1|   Apostila –Verduras                              VERDURASA grande apostasia na questão da reforma de saúde tem pormoti...
A p o s t i l a – V e r d u r a s |2procedimento, haveriam tomado a atitude de não unirem osinteresses de sua vida com hom...
3|   Apostila –Verdurasunião a esposa deve ser mais ou menos uma sofredora, devido aseu marido doente. Em muitos casos ess...
A p o s t i l a – V e r d u r a s |4caráter,    que      precisam     constantemente       uma      influênciacontrabalanç...
5|   Apostila –VerdurasA mãe que consente que seu filho seja amamentado por outra, deveconsiderar bem os resultados que is...
A p o s t i l a – V e r d u r a s |6necessário quando não possuem alimento para os filhos. Mas em novecasos dentre dez, os...
7|   Apostila –Verdurasusar grande proporção de nozes. Os que percebem os maus efeitos douso das nozes talvez consigam afa...
A p o s t i l a – V e r d u r a s |8Não é bom comer verduras e frutas na mesma refeição. Se adigestão é deficiente, o uso ...
9|   Apostila –Verdurasalimentos simples, devem jejuar até que tenham. Esse jejum se lhesdemonstrará de maior benefício do...
A p o s t i l a – V e r d u r a s | 10O Senhor ensinará a muitos, em toda parte do mundo, a combinarfrutas, cereais e verd...
11 |   Apostila –Verdurascom frutas, nozes e verduras, contêm todas as propriedadesnutritivas necessárias a formar um bom ...
A p o s t i l a – V e r d u r a s | 12Temos de ser postos em contato com as pessoas. Fosse-lhes ensinadaa reforma de saúde...
13 |   Apostila –Verdurasem conseqüência, o sangue não é nutrido, mas fica cheio de impurezas,e surgem perturbações hepáti...
A p o s t i l a – V e r d u r a s | 14Não cremos que batatas fritas sejam saudáveis, pois há em seu preparomais ou menos g...
15 |   Apostila –Verdurasas secas, que requerem mastigação total. Torradas são dos maisdigestíveis e aprazíveis alimentos....
A p o s t i l a – V e r d u r a s | 16o mais saudável regime. Comunicam nutrimento ao corpo, e dãocapacidade de resistênci...
17 |   Apostila –Verdurasrequintados e condimentos são usados livremente, por adultos e jovens.Esses artigos fazem sua obr...
A p o s t i l a – V e r d u r a s | 18pode ser usado juntamente com cereais para formar um alimentonutritivo e digesto. (I...
19 |   Apostila –Verdurasfazendo a mente se torna concentrada em si. Aliás, o comer e bebertorna-se por demais uma questão...
A p o s t i l a – V e r d u r a s | 20saudáveis como outras. As amêndoas são preferíveis aos amendoins,mas estes, em limit...
21 |   Apostila –Verdurassaudável. O pão que leva leite não se conserva bem tanto tempo depoisde assado como o que é feito...
A p o s t i l a – V e r d u r a s | 22o estômago já devia ter concluído a sua obra, a fim de, como osdemais órgãos do corp...
23 |   Apostila –VerdurasNão useis sal em quantidade, evitai os picles e comidascondimentadas, servi-vos de abundância de ...
A p o s t i l a – V e r d u r a s | 24extinguir a sede, água pura, tomada pouco tempo antes ou depois darefeição, é tudo q...
25 |   Apostila –VerdurasNão devemos preparar para o sábado mais liberal provisão de alimento,nem maior variedade que nos ...
A p o s t i l a – V e r d u r a s | 26torradas. E então como também frutas cozidas, e às vezes torta delimão. Milho seco, ...
27 |   Apostila –Verdurasalimento misturado e complicado é prejudicial à saúde do ser humano.Os mudos animais jamais comer...
A p o s t i l a – V e r d u r a s | 28em conseqüência, o sangue não é nutrido, mas fica cheio de impurezas,e surgem pertur...
29 |   Apostila –VerdurasSairá, do Doador da vida, a ordem: "Despertai e exultai, os que habitaisno pó, porque o teu orval...
A p o s t i l a – V e r d u r a s | 30A perda e massa óssea é uma doença de excesso (excesso deproteínas e de sódio) e não...
31 |   Apostila –VerdurasCICLAMATO. Derivado do petróleo, o ciclamato é usado em conjuntocom outros adoçantes para reduzir...
A p o s t i l a – V e r d u r a s | 32Podemos obter facilmente o açúcar que nosso corpo precisa com oconsumo de alimentos ...
33 |   Apostila –VerdurasMuitas pessoas comem quando o organismo não sente necessidade dealimento, em intervalos irregular...
A p o s t i l a – V e r d u r a s | 34desejo de mais forte estímulo, como seja o fumo, vinhos e outrasbebidas alcoólicas. ...
35 |   Apostila –Verdurasnutritivos para o organismo. Deles diz nosso benevolente Paicelestial que podemos comer livrement...
A p o s t i l a – V e r d u r a s | 36Isto está bem. Alguns, porém, dizem que o leite também deve serabandonado. Este é um...
37 |   Apostila –VerdurasDeus guiará. Desejo dizer, porém, que ao chegar o tempo em que nãoé mais seguro usar leite, nata,...
A p o s t i l a – V e r d u r a s | 38sofrimento que por toda parte dominam são em grande parte devidos aerros populares c...
39 |   Apostila –VerdurasAs nozes e as receitas com elas preparadas estão-se tornandolargamente usadas, substituindo os pr...
A p o s t i l a – V e r d u r a s | 40Não é bom comer verduras e frutas na mesma refeição. Se adigestão é deficiente, o us...
41 |   Apostila –VerdurasQuanto mais líquido se coloca no estômago às refeições maisdifícil se torna a digestão do aliment...
37. verduras
37. verduras
37. verduras
37. verduras
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

37. verduras

818 views

Published on

Published in: Spiritual
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
818
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
7
Actions
Shares
0
Downloads
8
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

37. verduras

  1. 1. 1| Apostila –Verduras VERDURASA grande apostasia na questão da reforma de saúde tem pormotivo o ter sido ela manejada por mentes imprudentes, e levada atais extremos que tem aborrecido as pessoas, em vez de convertê-las à adoção da reforma. Tenho estado em lugares onde essas idéiasradicais foram executadas. Verduras preparadas com água apenas, etudo o mais de maneira semelhante. Esta espécie de cozinha é adeformação da saúde, e existem espíritos constituídos de modo queaceitem tudo que tenha aparência de regime rigoroso ou reforma dequalquer espécie. (CSRA, 212)É impossível, para os que dão rédea solta ao apetite, alcançar aperfeição cristã. As sensibilidades morais de vossos filhos não podemser despertadas facilmente, a menos que sejais cuidadosos na seleçãodo seu alimento. Muita mãe põe a mesa de maneira que se torna umacilada para a família. Alimentos cárneos, manteiga, queijo, ricas massas,alimentos temperados e condimentos são usados livremente, poradultos e jovens. Esses artigos fazem sua obra em perturbar oestômago, estimulando os nervos e enfraquecendo o intelecto. Osórgãos produtores do sangue não podem converter esses artigosem bom sangue. A gordura cozida com o alimento torna-o dedigestão difícil. O efeito do queijo é deletério. O pão feito com a farinharefinada não comunica ao organismo a nutrição que se encontra no pãode farinha integral. Seu uso rotineiro não conservará o organismo namelhor das condições. Os condimentos a princípio irritam o sensívelrevestimento do estômago, mas finalmente destroem a sensibilidadenatural dessa delicada membrana. O sangue torna-se febril, despertam-se as propensões animalescas, enquanto se enfraquecem asfaculdades morais e intelectuais, tornando-se servas das paixõesbaixas. Deve a mãe esforçar-se por apresentar à família um regimesimples mas nutritivo. Christian Temperance and Bible Hygiene, págs.46 e 47. (CSRA, 236)Caso as mulheres das gerações passadas houvessem agidosempre movidas por considerações elevadas, compreendendo queas gerações futuras seriam enobrecidas ou degradadas por seu
  2. 2. A p o s t i l a – V e r d u r a s |2procedimento, haveriam tomado a atitude de não unirem osinteresses de sua vida com homens que nutriam gostos anormais,por bebidas alcoólicas, fumo, que é um veneno lento mas seguro emortífero, enfraquecendo o sistema nervoso, e rebaixando asnobres faculdades da mente. Caso os homens queiram permanecerligados a esses hábitos vis, as mulheres devem deixá-los a sua bem-aventurança de solteiros, a fruírem esses companheiros que preferem.Elas não se deviam haver considerado de tão pouco valor que unissemseu destino com homens que não tinham domínio sobre seus apetites,mas cuja principal felicidade consistia em comer e beber, e satisfazersuas paixões sensuais. As mulheres nem sempre têm seguido osditames da razão em vez de ao impulso. Não têm sentido em alto grauas responsabilidades que sobre elas impendem, para formar ligaçõestais que não haveriam de imprimir em seus descendentes um baixonível moral, e uma paixão para satisfazer apetites depravados, a custoda saúde, e mesmo da vida. Deus as considerará responsáveis em altograu pela saúde física e o caráter moral assim transmitido às geraçõesfuturas.Os homens e as mulheres que corromperam o próprio corpo porhábitos dissolutos, rebaixaram também sua inteligência, edestruíram as finas sensibilidades da alma. Muitíssimos dessa classese casaram, e deixaram por herança a seus descendentes as manchasde sua própria debilidade física e costumes depravados. A satisfaçãodas paixões carnais, a grosseira sensualidade, têm sido as assinaladascaracterísticas de sua posteridade, descendo de geração em geração,aumentando a terrível grau a miséria humana, e apressando adepreciação da raça.Homens e mulheres que se tornaram doentios e cheios deenfermidades, muitas vezes em suas ligações matrimoniais têmpensado egoistamente só em sua própria felicidade. Não têmconsiderado seriamente o assunto do ponto de vista de princípiosnobres, elevados, raciocinando com relação ao que podiam esperar deseus descendentes: nada senão diminuída energia física e mental, quenão elevaria a sociedade, antes imergi-la-ia ainda mais baixo.Homens doentios têm muitas vezes conquistado a afeição demulheres aparentemente sadias, e porque se amavam, sentiram-seem perfeita liberdade de casar, nem considerando que por sua
  3. 3. 3| Apostila –Verdurasunião a esposa deve ser mais ou menos uma sofredora, devido aseu marido doente. Em muitos casos esse marido melhora desaúde, enquanto a esposa adquire o mal. Ele vive em muito davitalidade dela que se queixa em breve do debilitamento da sua. Eleprolonga seus dias encurtando os dela. Os que assim se casamcometem pecado em considerar levemente a vida e a saúde a elesdadas por Deus para serem usadas para Sua honra e glória. Mas seapenas os que entram assim nas relações matrimoniais fossemafetados, o pecado não seria tão grande. Seus descendentes sãoforçados a ser sofredores por doença transmitida. E assim se temperpetuado a doença de geração em geração. E muitos acusam a Deusde todo esse peso de miséria humana, quando seu errado modo deviver tem ocasionado os seguros resultados. Lançaram sobre asociedade uma raça enfraquecida, e fizeram sua parte para deterioraçãoda raça humana mediante o tornar a doença hereditária, acumulandoassim os sofrimentos do homem. (II ME, 422 / 423)Outra causa da deficiência da geração atual em resistência física evalor moral é se unirem homens e mulheres em casamento comidades muito diferentes. Dá-se freqüentemente que homens idososescolhem jovens para casar. Assim fazendo, a vida do marido se temprolongado, ao passo que a esposa tem de sentir a falta daquelavitalidade que ela comunica ao seu idoso marido. Não é dever denenhuma mulher sacrificar a vida e a saúde, mesmo que ela amasse aalguém muito mais idoso que ela, e estivesse disposta, por sua parte, afazer tal sacrifício. Deveria haver restringido suas afeições. Tinha aconsultar considerações mais altas que seu próprio interesse.Ela deve considerar: no caso de nascerem filhos, qual seria suacondição? Pior ainda é um rapaz casar com uma mulherconsideravelmente mais velha que ele. Os rebentos de tais uniões, emmuitos casos, em que as idades diferem grandemente, não possuemmentes bem equilibradas. Têm sido também deficientes em resistênciafísica. Em famílias assim, tem-se freqüentemente manifestado traços decaráter variado, peculiar, e muitas vezes penosos. Morrem muitas vezesprematuramente, e os que chegam à maturidade, são em muitos casosdeficientes em força física e mental, bem como em valor moral.O pai raramente está preparado, com suas faculdades em declínio,para criar sua jovem família. Esses filhos têm traços peculiares de
  4. 4. A p o s t i l a – V e r d u r a s |4caráter, que precisam constantemente uma influênciacontrabalançadora, do contrário vão certamente à ruína. Não sãodevidamente educados. Sua disciplina tem sido muitas vezes daquelaespécie dirigida por caprichosos impulsos, devido à idade do pai, o qualtem sido susceptível a sentimentos variáveis. Uma vez, demasiadoindulgente, ao passo que noutra é injustificavelmente severo. Tudo, emalgumas famílias, está errado. E aumenta grandemente o infortúniodoméstico. Dessa maneira tem sido lançada ao mundo uma classe deseres como carga para a sociedade. Seus pais foram responsáveis emalto grau pelo caráter desenvolvido por seus filhos, o qual é transmitidode geração a geração. (II ME, 423 / 424)Toda mulher que se encontra à frente de uma família e ainda nãoentende a arte da cozinha saudável deve decidir aprender aquilo queé tão essencial ao bem-estar de sua casa. Em muitos lugares,escolas de arte culinária saudável oferecem ensejo de uma pessoase instruir nesse sentido. Aquela que não tem o auxílio de taisfacilidades devia tomar instruções com uma boa cozinheira,perseverando em seus esforços por se aperfeiçoar até se tornarsenhora da arte culinária. (CBV, 303)Caso pais ou filhos comam com freqüência, irregularmente, e emquantidades demasiado grandes, mesmo que seja dos alimentosmais saudáveis, isto prejudica a constituição; mas se além disso acomida é de qualidade imprópria e preparada com gordura[animal], e condimentos indigestos, muito mais nocivo será oresultado. Os órgãos digestivos serão duramente sobrecarregados, e àpobre natureza exausta não será dada senão pequena chance paradescansar, e recuperar as forças, e os órgãos vitais dentro em poucoficarão debilitados e exaustos. Se o cuidado e a regularidade sãoconsiderados necessários aos irracionais, são tanto mais essenciais aosseres humanos, formados à imagem de seu Criador quanto eles são devalor superior ao dos animais. (II MM, 427)O NenêO melhor alimento para o nenê é o que lhe foi provido pela natureza.Não deve, sem necessidade, ser dele privado. É falta de coração eximir-se a mãe, por amor da comodidade ou de diversões sociais, da delicadatarefa de amamentar o filhinho.
  5. 5. 5| Apostila –VerdurasA mãe que consente que seu filho seja amamentado por outra, deveconsiderar bem os resultados que isso pode trazer. Em maior ou menorgrau a ama comunica seu próprio temperamento à criança queamamenta. (A Ciência do Bom Viver, pág. 383)Para manter-se em dia com a moda, tem-se abusado da natureza, emvez de consultá-la. As mães às vezes dependem de uma serva, ou oseio materno tem de ser substituído pela mamadeira. E um dos maisdelicados e gratos deveres que uma mãe pode cumprir em favor de seudependente bebê, dever que lhe une a vida com a dos seus, e quedesperta no coração das mulheres os mais santos sentimentos, ésacrificado às assassinas loucuras da moda.Mães existem que sacrificam seus deveres maternais de amamentar osfilhos simplesmente porque é muito incômodo restringir-se a eles, quesão o fruto de seu organismo. O salão de baile e as provocantes cenasde prazeres exerceram sua influência no sentido de embotar as finassensibilidades da alma; foram mais atraentes para a mãe amante damoda, do que os deveres maternos para com os filhos. Talvez elaentregue os filhos aos cuidados de uma serva, para que estacumpra para com eles os deveres que a ela deveriam caberexclusivamente. Seus hábitos errôneos tornam-lhe desagradáveisos deveres necessários, que deveria ter alegria em cumprir, pois ocuidado dos filhos interfere com as exigências da vida elegante.Uma estranha executa os deveres da mãe, dando de seu seio oalimento para preservar a vida.Isto ainda não é tudo. Ela também comunica seu humor etemperamento à criança que amamenta. A vida da criança vincula-se àdela. Se a serva é um tipo rude de mulher, apaixonada e desarrazoada;se não é cuidadosa em sua moral, a criança, com toda a probabilidade,será de tipo igual ou semelhante. A mesma qualidade grosseira desangue que circula nas veias da ama, está nas veias da criança. Asmães que assim afastam os filhos de seus braços, recusando osdeveres maternos, por serem um peso que não podem sustentarfacilmente, enquanto dedicam a vida à moda - essas mães são indignasdeste nome. Degradam os nobres instintos e santos atributos femininos,preferindo ser mariposas dos prazeres da moda, possuindo menossenso de suas responsabilidades para com a posteridade do que osmudos animais. Muitas mães substituem o seio pela mamadeira. Isto é
  6. 6. A p o s t i l a – V e r d u r a s |6necessário quando não possuem alimento para os filhos. Mas em novecasos dentre dez, os hábitos errados na maneira de vestir e comer,desde os dias de sua juventude, acarretaram-lhes a incapacidade decumprir os deveres que a natureza lhes designara. ...Sempre me tem parecido falta de amor e crueldade que mãescapazes de amamentar os filhos os tirassem do seio materno para amamadeira. Neste caso é necessário o maior cuidado para que oleite provenha de vaca sadia, e a mamadeira, assim como o leite,sejam perfeitamente limpos. Isto é freqüentemente negligenciado, eem resultado o bebê vem a sofrer desnecessariamente. É possívelque ocorram perturbações do estômago e intestinos, e o nenê, muidigno de ser lastimado, se torna doente, se é que nasceu sadio.Health Reformer, setembro de 1871. (CSRA, 226 /227)Cereais, frutas, nozes e verduras constituem o regime dietéticoescolhido por nosso Criador. Estes alimentos, preparados damaneira mais simples e natural possível, são os mais saudáveis enutritivos. proporcionam uma força, uma resistência e vigorintelectual, que não são promovidos por uma alimentação maiscomplexa e estimulante. (CBV 295-306)Deus proveu o homem com abundantes meios para a satisfação deapetite não pervertido. Diante dele o Senhor espalhou os produtos daterra, uma generosa variedade de alimentos saborosos ao paladar enutritivos para o organismo. Deles diz nosso benevolente Pai celestialque podemos comer livremente. Frutas, cereais e verduras,preparados de maneira simples, isentos de condimento e de gordurade qualquer espécie, juntamente com leite ou creme fazem o maissaudável regime. Comunicam nutrimento ao corpo, e dão capacidade deresistência e vigor de intelecto que não são produzidos por livremente.Frutas, cereais e verduras, preparados de maneira simples, isentos decondimento e de gordura de qualquer espécie, juntamente com leite oucreme fazem o mais saudável regime. Comunicam nutrimento ao corpo,e dão capacidade de resistência e vigor de intelecto que não sãoproduzidos por estimulantes. (CSRA, 92)As nozes e as receitas com elas preparadas estão-se tornandolargamente usadas, substituindo os pratos de carne. Com as nozes sepodem combinar cereais, frutas e alguns tubérculos, preparandopratos saudáveis e nutritivos. Deve-se cuidar, no entanto, em não
  7. 7. 7| Apostila –Verdurasusar grande proporção de nozes. Os que percebem os maus efeitos douso das nozes talvez consigam afastar o mal mediante essa precaução.Convém lembrar, também, que algumas qualidades de nozes não sãotão saudáveis como outras. As amêndoas são preferíveis aosamendoins, mas estes, em limitadas porções, usados conjuntamentecom cereais, são nutritivos e digeríveis. (CBV, 289)Nos cereais, nas frutas, nas verduras e nas nozes, encontram-setodos os elementos alimentares de que necessitamos. Se viermos aoSenhor em simplicidade de mente, Ele nos ensinará como prepararalimentos saudáveis, livres da contaminação de alimentos cárneos.Manuscrito 27, 1906. (CSRA, 92)Artigos preparados de arroz, trigo, milho e aveia são enviados paratoda parte, bem como feijões, ervilhas e lentilhas. Estes,juntamente com as frutas nacionais ou importadas, e a quantidadede verduras que dão em todas as localidades oferecem oportunidadede escolher um regime dietético completo, sem o uso de alimentoscárneos. ... Onde quer que as frutas secas como passas, ameixas,maçãs, pêras, pêssegos e abricós se podem obter por moderado preço,verificar-se-á que se podem usar como artigos principais de regime,muito mais abundantemente do que se costuma fazer, com os melhoresresultados para a saúde de todas as classes. (A Ciência do Bom Viver,pág. 299)O Senhor ensinará a muitos, em toda parte do mundo, a combinarfrutas, cereais e verduras numa alimentação que sustenha a vida e nãoproduza doença. Os que nunca viram as receitas dos alimentossaudáveis que agora há a venda, procederão inteligentemente comexperimentar os alimentos que a terra produz, e ser-lhes-á concedidoentendimento no tocante a esses produtos. O Senhor lhes mostrará oque fazerem. Aquele que concede perícia e sabedoria ao Seu povonuma parte do mundo, concederá perícia e sabedoria ao Seu povonoutras partes do mundo. É Seu desígnio que as preciosidadesalimentares de cada país sejam preparadas de forma tal que possamser usadas nos países a que se destinam. Assim como Deus forneceudo Céu o maná para o sustento dos filhos de Israel, também dará aoSeu povo, em diferentes lugares, perícia e sabedoria para usarem osprodutos desses países no preparo de alimentos que substituam acarne. Testimonies, vol. 7, págs.124-125
  8. 8. A p o s t i l a – V e r d u r a s |8Não é bom comer verduras e frutas na mesma refeição. Se adigestão é deficiente, o uso de ambas ocasionará, com freqüência,perturbação incapacitando para o esforço mental. Melhor é usar asfrutas numa refeição, e as verduras em outra. (CSRA, 112)Horas da noite, parecia que o pastor ______ ficava doente, e um médicoexperimentado vos disse: "Eu anotei o vosso regime alimentar. Comeisvariedade muito grande de alimentos numa só refeição. Frutas everduras consumidas juntas na mesma refeição produzem acidezestomacal; daí resulta sangue impuro, e a mente não é clara porque adigestão é imperfeita." Deveis compreender que cada órgão do corpodeve ser tratado com respeito. Em questão de regime alimentar, deveisraciocinar da causa para o efeito. (CSRA, 113)Vi vossa condição de saúde, e os males que tendes sofrido por tantotempo. Foi-me mostrado que não tendes vivido de maneira saudável.Vosso apetite tem sido doentio, e tendes satisfeito o paladar àsexpensas do estômago. Levais para o estômago artigos impossíveis deserem convertidos em bom sangue. Isto tem acarretado pesado encargoao fígado, visto estarem os órgãos digestivos desarranjados. Ambosestais doentes do fígado. A reforma de saúde seria de grande proveito avós ambos, se a praticásseis estritamente. Mas haveis falhado em fazê-lo. Vosso apetite é doentio, e porque não apreciais um regime simples,natural, composto de farinha integral, verduras e frutas preparadassem condimento ou gordura, estais continuamente transgredindo asleis que Deus estabeleceu em vosso organismo. Enquanto fizerdes isto,tereis de sofrer as penalidades; pois para cada transgressão está fixadauma pena. (CSRA, 124)Admirai-vos, contudo, da continuada pobreza de vossa saúde.Podeis estar certos de que Deus não irá operar um milagre parasalvar-vos dos resultados de vossa própria conduta. ... Pessoas quetêm cedido ao apetite para comer livremente carne, molhosricamente condimentados, e várias espécies de substanciosos bolose conservas, não se satisfazem imediatamente com um regimesimples, saudável e nutritivo. Seu paladar está tão pervertido que nãotêm apetite para um regime saudável de frutas, pão simples everduras. Nem devem esperar que logo ao princípio sintam prazerem alimento tão diverso daquele com que condescenderamalimentar-se. Se não podem desde o princípio ter prazer em
  9. 9. 9| Apostila –Verdurasalimentos simples, devem jejuar até que tenham. Esse jejum se lhesdemonstrará de maior benefício do que os remédios. (CSRA, 158)O fato de que alguns, professores e estudantes, têm o privilégio detomar suas refeições no quarto, não está exercendo influência saudável.Deve haver ação harmônica no manuseio das refeições. Se os que sótomam duas refeições julgam que na segunda devam comer bastantepara perfazer também a terceira, eles farão dano aos seus órgãosdigestivos. Tomem os estudantes a terceira refeição, preparada semverduras, mas com alimento simples e saudável, tais como frutas epão. (CSRA, 178)Aconselhamo-vos a mudar vossos hábitos de vida; ao passo, porém,que isto fizerdes, advertimo-vos a fazê-lo sabiamente. Conheço famíliasque mudaram do regime cárneo para um regime pobre. Seu alimento étão deficientemente preparado, que o estômago não o aceita, e depoisme disseram que a reforma de saúde não lhes vai bem; que estavamenfraquecendo. Aí está uma razão por que alguns não foram bem-sucedidos em seus esforços para simplificar a comida.Usam um regime sem nutrição. A comida é preparada sem capricho, ecomem continuamente a mesma coisa. Não deve haver muitasespécies na mesma refeição, mas todas as refeições não devemconstar dos mesmos pratos, sem variação. A comida deve serpreparada com simplicidade, todavia com tal primor que desperte oapetite. Deveis evitar a gordura. Ela prejudica qualquer espécie de pratoque preparais. Comei abundância de frutas e verduras. Testimonies,vol. 2, pág. 63.Havemos de ser levados a relacionar-nos com as massas. Se a reformade saúde lhes for ensinada em sua modalidade mais extrema, resultarádano. Pedimos-lhes que abandonem o uso da carne, e do chá e café.Isto está bem. Alguns, porém, dizem que o leite também deve serabandonado. Este é um assunto que deve ser tratado com cuidado. Háfamílias pobres, cujo regime consiste de pão e leite e, caso consigamobter, um pouco de fruta. Todo alimento cárneo deve ser abandonado,mas as verduras devem-se tornar saborosas com um pouco deleite ou nata, ou algo equivalente. Dizem os pobres, quando lhes éapresentada a reforma de saúde: "Que havemos de comer? Nãopodemos comprar nozes." (CSRA, 205)
  10. 10. A p o s t i l a – V e r d u r a s | 10O Senhor ensinará a muitos, em toda parte do mundo, a combinarfrutas, cereais e verduras numa alimentação que sustenha a vida enão produza doença. Os que nunca viram as receitas dos alimentossaudáveis que agora há a venda, procederão inteligentemente comexperimentar os alimentos que a terra produz, e ser-lhes-á concedidoentendimento no tocante a esses produtos. O Senhor lhes mostrará oque fazerem. Aquele que concede perícia e sabedoria ao Seu povonuma parte do mundo, concederá perícia e sabedoria ao Seu povonoutras partes do mundo. (CSRA, 267)Negociai com alimentos muito menos dispendiosos, e que, preparadosde maneira nutritiva, corresponderão a toda necessidade. ... Esforçai-vos por produzir preparações menos custosas de cereais e frutas.Todas essas nos são dadas abundantemente por Deus para suprir-nosas necessidades. A saúde não é assegurada pelo uso de preparaçõescaras. Podemos ter igualmente boa saúde usando as preparaçõessimples de frutas, cereais e verduras. (CSRA, 270)Verduras e frutas agradavelmente preparadas em sua estação serãobenéficas, uma vez que sejam da melhor qualidade, não mostrando omínimo sinal de deterioração, mas sendo sãs e não afetadas peladoença ou apodrecimento Morrem mais pessoas por comerem frutas everduras deterioradas que fermentam no estômago e produzem sangueenvenenado, do que fazemos idéia. Carta 12, 1887. (CSRA, 309)Cereais, frutas, nozes e verduras constituem o regime dietéticoescolhido por nosso Criador. Estes alimentos, preparados da maneiramais simples e natural possível, são os mais saudáveis e nutritivos.Proporcionam uma força, uma resistência e vigor intelectual, que nãosão promovidos por uma alimentação mais complexa e estimulante.(A Ciência do Bom Viver, pág. 296)Nos cereais, frutas, verduras e nozes encontram-se todos oselementos de que necessitamos. Se formos ao Senhor emsimplicidade de espírito, Ele nos ensinará a preparar alimento saudávelsem a mancha da carne. Manuscrito 27, 1906. (CSRA, 310)É um erro supor que a força muscular depende do uso de alimentoanimal. As necessidades do organismo podem ser melhor supridas, emais vigorosa saúde se pode desfrutar, deixando de usá-lo. Os cereais,
  11. 11. 11 | Apostila –Verdurascom frutas, nozes e verduras, contêm todas as propriedadesnutritivas necessárias a formar um bom sangue. (CSRA, 313)É intenção do Senhor levar Seu povo a voltar a viver de simples frutas,verduras e cereais. Carta 72, 1896 (CSRA, 322)Verduras e Tomates no Regime de Ellen G. WhiteFalais quanto a meu regime. Não me tenho apegado tanto a umacoisa que não seja capaz de comer qualquer outra. Mas no querespeita a verduras, não precisais preocupar-vos; pois sei comcerteza que na região em que morais há muitas espécies de produtosvegetais que posso usar como verduras de folha. Poderei obter asfolhas da labaça amarela, o tenro dente-de-leão e mostarda Haveráali provisão muito maior, que na Austrália era possível obter, e dequalidade superior. E caso não houvesse nenhuma outra coisa, há aprodução de cereais. (CSRA, 324)Perdi o apetite algum tempo antes de ir para o Leste. Agora, porém,voltou; e sinto muita fome ao chegar a hora das refeições. Meus cardosverdes bem preparados com nata esterilizada e suco de limão, sãomuito apetitosos. Tomo sopa de macarrão bem fino com tomate numarefeição, e verduras de folhas na seguinte. Recomecei a refeição debatatas. Todos os meus alimentos me parecem saborosos. Sou comoum doente de febre que ficou meio morto de fome, e encontro-me emperigo de comer em excesso. Carta 10, 1902. (CSRA, 324)Não pomos manteiga à mesa. Nossas verduras são geralmentepreparadas com leite ou nata, e feitas de maneira muito saborosa. ...Achamos que uma moderada porção de leite de uma vaca sã não éobjetável. (CSRA, 357)Deus forneceu ao homem abundantes meios para a satisfação de umapetite não pervertido. Estendeu diante dele os produtos da terra - belavariedade de alimentos agradáveis ao paladar, e nutritivos para oorganismo. Dessas coisas nosso benévolo Pai celeste diz que podemoscomer livremente. Frutas cereais e verduras, preparados de maneirasimples, livres de especiarias e gordura animal de qualquerespécie, fazem com leite ou nata, o regime alimentar mais sadio.Nutrem o corpo, e dão um poder de resistência e um vigor de intelectonão produzidos por um regime estimulante. (CSRA, 355)
  12. 12. A p o s t i l a – V e r d u r a s | 12Temos de ser postos em contato com as pessoas. Fosse-lhes ensinadaa reforma de saúde em sua forma mais extrema, e causaria dano.Pedimos-lhes que deixem de comer carne e tomar café e chá. Isto ébom. Mas dizem alguns que também o leite deve ser abandonado. Istoé um assunto a ser tratado cuidadosamente. Famílias pobres há cujoregime alimentar consiste em pão e leite, e, se o podem obter, umpouco de fruta. Toda alimentação cárnea deve ser abandonada, mas asverduras devem ser preparadas de modo apetitoso com um pouco deleite ou de nata, ou alguma coisa equivalente. Dizem os pobres aoser-lhes apresentada a reforma de saúde: "Que havemos de comer?Não nos podemos permitir comprar os substitutos da carne." Quandoprego o evangelho aos pobres, sou instruída a dizer-lhes que comam osalimentos mais nutritivos. Não lhes posso dizer: "Não comam ovos, ouleite ou nata. Vocês não devem usar manteiga no preparo do alimento."O evangelho deve ser pregado aos pobres, e ainda não veio o tempo deprescrever o mais estrito regime dietético. (CSRA, 358)Verduras, frutas e cereais, devem constituir nosso regime. Nem umgrama de carne deve entrar em nosso estômago. O comer carne nãoé natural. Devemos voltar ao desígnio original de Deus ao criar ohomem. (CSRA, 380)Tempo virá em que talvez tenhamos que deixar alguns dos artigos deque se compõe o nosso atual regime, tais como leite, nata e ovos,mas não é necessário provocar perplexidades para nós mesmos comrestrições exageradas e prematuras. Esperai até que as circunstânciaso exijam e o Senhor prepare caminho para isso. Testimonies, vol. 9,pág. 162.Posto que se tenha advertido contra o perigo de contrair enfermidadespelo uso de manteiga e contra os males provenientes do uso abundantede ovos por parte das crianças, não devemos considerar violação doprincípio, usar ovos de galinhas bem tratadas e convenientementealimentadas. Os ovos contêm propriedades que são agentesmedicinais neutralizantes de certos venenos. (CSRA, 368)Leite, ovos e manteiga não devem ser classificados como alimentocárneo. Nalguns casos o uso de ovos é proveitoso. (CSRA, 365)As saladas são preparadas com óleo e vinagre, há fermentação noestômago, e a comida não é digerida, mas decompõe-se ou apodrece;
  13. 13. 13 | Apostila –Verdurasem conseqüência, o sangue não é nutrido, mas fica cheio de impurezas,e surgem perturbações hepáticas e renais. Carta 9, 1887.As azeitonas podem ser preparadas de modo tal que sejam comidascom bons resultados em cada refeição. O proveito visado com o uso damanteiga pode ser obtido substituindo-a por azeitonas devidamentepreparadas. O óleo das azeitonas corrige a constipação, e para ostuberculosos e os que sofrem de inflamação e irritação doestômago, ela é melhor do que qualquer medicamento. Como alimento,é melhor do que qualquer gordura de segunda mão, de origem animal.Testimonies, vol. 7, pág 134.O óleo de oliva é um remédio para prisão de ventre e doença dos rins.Carta 14, 1901. (CSRA, 360)Necessitais promover a reforma de saúde em vossa vida; negar-vos avós mesmos e comer e beber para a glória de Deus. Abstende-vos dasconcupiscências carnais que combatem contra a alma. Precisais praticara temperança em todas as coisas. Aqui está uma cruz da qual tendesfugido. É vossa tarefa confinar-vos a um regime simples, que vospreserve as melhores condições de saúde. Se tivésseis vivido na luzque o Céu permite brilhe em vosso caminho, muito sofrimento teria sidoevitado para vossa família. Vossa própria conduta tem trazido inevitávelresultado. Enquanto continuardes nesse caminho, Deus não virá avossa família, nem vos abençoará de maneira especial ou operará ummilagre para livrar vossa família de sofrimento. Um regime simples, livrede condimentos, de alimentos cárneos e gorduras de toda espécie, sedemonstraria uma bênção para vós e pouparia a vossa esposa muitosofrimento, aflições e desalento. ...Nada deve ser levado para a reunião campal, a não ser os artigos maissaudáveis, cozidos da maneira mais simples, isentos de quaisquercondimentos e gorduras. (CSRA, 83, 85)Muitos não vêem a importância de terem terras para cultivar, e deproduzirem frutas e legumes, para que sua mesa seja provida comessas coisas. Sou instruída a dizer a toda família e toda igreja: Deusvos abençoará quando operardes vossa salvação com temor e tremor,temendo que, por falta de sabedoria no tratamento do corpo, venhais aarruinar o plano de Deus para vós. Carta 5, 1904.
  14. 14. A p o s t i l a – V e r d u r a s | 14Não cremos que batatas fritas sejam saudáveis, pois há em seu preparomais ou menos gordura ou manteiga. Boas batatas cozidas ouassadas, servidas com nata e um pouco de sal, são as mais saudáveis.As sobras das batatas-inglesas e batatas-doces são preparadas comum pouco de nata e de sal, e tornadas a assar, não fritar; sãoexcelentes. Carta 322, 1905. (CSRA, 323)Mal tínhamos o bastante para nos alimentar e vestir. Quando asbatatas eram escassas, e por elas tínhamos que pagar alto preço,substituíamo-las por nabos. Seis dólares por semana foi tudo querecebemos nos primeiros anos de nossos labores. (II ME, 191)Tínhamos família numerosa; mas limitamos nossas despesas aosnossos recursos. Não podíamos comprar tudo que desejávamos;tínhamos que restringir nossas necessidades. Mas estávamosresolvidos a proporcionar ao mundo a luz da verdade presente; eentrelaçávamos com o trabalho, espírito alma e corpo. Trabalhávamoscedo e tarde, sem descanso, sem o estímulo dos salários. ... E Deusestava conosco. À medida que a prosperidade acompanhou a obra depublicações, os salários foram aumentados, como aliás deviam ser.Manteiga é coisa tão cara que não a compramos, tampouco podemosnos abastecer de batatas. Usamos molho em lugar de manteiga, enabos em vez de batatas. Nossas primeiras refeições foram tomadasnuma tábua colocada sobre duas barricas de farinha vazias. Estamosdispostos a suportar privações para que a obra de Deus possa avançar.Cremos que a mão do Senhor esteve sobre nós ao virmos para estelugar. Há um vasto campo para o trabalho, e os obreiros são poucos.Sábado passado, nossa reunião foi excelente. O Senhor nos confortoucom Sua presença." (VE, 145)Os que se alimentam de carne não estão senão comendo cereais everduras em segunda mão; pois o animal recebe destas coisas anutrição que dá o crescimento. A vida que se achava no cereal e naverdura passa ao que os ingere. Nós a recebemos comendo a carne doanimal. Quão melhor não é obtê-la diretamente, comendo aquilo queDeus proveu para nosso uso! (CBV, 313)Os cereais empregados em mingaus devem ser cozidos váriashoras. Mas as refeições brandas ou líquidas são menos saudáveis que
  15. 15. 15 | Apostila –Verdurasas secas, que requerem mastigação total. Torradas são dos maisdigestíveis e aprazíveis alimentos.Ponha-se no forno até haver desaparecido o último vestígio de umidade.Deixe-se então dourar levemente e por igual. Pode-se conservar essepão num lugar seco por muito mais tempo que o pão comum e, se postonovamente ao forno pouco antes de ser servido, ficará como torrado defresco. (CBV, 301)Os cereais, com frutas, nozes e verduras contêm todas aspropriedades nutritivas necessárias a formar um bom sangue. Esteselementos não são tão bem, ou tão plenamente supridos pelo regimecárneo. (CBV, 316)Nem todos podem comer as mesmas coisas. Comidas apetecíveis esãs para uma pessoa podem ser desagradáveis e mesmo nocivas paraoutra. Alguns não podem usar leite, ao passo que outros tiram bomproveito dele. Há pessoas que não conseguem digerir ervilhas e feijão;para outros, eles são saudáveis. Para uns, as preparações de cereaisintegrais são boas, enquanto outros não as podem ingerir. (CBV,320)Cereais e frutas preparados sem gordura, e no estado mais naturalpossível, devem ser o alimento para as mesas de todos os queprofessam estar se preparando para a trasladação ao Céu. Quantomenos estimulante o regime, tanto mais facilmente podem as paixõesser dominadas. A satisfação do paladar não deve ser consultada semrespeito para com a saúde física, intelectual ou moral. (CSRA, 64)Quando devidamente preparadas, as azeitonas, como as nozes,substituem a manteiga e as comidas de carne. O azeite, comido naoliva, é muito preferível à gordura animal. Atua como laxativo. Seuuso se verificará benéfico aos tuberculosos, sendo também medicinalpara um estômago inflamado, irritado. (CBV, 298)Deus proveu o homem com abundantes meios para a satisfação deapetite não pervertido. Diante dele o Senhor espalhou os produtos daterra, uma generosa variedade de alimentos saborosos ao paladar enutritivos para o organismo. Deles diz nosso benevolente Pai celestialque podemos comer livremente. Frutas, cereais e verduras,preparados de maneira simples, isentos de condimento e degordura de qualquer espécie, juntamente com leite ou creme fazem
  16. 16. A p o s t i l a – V e r d u r a s | 16o mais saudável regime. Comunicam nutrimento ao corpo, e dãocapacidade de resistência e vigor de intelecto que não são produzidospor regime estimulante. (CSRA, 92)A comida deve ser preparada com simplicidade, todavia com tal primorque desperte o apetite. Deveis evitar a gordura. Ela prejudica qualquerespécie de prato que preparais. Comei abundância de frutas e verduras.Testimonies, vol. 2, pág. 63.A gordura cozida com o alimento torna-o de digestão difícil. O efeitodo queijo é deletério. O pão feito com a farinha refinada nãocomunica ao organismo a nutrição que se encontra no pão defarinha integral. Seu uso rotineiro não conservará o organismo namelhor das condições. Os condimentos a princípio irritam o sensívelrevestimento do estômago, mas finalmente destroem a sensibilidadenatural dessa delicada membrana. O sangue torna-se febril,despertam-se as propensões animalescas, enquanto se enfraquecemas faculdades morais e intelectuais, tornando-se servas das paixõesbaixas. Deve a mãe esforçar-se por apresentar à família um regimesimples mas nutritivo. Christian Temperance and Bible Hygiene,págs. 46 e 47. (CSRA, 239)Isto poderia ser correto se o paladar não tivesse nunca sido pervertido.Há apetite natural e apetite depravado. Os pais que toda a vidaensinaram os filhos a tomarem alimento insalubre e estimulante, até queo apetite se perverteu, e eles então desejam comer barro, lápis depedra, café queimado, borra de chá, canela, cravo e condimentos,não poderão alegar que o apetite pede aquilo que o organismo requer.O apetite foi educado falsamente, até que ficou depravado. Os finostecidos do estômago foram estimulados e inflamados, até terem perdidosua delicada sensibilidade. O alimento simples e saudável parece-lhesinsípido. O estômago, abusado, não efetua a obra que lhe é dada, amenos que a isso seja forçado pelos alimentos mais estimulantes. Seesses filhos tivessem sido educados, desde a infância, a só tomaremalimento saudável, preparado da maneira mais simples, conservando omais possível suas propriedades naturais, e evitassem os alimentoscárneos, gordura e toda espécie de condimentos, seu paladar e apetitenão sofreriam prejuízo (CSRA, 239)Muita mãe põe a mesa de maneira que se torna uma cilada para afamília. Alimentos cárneos, manteiga, queijo, massas e alimentos
  17. 17. 17 | Apostila –Verdurasrequintados e condimentos são usados livremente, por adultos e jovens.Esses artigos fazem sua obra em perturbar o estômago, irritando osnervos e enfraquecendo o intelecto Os órgãos produtores do sanguenão podem converter esses artigos em bom sangue. A gorduracozida com o alimento torna-o de digestão difícil. (CSRA, 354)Valor do óleo de eucaliptoSinto muito saber que a irmã C não está bem de saúde. Não possorecomendar remédio melhor para a tosse do que eucalipto e mel.Num copo com mel ponde umas poucas gotas de óleo de eucalipto,mexei bem e tomai-o toda vez que venha a tosse. Tenho tidobastante incômodo com minha garganta, mas sempre que uso esseremédio, o mal passa bem depressa. Basta eu o usar umas poucasvezes, e a tosse se vai. Se quiserdes usar essa receita, podereis servosso próprio médico. Se a primeira experiência não efetuar a cura,tentai outra vez. A melhor ocasião de tomá-lo é antes de deitar. Carta348, 1908. (II ME, 300)Dir-vos-ei algo de minha experiência com carvão de lenha comoremédio. Para algumas formas de indigestão é mais eficaz do que asdrogas. Um pouco de óleo de oliva em que se tenha misturado umpouco desse pó, tende a purificar e curar. Eu o acho excelente. Carvãode eucalipto, pulverizado, temos usado bastante em casos deinflamações. (II ME, 298)O óleo de eucalipto é especialmente benéfico nos casos de tosse edores no peito e nos pulmões. Quero que ponhais à prova esseremédio, tão simples, e que nada vos custa. (II ME, 301)Deus está atuando em favor de Seu povo. Ele não quer que fiquem semrecursos. Está reconduzindo-os ao regime alimentar fornecidooriginalmente ao homem. Esse regime deve consistir em alimentosfeitos com produtos que Ele proveu. Os produtos principais usados naconfecção desses alimentos serão frutas, cereais e frutos oleaginosos,mas várias raízes também serão usadas. (III TS, 133)Foi-me instruído que o alimento composto de frutos oleaginosos émuitas vezes usado sem critério, que é usado em quantidadedemasiada, e que alguns deles não são tão saudáveis quanto outros. Aamêndoa é preferível ao amendoim; mas este, em pequena quantidade,
  18. 18. A p o s t i l a – V e r d u r a s | 18pode ser usado juntamente com cereais para formar um alimentonutritivo e digesto. (III TS, 137)Nada deve ser levado para a reunião campal, a não ser os artigos maissaudáveis, cozidos da maneira mais simples, isentos de quaisquercondimentos e gorduras. (CSRA, 85)Os irmãos e as irmãs não precisam ficar doentes no acampamento. Seeles se vestirem devidamente para o frio da manhã e da noite, e foremmeticulosos em variar o vestuário de acordo com as mudanças dotempo, de modo a manter circulação apropriada, e estritamenteobservarem regularidade no dormir e no comer alimentos simples, nadaconsumindo entre as refeições, não precisam ficar doentes. Podemestar bem durante as reuniões, ter a mente clara e estar capacitadospara apreciar a verdade, e retornar a seus lares refrigerados no corpo eno espírito. (CSRA, 86)Se o estômago é sobrecarregado com muito alimento, embora denatureza simples, a energia cerebral é chamada em auxílio dos órgãosdigestivos. Há sobre o cérebro uma sensação de entorpecimento.Torna-se quase impossível manter os olhos abertos. As própriasverdades que devem ser ouvidas, entendidas e praticadas sãointeiramente perdidas pela indisposição, ou porque o cérebro está quaseparalisado em conseqüência da quantidade de alimento ingerido.Eu aconselharia a todos a pôr alguma coisa quente no estômago pelomenos cada manhã . Podem fazer isto sem muito trabalho. Podem fazermingau de farinha integral. Se a farinha integral é demasiado grossa,peneirem-na, e adicionem-lhe leite enquanto o mingau está quente. Istofará que o prato seja mais apetitoso e saudável para o acampamento. Ese o pão estiver seco, poderá ser apreciado se for esmigalhado nomingau. Não aprovo o comer muito alimento frio, porque então avitalidade do organismo será chamada para aquecer o alimento até queele se torne da mesma temperatura do estômago antes do trabalho dedigestão começar. Outro prato muito simples, porém saudável, é feijãocozido ou assado. Triturem uma porção dele com água, adicionandoleite ou creme, e façam um caldo; o pão pode ser usado como no casodo mingau de farinha. Testimonies, vol. 2, págs. 602 e 603.É impossível prescrever por peso a quantidade de alimento quedeve ser tomada. Não seria prudente seguir esse processo, pois assim
  19. 19. 19 | Apostila –Verdurasfazendo a mente se torna concentrada em si. Aliás, o comer e bebertorna-se por demais uma questão de pensamento. Os que não fazem doventre um deus resguardarão cuidadosamente o apetite. Usarãoalimento simples, nutritivo. ...Comerão lentamente, mastigando cabalmente o alimento. Após arefeição farão exercício apropriado, ao ar livre. Esses não precisamnunca preocupar-se com medir quantidades precisas.Muitos há que têm assumido um pesado sentimento deresponsabilidade quanto a quantidade e a qualidade do alimento melhoradaptado para nutrir o organismo. Alguns, especialmente entre osdispépticos, têm-se preocupado tanto com o cardápio, que não sealimentaram o suficiente para nutrir o organismo. Têm feito grande mal àcasa em que habitam e, tememos, inutilizaram-se para esta vida. Carta142, 1900. (II MCP, 392-293)Nosso corpo é formado pela comida que ingerimos. Há constantedesgaste dos tecidos do corpo; todo movimento de qualquer órgão implicaum desgaste, o qual é reparado por meio do alimento. Cada órgão docorpo requer sua parte de nutrição. O cérebro deve ser abastecido comsua porção; os ossos, os músculos e os nervos requerem a sua.Maravilhoso é o processo que transforma a comida em sangue, e se servedesse sangue para restaurar as várias partes do organismo; mas esseprocesso está prosseguindo continuamente, suprindo a vida e a força acada nervo, cada músculo e tecido. (CBV, 295)Cereais, frutas, nozes e verduras constituem o regime dietéticoescolhido por nosso Criador. Esses alimentos, preparados damaneira mais simples e natural possível, são os mais saudáveis enutritivos. Proporcionam uma força, uma resistência e vigor intelectualque não são promovidos por uma alimentação mais complexa eestimulante. (CBV, 296)As nozes e as receitas com elas preparadas estão-se tornandolargamente usadas, substituindo os pratos de carne. Com as nozes sepodem combinar cereais, frutas e alguns tubérculos, preparando pratossaudáveis e nutritivos. Deve-se cuidar, no entanto, em não usar grandeproporção de nozes. Os que percebem os maus efeitos do uso dasnozes talvez consigam afastar o mal mediante essa precaução. Convémlembrar, também, que algumas qualidades de nozes não são tão
  20. 20. A p o s t i l a – V e r d u r a s | 20saudáveis como outras. As amêndoas são preferíveis aos amendoins,mas estes, em limitadas porções, usados conjuntamente com cereais,são nutritivos e digeríveis. (CBV, 298)Quando devidamente preparadas, as azeitonas, como as nozes,substituem a manteiga e as comidas de carne. O azeite, comido naoliva, é muito preferível à gordura animal. Atua como laxativo. Seu usose verificará benéfico aos tuberculosos, sendo também medicinal paraum estômago inflamado irritado. (CBV, 298)As pessoas que se têm habituado a um regime muito condimentado,altamente estimulante, têm um gosto não natural, e logo não podemapreciar o alimento simples. Levará tempo até que o gosto se tornenatural, e o estômago se recupere do abuso sofrido (CBV, 298)Não é bom comer verduras e frutas na mesma refeição. Se adigestão é deficiente, o uso de ambas ocasionará, com freqüência,perturbação, incapacitando para o esforço mental. Melhor é usar asfrutas numa refeição e as verduras em outra. (CBV, 299-300)O cardápio deve ser variado. Os mesmos pratos, preparados damesma maneira, não devem aparecer à mesa refeição após refeição,dia após dia. O alimento é tomado com mais prazer, e o organismo maisbem nutrido, quando é variado. (CBV, 300)Não se deve ser indiferente quanto à qualidade da alimentação, ouà maneira de a preparar. Se a refeição que comemos não ésaborosa, o organismo não recebe tanta nutrição. O alimento deveser cuidadosamente escolhido e preparado com inteligência ehabilidade. (CBV, 300)Para o pão, não é a melhor a farinha branca, superfina. Seu uso nem ésaudável nem econômico. A farinha branca, fina, carece de elementosnutritivos que se encontram no pão feito do trigo integral. É causafreqüente de prisão de ventre e outras condições insalubres. (CBV, 300)O emprego do bicarbonato ou fermento em pó no pão é nocivo edesnecessário. O bicarbonato produz inflamação do estômago,envenenando muitas vezes todo o organismo. (CBV, 300-301)Ao fazer pão crescido, ou levedado, não se devia utilizar leite em lugarde água. Isso representa despesa adicional e torna o pão menos
  21. 21. 21 | Apostila –Verdurassaudável. O pão que leva leite não se conserva bem tanto tempo depoisde assado como o que é feito com água, e fermenta mais facilmente noestômago. (CBV, 301)O pão deve ser leve e agradável. Nem o mais leve vestígio de acidezse deve tolerar. Os pães devem ser pequenos, e tão perfeitamenteassados que, o quanto possível, o princípio ativo do fermento sejadestruído. Quando quente ou fresco, qualquer espécie de pão levedadoé de difícil digestão.Nunca devia aparecer à mesa. Isso não se aplica, entretanto, ao pãosem levedar. Pão de trigo fresco, sem fermento ou levedura, eassado num forno bem quente, é ao mesmo tempo saboroso esaudável. (CBV, 301)A alimentação deficiente, mal cozida, estraga o sangue, porenfraquecer os órgãos que o preparam. Isso desarranja oorganismo, trazendo doenças, com seu cortejo de nervos irritadose mau gênio. (CBV, 302)É de vital importância a regularidade no comer. Deve haver tempodeterminado para cada refeição. Nesta ocasião, coma cada um o que oorganismo requer, e depois não tome nada mais até a próxima refeição.Muitas pessoas comem quando o organismo não sente necessidade deentre as refeições, porque não têm suficiente força de vontade pararesistir à inclinação. Quando em viagem, alguns estão continuamentemordicando, se lhes chega ao alcance qualquer coisa de comer. Isso émuito nocivo. (CBV, 303)Outro hábito prejudicial é o de tomar alimento exatamente antesde dormir. Pode-se haver tomado as refeições regulares, mas, porsentir-se uma sensação de fraqueza, ingere-se mais alimento.Mediante a condescendência, essa prática errônea se torna umhábito, e tantas vezes tão firmemente fixado que se julga impossíveldormir sem comer. Em resultado de tomar ceias tardias, o processodigestivo é continuado através do período de repouso. Mas, emborao estômago trabalhe constantemente, sua função não é bem feita. Osono é mais vezes perturbado por sonhos desagradáveis, e pelamanhã a pessoa acorda sem se haver descansado, e com poucoapetite para a refeição matinal. Quando nos deitamos para repousar,
  22. 22. A p o s t i l a – V e r d u r a s | 22o estômago já devia ter concluído a sua obra, a fim de, como osdemais órgãos do corpo, fruir repouso. (CBV, 303-304)É de vital importância a regularidade no comer. Deve haver tempodeterminado para cada refeição. Nesta ocasião, coma cada um o que oorganismo requer, e depois não tome nada mais até a próxima refeição.Muitas pessoas comem quando o organismo não sente necessidade dealimento, em intervalos irregulares e entre as refeições, porque não têmsuficiente força de vontade para resistir à inclinação. (CSRA, 179)Muitos volvem costas à luz e ao conhecimento, e sacrificam oprincípio ao paladar. Comem quando o organismo não carece dealimento, e a intervalos irregulares, porque não têm força moral pararesistir à inclinação. Em resultado rebela-se o abusado estômago, eseguem-se sofrimentos. A regularidade no comer é muito importantepara a saúde do corpo e a tranqüilidade do espírito. Nunca deve umbocado de alimento atravessar os lábios entre as refeições. (CSS, 118)Se o estômago é sobrecarregado com muito alimento, embora denatureza simples, a energia cerebral é chamada em auxílio dos órgãosdigestivos. Há sobre o cérebro uma sensação de entorpecimento.Torna-se quase impossível manter os olhos abertos. (CSS, 142).Isto pode ocorrer tanto em comer nos intervalos das refeições, comocomer muito na hora das refeições.Depois de digerir uma refeição, os órgãos que se empenharam nessetrabalho precisam de repouso. Pelo menos cinco ou seis horas devementremear as refeições; e a maior parte das pessoas queexperimentarem esse plano verificará que duas refeições por dia sãopreferíveis a três. (CBV, 304)A comida não deve ser ingerida muito quente nem muito fria. Seestá fria, as forças vitais do estômago são chamadas a fim de aquecê-laantes de ter começo o processo digestivo. (CBV, 305)Bebidas frias, pelo mesmo motivo, são prejudiciais. Por outro lado, ouso copioso de bebidas quentes é debilitante. (Idem)Quanto mais líquido for ingerido nas refeições, tanto mais difícil setornará a digestão do alimento, pois o líquido precisa ser absorvidoprimeiro para que principie a digestão. (Idem)
  23. 23. 23 | Apostila –VerdurasNão useis sal em quantidade, evitai os picles e comidascondimentadas, servi-vos de abundância de frutas, e a irritação querequer tanta bebida nas refeições desaparecerá em grande parte.A comida deve ser ingerida devagar, completamente mastigada Isso énecessário para a saliva ser devidamente misturada com o alimento, eos sucos digestivos chamados à ação. (Idem)Outro mal sério é comer em ocasiões impróprias, como depois deviolento ou excessivo exercício, quando uma pessoa se encontra exaustaou aquecida. Logo depois da comida, há forte demanda das energiasnervosas; e, quando a mente ou o corpo é muito sobrecarregado justoantes ou logo depois de comer, prejudica-se a digestão. Quando umapessoa está agitada, ansiosa ou apressada, é melhor não comerenquanto não descansar ou obtiver alívio. (CBV, 305-306)O estômago está intimamente relacionado com o cérebro; e quandoele está doente, a força nervosa é chamada do cérebro em auxílio dosenfraquecidos órgãos digestivos. Sendo estas exigências demasiadofreqüentes, o cérebro fica congestionado. Se este é constantementesobrecarregado, e há falta de exercício físico, mesmo a comida simplesdeve ser tomada parcimoniosamente. Na hora da refeição, expulsai ocuidado e os pensamentos ansiosos; não estejais apressados, mascomei devagar e satisfeitos, o coração cheio de gratidão para com Deuspor todas as Suas bênçãos. (CBV, 306)Muitos cometem o erro de beber água fria nas refeições. Tomada comas refeições a água diminui a secreção das glândulas salivares; equanto mais fria a água, tanto maior o dano causado ao estômago.Água ou limonada gelada ingerida às refeições, paralisa a digestão atéque o organismo haja comunicado ao estômago calor suficiente pararecomeçar seu trabalho. As bebidas quentes são debilitantes; alémdisso, os que se permitem usá-las tornam-se escravos do hábito. Oalimento não deve ser impelido para dentro com água; não é necessáriabebida com as refeições. Comei devagar, e deixai que a saliva semisture com a comida. Quanto mais líquido for posto no estômago comas refeições, tanto mais difícil é para a digestão do alimento; pois esselíquido precisa ser absorvido primeiro. Não useis demasiado sal;abandonai os picles; excluí de vosso estômago alimentos ardendo decondimentos; comei frutas com as refeições, e a irritação que clama portanta bebida cessará. Se, porém, alguma coisa é necessária para
  24. 24. A p o s t i l a – V e r d u r a s | 24extinguir a sede, água pura, tomada pouco tempo antes ou depois darefeição, é tudo quanto a natureza requer.Água, eis o melhor líquido possível para limpar os tecidos. Review andHerald, 29 de julho de 1884. (CSRA, 420)Uma segunda refeição jamais deve ser tomada até que o estômagotenha tido tempo para refazer-se do trabalho da digestão da refeiçãoanterior. Ao irmos para o repouso à noite, o estômago deve ter feitocompletamente o seu trabalho, para que ele, bem como as demaispartes do corpo, possam fruir o repouso. Mas, se mais alimento élançado nele, os órgãos digestivos são postos em movimentonovamente, para realizarem o mesmo ciclo de trabalho durante as horasdo sono. O sono de tais indivíduos é muitas vezes perturbado comsonhos desagradáveis, e pela manhã eles despertam indispostos.Quando essa prática é seguida, os órgãos digestivos perdem o seuvigor natural, e a pessoa se considera um infeliz dispéptico. (CSS, 119)Muitas pessoas que rejeitam a carne e outros pesados e nocivos artigospensam que, porque sua comida é simples e sã, podem condescendercom o apetite sem restrições, comendo excessivamente, por vezes até agulodice. Isso é um erro. Os órgãos digestivos não devem sersobrecarregados com uma quantidade ou qualidade de alimento quetorne pesado ao organismo o digeri-lo. (Idem)Alimento em excesso pesa no organismo, produzindo um estadomórbido, febricitante. Chama uma indevida quantidade de sangue parao estômago, causando resfriamento nos membros e extremidades.Impõe pesada carga aos órgãos digestivos, e, quando os mesmos têmexecutado sua tarefa, resta uma sensação de desfalecimento efraqueza. Pessoas que estão continuamente a comer em excessochamam fome a essa sensação de esvaimento; é, porém, causado peloestado de exaustão dos órgãos digestivos. Há por vezes torpor docérebro, com indisposição para o esforço mental e físico.Sentem-se esses desagradáveis sintomas porque a natureza realizouseu trabalho à custa de um desnecessário dispêndio de força vital,achando-se completamente exausta. O estômago está dizendo: "Dá-merepouso." (CBV, 307)
  25. 25. 25 | Apostila –VerdurasNão devemos preparar para o sábado mais liberal provisão de alimento,nem maior variedade que nos outros dias. Em lugar disso, a comidadeve ser mais simples, e menos se deve comer, a fim de a mente estarmais clara e vigorosa para compreender as coisas espirituais. Umestômago abarrotado quer dizer um cérebro pesado.As mais preciosas palavras podem ser ouvidas e não apreciadas devidoà mente estar confusa por uma alimentação imprópria. Comendo demaisno sábado, muita gente faz mais do que julga para se tornar incapaz dereceber o benefício de suas sagradas oportunidades. (CBV, 307)Perdi o apetite algum tempo antes de ir para o Leste. Agora, porém,voltou; e sinto muita fome ao chegar a hora das refeições. Meus cardosverdes bem preparados com nata esterilizada e suco de limão, são muitoapetitosos. Tomo sopa de macarrão bem fino com tomate numarefeição, e verduras de folhas na seguinte. Recomecei a refeição debatatas. Todos os meus alimentos me parecem saborosos. Sou comoum doente de febre que ficou meio morto de fome, e encontro-me emperigo de comer em excesso. Carta 10, 1902. (CSRA, 324)Os tomates que mandastes eram muito bons e deliciosos. Verifico queos tomates são o melhor artigo de alimentação para mim. Carta 70,1900. (CSRA, 324)No tempo das uvas, temo-las em abundância, e assim também ameixase maçãs, certa quantidade de cerejas, pêssegos, pêras e azeitonas quenós mesmos preparamos. Cultivamos também grande quantidade detomates. Nunca apresento desculpas pela comida que temos na mesa.Não creio que Deus Se agrade de que assim façamos. Nossas visitascomem como nós comemos, e parecem ter prazer em nosso cardápio.Carta 363, 1907. (CSRA, 324)Não comemos carne nem manteiga, e usamos muito pouco leite nopreparo da comida. Não há frutas frescas nesta estação. Temos boasafra de tomates, mas nossa família dá muito valor aos pratospreparados com nozes em variedade de maneiras. Usamos um quintodas nozes especificadas nas receitas. Carta 73, 1899. (CSRA, 489)Como o alimento mais simples, preparado pela mais simples maneira.Por meses meu principal artigo de alimentação tem sido macarrão bemfino e tomates em conserva, cozidos juntamente. Como isto com
  26. 26. A p o s t i l a – V e r d u r a s | 26torradas. E então como também frutas cozidas, e às vezes torta delimão. Milho seco, cozido com leite ou um pouco de nata, é outro pratoque uso às vezes. (CSRA, 49)Enquanto estávamos na Austrália, adotamos o... sistema... de cavarvalas bem fundas e enchê-las com estrume que produzisse bomsolo. Fizemos isto no cultivo de tomates, laranjas, limões, pêssegose uvas. (III ME, 328)Deve-se evitar cozinhar no sábado; não é por isso necessário comerfrio. No tempo frio, a comida preparada no dia anterior deve seraquecida. E as refeições, embora simples, sejam saborosas e atrativas.Especialmente nas famílias em que há crianças, é bom, aos sábados,qualquer coisa que seja considerada como um prato especial, coisa quea família não tenha todos os dias. (CBV, 307-308)Os condimentos são prejudiciais em sua natureza. A mostarda, apimenta, as especiarias, os picles e coisas semelhantes irritam oestômago e tornam o sangue febril e impuro. O estado de inflamação doestômago do bêbado é muitas vezes pintado para ilustrar os efeitos dasbebidas alcoólicas. Condição semelhante de inflamação é produzidapelo uso de condimentos irritantes. (CBV, 325)Relacionar-se com o maravilhoso organismo humano, os nervos, osmúsculos, o estômago, o fígado, os intestinos, coração e poros da pele,e compreender a dependência de um órgão para com outro no querespeita ao saudável funcionamento de todos, é assunto em que a maiorparte das mães não tem nenhum interesse. Nada sabem da influênciado corpo sobre a mente, e desta sobre o corpo. A mente, que liga o finitoao Infinito, elas parecem não compreender. Todo órgão do corpo foi feitopara servo da mente. Esta é a capital do corpo. Permite-se às criançascomer carne, especiarias, manteiga, queijo, porco, massas muitotemperadas, e condimentos em geral. É-lhes também permitido comeralimentos insalubres a horas irregulares e entre as refeições. Essascoisas fazem sua obra em desarranjar o estômago, agitando os nervosa uma ação fora do natural, e enfraquecendo o intelecto. Os pais nãocompreendem que estão lançando a semente que há de produzirdoença e morte. (CSE, 6)Quanto menos condimentos e sobremesas forem postos em nossasmesas, melhor será para todos que participam do alimento. Todo
  27. 27. 27 | Apostila –Verdurasalimento misturado e complicado é prejudicial à saúde do ser humano.Os mudos animais jamais comeriam misturas como as que muitasvezes são levadas ao estômago humano. ...(CSRA, 113)Os condimentos a princípio irritam o sensível revestimentodo estômago, mas finalmente destroem a sensibilidade naturaldessa delicada membrana. O sangue torna-se febril, despertam-se as propensões animalescas, enquanto se enfraquecem asfaculdades morais e intelectuais, tornando-se servas daspaixões baixas. (CSRA, 236)O fumo é um veneno lento, perigoso, por demais maligno. Seja qualfor a forma de utilização, atua na constituição; é o mais perigoso,porque seu efeito é lento, e a princípio por assim dizer imperceptível.Excita e depois paralisa os nervos. Debilita e obscurece o cérebro.Muitas vezes, ele afeta os nervos de maneira mais forte que a bebidaintoxicante. É mais sutil, e seus efeitos são difíceis de desarraigar doorganismo. (CBV, 327-328)O chá atua como estimulante, e, até certo grau, produz intoxicação. Aação do café, e de muitas outras bebidas populares, é idêntica. Oprimeiro efeito é estimulante. São agitados os nervos do estômago, quecomunicam irritação ao cérebro, o qual, por sua vez, desperta paratransmitir aumento de atividade ao coração, e uma fugaz energia a todoo organismo. Esquece-se a fadiga; parece aumentar a força. Estimula ointelecto, torna-se mais viva a imaginação.Seu efeito produz-se antes de haver tempo para ser digerido ouassimilado, e o que parece força não passa de excitação nervosa. Umavez dissipada a influência do estimulante, abate-se a força não natural,sendo o resultado um grau correspondente de abatimento e fraqueza.(CBV, 326) Estes chás são: o chá matte, chimarão, chá preto etc..Quanto ao chá, ao café, fumo e bebidas alcoólicas, a única atitudesegura é não tocar, não provar, não manusear. A tendência do chá, cafée bebidas semelhantes é no mesmo sentido que as bebidas alcoólicas eo fumo, e em alguns casos o hábito é tão difícil de vencer como é paraum bêbado o abandonar os intoxicantes. (CBV, 335)As saladas são preparadas com óleo e vinagre, há fermentação noestômago, e a comida não é digerida, mas decompõe-se ou apodrece;
  28. 28. A p o s t i l a – V e r d u r a s | 28em conseqüência, o sangue não é nutrido, mas fica cheio de impurezas,e surgem perturbações hepáticas e renais. Carta 9, 1887. (CSRA, 345)Houve um tempo em que me achei em alguns aspectos, em situaçãosemelhante à vossa. Condescendera com o desejo de usar vinagre.Resolvi, porém, com o auxílio de Deus vencer isto. Combati a tentação,resolvida a não ser dominada por esse hábito.Estive muito doente por várias semanas; mas dizia repetidamente: OSenhor sabe tudo a esse respeito. Se eu morrer, morrerei; mas nãocederei a esse desejo. A luta continuou, e fui duramente afligida pormuitas semanas. Todos pensavam que me era impossível viver. Podeisestar certos de que buscamos mui fervorosamente ao Senhor. Foramfeitas as mais fervorosas orações por meu restabelecimento. Continueia resistir ao desejo de usar vinagre, e venci afinal. Agora não tenhoinclinação para provar qualquer coisa dessa espécie. Esta experiênciame tem sido, por muitas maneiras, de grande valor. Obtive inteira vitória.ERVASOs fariseus eram muito exatos em dizimar ervas da horta, tais comohortelã, endro e cominho; isso pouco lhes custava, dando-lhesreputação de exatidão e santidade. (DTN, 617)Esses entraram na cidade e apareceram a muitos, declarando: Cristoressurgiu dos mortos, e nós ressurgimos com Ele. Assim foi imortalizadaa sagrada verdade da ressurreição. Os ressurgidos santos deramtestemunho da veracidade das palavras: "Os Teus falecidos viverão;juntamente com o Meu cadáver eles se levantarão." Sua ressurreiçãoera um símile do cumprimento da profecia: "Acordai, e gritai jubilando,vós que habitais no pó; porque o teu orvalho é um orvalho de ervas; e aTerra dará de si os defuntos." Isa. 26:19, Versão Trinitariana. (DTN, 786)Estes santos contradisseram a mentira que os guardas romanos tinhamsido subornados para propagar - que os discípulos tinham vindo à noitee O tinham roubado. Esse testemunho não pôde ser silenciado. (Idem)Cristo reivindica como Seus, todos aqueles que creram em Seu nome.O poder vitalizante do Espírito de Cristo, a habitar no corpo mortal, liga aJesus Cristo toda a alma crente. Os que crêem em Jesus são sagradosao Seu coração; pois sua vida está escondida com Cristo em Deus.
  29. 29. 29 | Apostila –VerdurasSairá, do Doador da vida, a ordem: "Despertai e exultai, os que habitaisno pó, porque o teu orvalho será como o orvalho das ervas, e a terralançará de si os mortos." Isa. 26: 19. (II ME, 271)Deus colocou o jardim do Éden aos cuidados de Adão, para que ocultivasse e guardasse, e disse Ele das árvores e das ervas que dãosemente: "Isso vos será para mantimento." (Gên. 1:29.) (MM, Este DiaCom Deus 208)A grande obra de instrução, da eliminação das venenosas e daninhaservas más, é das mais importantes. Pois se deixadas a si, essas ervascrescerão até dominar as plantas preciosas de princípio moral e deverdade. Review and Herald, 14 de abril de 1885. (LA, 202)Os remédios mais simples são menos danosos, na proporção de suasimplicidade; mas em muitíssimos casos são eles usados quando nãosão absolutamente necessários. Há simples ervas e raízes que qualquerfamília pode usar por si mesma, não sendo preciso chamar um médicomais depressa do que chamariam um advogado. (II ME, 279)O Senhor ensinou-nos que há grande eficácia de cura no apropriadouso da água. Esses tratamentos devem ser dados inteligentemente.Fomos instruídos de que em nosso tratamento dos doentes devemosabandonar o uso de drogas. Há ervas comuns que podem ser usadaspara restauração dos doentes, e cujo efeito sobre o organismo é muitodiferente do efeito das drogas que intoxicam o sangue e põem emperigo a vida. Manuscrito 73, 1908. (II ME, 288)ALGUMAS DICAS!NITROSAMINAS – composto cancerígenos presente em conservantese corantes de enlatados e embutidos.“Cálcio é absorvidos nos intestinos, ganhando novamente a circulaçãosanguínea para fixar-se os ossos. Na presença de excesso denitrogênio urinário, devido ás proteínas animal, o cálcio é impedido deser reabsorvido, perdendo-se pela urina e originando a osteoporose.” Aocontrario das carnes e lacticínios, as proteínas de origem vegetal trazemapenas benefícios. Segundo os autores as melhores fonte: arrozintegral, farinha de trigo integral, aveia e milho associados ásleguminosas como feijão, lentilha, grão-de bico, soja e derivados.
  30. 30. A p o s t i l a – V e r d u r a s | 30A perda e massa óssea é uma doença de excesso (excesso deproteínas e de sódio) e não deficiência. A deficiência pode ser naingestão de potássio, vitamina K e vitamina D. E o consumo de leite eseus derivados também podem ser fator determinante para asinflamações nas articulações. As vezes, inflamações nos tendões enervos podem ser evitadas com uma dieta livre de proteína e gorduraanimal, incluindo o leite. As carnes e os laticínios favorece a parecençade inflamações nas articulações e formação de muco nas viasrespiratórias. Retirando isso e usando uma alimentação mais integralcom legumes, verduras e frutas, de preferência orgânicos. Obs. Asvitaminas D-2 é de origem vegetal e a D-3 de origem animal. – Comraios solares.O TRIGO para quibe é feito com grãos partidos depois de ter sidoparbolizado, um tipo de pré-cozimento. Pode ter grãos mais miúdos ougraúdos. Tem cozimento mais rápido, o que até é dispensado emalguns pratos, como tabule. (Revista Caras e Cozinha)SUCRALOSE. Produzida a partir da Sacarose, com adição demoléculas de cloro é seiscentas vezes mais doce que o açúcar extraídoda cana. Altamente estável em temperaturas elevadas, pode ser usadaem produtos esterilizados, pasteurizados e assados além disso, podeser empregado em gelatinas e pudins em pó, sucos, compotas de frutase adoçante de mesa. Sem calorias. Não é digerido pelo o organismo.ASPARTEME. É composto de ácido aspártico e fenilalanina, doisaminoácidos naturalmente encontrados nos alimentos. Atualmente, tem-se conhecimento de noventa e dois efeitos colaterais associados aoconsumo do produto. Apresenta poder adoçante duzentas e vinte vezesmaior do que a Sacarose e não deixa sabor residual. Seu valor calóricoé quatro KACL / G, mais, graça ao alto poder adoçante é usadapequenas quantidades para se chegar a doçura desejada. Não é estávelem altas temperaturas.SACARINA Apresenta poder adoçante duzentas vezes superior ao dasacarose tem alta estabilidade em temperaturas elevadas, por isso éutilizada em vários alimentos, na industria de cosméticos emedicamentos. Não contém colorias. Na década de 1980 foi associadaao maior risco de câncer e na bexiga, apartir de estudos corroedores, eo seu uso foi limitado.
  31. 31. 31 | Apostila –VerdurasCICLAMATO. Derivado do petróleo, o ciclamato é usado em conjuntocom outros adoçantes para reduzir o sabor residual dos produtosadoçados artificialmente. O ciclamato é proibido em países como osEstados Unidos e Inglaterra. Não contém colorias e conta com poderadoçante cinqüenta vezes superior a Sacorose.SORBITOL. Encontrado na natureza em frutas e algas marinhas. Tempoder adoçante cinqüenta por cento menor do que a Sacarose,apresenta quatro KCAL/G e não pode ser consumido por diabéticos. Éestável ao calor. Em combinação com outros adoçantes sintéticos (asessulfame-k, aspartame, ciclamato sacarina ou esteovidio) éempregado na fabricação de biscoitos, chocolates, goma-de-mascar erefrigerantes.POLIÓIS ou Açúcar alcoólicos ( maltitol, sorvitol, manitol, eritritol e xilitol)naturais, são sessenta por cento tão doce quanto a sacarose poucoabsorvidos pelo o organismo, não causa aumentos súbitos nas taxas deaçúcar do sangue, por isso, podem ser usados com moderação pordiabéticos. São emcontrados em muitos alimentos industrializados semaçúcar, como doces, biscoitos, gomo-de-marcar, refrigerantes, pastilhaspara gargantas, pastas de dentes e anticépticos bucais. Pode provocarefeitos laxativos, pois os atos níveis de açúcar alcoólicos não absorvidospelos o intestino podem causar inchaço, gases e diarréia.ADOÇANTES. Entre os efeitos negativos dos adoçantes sintéticosestão também a diarréia e a redução dos níveis de triptofano do cérebro,que diminui a produção de serotonina ( hormônio produzido pelaglândula hipófise, durante o sono) e provoca auterações de humor,como depressão e insônia. Dores de cabeça, urticária e doresmusculares e articulares, podem ocorrer do consumo excessivos dessesprodutos. E mais! Deferentemente do que muitos acreditam o adoçantesintético pode até engordar. O estudo feito pela a universidade do taxados Estados Unidos, mostrou que quem consume duas ou mais latas derefrigerante diet diariamente tem quarenta por cento mais shance deengordar do que quem opta pelo o normal. A culpa de efeito é o vicio dopaladar. O organismo não tem capacidade de avaliar se o sabor doce naboca vem de açúcar ou adoçante. Esse ultimo deixa as papilasgustativas mais sensíveis com uma predileção para aquele sabor. Oresultado? O corpo cria uma verdadeira compulsão por doces.
  32. 32. A p o s t i l a – V e r d u r a s | 32Podemos obter facilmente o açúcar que nosso corpo precisa com oconsumo de alimentos ricos em carboidratos.Outros açucares, especialmente o refinado, podem ser totalmentedispensáveis ao nosso cardápio. No processo de produção, o Açúcarrefinado perde todos os nutrientes da cana-de-açúcar. Isso faz com queseja digerido quase que instantaneamente e provoque rápido elevaçãodos níveis de glicemia, aumentando o deposito de gordura nas células.Com a corrente sangüínea cheia de glicose, eleva-se o risco de debites,dislipdemias ( aumento de trigliserides), hipoglicemia- cujo os sintomassão fadigas, confusão mental, depressão, irritabilidade, ansiedade,tremores e dor de cabeça – obesidade, cálculos renais, doençascardiovasculares e degeneração dentaria. Além de ser isento denutrientes, o açúcar refinado prejudica a absorção de selênio, zinco emagnésio, minerais fundamentais para múltiplas reações orgânicas. Deacordo com especialistas, tal processo pode resultar em quadros deosteoporose, câimbras e cólicas menstruais.AÇUCAR ORGÂNICO. Produto de granulação uniforme, produzido semnenhum aditivo químico, tanto na fase aurícula como na industrial, epode ser encontrado nas versões clara e dourada. Seu processamentosegue princípios internacionais da agricultura orgânica e é anualmentecertificado pelos órgãos competentes. Na produção do açúcar orgânico,todos os fertilizantes químicos são substituídos por um sistemaintegrado de nutrição orgânica para proteger o solo e melhorar suascaracterísticas físicas e químicas. Evita-se doenças com o uso devariedades mais resistentes e combate-se pragas, como a broca decana, com seus inimigos naturais – vespas, por exemplo.O açúcar orgânico é diferente de todos os outros tipos porque nãoutiliza ingredientes artificiais em nenhuma etapa do ciclo de produção,do plantio á industrialização. O açúcar orgânico é mais caro, mais grosoe mais escuro que o refinado, tem o mesmo poder adoçante, pois setrata quase exclusivamente de sacarose. Muito apreciado pelos os NorteAmericanos e Europeus.COMER EM HORÁRIOS CERTOSÉ de vital importância a regularidade no comer. Deve haver tempodeterminado para cada refeição. Nesta ocasião, coma cada um o que oorganismo requer, e depois não tome nada mais até a próxima refeição.
  33. 33. 33 | Apostila –VerdurasMuitas pessoas comem quando o organismo não sente necessidade dealimento, em intervalos irregulares e entre as refeições, porque não têmsuficiente força de vontade para resistir à inclinação. Quando em viagem,alguns estão continuamente mordicando, se lhes chega ao alcancequalquer coisa de comer. Isso é muito nocivo. Se os viajantes comessemregularmente, um alimento simples e nutritivo, não experimentariam tãogrande fadiga, nem sofreriam tanto enjôo. (CBV, 303)A regularidade nas refeições deve ser fielmente observada. Coisaalguma se deve comer entre elas, nada de doces, nozes, frutas, ouqualquer espécie de comida. A irregularidade na alimentação arruína asaúde dos órgãos digestivos, com detrimento da saúde em geral, e daalegria. E, quando as crianças chegam à mesa, não apetecem osalimentos sãos; desejam o que lhes é prejudicial. (CBV, 384)Em geral. É-lhes também permitido comer alimentos insalubres a horasirregulares e entre as refeições. Essas coisas fazem sua obra emdesarranjar o estômago, incitando os nervos a uma ação fora do natural,e enfraquecendo o intelecto. Os pais não compreendem que estãolançando a semente que há de produzir doença e morte. (CBV, 79)Relacionar-se com o maravilhoso organismo humano, os nervos, osmúsculos, o estômago, o fígado, os intestinos, coração e poros da pele,e compreender a dependência de um órgão para com outro no querespeita ao saudável funcionamento de todos, é assunto em que a maiorparte das mães não tem nenhum interesse. Nada sabem da influênciado corpo sobre a mente, e desta sobre o corpo. A mente, que liga o finitoao Infinito, elas parecem não compreender. Todo órgão do corpo foi feitopara servo da mente. Esta é a capital do corpo. (CSE, 6)Como esses estimulantes produzem no momento resultados tãoagradáveis, muitos chegam à conclusão de que realmente delesnecessitam, e continuam a usá-los. Há sempre, porém, uma reação. Osistema nervoso, havendo sido indevidamente estimulado, tomouemprestado para o uso presente, energias reservadas para o futuro.Todo esse temporário fortalecimento do organismo é seguido dedepressão. Proporcional a esse passageiro aumento de forças doorganismo, será a depressão dos órgãos assim estimulados, após havercessado o efeito do excitante. O apetite educa-se a desejar muito algomais forte, que tenda a manter e acrescentar o aprazível desejo, até quea condescendência se torne um hábito, havendo contínuo e intenso
  34. 34. A p o s t i l a – V e r d u r a s | 34desejo de mais forte estímulo, como seja o fumo, vinhos e outrasbebidas alcoólicas. Quanto mais se satisfizer o apetite, tanto maisfreqüente será sua exigência, e mais difícil de o controlar. Quanto maisenfraquecido se tornar o organismo, e menos capaz se tornar de passarsem tais estimulantes, tanto mais aumenta a paixão por eles, até que avontade é vencida, e parece impossível a resistência ao forte e falsodesejo desses estimulantes. (CSS, 124)Ao fazer pão crescido, ou levedado, não se devia utilizar leite em lugarde água. Isso representa despesa adicional e torna o pão menossaudável. O pão que leva leite não se conserva bem tanto tempo depoisde assado como o que é feito com água, e fermenta mais facilmente noestômago. (CBV, 301)Em geral, usa-se demasiado açúcar no alimento. Bolos, pudins,massas folhadas, geléias e doces são causa ativa de má digestão.Especialmente nocivos são os cremes e pudins em que o leite, ovos eaçúcar são os principais elementos. (CBV, 301)Os que residem em países novos, ou em distritos pobres, onde sãoescassas as frutas e as nozes, não deviam ser incitados a excluir oleite e os ovos de seu regime dietético. É verdade que pessoas defísico forte e em quem as paixões são vigorosas precisam evitar o usode comidas estimulantes. Especialmente nas famílias de crianças dadasa hábitos sensuais, os ovos não devem ser usados. Mas no caso depessoas cujos órgãos produtores do sangue são fracos - especialmentese não se podem obter outros alimentos que forneçam os elementosnecessários - leite e ovos não deviam ser de todo abandonados. Grandecuidado, no entanto, deve ser exercido para que o leite seja de vacassãs, e da mesma maneira os ovos venham de aves sadias e bemalimentadas e cuidadas; e os ovos sejam preparados de modo a seremfacilmente digestos. (CBV, 320)Outro prato muito simples, porém saudável, é feijão cozido ou assado.Triturem uma porção dele com água, adicionando leite ou creme, efaçam um caldo; o pão pode ser usado como no caso do mingau defarinha. Testimonies, vol. 2, págs. 603.Deus proveu o homem com abundantes meios para a satisfação deapetite não pervertido. Diante dele o Senhor espalhou os produtos daterra, uma generosa variedade de alimentos saborosos ao paladar e
  35. 35. 35 | Apostila –Verdurasnutritivos para o organismo. Deles diz nosso benevolente Paicelestial que podemos comer livremente. Frutas, cereais everduras, preparados de maneira simples, isentos decondimento e de gordura de qualquer espécie, juntamente comleite ou creme fazem o mais saudável regime. Comunicamnutrimento ao corpo, e dão capacidade de resistência e vigor deintelecto que não são produzidos por regime estimulante. ChristianTemperance and Bible Hygiene, pág. 47. (CBV, 92)Para fazer roscas, utilizai água morna e leite, ou um pouco de creme;fazei uma massa rija, e batei-a como se fosse para bolachas. Assai nagrelha do forno. Ficam brandas e deliciosas. Exigem integralmastigação, o que vem a ser um benefício tanto para os dentes comopara o estômago. Provêem sangue bom e comunicam força. Reviewand Herald, 8 de maio de 1883. (CSRA,108)Pudins, cremes, bolos, doces e verduras, tudo servido numa mesmarefeição, trará transtornos ao estômago. Carta 142, 1900. (CSRA, 112)Em geral, usa-se demasiado açúcar no alimento. Bolos, pudins, massas,geléias, doces, são a causa ativa de má digestão. Especialmentenocivos são os cremes e pudins em que o leite, ovos e açúcar são osprincipais elementos. Deve-se evitar o uso abundante de leite e açúcarjuntos. A Ciência do Bom Viver, págs. 301 e 302. (Obs. Quando se temverduras, como é o caso deste parágrafo, são verduras cruas)Alguns usam leite com grande quantidade de açúcar no mingau,pensando que estão com isto praticando a reforma de saúde. Mas oaçúcar e o leite combinados são responsáveis pela produção defermentação no estômago, sendo, pois, prejudiciais. ChristianTemperance and Bible Hygiene, pág. 57. (CSRA, 113)Conquanto eu rejeite os alimentos cárneos como nocivos, pode-seusar alguma coisa menos objetável, e isto se encontra nos ovos. Nãoretireis da mesa o leite, nem proibais seu uso no cozimento dealimentos. O leite que se usa deve ser conseguido de vacas sadias, eser esterilizado. (CSRA, 203)Havemos de ser levados a relacionar-nos com as massas. Se a reformade saúde lhes for ensinada em sua modalidade mais extrema, resultarádano. Pedimos-lhes que abandonem o uso da carne, e do chá e café.
  36. 36. A p o s t i l a – V e r d u r a s | 36Isto está bem. Alguns, porém, dizem que o leite também deve serabandonado. Este é um assunto que deve ser tratado com cuidado.Há famílias pobres, cujo regime consiste de pão e leite e, caso consigamobter, um pouco de fruta. Todo alimento cárneo deve ser abandonado,mas as verduras devem-se tornar saborosas com um pouco de leite ounata, ou algo equivalente Dizem os pobres, quando lhes é apresentadaa reforma de saúde: "Que havemos de comer? Não podemos comprarnozes." (CSRA, 205)Mas desejo dizer que, quando chegar o tempo em que não mais sejaseguro usar leite, nata, manteiga e ovos, Deus o revelará. Extremoalgum deve ser defendido na reforma de saúde. A questão de usar leite,manteiga e ovos resolverá o seu problema. Ao presente não nospreocupamos com isso. Seja conhecida de todos os homens a vossamoderação. Carta 37, 1904. (CSRA, 206)Chegará talvez o tempo em que não seja seguro usar leite. Mas se asvacas são sadias e o leite suficientemente fervido, não há necessidadede criar um tempo de angústia antecipadamente. Não julgue ninguémque deva apresentar uma mensagem pormenorizada quanto aos artigosque nosso povo deva pôr à mesa. Os que assumem atitude extremaverão afinal que os resultados não são o que julgavam fossem. O Senhornos guiará por Sua própria mão direita, se a isso estivermos dispostos.Amor e pureza - eis os frutos produzidos pela árvore boa. Todo aqueleque ama é nascido de Deus e conhece a Deus. (CSRA, 210)Uso de leite em pão fermentado. No fazer pão crescido, ou levedado,não se devia empregar leite em lugar de água. Isto representa despesaadicional, e torna o pão menos saudável. O pão que leva leite não seconserva bem tanto tempo depois de assado, como o que é feito comágua, e fermenta mais facilmente no estômago. (CSRA, 316)Os animais dos quais se obtém o leite, nem sempre são sadios.Podem estar doentes. Uma vaca pode estar aparentemente boa demanhã, e morrer antes da noite. Então, ela já estava enferma pelamanhã, e seu leite estava contaminado, e vós não o sabíeis. A criaçãoanimal está enferma. As carnes estão contaminadas. Pudéssemos nóssaber que os animais estavam em perfeita saúde, e eu recomendariaque o povo comesse carne de preferência a grandes quantidades deleite com açúcar. (CSRA, 330)
  37. 37. 37 | Apostila –VerdurasDeus guiará. Desejo dizer, porém, que ao chegar o tempo em que nãoé mais seguro usar leite, nata, manteiga e ovos, Deus o revelará. Não sedevem defender extremos na reforma de saúde. A questão de usar leitee manteiga e ovos resolverá seu problema. Atualmente não nospreocupamos nesse sentido. Seja a vossa moderação conhecida atodos os homens. Carta 37, 1901. (CSRA, 353)Desenvolvimento das faculdades físicas, mentais e morais. Devemosfazer campanha decidida contra o uso do chá e do café. Convém,também, abster-se das sobremesas complicadas. Leite, ovos emanteiga não devem ser classificados como alimento cárneo.Nalguns casos o uso de ovos é proveitoso. Não chegou ainda otempo de dizer que deva ser inteiramente abandonado o uso de leite eovos. (CSS, 478)No ensino da reforma do regime alimentar, como em todo outro ramo doevangelho, devemos considerar as pessoas em sua verdadeirasituação. Até que possamos ensiná-las a prepararem alimento saudávelque seja apetitoso, nutritivo, e ao mesmo tempo econômico, não temosa liberdade de apresentar-lhes as sugestões mais avançadas referentesà reforma alimentar. (CSS, 478)COMO COMERNosso corpo é formado pela comida que ingerimos. Háconstante desgaste dos tecidos do corpo; todo movimento dequalquer órgão implica um desgaste, o qual é reparado por meio doalimento. Cada órgão do corpo requer sua parte de nutrição. Océrebro deve ser abastecido com sua porção; os ossos, osmúsculos e os nervos requerem a sua. Maravilhoso é o processoque transforma a comida em sangue, e se serve desse sanguepara restaurar as várias partes do organismo; mas esse processoestá prosseguindo continuamente, suprindo a vida e a força a cadanervo, cada músculo e tecido. (CBS, 295)Deve-se escolher o alimento que melhor proveja os elementosnecessitados para a edificação do organismo. Nessa escolha, oapetite não é um guia seguro. Mediante hábitos errôneos de comer, oapetite se tornou pervertido. Muitas vezes exige alimento que prejudicaa saúde e a enfraquece em lugar de fortalecê-la. Não nos podemosguiar com segurança pelos hábitos da sociedade. A doença e o
  38. 38. A p o s t i l a – V e r d u r a s | 38sofrimento que por toda parte dominam são em grande parte devidos aerros populares com referência ao regime alimentar.A fim de saber quais são os melhores alimentos, cumpre-nosestudar o plano original de Deus para o regime do homem. Aqueleque criou o homem e lhe compreende as necessidades designou aAdão o que devia comer: "Eis que vos tenho dado toda erva que dásemente... e toda árvore em que há fruto de árvore que dá semente;ser-vos-ão para mantimento." Gên. 1:29. Ao deixar o Éden para ganhara subsistência lavrando a terra sob a maldição do pecado, o homemrecebeu também permissão para comer a "erva do campo". Gên. 3:18.Cereais, frutas, nozes e verduras constituem o regime dietéticoescolhido por nosso Criador. Esses alimentos, preparados damaneira mais simples e natural possível, são os mais saudáveis enutritivos. Proporcionam uma força, uma resistência e vigor intelectualque não são promovidos por uma alimentação mais complexa eestimulante.Mas nem todas as comidas saudáveis em si mesmas são igualmenteadequadas a nossas necessidades em todas as circunstâncias. Devehaver cuidado na seleção do alimento. Nossa comida deve ser deacordo com a estação, o clima em que vivemos e a ocupação emque nos empregamos. Certas comidas apropriadas para uma estaçãoou um clima, não o são para outro. Assim, há diferentes comidas maisadequadas às pessoas segundo as várias ocupações. Muitas vezes,alimentos que podem ser usados com proveito por pessoas que seempenham em árduo labor físico não são próprios para as de trabalhosedentário, ou de intensa aplicação mental. Deus nos tem dado amplavariedade de comidas saudáveis, e cada pessoa deve escolher dentreelas aquelas que a experiência e o bom senso demonstram ser as maisconvenientes às suas próprias necessidades.As abundantes provisões de frutas, nozes e cereais da natureza sãoamplas; e de ano para ano os produtos de todas as terras são maisamplamente distribuídos por todos, devido às facilidades de transporte.Em resultado, muitos artigos de alimentação que, poucos anos atrás,eram considerados como luxos caros encontram-se agora ao alcancede todos, como gêneros diários. Este é especialmente o caso com frutassecas e em conservas.
  39. 39. 39 | Apostila –VerdurasAs nozes e as receitas com elas preparadas estão-se tornandolargamente usadas, substituindo os pratos de carne. Com as nozesse podem combinar cereais, frutas e alguns tubérculos, preparandopratos saudáveis e nutritivos. Deve-se cuidar, no entanto, em não usargrande proporção de nozes. Os que percebem os maus efeitos do usodas nozes talvez consigam afastar o mal mediante essa precaução.Convém lembrar, também, que algumas qualidades de nozes não sãotão saudáveis como outras. As amêndoas são preferíveis aosamendoins, mas estes, em limitadas porções, usados conjuntamentecom cereais, são nutritivos e digeríveis.Quando devidamente preparadas, as azeitonas, como as nozes,substituem a manteiga e as comidas de carne. O azeite, comido naoliva, é muito preferível à gordura animal. Atua como laxativo. Seu usose verificará benéfico aos tuberculosos, sendo também medicinal paraum estômago inflamado, irritado.As pessoas que se têm habituado a um regime muitocondimentado, altamente estimulante, têm um gosto não natural, elogo não podem apreciar o alimento simples. Levará tempo até queo gosto se torne natural, e o estômago se recupere do abuso sofrido.Mas os que perseveram no uso do alimento saudável, depois de algumtempo o acharão agradável ao paladar. Seu delicado e delicioso saborserá apreciado, e será ingerido com maior satisfação do que se podeencontrar em nocivas iguarias. E o estômago, numa condição saudável,não estimulado nem sobrecarregado, está apto a se desempenhar maisfacilmente de sua tarefa.A fim de manter a saúde, é necessária suficiente provisão dealimento bom e nutritivo. Se planejarmos sabiamente, os artigospromovem a boa saúde podem ser obtidos em quase todas as terras.Os vários artigos preparados de arroz, trigo, milho e aveia são enviadospara toda parte, bem como feijões, ervilhas e lentilhas. Estes,juntamente com as frutas nacionais ou importadas, e a quantidade deverduras que dão em todas as localidades, oferecem oportunidade deescolher um regime dietético completo, sem o uso de alimentoscárneos. (CBV, 295-299)Não deve haver grande variedade em cada refeição, pois isso incita oexcesso na alimentação, e produz má digestão.
  40. 40. A p o s t i l a – V e r d u r a s | 40Não é bom comer verduras e frutas na mesma refeição. Se adigestão é deficiente, o uso de ambas ocasionará, com freqüência,perturbação, incapacitando para o esforço mental. Melhor é usar asfrutas numa refeição e as verduras em outra.O cardápio deve ser variado. Os mesmos pratos, preparados damesma maneira, não devem aparecer à mesa refeição após refeição,dia após dia. O alimento é tomado com mais prazer, e o organismo maisbem nutrido, quando é variado. (CBV, 300)É pecado comer apenas para satisfazer o apetite, mas não se deveser indiferente quanto à qualidade da alimentação, ou à maneira dea preparar. Se a refeição que comemos não é saborosa, o organismonão recebe tanta nutrição. O alimento deve ser cuidadosamenteescolhido e preparado com inteligência e habilidade. (Idem, 300)Os cereais empregados em mingaus devem ser cozidos váriashoras. Mas as refeições brandas ou líquidas são menos saudáveis queas secas, que requerem mastigação total. Torradas são dos maisdigestíveis e aprazíveis alimentos. Corte-se o pão comum em fatias,ponha-se no forno até haver desaparecido o último vestígio de umidade.Deixe-se então dourar levemente e por igual. Pode-se conservar essepão num lugar seco por muito mais tempo que o pão comum e, se postonovamente ao forno pouco antes de ser servido, ficará como torrado defresco. (CBV, 301)A alimentação deficiente, mal cozida, estraga o sangue, porenfraquecer os órgãos que o preparam. Isso desarranja o organismo,trazendo doenças, com seu cortejo de nervos irritados e mau gênio. Asvítimas da deficiência culinária contam-se aos milhares e dezenas demilhares. Sobre muitos túmulos se poderia gravar: "Morto devido à mácozinha"; "Morto por maus-tratos infligidos ao estômago." (CBV, 302)É um sagrado dever para os que cozinham o saber prepararalimento saudável. Muitas almas se perdem em razão de um errôneomodo de preparar os alimentos. Exige reflexão e cuidado o fazer umbom pão; há, porém, mais religião num pão bem feito do que muitospensam. Na verdade há poucas boas cozinheiras. As jovens entendemser coisa servil cozinhar e fazer outros serviços domésticos; e, por isso,muitas jovens que se casam e têm cuidado de família pouca idéiapossuem dos deveres que pesam sobre a esposa e mãe. (CBV, 302)
  41. 41. 41 | Apostila –VerdurasQuanto mais líquido se coloca no estômago às refeições maisdifícil se torna a digestão do alimento; pois o líquido precisaprimeiro ser absorvido. Não useis sal em grande quantidade;abandonai os picles; conservai os alimentos irritáveis fora do estômago;usai frutas com as refeições e a irritação que tanto apela por bebidadeixará de existir. Mas, se for necessária para saciar a sede, água puraé tudo o que o organismo requer. Jamais tomeis chá, café, cerveja,vinho ou qualquer bebida espirituosa. (CSS. 120)Muitos cometem o erro de beber água fria nas refeições. Tomadacom as refeições a água diminui a secreção das glândulassalivares; e quanto mais fria a água, tanto maior o dano causado aoestômago. Água ou limonada gelada ingerida às refeições, paralisa adigestão até que o organismo haja comunicado ao estômago calorsuficiente para recomeçar seu trabalho. As bebidas quentes sãodebilitantes; além disso, os que se permitem usá-las tornam-se escravosdo hábito. O alimento não deve ser impelido para dentro com água; nãoé necessária bebida com as refeições. Comei devagar, e deixai que asaliva se misture com a comida. Quanto mais líquido for posto noestômago com as refeições, tanto mais difícil é para a digestão doalimento; pois esse líquido precisa ser absorvido primeiro. Não useisdemasiado sal; abandonai os picles; excluí de vosso estômagoalimentos ardendo de condimentos; comei frutas com as refeições, ea irritação que clama por tanta bebida cessará. Se, porém, algumacoisa é necessária para extinguir a sede, água pura, tomada poucotempo antes ou depois da refeição, é tudo quanto a natureza requer.Nunca tomeis chá, café, cerveja, vinho ou qualquer bebida alcoólica.Água, eis o melhor líquido possível para limpar os tecidos. Review andHerald, 29 de julho de 1884. (CSRA, 420)Muitos dos que adotaram a reforma de saúde, deixaram tudoquanto era nocivo; segue-se, porém, que pelo fato de deixaremessas coisas, podem comer tanto quanto lhes apetecer? Sentam-seà mesa e, em vez de considerar quanto lhes convém ingerir, entregam-se ao apetite, e comem excessivamente, e o estômago tem quanto lhe épossível processar, ou o que deve processar, para o resto do dia,afadigando-se com o fardo que lhe é imposto. Toda a comida posta noestômago, da qual o organismo não pode tirar proveito, é uma cargapara a natureza em seu trabalho. Atrapalha os órgãos. O organismo ficaabarrotado, e não pode com êxito levar avante sua obra. Os órgãos

×