Modalidade didática

3,458 views
3,187 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
3,458
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
249
Actions
Shares
0
Downloads
64
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Modalidade didática

  1. 1. MORGANA TAÍS STRECKPalmeira das Missões, dezembro 2011
  2. 2.  O ensino da disciplina de Biologia é muito complexo, tornando necessário o auxílio de aulas práticas para proporcionar a sua aprendizagem. Isto fica bem claro segundo a visão construtivista da aprendizagem
  3. 3.  São notáveis as condições problemáticas enfrentadas no âmbito educacional no Brasil; No ensino de Biologia e Ciências, a problemática existente é quanto à aprendizagem do aluno; Está disciplina precisa ser aplicada de maneira que contribua para o desenvolvimento do conhecimento científico.
  4. 4.  Embora os professores de Ciências reconheçam a aula prática, experimental, de laboratório e de campo, como estratégias didáticas importantes para o ensino e aprendizagem dos conteúdos científicos, uma boa parte destes docentes, na prática, não realiza estas modalidades de aulas.
  5. 5.  1950- o ensino no Brasil sofria grande influência da Europa. (individualizada); 1960- a situação modificou conforme o desenvolvimento e a LDB; 1970- ensino era considerado importante para o aprimoramento profissional; A concepção construtivista, desenvolvida por Jean Piaget, enfatiza a participação ativa da criança ou adolescente no processo de ensino e aprendizagem.
  6. 6.  Deste modo, “a aprendizagem contribui para o desenvolvimento na medida em que aprender não é copiar ou reproduzir a realidade.” (Solé; Coll, 2003). O ensino de Biologia e Ciência se organiza de modo a privilegiar o estudo de conceitos, linguagem e metodologias, tornando a aprendizagem pouco eficiente.
  7. 7. a) Deficiente preparo profissional do professor;b) Falta de oportunidade e meios para o professor atualizar-se;c) Deficiências das condições materiais das maioria das escolas.
  8. 8.  Muitos professores acreditam que o ensino de ciências poderia ser melhorado se houvesse aulas práticas nas escolas; A preparação destes profissionais para o exercício da profissão constitui o diferencial.
  9. 9.  A formação docente tem como objetivo fazer com que o professor aprenda a trabalhar com seus alunos utilizando-se de diferentes estratégias e modalidades didáticas, ampliando assim, as possibilidades de aprendizagem do aluno.
  10. 10.  Um professor de Ciências, durante a sua formação, precisa aprender a desenvolver e diferenciar os trabalhos – prático, experimental, laboratorial e de campo – com o intuito de ser capaz de realizar uma educação científica de boa qualidade com os seus alunos.( postura crítica e investigativa).
  11. 11.  Conforme Dourado(2006), cada um apresenta valor didático particular e inegável ao ensino de Ciências, promovendo competência e habilidades nos alunos nas várias dimensões, atitudinais, procedimentais e conceituais.
  12. 12.  As aulas práticas podem ajudar no desenvolvimento de conceitos científicos, além de permitir que os estudantes aprendam como abordar objetivamente o seu mundo e como desenvolver soluções para problemas complexos (Lunetta 1991 apud Leite; Silva; Vaz, 2008, p.03).
  13. 13.  Atividades em que os alunos praticam o domínio psicomotor, cognitivo e afetivo
  14. 14.  Representa as tarefas realizadas com materiais dentro de um laboratório incluindo a manipulação de objetos, idéias e a visualização de fenômenos. De acordo dom Hodson (1988), nessas aulas os alunos relacionam-se entre si e com o professor, desenvolvendo tarefas de ensino aprendizagem com elevado domínio e autonomia sobre elas.
  15. 15.  Serve para comprovar as teorias descritas nas aulas teóricas.
  16. 16.  Atividades realizadas ao ar livre, onde fenômenos ocorrem naturalmente. Dourado (2006) esclarece que além da compreensão conceitual dos conteúdos o trabalho de campo é capaz de proporcionar a obtenção dos conhecimentos procedimentais e investigativos. São fundamentais para a motivação do aluno, envolvendo este em situações.
  17. 17.  Portanto, as quatro modalidades didáticas se bem conduzidas, dentro de uma perspectiva investigativa e de resolução de problemas, permitem criar situações em que os alunos avaliem os materiais e procedimentos adotados, formulem suas hipóteses, repensem suas idéias a respeito do problema investigado, tomem decisões, enfim, que desenvolvam o verdadeiro espírito científico.
  18. 18.  HENNIG, Georg J. Metodologia do Ensino de Ciências. 2ª ed. Porto Alegre: Mercado Aberto, 1998. KRASILCHIK, M. Prática de ensino de Biologia. 4. ed revisada e ampliada. São Paulo: Edusp, 2004. WEISSMAM, Hilda (org.). Didática das ciências naturais: contribuições e reflexões. Trad. Beatriz Affonso Neves. Porto Alegre: Ed. Artmed, 1998. http://www.foco.fae.ufmg.br/cd/pdfs/1675. pdf

×