Your SlideShare is downloading. ×
0
Relatório executivo recife final
Relatório executivo recife final
Relatório executivo recife final
Relatório executivo recife final
Relatório executivo recife final
Relatório executivo recife final
Relatório executivo recife final
Relatório executivo recife final
Relatório executivo recife final
Relatório executivo recife final
Relatório executivo recife final
Relatório executivo recife final
Relatório executivo recife final
Relatório executivo recife final
Relatório executivo recife final
Relatório executivo recife final
Relatório executivo recife final
Relatório executivo recife final
Relatório executivo recife final
Relatório executivo recife final
Relatório executivo recife final
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Relatório executivo recife final

2,951

Published on

Published in: News & Politics
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
2,951
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
2
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. RECIFE PESQUISA DE OPINIÃO QUANTITATIVArealizada entre os dias 06 e 09 de julho de 2012
  • 2. DADOS GERAIS SOBRE A PESQUISAI- Apresentação: este relatório apresenta os resultados da pesquisa de opinião quantitativa realizada pela Método Pesquisa eConsultoria no município de Recife, entre os dias 06 e 09 de julho de 2012. Em anexo seguem todas as tabelas geradas a partir dosdados coletados.II – Objetivos: investigar opiniões, avaliações e expectativas da população a respeito de assuntos político- administrativos.III – Metodologia: a pesquisa foi feita de acordo com a técnica de survey de opinião, que consiste na aplicação de questionáriosestruturados e padronizados a uma amostra representativa do universo de investigação. As entrevistas foram domiciliares, face a face.IV – Universo: pessoas com idade igual ou superior a 16 anos, que moram e votam no município de Recife.V– Amostra: foi adotada uma amostra estratificada por cotas, com a aplicação de 1100 questionários, para obter representatividade parao total do município.As cotas foram definidas por sexo, idade, grau de instrução e local de moradia. As cotas de sexo, idade e instrução foram calculadas deforma a manter os parâmetros populacionais de acordo com os dados do Censo 2010 e do TSE 2012.VI – Margem de erro e nível de confiança: a margem de erro para os resultados da pesquisa no total é de 3% para mais ou paramenos, com intervalo de confiança de 95%.1 Para os resultados por RPA as margens de erro são:RPA1=13,1%, RPA2=7,9%, RPA3=6,5%, RPA4=6,9%, RPA5=7,1%, RPA6=5,9%.VII – Coleta dos dados: a coleta de dados foi domiciliar, feita por entrevistadores treinados pela Método no questionário utilizado.VIII - Os totais das tabelas podem, em alguns casos, exceder ou não alcançar 100%, devido aos arredondamentos feitos pelo programano decorrer do processamento. Quando a categoria aparece com percentual zero significa que ela foi citada mas o número de citaçõesfoi inferior a 0,5% sendo, portanto, arredondada para zero.1 Intervalo de confiança de 95% significa que se fossem feitos 100 levantamentos, em 95 deles o resultado estaria dentro da margem de erro especificada. 2
  • 3. INFORMAÇÕES SOBRE A AMOSTRASEXO, FAIXA ETÁRIA E GRAU DE INSTRUÇÃO Sexo Masculino, 43.5% As proporções das variáveis sexo, idade e grau de instrução, usadas como cotas, refletem os parâmetros populacionais. Também nas áreas consideradas (RPAs), a distribuição dos questionários foi proporcional à população. Feminino, 56.5% Faixa Etária Grau de Instrução 33.5% 45.0% 35.0% 32.3% 45.0% 41.2% 30.0% 40.0% 35.0% 25.0% 30.0% 18.6% 25.0% 20.0% 15.6% 20.0% 13.6% 15.0% 15.0% 10.0% 10.0% 5.0% 5.0% 0.0% 0.0% Até ensino Ensino médio (2º Ensino superior 16 a 24 anos 25 a 39 anos 40 a 59 anos 60 anos ou fundamental II grau) completo (completo ou mais (até 8ª série) ou incompleto incompleto) 3
  • 4. RENDA E RELIGIÃO A renda foi coletada em faixas de salário mínimo. Dos consultados 37,7% tinham renda até um salário mínimo, 34,6% entre mais de um e dois salários mínimos, 18% entre mais de dois e cinco salários mínimos, enquanto 5,3% tinham renda superior a cinco salários mínimos. A religião católica ainda é predominante em Recife, chegando a 54% o percentual de seus adeptos. Os evangélicos somam 23,9%. Faixa de Renda Religião 40.0% 37.7% 60.0% 54.0% 34.6% 35.0% 50.0% 30.0% 40.0% 25.0% 18.0% 30.0% 23.9% 20.0% 15.0% 20.0% 10.0% 5.3% 10.0% 4.5% 2.3% 4.3% 5.0% 0.0% 0.0% Católica Evangélica/ Espírita Outra religião 1SM mais de 1 mais de 2 mais de 5 Não quis protestante/ a 2 SM a 5 SM SM declarar Crente 4
  • 5. INTENÇÃO DE VOTO ESPONTÂNEAHumberto Costa lidera as intenções de voto coletadas de forma espontânea com 9,8%. Em seguida vem MendonçaFilho com 6,5% das intenções de voto. Geraldo Júlio (2,0%) e Daniel Coelho (1,5%) estão empatados tecnicamente eos indecisos somam 60,5%. Intenção de Voto 70.0% Espontânea 60.5% 60.0% 50.0% 40.0% 30.0% 20.0% 9.8% 9.9% 10.0% 6.5% 7.4% 2.0% 1.5% 0.2% 0.1% 0.1% 2.0% 0.0% Humberto Mendonça Geraldo Daniel Roberto Edna Esteves Outro Branco/nulo Não sabe NR Costa Filho Júlio Coelho Numeriano Costa Jacinto nome 5
  • 6. INTENÇÃO DE VOTO ESTIMULADA Nas intenções de voto coletadas através da apresentação do disco com o nome de todos os candidatos, Humberto Costa lidera com 36%, seguido por Mendonça Filho com 28,2%, Daniel Coelho com 7,2% e Geraldo Júlio com 3,8%. Considerando os resultados por RPAs, Humberto Costa destaca-se relativamente na RPA 4 com 41,7% das intenções de voto; Mendonça Filho e Daniel Coelho na RPA 6 (37,7% e 11% respectivamente) e Geraldo Júlio na RPA 1 (10,3% das intenções de voto). Intenção de Voto40.0% Estimulada 36.0% Votos válidos %35.0% Humberto Costa 45,330.0% 28.2% Mendonça Filho 35,525.0% Daniel Coelho 9,120.0% Geraldo Júlio 4,815.0% Esteves Jacinto 2,3 8.9% 9.8%10.0% 7.2% Edna Costa 1,4 3.8% Roberto Numeriano 1,0 5.0% 1.8% 2.0% 1.1% 0.8% 0.5% Jair Pedro 0,6 0.0% Humberto Mendonça Daniel Geraldo Esteves Edna Roberto Jair Branco/ Não sabe NR Costa Filho Coelho Júlio Jacinto Costa Numeriano Pedro nulo 6
  • 7. CERTEZA DE VOTO(Mendonça Filho – Humberto Costa – Geraldo Júlio – Daniel Coelho) Para os 28,2% que afirmaram votar em Mendonça Filho de forma estimulada, a metade (51,5%) afirmou que sua decisão é definitiva. Semelhante percentual alcançou Humberto Costa (51,1%). Apesar de ter baixa intenção de voto, Geraldo Júlio obteve maior certeza de voto (76,2%) e Daniel Coelho tem, comparativamente, os eleitores menos fiéis: 59% afirmaram que podem mudar este voto. Sua decisão de votar em Humberto Costa, Mendonça Filho, Daniel Coelho, Geraldo Júlio é definitiva ou ainda pode mudar até as eleições? Geraldo Júlio 76.2% 23.8% 3,8% Daniel Coelho 41.0% 59.0% 7,2% Mendonça Filho 51.5% 46.3% 28,2% Humberto Costa 51.1% 46.7% 36,0% 0.0% 20.0% 40.0% 60.0% 80.0% 100.0% É definitiva Ainda pode mudar 7
  • 8. INTENÇÃO DE VOTO ESTIMULADAMendonça Filho x Humberto CostaMendonça Filho x Geraldo JúlioHumberto Costa x Geraldo Júlio Intenção de voto Humberto Costa lidera nos dois cenários onde é avaliado. Mendonça Filho X Geraldo Júlio 60.0% 56.1% Entretanto, quando a decisão é contra Geraldo 50.0% Júlio, Humberto Costa tem uma diferença de 48,9 pontos 40.0% percentuais. Disputando com Mendonça Filho, essa 30.0% 19.9% diferença se reduz para 5,8 pontos percentuais. 20.0% 10.9% 11.0% 10.0% 2.2% Contra Geraldo Júlio, a diferença pro Mendonça Filho é de 0.0% Mendonça Geraldo Júlio Em Não sabe NR 45,2 pontos percentuais. Filho branco/nulo Intenção de voto Intenção de voto 45.0% Humberto Costa X Mendonça Filho 43.2% Humberto Costa X Geraldo Júlio 40.0% 37.4% 70.0% 61.0% 35.0% 60.0% 30.0% 50.0% 25.0% 40.0% 20.0% 30.0% 15.0% 11.1% 7.1% 20.0% 12.1% 15.0% 10.0% 10.5% 5.0% 1.4% 10.0% 1.5% 0.0% 0.0% Humberto Mendonça Em Não sabe NR Humberto Geraldo Em Não sabe NR Costa Filho branco/nulo Costa Júlio branco/nulo 8
  • 9. EXPECTATIVA DE VITÓRIA Entre os consultados, a expectativa de vitória é maior para Humberto Costa (50,7%). Mendonça Filho está em segundo lugar com expectativa de 29,2%. As chances de vencer de Geraldo Júlio e Daniel Coelho, na opinião dos entrevistados, são baixas e com diferenças dentro da margem de erro da pesquisa (5,3% e 4,1% respectivamente). Destaca-se uma maior expectativa de vitória relativa para Mendonça Filho na RPA6 (39,4%). Expectativa de Vitória 60.0% 50.7% 50.0% 40.0% 29.2% 30.0% 20.0% 9.8% 10.0% 5.3% 4.1% 0.6% 0.3% 0.1% 0.0% Humberto Mendonça Geraldo Júlio Daniel Coelho Esteves Jair Pedro Roberto NS/NR Costa Filho Jacinto Numeriano 9
  • 10. POSSIBILIDADE DE VOTO E REJEIÇÃO EFETIVA No que se refere à possibilidade de voto, os percentuais são semelhantes para Humberto Costa e Mendonça Filho, refletindo o elevado grau de conhecimento dos dois candidatos e suas taxas de rejeição efetiva, que são similares (28,6% para Mendonça Filho e 25,7% para Humberto Costa). Destaca-se o elevado grau de desconhecimento em relação a Geraldo Júlio: 52,8% afirmaram que não votam nele porque não o conhecem. Mendonça Humberto Geraldo Daniel Possibilidade de voto Filho Costa Júlio Coelho Votaria nele com certeza 25,2% 33,3% 3,6% 5,3% Poderia votar 39,2% 35,3% 16,0% 25,7% Possibilidade de Voto 64,4% 68,5% 19,7% 30,9% Não vota porque não conhece 4,5% 3,2% 52,8% 35,1% Conhece e não vota de jeito nenhum 28,6% 25,7% 22,5% 29,1% Não sabe/não opinou 2,4% 2,6% 5,1% 4,9% 10
  • 11. IMPACTO DOS APOIOSEduardo Campos, Armando Monteiro, Jarbas Vasconcelos e João da Costa O quadro mostra o impacto dos apoios testados, com destaque positivo para o impacto líquido do apoio de Eduardo Campos e negativo para o apoio de João da Costa. O apoio de Jarbas Vasconcelos, embora relativamente menor que o de Eduardo Campos, apresenta impacto positivo, enquanto o apoio de Armando Monteiro apresenta baixo impacto líquido. Entre os eleitores de Mendonça Filho o impacto líquido do apoio de Jarbas Vasconcelos se revela mais elevado (31%). Deve-se ressaltar, porém, que o impacto líquido do apoio de Eduardo Campos entre os eleitores de Mendonça Filho chega a 41,0%. Impacto do apoio Eduardo Armando Jarbas João da Campos Monteiro Vasconcelos Costa Aumenta a vontade de votar 51,2% 21,4% 34,2% 20,5% Diminui a vontade de votar 7,6% 17,3% 18,7% 32,9% Não altera a vontade de votar 37,3% 52,7% 41,2% 41,3% Impacto líquido do apoio 43,6% 4,1% 15,5% -12,4% (aumenta - diminui) Não sabe/não opinou 3,9% 8,6% 6,0% 5,3% 11
  • 12. CONHECIMENTO DO CANDIDATO DE EDUARDO CAMPOSE DO EX-PRESIDENTE LULAA maioria dos entrevistados (68,9%) ainda não sabem quem é o candidato do governador Eduardo Campos. E paraaqueles que responderam que sabiam, ainda não há clareza, visto que Geraldo Júlio e Humberto Costa ficaramempatados tecnicamente neste quesito.Sobre o candidato do ex-presidente Lula, um pouco mais da metade informou não saber quem era. Todavia, HumbertoCosta foi citado por 38,6% dos entrevistados, o que pode ser fruto da identificação maior dos candidatos com o partido(PT). Quem é o candidato do governador Eduardo Quem é o candidato ex presidente Lula a Campos a prefeito do Recife nessas eleições? prefeito do Recife nessas eleições? 80.0% 68.9% 58.4% 60.0% 60.0% 50.0% 38.6% 40.0% 40.0% 30.0% 15.4% 13.0% 20.0% 20.0% 1.6% 1.1% 10.0% 1.1% 0.5% 1.4% 0.0% 0.0% Geraldo Humberto Outro nome Não sabe NR Humberto Geraldo Outro nome Não sabe NR Júlio Costa Costa Júlio 12
  • 13. GRAU DE CONHECIMENTO SOBRE OS CANDIDATOSNo quadro são apresentados os resultados referentes a cada candidato, mostrando que o grau de conhecimento é maiselevado para Humberto Costa, seguido de Mendonça Filho.O desconhecimento sobre Geraldo Júlio, muito elevado, pode levar a mudanças no cenário atual das eleições. Ao setornar conhecido como o candidato de Eduardo Campos, considerando o impacto líquido elevado do apoio dogovernador, a candidatura de Geraldo Júlio pode crescer significativamente. Conhecimento Mendonça Humberto Geraldo Daniel Filho Costa Júlio Coelho Conhece muito 30,6% 41,8% 1,6% 10,1% Conhece pouco 47,8% 42,9% 12,2% 24,2% Soma de muito e pouco 78,3% 84,7% 13,9% 34,3% Já ouviu falar, mas não sabe nada 18,8% 12,9% 29,8% 35,4% Não conhece nem de ouvir falar 2,1% 1,1% 54,0% 28,4% Soma de ouviu falar e não conhece 20,9% 14,0% 83,9% 63,7% NR 0,8% 1,4% 2,3% 2,0% 13
  • 14. AVALIAÇÃO DOS GOVERNOS FEDERAL, ESTADUAL E MUNICIPAL Avaliação do governo da presidente Dilma Avaliação Positiva = 61,3% Ótimo 22.1% Bom 39.2% Avaliação Negativa = 8,3% Avaliação da administração de Regular 29.9% João da Costa Ruim 3.4% Saldo = 52,9% Ótima 3.7% Péssimo 4.9% Boa 17.9% NS/NR 0.5% Regular 32.9% 0.0% 10.0% 20.0% 30.0% 40.0% Ruim 17.8% Péssima 26.0% NS/NR 1.7% Avaliação do governo 0.0% 10.0% 20.0% 30.0% 40.0% de Eduardo Campos Avaliação Positiva = 72,0% Avaliação Positiva = 21,6% Ótimo 24.5% Bom 47.5% Avaliação Negativa = 4,7% Avaliação Negativa = 43,8% Regular 21.5% Ruim 2.9% Saldo = 67,3% Saldo = -22,2% Péssimo 1.8% NS/NR 1.8% 0.0% 10.0% 20.0% 30.0% 40.0% 50.0% 14
  • 15. PONTOS POSITIVOS DO GOVERNO EDUARDO CAMPOSPONTOS POSITIVOS Total Saúde – Principais pontosSaúde 30,4% Construiu/reformou/melhorou hospitais/postos/UPAs = 23,7% Melhorou a saúde em geral = 6,2%Administração 14,9%Infraestrutura 13,3% Administração – Principais pontos Investiu na geração de emprego/crescimento econômicoEducação 12,7% = 9,0%Segurança 8,8%Programas sociais 2,2% Infraestrutura– Principais pontos Pavimentou/conservou BRs/estradas = 3,4%Turismo 0,9%Lazer 0,8% Educação– Principais pontosQualidades pessoais 0,2% Melhorou a educação em geral = 5,9%Saneamento básico 0,2% Segurança– Principais pontosNenhum 11,8% Melhorou a segurança em geral = 7,3%Todos 12,2%NS/NR 28,8% 15
  • 16. PONTOS NEGATIVOS DO GOVERNO EDUARDO CAMPOS PONTOS NEGATIVOS Total Saúde – Principais pontos Saúde 11,0% Precariedade da saúde em geral = 4,3% Segurança 9,6% Poucos médicos/médicos não qualificados = 3,0% Infraestrutura 8,6% Infraestrutura– Principais pontos Administração 6,0% Pavimentou/conservou BRs/estradas = 3,4% Educação 5,3% Saneamento básico 2,1% Educação– Principais pontos Não melhorou a educação em geral = 3,0% Programas sociais 0,3% Turismo 0,3% Lazer 0,2% Segurança– Principais pontos Segurança Pública precária= 6,3% Qualidades pessoais 0,1% Falta de policiais = 2,4% Nenhum 31,6% Todos 5,6% NS/NR 37,1% 16
  • 17. PONTOS POSITIVOS DA ADMINISTRAÇÃO DE JOÃO DA COSTA PONTOS POSITIVOS Total Infraestrutura 15,4% Educação 3,5% Saúde 3,3% Lazer 2,4% Infraestrutura– Principais pontos Construiu habitação = 3,7% Administração 1,4% Conservou ruas e avenidas = 3,4% Programas sociais 0,9% Segurança 0,8% Saneamento básico 0,4% Turismo 0,2% Qualidades pessoais 0,1% Todos 4,8% Nenhum 45,1% NS/NR 34,7% 17
  • 18. PONTOS NEGATIVOS DA ADMINISTRAÇÃO DE JOÃO DA COSTA PONTOS NEGATIVOS Total 21,5% Infraestrutura 8,0% Infraestrutura– Principais pontos Saúde Não calçou/pavimentou/conservou ruas e avenidas = 7,0% 7,4% Não melhorou a limpeza urbana/coleta de lixo = 4,0% Administração 6,6% Segurança 3,9% Saneamento básico Saúde – Principais pontos 3,4% Precariedade da saúde em geral = 3,0% Educação 0,6% Programas sociais Lazer 0,2% Turismo 0,2% Qualidades pessoais 0,1% Nenhum 14,8% Todos 22,6% NS/NR 34,9% 18
  • 19. CORRESPONDÊNCIA DO DESEMPENHO DE JOÃO DA COSTA ÀSEXPECTATIVAS Para 65% dos entrevistados a administração de João da Costa ficou abaixo do que esperavam. Considerando que 43,8% avaliaram a gestão como ruim ou péssima, observa-se que mesmo alguns que lhe deram avaliação regular, se sentem decepcionados com o seu desempenho. O percentual dos que se decepcionaram chegou a 74,1% na RPA 3. Afirmaram que a administração de João da Costa está dentro do que esperavam um quarto dos consultados, enquanto para 5,4% deles a administração ficou acima do esperado. Desempenho de João da Costa Acima do que você 5.4% esperava Dentro do que você 25.7% esperava Abaixo do que você 65.0% esperava NS/NR 3.9% 0.0% 20.0% 40.0% 60.0% 80.0% 19
  • 20. AVALIAÇÃO DOS SERVIÇOS PÚBLICOS Avaliação Avaliação Saldo deServiços Públicos Ótimo Bom Positiva Regular Ruim Péssimo Negativa NS/NR AvaliaçãoA saúde pública no Recife 2% 10% 12% 29% 20% 38% 58% 0% -46%A educação pública no Recife 2% 18% 20% 39% 14% 24% 38% 1% -18%A segurança pública no Recife 1% 11% 12% 28% 20% 39% 59% 1% -47%O transporte público no Recife 1% 15% 16% 26% 19% 38% 57% 2% -41%O trânsito no Recife 0% 6% 6% 14% 17% 61% 78% 1% -72%A iluminação pública no Recife 1% 29% 30% 33% 15% 20% 35% 1% -5%A limpeza pública no Recife 2% 30% 32% 32% 13% 21% 34% 1% -2%Os programas sociais no Recife 3% 29% 32% 35% 12% 13% 25% 8% 8%A infraestrutura no Recife: ruas,avenidas, praças, etc 2% 18% 20% 33% 20% 25% 45% 2% -25% 20

×