O programa

1,004
-1

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
1,004
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
32
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

O programa

  1. 1. CANDIDATURA FALAR VERDADE /// TODOS PELO SPORTING / 1
  2. 2. TRANSPARÊNCIAOs sócios devem saber a real situação económica em que o clube seencontra. Verdade e rigor na relação e comunicação com sócios, adeptos eparceiros do clube (os seus “stakeholders”).RENOVAÇÃOEquipa coesa, jovem e profundamente conhecedora da realidade do clube.O Clube não dispõe de tempo para experimentalismos ou períodos deaprendizagem. Uma equipa credível ao serviço do clube e dos seus adeptos.RIGORReequilíbrio financeiro como instrumento essencial e prioritáriode alavancagem da política desportiva. Devolver a credibilidade.Profissionalização e gestão integrada do clube.CONHECIMENTO E GESTÃO DESPORTIVA – Futebol profissional emodalidades do clube entregues a profissionais experientes e conhecedoresda realidade desportiva. Aposta na formação.UNIRContribuir para a pacificação do clube e mobilização da massa adepta doClube. Uma política clara, objectiva em que todos se possam rever.INOVARApostar na marca Sporting. Potenciar novas fontes de receita. Reforçar ainfluência do clube na sociedade portuguesa e nos órgãos de decisão dofutebol português. Novas parcerias comerciais.2 / CANDIDATURA FALAR VERDADE /// TODOS PELO SPORTING
  3. 3. José Peyroteo Couceiro MENSAGEM AOS SPORTINGUISTAS Fernando Peyroteo, Um dos Cinco violinos, melhor marcador de sempre do Sporting e do futebol nacional4 / CANDIDATURA FALAR VERDADE /// TODOS PELO SPORTING
  4. 4. É com profundo orgulho e satisfação que vos anuncio que sou candidato àPresidência do Sporting Clube de Portugal. Tenho a noção das dificuldades queo nosso Clube enfrenta e dos desafios que nos serão colocados.Por entender que o Sporting vive um momento difícil, com uma grave crisefinanceira, aliada a uma deficiente gestão desportiva, cuja real extensão egravidade ainda desconhecemos, é nosso dever, enquanto Sportinguistas,encontrar soluções para o Clube.Somos uma equipa coesa, solidária e competente, mas que, acima de tudo,tem conhecimento e experiência para gerir o futebol, as modalidades e aformação desportiva.Queremos unir a família leonina em torno desta candidatura e, por isso, numsinal claro que somos todos pelo Sporting, convidámos o nosso consócio nº 1,Dr. Salvador Marques, para presidir à Comissão de Honra, que será compostapor todos os Sportinguistas.Nesta campanha vamos falar a verdade e abordar de forma séria os problemasdo Sporting. Mas, tão importante como identificar os problemas, é saberencontrar soluções. Da nossa parte, os sportinguistas não irão ouvir propostasdemagógicas ou irrealistas.Assumimos o compromisso de realizar uma campanha positiva, elevada emobilizadora, dignificando o nome e a imagem do Sporting.Todos pelo Sporting. Viva o Sporting! CANDIDATURA FALAR VERDADE /// TODOS PELO SPORTING / 5
  5. 5. CANDIDATURA FALAR VERDADE /// TODOS PELO SPORTINGPROGRAMA DE ACÇÃOMais um acto eleitoral se aproxima e, nesse sentido, a candidatura Falar Verdade – Todos peloSporting apresenta os traços gerais do seu Plano de Acção para os próximos quatro anos. Maisdo que um acto eleitoral, assume-se como um momento decisivo para a vida do nosso SportingClube de Portugal, um momento de viragem, que apesar de conscientes da conjuntura adversa aCANDIDATURA FALAR VERDADE – TODOS PELO SPORTING, está confiante em devolver a Glóriaao Sporting Clube de Portugal, com muito Esforço, Dedicação e Devoção.Para tal desiderato, esta candidatura apresenta um programa de acção credível e realista, quepermita ao Sporting alavancar as bases para um futuro que se pretende cada vez mais promissor.Chegou a hora de acabar com as promessas irrealistas, com os sonhos adiados. Chegou a hora defalar aos Sportinguistas. Com transparência. Com Rigor. Com Verdade.O lema da nossa candidatura pretende ser congregador e, acima de tudo, mobilizador, queremostodos os Sportinguistas mais próximos do clube. Acabou o tempo de um Sporting dividido.Temos mais de Cem Anos de História. Somos um Clube Centenário. Orgulhamo-nos do nossoPassado, queremos construir o nosso Presente. Queremos assegurar um Futuro sustentável parao Sporting Clube de Portugal. Somos uma equipa jovem, dinâmica, com um profundo “know-how” da prática e gestão desportiva, que estará ao serviço do Sporting Clube de Portugal.Porque queremos falar a verdade, este documento estratégico foi definindo com base em seislinhas de acção: Finanças, Futebol, Modalidades, Sócios e Adeptos, Comunicação & Marketing ePatriomónio e Infra-Estruturas Desportivas.
  6. 6. 1. Finanças• atual situação económico-financeira do Grupo Sporting, nomeadamente da sua participada A SCP Futebol SAD, implica a necessidade urgente da sua reestruturação financeira e operacional.• Sporting tem um grave problema de sustentabilidade financeira e económica, uma vez que os gastos O do clube e da SAD são deficitários de forma crónica. De acordo com os relatórios e contas publicados, a SAD gerou prejuízos no exercício de 2012 de 45 milhões de euros, sendo que o resultado operacional – i.e. antes de gastos e proveitos financeiros - foi de 41 milhões de euros negativos. O passivo financeiro do clube é superior a 230 milhões de euros e o passivo global do clube, incluindo as VMOC ascenderá a mais de 350 milhões de Euros. Com receitas anuais (clube e SAD) de cerca de 42 milhões de Euros e gastos no futebol profissional de cerca de 60 milhões em 2012, a que deverão somar-se gastos com fornecedores e gestão da dívida cujo valor rondará os 17 milhões de euros/ano, o Sporting encontra-se numa situação dramática. Limitado nas opções de gestão – receitas futuras antecipadas e passes de jogadores mais jovens alienados a fundos de investimento, a margem de manobra dos próximos órgãos sociais encontra-se fortemente limitada. Limitada para solver as obrigações diárias do clube, limitada no investimento e na margem de manobra para gerir a política desportiva. Sejamos claros: o Sporting vive momentos críticos na sua história grandiosa, sendo urgente e imperioso repor o equilíbrio financeiro sob pena de comprometermos de forma definitiva e irreversível o futuro do clube. Falar verdade aos sócios, adeptos e todos os nossos parceiros é a única forma de repormos a credibilidade do clube. Sejamos claros: trata-se de um trabalho árduo, exigente e para ser cumprido ao longo de um mandato. Pagar salários a jogadores e colaboradores, assegurar o licenciamento do clube nas competições europeias são a prioridade no imediato. Apurar a verdadeira dimensão da situação do clube é tarefa que cumpre assegurar com a entrada em função destes órgãos sociais após as eleições, sendo imperioso e exigível que os atuais corpos sociais assegurem o cumprimento das obrigações contratuais do clube até à data de saída de funções.
  7. 7. CANDIDATURA FALAR VERDADE /// TODOS PELO SPORTING• eestruturação Operacional R. reestruturação operacional tem como objetivo corrigir o défice operacional recorrente A verificado nos últimos anos e que, a manter-se, implicará consequências gravosas a nível das regras de Financial Fair Play da UEFA.. reestruturação operacional implicará numa primeira fase, independentemente do objetivo A sempre presente do aumento das receitas, uma forte redução dos custos operacionais visando que os mesmos sejam inferiores às receitas, e será conseguido essencialmente através duma redução dos custos com pessoal da SAD a implementar imediatamente na época 2013/14 e assente numa maior aposta nos jogadores formados na Academia que potencie igualmente a realização de mais-valias futuras significativas.• Reestruturação Financeira. reestruturação financeira tem como objetivo a consolidação financeira do Grupo Sporting e A baseia-se numa reestruturação do Passivo a negociar com os nossos principais credores e na eventual entrada de investidores no capital da SAD.. Estamos absolutamente conscientes que o caminho a percorrer para salvar o Clube do abismo em que se encontra é extremamente difícil e cheio de obstáculos, podendo implicar a adopção, em alguns momento, de medidas dolorosas.. principal objetivo da nossa candidatura é a restauração da credibilidade do nosso Clube, O colocando-o na rota de sucesso desportivo.• Criação de uma Comissão Económico-Financeira. Conselho Directivo do Sporting Clube de Portugal convidará personalidades de reconhecido O valor na área económico-financeira para colaborar na resolução da situação do Grupo Sporting.
  8. 8. • Abertura do Capital Social da SAD. Vários modelos poderão ser considerados para a entrada de investidores no capital da SAD, sendo que, em qualquer dos cenários que venha a ser adoptado, os superiores interesses do Sporting Clube de Portugal deverão ser sempre devidamente salvaguardados. No entanto esta decisão caberá sempre aos associados do Clube que em Assembleia Geral decidirão este tema.• Exemplo de medidas a implementar:. Levantamento e apuramento exaustivo da actual situação financeira e económica do clube imediatamente após a entrada destes órgãos sociais;. Implementação com os nossos parceiros de plano de tesouraria de modo a assegurar o cumprimento das obrigações contratuais do clube em função do orçamento aprovado e em execução pelos órgãos sociais demissionários;. Elaboração de rigoroso plano de reequilíbrio financeiro do clube e da SAD assente nos seguintes princípios: . edução significativa dos custos salariais e amortizações da equipa profissional de R futebol profissional do clube, a implementar na próxima época desportiva, o que implica necessariamente a aposta nos jogadores da formação; . enegociação de passivo com parceiros do clube de modo a concluir o processo de R restruturação financeira; . Redução dos gastos com fornecimentos e serviços externos; Conclusão do processo de fusão da SPM na SAD de modo a repor algum .o equilíbrio nos capitais próprios da SAD, medida essencial, mas insuficiente, para criar condições ao licenciamento do clube nas competições europeias da época 2013/2014; esenvolvimento da rede de informatização dos .D serviços do clube, nomeadamente no tratamento de dados dos sócios do clube e núcleos;
  9. 9. CANDIDATURA FALAR VERDADE /// TODOS PELO SPORTING2. Futebol• Um clube como o Sporting Clube de Portugal tem que ter a sua identidade perfeitamentedefinida e visível a todos os que acompanham o futebol, em termos de:• Perfil, postura e atitude dos seus atletas• Comportamentos técnico-tácticos individuais e colectivos• Modelo e sistema de jogo implementado• Processos de recrutamento e contratação• Processos de desenvolvimento e formação• Processos de transição e integração no futebol profissional• estratégia e a política definida para o futebol do Clube devem reflectir uma visão de médio- A longo prazo, assente na estabilidade, continuidade e coerência da estrutura, dos processos e das metodologias utilizadas, independentemente da Direcção ou dos Treinadores que estejam no momento no Clube, mantendo intactos os seus princípios fundamentais, que reflectem a identidade.• Missão do Futebol Profissional – Performance. Rentabilização.• o expoente máximo da identidade Sporting (jogar “à Sporting”), lutando pela vitória em Ser todos os jogos e competições em que esteja envolvido, maximizando a performance desportiva e a rentabilização económica dos seus jogadores.
  10. 10. CANDIDATURA FALAR VERDADE /// TODOS PELO SPORTING• equipa principal deve conseguir praticar um futebol que entusiasme e mobilize os seus Sócios A e Adeptos, com uma identidade própria e reconhecida por todos, sendo preferencialmente constituída por jogadores formados no Clube e outros que, tendo sido recrutados externamente, correspondam a um perfil perfeitamente identificado, em coerência com a identidade Sporting.• Deve ser uma prioridade encontrar um modelo de transição para o futebol profissional, que assegure uma progressiva integração dos nossos jovens jogadores e de jogadores oriundos do recrutamento externo, e que contribua para uma melhoria do seu nível de prontidão competitiva.• Neste sentido, deverá ser mantida e reforçada a aposta na Equipa B – veículo fundamental para assegurar a transição para o futebol profissional -, assim como na criação de uma estrutura de suporte adequada que prepare os jovens jogadores para as novas exigências e desafios (ex. relação com os media, aconselhamento financeiro e jurídico).• Missão do Futebol Formação – Descobrir primeiro. Desenvolver melhor.• Detectar, seleccionar e contratar os melhores jogadores, nacional e internacionalmente.• Formar os jogadores de acordo com o Programa de Formação Desportiva do Sporting, assegurando o seu melhor desenvolvimento físico, técnico, táctico, psicológico e social.• Assegurar o sucesso da integração dos jovens jogadores na equipa profissional, com um processo de acompanhamento devidamente definido e implementado.• Recrutamento de Jogadores
  11. 11. • Definir a estratégia global do recrutamento.• Pelo tipo de operação, o recrutamento da formação e profissional são distintos. Como principais fatores diferenciadores, temos a necessidade de absoluta confidencialidade relativamente ao futebol profissional, quer a nível informático, quer ao nível de dimensão de equipa de trabalho. O recrutamento da formação trabalha de forma massiva, com muitos colaboradores pelo País e a sua avaliação assenta no número de jogadores perdidos para clubes rivais, ao passo que na área profissional, a avaliação depende da qualidade e rendimento dos jogadores contratados.• Assegurar uma perfeita interligação entre o recrutamento profissional e o recrutamento da formação.• Reforçar o foco no recrutamento nacional, quer no futebol formação, quer no futebol profissional.• Aproveitar o reconhecimento internacional da nossa Academia, para desenvolver projetos desportivos nos mercados alvo. Desta forma, seremos agentes ativos no recrutamento e na formação local de jogadores.• Mantendo o foco no recrutamento nacional, mas tendo em conta a limitação “quantitativa” imposta pela dimensão do nosso País, a ação do Recrutamento deve ser alargada internacionalmente, dando prioridade às zonas de onde tradicionalmente emergem os maiores talentos (África, América do Sul).• Utilizar as Escolas Academia Sporting como pilar estratégico do recrutamento Nacional.• Representação Internacional do Futebol do Sporting Clube de Portugal
  12. 12. CANDIDATURA FALAR VERDADE /// TODOS PELO SPORTING• estratégia de internacionalização da Academia Sporting - área de negócio estratégica A para o crescimento global do Sporting - deverá prosseguir objectivos de natureza desportiva e comercial, sendo que os primeiros passam pelo alargamento da base de prospecção e recrutamento de jogadores, e os segundos pela rentabilização do know-how na formação de jogadores (serviços de consultoria desportiva) e pela expansão da Marca Sporting.• Com base na diferente natureza destes objectivos, a definição de prioridades em termos de expansão geográfica deverá ser também analisada à luz de critérios diferenciados. Desta forma, é natural que para objectivos de natureza desportiva seja dada prioridade a países do continente Africano ou da América do Sul e para objectivos de natureza comercial seja dada prioridade a países do continente Asiático, do Médio Oriente e da América do Norte. A situação ideal será aquela de países em que o potencial desportivo e comercial possa assumir igual preponderância, como serão os casos, por exemplo, da China e dos Estados Unidos.• Uma especial atenção, por razões de afinidade e proximidade cultural, é dada aos países de língua oficial portuguesa, com natural destaque para o Brasil, Angola e Moçambique.• Ainda a este nível, e paralelamente à necessidade de adequar a estrutura profissional por forma a dar a melhor resposta aos projectos em curso e às inúmeras solicitações recebidas, é essencial assegurar e potenciar a preservação da ligação dos jogadores formados na Academia Sporting que maior projecção internacional têm conseguido, para que se saiba a todo o momento e em qualquer lugar, onde foram formados e se fizeram jogadores profissionais. Neste sentido, a criação da figura dos “Embaixadores Academia Sporting” deve ser encarada como um próximo passo a seguir.• Posicionamento junto dos principais órgãos de decisão do futebol português• Sporting deverá ter uma participação institucional activa junto dos principais decisores do futebol O nacional.
  13. 13. CANDIDATURA FALAR VERDADE /// TODOS PELO SPORTING3. Modalidades• Sporting é um Clube ecléctico. E assim continuará a ser. Nas modalidades, adoptaremos a O política transversal ao Clube: a aposta na formação como meio de desenvolver e “alimentar” as equipas de alto rendimento.• Pretendemos reforçar iniciativas que visam a prática da actividade desportiva, em pavilhão e ao ar livre, para todos os Sportinguistas.• Tão importante como a promoção desta prática ecléctica no Sporting, será determinante avaliar o seu sucesso pelo número de atletas que a praticam. Continuaremos a pugnar pela prática desportiva, massificando e diversificando as actividades desportivas de cariz mais popular que, mais do que reforçarem a marca Sporting, ligam a família sportinguista entre si.• Este mandato colide com o ciclo olímpico. A responsabilidade do Sporting nesta matéria é enorme. Nos últimos Jogos, entre os atletas portugueses, o nosso Clube era o que tinha o maior e o mais multi-disciplinar número de participantes. Para este ciclo, temos como objectivo alargar o número de modalidades representadas, assim como reforçar o número de atletas participantes.• Iremos fazer todos os esforços para manter as certificações de gestão de qualidade da formação desportiva, que são ex-libris das nossas modalidades. Em paralelo, iremos implementar mais programas de acções de formação para os nossos técnicos.• Pretendemos criar um Gabinete de Apoio aos Atletas de Alto Rendimento que contemple, entre as várias valências, acompanhamento de estudo, formação pessoal e social, acompanhamento médico-desportivo, que permita ao atleta potenciar o máximo do seu rendimento e, dessa forma, beneficiar de todas as condições para um desempenho desportivo de excelência.
  14. 14. • Desenvolver parcerias com Universidades de referência na área da Educação Física e de Formação Desportiva, para criar uma elite de técnicos e/ou dirigentes desportivos que irão elevar o nível qualitativo de treino e, consequentemente, dos atletas e das equipas, valorizando a prática desportiva de excelência.• Criar maiores laços de união entre os atletas olímpicos e internacionais com a massa adepta, permitindo dessa forma condições para um alargamento dos seus praticantes.4. Sócios e Adeptos• Alvalade é a nossa casa”. Vamos mobilizar os Sócios e Adeptos do Sporting para que “ marquem presença nos eventos desportivos e façam sentir aos nossos atletas que são a face visível do nosso fervor clubístico. Queremos que este conceito seja parte do nosso ADN e aplicado a todas as modalidades do nosso Clube.• criação de acções no estádio que cativem os Sócios e Adeptos a chegarem mais cedo, A bem como a interligação dos horários dos jogos das diversas modalidades e escalões de formação, por forma a que as famílias Sportinguistas possam fazer um dia “à Sporting”, serão algumas das medidas a implementar.• Reformular o Cartão de Sócio - hoje tem pouco valor perceptível para quem o possui, sendo um “produto” meramente emocional e que deverá assumir também uma componente racional de valor quantificável.• Revitalização da figura do Sócio de Mérito e do Sócio-Atleta – seguindo e reforçando o conceito de desporto para todos.
  15. 15. CANDIDATURA FALAR VERDADE /// TODOS PELO SPORTING• Reforçar os canais de comunicação entre o Sócio e o Clube - mais efectivos, transparentes e regulares. Aposta na prestação de serviços ao Sócio através das novas plataformas digitais e redes sociais.• Por ocasião dos 110 anos do Clube, editar, pela primeira vez, um livro, bi-lingue, onde seja retratada a verdadeira História Ecléctica do Sporting Clube de Portugal.4.1 Núcleos• Implementação de programa piloto de uniformização da imagem dos núcleos com o apoio de parceiros comerciais. Os núcleos para além de pontos de convívio entre simpatizantes devem constituir um prolongamento do clube junto das populações locais e uma fonte privilegiada de captação de novos sócios;• Redefinição do papel dos núcleos: implementação progressiva de um plano de informatização entre o clube e núcleos de forma a possibilitar a criação de postos locais de venda de merchandising, venda de bilhetes para jogos do clube e angariação de novos sócios (mecanismos de share profit earning);• Envolver os Núcleos - ouvir e integrar os Núcleos na estratégia de reforço da marca Sporting no território nacional e além fronteiras.4.2 Escolas Academias Sporting• Reforçar a aposta no projecto Escolas Academia Sporting - enquanto garante da futuramassa adepta e das novas gerações do Clube. Numa lógica integradora da família sportinguista,crescemos e cresceremos sempre que conseguirmos agregar sob a nossa bandeira os atletas e assuas famílias.
  16. 16. 4.3 Gala do Sporting• Criação de uma Gala Anual do Sporting Clube de Portugal. Esta será uma manifestação de fervor clubista que pretende reunir e valorizar atletas, dirigentes, treinadores, colaboradores, Escolas Academia Sporting, Núcleos, parceiros, sponsors, grupos institucionais e grupos organizados de adeptos.5. Comunicação Marketing• Valorização da marca Sporting. Apostar na marca Sporting e na relação emocional dos adeptos com o clube constituem ferramentas essenciais de qualquer política comercial. É nosso objectivo trazer a família sportinguista ao complexo desportivo de Alvalade. Por isso mesmo, apostaremos numa maior oferta e diversidade de serviços, em acções de entretenimento e lazer, bem como proporcionar acções colectivas de apoio à equipa, interagindo adeptos e jogadores.• Alinhar e gerir de forma coordenada a política desportiva, comercial e de comunicação do clube.• Definir uma política de comunicação transversal e desenvolver um projecto media próprio do clube como ferramenta de comunicação e desenvolvimento da marca Sporting.• Site do clube – reformulação do actual sítio do clube, alinhando o mesmo com as melhores práticas internacionais (melhor apresentação gráfica, criação de visitas virtuais do Estádio e do Museu, venda on-line de mais produtos da loja do clube, etc);
  17. 17. CANDIDATURA FALAR VERDADE /// TODOS PELO SPORTING• Pretendemos consolidar a relação com os patrocinadores, criando internamente uma equipa de acompanhamento e desenvolvimento de iniciativas com patrocinadores e clientes da área corporate, envolvendo os atletas. Inovar é a palavra de ordem, num mercado em depressão, importa inovar, arrojar para que o retorno mediático seja conferido aos nossos patrocinadores, que mais do que patrocinadores devem ser parceiros.• Alvalade é a nossa casa! Revitalização do Estádio de Alvalade: Reformulação da visita ao estádio, a qual deve ser transformada numa experiência de família; Reformulação das zonas de restauração no Estádio; Os espaços comuns do Estádio deverão retratar a história do clube com fotografias de atletas e conquistas do clube potenciando a emotividade e orgulho em pertencer ao clube;• Ouvindo os sócios, queremos estudar a possibilidade do naming do estádio, gerando anualmente um novo foco de receitas. O mesmo princípio será aplicado igualmente ao eventual naming da Academia.• Expansão da Loja Verde para novos locais de importância turística onde a marca Sporting possa ser potenciada e alavancada com o crescimento da força de vendas.5.1 Sporting TV• Manteremos a intenção de avançar com o projecto Sporting TV, um instrumento de comunicação essencial para a projecção, nacional e internacional, da marca Sporting.5.2 Sporting Jovem• Criação de uma bolsa de voluntariado jovem que permita ao Sporting alargar a sua base de dados junto desta faixa etária.• Criação no Estádio José Alvalade da bancada Escolas direccionada para jovens do Ensino Secundário e Universitário.
  18. 18. 6. Patrimónioe Infra-estruturas desportivas• Queremos concretizar o projecto do futuro Pavilhão João Rocha, uma realidade que sentimos ser o pulsar da alma sportinguista.• protocolo celebrado com a Câmara Municipal de Odivelas será alvo de um estudo detalhado O para aferir da sua sustentabilidade e executabilidade.• Edifício multi-desportivo tem já nove anos e nunca foi alvo de qualquer intervenção. O Pretende-se avaliar a sua condição geral, criando medidas que aumentem o nível de conforto dos praticantes e seus familiares, ao mesmo tempo que iremos, desde já, fazer todos os esforços para a implementação de um sistema de controlo e gestão de acessos.• Na Academia estaremos atentos à manutenção das condições essenciais para o desenvolvimento dos atletas que a frequentam, bem como manter a aposta no programa de certificação de qualidade dos procedimentos, ISO 9001.• Optimizar o Estádio José Alvalade para Eventos não desportivos (culturais, musicais, animação/lazer, saraus, Escolas Ademia Sporting).
  19. 19. CANDIDATURA FALAR VERDADE /// TODOS PELO SPORTINGEM SUMA:Queremos um Sporting para os próximos quatro anos com uma liderança forte,coesa e legitimada, com capacidade para levar o nosso Clube para níveis de exigênciae rigor nas áreas da gestão financeira e desportiva.Queremos um Sporting com uma organização mais leve, com menores custos emais ambiciosa, solidária, extremamente profissional e competente, combinandoo racional e a emoção.Queremos um Sporting a falar verdade.Todos pelos Sporting!
  20. 20. 24 / CANDIDATURA FALAR VERDADE /// TODOS PELO SPORTING

×