Your SlideShare is downloading. ×
0
Histórico do PCN
Histórico do PCN
Histórico do PCN
Histórico do PCN
Histórico do PCN
Histórico do PCN
Histórico do PCN
Histórico do PCN
Histórico do PCN
Histórico do PCN
Histórico do PCN
Histórico do PCN
Histórico do PCN
Histórico do PCN
Histórico do PCN
Histórico do PCN
Histórico do PCN
Histórico do PCN
Histórico do PCN
Histórico do PCN
Histórico do PCN
Histórico do PCN
Histórico do PCN
Histórico do PCN
Histórico do PCN
Histórico do PCN
Histórico do PCN
Histórico do PCN
Histórico do PCN
Histórico do PCN
Histórico do PCN
Histórico do PCN
Histórico do PCN
Histórico do PCN
Histórico do PCN
Histórico do PCN
Histórico do PCN
Histórico do PCN
Histórico do PCN
Histórico do PCN
Histórico do PCN
Histórico do PCN
Histórico do PCN
Histórico do PCN
Histórico do PCN
Histórico do PCN
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Histórico do PCN

4,740

Published on

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
4,740
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
115
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Universidade Federal de Santa Maria - CESNORS
    Parâmetros Curriculares Nacionais
    Morgana Streck
    Caroline Nicola
    Palmeira das Missões, 23 de agosto, 2011
  • 2. PCN (Parâmetros Curriculares Nacionais)
    1º PARTE
    Ciências Naturais no ensino fundamental
  • 3. LDB – 1961: Aulas de Ciências Naturais ocorriam apenas nas ultimas duas séries do curso ginasial.
    Ensino tradicional;
    Aulas expositivas;
    Reprodução de Informações;
    Conhecimento científico era considerado um saber neutro;
    Verdade Cientifica = Inquestionável;
    Qualidade do curso = Quantidade de conteúdos trabalhados;
    Recurso avaliativo = Questionários;
    Histórico do Ensino de Ciências Naturais
  • 4. LDB – 1971: Aulas de Ciências passaram a ter caráter obrigatório nas oito séries do primeiro grau.
    Escola Nova;
    Participação ativa dos estudantes no processo de aprendizagem;
    Atividades praticas tornara-se elementos importantes para compreensão de conceitos;
    Os alunos puderam vivenciar o que se denominava método científicos;
    Não atingiu a maioria das escolas e criou a ideia de professorado;
    Essa proposta enfatizou os trabalhos escolares, introduziu novos conteúdos e os organizou de acordo com faixas etárias;
    Introduziu orientações para o professor;
  • 5. O ensino da Ciências ainda é trabalhado em muitas salas de aula não levando em conta o progresso que essa proposta representou.
    Década de 80: Experimentação sem atitude investigativa não garante a aprendizagem dos conhecimentos científicos.
    Modelo desenvolvimentista mundialmente hegemônico ignora os custos sociais e ambientais desse desenvolvimento.
    Nos currículos de Ciências Naturais começaram a aparecer problemas relativos a saúde e ao meio ambiente.
    Surgimento da tendência conhecida como CTS (Ciência, Tecnologia e Sociedade).
    Transcorridos 30 anos:
  • 6. “Ciência, Tecnologia e Sociedade”
    Objetivou...
    Questionar a abordagem e organização dos conteúdos;
    Integrar os diferentes conteúdos - caráter interdisciplinar;
    Enfatizar conteúdos relevantes e processos de discussão coletiva de temas e problemas de significado e importância reais.
  • 7. Ciências Naturais a partir dos anos 80
    Aproxima-se das Ciências Humanas e Sociais, entendendo a Ciência como construção humana, e não como “verdade natural”;
    Dando ênfase para história e filosofia da Ciência no processo educacional;
    E também no processo de construção do conhecimento científico pelo estudante no processo de aprendizagem;
    Pesquisas.
    O conhecimento dos estudantes que anteriormente não eram levados em conta no contexto escolar, passam a ser objetos de atenção e recomendação;
  • 8. EXEMPLO:
    Ao ensinar evolução biológica é importante que os professores conheçam as ideias de seus estudantes a respeito do assunto – interpretadas como lamarckista.
    O mesmo ocorre com o estudo sobre movimento dos corpos, em que é frequente encontrar, entre os estudantes, noções que eram aceitas na Grécia ou Europa Medieval.
    Importância do estudo da História da Ciência para compreender o presente.
  • 9. Ciências Naturais e Cidadania
    Ao longo dos séculos o homem se imaginou como centro do universo e se apropriou desses processos para:
    Alterar seus ciclos;
    Redefinir seu espaço;
    Deparar-se com a crise ambiental que coloca em risco a vida no planeta;
  • 10. Desenvolvimento Científico e Tecnológico x Interesses Políticos
    Explosão da bomba atômica no Japão;
    Continuidade na produção de armamento nuclear;
    Produção de armas químicas e biológicas;
  • 11. Educação Contemporânea
    O ensino de Ciências Naturais é uma das áreas em que se pode reconstruir a relação ser humano/natureza;
    • Desenvolvimento de uma consciência social e planetária.
  • Conhecimento maior sobre a vida;
    Posicionamento acerca de questões polêmicas como:
    Desmatamentos;
    Acúmulo de poluentes;
    Manipulações gênica;
    Qual a contribuição da construção do conhecimento na área de Ciências Naturais para o aluno???
  • 12. Deve também perceber a vida humana e seu próprio corpo;
    Como algo dinâmico que interage com o meio;
    Devido a herança biológica, quanto as condições culturais, sociais e afetivas se refletem sobre o corpo;
  • 13. Percepção da integridade
    pessoal;
    Formação da auto-estima;
    Postura;
    Respeito ao próprio corpo
    e ao dos outros; RESULTADOS
    Entendimento da saúde como
    valor pessoal e social;
    Compreensão da sexualidade
    humana sem preconceitos
  • 14. Nessa época mais do que em qualquer outra época do passado seja para o consumo, seja para o trabalho cresce a necessidade de conhecimento :
    afim de interpretar e avaliar informações;
    Participar e julgar decisões políticas;
    Divulgações científicas na mídia;
  • 15. Pode comprometer a própria cidadania, deixada a mercê do mercado e da publicidade;
    Sem conhecer a ciência é impossível ampliar a sua possibilidade de participação social e desenvolvimento mental;
    Inviabilizando sua capacidade plena de exercício da cidadania;
    Consequência da falta de informação científico-tecnológica...
  • 16. Ciências Naturais e tecnologia
    Ciência e tecnologia: Herança cultural
    Conhece-se o Paleolítico pelo domínio do fogo e uso da pedra lascada;
    Neolítico marcado pelo desenvolvimento da agricultura, da criação de animais e utilização de ouro e cobre;
  • 17. Atualmente em meio a industrialização acelerada e a urbanização concentrada:
    Pílula anticoncepcional;
    Sofisticação da Medicina científica: como tomografias;
    Difusão da Teleinformática
  • 18. Portanto....
    A divisão que muitas vezes se faz entre conhecimento científico e desenvolvimento de tecnologia para a produção e para outros aspectos de vida é geralmente imprecisa...
  • 19. Grande parte do conhecimento científico não é produzido com finalidade prática;
    Ciências Naturais em seu conjunto: Astronomia, Física, Química e Geociências estudam diferentes fenômenos e geram representações do mundo ao buscar a compreensão:
    Universo, Espaço, Tempo, Matéria, Ser Humano e suas transformações;
    Ao contrário da Tecnologia...
  • 20. Ao descobrir e explicar fenômenos...
    Organiza-se e sintetiza-se conhecimento em teorias continuamente:
    Debatidas;
    Modificadas;
    Validadas;
    As teorias sinalizam quais fenômenos e problemas investigar e quais métodos empregar;
  • 21. Aprender e Ensinar Ciências Naturais no Ensino Fundamental
    Algumas Dificuldades e Soluções no Ensino e Aprendizagem de Ciências Naturais
  • 22. As Teorias científicas não são passíveis de comunicação direta aos alunos do ensino fundamental;
    Seu ensino sempre requer adequação e seleção de conteúdos;
    A abordagem dos conhecimentos por meio de definições e classificações
    Contraria as principais concepções de aprendizagem humana
  • 23. Torna-se, de fato, difícil para os estudantes aprenderem o conhecimento científico que, muitas vezes, discorda das observações cotidianas e de senso comum
  • 24. Conteúdos Conceituais
    Geologia – dentro de água, ar e solo;
    Zoologia e Botânica- classificação dos seres vivos;
    Anatomia e Fisiologia Humana- Corpo Humano;
    Física e Química –fórmulas, modelo anatômico
  • 25. Buscando superar a abordagem fragmentada das Ciências Naturais, diferentespropostas têm sugerido o trabalho com temas que dão contexto aos conteúdos e permitemuma abordagem das disciplinas científicas de modo inter-relacionado
  • 26. Aprendizagem Significativa dos Conteúdos de Ciências Naturais
  • 27. Processo de Ensino e Aprendizagem
    Deve ser Considerado dentro de contextos:
    O Interesse e a Curiosidade dos estudantes pela natureza, pela Ciência,pela Tecnologia e pela realidade local e universal
    SUCESSO DAS ATIVIDADES
  • 29. É sempre essencial a atuação do Professor
    Dizer que o aluno é sujeito de sua aprendizagem, significa afirmar que é dele a responsabilidade de construir explicações. Mas esse ação não é espontânea. É construído com a intervenção fundamental do professor.
  • 30. Nos primeiros ciclos...
    Os estudantes conhecem:
    • Fenômenos;
    • 31. Processos;
    • 32. Explicações e nomes;
    Debatendo diversos problemas e organizando várias relações.
  • 33. Os estudantes poderão trabalhar e sistematizar idéias científicas mais estruturadas
    Nos ciclos Finais...
  • 34. Assim...
    Nos primeiros ciclos, ocorre a produção de desenhos informativos, de legendas de ilustrações e quadros comparativos.
    Nos ciclos finais, salientam-se a produção de textos informativos e esquemas complexos, sempre com crescente autonomia.
  • 35. Avaliação
  • 36. Avaliação é um elemento do processo de ensino e aprendizagem que deve serconsiderado em direta associação com os demais
  • 37. Informa ao professor o que foi aprendido pelo estudante;
    Informa ao estudante quais são seus avanços;
    Dificuldades e
    possibilidades;
    Encaminha o professor para a reflexão sobre a eficácia de sua prática educativa;
    equipe escolar definir prioridades em suas ações educativas.
  • 38. A avaliação deve considerar o desenvolvimento das capacidades dos estudantes com relaçãoà aprendizagem não só de conceitos, mas também de procedimentos e de atitudes.
  • 39. Por tanto.....
    Para o estudante e para o professor, a análise conjunta da produção realizada
    por meio dos trabalhos escolares é importante no processo educativo,
    e não deve ser confundida com a
    correção de exercícios ou provas.
  • 40. Objetivos
    Compreender a natureza como um todo dinâmico
    E o ser humano em sociedade como agente de transformação do mundo em que vive
  • 41. Compreender a ciência como processo de produção de conhecimento e a atividade humana associada a aspectos
    Social
    Cultural
    Econômico
    Politico
  • 42. Identificar as relações entre:
    Conhecimento cientifico
    Produção de tecnologia
    Condição de vida
  • 43. Compreender a tecnologia como meio para suprir as necessidades humanas;
    Sabendo elaborar juízo de riscos e benefícios das práticas científico-tecnológicas ;
  • 44. Compreender:
    Saúde pessoal
    Saúde ambiental Bens individuais e coletivos que podem ser promovidos pela ação de diferentes agentes;
  • 45. Formular questões, diagnosticar e propor soluções para problemas reais a partir das Ciências Naturais ;
    Conceitos, Procedimentos, Atitudes
    Desenvolvidas no aprendizado escolar;
  • 46. Saber utilizar conceitos científicos básicos:
    Matéria
    Transformação Associados
    Espaço
    Sistema Equilíbrio
    Vida
  • 47. Leituras;
    Observações;
    Experimentações; Saber combinar
    Comparação entre
    as explicações;
    Organização;
    Discussão de fatos
    e informações;
  • 48. Valorizar o trabalho em grupo
    Sendo capaz de ação crítica e cooperativa
    Para construção coletiva do conhecimento

×