Slides projeto

2,169
-1

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
2,169
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
15
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Slides projeto

  1. 1. Universidade Federal de Santa Maria CESNORS
  2. 2. Prática EnsinoMicrobiologia
  3. 3. As dificuldades encontradas pelos alunos noaprendizado dos conceitos de Ciências são inúmeras.Por isso, é importante o desenvolvimento dealternativas metodológicas que melhorem e facilitemo ensino.O aprendizado dos conceitos de Ciências éconsiderado significativo quando existe um vínculoentre teoria e prática.
  4. 4. Atividades experimentais permitem que os alunos adquiram consciência científica a ser aplicada na vida cotidiana.O ensino Ciências Naturais será utilizado comoprincipal ferramenta na construção de uma práticaeducacional voltada para a valorização da vida pessoal,coletiva e ambiental.
  5. 5. Promover o acesso e o interesse peloaprendizado das Ciências;Gerar o conhecimento a respeito das principaisdoenças causadas por microrganismos;
  6. 6. Permitir o desenvolvimento das competências e habilidadescientíficas dos alunos;Desenvolver a capacidade de pesquisa e investigação;Disseminar estratégias e recursos para o ensino de Ciências quepossam ser utilizados pelos professores das escolas;Superar as deficiências de aprendizagem e despertar o interesse egosto pela pesquisa e descoberta.
  7. 7. O projeto têm como finalidade contornar asdificuldades no ensino de Ciências, instigando os alunos através da descoberta e promovendo a educação em saúde.
  8. 8. É inquestionável a relevância das atividadesexperimentais no ensino de Ciências.A experimentação possibilita a aquisição de atitudes ouvalores pelos educandos, pois permite ao professor: - valorizar a compreensão; - incentivar as atitudes questionadoras; - promover a autonomia dos alunos; - valorizar a cooperação e o trabalho em grupo; - promover a atitude de pesquisa.
  9. 9. O ensino de Ciências deve sempre permitir que o alunorelacione os conteúdos de ensino com aplicações em suavida cotidiana.O ensino de microbiologia deve estabelecerconformidade com os modelos de educação em saúde.O ensino de Ciências nas escolas deve ser utilizado comoferramenta básica de implementação destas estratégiasde educação em saúde.
  10. 10. Público – Alvo: Alunos da 7ªSérieAs atividades serão desenvolvidas através de 5 oficinasque contarão com cinco atividades cada. Tais atividadesserão executadas semanalmente, utilizando-se: Estudos de textos, Análise e discussão de vídeos, Aplicação de jogos didáticos, Confecção de modelos didáticos Realização de atividades práticas.
  11. 11. Atividade a: Aprendendo a utilizar o microscópio.Atividade b: Observação de células animal.Atividade c: Observação da célula vegetal.Atividade d: Osmose.Atividade e: Analogia com as organelas celulares.Atividade f: Modelo Didático de Célula.
  12. 12. Atividade a: Coleta de material das mãos, pés ecabelos dos alunos.Atividade b: Métodos de Higiene Pessoal e ColetivaAtividade c: Trabalho com o Filme Osmose JonesAtividade d: Testar a eficiência dos DetergentesAtividade e: Confecção de livros com histórias emquadrinhos (tema: Higiene)
  13. 13. Atividade a: O que são microrganismosAtividade b: Saúde x Doenças - doenças causadas pormicrorganismosAtividade c: Doenças Sexualmente TransmissíveisAtividade d: Métodos de descontaminaçãoAtividade e: Tratamento da água
  14. 14. Atividade a: Métodos de higienização, conservação epreparo dos alimentosAtividade b: Decomposição dos alimentos pelosmicrorganismosAtividade c: Doenças transmitidas através dos alimentosAtividade d: Utilização de microrganismos na produçãode alimentosAtividade e: Produção de material de conscientização
  15. 15. Atividade a: Métodos de Higiene bucalAtividade b: Como se forma o tártaroAtividade c: Como as cáries atacam os dentesAtividade d: GengivitesAtividade e: Palestra com um dentista
  16. 16. Desenvolvimento dos temas transversais propostospelo PCN de Ciências por meio de oficinas;Utilização das novas tecnologias nas atividadespropostas pelo grupo através de elaboração dematerial didático;Realização de atividade teórico-práticas e de apoioaos estudantes semanalmente;Elaboração e apresentação das experiênciasvivenciadas
  17. 17. Atividades previstas Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Construção do projeto x x Contato com as escolas x Aplicação pré-teste xLeitura de textos de microbiologia x x x x x x x x x Execução de oficinas x x x x x x x x x Aplicação pós-teste x Revisão bibliográfica x x x x x Produção relatório semestral x x Divulgação x
  18. 18. Equipe de trabalho Local de Execução: Escola Estadual Venina Palma. Público-alvo: Alunos da 7ª série do Ensino Fundamental.Grupo te trabalho Bolsistas: Carine Leal Klein e Luiza Loebens. Supervisora: Adriane Paim. Coordenadora Geral: Terimar Moresco.
  19. 19. As atividades realizadas levarão os alunos a melhor compreender a utilidade dos equipamentos de laboratório e aplicar os conhecimentos teóricos de forma prática. 1ªEtapa:- Revitalizar o laboratório de ciências da escola,- Elaborar todas as atividades da oficina;- Aplicar o pré-teste diagnóstico com os alunos;- Iniciar a execução das oficinas
  20. 20. 2ª Etapa:- Aplicação do pós-teste ;- Revisão bibliográfica sobre o ensino de Ciências comosuporte teórico;- Produção do relatório semestral;- Apresentação de resultados em eventos
  21. 21. Sistematização e divulgação dos resultados adquiridoscom a oficina;Publicação e apresentação dos resultados parciais efinais em eventos científicos;Tratamento dos dados obtidos para posteriordesenvolvimento de um artigo.
  22. 22. Referência BibliográficasALVES, Vânia Sampaio. Um modelo de educação em saúde para o Programa Saúde da Família: pelaintegralidade da atenção e reorientação do modelo assistencial. Interface – Comunicação, Saúde &Educação, v.9, n.16, p.39-52, 2005.BORGES, Regina Maria Rabello MORAES, Roque. Educação em Ciências nas Séries Iniciais. PortoAlegre: Sagra Luzatto, 222p. 1998.BUSS, Paulo Marchiori. Promoção e educação em saúde no âmbito da Escola de Governo em Saúdeda Escola Nacional de Saúde Pública. Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, 15(Sup. 2):177-185,1999.LEMOS, Evelyse dos Santos. A aprendizagem significativa: estratégias facilitadoras e avaliação.Periódico do mestrado em educação da UCDB, 2, 53-66, 2006.MARANDINO, Martha. A prática de ensino nas licenciaturas e a pesquisa em ensino de ciências:questões atuais. Cadernos Brasileiros Ensino de Física ,v.20, n.2: p.168 193,ago.2003.MOREIRA, Mateus Luís; DINIZ, Renato Eugênio da Silva. O laboratório de biologia no ensino médio:infraestrutura e outros aspectos relevantes. In: Universidade Estadual Paulista – Pró- Reitoria deGraduação. (Org.). Núcleos de Ensino. São Paulo: Editora da UNESP, Vol. 1, p. 295-305, 2003.WEISSMANN, Hilda. O laboratório escolar. In: WEISSMANN, Hilda (org.) Didática das CiênciasNaturais: contribuições e reflexões, Porto Alegre: ArtMed, p. 231-238. 1998.
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×