Meio Ambiente
<ul><li>Meio ambiente  </li></ul><ul><ul><li>Natural </li></ul></ul><ul><ul><li>Artificial </li></ul></ul><ul><ul><li>Cult...
Protocolo de Quito <ul><li>O  Protocolo de Quioto  é consequência de uma série de eventos iniciada com a  Toronto  Confere...
Protocolo de Quioto <ul><li>O protocolo estimula os países signatários a cooperarem entre si, através de algumas ações bás...
Estados Unidos e o Protocolo de Quioto <ul><li>Os  Estados Unidos  negaram-se a ratificar o  Protocolo de Quioto , de acor...
Depois de 2012 <ul><li>O protocolo de Quioto expira em 2012, e já há o compromisso da  ONU  e de alguns governos para o de...
Depois de 2012 <ul><li>A Conferência de 2009 foi sediada em  Copenhague  durando de 7 a  18 de dezembro , e após grandes d...
ECO 92 / Rio 92 <ul><li>A  ECO-92, Rio-92, Cúpula  ou  Cimeira da Terra  são nomes pelos quais é mais conhecida a  Conferê...
A ECO-92 frutificou a elaboração dos seguintes documentos oficiais: <ul><li>A  Carta da Terra ;  </li></ul><ul><li>três co...
Agenda 21 <ul><li>A  Agenda 21  foi um dos principais resultados da conferência  Eco-92  ou  Rio-92 , ocorrida no  Rio de ...
Agenda 21 <ul><li>O desenvolvimento da Agenda 21 começou em  23 de dezembro  de  1989  com a aprovação em assembléia extra...
Agenda 21 <ul><li>Os temas fundamentais da Agenda 21 estão tratados em 40 capítulos organizados em um preâmbulo e quatro s...
Agenda 21 <ul><li>Preámbulo </li></ul><ul><li>Seção I. Dimensões sociais e econômicas   </li></ul><ul><li>Cooperação inter...
Agenda 21 <ul><li>Seção II . Conservação e gestão dos recursos para o desenvolvimento   </li></ul><ul><li>Proteção da  atm...
Agenda 21 <ul><li>Seção III. Fortalecimento do papel dos grupos principais   </li></ul><ul><li>Preâmbulo  </li></ul><ul><l...
Agenda 21 <ul><li>Seção IV. Meios de execução   </li></ul><ul><li>Recursos e mecanismos de financiamento  </li></ul><ul><l...
RIO + 10 <ul><li>Dez anos após a ECO-92, a ONU realizou a  Conferência das Nações Unidas sobre Ambiente e Desenvolvimento ...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Meio ambiente

1,416

Published on

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
1,416
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
4
Actions
Shares
0
Downloads
24
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Meio ambiente

  1. 1. Meio Ambiente
  2. 2. <ul><li>Meio ambiente </li></ul><ul><ul><li>Natural </li></ul></ul><ul><ul><li>Artificial </li></ul></ul><ul><ul><li>Cultural </li></ul></ul><ul><ul><li>Laboral </li></ul></ul>
  3. 3. Protocolo de Quito <ul><li>O Protocolo de Quioto é consequência de uma série de eventos iniciada com a Toronto Conference on the Changing Atmosphere , no Canadá (outubro de 1988 ), seguida pelo IPCC's First Assessment Report em Sundsvall , Suécia (agosto de 1990 ) e que culminou com a Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre a Mudança Climática (CQNUMC, ou UNFCCC em inglês) na ECO-92 no Rio de Janeiro , Brasil (junho de 1992 ). Também reforça seções da CQNUMC. </li></ul><ul><li>Discutido e negociado em Quioto no Japão em 1997 , foi aberto para assinaturas em 11 de Dezembro de 1997 e ratificado em 15 de março de 1999 . Sendo que para este entrar em vigor precisou que 55% dos países, que juntos, produzem 55% das emissões, o ratificassem, assim entrou em vigor em 16 de fevereiro de 2005 , depois que a Rússia o ratificou em Novembro de 2004 . </li></ul>
  4. 4. Protocolo de Quioto <ul><li>O protocolo estimula os países signatários a cooperarem entre si, através de algumas ações básicas: </li></ul><ul><li>Reformar os setores de energia e transportes; </li></ul><ul><li>Promover o uso de fontes energéticas renováveis; </li></ul><ul><li>Eliminar mecanismos financeiros e de mercado inapropriados aos fins da Convenção; </li></ul><ul><li>Limitar as emissões de metano no gerenciamento de resíduos e dos sistemas energéticos; </li></ul><ul><li>Proteger florestas e outros sumidouros de carbono . </li></ul>
  5. 5. Estados Unidos e o Protocolo de Quioto <ul><li>Os Estados Unidos negaram-se a ratificar o Protocolo de Quioto , de acordo com a alegação do ex-presidente George W. Bush de que os compromissos acarretados por tal protocolo interfeririam negativamente na economia norte-americana. </li></ul><ul><li>No ano de 2009 o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, encaminhou o Protocolo de Kyoto para ser ratificado pelo Senado. </li></ul>
  6. 6. Depois de 2012 <ul><li>O protocolo de Quioto expira em 2012, e já há o compromisso da ONU e de alguns governos para o delineamento de um novo acordo ou o que é mais provável de uma emenda no Protocolo de Quioto, que estabeleceria novas metas a serem cumpridas após 2012 . As discussões começaram em 16 de Fevereiro de 2007 em Washington , os chefes de estado do Canadá , França , Alemanha , Itália , Japão , Rússia , Reino Unido , Estados Unidos , Brasil , China , Índia , México e África do Sul concordaram em princípio sobre o esboço de um sucessor para o Protocolo de Quioto. Eles discutiram, em especial, a criação de um limite máximo para o comércio dos créditos de carbono, bem como a aplicação de metas de redução das emissões de CO2 aos países em desenvolvimento, e se propuseram a delinear tal esboço até o término de 2009. </li></ul>
  7. 7. Depois de 2012 <ul><li>A Conferência de 2009 foi sediada em Copenhague durando de 7 a 18 de dezembro , e após grandes divergências entre os países ricos e o grupo dos países em desenvolvimento acerca de temas como metas de redução de emissão de gases do efeito estufa e contribuição para um possível &quot;fundo climático&quot;, terminou sem que se atingisse um acordo definitivo, que será discutido na próxima conferência da ONU sobre mudanças climáticas, a COP 16, a ser realizada no México em dezembro de 2010 . [3] No dia 24 de outubro de 2009 , celebrado como Dia Internacional da Ação Climática , milhares de pessoas em 180 países, manifestaram-se pela diminuição dos níveis de CO2 na atmosfera. Estas manifestações foram convocadas por uma ONG chamada 350.org . </li></ul>
  8. 8. ECO 92 / Rio 92 <ul><li>A ECO-92, Rio-92, Cúpula ou Cimeira da Terra são nomes pelos quais é mais conhecida a Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e o Desenvolvimento (CNUMAD), realizada entre 3 e 14 de junho de 1992 no Rio de Janeiro . O seu objetivo principal era buscar meios de conciliar o desenvolvimento sócio-econômico com a conservação e proteção dos ecossistemas da Terra . </li></ul>
  9. 9. A ECO-92 frutificou a elaboração dos seguintes documentos oficiais: <ul><li>A Carta da Terra ; </li></ul><ul><li>três convenções </li></ul><ul><ul><li>Biodiversidade , </li></ul></ul><ul><ul><li>Desertificação e </li></ul></ul><ul><ul><li>Mudanças climáticas ; </li></ul></ul><ul><li>uma declaração de princípios sobre florestas ; </li></ul><ul><li>a Declaração do Rio sobre Ambiente e Desenvolvimento ; e </li></ul><ul><li>a Agenda 21 (base para que cada país elabore seu plano de preservação do meio ambiente). </li></ul>
  10. 10. Agenda 21 <ul><li>A Agenda 21 foi um dos principais resultados da conferência Eco-92 ou Rio-92 , ocorrida no Rio de Janeiro , Brasil , em 1992 . É um documento que estabeleceu a importância de cada país a se comprometer a refletir, global e localmente, sobre a forma pela qual governos , empresas , organizações não-governamentais e todos os setores da sociedade poderiam cooperar no estudo de soluções para os problemas sócio-ambientais. Cada país desenvolve a sua Agenda 21. </li></ul>
  11. 11. Agenda 21 <ul><li>O desenvolvimento da Agenda 21 começou em 23 de dezembro de 1989 com a aprovação em assembléia extraordinária das Nações Unidas uma conferência sobre o meio ambiente e o desenvolvimento como fora recomendado pelo relatório Brundtland e com a elaboração de esboços do programa, que, como todos os acordos dos estados-membros da ONU, sofreram um complexo processo de revisão, consulta e negociação, culminando com a segunda Conferência das Nações Unidas para o Meio Ambiente e Desenvolvimento, mais conhecida como Rio-92 ou Eco-92 , entre 3 e 14 de junho de 1992 no Rio de Janeiro , onde representantes de 179 governos aceitaram adotar o programa. </li></ul>
  12. 12. Agenda 21 <ul><li>Os temas fundamentais da Agenda 21 estão tratados em 40 capítulos organizados em um preâmbulo e quatro seções </li></ul>
  13. 13. Agenda 21 <ul><li>Preámbulo </li></ul><ul><li>Seção I. Dimensões sociais e econômicas </li></ul><ul><li>Cooperação internacional para acelerar o desenvolvimento sustentável dos países em desenvolvimento das políticas internas conexas </li></ul><ul><li>Luta contra a pobreza </li></ul><ul><li>Evolução das modalidades de consumo </li></ul><ul><li>Dinâmica demográfica e sustentabilidade </li></ul><ul><li>Proteção e fomento da saúde humana </li></ul><ul><li>Fomento do desenvolvimento sustentável dos recursos humanos </li></ul><ul><li>Integração do meio ambiente e o desenvolvimento na tomada de decisões </li></ul>
  14. 14. Agenda 21 <ul><li>Seção II . Conservação e gestão dos recursos para o desenvolvimento </li></ul><ul><li>Proteção da atmosfera </li></ul><ul><li>Enfoque integrado do planejamento e da ordenação dos recursos das terras </li></ul><ul><li>Luta contra o desmatamento </li></ul><ul><li>Ordenação dos ecossistemas frágeis: luta contra a desertificação e a seca </li></ul><ul><li>Ordenação dos ecossistemas frágeis: desenvolvimento sustentável das zonas montanhosas </li></ul><ul><li>Fomento da agricultura e do desenvolvimento rural sustentável </li></ul><ul><li>Conservação da diversidade biológica </li></ul><ul><li>Gestão ecologicamente racional da biotecnologia </li></ul><ul><li>Proteção dos oceanos e dos mares de todo tipo, incluídos os mares fechados e semi-fechados e as zonas costeiras, e o uso racional e o desenvolvimento de seus recursos vivos </li></ul><ul><li>Proteção da qualidade dos recursos de água doce : aplicação de critérios integrados para o aproveitamento, ordenação e uso dos recursos de água doce </li></ul><ul><li>Gestão ecologicamente racional dos produtos químicos tóxicos, incluída a prevenção do tráfico internacional ilícito de produtos tóxicos e perigosos </li></ul><ul><li>Gestão ecologicamente racional dos rejeitos perigosos, incluída a prevenção do tráfico internacional ilícito de rejeitos perigosos </li></ul><ul><li>Gestão ecologicamente racional dos rejeitos sólidos e questões relacionadas com as matérias fecais </li></ul><ul><li>Gestão inócua e ecologicamente racional dos rejeitos radioativos </li></ul>
  15. 15. Agenda 21 <ul><li>Seção III. Fortalecimento do papel dos grupos principais </li></ul><ul><li>Preâmbulo </li></ul><ul><li>Medidas mundiais em favor da mulher para atingir um desenvolvimento sustentável e equitativo </li></ul><ul><li>A infância e a juventude no desenvolvimento sustentável </li></ul><ul><li>Reconhecimento e fortalecimento do papel das populações indígenas e suas comunidades </li></ul><ul><li>Fortalecimento do papel das organizações não-governamentais associadas na busca de um desenvolvimento sustentável </li></ul><ul><li>Iniciativas das autoridades locais em apoio ao Programa 21 </li></ul><ul><li>Fortalecimento do papel dos trabalhadores e seus sindicatos </li></ul><ul><li>Fortalecimento do papel do comércio e da indústria </li></ul><ul><li>A comunidade científica e tecnológica </li></ul><ul><li>Fortalecimento do papel dos agricultores </li></ul>
  16. 16. Agenda 21 <ul><li>Seção IV. Meios de execução </li></ul><ul><li>Recursos e mecanismos de financiamento </li></ul><ul><li>Transferência de tecnologia ecologicamente racional, cooperação e aumento da capacidade </li></ul><ul><li>A ciência para o desenvolvimento sustentável </li></ul><ul><li>Fomento da educação , a capacitação e a conscientização </li></ul><ul><li>Mecanismos nacionais e cooperação internacional para aumentar a capacidade nacional nos países em desenvolvimento </li></ul><ul><li>Acordos institucionais internacionais </li></ul><ul><li>Instrumentos e mecanismos jurídicos internacionais </li></ul><ul><li>Informação para a adoção de decisões </li></ul>
  17. 17. RIO + 10 <ul><li>Dez anos após a ECO-92, a ONU realizou a Conferência das Nações Unidas sobre Ambiente e Desenvolvimento Sustentável em Joanesburgo (África do Sul), a chamada Rio+10 ou conferência de Joanesburgo . O objetivo principal da Conferência seria rever as metas propostas pela Agenda 21 e direcionar as realizações às áreas que requerem um esforço adicional para sua implementação, porém, o evento tomou outro direcionamento, voltado para debater quase que exclusivamente os problemas de cunho social. Houve também a formação de blocos de países que quiseram defender exclusivamente seus interesses, sob a liderança dos EUA. </li></ul>
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×