Your SlideShare is downloading. ×
Receituários de acordo com a port 344 98
Receituários de acordo com a port 344 98
Receituários de acordo com a port 344 98
Receituários de acordo com a port 344 98
Receituários de acordo com a port 344 98
Receituários de acordo com a port 344 98
Receituários de acordo com a port 344 98
Receituários de acordo com a port 344 98
Receituários de acordo com a port 344 98
Receituários de acordo com a port 344 98
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Receituários de acordo com a port 344 98

5,109

Published on

Este Material é um Resumo sobre as Regras para os Receituários de Medicamentos Sob Controle Especial da Portaria SVS/MS nº 344/98 – CAPÍTULO V – DA PRESCRIÇÃO e foi produzido pelo blog/site …

Este Material é um Resumo sobre as Regras para os Receituários de Medicamentos Sob Controle Especial da Portaria SVS/MS nº 344/98 – CAPÍTULO V – DA PRESCRIÇÃO e foi produzido pelo blog/site Farmacêutico Digital para auxiliar os profissionais da saúde e a população sobre este assunto.

Published in: Health & Medicine
0 Comments
5 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
5,109
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
5
Actions
Shares
0
Downloads
166
Comments
0
Likes
5
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. RECEITUÁRIOS DE ACORDO COM A Portaria SVS/MS nº 344/98 – CAPÍTULO V – DA PRESCRIÇÃO www.farmaceuticodigital.com NÃO é permitida a reprodução, parcial e/ou total, do material disponível no FD sem a devida identificação da fonte. ♦ REGRAS PARA AS NOTIFICAÇÕES DE RECEITA “A”
  • 2. RECEITUÁRIOS DE ACORDO COM A Portaria SVS/MS nº 344/98 – CAPÍTULO V – DA PRESCRIÇÃO www.farmaceuticodigital.com NÃO é permitida a reprodução, parcial e/ou total, do material disponível no FD sem a devida identificação da fonte. ♦ REGRAS PARA AS NOTIFICAÇÕES DE RECEITA “B1” E “B2”
  • 3. RECEITUÁRIOS DE ACORDO COM A Portaria SVS/MS nº 344/98 – CAPÍTULO V – DA PRESCRIÇÃO www.farmaceuticodigital.com NÃO é permitida a reprodução, parcial e/ou total, do material disponível no FD sem a devida identificação da fonte. ♦NOTIFICAÇÃO DE RECEITA B2  A Notificação de Receita “B2” é utilizada para prescrição de substâncias da lista B2 também chamados de substâncias psicotrópicas anorexígenas. (Port.344/98) (Resolução - RDC Nº 52, de 10 de outubro de 2011)  A Notificação de Receita “B2” contendo medicamento à base da substância Sibutramina deve ser utilizada para tratamento igual ou inferior a 30 (sessenta) dias. (Resolução - RDC Nº 52, de 10 de outubro de 2011) TODAS AS REGRAS PARA O PREENCHIMENTO DA NOTIFICAÇÃO DE RECEITA B1 APLICAM-SE À NOTIFICAÇÃO DE RECEITA B2 SALVO ALGUMAS EXCEÇÕES:  Nos campos: QUANTIDADE, DOSE e POSOLOGIA deve-se calcular a dispensação da quantidade de medicamento suficiente para ATÉ 30 DIAS de tratamento. Não mais que isso.  Substância Sibutramina, sais, isômeros só podem ser prescrita observando: a - Dose diária menor que 15 mg/dia (quinze miligramas por dia). b- É necessário o preenchimento de um TERMO DE RESPONSABILIDADE pelo médico, pelo paciente e pela farmácia juntamente com a Notificação de Receita B2. Emitido em 3 vias. c - O medicamento à base da substância Sibutramina deve ser utilizado em pacientes de peso obesos com índice de massa corpórea (IMC) maior ou igual a 30 kg/m2 (trinta quilogramas por metro quadrado), num prazo máximo de dois anos. d - O uso deve ser acompanhado por um programa de reeducação alimentar e atividade física. MODELO: NOTIFICAÇÃO DE RECEITA B2  Para as substâncias: anfepramona cloridrato; fenproporex e mazindol classificadas como Anorexígenas e medicamentos que as contenham estão proibidos a aquisição, distribuição, fabricação, manipulação e dispensação após 09 de dezembro de 2011;
  • 4. RECEITUÁRIOS DE ACORDO COM A Portaria SVS/MS nº 344/98 – CAPÍTULO V – DA PRESCRIÇÃO www.farmaceuticodigital.com NÃO é permitida a reprodução, parcial e/ou total, do material disponível no FD sem a devida identificação da fonte. »MODELO: Termo de Responsabilidade do Prescritor para uso do medicamento contendo a Substância Sibutramina Notificação de Receita C2 http://www.anvisa.gov.br/servicos/form/med/gemec/Anexo15.pdf
  • 5. RECEITUÁRIOS DE ACORDO COM A Portaria SVS/MS nº 344/98 – CAPÍTULO V – DA PRESCRIÇÃO www.farmaceuticodigital.com NÃO é permitida a reprodução, parcial e/ou total, do material disponível no FD sem a devida identificação da fonte. ♦REGRAS PARA AS NOTIFICAÇÕES DE RECEITA “C2”
  • 6. RECEITUÁRIOS DE ACORDO COM A Portaria SVS/MS nº 344/98 – CAPÍTULO V – DA PRESCRIÇÃO www.farmaceuticodigital.com NÃO é permitida a reprodução, parcial e/ou total, do material disponível no FD sem a devida identificação da fonte.
  • 7. RECEITUÁRIOS DE ACORDO COM A Portaria SVS/MS nº 344/98 – CAPÍTULO V – DA PRESCRIÇÃO www.farmaceuticodigital.com NÃO é permitida a reprodução, parcial e/ou total, do material disponível no FD sem a devida identificação da fonte.
  • 8. RECEITUÁRIOS DE ACORDO COM A Portaria SVS/MS nº 344/98 – CAPÍTULO V – DA PRESCRIÇÃO www.farmaceuticodigital.com NÃO é permitida a reprodução, parcial e/ou total, do material disponível no FD sem a devida identificação da fonte. ♦REGRAS PARA AS NOTIFICAÇÕES DE RECEITA “C3”  O medicamento deve ser prescrito em receituário próprio - “Notificação de Receita de Talidomida” - acompanhado do Termo de Responsabilidade / Esclarecimento.  A “Notificação de Receita de Talidomida” tem validade por 20 (vinte) dias, a partir da data de sua emissão e só é válida no estado onde foi emitida.  A quantidade prescrita pode ser no máximo para 30 (dias) de tratamento.  O Termo de Responsabilidade/Esclarecimento deve preenchido e assinado pelo prescritor e paciente, em 3 (três) vias, sendo que a primeira via deve ficar retida no prontuário; a segunda via deve ser arquivada na farmácia e a terceira via deve ser entregue ao paciente.
  • 9. RECEITUÁRIOS DE ACORDO COM A Portaria SVS/MS nº 344/98 – CAPÍTULO V – DA PRESCRIÇÃO www.farmaceuticodigital.com NÃO é permitida a reprodução, parcial e/ou total, do material disponível no FD sem a devida identificação da fonte. ♦REGRAS PARA RECEITUÁRIO DE CONTROLE ESPECIAL
  • 10. RECEITUÁRIOS DE ACORDO COM A Portaria SVS/MS nº 344/98 – CAPÍTULO V – DA PRESCRIÇÃO www.farmaceuticodigital.com NÃO é permitida a reprodução, parcial e/ou total, do material disponível no FD sem a devida identificação da fonte. ♦ SOBRE ESTE MATERIAL: » Este Material é um Resumo sobre as Regras para os Receituários de Medicamentos Sob Controle Especial da Portaria SVS/MS nº 344/98 – CAPÍTULO V – DA PRESCRIÇÃO e foi produzido pelo blog/site Farmacêutico Digital para auxiliar os profissionais da saúde e a população sobre este assunto. » Se você quiser compartilhar, copiar ou imprimir este material. Fique à vontade! Informação tem que ser compartilhada! Apenas peço que não retire os créditos. » Link útil ANVISA Formulários: http://www.anvisa.gov.br/servicos/form/med/gemec/index.htm » Quaisquer observações, correções e/ou comentários sobre este material que você desejar acrescentar. Por favor, envie um email para  contato@farmaceuticodigital.com SOBRE O BLOG O Farmacêutico Digital é um blog/site destinado aos profissionais farmacêuticos e todos os profissionais de saúde que exercem sua profissão com ética e competência. O objetivo do blog/site é o de disponibilizar conteúdos para auxílio didático e prático relacionados a área de atuação do farmacêutico e também para ensinar de forma clara a todos os leitores sobre: medicamentos, farmacologia, saúde, bem estar e todos os assuntos pertinentes para promover o uso racional de medicamentos além de promover um atendimento de qualidade nos balcões das farmácias e drogarias. Uma tentativa de despertar na população a necessidade e a importância do uso racional dos medicamentos.

×