• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Power point tempo integral
 

Power point tempo integral

on

  • 3,050 views

hrj

hrj

Statistics

Views

Total Views
3,050
Views on SlideShare
3,050
Embed Views
0

Actions

Likes
2
Downloads
63
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Power point tempo integral Power point tempo integral Presentation Transcript

    • RECREAÇÃO E LAZER NA FORMAÇÃO DA CIDADANIA
    • Programa Escola de Tempo Integral (PROETI) da Rede Estadual de Minas Gerais
      • Melhorar a aprendizagem dos alunos do ensino fundamental que demandam maior atenção, ampliando a sua permanência diária na escola; ampliar a área do conhecimento do aluno; e reduzir a possibilidade de reprovação; ampliar o universo de experiências artísticas, culturais e esportivas , com a extensão do tempo de permanência do aluno no ambiente escolar e redução da exposição de crianças e jovens às condições de vulnerabilidade social. Os alunos freqüentam as aulas em um turno e participam de atividades complementares em outro.
    • TEMPO TEMPO TOTAL TEMPO DE TRABALHO TEMPO DE NECESSIDADES VITAIS TEMPO LIVRE
    • TEMPO LIVRE LIVRE LAZER RECREAÇÃO Fundamentais para o desenvolvimento da cidadania.
    • Aprendem a ganhar e a perder; AS CRIANÇAS BRINCANDO E JOGANDO : Conhecem e seguem regras; Misturam o mundo real com o faz de conta; Manipulam objetos; Desenvolvem-se nas áreas social, cognitiva e motora. Divertem-se;
    • VISÃO DE ATITUDE “ O ideal é praticarmos uma atitude de livre escolha, num tempo disponível que proporcione o descanso físico e mental, o divertimento e o desenvolvimento da personalidade e da sociabilidade.” Marcellino 1995 LAZER
    • RECREAÇÃO EXERCÍCIO DA CRIATIVIDADE LIGADO AO PRAZER ESCOLHIDA DE ACORDO COM O INTERESSE JOGOS
    • Segundo Celso Antunes, o jogo é definido como: *Uma astúcia em direção ao desenvolvimento cognitivo e aos desafios do viver.
      • Jogo no sentido etimológico, significa:
      • Divertimento;
      • Brincadeira;
      • Passa tempo sujeito a regras;
      • Balanço, oscilação, astúcia, manobra.
      Jogos pedagógicos
    • OS JOGOS SÃO PEDAGÓGICOS QUANDO
      • Provocam aprendizagem.
      • Estimulam a construção de um novo conhecimento.
      • Despertam o desenvolvimento de uma habilidade operatória.
      • Têm caráter desafiador.
      • Despertam o interesse do aluno.
      • Atendem ao objetivo proposto.
    • A programação do professor possibilitar. Parceria do professor Regente e do professor de Educação Física. Constituírem-se de um auxílio eficiente ao alcance de um objetivo dentro da programação . QUANDO EMPREGAR OS JOGOS
    • Antes que o aluno tenha maturidade para superar seus desafios. Nunca quando o aluno revelar cansaço pela atividade. OS JOGOS JAMAIS DEVEM SER INTRODUZIDOS
    • Condições psicológicas favoráveis. Condições ambientais. Fundamentos Técnicos: Nunca devem ser interrompidos após iniciados; O aluno deve ser estimulado a buscar seus próprios caminhos; Devem ter: princípio, meio e fim. Capacidade de se constituir em fator de auto estima para o aluno. Elementos que justificam a aplicação dos jogos:
    • Conclusão: O jogo é o mais eficiente meio estimulador das inteligências. O espaço do jogo permite que a criança (e até mesmo o adulto), realize tudo quanto deseja. Quando entretido em um jogo, o indivíduo é quem quer ser, ordena o que quer ordenar, decide sem restrições. Graças a ele, pode obter a satisfação simbólica do desejo de ser grande, do anseio de ser livre. Socialmente, o jogo impõe o controle dos impulsos, a aceitação das regras mas sem que se aliene a elas, posto que são as mesmas estabelecidas pelos que jogam e não impostas por qualquer estrutura alienante. Brincando com sua espacialidade, a criança se envolve na fantasia e constroi um atalho entre o mundo inconsciente, onde desejaria viver, e o mundo real, onde precisa conviver. Celso Antunes.
    • REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA ANTUNES , Celso, 1937.Jogos para a estimulação das múltiplas inteligências / Ed. 16 – Petrópolis, RJ: Vozes, 1998. ALMEIDA, Paulo Nunes de. “Educação lúdica: técnicas e jogos pedagógicos”5ª ed São Paulo: Loyola 1994. MARCELINO, Nelson Carvalho. “Estudos do lazer: uma Introdução” . Campinas. São Paulo ZACARIAS e CAVALLARI, “Trabalhando com Recreação”. São Paulo.