Your SlideShare is downloading. ×
Anexo ii pibid_2011
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Anexo ii pibid_2011

509
views

Published on

Projeto da licenciatura em física 2011

Projeto da licenciatura em física 2011


0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
509
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
3
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR DIRETORIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA PRESENCIAL – DEB ANEXO II EDITAL Nº 001/2011/CAPES PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID DETALHAMENTO DO SUBPROJETO (Licenciatura)1. Nome da Instituição 2. UFUNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA PR3. Subprojeto de Licenciatura em:FÍSICA4. Número de bolsistas de iniciação à 5. Número de Supervisores 6. Número dedocência participantes do subprojeto: participantes do subprojeto: Escolas12 2 17. Coordenador de Área do Subprojeto:Nome: Jeremias Borges da Silva CPF: 267 889 694 34Departamento/Curso/Unidade: Física / Licenciatura em Física / Setor de Ciências Exatas eNaturaisEndereço residencial: Rua Conrado Schiffer, 60CEP: 84050 280Telefone: DDD ( 42 ) 99115056E-mail: silvajb@uepg.brLink para o Currículo Lattes:Jeremias Borges da Silva - lattes.cnpq.brlattes.cnpq.br/05721037769035508. Plano de Trabalho A pesquisa em Ensino de Física atingindo o ensino médio evoluiu bastante nos últimos anos. Noentanto existem questionamentos se esta pesquisa chegou a sala de aula, se ajudou a melhorar oprocesso de ensino - aprendizagem dessa disciplina (REZENDE e OSTERMANN, STUDART). Por outrolado, também se questiona a viabilidade e a eficiência das orientações dos PCN´s em virtude das reaiscondições estruturais das Escolas de Ensino Básico (RICARDO). O objetivo dessa proposta édiagnosticar o ensino de física no ensino médio de Ponta Grossa, identificando as dificuldadesenfrentadas pelos professores para ensinar física; comparar os problemas detectados com as pesquisasem ensino de física e as orientações dos PCN e orientações curriculares estaduais. Além disso, proporações e atividades que melhorem o processo de ensino aprendizagem, fazendo a experimentação doque for proposto. Este diagnóstico será feito durante o primeiro ano do projeto, através de entrevistas, e aplicaçãode questionários, com professores, dirigentes e alunos das escolas do Núcleo Regional de PontaGrossa. No Colégio Borel Du Vernay será feito ainda observações em sala de aula, em conselhos declasse e reuniões pedagógicas, e caracterização e diagnóstico sócio-educacional da comunidade na
  • 2. qual está inserido. Analisaremos os problemas em três categorias: 1) condições estruturais; 2) Currículo; 3) Ensinoaprendizagem. Nas condições estruturais serão observadas as condições de trabalho tais como: cargahorária de trabalho do professor e da disciplina, número de alunos por sala, condições de laboratório,biblioteca, acesso a resultados de pesquisa em ensino, ambiente escolar e a comunidade onde a escolaestá inserida. Na segunda categoria serão analisadas livro didático, programa da disciplina, influênciadas orientações curriculares estadual e federal; Para a categoria ensino aprendizagem serão analisadasa formação do professor, a formação dos estudantes, suas condições de estudo, motivação edificuldades de aprendizagem e os processos de avaliação de desempenho. Os trabalhos serão iniciados pelo Colégio Estadual João R. V. Borel du Vernay onde serãodesenvolvidas as atividades experimentais propostas para superar as dificuldades detectadas peloprojeto. Nesse Colégio o projeto desenvolverá atividades em sala de aula e no contra turno. Na sala deaula, junto ao professor as seguintes atividades serão desenvolvidas: assistência ao professor paraplanejamento,preparação e realização de atividades didáticas e pedagógicas, e auxílio no processo deavaliação. No contra turno serão desenvolvidas atividades de reforço de aprendizagem, oficinas edesenvolvimentos de projetos. O desenvolvimento de projetos usará a experiência e a filosofia doprojeto “Criação de Clubes de Ciências” (MAYER et al.), do programa “Universidade sem Fronteiras“,subprograma “Apoio às Licenciaturas”, de dar vazão a curiosidade dos estudantes realizando estudoscom rigor científico em temas não necessariamente do currículo. Usando temas escolhidos pelos alunosserão desenvolvidos apresentações, estudos e experimentos que evidenciem os conceitosfundamentais da física, usando principalmente a abordagem construtivista da AprendizagemSignificativa (MOREIRA). Serão selecionados doze bolsistas acadêmicos e dois supervisores. Os bolsistas dedicarão 20horas semanais ao projeto realizando pelo menos duas visitas de 4 horas semanais no Colégio paradesenvolvimento de atividades e observações sob orientação dos supervisores. Participarão de reuniãode 4 horas quinzenais com todo o grupo sob comando do coordenador do projeto que servirá paraplanejamento e redirecionamento de ações. Os acadêmicos terão 2 encontros de 4 horas para estudo epreparação de atividades do projeto. Os supervisores deverão orientar e supervisionar os trabalhos dosacadêmicos na escola e participar da reunião geral semanal do projeto. O grupo criará um blog na internet para expor ações, informações, debates e resultados dotrabalho. Serão produzidos materiais impressos e de multimídia com a produção do projeto.REFERÊNCIASREZENDE, F. e OSTERMANN, F. , A prática do professor e a pesquisa em ensino de física: novoselementos para repensar essa relação, Cad. Brás. Ens. Fís., v. 22, n. 3: p. 316-337, dez. 2005;STUDART, N., Uso da Pesquisa em Ensino de Física na prática docente, Revista Brasileira de Ensino deFísica, vol. 23, no. 3, p. 259, Setembro, 2001.RICARDO, E. C., Implementação dos PCN em sala de aula: dificuldades e possibilidades, Física naEscola, v. 4, n. 1, p. 8-11, 2003.MAYER, N.; SILVA, J. B. da; DA SILVA, S. L. R.; BRINATTI, A. M.; PASSONI, S.; COLMAN, J.. Clubesde Ciências como projeto de extensão para a melhoria do ensino básico. In: Anais do X CongressoIberoamericano De Extensión Universitaria - Extenso 2009, Montevideo – Uruguay: Universidad DeLa Republica, 2009, v. 1. p. 1.MOREIRA, M. A.. Teorias de aprendizagem. São Paulo: EPU, 1999. 195 p.______. A teorias da aprendizagem significativa e sua implementação em sala de aula. Brasília:UnB, 2006a. 186 p.9. Nome e endereço das escolas da rede pública Nº de alunos matriculados na Último IDEBde Educação Básica (listar todas participantes do escola considerando apenas osubprojeto institucional) Nível de Licenciatura1 (quando houver)Nome: Colégio Estadual Profissional de Ensino 4Fundamental e Médio Professor JOAO R.V. BORELDU VERNAY1 Níveis de licenciatura aplicáveis: (a) ensino médio, (b) ensino fundamental.
  • 3. Endereço: RUA ANDRADE NEVES Núm.: 124bairro: UvaranasNomeEndereçoNomeEndereço10. Ações PrevistasSeleção de bolsistas acadêmicos e supervisores; (coordenador)Reunião geral do grupo para conhecimento do projeto planejamento das ações e atividades iniciais;(coordenador, supervisor e acadêmicos)Reunião quinzenal para planejamento e avaliação de atividades: coordenador, supervisor e acadêmicos;Reunião semanal para planejamento e avaliação de atividades: coordenador e acadêmicos;Reunião semanal na escola para planejamento e avaliação de atividades: supervisor e acadêmicos;Estudo e revisão das teorias e metodologias de ensino que serão empregadas no projeto; (coordenador,supervisor e acadêmicos)Ambientação no Colégio Borel Du Vernay: participação em reunião pedagógica e outro Conselhos doColégio, reconhecimento dos professores e funcionários, reconhecimento da estrutura didática epedagógica, e estrutura física do colégio, observação em sala de aula; (supervisor e acadêmicos)Levantamento das condições de trabalho: carga horária semanal, número de alunos por turma, acesso anovas tecnologias, acesso a biblioteca e a informação no Colégio J.R. Borel Du Vernay; (supervisor eacadêmicos)Realização da pesquisa para diagnóstico sócio educacional da comunidade do entorno do Colégio Borel DuVernay; (acadêmicos)Realização da pesquisa para diagnóstico do processo de ensino aprendizagem no Colégio Borel Du Vernay;(supervisor e acadêmicos)Orientação de acadêmicos quanto à realização das pesquisas nos Colégios; (coordenador, supervisor eacadêmicos)Visitas aos Colégios do Núcleo Regional de Ensino de Ponta Grossa para realização da pesquisa visando odiagnóstico do ensino de física; (acadêmicos)Orientação de acadêmicos quanto às metodologias e a pesquisa em Ensino de Física; (coordenador,supervisor)Diagnóstico dos conceitos no quais os estudantes necessitam reforço pedagógico; (coordenador,supervisor e acadêmicos)Divulgação no Colégio Borel das atividades de contra turno: aula de reforço, oficina e desenvolvimento deprojetos; (supervisor e acadêmicos)Elaboração de aulas inovadoras usando resultados da pesquisa em ensino de física; (coordenador,supervisor e acadêmicos)Elaboração de Blog na internet com o produto das atividades realizadas; (coordenador, supervisor eacadêmicos)Desenvolvimento de projetos de estudo e pesquisa com participação de estudantes nas atividades decontra turno; (coordenador, supervisor e acadêmicos)Acompanhamento em sala de aula dos acadêmicos na aplicação das atividades didático pedagógicoelaboradas; (supervisor e acadêmicos)Produção de material bibliográfico dos resultados do projeto. (coordenador, supervisor e acadêmicos)
  • 4. 11. Resultados PretendidosDetectar os principais problemas e dificuldades encontradas pelo professor de física no ensino médio;Detectar os principais problemas e dificuldades encontradas pelos estudantes em relação à aprendizagemna disciplina de física;Produzir trabalhos e artigos para divulgar as conclusões obtidas;Propor resoluções e ações alternativas para resolver, ou reduzir os problemas e dificuldades detectadas;Testar todas as ações propostas;Produzir livros com os resultados dos estudos, análises e trabalhos realizados;Proporcionar uma formação continuada aos professores do ensino médio;Proporcionar aos acadêmicos experiência e visão detalhada de sua profissão, desde as atividades de salade aula até a pesquisa em Ensino de Física.Proporcionar aos acadêmicos uma formação que o torne crítico como cidadão e como profissional, comética e responsabilidade social, e que seja, também, um disseminador dessa postura.Implementação de Blog para discussão de problemas relativos ao ensino de física e divulgação depropostas para melhoria do ensino aprendizagem e resultados de trabalhos de pesquisa;Produção de material pedagógico que proporcione a melhoria do ensino de física e ajude as condições detrabalho do professor de física.Melhoria do desempenho dos estudantes do Colégio J. R. Borel Du Vernay nas avaliações de aprendizagemda educação básica.12. Cronograma específico deste subprojeto2 Atividade Mês de início Mês de conclusãoSeleção dos bolsistas Junho/2011 Junho/2011Preparação da equipe e planejamento inicial das atividades Junho/2011 Junho/2011Ambientação e observação no Colégio Borel Du Vernay Junho/2011 Agosto/2011Levantamento das mídias divulgadoras da pesquisa em Junho/2011 Julho/2011ensino de física no BrasilDivulgação das atividades em contra turno no Colégio Borle junho/2011 Julho/2011Du VernayDesenvolvimento das atividades em contra turno Agosto/2011 Abril/2013Acompanhamento e assistência das atividades do professor Agosto/2011 Abril/2013Levantamento de dados e análise das condições sócio Junho/2011 Agosto/2011educacional do Colégio Borel Du Vernay.Levantamento no Núcleo Regional de Ensnio de Ponta Junho/2011 Julho/2012Grossa dos nomes dos professores das disciplinas de FísicaEntrevistas com professores de física, alunos e dirigentes Agosto/2011 Dezembro/2011dos Colégios de Ponta GrossaAnálise de dados para levantamento dos problemas do Agosto/2011 Fevereiro/2012ensino de Física de Ponta GrossaConfrontação entre a pesquisa e os problemas Setembro/2011 Junho/2012Desenvolvimento de atividades para solucionar problemas Outubro/2011 maio/2013detectadosViagem ao Parque da Ciência em Curitiba Setembro/2012 Outubro/2012Montagem de blog de internet e meios de comunicação entre Agosto/2011 Dezembro/2011o projeto e a comunidade de ensino de física de PontaGrossa
  • 5. Realização de evento de divulgação dos trabalhos para a Agosto/2011 maio/2013comunidade em geralDivulgação dos resultados dos trabalhos realizados pelo Agosto/2011 maio/2013projeto na forma de livros, artigos e participação emcongressos2 Este cronograma pode ser alterado em função da escola participante, assim comoalterações no programa do projeto Institucional.13. Previsão das ações que serão implementadas com os recursos do Projeto Institucional – aproposta deverá ser detalhada, pois será usada como parâmetro durante toda a vigência doconvênio.Visitas as escolas para entrevistas: despesas com transportes e material para registro de dados. Serãorealizadas 4 visitas a diferentes Colégios por semana com a participação de dois bolsistas por visita.Ocorrerá nos seis primeiros meses do projeto;Elaboração de experimentos para oficinas e atividades práticas em sala de aula: despesas com compra domaterial necessário. Serão montados experimentos com material de baixo custo e fácil acesso. O correrádurante os dois anos do projeto;Sistematização e análise de dados dos levantamentos, acesso a internet sem fio, elaboração e atualizaçãodo blog para comunicação e divulgação do trabalho do projeto: compra de material de informática. Primeirosemestre do projeto;Desenvolvimento dos projetos de estudo e pesquisa pelos estudantes no contra turno (estão previstos pelomenos dois projetos por mês): compra de material necessário e serviços de terceiros a produção dosprojetos; O correrá durante os dois anos do projeto; Serão montados experimentos com material de baixocusto e fácil acesso. Um exemplo é o estudo sobre utilização da energia solar que pode envolverequipamento para aquecimento solar de água e o uso do efeito foto-elétrico para gerar energia elétrica;Divulgação das atividades do projeto e impressão de material didático pedagógico para auxílio asatividades do projeto em sala de aula e no contra turno: compra de toner para impressora laser colorida epreta; Início do projeto.Viagem ao Parque da Ciência na cidade de Curitiba: este parque contém uma grande variedade deexperimentos na área de física que aumenta o interesse e amplia a visão do estudante em relação adisciplina de física: mês de setembro de 2012;Realização de um evento para toda a comunidade do Colégio Borel Du Vernay para divulgação dostrabalhos realizados pelo projeto: despesas com a produção e divulgação do evento. IV semestre doprojeto;Divulgação dos resultados dos trabalhos realizados pelo projeto na forma de livros, artigos e participaçãoem congressos: despesas com produção (revisão da língua escrita e tradução) de livros e artigos einscrições, diárias, hospedagens e passagens para participação em congressos. A partir do segundosemestre do projeto.14. Outras informações relevantes (quando aplicável)SELEÇÃO DE PROFESSORES SUPERVISORESO processo de seleção dos supervisores será feito com base na análise da seguinte documentação a ser exigida dosinteressados:- Ficha de inscrição preenchida;- Documento comprovando pertencer ao quadro efetivo da escola pública;- Currículo comprovado contendo dados referentes à experiência em magistério, cursos de pós-graduação e formaçãocontinuada, participação em congressos de ensino e em outras atividades ligadas ao ensino de ciências.A disponibilidade e interesse do candidato a supervisor será aferida por meio de entrevista, e a decisão neste processo deseleção será tomada por uma comissão composta pelo coordenador do projeto, coordenador do curso de Licenciatura (oumembro indicado pelo colegiado de curso) e pelo coordenador geral do PIBID.SELEÇÃO DOS BOLSISTAS ACADÊMICOSO processo de seleção dos bolsistas se dará via análise dos seguintes documentos fornecidos pelos estudantes candidatos abolsa PIBID:- Ficha de inscrição preenchida;- Termo de compromisso do(a) Bolsista;- Cópia do documento de identidade, se brasileiro(a);
  • 6. - Cópia do passaporte, se estrangeiro(a);- Comprovante de matrícula no curso de licenciatura em Física;- Histórico escolar da UEPG;- Currículo devidamente comprovado contendo participações em outros cursos, congressos, bolsas de extensão, monitoriasou tutorias, participação em projetos de extensão ou de pesquisas relacionados com o ensino de Física.A seleção levará em conta principalmente o rendimento escolar dos candidatos e as disponibilidades de horários doscandidatos. A seleção será feita por uma comissão composta pelo coordenador do projeto, coordenador do curso deLicenciatura ( membro indicado pelo colegiado de curso).