Conceito de Sistemas e Sistemas de Produção

29,181 views
28,810 views

Published on

Published in: Technology
1 Comment
10 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
29,181
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
270
Actions
Shares
0
Downloads
200
Comments
1
Likes
10
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Conceito de Sistemas e Sistemas de Produção

  1. 1. Conceito de sistema e Sistemas de Produção
  2. 2. 1 Introdução
  3. 3. <ul><li>Os exemplos abaixo podem ser considerados sistemas? </li></ul>1 Introdução
  4. 4. <ul><li>Os exemplos abaixo podem ser considerados sistemas? </li></ul>1 Introdução CORPO HUMANO AUTOMÓVEL
  5. 5. 1 Introdução Qual é o conceito de sistema?
  6. 6. <ul><li>Segundo Wild (1981), um sistema é uma configuração de entidades que se relacionam entre si de maneira proposital e funcional para juntas constituírem um todo significante </li></ul>1 Introdução Qual é o conceito de sistema?
  7. 7. 1 Introdução Outro conceito de sistema
  8. 8. <ul><li>Um sistema é um conjunto de partes inter-relacionadas, denominadas de subsistemas para a consecução de um determinado objetivo, que é o de transformar entradas ( inputs) em saídas ( outputs ), de modo que estas sejam maiores quando comparadas aos resultados e rendimentos individuais de cada elemento constituinte do sistema principal. </li></ul>1 Introdução Outro conceito de sistema
  9. 9. 1 Introdução Portanto...
  10. 10. <ul><li>Todo sistema é constituído de subsistemas. </li></ul><ul><li>Todo sistema é parte integrante de um sistema maior. </li></ul>1 Introdução Portanto...
  11. 11. 1 Introdução Configuração de entidades?
  12. 12. <ul><li>São os subsistemas internos que trabalham e contribuem para que o sistema maior atinja a sua finalidade </li></ul>1 Introdução Configuração de entidades?
  13. 13. <ul><li>São os subsistemas internos que trabalham e contribuem para que o sistema maior atinja a sua finalidade </li></ul>1 Introdução Configuração de entidades? SISTEMA RESPIRATÓRIO SISTEMA NERVOSO SISTEMA CIRCULATÓRIO SISTEMA DIGESTIVO SISTEMA REPRODUTOR
  14. 14. 1 Introdução <ul><li>Por estas definições, uma empresa pode ser considerada um sistema? </li></ul>
  15. 15. 1 Introdução <ul><li>Por estas definições, uma empresa pode ser considerada um sistema? </li></ul><ul><li>COMPRAS </li></ul><ul><li>PRODUÇÃO </li></ul><ul><li>RECURSOS HUMANOS </li></ul><ul><li>MANUTENÇÃO </li></ul><ul><li>PCP </li></ul><ul><li>MARKETING </li></ul>
  16. 16. 2 Teoria Geral de Sistemas
  17. 17. 2 Teoria Geral de Sistemas
  18. 18. 2 Teoria Geral de Sistemas <ul><li>Surgiu com os trabalhos do biólogo austríaco Ludwig Von Bertalanffy, publicados entre 1950 e 1968 </li></ul><ul><li>É uma teoria que busca ser válida para qualquer tipo de sistema </li></ul><ul><li>Físico, Químico, Biológico </li></ul><ul><li>Econômico </li></ul><ul><li>Social </li></ul><ul><li>Político </li></ul>
  19. 19. 2 Teoria Geral de Sistemas <ul><li>TEORIA – É um mapeamento para a observação de um fenômeno </li></ul><ul><li>Visão abstrata e simplificada de um fenômeno para a melhor compreensão dele </li></ul>REALIDADE MAPEAMENTO Vivência Registro
  20. 20. 2 Teoria Geral de Sistemas <ul><li>Começou a ser aplicada nas organizações em função da necessidade de uma síntese das teorias administrativas anteriores </li></ul>
  21. 21. 2 Teoria Geral de Sistemas <ul><li>Começou a ser aplicada nas organizações em função da necessidade de uma síntese das teorias administrativas anteriores </li></ul><ul><ul><li>Científica </li></ul></ul><ul><ul><li>Relações humanas </li></ul></ul><ul><ul><li>Estruturalista </li></ul></ul><ul><ul><li>Comportamental </li></ul></ul><ul><li>Além da intensificação do uso da cibernética e da tecnologia da informação nas empresas </li></ul>Tratadas em Administração para Engenharia
  22. 22. 2 Teoria Geral de Sistemas <ul><li>Avaliação da organização como um todo e não somente em departamentos ou setores </li></ul><ul><li>A identificação do maior número de variáveis possíveis, externas e internas que, de alguma forma, influenciam em todo o processo existente na organização </li></ul>OBJETIVOS
  23. 23. 3 Classificação dos sistemas
  24. 24. 3 Classificação dos sistemas Quanto à sua constituição
  25. 25. 3 Classificação dos sistemas <ul><li>Físicos ou concretos – quando compostos de equipamento, de maquinaria e de objetos e coisas reais </li></ul><ul><li>Abstratos ou conceituais – compostos por conceitos, planos, hipóteses e idéias existentes no pensamento das pessoas </li></ul>Quanto à sua constituição
  26. 26. 3 Classificação dos sistemas Quanto à sua natureza
  27. 27. 3 Classificação dos sistemas <ul><li>Fechados – não apresentam intercâmbio com o meio ambiente que os circunda, sendo assim não recebem influência </li></ul><ul><li>Abertos – são os sistemas que apresentam relações de intercâmbio com o ambiente, por meio de entradas e saídas </li></ul>Quanto à sua natureza
  28. 28. 4 Sistemas de Produção E um sistema de produção?
  29. 29. 4 Sistemas de Produção <ul><li>Conjunto de partes ou subsistemas inter-ligados cujo objetivo é transformar entradas ( inputs ) em saídas ( outputs ) na forma de bens e/ou serviços, através de um processo pré-definido </li></ul>E um sistema de produção?
  30. 30. 4 Sistemas de Produção <ul><li>Componentes básicos </li></ul>Processo Entradas Saídas Retro- alimentação Fronteira
  31. 31. 4 Sistemas de Produção <ul><li>Componentes básicos </li></ul><ul><ul><li>Podem ser diversas </li></ul></ul>Processo Entradas Saídas Retro- alimentação Fronteira
  32. 32. 4 Sistemas de Produção <ul><li>Componentes básicos </li></ul><ul><ul><li>Podem ser diversas </li></ul></ul>Processo Entradas Saídas Retro- alimentação Fronteira
  33. 33. 4 Sistemas de Produção <ul><li>Componentes básicos </li></ul><ul><ul><li>Tal diversidade de produtos necessita de diversos processos para sua elaboração </li></ul></ul>Processo Entradas Saídas Retro- alimentação Fronteira
  34. 34. 4 Sistemas de Produção <ul><li>Componentes básicos </li></ul><ul><ul><li>Recursos transformados </li></ul></ul><ul><ul><li>Recursos transformadores </li></ul></ul>Processo Entradas Saídas Retro- alimentação Fronteira
  35. 35. 4 Sistemas de Produção <ul><li>Componentes básicos </li></ul><ul><ul><li>Processo de feedback </li></ul></ul><ul><ul><li>Informações que melhoram o desempenho do sistema </li></ul></ul>Processo Entradas Saídas Retro- alimentação Fronteira
  36. 36. 4 Sistemas de Produção <ul><li>Componentes básicos </li></ul><ul><ul><li>Separa o sistema do seu entorno </li></ul></ul><ul><ul><li>Delimitação </li></ul></ul>Processo Entradas Saídas Fronteira Retro- alimentação
  37. 37. 4 Sistemas de Produção
  38. 38. 4 Sistemas de Produção <ul><li>Funções exercidas pelos sistemas </li></ul>
  39. 39. 4 Sistemas de Produção <ul><li>Funções exercidas pelos sistemas </li></ul>Ingestão Processamento Reação ao ambiente Suprimento das partes Regeneração das partes Organização
  40. 40. 4 Sistemas de Produção <ul><li>Funções exercidas pelos sistemas </li></ul>Ingestão Processamento Reação ao ambiente Suprimento das partes Regeneração das partes Organização
  41. 41. 4 Sistemas de Produção <ul><li>Funções exercidas pelos sistemas </li></ul>Ingestão Processamento Reação ao ambiente Suprimento das partes Regeneração das partes Organização <ul><li>As empresas “ingerem” insumos que suprem as diversas atividades, assim como o corpo precisa de alimento </li></ul>
  42. 42. 4 Sistemas de Produção <ul><li>Funções exercidas pelos sistemas </li></ul>Ingestão Processamento Reação ao ambiente Suprimento das partes Regeneração das partes Organização
  43. 43. 4 Sistemas de Produção <ul><li>Funções exercidas pelos sistemas </li></ul>Ingestão Processamento Reação ao ambiente Suprimento das partes Regeneração das partes Organização <ul><li>Os materiais são processados, assim como o alimento é digerido </li></ul>
  44. 44. 4 Sistemas de Produção <ul><li>Funções exercidas pelos sistemas </li></ul>Ingestão Processamento Reação ao ambiente Suprimento das partes Regeneração das partes Organização
  45. 45. 4 Sistemas de Produção <ul><li>Funções exercidas pelos sistemas </li></ul>Ingestão Processamento Reação ao ambiente Suprimento das partes Regeneração das partes Organização <ul><li>As empresas reagem ao ambiente face às mudanças no mercado, assim como o corpo reage a mudanças de temperatura, ao medo... </li></ul>
  46. 46. 4 Sistemas de Produção <ul><li>Funções exercidas pelos sistemas </li></ul>Ingestão Processamento Reação ao ambiente Suprimento das partes Regeneração das partes Organização
  47. 47. 4 Sistemas de Produção <ul><li>Funções exercidas pelos sistemas </li></ul>Ingestão Processamento Reação ao ambiente Suprimento das partes Regeneração das partes Organização <ul><li>Os participantes da organização são supridos de dados de compras, produção... e são recompensados sob a forma de salários e benefícios </li></ul>
  48. 48. 4 Sistemas de Produção <ul><li>Funções exercidas pelos sistemas </li></ul>Ingestão Processamento Reação ao ambiente Suprimento das partes Regeneração das partes Organização
  49. 49. 4 Sistemas de Produção <ul><li>Funções exercidas pelos sistemas </li></ul>Ingestão Processamento Reação ao ambiente Suprimento das partes Regeneração das partes Organização <ul><li>Os membros das organizações também podem adoecer, aposentar-se, desliga-se da firma, as máquinas podem tornar-se obsoletas, assim como o corpo morrer ou um órgão ser transplantado </li></ul>
  50. 50. 4 Sistemas de Produção <ul><li>Funções exercidas pelos sistemas </li></ul>Ingestão Processamento Reação ao ambiente Suprimento das partes Regeneração das partes Organização
  51. 51. 4 Sistemas de Produção <ul><li>Funções exercidas pelos sistemas </li></ul>Ingestão Processamento Reação ao ambiente Suprimento das partes Regeneração das partes Organização <ul><li>Administração e decisão sobre as 5 funções descritas anteriormente, função desempenhada pelo cérebro no corpo </li></ul>

×