• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
NoSQL: Uma análise crítica
 

NoSQL: Uma análise crítica

on

  • 897 views

Slides da minha apresentação no evento 7Masters NoSQL realizado na sede do iMasters em 26/02/2014

Slides da minha apresentação no evento 7Masters NoSQL realizado na sede do iMasters em 26/02/2014

Statistics

Views

Total Views
897
Views on SlideShare
891
Embed Views
6

Actions

Likes
4
Downloads
2
Comments
0

2 Embeds 6

https://twitter.com 5
http://www.linkedin.com 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel

NoSQL: Uma análise crítica NoSQL: Uma análise crítica Presentation Transcript

  • NoSQL: Uma análise crítica Ms. Mauro C. Pichiliani (mauro@pichiliani.com.br) @pichiliani @databasecast 1
  • 2
  • Tópicos NoSQL é novo NoSQL é fácil e rápido de instalar, usar e manter NoSQL e armazenamento para BigData NoSQL é barato NoSQL e performance 3
  • NoSQL é novo? Que tal DBF? CSV? XML? Grafos? Uso massivo desde 1990… (academia) Bancos sem necessidade de transação? Que tal o maior banco de dados distribuído do mundo? E o banco de dados mais utilizado? 4
  • NoSQL: fácil e rápido Contexto: aplicações web que nascem do dia para noite Startup tem que ter algo para mostrar. Agora. Beta eterno Usabilidade é subjetiva, mas há critérios e avaliação objetiva Bootstrap inicial rápido leva a problemas no futuro? Instalar: MongoDB x Hadoop Usar: MapReduce x SELECT … GROUP BY… Manter: 10-20 anos de experiência cluster x ambiente distribuído para escalabilidade 5
  • NoSQL e armazenamento Aguenta o tranco? Certamente! Mas e a gestão dos dados no longo prazo? Segurança além do básico? Opções adequadas de backup, compactação? E a validação, cleasing e qualidade de dados? Interoperabilidade além de importação/exportação? Opções de tunning além de índices? Compatilidade com o legado (sistemas e versões antigas?) Migrações? Comparações? Será que o resposta será: “tudo ficará a cargo da aplicação” para sempre? E rodar o NoSQL na nuvem, resolve estas questões? 6
  • NoSQL é barato Certamente NoSQL na nuvem é mais barato do que on-premisses Mas em todos os cenários com muitos dados isso é verdade? Foco na comparação de preço deixa aspectos técnicos de lado? E outros fatores ocultos que influenciam no custo: Largura de banda e QoS da conexão? Custo de upload/download de dados para cloud? Custo da mão de obra? Tempo de treinamento? Suporte? Espaço em HD, processamento e memória para testes? Custo de não poder ter flexibilidade para ajustes finos no hardware? É justo comparar custo quando você muda o hardware, a plataforma, a aplicação, o banco de dados, a arquitetura os dados e mantém apenas o usuário? 7
  • NoSQL e peformance No mundo NoSQL parece que performance = escalabilidade Tendência de pensar que performance se resolve adicionando mais nós, fazendo mais sharding, comprando mais máquina virtual, instalando mais instâncias, contratando novo provedor da nuvem… Tais abordagens podem ser rápidas e práticas E muitas vezes são empregadas “a rodo” Tendência a usar mais configuração/instalação do que implementação? Que tal investir em: Modelagem Técnicas de tuning Algoritmos melhores Conhecimento dos dados, simulações e previsões Exploração do paralelismo de múltiplos cores em um único servidor Capacitação das pessoas Arquitetura e organização de todos os componentes Uma ideia maluca: que tal se concentrar mais no problema do que na solução? 8
  • Conclusão NoSQL já não é mais o garoto novo na quebrada Passamos do ponto de discutir semântia e argumentos básicos Dizer que “produto x ou y é melhor para z ou w” já não é mais suficiente Evolução do NoSQL mostra bons e maus caminhos Ainda engatinhamos em comparações objetivas Adoção fortemente influenciada por aspectos de negócio, economia ou comportamento de manada Bons e maus cases precisam ser mais detalhados (e divulgados) 9