Your SlideShare is downloading. ×
30. a espada do espírito
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

30. a espada do espírito

559

Published on

Published in: Spiritual
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
559
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
12
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. 1| Apostila –A Espada do Espírito A ESPADA DO ESPÍRITOA lei de Deus requer que amemos aos outros assim como amamos anós mesmos. Então, toda faculdade e ação da mente devem serexercidas para esse fim - realizar a maior quantidade de bem. ... Quãoagradável é ao Doador que empreguemos os régios dons da alma, a fimde que possam produzir efeito poderoso sobre outros! São eles o eloentre Deus e os seres humanos, e revelam o Espírito de Cristo e osatributos do Céu. O poder da santidade, que pode ser visto mas doqual não nos devemos vangloriar, fala com mais eloqüência do que osmais bem preparados sermões. Fala de Deus e expõe diante dehomens e mulheres o seu dever, mais poderosamente do que o podemfazer meras palavras. Carta 39, 1887 (Manuscript Releases, vol. 20,págs. 137 e 138). (MM, CT, 209)Para efetuar a salvação de homens, Deus emprega diferentesinstrumentos. Fala-lhes por meio de Sua Palavra e de Seusministros, e envia pelo Espírito Santo mensagens de advertência,de reprovação e de instrução. Esses são meios destinados a iluminaro entendimento do povo, a revelar-lhes seus deveres e seus pecados, eas bênçãos que podem receber; destinam-se a despertar neles o sensode necessidade espiritual, de modo que possam ir a Cristo e nEleencontrar a graça de que necessitam. Muitos, porém, preferem seguir oseu próprio caminho em vez do caminho de Deus. Não estãoreconciliados com Deus, nem podem estar, até que o eu seja crucificadoe Cristo viva no coração pela fé. (CSE, 76)"A vida que agora vivo na carne vivo-a na fé do Filho de Deus, o qualme amou e Se entregou a Si mesmo por mim." Gál. 2:20. Disse Jesus aSeus discípulos: "Não sois vós quem falará, mas o Espírito de vossoPai é que fala em vós." Mat. 10:20. Assim, atuando Cristo em vós,manifestareis o mesmo espírito e praticareis as mesmas obras - obrasde justiça e obediência. (CC, 63)Ele foi destemido reprovador do pecado. Enquanto pregava ao povo deseu tempo o amor de Deus em Cristo, e insistia com eles paraabandonarem seus maus caminhos, censurava a iniqüidade
  • 2. A p o s t il a – A Es p a da d o E s p ír it o |2prevalecente, e advertia os homens de sua geração de que o juízo cairiasobre o transgressor. Era o Espírito de Cristo que falava por meio deEnoque; aquele Espírito se manifesta não somente em expressões deamor, compaixão e rogos; não são somente coisas agradáveis que sãofaladas pelos homens santos. Deus põe no coração e lábios de Seusmensageiros verdades penetrantes, incisivas como a espada dedois gumes. (PP, 86)Para aquele lugar foi ele perseguido por poderosa força, e os habitantesde Judá, grandemente alarmados, concordaram de maneira vil ementregá-lo a seus inimigos. Em conformidade com isto, três mil homensde Judá subiram a ele. Mas mesmo com tal disparidade não teriamousado aproximar-se dele, se não se houvessem assegurado de queele não faria mal a seus compatriotas. Sansão consentiu em ser ligado eentregue aos filisteus; mas primeiro exigiu dos homens de Judá apromessa de o não atacarem, e o compelirem assim a destruí-los.Permitiu-lhes que o amarrassem com duas cordas novas, e foi levadoao arraial de seus inimigos por entre demonstrações de grande alegria.Mas, enquanto suas aclamações estavam a despertar ecos nascolinas, "o Espírito do Senhor possantemente Se apossou dele"Juí. 15:14. Rebentou as fortes cordas novas como se fossem fiosde linho queimados. Agarrando então a primeira arma à mão, a qual,embora fosse apenas a queixada de um jumento, foi mais eficaz do queespada ou lança, feriu os filisteus até que fugiram aterrorizados,deixando mil homens mortos no campo. (PP, 564)Aqui se faz patente o dever dos servos de Deus. Eles não podemser eximidos do fiel desempenho de seu dever de reprovarpecados e erros do povo de Deus, se bem que isto seja uma tarefadesagradável, e talvez não seja aceita pela pessoa em falta. Namaioria dos casos, porém, a pessoa reprovada aceitaria a advertência edaria ouvidos à reprovação, não fosse que outros se interpusessem emseu caminho. Eles se interpõem como quem toma as dores do que foirepreendido, e acham dever tomar-lhe a defesa. Não vêem que oSenhor não Se agrada do faltoso, pois Sua causa sofreu agravo e Seunome foi vituperado. (I TS, 325-326)Contudo, o fundamento de Deus fica firme. O Senhor conhece os quesão Seus. ... Deus mesmo agira em favor de Israel. Toda a línguamentirosa há de silenciar. As mãos dos anjos destruirão os
  • 3. 3| Apostila –A Espada do Espíritoenganosos projetos que estão sendo formados. Os baluartes deSatanás nunca hão de triunfar. A vitória acompanhará a terceiramensagem angélica. Como o Capitão do exército do Senhor derribou osmuros de Jericó, assim triunfará o povo que guarda os mandamentos doSenhor e serão derrotados todos os elementos oponentes. Quenenhuma pessoa se queixe dos servos de Deus a ela enviadoscom uma mensagem celestial. Não mais busqueis suas falhas,dizendo: "São demasiado positivos; falam muito duramente". Podemfalar duramente; mas não é isso necessário? Deus fará retinir as orelhasdos ouvintes que não atenderem à Sua voz ou mensagem. Eledenunciará os que resistirem à Sua Palavra. ... (TM, 410)Enoque era homem de espírito forte e altamente cultivado, e de extensosaber; era honrado com revelações especiais de Deus; todavia, estandoem constante comunhão com o Céu, achando-se sempre diante dele aintuição da grandeza e perfeição divina, foi um dos homens maishumildes. Quanto mais íntima a ligação com Deus, mais profunda era aintuição de sua própria fraqueza e imperfeição.Ele foi destemido reprovador do pecado. Enquanto pregava ao povo deseu tempo o amor de Deus em Cristo, e insistia com eles paraabandonarem seus maus caminhos, censurava a iniqüidadeprevalecente, e advertia os homens de sua geração de que o juízo cairiasobre o transgressor. Era o Espírito de Cristo que falava por meio deEnoque; aquele Espírito se manifesta não somente em expressõesde amor, compaixão e rogos; não são somente coisas agradáveisque são faladas pelos homens santos. Deus põe no coração elábios de Seus mensageiros verdades penetrantes, incisivas comoa espada de dois gumes. (P.P, 85/86)Assim o apóstolo, da maneira mais decidida e impressiva, procuroucorrigir as falsas e perigosas idéias e práticas que estavamprevalecendo na igreja de Corinto. Falou claramente, porém em amorpor suas almas. Em suas advertências e reprovações a luz do tronode Deus brilhou sobre eles, revelando os pecados ocultos que lhesestavam debilitando a vida. Como seriam essas advertênciasrecebidas? (A.A, 321)Temendo que a disposição branda e condescendente de Timóteopudesse levá-lo a esquivar-se de uma parte essencial de sua obra,Paulo exorta-o a ser fiel em reprovar o pecado, e a repreender
  • 4. A p o s t il a – A Es p a da d o E s p ír it o |4mesmo com firmeza os que fossem culpados de males graves.Contudo devia fazê-lo "com toda a longanimidade e doutrina". II Tim. 4:2.Devia ele revelar a paciência e o amor de Cristo, tornando claras suasreprovações e reforçando-as pelas verdades da Palavra. (A.A, 503)Deus nos tem dado, como um povo, advertências, reprovações ealerta por todos os lados, a fim de conduzir-nos para longe doscostumes e processos mundanos. Ele requer de nós que sejamospeculiares na fé e no caráter, a fim de alcançarmos uma norma maisavançada do que a dos que pertencem ao mundo. O irmão ______ veioentre vós, não familiarizado com o modo de o Senhor nos tratar. Sendorecém-vindo à fé, ele tinha que aprender quase tudo. No entanto vós,sem hesitar, concordastes com o seu parecer. Sancionastes nele umespírito e um modo de agir que nada tem de Cristo. (CSE, 84)Os últimos dias estão sobre nós, e Satanás opera com todo o seuinfernal engenho para enganar e destruir pessoas. As reprovaçõesmediante os testemunhos têm sido quase universalmenterecebidas, por aqueles que são corrigidos e reprovados, com um"Creio nos testemunhos, mas não os compreendo". O Senhor lhestem corrigido os maus caminhos a fim de salvá-los da infelicidade,do engano e ruína, mas eles seguem o seu curso como se a luz eas advertências nunca lhes tivessem chegado. Se estivessem emharmonia com Deus, não se apartariam dEle. É por se haveremafastado tanto de Deus que não Lhe ouvem a voz a chamá-los: "Tornai-vos para Mim, e Eu Me tornarei para vós outros" (Mal. 3:7), "Eu curareias vossas rebeliões." Jer. 3:22. (MM. CT, 142)Muitos há que professam ser seguidores de Cristo, e todavia não sãopraticantes de Sua Palavra. Não se deleitam nessa Palavra, poisapresenta serviço que não lhes agrada. Não têm prazer nas salutaresreprovações e nos apelos estritos e veementes. Não amam a justiça,mas são dominados e tiranizados por seus extravagantes impulsoshumanos. (MM. CD, 144)Os que mantêm posição de conselheiros devem ser homens altruístas,homens de fé, homens de oração, homens que não ousem confiar emsua própria humana sabedoria, mas busquem ferventemente luz eentendimento quanto à melhor maneira de conduzir suas atividades.Josué, o comandante de Israel, buscou nos livros de Moisésdiligentemente a orientação dada por Deus - Suas ordens, reprovações
  • 5. 5| Apostila –A Espada do Espíritoe restrições - a fim de não agir desavisadamente. SDA BibleCommentary, vol. 2, pág. 993. (Idem, 206)Foi-me mostrado, porém, que é privilégio dos cristãos alcançar de Deusforça para conservar todo precioso dom. A oração fervente e eficaz seráconsiderada no Céu. Quando os servos de Cristo tomam o escudoda fé como sua defesa, e a espada do Espírito para combater, háperigo no acampamento do adversário, e deve ser feita algumacoisa. A perseguição e as dificuldades apenas esperam que os que seacham dotados de poder do alto os chamem à ação. Quando a verdadeem sua simplicidade e força prevalecer entre os crentes, e for postacontra o espírito do mundo, evidenciar-se-á que não há concórdia entreCristo e Belial. Os discípulos de Cristo devem ser exemplos vivos davida e espírito de seu Senhor. (I TS, 159)O mundo é para os cristãos um país de estrangeiros e inimigos. Se nãose revestirem da armadura de Deus e cingirem a espada doEspírito, tornar-se-ão presa das potências das trevas. A fé de todoshá de ser provada. Todos deverão ser provados como o ouro o é pelofogo. (II TS, 16)A tentação não é pecado. Jesus era santo e puro; contudo foi tentadoem todas as coisas como nós, mas com uma força e veemência quenão há de ser por nenhum de nós experimentada. Na Sua bem-sucedida resistência deixou-nos um belo exemplo a imitar. Se formosconfiantes em nós mesmos ou justos aos nossos próprios olhos, Deusnos deixará cair sob a força da tentação; mas se olharmos para Jesus enEle confiarmos, chamaremos em nosso auxílio um poder que venceuao arquiinimigo em campo aberto e Ele para nossa tentação darátambém o escape. Quando Satanás sobre nós vem como umaavalanche, devemos enfrentar suas tentações com a espada doEspírito, e Jesus, que é o nosso auxílio, levantará por nós umpendão contra ele. O pai da mentira se abala e treme quando averdade de Deus lhe é lançada em rosto com todo o seu irresistívelpoder. (II TS, 135/136)O Espírito veio sobre os discípulos, que expectantes oravam, com umaplenitude que alcançou cada coração. O Ser infinito revelou-Se empoder a Sua igreja. Era como se por séculos esta influência estivessesendo reprimida, e agora o Céu se regozijasse em poder derramarsobre a igreja as riquezas da graça do Espírito. E sob a influência do
  • 6. A p o s t il a – A Es p a da d o E s p ír it o |6Espírito, palavras de penitência e confissão misturavam-se com cânticosde louvor por pecados perdoados. Eram ouvidas palavras de gratidão ede profecia. Todo o Céu se inclinou na contemplação da sabedoria doincomparável e incompreensível amor. Absortos em admiração, osapóstolos exclamaram: "Nisto está a caridade!" I João 4:10. Eles seapossaram do dom que lhes era repartido. E que se seguiu? A espadado Espírito, de novo afiada com poder e banhada nos relâmpagosdo Céu, abriu caminho através da incredulidade. Milhares seconverteram num dia. (AA, 38)Se os homens andarem no caminho que Deus lhes tem indicado, terãoum conselheiro cuja sabedoria está acima da sabedoria humana. Josuéfoi um sábio general porque Deus era seu guia. A primeira espadaque Josué usou foi a espada do Espírito, a Palavra de Deus. ...(Vidas Que Falam, 116)"Mas", continuou, "os homens maus e enganadores irão de malpara pior, enganando e sendo enganados. Tu, porém, permanecenaquilo que aprendeste, e de que foste inteirado, sabendo de quem otens aprendido, e que desde a tua meninice sabes as Sagradas Letras,que podem fazer-te sábio para a salvação. ... Toda a Escrituradivinamente inspirada é proveitosa para ensinar, para redargüir, paracorrigir, para instruir em justiça; para que o homem de Deus sejaperfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra." II Tim 3:13-17.Deus proveu meios abundantes para o êxito na luta contra o mal que háno mundo. A Bíblia é a armadura com que nos podemos equipar para aluta. Nossos lombos devem estar cingidos com a verdade. Nossacouraça deve ser de justiça. Na mão devemos ter o escudo da fé, e nacabeça o capacete da salvação; e com a espada do Espírito, que é aPalavra de Deus, devemos abrir caminho por entre as obstruções eembaraços do pecado. (AA, 502)Pela sua má conduta, os alunos na Escola Sabatina são propensos afazer aquilo que aborrecerá o professor, mas este não deve dizerpalavras severas e manifestar um espírito desgovernado; pois, assimprocedendo, não estará usando a espada do Espírito, mas as armasde Satanás. Embora seja difícil a má conduta do aluno, embora o maldeva ser corrigido, observadas as regras e a justiça respeitada, oprofessor deve observar o caminho do Senhor, unindo a misericórdia àjustiça. Contemple ele a cruz do Calvário, considerando como a
  • 7. 7| Apostila –A Espada do Espíritomisericórdia e a verdade se encontraram, como a justiça e a paz sebeijaram. Lá, por meio do sacrifício divino, pode o homem reconciliar-secom Deus. Ao contemplar o amor de Cristo, abrandar-se-vos-á o coraçãopara tratar a juventude como a membros mais novos da família doSenhor. Lembrar-vos-eis de que são propriedade de Cristo. (CSES, 171)A mais alta qualificação da mente não substitui, não pode substituir averdadeira simplicidade, ou piedade genuína. A Bíblia pode serestudada como o poderia ser uma parte da ciência humana, mas suabeleza, a prova de seu poder de salvar o que crê, é uma lição quejamais se aprende assim. Se a prática da Palavra não for introduzidana vida, então a espada do Espírito não feriu o coração natural. Elese apoiou em fantasia poética. O sentimentalismo envolveu-o de talmodo que ele não lhe sentiu suficientemente a agudeza do fio,penetrando e extirpando os pecaminosos altares em que o eu éadorado. ... (MM, Cuidado de Deus, 121)Porque a Palavra de Deus é viva, e eficaz, e mais penetrante do quequalquer espada de dois gumes, e penetra até à divisão da alma, edo espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir ospensamentos e intenções do coração. Heb. 4:12. (MM, Cuidado deDeus, 151)Se os homens andarem no caminho que Deus lhes tem indicado, terãoum conselheiro cuja sabedoria está acima da sabedoria humana. Josuéfoi um sábio general porque Deus era seu guia. A primeira espada queJosué usou foi a espada do Espírito, a Palavra de Deus. ... (MM,Cuidado de Deus, 206)Olhai para cima, meus irmãos. Acaso o evangelho perdeu o poder deimpressionar corações? É devido à influência regeneradora do Espíritode Cristo ter-se apagado que os corações não são purificados,santificados e preparados para o Espírito Santo? Não; a Espada doEspírito, a Palavra do Deus vivo ainda está conosco; mas precisaser brandida com zelo. Por seu poder vivo, estimulante, encontrarácaminho aos corações... (MM, Cuidado de Deus, 208)Depois da ascensão de Cristo, os discípulos reuniram-se em um lugar afim de suplicar humildemente a Deus. E após dez dias de esquadrinharo coração e examinar-se a si mesmos, estava preparado o caminhopara o Espírito Santo penetrar no templo da alma limpo e consagrado.
  • 8. A p o s t il a – A Es p a da d o E s p ír it o |8Todos os corações foram cheios do Espírito, como se Deus desejassemostrar a Seu povo que Lhe pertenceria a prerrogativa de beneficiá-loscom o melhor das bênçãos celestes. ... A espada do Espírito cintilavaà direita e à esquerda. Novamente afiada com poder, penetrava até àdivisão da alma e do espírito, e das juntas e medulas. A idolatria queandara misturada com o culto do povo, foi derribada. Novo território foiacrescentado ao reino de Deus. Lugares antes estéreis e desolados,entoavam-lhe os louvores. Review and Herald, 10 de junho de 1902.(Evangelismo, 698)As ilusões satânicas desta época precisam ser clara einteligentemente enfrentadas com a espada do Espírito, que é aPalavra de Deus. A mesma Mão invisível que guia os planetas em suasórbitas e sustém os mundos por Seu poder tomou providências paraque o homem formado à Sua imagem possa ser um pouco menos doque os anjos de Deus no desempenho de seus deveres na Terra. Ospropósitos de Deus não têm sido atendidos por homens a quem foiconfiada a mais solene verdade que já foi dada ao homem. Ele quer quesubamos cada vez mais alto em direção a um estado de perfeição,vendo e percebendo a cada passo o poder e a glória de Deus. Ohomem não conhece a si mesmo. Nossas responsabilidades sãoexatamente proporcionais a nossa luz, oportunidades e privilégios. ...(MM, Exaltai-O, 282)É o próprio Espírito que ensina e esclarece. A mais poderosapregação da Palavra, a leitura das Escrituras, não conseguirãotransformar o caráter e salvar vidas, a menos que o Espírito atuejuntamente com o instrumento humano, e por intermédio dele. Osplanos e intentos não devem ser no sentido de chamar a atenção para opróprio eu. A Palavra é um poder, uma espada nas mãos doinstrumento humano, mas o Espírito Santo em Seu poder vital, é aeficiência no impressionar a mente. "E serão todos ensinados porDeus." João 6:45. É Deus que faz com que a luz resplandeça noscorações. ... É essencial que Deus seja reconhecido como a Fonte denossa força, como Consolador. O motivo por que tão pouco pode Deusfazer por nós, é esquecermos que aquela viva virtude do Espírito Santose tem de unir com o instrumento humano. Manuscrito 115a, 1897.(MM, Filhos e Filhas de Deus, 30)
  • 9. 9| Apostila –A Espada do EspíritoOs padres estavam alarmados com a idéia de que o povo comum agoraseria capaz de discutir com eles sobre os preceitos da Palavra de Deus,e de que sua própria ignorância seria assim exposta. As armas de seuraciocínio carnal eram impotentes contra a espada do Espírito.Roma convocou toda a sua autoridade para impedir a disseminação dasEscrituras; mas nulos foram decretos, anátemas e torturas. Quanto maisela condenava e proibia a Bíblia, maior era a ansiedade do povo porsaber o que a mesma realmente ensinava. Todos os que sabiam lerestavam ávidos por estudar por si mesmos a Palavra de Deus.Levavam-na consigo, liam-na e reliam-na, e não podiam satisfazer-seantes que confiassem à memória grandes porções. Vendo o favor comque o Novo Testamento fora recebido, Lutero imediatamente começou atradução do Antigo, publicando-o em partes, tão depressa ascompletava. (GC, 194)Novamente, em data posterior, referindo-se à aliança sugerida pelospríncipes reformados, Lutero declarou que a única arma empregadanesta luta deveria ser "a espada do Espírito". Escreveu ao eleitor daSaxônia: "Não podemos perante nossa consciência aprovar a aliançaproposta. Morreríamos dez vezes de preferência a ver nosso evangelhofazer derramar uma gota de sangue. Nossa parte é sermos semelhantesa cordeiros no matadouro. Temos de tomar a cruz de Cristo. Seja VossaAlteza sem temor. Faremos mais com as nossas orações do que todosos nossos inimigos com sua jactância. Tão-somente não sejam vossasmãos manchadas com o sangue de irmãos. Se o imperador exigir quesejamos entregues aos seus tribunais, estamos prontos a comparecer.Não podeis defender a nossa fé: cada um deve crer com seu própriorisco e perigo." - DAubigné. (HR, 319)Preciso crescer na graça seja no lar ou onde quer que esteja, a fim dedar poder moral a todas as minhas ações. No lar devo guardar meuespírito, minhas ações, minhas palavras. Preciso dar tempo à culturapessoal, ao preparo e educação de mim mesmo em retos princípios.Preciso ser um exemplo para os outros. Devo meditar na Palavra deDeus noite e dia e levá-la à minha vida prática. A espada do Espírito,que é a Palavra de Deus, é a única espada que posso comsegurança usar. Manuscrito 13, 1891. (Lar Adv. 180)Não pode haver compromisso com os poderes das trevas.Individualmente temos de tomar posição. Se não estivermos em
  • 10. A p o s t i l a – A E s p a d a d o E s p í r i t o | 10inimizade com o príncipe das trevas, a serpente, suas malhas nosenvolverão, e a todas as nossas faculdades; seu aguilhão estará emnosso coração. Todos os que se alistarem sob o sangrento pavilhão doPríncipe da Vida, daí por diante contarão Satanás como inimigo e hãode, no poder de Deus, opor-se-lhe como a um inimigo mortal. Tomarãoo capacete da salvação e a espada do Espírito, que é a Palavra deDeus. E que farão eles, para conservar o terreno? "Orando em todotempo com toda oração e súplica no espírito e vigiando nisso com todaa perseverança." Efés. 6:18. (MM, Nos Lugares Celestiais, 48)A tentação não é pecado. Jesus era santo e puro; contudo foitentado em todas as coisas como nós, mas com uma força eveemência que não há de ser por nenhum de nós experimentada.Na Sua bem-sucedida resistência deixou-nos um belo exemplo aimitar. Se formos confiantes em nós mesmos ou justos aos nossospróprios olhos, Deus nos deixará cair sob a força da tentação; mas seolharmos para Jesus e nEle confiarmos, chamaremos em nosso auxílioum poder que venceu ao arquiinimigo em campo aberto e Ele paranossa tentação dará também o escape. Quando Satanás sobre nós vemcomo uma avalanche, devemos enfrentar suas tentações com aespada do Espírito, e Jesus, que é o nosso auxílio, levantará pornós um pendão contra ele. O pai da mentira se abala e treme quandoa verdade de Deus lhe é lançada em rosto com todo o seu irresistívelpoder. Testemunhos Seletos, vol. 2, págs. 135 e 136. (MM, O SenhorLogo vem, 80)Satanás vigia sua oportunidade de apoderar-se das preciosasgraças, quando estamos desapercebidos, e teremos um renhidoconflito com as forças das trevas para conservar essas graças oureadquirir uma graça celeste caso, por falta de vigilância, avenhamos a perder. ... Porém, ... é privilégio dos cristãos alcançar deDeus força para conservar todo precioso dom. A oração fervente eeficaz será considerada no Céu. Quando os servos de Cristo tomamo escudo da fé como sua defesa, e a espada do Espírito paracombater, há perigo no acampamento do adversário. (TestemunhosSeletos, vol. 1, págs. 158 e 159.)Deus proveu meios abundantes para o êxito na luta contra o malque há no mundo. A Bíblia é a armadura com que nos podemosequipar para a luta. Nossos lombos devem estar cingidos com a
  • 11. 11 | Apostila –A Espada do Espíritoverdade. Nossa couraça deve ser de justiça. Na mão devemos ter oescudo da fé, e na cabeça o capacete da salvação; e com a espada doEspírito, que é a Palavra de Deus, devemos abrir caminho por entre asobstruções e embaraços do pecado. (Atos dos Apóstolos, pág. 502)O primeiro Adão caiu; o segundo Se apegou a Deus e Sua Palavrasob as mais difíceis circunstâncias, e Sua fé na bondade,misericórdia e amor de Seu Pai não vacilou por um só momento. "Estáescrito", era Sua arma de resistência, e é a espada do Espírito que todoser humano deve usar. SDA Bible Commentary, vol. 5, pág. 1.129.Procure a juventude apreciar o privilégio que pode ser seu, de serdirigida pela infalível sabedoria de Deus. Tomem como conselheira aPalavra da verdade, e tornem-se peritos no uso da "espada doespírito". Satanás é um general sábio; mas o humilde, devotadosoldado de Jesus Cristo pode vencê-lo. Review and Herald, 28 defevereiro de 1888. (MM, Maravilhosa Graça, 33)O Espírito veio sobre os discípulos, que expectantes oravam, comuma plenitude que alcançou cada coração. O Ser infinito revelou-Seem poder a Sua igreja. Era como se por séculos esta influênciaestivesse sendo reprimida, e agora o Céu se regozijasse em poderderramar sobre a igreja as riquezas da graça do Espírito. E sob ainfluência do Espírito, palavras de penitência e confissão misturavam-secom cânticos de louvor por pecados perdoados. Eram ouvidas palavrasde gratidão e de profecia. Todo o Céu se inclinou na contemplação dasabedoria do incomparável e incompreensível amor. Absortos emadmiração, os apóstolos exclamaram: "Nisto está a caridade!" I João4:10. Eles se apossaram do dom que lhes era repartido. E que seseguiu? A espada do Espírito, de novo afiada com poder e banhada nosrelâmpagos do Céu, abriu caminho através da incredulidade. Milharesse converteram num dia. ... (MM, Maravilhosa Graça, 191)"Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para que possais estarfirmes contra as astutas ciladas do diabo; porque não temos quelutar contra carne e sangue, mas, sim, contra os principados, contra aspotestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra ashostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais. Portanto, tomaitoda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e,havendo feito tudo, ficar firmes. Estai, pois, firmes, tendo cingidos osvossos lombos com a verdade, e vestida a couraça da justiça, e
  • 12. A p o s t i l a – A E s p a d a d o E s p í r i t o | 12calçados os pés na preparação do evangelho da paz; tomandosobretudo o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardosinflamados do maligno. Tomai também o capacete da salvação e aespada do Espírito, que é a Palavra de Deus." Efés. 6:11-17. (MS, 113)Como fiéis pastores do rebanho, os servos de Deus devem darclaro e vigoroso testemunho. Não deve haver perversão daverdade. A graça divina nunca desvia da misericórdia e do amor deDeus. É o poder de Satanás que faz isto. Quando Cristo pregava, Suamensagem era qual espada aguda, de dois gumes, penetrando aconsciência dos homens e revelando-lhes os mais íntimospensamentos. A obra feita por Cristo terão de fazer Seus fiéismensageiros. Devem pregar a Palavra em simplicidade, pureza, e namais estrita integridade. Os que trabalham na palavra ou doutrina,devem ser fiéis a seu encargo. Devem velar pelas almas como quempor elas tem de dar contas. Nunca devem revestir um "Assim diz oSenhor" de atraentes palavras de sabedoria humana. Destroem-lheassim a energia viva, tornando-o fraco e destituído de poder, de modoque ele deixa de convencer do pecado. Toda palavra proferida sob adireção do Espírito Santo será cheia da mais profunda solicitude pelasalvação de almas. (MM, Maravilhosa Graça, 159)Não pensem os obreiros idosos que tenham que arcar com todasas responsabilidades, todas as cargas. Novos campos de trabalhoabrem-se constantemente diante de nós. Unam-se os jovens a obreirosexperimentados, que compreendam as Escrituras, que por muito tempotenham sido praticantes da Palavra, que introduziram a verdade navida prática, confiando em Cristo dia a dia, que busquem aoSenhor como fez Daniel. Três vezes ao dia Daniel apresentava a Deussuas petições. Sabia ele que Alguém, poderoso em conselho, era afonte de sabedoria e poder. A verdade como é em Jesus - a espada doEspírito, de dois gumes - era sua arma de combate. (II ME, 229)Foi-me assegurado que não havia tempo para perder. Os apelos e asadvertências precisam ser dados; nossas igrejas precisam serdespertadas, precisam ser instruídas, para que dêem a advertência atodos aqueles que puderem atingir, declarando que vem a espada eque a ira do Senhor sobre um mundo devasso não será adiada pormuito tempo. Foi-me mostrado que muitos atenderiam à advertência.
  • 13. 13 | Apostila –A Espada do EspíritoSeu espírito estaria preparado para discernir as próprias coisas queela lhes indicava.O familiarizar-nos com as Escrituras aguça as faculdades dediscernimento e fortalece a alma contra os ataques de Satanás. A Bíbliaé a espada do Espírito, que nunca deixará de vencer o adversário.É o único guia verdadeiro em todos os assuntos de fé e prática. Omotivo por que Satanás tem tão grande domínio sobre a mente e ocoração dos homens, é não haverem (I MCP, 89)Os que estão continuamente aprendendo na escola de Cristo terãocapacidade suficiente para prosseguir na mesma marcha em seucaminho, e o esforço de Satanás para transtornar esse ritmo há definalmente fracassar. A tentação não é pecado. Jesus era santo epuro; contudo foi tentado em todas as coisas como nós, mas com umaforça e veemência que não há de ser por nenhum de nósexperimentada. Na Sua bem-sucedida resistência deixou-nos um beloexemplo a imitar. Se formos confiantes em nós mesmos ou justos aosnossos próprios olhos, Deus nos deixará cair sob a força da tentação;mas se olharmos para Jesus e nEle confiarmos, chamaremos em nossoauxílio um poder que venceu ao arquiinimigo em campo aberto e Elepara nossa tentação dará também o escape. Quando Satanás sobrenós vem como uma avalanche, devemos enfrentar suas tentações coma espada do Espírito, e Jesus, que é o nosso auxílio, levantará por nósum pendão contra ele. (Testemunhos Seletos, vol. 2, págs. 135 e 136.)Em nome de Deus erguei o estandarte da verdade e da justiça - osmandamentos de Deus e a fé de Jesus. Necessitais agora daarmadura perfeita da verdade, a espada do Espírito, que nunca perderáo fio, e cortará o pecado e a injustiça. The Youths Instructor, 3 deagosto de 1887. (MM Minha Consagração hoje, 315)A mais alta qualificação da mente não substitui, não pode substituir averdadeira simplicidade, ou piedade genuína. A Bíblia pode serestudada como o poderia ser uma parte da ciência humana, mas suabeleza, a prova de seu poder de salvar o que crê, é uma lição quejamais se aprende assim. Se a prática da Palavra não for introduzidana vida, então a espada do Espírito não feriu o coração natural. Elese apoiou em fantasia poética. O sentimentalismo envolveu-o de talmodo que ele não lhe sentiu suficientemente a agudeza do fio,
  • 14. A p o s t i l a – A E s p a d a d o E s p í r i t o | 14penetrando e extirpando os pecaminosos altares em que o eu éadorado. ... (Nossa Vocação, 201)Temos na Bíblia o infalível conselho de Deus. Seus ensinos, postos emprática, habilitarão os homens para qualquer posição de dever. É a vozde Deus falando cada dia à alma. ... A obra do Espírito Santo éiluminar o obscurecido entendimento, abrandar o coração egoísta,empedernido, vencer o rebelde transgressor, e salvá-lo dasinfluências corruptoras do mundo. A oração de Cristo por Seusdiscípulos foi: "Santifica-os na verdade; a Tua palavra é a verdade."João 17:17. A espada do Espírito, que é a Palavra de Deus, penetra ocoração do pecador, cortando-o em pedaços. Quando a teoria daverdade é repetida sem que sua sagrada influência seja sentida na almado que fala, não tem nenhuma força sobre os ouvintes, mas é rejeitadacomo erro, tornando-se o próprio orador responsável pela perda dealmas. Testimonies, vol. 4, pág. 441.Olhai para cima, meus irmãos. Acaso o evangelho perdeu o poderde impressionar corações? É devido à influência regeneradora doEspírito de Cristo ter-se apagado que os corações não são purificados,santificados e preparados para o Espírito Santo? Não; a Espada doEspírito, a Palavra do Deus vivo ainda está conosco; mas precisaser brandida com zelo. Por seu poder vivo, estimulante, encontrarácaminho aos corações... (MM, Olhando para o Alto. 10)Não é por mesquinhez da parte de Deus que há escassez do EspíritoSanto nas igrejas. Esta escassez, só as igrejas podem alterar. Deus diza Seu povo: "Despertai, e criai interesse nas coisas sagradas." Ondeestá nossa fé? Em que mantemos a devida relação com Jesus Cristo?Seguimos-nO na abnegação e firmeza? Falamos da verdade com oentendimento? Quando Deus derramar Seu Espírito sobre as igrejas,elas darão fruto para Sua glória. A espada do Espírito, de novo afiadacom poder, terá duplo corte. (MM, RP, 338)Quando tentado para ilícita satisfação do apetite, deveis lembrar oexemplo de Cristo, e permanecer firme, vencendo como Ele venceu.Deveis responder, dizendo: "Assim diz o Senhor", e dessa maneiraliquidar para sempre a questão com o príncipe das trevas. Separlamentardes com a tentação, e usardes vossas próprias palavras,sentindo-vos suficientes, cheios de importância, sereis vencidos. Asarmas que Cristo usou foram as palavras de Deus: "Está escrito"; e se
  • 15. 15 | Apostila –A Espada do Espíritomanejardes a espada do Espírito, também vós podereis sairvitoriosos pelos méritos de vosso Redentor. (Te, 276)Todo obreiro que segue o exemplo de Cristo, estará apto a recebere empregar o poder que Deus prometeu a Sua igreja para amaturação da seara da Terra. Manhã após manhã, ao se ajoelharemos arautos do evangelho perante o Senhor, renovando-Lhe seus votosde consagração, Ele lhes concederá a presença de Seu Espírito, comSeu poder vivificante e santificador. Ao saírem para seus deveresdiários, têm eles a certeza de que a invisível atuação do Espírito Santoos habilita a serem "cooperadores de Deus". I Cor. 3:9. (AA, 56)Nada temos, pois, em nós mesmos, de que nos possamosorgulhar. Não temos nenhum motivo para exaltação própria. Nossoúnico motivo de esperança está na justiça de Cristo a nós imputada, enaquela atuação do Seu Espírito em nós e através de nós. (CC, 63)"Ocultarei Eu a Abraão o que faço?" disse o Senhor. ... E o homem defé pleiteou pelos habitantes de Sodoma. Uma vez ele os salvara coma espada; agora se esforçava por salvá-los pela oração. ... Comprofunda reverência e humildade insistiu em seu rogo. ... Sendo elepróprio pecador, rogava em prol do pecador. Tal espírito devempossuir todos os que se aproximam de Deus. Abraão manifestavacontudo a confiança de uma criança a rogar a seu amado pai. Achegou-se ao mensageiro celeste, e instou fervorosamente com a sua petição.(Vidas Que Falam, 51)Mesmo os que estão buscando sinceramente reformar-se não seacham livres do perigo de cair. Precisam ser tratados com grandesabedoria e ternura. A tendência de lisonjear e exaltar os que foramsalvos das maiores profundidades provoca por vezes sua ruína. Ocostume de convidar homens e mulheres para relatar em públicoos incidentes de sua vida de pecado é cheio de perigos, tanto parao que fala como para os que escutam. Demorar o pensamento emcenas de mal é corruptor para a mente e a alma. E o destaque em quese colocam os que são assim salvos é-lhes prejudicial. Muitos sãolevados a pensar que sua vida pecaminosa lhes confere certa distinção.São animados o amor da notoriedade e o espírito de confiança em simesmo, os quais se demonstram fatais à alma. Unicamentedesconfiando de si mesmos e confiando na misericórdia de Cristopodem eles subsistir. (CBV, 178)
  • 16. A p o s t i l a – A E s p a d a d o E s p í r i t o | 16A obra do Santo Espírito é incomensuravelmente grande. É dessafonte que vêm poder e eficiência ao obreiro de Deus; e o EspíritoSanto é o Consolador, como a presença pessoal de Cristo no ser.Toda pessoa que olha para Cristo com fé singela e infantil é feitoparticipante da natureza divina mediante a atuação do Espírito Santo.Quando guiados pelo Espírito de Deus, os cristãos podem saber quesão feitos completos nAquele que é o cabeça de todas as coisas. Assimcomo Cristo foi glorificado no dia de Pentecostes, assim será novamenteglorificado no encerramento da obra do evangelho, quando Ele prepararum povo para suportar a prova final na última batalha do grande conflito.(MM, CT, 364)Os anjos, que farão por vós o que não poderíeis efetuar por vósmesmos, aguardam-vos a cooperação. Esperam que correspondais àatração de Cristo sobre vós. Aproximai-vos de Deus e uns dosoutros. Pelo desejo, pela oração silenciosa, pela resistência àsinfluências satânicas, ponde vossa vontade ao lado da vontade deDeus. Enquanto tiverdes um desejo de resistir ao diabo, e orardessinceramente: Livra-me de cair em tentação, tereis resistência parao dia. É a obra dos anjos celestes aproximarem-se bem dos tentados,dos provados, dos sofredores. Eles trabalham longa e infatigavelmentepara salvar as pessoas por quem Cristo morreu. E quando as pessoasapreciam as vantagens que têm, apreciam a assistência celeste quelhes é enviada, correspondem à atuação do Espírito Santo em seufavor; quando põem a sua vontade ao lado da vontade de Cristo, osanjos levam as novas ao Céu, ... e há regozijo entre o exército celestial.Review and Herald, 4 de julho de 1899. (MM, Cuidado de Deus, 21)A unidade que existe entre Cristo e Seus discípulos não destrói apersonalidade nem de um nem de outro. No espírito, no desígnio,no caráter, eles são um, porém não em pessoa. Participando doEspírito de Deus, conformando-se com a lei do Senhor, o homem setorna participante da natureza divina. Cristo leva Seus discípulos a vivaunião com Ele e com o Pai. Pela atuação do Espírito Santo na mentehumana, o homem se torna perfeito em Cristo. A unidade com Cristoestabelece um vínculo de unidade uns com os outros. Essa unidade é amais convincente prova para o mundo quanto à majestade e a virtudede Cristo, e ao Seu poder de tirar o pecado. Manuscrito 111, 1903. (MM,Cuidado de Deus, 41)
  • 17. 17 | Apostila –A Espada do EspíritoHaverá um novo nascimento, uma nova mente pela atuação doEspírito de Deus, que purifica a vida e enobrece o caráter. Essaligação com Deus habilita o homem para o glorioso reino do Céu.Nenhuma invenção humana pode jamais encontrar um remédio para opecador. Signs of the Times, 11 de janeiro de 1877. (MM, Cuidado deDeus, 81)ATENÇÃO!A mudança do coração representada pelo novo nascimentosomente poderá ser levada a efeito pela atuação efetiva do EspíritoSanto. ... O orgulho e o amor-próprio resistem ao Espírito de Deus; todainclinação natural do ser humano se opõe à transformação da altivez esoberba na mansidão e humildade de Cristo. Se quisermos, porém,andar no caminho de vida eterna, não devemos escutar asinsinuações do eu. Com humildade e contrição devemos suplicar anosso Pai celestial: "Cria em mim, ó Deus, um coração puro e renovaem mim um espírito reto." Sal. 51:10. À medida que recebemos a divinaluz e cooperamos com a iniciativa do Céu, somos "nascidos de novo" elivres da mancha do pecado pelo poder de Cristo. The YouthsInstructor, 9 de setembro de 1897. (MM, Cuidado de Deus, 86)O Espírito de Deus repousará sobre o diligente pesquisador daverdade. Aquele que deseja de coração a verdade, que anela possuir aatuação do poder na vida e no caráter, certamente os há de ter. Diz oSalvador: "Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porqueeles serão fartos." Mat. 5:6. Review and Herald, 4 de junho de 1889.(Idem, 135)A fé mencionada na Palavra de Deus requer uma vida em que a féem Cristo seja um vivo e ativo princípio. É a vontade de Deus que afé em Cristo seja aperfeiçoada por obras; Ele relaciona com essas obrasa salvação e vida eterna dos que crêem, e por meio das obras provê adisseminação da luz da verdade a todos os países e todos ospovos. Tal é o fruto da atuação do Espírito de Deus. (Idem, 176)Cristo veio à Terra e viveu uma vida de perfeita obediência, para que oshomens e mulheres, por Sua graça, também pudessem viver vida deobediência perfeita. ... Perante nós se apresenta a maravilhosapossibilidade de sermos semelhantes a Cristo: obedientes a todos osprincípios da lei de Deus. Mas de nós mesmos somos
  • 18. A p o s t i l a – A E s p a d a d o E s p í r i t o | 18completamente impotentes para alcançar esse estado. Tudo queexiste de bom no homem, vem-lhe por meio de Cristo. A santidade quea Palavra de Deus declara termos de ter antes de podermos sersalvos, é resultado da atuação da graça divina, ao nos prostrarmosem submissão à disciplina e à refreadora influência do Espírito deverdade. (Idem, 177)Sempre devemos ter em mente o solene pensamento da breve volta doSenhor, e, em vista disso, reconhecer a obra individual que deve serfeita. Mediante o auxílio do Espírito Santo devemos resistir àsnaturais inclinações e tendências ao mal, e extirpar de nossa vidatodo elemento não cristão. Assim prepararemos o coração para orecebimento da bênção divina, que nos comunicará graça, pondo-nosem harmonia com a fé possuída por Jesus. Para esta obra de preparotêm sido concedidas a este povo grandes vantagens, em matéria de luzproporcionada, em mensagens de advertência e instrução, enviadaspela atuação do Espírito de Deus. (Idem, 193)Cristo, nosso Salvador, em quem habita absoluta perfeição, tornou-Sepecado para a raça caída. Ele não conhecia o pecado pela experiênciade pecar, mas suportou o terrível peso da culpa do mundo inteiro.Tornou-Se nossa propíciação para que todos que O recebam possamtornar-Se filhos de Deus. A cruz foi erguida para salvar o homem. Cristoerguido sobre a cruz foi o meio planejado no Céu para despertar nopecador arrependido um senso da malignidade do pecado. Pela cruz,Cristo buscou atrair todos a Si mesmo. Ele morreu como a únicaesperança de salvar aqueles que, devido ao pecado, estavam no fel daamargura. Mediante a atuação do Espírito Santo, um novo princípiode poder mental e espiritual deveria ser trazido ao homem que,mediante associação com a divindade, deveria tornar-Se um comDeus. (Idem, 304)Os membros não demonstram ter o relacionamento vivo com Deus quedeveriam, para poderem conquistar pessoas das trevas para a luz.Tornai boa a árvore, e os resultados serão bons frutos. A atuação doEspírito de Deus no coração é essencial para uma vida devota. Eleprecisa ser recebido no coração daqueles que aceitam a verdade, ecriar neles um coração puro, para que possam guardar os Seusmandamentos e ser praticantes de Sua Palavra. (Idem, 335)
  • 19. 19 | Apostila –A Espada do EspíritoTodo impulso do Espírito Santo induzindo os homens para o bem e paraDeus, é registrado nos livros do Céu, e no dia de Deus todo aqueleque tiver se entregado como um instrumento para a atuação doEspírito Santo, terá permissão para contemplar o que sua vidaefetuou. (Idem, 340)Por que tão raramente vamos à Fonte, embora esta seja abundante egratuita? Nossa alma necessita beber com freqüência da Fonte, a fim derefrigerar-se e florescer no Senhor. Precisamos obter salvação. Se nãotivermos a necessária piedade, nossa religião será vã. Oformalismo não nos será útil. Precisamos contar com a profundaatuação do Espírito de Deus. Carta 2a, 1856. (Idem, 347)"Porei em atividade" - disse Deus - "todos os santos agentes a fim decombater os exércitos do inimigo invisível e destruir seu poder. A eternaatuação do Espírito Santo libertará o homem dos efeitos do pecado,restaurando-o à imagem de Deus." (MM, Este Dia Com Deus, 26)O Espírito Santo revela Cristo à mente, e a fé apodera-se dessapessoa. Se aceitares a Cristo como teu Salvador pessoal, conheceráspor experiência própria o valor do grande sacrifício efetuado em teufavor sobre a cruz do Calvário. O Espírito de Cristo, operando nocoração, molda-o à Sua imagem; pois Cristo é o modelo com base noqual trabalha o Espírito. Pelo ministério de Sua Palavra, por Suasprovidências, por Sua atuação no íntimo, Deus imprime a semelhançade Cristo na alma. (MM, Este Dia Com Deus, 44)Quando o fermento é introduzido na farinha, ele penetra em todasas partes, até que ocorra uma modificação completa. Assim é coma atuação do Espírito Santo no coração humano. A verdade recebidae crida introduz novas regras, novos princípios de ação na vida. Éestabelecido um novo padrão de caráter - a vida de Cristo. Os queassim aceitam a verdade confiam em Cristo, e recebem cada vez maisenergia, e sempre maior luz. Diariamente eles expelem de seu coraçãoa vaidade, o egoísmo, a justiça própria. (MM, Este Dia Com Deus, 46)É por meio da poderosa atuação do Espírito Santo que o governode Satanás será vencido e subjugado. É o Espírito Santo queconvence do pecado e o expele da alma com a permissão do agentehumano. A mente é colocada então sob uma nova lei, a saber: a régialei da liberdade. Jesus veio quebrar as algemas da escravidão do
  • 20. A p o s t i l a – A E s p a d a d o E s p í r i t o | 20pecado por parte da alma; pois o pecado só pode triunfar quando seextingue a liberdade da alma. Jesus chegou às próprias profundezas daaflição e miséria humanas, e Seu amor atrai o homem para Ele. Pormeio da atuação do Espírito Santo, Ele ergue a mente de suadegradação, firmando-a na realidade eterna. Pelos méritos de Cristo,o homem pode exercer as mais nobres faculdades de seu ser eexpelir o pecado de sua alma. ... (MM, Este Dia Com Deus, 44)O reino dos Céus pode ser sentido, mas não é visível. A atuaçãointerior do Espírito de Deus é comparada ao fermento. ... Com estaparábola, Cristo ilustra o coração humano. O fermento da verdade,atuando no íntimo, será revelado na vida. O coração precisa serpurificado de toda impureza e o homem tem de ser dotado de traços decaráter que o habilitem a prestar serviço para Deus em qualquer setor. Éinvisível o processo pelo qual o fermento transforma a massa defarinha em que foi introduzido, mas ele opera até que a farinha seconverta em pão. Assim deve o Espírito de Deus efetuar umamodificação radical. Não são providas novas faculdades, mas ocorreuma modificação completa na aplicação dessas faculdades. Asinclinações naturais são abrandadas e subjugadas. São implantadosnovos pensamentos, novas emoções, novos motivos. No entanto,embora toda faculdade seja regenerada, o homem não perde a suaidentidade. ... (Idem, 184)Deus me instruiu a dizer-vos e a todo o Seu povo que deveis sermuito cuidadosos para não resistir à atuação do Espírito Santo - oConsolador enviado por Cristo - temendo dar o primeiro passopresunçoso de resistência. Quando Cristo falou aos discípulos a respeitodo Espírito Santo, procurou elevar-lhes os pensamentos e ampliar suasexpectativas a fim de que se apossassem da mais alta concepção deexcelência. Procuremos entender Suas palavras. Procuremos apreciar ovalor do maravilhoso dom que Ele nos concedeu. Busquemos aplenitude do Espírito Santo. ... (Idem, 225)Algumas das pessoas que professam crer na verdade para este tempoestarão em idêntica posição. Eles não compreendem a maravilhosaobra de Deus com a qual Ele confirma Sua Palavra. Não percebem quea atuação do Espírito de Deus é realizada pelo Seu poder, nãoporque a evidência não seja suficiente, mas porque adesobediência e a corrupção de seu próprio coração não permitem
  • 21. 21 | Apostila –A Espada do Espíritoque eles considerem essas evidências de modo honesto e sincero,pois os pecados das pessoas têm-lhes endurecido o coração, esua conformidade com o mundo tem obscurecido suasconcepções das coisas divinas. ... Não estão dispostas a seremdirigidas no caminho da justiça que as conduziria à cidade de Deus. ...(Esta Dia Com Deus, 359)Os que não só ouvem mas praticam as palavras de Cristo tornammanifesta no caráter a atuação do Espírito Santo. O resultado daatuação interior do Espírito Santo é demonstrado na condutaexterior. A vida do cristão está escondida com Cristo em Deus, eDeus reconhece os que são Seus, declarando: "Vós sois as Minhastestemunhas." Isa. 43:10. Eles testificam que o poder divino estáinfluenciando o seu coração e moldando a sua conduta. Suas obrasevidenciam que o espírito está atuando no homem interior; os que secomunicam com eles estão convencidos de que fazem de JesusCristo o seu modelo. Review and Herald, 12 de maio de 1896. (MM,Exaltai-O, 125)O Espírito Santo era o mais alto dos dons que Ele [Jesus] podia solicitardo Pai para exaltação de Seu povo. Ia ser dado como agente deregeneração, sem o qual o sacrifício de Cristo de nenhum proveito teriasido. O poder do mal se estivera fortalecendo por séculos, e alarmanteera a submissão dos homens a esse cativeiro satânico. Ao pecado sóse poderia resistir e vencer por meio da poderosa atuação daterceira pessoa da Trindade, a qual viria, não com energia modificada,mas na plenitude do divino poder. (O Desejado de Todas as Nações,pág. 671)O coração, por natureza, é mau, e "quem do imundo tirará o puro?Ninguém". Jó 14:4. Invenção alguma humana pode encontrar oremédio para a alma pecadora. ... A fonte do coração se deve purificarpara que a corrente se possa tornar pura. Aquele que se esforça paraalcançar o Céu por suas próprias obras em observar a lei, está tentandoo impossível. Não há segurança para uma pessoa que tenha religiãomeramente legal, uma forma de piedade. A vida cristã não é umamodificação ou melhoramento da antiga, mas uma transformação danatureza. Tem lugar a morte do eu e do pecado, e uma vida toda nova.Essa mudança só se pode efetuar mediante a eficaz atuação do EspíritoSanto. (O Desejado de Todas as Nações, pág. 172.)
  • 22. A p o s t i l a – A E s p a d a d o E s p í r i t o | 22A expulsão do pecado é o ato do próprio coração. Em sua grandenecessidade a pessoa clama por um poder fora e acima de si mesma; eatravés da atuação do Espírito Santo os mais nobres poderes da mentesão impregnados de poder para livrar-se da servidão do pecado. (MM,Fé Pela a Qual Eu Vivo, 91)Os anjos, que farão por vós o que não poderíeis efetuar por vós mesmos,aguardam-vos a cooperação. Esperam que correspondais à atração deCristo sobre vós. Aproximai-vos de Deus e uns dos outros. Pelo desejo,pela oração silenciosa, pela resistência às influências satânicas,ponde vossa vontade ao lado da vontade de Deus. Enquantotiverdes um desejo de resistir ao diabo, e orardes sinceramente:Livra-me de cair em tentação, tereis resistência para o dia. É a obrados anjos celestes aproximarem-se bem dos tentados, dos provados, dossofredores. Eles trabalham longa e infatigavelmente para salvar aspessoas por quem Cristo morreu. E quando as pessoas apreciam asvantagens que têm, apreciam a assistência celeste que lhes é enviada,correspondem à atuação do Espírito Santo em seu favor; quando põem asua vontade ao lado da vontade de Cristo, os anjos levam as novas aoCéu, ... e há regozijo entre o exército celestial. Review and Herald, 4 dejulho de 1899. (MM, Filhos e Filhas de Deus, 36)Deus é revestido de poder; é capaz de tomar aqueles que se achammortos em ofensas e pecados, e pela atuação do Espírito queressuscitou Jesus dos mortos, transformar o caráter humano,devolvendo à pessoa a perdida imagem de Deus. Os que acreditamem Jesus Cristo são transformados de seres rebeldes contra a lei deDeus, em servos obedientes e súditos de Seu reino. São nascidos denovo, regenerados, santificados pela verdade. The Youths Instructor, 7de fevereiro de 1895. (Idem, 112)A unidade que existe entre Cristo e Seus discípulos não destróia personalidade nem de um nem de outro. No espírito, nodesígnio, no caráter, eles são um, porém não em pessoa.Participando do Espírito de Deus, conformando-se com a lei doSenhor, o homem se torna participante da natureza divina. Cristoleva Seus discípulos a viva união com Ele e com o Pai. Pela atuaçãodo Espírito Santo na mente humana, o homem se torna perfeito emCristo. A unidade com Cristo estabelece um vínculo de unidade unscom os outros. Essa unidade é a mais convincente prova para o
  • 23. 23 | Apostila –A Espada do Espíritomundo quanto à majestade e a virtude de Cristo, e ao Seu poder detirar o pecado. Manuscrito 111, 1903. (Idem, 286)Deus criou o homem e concedeu-lhe todas as faculdades de corpo,alma e espírito. O Senhor Jesus comprou-o por preço tão completo, tãoamplo que não poderia haver competição. Que pode o homem oferecera Deus que já não seja propriedade do Senhor? Deus deu asfaculdades, e toda atuação dessas faculdades pertence a Deus. Issoquer dizer que vossa vivência, de princípio a fim, deve ser ligada aCristo. Aprender as lições de mansidão e humildade de coração torna-vos participantes dos sofrimentos de Cristo e apreciadores das virtudesda vida de Cristo. (MM, Nós Lugares Celestiais, 220)Provas encontram-se ao longo de todo o caminho, da Terra ao Céu. Épor causa disso que a estrada para o Céu é chamada o caminhoestreito. O caráter tem de ser provado, do contrário haveria muitocristão falso, que conservaria certa semelhança de religião, até quesuas inclinações, seu desejo de fazer prevalecer a vontade própria,seu orgulho e ambição, fossem contrariados. Quando, pelapermissão do Senhor, lhes sobrevêm provas agudas, sua falta dereligião genuína, da mansidão e humildade de Cristo, lhes mostraestarem em necessidade da atuação do Espírito Santo. (Idem, 266)O mundo é o inimigo nº 1 da religião, pois forças satânicas estãoem contínua atuação através do mundo, e é objetivo de Satanáslevar a igreja e o mundo em tão íntima comunhão que seus alvos, seuespírito, seus princípios, harmonizem, e que se torne impossíveldistinguir entre aquele que professa servir a Deus e aquele que não Oserve. O inimigo atua continuamente para colocar em prioridade omundo. Review and Herald, 26 de fevereiro de 1895. (MM, Nós LugaresCelestiais, 309)Todos devem reconhecer a necessidade da atuação do EspíritoSanto. A menos que este Espírito, cuja obra é renovar esantificar o ser todo, seja recebido e acariciado comorepresentante de Cristo, perderão seu poder sobre a mente asmomentosas verdades que foram confiadas aos seres humanos.Não nos basta ter um conhecimento da verdade. Devemos andar etrabalhar possuídos de amor, conformando nossa vontade com avontade de Deus. Dos que isso fazem, diz o Senhor: "Porei asMinhas leis no seu entendimento e em seu coração as escreverei." ...
  • 24. A p o s t i l a – A E s p a d a d o E s p í r i t o | 24Assim se renova a relação divina entre Deus e o homem. "Eu lhesserei por Deus", diz Ele, "e eles Me serão por povo." Heb. 8:10. "Nãohá atributo de Minha natureza que Eu não dê livremente, a fim deque o homem revele a Minha imagem." ... (Idem, 335)O arrependimento é um dos primeiros frutos da graça salvadora. Nossogrande Mestre, em Suas lições ao homem caído, extraviado, apresentao poder vivificador de Sua graça, declarando que por meio dessa graçahomens e mulheres podem viver uma nova vida de santidade e pureza.Aquele que vive essa vida põe em prática os princípios do reino doCéu. Ensinado por Deus, ele conduz outros ao caminho reto. Nãoconduzirá o que manqueja a caminhos de incerteza. A atuação doEspírito Santo em sua vida mostra que ele é um participante danatureza divina. Toda pessoa assim trabalhada pelo Espírito de Cristorecebe tão abundante suprimento de generosa graça que, aocontemplar suas boas obras, o mundo incrédulo reconhece que ela écontrolada e sustentada pelo poder divino, sendo levada a glorificar aDeus. ... (MM, Maravilhosa Graça, 136)Não podemos estar prontos para encontrar o Senhor, acordando aoouvir o brado: "Aí vem o Esposo!" (Mat. 25:6) e então tomar nossaslâmpadas vazias para enchê-las. ... Na parábola, as virgens prudentestinham óleo em seus vasos com as lâmpadas. Suas lâmpadas arderamcom chama contínua pela noite de vigília. ... Assim, devem osseguidores de Cristo irradiar luz nas trevas do mundo. Pelaatuação do Espírito Santo, a Palavra de Deus é uma luz quando setorna um poder transformador na vida de quem a recebe.Implantando-lhes no coração os princípios de Sua Palavra, o EspíritoSanto desenvolve nos homens os predicados de Deus. A luz de Suaglória - Seu caráter - deve refletir-se em Seus seguidores. Parábolas deJesus, págs. 406-414. (Idem, 212)A atuação do Espírito de Deus interiormente causará uma mudançaexteriormente. Os que se atrevem a desobedecer às mais clarasafirmações da Inspiração, não irão ouvir, receber e agir de acordo comtodos os esforços humanos feitos para conduzir esses idólatras a umvestuário simples, desprovido de adornos, asseado e apropriado, que demaneira alguma os tornará esquisitos ou singulares. Eles continuam aexpor-se, pondo à mostra as cores do mundo. ... (III ME, 255)
  • 25. 25 | Apostila –A Espada do EspíritoATENÇÃO!A atuação do Espírito Santo deve unir-se ao esforço humano, etodo o Céu está empenhado na obra de preparar um povo quepermaneça em pé nestes últimos dias. O fim está perto e precisamoster em vista o mundo futuro. ...É uma lei de Deus que todo aquele que crê na verdade como esta é emJesus, torná-la-á conhecida. As idéias e convicções da mente doindivíduo, procurarão expressão. Todo aquele que nutre a descrença e acrítica, todo aquele que se julga capaz de julgar a atuação do EspíritoSanto, difundirá o espírito de que é animado. Faz parte da natureza dadescrença, da infidelidade e da resistência à graça de Deus, fazerem-sesentidas e ouvidas. A mente movida por esses princípios está semprese esforçando para abrir um caminho para si, e obter adeptos. Todoaquele que anda ao lado de um apóstata será imbuído de seu espíritono sentido de partilhar com outros os seus pensamentos, e o resultadode suas próprias pesquisas, e os sentimentos que lhe motivam asações; pois não é coisa fácil reprimir os princípios sob os quaisagimos. (Testemunhos Para Ministros, págs. 290 e 291)A religião que de Deus procede é a única que conduz a Deus. A fimde servirmos a Deus corretamente, precisamos nascer do Espíritodivino. Isso purificará o coração e renovará a mente, concedendo-nosnova capacidade de conhecer e amar a Deus. Far-nos-á obedecervoluntariamente a todos as Suas reivindicações. Isso é culto verdadeiro.É o fruto da atuação do Espírito Santo. Toda oração sincera é ditadapelo Espírito, e aceitável a Deus. Onde quer que uma pessoa busque aDeus, ali Se manifesta o Espírito, e Deus Se revelará a ela. A taisadoradores Ele busca. Ele espera recebê-los e torná-los Seus filhos efilhas. Review and Herald, 19 de novembro de 1908. (MM, MinhaConsagração Hoje, 46)A verdade refina os gostos e santifica o discernimento. Eleva eenobrece, e faz silenciosa e continuamente sua obra de levedar até quetodo o ser esteja purificado e tornado vaso para honra, sob a atuação doEspírito Santo, para tornar o que aceita a verdade apto para a sociedadedos anjos puros e inocentes. ... (MM, Nossa Alta Vocação, 32)Nesta grande luta pela vida eterna, cabe ao homem uma parte afazer - corresponder à operação do Espírito Santo. É necessário
  • 26. A p o s t i l a – A E s p a d a d o E s p í r i t o | 26um conflito para romper com os poderes das trevas, e o Espíritonele opera a fim de isso realizar. O homem, porém, não é um serpassivo, para se salvar na indolência. É chamado a distender cadamúsculo e exercitar cada faculdade na luta pela imortalidade; todavia éDeus quem supre a eficiência. Nenhum ser humano pode ser salvoem indolência. O Senhor nos manda: "Porfiai por entrar pela portaestreita, porque Eu vos digo que muitos procurarão entrar e nãopoderão." Luc. 13:24. "Porque larga é a porta, e espaçoso, o caminhoque conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela; e porqueestreita é a porta, e apertado, o caminho que leva à vida, e poucos háque a encontrem." Mat. 7:13 e 14. (CPPE, 366)

×