Palavra deDeus e de Seu Espírito, não sabemos a que profundezas pode ohomem cair.
  16. 16. A p o s t i l a – O Ô m e g a e o A l f a | 16 Os que continuarem a manter essas teorias espiritualistas hão de,sem dúvida, comprometer sua experiência cristã, cortar a ligação comDeus e perder a vida eterna. Os que semeiam enganos acerca de Deus e da natureza, os queinundam o mundo com ceticismo, são inspirados pelo inimigo caído, queé também estudante da Bíblia, sabe qual a verdade essencial para opovo e empenha-se em distrair as mentes das grandes verdadesdestinadas a prepará-las para o que está prestes a sobrevir ao mundo. Vi as conseqüências desses fantasiosos pontos de vista acerca deDeus, na apostasia, espiritualismo e amor livre. A tendência para o amorlivre, que esses ensinos encerram, estava tão disfarçada que a princípioera difícil tornar claro o seu verdadeiro caráter. Até que o Senhor moapresentou, eu não sabia como denominá-lo, mas fui instruída a chamá-lo amor espiritual não santificado.REPETIR-SE-ÃO EXPERIÊNCIAS DO PASSADO A experiência do passado há de repetir-se. No futuro, assuperstições de Satanás assumirão novas formas. Erros serãoapresentados de maneira agradável e lisonjeira. Falsas teorias,revestidas de trajes de luz, apresentar-se-ão ao povo de Deus. Assimprocurará Satanás enganar, se possível, até os escolhidos. As maissedutoras influências serão exercidas; mentes serão hipnotizadas. Corrupções de toda sorte, semelhantes às que prevaleciam entre osantediluvianos, serão introduzidas para levar cativo o entendimento doshomens. A exaltação da natureza em lugar de Deus, a irrestritalicenciosidade da vontade humana, o conselho dos ímpios - desses seserve Satanás para conseguir certos fins. Ele empregará o poder deuma mente sobre outra para realizar os seus desígnios. O pensamentomais triste de todos é o de que, sob a sua enganosa influência, oshomens terão uma forma de piedade, sem ter verdadeira ligação comDeus. Como Adão e Eva, que comeram o fruto da árvore da ciência dobem e do mal, muitos se estão agora mesmo alimentando com osenganosos bocados do erro. Agentes satânicos estão vestindo teorias de roupagensatraentes, do mesmo modo que Satanás, no jardim do Éden,ocultou de nossos primeiros pais a sua identidade por intermédio
  17. 17. 17 | Apostila–O Ômega e o Alfada serpente. Esses agentes estão incutindo no espírito do homemisso que na realidade é erro mortífero. A influência hipnótica deSatanás repousará sobre os que se volvem da clara Palavra deDeus para fábulas agradáveis. Os que receberam mais luz, é que Satanás busca maisassiduamente apanhar. Ele sabe que, se conseguir enganá-los, eles sobo seu domínio, revestirão o pecado com trajes de justiça, levando muitosa desviarem-se. Digo a todos: Estai de sobreaviso, pois, como anjo de luz, Satanásestá percorrendo todas as reuniões de obreiros cristãos, e em cadaigreja procura ganhar para seu lado os membros. Ordena-se-me dar aopovo de Deus a advertência: "Não erreis; Deus não Se deixaescarnecer." Gál. 6:7.CUIDADO COM RELIGIÃO SENSACIONALISTA Precisamos, no tempo atual, de homens espirituais na causa deDeus, homens que sejam firmes nos princípios e tenham compreensãoclara da verdade. Tenho sido instruída de que não é de doutrinas novas e fantasiosasque o povo precisa. Não necessitam de conjeturas humanas. Precisamdo testemunho de homens que conhecem e praticam a verdade,homens que compreendam a ordem dada a Timóteo e lhe obedecem:"Que pregues a palavra, instes a tempo e fora de tempo, redarguas,repreendas, exortes, com toda a longanimidade e doutrina. Porque virátempo em que não sofrerão a sã doutrina; mas, tendo comichão nosouvidos, amontoarão para si doutores conforme às suas própriasconcupiscências; e desviarão os ouvidos da verdade, voltando àsfábulas. Mas tu sê sóbrio em tudo, sofre as aflições, faze a obra dumevangelista, cumpre o teu ministério." II Tim. 4:2-5. Andai firme e decididamente, calçando os pés com a preparação doevangelho da paz. Podeis estar certos de que religião pura e imaculadanão é religião sensacional. Deus não pôs sobre ninguém o encargo deestimular o apetite pelas doutrinas e teorias especulativas. Meus irmãos,conservai fora de vossos ensinos estas coisas. Não permitais que façamparte de vossa experiência. Não seja por elas manchada a obra devossa vida.
  18. 18. A p o s t i l a – O Ô m e g a e o A l f a | 18ADVERTÊNCIA CONTRA FALSOS ENSINOS Uma advertência contra os falsos ensinos encontra-se na carta dePaulo aos colossenses. Declara o apóstolo que o coração dos crentesdeve estar "unido em caridade, e enriquecido da plenitude dainteligência, para conhecimento do mistério de Deus - Cristo, em quemestão escondidos todos os tesouros da sabedoria e da ciência". "E digoisto", prossegue ele, "para que ninguém vos engane com palavraspersuasivas. ... Como, pois, recebestes o Senhor Jesus Cristo, assimtambém andai nEle, arraigados e sobreedificados nEle, e confirmadosna fé, assim como fostes ensinados, abundando em ação de graças.Tende cuidado, para que ninguém vos faça presa sua, por meio defilosofias e vãs sutilezas, segundo a tradição dos homens, segundo osrudimentos do mundo, e não segundo Cristo; porque nEle habitacorporalmente toda a plenitude da divindade; e estais perfeitos nEle, queé a cabeça de todo o principado e potestade." Col. 2:2-10. Sou instruída a dizer ao nosso povo: Sigamos a Cristo. Não vosesqueçais de que Ele é quem deve ser em tudo o nosso modelo.Podemos com segurança rejeitar as idéias que não se encontram emSeus ensinos. Apelo para nossos pastores, para que se certifiquem deque tenham os pés firmados na plataforma da verdade eterna. Cuidai deque não sigais o impulso, chamando-lhe o Espírito Santo. Alguns há queestão em perigo neste sentido. Incito-os a serem sãos na fé, capazes dedar a todo o que lha pedir, a razão da esperança que têm.ESPÍRITOS DESVIADOS DO DEVER PRESENTE O inimigo está procurando desviar o espírito de nossos irmãos eirmãs da obra de preparar um povo que subsista nestes últimos dias.Seus sofismas destinam-se a desviar a mente dos perigos e deveres domomento. Avaliam em nada a luz que, por intermédio de João, Cristodeu ao Seu povo, para isso descendo do Céu. Ensinam que as cenasque estão justamente diante de nós não são de importância suficientepara merecer atenção especial. Tornam de nenhum efeito a verdade deorigem celestial, roubam ao povo de Deus sua experiência passada,dando-lhes em seu lugar uma ciência falsa. "Assim diz o Senhor: Ponde-vos nos caminhos, e vede, e pergunteipelas veredas antigas, qual é o bom caminho, e andai por ele." Jer. 6:16.
  19. 19. 19 | Apostila–O Ômega e o Alfa Não procure ninguém remover os alicerces de nossa fé - osalicerces lançados no princípio de nossa obra, pelo piedoso estudoda Palavra e pela revelação. Sobre estes alicerces temos estado aconstruir nestes cinqüenta anos passados. Poderão os homenssupor que tenham achado um novo caminho, e sejam capazes delançar um alicerce mais firme do que o já lançado. Mas isto égrande engano. Homem nenhum poderá pôr outro fundamentoalém do que já foi posto. No passado, muitos têm empreendido o reerguimento de uma novafé, o estabelecimento de novos princípios. Mas por quanto temporesistiu seu edifício? Ruiu logo, pois não se achava alicerçado sobre aRocha. Não tinham os primeiros discípulos que enfrentar os ditos doshomens? Não tinham eles que ouvir falsas teorias, e então havendofeito tudo, ficar firmes, dizendo: "Ninguém pode pôr outro fundamento,além do que já está posto"? I Cor. 3:11. Assim devemos nós reter firmemente o princípio da nossa confiançaaté ao fim. Palavras de poder têm sido enviadas por Deus e por Cristo aeste povo, tirando-os do mundo, ponto por ponto, para a clara luz daverdade presente. Com os lábios tocados de fogo sagrado, têm osservos de Deus proclamado a mensagem. A linguagem divina temconfirmado a genuinidade da verdade proclamada. Nenhuma mudança deverá efetuar-se nos traços gerais denossa obra. Deve permanecer clara e distinta como foi criada pelaprofecia. Não nos compete entrar em aliança com o mundo, supondocom isto poder levar a melhor. Se alguém cruzar o caminho a fim deembaraçar o passo à obra nas linhas que Deus lhe traçou, incorrerá nodesagrado divino. Nenhum traço da verdade que tornou o povoadventista do sétimo dia o que ele é, deve ser apagado. Temos antigosmarcos da verdade, da experiência e do dever, e cumpre-nos defenderfirmemente nossos princípios em face do mundo. Importa levantarem-se homens que apresentem a todos os povosas Escrituras de Deus. Homens de todas as classes e de todas ascapacidades, com seus variados dons, devem cooperarharmonicamente para um resultado comum. Deverão unir-se no esforço
  20. 20. A p o s t i l a – O Ô m e g a e o A l f a | 20de levar a verdade a todo o povo, cumprindo cada qual sua missãoespecial. (II TS pag. 372)RENOVAÇÃO DO POSITIVO TESTEMUNHO O Senhor pede a renovação do positivo testemunho apresentadoem anos passados. Ele pede uma reforma da vida espiritual. Asenergias espirituais do Seu povo têm por muito tempo estadoentorpecidas, mas há de haver um ressurgimento da morte aparente. Pela oração e confissão do pecado, precisamos preparar o caminhodo Rei. Ao fazermos isso, sobrevir-nos-á o poder do Espírito.Precisamos da energia pentecostal. Ela virá; pois o Senhor prometeuenviar o Seu Espírito como o poder todo vencedor. Tempos perigosos nos estão à frente. Todo o que possui oconhecimento da verdade deve despertar e colocar-se, corpo, alma eespírito, sob a disciplina de Deus. O inimigo está em nosso encalço.Precisamos estar bem despertos, em guarda contra ele. Precisamosrevestir-nos de toda a armadura de Deus. Temos que seguir as direçõesdadas por meio do Espírito de Profecia. Temos que amar a verdadepara este tempo e a ela obedecer. Isto nos guardará de aceitar fortesenganos. Deus nos falou por Sua Palavra. Falou-nos pelos testemunhospara a igreja, e pelos livros que têm ajudado a esclarecer o nosso deverpresente bem como a posição que devemos ocupar agora. Asadvertências que têm sido dadas, mandamento sobre mandamento,regra sobre regra, devem ser tomadas a peito. Se as menosprezarmos,que desculpa poderemos apresentar? Rogo aos que estão trabalhando para Deus, que não aceitem oespúrio em lugar do genuíno. Não permitais que a razão humana sejaposta onde deveria estar a verdade divina e santificadora. Cristo estáaguardando oportunidade para acender fé e amor no coração dos Seus.Não recebam as teorias errôneas o apoio do povo que deve estar firmena plataforma da verdade eterna. Deus apela para nós, a fim de que nosmantenhamos fiéis aos princípios fundamentais que se baseiam sobreautoridade inquestionável.
  21. 21. 21 | Apostila–O Ômega e o AlfaBUSCAR O PRIMEIRO AMOR No coração de muitas pessoas que estão na verdade há muitotempo, entrou um espírito inflexível e afeito a julgar. São severos,críticos, murmuradores. Alçaram-se ao assento do juízo, parapronunciar as suas idéias. Deus lhes roga que daí desçam e seprostrem diante dEle em arrependimento, confessando os seuspecados. Ele lhes diz: "Tenho, porém, contra ti que deixaste a tuaprimeira caridade. Lembra-te pois donde caíste, e arrepende-te, epratica as primeiras obras; quando não, brevemente a ti virei, e tirarei doseu lugar o teu castiçal, se não te arrependeres." Apoc. 2:4 e 5. Estão-se empenhando por conseguir o primeiro lugar, e por suas palavras eatos ferem muitos corações. Contra este espírito e contra a falsa religião do sentimentalismo, aqual é igualmente perigosa, apresento minha advertência. Prestaiouvidos, irmãos e irmãs. Quem é vosso guia: Cristo, ou o anjo que caiudo Céu? Examinai-vos a vós mesmos e vede se estais sãos na fé.A PALAVRA DE DEUS É A SALVAGUARDA Nossa senha deve ser: "À Lei e ao Testemunho: se eles nãofalarem segundo esta palavra, é porque não têm iluminação." Isa. 8:20,Versão Trinitariana. Temos a Bíblia repleta da mais preciosa verdade.Ela contém o alfa e ômega do conhecimento. A Escritura, dada porDeus por inspiração, é "proveitosa para ensinar, para redargüir, paracorrigir, para instruir em justiça; para que o homem de Deus sejaperfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra". II Tim. 3:16 e17. Tomai a Bíblia para vosso livro de estudos. Todos podemcompreender suas instruções. Rogo aos nossos pastores, médicos, e a todos os membros daigreja, que estudem as lições que Cristo deu aos Seus discípulosexatamente antes de Sua ascensão. Essas lições contêm instruções deque o povo precisa. A vida eterna só se alcança comendo a carne e bebendo osangue do Filho de Deus. "Na verdade, na verdade vos digo", disseCristo, "que aquele que crê em Mim tem a vida eterna. Eu sou o pão vivoque desceu do Céu; se alguém comer deste pão, viverá para sempre; e opão que Eu der é a Minha carne, que Eu darei pela vida do mundo.
  22. 22. A p o s t i l a – O Ô m e g a e o A l f a | 22Quem come a Minha carne e bebe o Meu sangue tem a vida eterna, e Euo ressuscitarei no último dia. Porque a Minha carne verdadeiramente écomida, e o Meu sangue verdadeiramente é bebida. Quem come aMinha carne e bebe o Meu sangue permanece em Mim e Eu nele. OEspírito é o que vivifica, a carne para nada aproveita; as palavras que Euvos disse são Espírito e vida." João 6:47, 51, 54-56 e 63. Cristo roga ao Seu povo que creia e pratique Sua palavra. Os quereceberem e assimilarem essa palavra, tornando-a parte de cada ação,de cada atributo de caráter, hão de tornar-se fortes na força de Deus.Ver-se-á que sua fé é de origem celestial. Não se desgarrarão paraveredas estranhas. Seu espírito não se volverá para uma religião desentimentalismo e excitamento. Perante anjos e homens, permanecerãocomo os que têm caráter cristão forte e coerente. No áureo incensárioda verdade, apresentado nos ensinos de Cristo, temos aquilo queconvencerá e converterá almas. Apresentai, na simplicidade de Cristo,as verdades para cuja proclamação veio Ele ao mundo, e o poder devossa mensagem far-se-á sentir. Não apresenteis teorias ou provas queCristo nunca mencionou e que não têm fundamento na Bíblia. Temosgrandes e solenes verdades para apresentar. "Está escrito" (Mat. 4:4), éa prova que tem que ser apresentada a cada alma. Os homens podem ainda aprender as coisas que pertencem a suapaz Ainda se pode ouvir a voz da misericórdia, chamando: "Vinde aMim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei.Tomai sobre vós o Meu jugo, e aprendei de Mim, que sou manso ehumilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas.Porque o Meu jugo é suave e o Meu fardo é leve." Mat. 11:28-30.Somente quando nos é concedida vida espiritual encontramos descansoe conseguimos um bem duradouro. Devemos estar em condições dedizer, em meio à tempestade e procelas: "Minha âncora está firme." Recorramos à Palavra de Deus para que nos guie. Busquemos um"assim diz o Senhor". Basta de métodos humanos. A mente treinadaunicamente na ciência mundana não compreende as coisas de Deus;mas a mesma mente, convertida e santificada, verá na Palavra o poderdivino. Só a mente e o coração purificados pela santificação do Espíritopodem discernir coisas celestiais. Irmãos, em nome do Senhor vos rogo que desperteis e reconheçaisvosso dever. Renda-se o vosso coração ao poder do Espírito, e tornar-
  23. 23. 23 | Apostila–O Ômega e o Alfase-á sensível aos ensinamentos da Palavra. Então sereis capazes dediscernir as coisas profundas de Deus. Oxalá Deus sujeite o Seu povo à profunda operação de SeuEspírito! Leve-os Ele a despertar, a reconhecer o perigo em que estão ea preparar-se para o que está para sobrevir à Terra.ESTUDAR O APOCALIPSE A João, o Senhor revelou os assuntos que viu seremnecessários para o Seu povo nos últimos dias. As instruções quedeu, encontram-se no livro de Apocalipse. Os que querem sercoobreiros de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, mostrarãoprofundo interesse nas verdades que se encontram nesse livro. Pelapena e pela voz procurarão tornar claras as coisas maravilhosas paracuja revelação Cristo veio do Céu. "Revelação de Jesus Cristo, a qual Deus Lhe deu, para mostrar aosSeus servos todas as coisas que brevemente devem acontecer; e peloSeu anjo as enviou, e as notificou a João Seu servo; o qual testificou dapalavra de Deus, e do testemunho de Jesus Cristo, e de tudo o que temvisto. Bem-aventurado aquele que lê, e os que ouvem as palavras destaprofecia, e guardam as coisas que nela estão escritas; porque o tempoestá próximo." Apoc. 1:1-3. As solenes mensagens que foram dadas, em sua ordem, noApocalipse, devem ocupar o primeiro lugar no espírito do povo de Deus.Não devemos deixar que qualquer outra coisa nos domine a atenção. O precioso tempo está passando rapidamente, e há perigo de quemuitos serão roubados do tempo que deveria ser dado à proclamaçãodas mensagens que Deus enviou a um mundo caído. A Satanás agradaver a distração das mentes que deveriam estar empenhadas no estudodas verdades que têm que ver com realidades eternas. O testemunho de Cristo, testemunho do mais solene caráter, deveser apresentado ao mundo. Através de todo o livro do Apocalipse seencontram as mais preciosas e enobrecedoras promessas, assim comoadvertências da mais tremenda e solene importância. Não quererão osque professam possuir conhecimento da verdade ler o testemunho dadopor Cristo a João? Não há aí meras conjeturas, nem enganos
  24. 24. A p o s t i l a – O Ô m e g a e o A l f a | 24científicos. Há, sim, as verdades que dizem respeito a nosso bem-estarpresente e futuro. Que valor tem a palha em relação ao trigo?... O Senhor virá logo. Os vigias nos muros de Sião são instados adespertar e reconhecer a responsabilidade que Deus lhes confiou. Deusrequer vigias que, no poder do Espírito, dêem ao mundo a últimamensagem de advertência; que anunciem a hora da noite. Requer vigiasque despertem os homens e mulheres de sua letargia, a fim de que nãocaiam no sono da morte. (III TS pag. 268-279)NOSSO SINAL DISTINTIVO A bandeira do terceiro anjo tem a inscrição: “Os mandamentos deDeus e a fé de Jesus.” Nossas instituições tomaram um nome quesalienta o caráter de nossa fé, e dele nunca nos devemos envergonhar.Foi-me mostrado que esse nome significa muito, e ao adotá-lo seguimoso esclarecimento que nos foi dado pelo Céu... O sábado é o memorialde Deus, de Sua obra criadora, e é um sinal que deve ser mantidoperante o mundo. Não deve haver nenhuma transigência com os que estão cultuandoum repouso idólatra. Não devemos gastar nosso tempo emcontrovérsia com os que conhecem a verdade, e sobre quem a luzda verdade tem estado a brilhar, quando eles desviam os ouvidosda verdade para se volverem ás fábulas. Foi-me dito que os homens empregarão todos os métodos paratornar menos manifesta a diferença entre a fé dos adventistas do sétimodia e a dos que observam o primeiro dia da semana. Todo o mundoempenhar-se-á nesse conflito, e o tempo é breve. Não é tempo de arriarnossa bandeira. Foi-me mostrado um grupo sob o nome de adventistas dosétimo dia, que estava aconselhando que a bandeira ou sinal quenos torna um povo distinto não devia ser tão chocantementedefendida; pois pretendiam não ser o melhor método para obterêxito para nossas instituições. Esta bandeira distinta deve serlevada pelo mundo até ao fim do tempo da graça. Descrevendo opovo remanescente de Deus, diz João: “Aqui está à paciência dos
  25. 25. 25 | Apostila–O Ômega e o Alfasantos; aqui estão os que guardam os mandamentos de Deus e a féde Jesus.” Apoc. 14: 12. Esta é a lei e o evangelho. O mundo e asigrejas estão-se unindo em harmonia no transgredir a lei de Deus,em arrancar violentamente o memorial de Deus e no exaltar um diade repouso que traz a assinatura do homem do pecado. O sábadodo Senhor teu Deus, porém, deve ser um sinal para mostrar adiferença entre os obedientes e os desobedientes. Vi algunsestendendo as mãos para remover a bandeira, e obscurecer-lhe asignificação... Quando o povo aceita e exalta um sábado espúrio, e afasta almasda obediência e lealdade para com Deus, chegarão ao ponto a quechegou o povo nos dias de Cristo... Há de alguém então preferir ocultarsua bandeira, afrouxar sua devoção? Há de o povo a quem Deus temhonrado e abençoado e feito prosperar, recusar-se a dar testemunho emfavor do Seu memorial no próprio tempo em que esse testemunhodeveria ser dado? Não hão de os mandamentos de Deus ser maisaltamente estimados quando os homens lançam desprezo sobre Sualei? (II ME pág. 384/385) Acordei muito aflita. Adormeci de novo, e pareceu-me estar numagrande reunião. Uma pessoa de autoridade falava á congregação, eperante ela se achava um mapa-mundi. Disse que o mapa retratava avinha do Senhor, que tem que ser cultivada.. Quando a luz do Céuincidisse sobre qualquer pessoa, esta deveria refleti-la sobre outras.Luzes deveriam ser acessas em muitos lugares, e nessas luzes outrasainda deveriam ser acesas. Foram repetidas as palavras: “Vós sois o sal da Terra; e se o sal forinsípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta senão parase lançar fora, e ser pisado pelos homens. Vós sois a luz do mundo: nãose pode esconder uma cidade edificada sobre um monte; nem seacende a candeia e se coloca debaixo do alqueire, mas no velador, e dáluz a todos que estão na casa. Assim resplandeça a vossa luz diantedos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem avosso Pai, que está nos Céus.” S. Mat. 5: 13-16. Vi raios de luz provindo de cidades e vilas, dos lugares altos ebaixos da Terra. A Palavra de Deus era obedecida, e em resultado seachavam em cada cidade e vila monumentos Seus. Sua verdade eraproclamada através do todo o mundo.
  26. 26. A p o s t i l a – O Ô m e g a e o A l f a | 26 Então foi removido esse mapa, e colocado outro em seu lugar.Nesse a luz brilhava em poucos lugares apenas. O restante do mundoestava em trevas, havendo unicamente uns lampejos de luz aqui e ali.Disse o nosso Instrutor; “Esta escuridão é conseqüência de seguirem oshomens o seu próprio caminho. Abrigaram hereditárias e cultivadastendências para o mal. Tornaram as duvidas as murmurações eacusações a principal preocupação de sua vida. Seu coração não estáreto para com Deus. Esconderam debaixo do alqueire a sua luz.” Se todo soldado de Cristo houvesse cumprido seu dever, se todoatalaia nos muros de Sião houvesse dado á trombeta um sonido certo, omundo poderia ter ouvido a mensagem de advertência. Mas a obra estácom anos de atraso. Enquanto os homens têm dormido, Satanás se nostem adiantado furtivamente. (3 TS pág. 297) Davi orou: “Já é tempo de operares ó Senhor, pois eles têmquebrantado a Tua lei”. Sal. 119: 126. Está oração não é menosoportuna hoje. O mundo desviou-se de Deus, e seu estado deilegalidade devia levar o terror ao coração, e levar todos os que são leaisao grande Rei a trabalharem em favor de uma reforma. O poder papaltem pensado em mudar a lei de Deus, substituindo o sábado de Jeovápor um sábado falso; e através de todo o mundo religioso o falso sábadoé reverenciado, enquanto o verdadeiro é pisado por pés profanos... É a cerca da lei de Deus que virá o ultimo e grande conflito entreCristo e Seus anjos e Satanás e os seus, e será decisivo para todo omundo... Homens em posições de responsabilidade não sódesatenderão e desprezarão o sábado eles mesmos, mas datribuna sagrada instarão com o povo para que guardem o primeirodia da semana, alegando a tradição e o costume em favor dessainstituição de feitura humana. Apontarão para as calamidades em terra emar -- as tempestades, as inundações, os terremotos, a destruição pelofogo – como juízos indicadores do desprazer de Deus por não sersantificado o domingo. Essas calamidades aumentarão mais e mais, uma catástrofeseguirá de perto a outra; e os que quebrantam a lei de Deus apontarãopara os poucos que observam o sábado do quarto mandamento comoaqueles que trazem sobre o mundo a ira. Esta falsidade é estratégia deSatanás para apanhar os incautos. (SC pág. 155) (CF.II Reis 8: 7-13)
  27. 27. 27 | Apostila–O Ômega e o Alfa Naquela noite sonhei que estava em Battle Creek, olhando para foraatravés da janelinha da porta. Então vi um grupo que marchava rumo acasa, de dois em dois. Eles pareciam inflexíveis e determinados. Eu osconhecia bem e voltei-me para abrir a porta da sala de visitas pararecebê-los, mas pensei em olhar novamente. A cena mudara. O grupoagora parecia uma procissão católica. Um trazia em sua mão uma cruze outro uma cana. Quando se aproximaram, aquele que carregava acana fez um circulo ao redor da casa, dizendo três vezes: “Esta casaestá interditada. Os bens devem ser confiscados. Eles falaram contranossa santa ordem.” O terror veio sobre mim e corri pela casa, saindopela porta dos fundos, achando-me em seguida no meio do grupo, entrealguns que eu conhecia muito bem, mas não ousei dizer-lhe uma sópalavra por medo de ser traída. Tentei procurar um lugar retirado ondepudesse chorar e orar sem encontrar a ira e olhos inquisidores paraaonde que eu me voltasse. Eu repetia com freqüência: “Se eu pudesseapenas compreender o que está acontecendo! Se eles me falassem oque eu havia dito ou o que havia feito” (I TI pág.578). Os antigos porta-bandeiras sabiam o que significava lutar comDeus em oração, e fruir o derramamento de Seu Espírito. Estes, porém,estão se retirando do cenário; e quem está surgindo para preencher-lhes o lugar? Como é com a geração que surge? Estão eles convertidosa Deus? Estamos nós alerta quanto à obra que se está desenvolvendono santuário celeste, ou estamos à espera de algum poder impelenteque venha sobre a igreja antes de despertarmos? Temos esperança dever toda a igreja reavivada? Tal tempo nunca há de vir. Há na igreja pessoas não convertidas, e que não se unirão emfervorosa, prevalecente oração. Precisamos entrar na obraindividualmente. Precisamos orar mais, e falar menos. Abundante é ainiqüidade, e o povo deve ser ensinado a não se satisfazer com umaforma de piedade sem o espírito e o poder. Se intentarmos esquadrinharo próprio coração, afastando nossos pecados, corrigindo nossas mástendências, nossa alma não se inchará em vaidade; desconfiaremos denós mesmos, possuindo permanente senso de que nossa suficiência éde Deus. Temos muito mais a temer de dentro do que de fora. Osobstáculos à força e ao êxito são muito maiores da parte da própriaigreja do que do mundo. Os incrédulos têm direito de esperar que os
  28. 28. A p o s t i l a – O Ô m e g a e o A l f a | 28que professam observar os mandamentos de Deus e ter a fé de Jesus,façam muito mais que qualquer outra classe para promover e honrarmediante sua vida coerente, seu exemplo piedoso, sua influência ativa,a causa que representam. Mas quantas vezes se têm os professosdefensores da verdade demonstrado o maior entrave ao seu progresso!A incredulidade com que se contemporiza, as dúvidas expressas, assombras acariciadas, animam a presença dos anjos maus, e abrem ocaminho para a execução dos ardis de Satanás. (I ME, 122) A igreja tem recebido advertências umas após outras. Os deveresque tem e os perigos que corre o povo de Deus foram claramenteexpostos. Entretanto, o elemento mundano está nela agindo fortemente.Costumes, práticas e modas que tendem a desviar a alma de Deus háanos que têm estado lançando raízes, a despeito das advertências eexortações do Espírito divino, e, afinal, seus caminhos se tornaram retosaos seus próprios olhos, e a voz do Espírito mal é ouvida. A igreja se compõe de homens e mulheres imperfeitos e cheios defraquezas que requerem a pratica constante de caridade econtemplação. Mas já há muito que reina uma atmosfera de mornidãoespiritual. Penetrou na igreja um espírito mundano, seguido por friezarecíproca, acusações mutuam maldades, contendas e iniqüidade. (II TSpág. 15-17) A mudança em seu estado espiritual processou-se gradualmente, equase imperceptivelmente. Ao começar a buscar o louvor e amizade domundo, sua fé diminuiu, seu zelo enlanguesceu, sua fervorosa devoçãocedeu lugar á formalidade morta. Cada passo rumo do mundo foi umpasso para mais longe de Deus. Á medida que o orgulho e ambiçãomundana foram acariciados, afastou-se o espírito de Cristo einsinuaram-se a emulação, dissensão e luta, para desviar e enfraquecera igreja. (II TS pág. 81/82)SEREMOS ACHADOS EM FALTA? Nossa posição no mundo não é a que deveria ser. Estamos longede onde estaríamos se nossa experiência cristã houvesse estado emharmonia com a luz e as oportunidades que nos foram dadas e sedesde o princípio houvéssemos avançado constantemente, para afrente e para cima. Se tivéssemos andado na luz que nos tem sidoconcedida, se tivéssemos progredido no conhecimento do Senhor,
  29. 29. 29 | Apostila–O Ômega e o Alfanossa vereda ter-se-ia tornado cada vez mais brilhante. Mas muitos dosque receberam luz especial acham-se tão conformados com o mundoque mal podem ser distinguidos dos mundanos. Não se destacam comopovo peculiar de Deus, eleito e precioso. É difícil discernir entre o queserve a Deus e o que O não serve. Nas balanças do santuário há de ser pesada a Igreja Adventista doSétimo Dia. Ela será julgada pelos privilégios e vantagens que temdesfrutado. Se sua experiência espiritual não corresponde às vantagensque, a preço infinito, Cristo lhe concedeu; se as bênçãos que lhe foramconferidas não a habilitarem para fazer a obra que lhe foi confiada,sobre ela será pronunciada a sentença: "Achada em falta." Pela luz quelhe foi concedida, pelas oportunidades dadas, será ela julgada."ARREPENDE-TE, E PRATICA AS PRIMEIRAS OBRAS" Solenes admoestações e advertências, manifestas na destruição demuito acariciadas instalações para o serviço, como que nos dizem:"Lembra-te pois donde caíste, e arrepende-te, e pratica as primeirasobras." Apoc. 2:5. Por que há tão pálida percepção da verdadeiracondição espiritual da igreja? Não caiu a cegueira sobre os vigias dosmuros de Sião? Não se acham muitos dos servos de Deusdespreocupados e bem satisfeitos, como se a coluna de nuvem, de dia,e a de fogo, à noite, pousassem sobre o santuário? Não há, em cargosde responsabilidade, os que professam conhecer a Deus mas em suavida e caráter O negam? Não se acham muitos dos que se consideramo Seu povo escolhido e peculiar, satisfeitos com viver sem a evidênciade que, na verdade, Deus Se acha no meio deles, para os salvar dasciladas e dos ataques de Satanás? Não possuiríamos hoje muito mais luz se, no passado, tivéssemosacolhido as advertências do Senhor, reconhecido a Sua presença evolvido costas a todas as práticas contrárias à Sua vontade? Se issohouvéssemos feito, a luz do Céu teria brilhado no templo da alma,habilitando-nos para compreender a verdade, amar a Deus sobre todasas coisas e ao próximo como a nós mesmos. Oh! quanto não é Cristodesonrado pelos que, professando ser cristãos, trazem opróbrio sobre onome que tomam, deixando de fazer que sua vida corresponda com suaprofissão, deixando de tratar-se mutuamente com o amor e respeito queDeus espera revelem em palavras bondosas e atos corteses!
  30. 30. A p o s t i l a – O Ô m e g a e o A l f a | 30 Os poderes satânicos estão intensamente incitados. Guerras ederramamento de sangue são o resultado. A atmosfera moral acha-seenvenenada por atos cruéis e horríveis. O espírito da discórdia está aespalhar-se; ele prevalece por toda parte. Muitas almas acham-sepossuídas do espírito de fraude ou de procedimentos clandestinos.Muitos se desviarão da fé, dando ouvidos a espíritos sedutores edoutrinas de demônios. Não discernem qual o espírito que delestomou posse.NÃO HONRAM A DEUS Um Ser que enxerga por sob a superfície e lê o coração de todos oshomens, diz dos que têm recebido grande luz: "Não se acham aflitos eatônitos por causa de seu estado moral e espiritual." "Escolhem os seuspróprios caminhos, e a sua alma toma prazer nas suas abominações;também Eu quererei as suas ilusões, farei vir sobre eles os seustemores; porquanto clamei e ninguém respondeu, falei, e nãoescutaram, mas fizeram o que parece mal aos Meus olhos, eescolheram aquilo em que não tinha prazer." Isa. 66:3 e 4. "Por issoDeus lhe enviará a operação do erro, para que creiam a mentira","porque não receberam o amor da verdade para se salvarem", "antestiveram prazer na iniqüidade." II Tess. 2:11, 10 e 12. O Professor celeste indagou: "Que engano maior poderá seduzir oespírito do que a pretensão de que estais construindo sobre ofundamento reto e de que Deus aceita vossas obras, quando narealidade estais efetuando muitas coisas de acordo com princípiosmundanos, e estais pecando contra Jeová? Oh! é um grande engano,uma fascinante ilusão, a que toma posse do espírito dos homens,quando, tendo uma vez conhecido a verdade, confundem a forma dapiedade com o espírito e a eficiência da mesma; quando supõem serricos, e estar enriquecidos, e de nada terem falta, enquanto na realidadeestão faltos de tudo!" Deus não mudou em relação a Seus servos fiéis que guardamimaculadas as suas vestes. Mas muitos estão a clamar: "Paz esegurança!" (I Tess. 5:3), enquanto está prestes a sobrevir-lhesrepentina destruição. A menos que haja arrependimento completo, amenos que os homens humilhem o coração, confessando os pecados erecebendo a verdade tal qual é em Jesus, jamais entrarão no Céu.
  31. 31. 31 | Apostila–O Ômega e o AlfaQuando a purificação se realizar em nossas fileiras, não ficaremospor mais tempo ociosos, jactando-nos de ser ricos e enriquecidose de nada ter falta. Quem pode sinceramente dizer: "Nosso ouro é provado no fogo;nossas vestes estão incontaminadas do mundo"? Eu vi nosso Instrutorapontando para as vestes da chamada justiça. Tirando-as, pôs adescoberta a corrupção que estava por debaixo. Disse-me Ele, então:"Não vê como eles pretensiosamente encobriam seudepravamento e corrupção do caráter? Como se fez prostituta acidade fiel! Isa. 1:21. A casa de Meu Pai é feita casa de comércio, umlugar de onde partiram a presença e glória divinas! Por esse motivo éque há fraqueza, e falta de força." ( III TS, 251-255) Naquela noite sonhei que estava em Battle Creek, olhando parafora através da janelinha da porta. Então vi um grupo que marchavarumo a casa, de dois em dois. Eles pareciam inflexíveis e determinados.Eu os conhecia bem e voltei-me para abrir a porta da sala de visitaspara recebê-los, mas pensei em olhar novamente. A cena mudara. Ogrupo agora parecia uma procissão católica. Um trazia em sua mão umacruz e outro uma cana. Quando se aproximaram, aquele que carregavaa cana fez um circulo ao redor da casa, dizendo três vezes: “Esta casaestá interditada. Os bens devem ser confiscados. Eles falaram contranossa santa ordem.” O terror veio sobre mim e corri pela casa, saindopela porta dos fundos, achando-me em seguida no meio do grupo, entrealguns que eu conhecia muito bem, mas não ousei dizer-lhe uma sópalavra por medo de ser traída. Tentei procurar um lugar retirado ondepudesse chorar e orar sem encontrar a ira e olhos inquisidores paraaonde que eu me voltasse. Eu repetia com freqüência: “Se eu pudesseapenas compreender o que está acontecendo! Se eles me falassem oque eu havia dito ou o que havia feito” (I TI pág.578)“Filosofias e Vãs Sutilezas” Foi-me mostrado que temos de ser guardados de todos os lados eperseverantemente resistir ás insinuações e astúcias de Satanás. Ele se“transforma em anjo de luz” ( II Cor 11: 14) e está enganando milhares,levando-os cativos. A vantagem que ele aproveita da ciência da mentehumana é tremenda. Aqui, qual serpente, ele imperceptivelmente seintroduz para corromper a obra de Deus. Os milagres e obra de Cristo
  32. 32. A p o s t i l a – O Ô m e g a e o A l f a | 32ele quer fazer aparecer como resultado da habilidade e poder humanos.Se fizesse um aberto e ousado ataque ao cristianismo, isto poria oscristãos em apuros e angustia aos pés de seu Redentor, e o forte epoderoso libertador poria em fuga o ousado adversário. Ele, portanto,transforma-se em anjo de luz e atua sobre a mente, para afastar doúnico caminho seguro e justo. As ciências da frenologia, psicologia e mesmerismo são oscondutos pelos quais ele chega mais diretamente a esta geração eatua com esse poder que deve caracterizar seus esforços próximodo fim do tempo de graça. Leia: “E, então, será revelado o iníquo, a quem o Senhor desfarácom o sopro de Sua boca e aniquilará pelo esplendor da Sua vinda; aesse cuja vinda é segundo a eficácia de Satanás, com todo o poder, esinais, e prodígios de mentira, e com todo engano da injustiça para osque perecem, porque não receberam o amor da verdade para sesalvarem. E, por isso, Deus lhes enviará a operação do erro, para quecreram a mentira, para que sejam julgados todos os que não creram averdade; antes, tiveram prazer na iniqüidade.” II Tes 2: 8-12. Satanás tem passado despercebido através dessas ciências eenvenenando a mente de milhares, conduzindo-os á infidelidade. Elefica satisfeito com a difusão dessas ciências. É um plano que elemesmo ideou, porque através delas pode ganhar acesso á mente einfluenciá-lo como bem lhe apraz. Enquanto se acredita que a mente deum pode influenciar tão maravilhosamente a de outro, Satanásprontamente se insinua e atua de todas as maneiras. E enquantoaqueles que se dedicam a essas ciências, enaltecendo-as até os céuspor causa das grandes e boas obras que se afirma realizar atravésdelas, eles estão acariciando e glorificando ao próprio Satanás, que atua“com todo poder, e sinais e prodígios de mentira, e com todo o enganoda injustiça”. II Tes 2: 9 e 10. Disse o anjo; “Assinale sua influencia. Oconflito entre Cristo e Satanás ainda não terminou.” A penetração deSatanás por meio dessas ciências, é toda orientada por sua satânicamajestade, e destruirá na mente de milhares a verdadeira fé em Cristocomo o Messias, o Filho de Deus. Quanto mais nos aproximarmos do fim dos tempos, mais a mentehumana será afetada pelos enganos de Satanás. Ele conduz osenganados mortais a considerarem a obra e os milagres de Cristo sob
  33. 33. 33 | Apostila–O Ômega e o Alfaprincípios gerais. Satanás sempre tem ambicionado contrafazer a obrade Cristo e estabelecer eu poder e direitos. Geralmente ele não faz issode modo aberto, ousado. É artificioso e sabe que o modo mais eficaz defazer seu trabalho é ir ao pobre e decaído homem em forma de um anjode luz. Ele foi a Cristo no deserto com a forma de um belo jovem, maissemelhante a um rei do que a um anjo caído, com as Escrituras emseus lábios. Satanás mostrou o mundo a Cristo sob a mais atrativa luz e disse-Lhe que Ele não necessitava suportar tanto sofrimento para conquistaros reinos da Terra. Satanás cederia todos os seus direitos se Cristoapenas o adorasse. A insatisfação de Satanás começou no Céu, porqueele não podia ser o primeiro e o mais exaltado no comando, igual aDeus, colocado acima de Cristo. Daí rebelou-se e perdeu sua posição.Ele e seus simpatizantes foram lançados fora do Céu. No desertoesperou ele obter vantagem da sofrida e debilitada condição de Cristo, econseguir a homenagem que ao alcançara no Céu. Mas Jesus, mesmosob desfalecente e debilitada condição, não cederia á tentação deSatanás nem por um só momento, mas mostrar-lhe Sua superioridade eexerceria autoridade para ordenar a Satanás: “Vai-te, Satanás!” (Mat 4:10) – ou, afasta-te, de Mim. Satanás ficou frustrado. Então ele estudoucomo poderia alcançar seus objetivos e receber da humanidade a honraque lhe fora recusada no Céu, e por Jesus na Terra. Fosse ele bem-sucedido em tentar a Cristo, o plano da salvação teria fracassado amiséria e a desesperança. Mas onde lê fracassou ao tentar a Cristo, tembom êxito com o homem. Se Satanás pudesse confundir e enganar os homens e levá-los apensar que há um inerente poder neles mesmos para realizar grandes eboas obras, deixariam de confiar em Deus para fazer aquilo que elesimaginavam pode fazer por si mesmo. Não reconhecem um podesuperior. Não dão a Deus a glória que Ele reivindica e que Lhe é devidapor Sua exaltada e excelente majestade. O inimigo alcança assim seusobjetivos e exulta que homens decaídos presunçosamente exaltem a simesmo, assim como ele se exaltou no Céu e foi expulso de lá. Ele sabeque se o homem gloriar-se de si mesmo, sua ruína é tão certa quanto àdele. Satanás fracassou em suas tentações a Cristo no deserto. O planoda salvação foi cumprido. Um preço infinito foi pago pela redenção do
  34. 34. A p o s t i l a – O Ô m e g a e o A l f a | 34homem. Agora Satanás busca desarraigar o fundamento da esperançacristã e atrair a mente dos homens para um rumo onde eles não possamser beneficiados ou salvos pelo grande sacrifício oferecido. Ele conduzos homens caídos através de “todo engano da injustiça” (II Tes 2: 10),levando-os a crer que podem salvar-se sem a expiação; que eles nãoprecisam depender de um Salvador crucificado e ressurreto; que ospróprios méritos humanos os recomendará ao favor de Deus. E entãoele destrói a confiança do homem na Bíblia, sabendo que, se tiver êxitonisso, e conseguir destruir a fé no instrumento que revela o seu caráter,estará seguro. Ele coloca na mente humana o engano de que nãofazem nenhum esforço para resistir e lutar contra o que eles sabem nãoexistir. Assim pobres e cegos mortais finalmente adotam a máxima: “Oque quer que seja, é certo.” Eles não reconhecem nenhuma regra paramedir sua conduta. Satanás leva muitos a crer que orar a Deus é inútil; apenas umaformalidade. Ele bem sabe quão necessárias são a meditação e aoração para manter os seguidores de Cristo prontos a resistir ás suasartimanhas e enganos. Por seus artifícios procura desviar a mentedesses importantes exercícios espirituais, para que a pessoa não seapóie no Todo-Poderoso e obtenha força para resistir a seus ataques.Foram-me mostradas as fervorosas e eficazes orações do antigo povode Deus. “Elias era homem sujeito ás mesmas paixões que nós”(Tiago5: 17), e orou fervorosamente. Daniel orava a Deus três vezes por dia.Satanás fica enfurecido ao som de uma fervente oração, pois ele sabeque sofrerá danos. Daniel foi exaltado acima dos príncipes epresidentes, porque nele havia um espírito excelente”. Dan 6: 3. Osanjos caídos temiam que sua influencia debilitasse o controle queexerciam sobre os dirigentes do reino, pois Daniel pertencia ao altocomando. A multidão acusadora de anjos maus instigou os presidentese príncipes a sentir ciúmes e inveja de Daniel, e passaram a observá-loa ver se encontravam alguma oportunidade de denunciar de perto. Masfracassaram. Então esses agentes de Satanás procuraram fazer de suafé em Deus um motivo para destruí-lo. Anjos maus inventaram um planopara eles, e esses agentes prontamente levaram a efeito. O rei não estava sabendo da sutil artimanha preparada contraDaniel. Tendo pleno conhecimento do decreto real, Daniel ainda seajoelhou diante de Deus com as “janelas abertas” Dan 6: 10. Eleconsiderava a súplica a Deus de tão grande importância que preferiria
  35. 35. 35 | Apostila–O Ômega e o Alfasacrificar a vida do que abandoná-la. Por causa de suas orações aDeus, foi lançado na cova dos leões. Os anjos maus haviam conseguidoseus objetivos. Mas Daniel continua a orar, mesmo na cova dos leões.Estava ele com medo de ser devorado? Esquecera-Se dele o Senhor?Oh, não! Jesus, o poderoso Comandante dos exércitos celestiais,enviou Seu anjo para fechar a boca daqueles famintos leões, para quenão fizessem dano aquele homem de oração. Tudo agora era paznaquela terrível cova. O rei testemunhou a preservação de Daniel e ocumulou de honras. Satanás e seus anjos foram derrotados e ficaramenraivecidos. Os agentes que ele havia empregado foram sentenciadosá morte da mesma horrível maneira pela qual intentavam destruirDaniel. A oração da fé é a grande força do cristão, e com toda a certezaprevalecerá contra Satanás. Por isso é que ele insinua que não temosnecessidade de orar. O nome de Jesus, nosso Advogado, ele detesta; equando sinceramente vamos ter com Ele em busca de auxilio, osexércitos de Satanás se alarmam. O negligenciarmos o exercício daoração serve bem ao seu propósito, pois então seus prodígios dementira são acolhidos mais depressa. Aquilo deixou de conseguir aotentar a Cristo, ele consegue pondo diante dos homens suas enganosostentações. Ás vezes ele vem na forma de um amável jovem ou sob belaaparência. Realiza curas e é adorados pelos enganados mortais comoum benfeitor da humanidade. A frenologia e mesmerismo são pordemais exaltados. Eles são bons em seu devido lugar, mas Satanásdeles se utiliza como os mais poderosos instrumentos para enganar edestruir seres humanos. Suas artimanhas e enganos são recebidoscomo provenientes do Céu, e a fé na Revelação, a Bíblia, é destruída namente de milhares. Satanás recebe a adoração dos homens queseguem sua satânica majestade. Milhares estão conversando com ele erecebendo as instruções desse deus demoníaco, e agindo de acordocom suas instruções. O mundo, que se julga muito beneficiado pelafrenologia e o magnetismo animal, nunca foram tão corrompidos.Satanás usa essas coisas para destruir a virtude e laçar os fundamentosdo espiritismo. Minha atenção foi dirigida a este texto, como se aplicandoespecialmente ao espiritualismo moderno: “Tende cuidado, para queninguém vos faça presa sua, por meio de filosofias e vãs sutilezas,segundo a tradição dos homens segundo os rudimentos do mundo, e
  36. 36. A p o s t i l a – O Ô m e g a e o A l f a | 36não segundo Cristo”. Col 2: 8. Milhares, foi-me mostrado, têm searruinado mediante a filosofia da frenologia e do magnetismo animal,sendo impelidos á infidelidade. Caso a mente comece a soltar-se nestesentido, é quase certo ela perde o seu equilíbrio e ser controlada por umdemônio. “Vãs sutilezas” enchem a mente dos pobres mortais. Pensamque há em si mesmos tal poder para realizarem grandes obras, que aosentem nenhuma necessidade de um poder superior. Seus princípios esua fé são “segundo a tradição dos homens, segundo os rudimentos domundo, e não segundo Cristo”. Col 2: 8. Jesus não lhes ensinou talfilosofia. Coisa alguma dessa espécie se pode encontrar em Seusensinos. Ele não encaminhou a mente dos pobres mortais para simesmos, a um poder possuído por eles próprios. Estava sempre adirigir-lhes o espírito para Deus, o Criador do Universo, como fonte desua força e sabedoria. “Especial advertência é feita no verso 18:Ninguém vos domine a seu bel-prazer com pretexto de humildade eculto dos anjos, metendo-se em coisas que não viu; estando debaldeinchado na sua carnal compreensão.” Col 2: 18. Os mestres do espiritualismo aproximam-se de maneira agradável efascinante para os iludirem, e caso lhes dêem ouvidos ás fábulas, vocêsserão seduzidos pelo inimigo da justiça, e perderão por certo suarecompensa. Uma vez que a fascinadora influencia do arquienganadorchegue a vencê-lo, vocês estão envenenados, e sua mortífera influênciaadultera e destrói a sua fé em Cristo como o Filho de Deus, e vocêsdeixam de confiar nos méritos de Seu sangue. Os que são enganadospor esta filosofia, são iludidos quanto a sua recompensa, por meio deenganos de Satanás. Confiaram nos próprios méritos, exercemvoluntária humildade, estão mesmo dispostos a fazer sacrifícios erebaixam-se, e subordinam a mente á crença do supremo absurdo,recebendo as mais absurdas idéias por intermédio daqueles queacreditam ser seus queridos mortos. De tal forma lhes segou Satanás osolhos e lhes perverteu o discernimento, que não percebem o mal; eseguem as instruções supondo serem de seus amados mortos, agorafeitos anjos em uma esfera superior. Nesta época degenerada, Satanás mantém controle sobre osque se afastam do direito e se arriscam em seu território. Sobreesses ele exerce seu domínio de maneira alarmante.
  37. 37. 37 | Apostila–O Ômega e o Alfa Foi-me chamada atenção para estas palavras: “Metendo-se emcoisas que não viu; estando debalde inchado na sua carnalcompreensão.”Col 2:18. Alguns me foram mostrado, satisfazem suacuriosidade, e metem-se com o diabo. Não têm realmente fé noespiritualismo, e recuariam horrorizados á idéia de serem médiuns.Aventuram-se, todavia, e colocam-se em posição em que Satanás podeexercer poder sobre eles. Estes não pretendem aprofundar-se nessaobra; mas não sabem o que estão fazendo. Estão-se aventurando noterreno do diabo, e tentam-no a controlá-los. Esse poderoso destruidoros considera sua legitima presa, e sobre eles exerce domínio, e istocontra a vontade deles. Quando se querem governar, não podem.Subordinam a mente a Satanás, e ele não cede seus direitos, masmantém-nos cativos. Coisa alguma pode libertar o coração enredado,senão o poder de Deus, em resposta ás fervorosas orações de Seusfiéis seguidores. A única segurança agora, é procurar como a tesouroescondido a verdade, tal como se acha revelada na Palavra deDeus. Os assuntos do sábado, da natureza do homem, e dotestemunho de Jesus, eis as grandes e importantes verdades aserem compreendidas; estas se demonstrarão qual ancora parafirmar o povo de Deus nestes tempos perigosos. A massa dahumanidade, porém, despreza as verdades da Palavra de Deus, epreferem as fabulas. “Porque não receberam o amor da verdade para se salvarem. E porisso Deus lhes enviará a operação do erro, para que creiam a mentira.”II Tes 2: 10,11. Os mais licenciosos e corruptos são altamente lisonjeados poresses espíritos satânicos, que eles crêem ser o espírito de seusqueridos mortos, e estão vaidosamente inchados em sua compreensãocarnal. “É ligados a Cabeça, da qual todo o corpo, provido eorganizado pelas juntas e ligaduras, vai crescendo em aumento deDeus” (Col. 2: 19). Vã filosofia. Os membros do corpo são regidos pela cabeça. Osespiritualistas põem de lado a Cabeça, e crêem que todos os membrosdo corpo devem agir por si mesmos, e que leis fixas os levarão a umestado progressivo de perfeição sem uma cabeça.
  38. 38. A p o s t i l a – O Ô m e g a e o A l f a | 38 Cristo é a fonte de nossa força. Ele é a videira, nós as varas.Devemos receber nutrição da Videira viva. Desprovidos da força enutrição dessa Videira, somos como membros do corpo sem a cabeça,e encontramo-nos justamente na posição em que Satanás nós desejaver, a fim de poder controlar-nos segundo lhe aprouver. Ele atua “comtodo o engano da injustiça para os que perecem, porque não receberamo amor da verdade para se salvarem. E por isso Deus os enviará aoperação do erro, para que creiam a mentira” II Tes 2: 10 e 11. Oespiritualismo é uma mentira. Baseia-se na grande mentira original:“Certamente não morrereis.” Gen 3:4. Milhares de pessoas separam-se da Cabeça, Jesus, e outro lhes dirige o corpo. São controlados porSatanás. Foi-me mostrado que Satanás não pode controlar a mente, a menosque ela seja submetida a sua orientação. Os que se afastam do direitoacham-se agora em sério risco. Separam-se de Deus e do vigilantecuidado de Seus anjos, e Satanás, sempre alerta para destruir vidas,começa a apresentar-lhes seus enganos. Essas pessoas estão emextremo perigo; e se elas vêem isto e procuram resistir aos poderes dastrevas e libertar-se dos laços do inimigo, não é coisa fácil consegui-lo.Aventuraram-se a entrar no terreno de Satanás, e ele as reivindica. Nãohesitará em empenhar todas as suas energias, e chama em seu auxiliotodos os seus exércitos malignos a fim de arrebatar um único serhumano que seja, das mãos de Cristo. Os que têm tentado o diabo atentá-los terão de fazer desesperados esforços para se libertarem deseu poder. Quando, porém, começam a trabalharem por si mesmos,então os anjos de Deus, a quem eles ofenderam, virão em seu socorro.Satanás e seus anjos não querem perder a presa. Contendem ebatalham com os santos anjos, e feroz é a luta. Mas, se os que erraramcontinuam a suplica e, em profunda humildade, confessam seus erros,anjos magníficos em poder prevalecerão e os arrebatarão do poder dosanjos maus. Ao ser erguida a cortina, e ser-me mostrada a corrupção destaépoca, meu coração se abateu, meu espírito quase desfaleceu dentrode mim, vi que os habitantes da Terra estavam enchendo a medida dataça da iniqüidade. A ira de Deus está acesa, e não mais se acalmaráaté que os pecadores sejam destruídos da Terra. Satanás é o inimigopessoal de Cristo. É o originador e líder de todas as espécies derebelião no Céu e na Terra. Sua ira aumenta; não lhe avaliamos o
  39. 39. 39 | Apostila–O Ômega e o Alfapoder. Caso nos fossem abertos os olhos para ver os anjos maus ematuação junto dos que se sentem á vontade e se consideram seguros,não nos sentiríamos tão em segurança. Os anjos maus estão em nossoencalço a cada momento. Da parte dos homens ímpios esperamosprontidão para agir segundo as sugestões de Satanás; mas quandoestamos desapercebidos contra seus invisíveis agentes, eles ocupamnovo território, e realizam maravilhas e milagres á nossa vista. Estamosnós preparados para resistir-lhes pela Palavra de Deus, a única armacom que podemos ser bem-sucedidos? Alguns serão tentados a aceitar essas maravilhas como sendo deDeus. Enfermos serão curados á nossa vista. Milagres se efetuarão aosnossos olhos. Estamos nós apercebidos para a prova que nos aguardaquando as mentirosas maravilhas de Satanás forem mais amplamenteexibidas? Não serão muitas pessoas enredadas e arrebatadas?Separando-se dos positivos preceitos e mandamentos de Deus, edando ouvido ás fábulas, o espírito de muitos se está preparandopara receber esses prodígios de mentira. Cumpre buscarmos todosarmar-nos para o combate em que nos havemos de em breveempenhar. A fé na Palavra de Deus, o estudo apoiado pela oração eposto em prática, será nossa proteção contra o poder de Satanás,levando-nos á vitória pelo sangue de Cristo. (I TI págs. 290-302)PREPARO PARA A CRISE FINAL Irmãos e irmãs, apelo para vós como adventistas do sétimo dia,para serdes tudo quanto esse nome significa. Há risco de afastar-se doespírito da mensagem. ... O povo de Deus não deve ser guiado pelas opiniões ou práticas domundo. Ouvi o que diz o Salvador a Seus discípulos: "Eu rogarei ao Pai,e Ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre;o Espírito de verdade, que o mundo não pode receber, porque não O vênem O conhece; mas vós O conheceis, porque habita convosco, eestará em vós." João 14:16 e 17. "Vede quão grande caridade nos temconcedido o Pai: que fôssemos chamados filhos de Deus. Por isso omundo não nos conhece; porque O não conhece a Ele." I João 3:1. A Palavra de Deus declara positivamente que Sua lei seráescarnecida, pisada pelo mundo; haverá extraordinário predomínio dainiqüidade. O professo mundo protestante formará uma confederação
  40. 40. A p o s t i l a – O Ô m e g a e o A l f a | 40com o homem do pecado, e a igreja e o mundo estarão em corruptaharmonia. (Conferir GC 338) Eis que a grande crise vem sobre o mundo. As Escrituras ensinamque o papado deverá readquirir sua supremacia perdida, e que os fogosda perseguição serão reatados por meio das concessões oportunistasdo chamado mundo protestante. Neste tempo de perigo só podemossubsistir na proporção em que temos a verdade e o poder de Deus. Oshomens só podem conhecer a verdade sendo eles própriosparticipantes da natureza divina. Necessitamos agora de sabedoria maisque humana em ler e pesquisar as Escrituras; e se nos aproximarmosda Palavra de Deus em humildade de coração, Ele erguerá em nossofavor um estandarte contra os elementos sem lei. É difícil manter firme o princípio de nossa confiança até ao fim; e adificuldade aumenta quando há influências ocultas em constanteoperação para introduzir outro espírito, um elemento que opera emsentido contrário, do lado satânico da questão. Na ausência daperseguição, têm penetrado em nossas fileiras alguns que parecemsensatos, inquestionável seu cristianismo, mas que, surgisseperseguição, sairiam de nós. Na crise, veriam força em raciocínioscapciosos que têm tido certa influência em seu espírito. Satanás tempreparado vários ardis para chegar às diversas mentes. Quando a lei deDeus for anulada, Sua igreja será peneirada por provas terríveis, e umaproporção maior do que agora podemos prever, dará ouvidos a espíritosenganadores e doutrinas de demônios. Em vez de serem fortalecidosquando levados a situações difíceis, muitos provam não ser varas vivasda Videira Verdadeira; não dão fruto, e o lavrador as tira.OS VERDADEIRAMENTE OBEDIENTES NÃO CAIRÃO Mas quando o mundo anular a lei de Deus, qual será o efeito sobreos que são verdadeiramente obedientes e justos? Serão eles levadospela forte corrente do mal? Porque tantos se enfileiram sob a bandeirado príncipe das trevas, hão de os que guardam os mandamentos deDeus apartar-se de sua fidelidade? Nunca! Nem um dos quepermanecem em Cristo falhará ou cairá. Seus seguidores curvar-se-ãoem obediência a uma autoridade superior à de qualquer potentadoterrestre. Ao passo que o desprezo lançado sobre os mandamentos deDeus leva muitos a suprimir a verdade e mostrar por ela menos
  41. 41. 41 | Apostila–O Ômega e o Alfareverência, os fiéis hão de com maior zelo manter erguidas suasverdades distintivas. Não somos deixados a nossa própria direção. Devemos reconhecer a Deus em todos os nossos caminhos, e Eledirigirá nossas veredas. Devemos consultar-Lhe a Palavra emhumildade de coração, pedir-Lhe o conselho, e submeter nossa vontadeà Sua. Nada podemos fazer sem Deus. Temos a mais alta razão para prezar Seu verdadeiro sábado ecolocar-nos em sua defesa, pois ele é o sinal que distingue o povo deDeus do mundo. O mandamento que o mundo anula é aquele a que,por essa mesma razão, o povo de Deus dará maior honra. É quando oincrédulo lança desprezo sobre a Palavra de Deus que os fiéis Calebessão chamados. É então que eles permanecerão firmes no posto dodever, sem ostentação e sem se desviarem por causa do vitupério. Osespias incrédulos estavam prontos a destruir Calebe. Ele viu as pedrasnas mãos daqueles que haviam levado um relatório falso, mas isto nãoo deteve; tinha uma mensagem, e havia de comunicá-la. O mesmoespírito será manifesto hoje por aqueles que são fiéis a Deus. Diz o salmista: "Eles têm quebrantado a Tua lei. Pelo que amo osTeus mandamentos mais do que o ouro, e ainda mais do que o ourofino." Sal. 119:126 e 127. Quando os homens se achegam para maisperto de Jesus, quando Cristo lhes habita no coração pela fé seu amorpelos mandamentos de Deus se torna mais forte à medida que odesprezo do mundo se amontoa sobre Seus santos preceitos. É a essetempo que o verdadeiro sábado deve ser posto diante do povo tantopela pena como pela palavra. Ao ser o quarto mandamento bem comoos que o observam passados por alto e desprezados, sentem os fiéisque é tempo, não de ocultar sua fé, mas de exaltar a lei de Jeová,desfraldando a bandeira em que se acha inscrita a mensagem doterceiro anjo, os mandamentos de Deus e a fé em Jesus. (Conferir GCpag. 464)NENHUMA CONCESSÃO AO MISTÉRIO DA INIQÜIDADE Não sancionem aqueles que possuem a verdade tal qual ela é emJesus, sequer por seu silêncio, a obra do mistério da iniqüidade. Nãocessem eles de fazer soar a nota de alarme. Sejam a educação e opreparo dos membros de nossas igrejas de molde a que as crianças eos jovens entre nós compreendam que não deve haver nenhuma

×