Petrobras: Oportunidades e Desafios           CÂMARA DOS DEPUTADOS            Comissão de Minas e Energia                 ...
Sumário   OPORTUNIDADES: O Brasil no Contexto Mundial   OPORTUNIDADES: A PETROBRAS, suas Reservas & Produção   OPORTUNIDAD...
BRASIL: Crescimento Doméstico em Exploração e Produção   Entre 2000 e 2011...                                             ...
BRASIL: Crescimento em Óleo e Gás Acima da Média Mundial                                                                  ...
Agregação de Reservas: Nosso Desafio Permanente         Índice de Reposição de Reservas (IRR) acima de 100% pelo 20º ano c...
Produção de Petróleo: Nosso Desafio Diário                 Produção nacional de óleo, LGN e gás natural triplicou em 20 an...
BRASIL: Crescimento Doméstico em Geração TermelétricaEntre 2000 e 2011...                                    CAPACIDADE IN...
Gás Natural para Usinas Termelétricas no PN 2011-2015:+25 MM m³/d para Novas Usinas, Dobrando o Consumo Potencial de 2011 ...
BRASIL: Crescimento em Fertilizantes Acima da Média Mundial                                                               ...
UFN III: Três Lagoas (MS). 1.223 mil t/ano de uréia e 70 mil t/ano de amônia.               UFN V: Uberaba (MG). 519 mil t...
BRASIL: Crescimento da Demanda de Derivados Acima da Média Mundial                                                        ...
Preços de Petróleo: Tensões Geopolíticas e Elevação do Brent Situação persiste e pode afetar a produção desses países, pre...
Preços de Petróleo: Tensões Geopolíticas e Elevação do Brent  Situação persiste e pode afetar a produção desses países, pr...
Orçamento de Investimentos              A conjuntura de preços internacionais não tem afetado a capacidade de investimento...
Requisitos de Conteúdo Local Associados aos Investimentos  Entre 2004 e 2011...                                           ...
Conteúdo Local em Exploração e Produção                                              SONDAS DE PERFURAÇÃO                 ...
Conteúdo Local em Exploração e Produção                                              SONDAS DE PERFURAÇÃO                 ...
Assessoria de Conteúdo Local e Projetos do PAC ligados à Presidência                                                      ...
Obrigada!CÂMARA DOS DEPUTADOS Comissão de Minas e Energia                               25 de Abril de 2012
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Oportunidades e Desafios - Comissão de Minas e Energia da Câmara dos Deputados

2,165 views
2,084 views

Published on

Apresentação da CEO Maria das Graças Silva Foster na Comissão de Minas e Energia da Câmara dos Deputados. 25/04/2012

Published in: Investor Relations
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
2,165
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
4
Actions
Shares
0
Downloads
29
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Oportunidades e Desafios - Comissão de Minas e Energia da Câmara dos Deputados

  1. 1. Petrobras: Oportunidades e Desafios CÂMARA DOS DEPUTADOS Comissão de Minas e Energia 25 de Abril de 2012
  2. 2. Sumário OPORTUNIDADES: O Brasil no Contexto Mundial OPORTUNIDADES: A PETROBRAS, suas Reservas & Produção OPORTUNIDADES: Geração Termelétrica a Gás Natural OPORTUNIDADES: O Crescimento do Consumo de Fertilizantes OPORTUNIDADES: Mercado de Derivados DESAFIO: O Imponderável DESAFIO: O Conteúdo Local nos Investimentos da PETROBRAS DESAFIO: Implementação de Ajustes Gerenciais Aprovados em 2011/12
  3. 3. BRASIL: Crescimento Doméstico em Exploração e Produção Entre 2000 e 2011... NO BRASIL +293% Blocos sob Concessão BLOCOS EXPLORATÓRIOS SOB BLOCOS EXPLORATÓRIOS SOB CONCESSÃO CONCESSÃO 122 479 190 (40%) 2000 2011 Petrobras +255% Empresas em EMPRESAS EM ATIVIDADE Exploração EMPRESAS EM ATIVIDADE EXPLORATÓRIA EXPLORATÓRIA 22 78 39 (50%) 2000 2011 Brasileiras +850% Produtoras Empresas EMPRESAS PRODUTORAS DE EMPRESAS PRODUTORAS DE ÓLEO EEGÁS ÓLEO GÁS 6 57 33 (58%) 2000 2011 Brasileiras Leis do Setor de Petróleo e Gás LEIS RELACIONADAS À LEIS RELACIONADAS À INDÚSTRIA DE PETRÓLEO, GÁS INDÚSTRIA DE PETRÓLEO, GÁS 2 8 NATURAL EEDERIVADOS NATURAL DERIVADOS 2000 2011Obs: Dados atuais com base em fev/12. Fonte ANP.
  4. 4. BRASIL: Crescimento em Óleo e Gás Acima da Média Mundial BRASIL MUNDO Entre 2000 e 2011... Reservas de Óleo e GN (bilhão boe) +73% +38% RESERVAS DE ÓLEO EEGN RESERVAS DE ÓLEO GN 17,0 1.958 2.711 MUNDO: +3,0% a.a. 9,9 MUNDO: +3,0% a.a. BRASIL: +5,1% a.a. BRASIL: +5,1% a.a. 2000 2011 2000 2011 Produção de Óleo (milhão bpb) PRODUÇÃO DE ÓLEO +73% +12% PRODUÇÃO DE ÓLEO MUNDO: +1,1% a.a. MUNDO: +1,1% a.a. 2,2 84,5 1,3 75,2 BRASIL: +5,1% a.a. BRASIL: +5,1% a.a. 2000 2011 2000 2011 CONSUMO DE DERIVADOS CONSUMO DE DERIVADOS Demanda por (milhão bpb) Derivados +32% +15% MUNDO: +1,3% a.a. MUNDO: +1,3% a.a. OCDE: -0,35% a.a. OCDE: -0,35% a.a. 2,9 88,8 NÃO-OCDE: +3,7% a.a. NÃO-OCDE: +3,7% a.a. 2,2 76,9 BRASIL: +2,5% a.a. BRASIL: +2,5% a.a. 2000 2011 2000 2011Fontes: BP Statistical Review, Agência Internacional de Energia, Oil & Gas Journal e ANP.OCDE: Organização de Cooperação e de Desenvolvimento Econômicos.
  5. 5. Agregação de Reservas: Nosso Desafio Permanente Índice de Reposição de Reservas (IRR) acima de 100% pelo 20º ano consecutivo: 152% em 2011Petrobras: Reservas Provadas no Brasil (bilhão boe) • Reserva/Produção 19,2 anos +3% • Apropriação de Reservas em 2011 15,28 15,71 Total: 1,24 bilhão boe 13,23 Pré-Sal: 0,98 bilhão boe +164% 9,65 Descobertas em 2011 e 2012 (•) 7,53 5,96 Espírito Espírito Campos Campos Santos Santos Santo Santo 1991 1995 2000 2010 2005 2011 Pós-sal Pós-sal Pós-sal Malombe Guanabara Patola Brigadeiro Tucura Pré-sal Sucesso Exploratório da Petrobras no Brasil Pé-de-moleque Pré-sal Abaré Quindim Gávea Biguá 59% • Tambuata Santo Forno Franco NW 57% 40% . Carioca Sela . NE de Tupi . Carcará 2009 2010 2011 . Dolomita Sul Pré-Sal: Índice de Sucesso Exploratório em 2011: 94%
  6. 6. Produção de Petróleo: Nosso Desafio Diário Produção nacional de óleo, LGN e gás natural triplicou em 20 anos: + 213% Petrobras: Produção de Petróleo e LGN +1% (bilhão boed) 2,00 2,02 1,68+213% 1,27 Maiores Campos Produtores Espírito Espírito 0,72 Campos Campos Santos Santos 0,65 Santo Santo 1991 2000 2005 2011 Golfinho Marlim Sul Lula 1995 2010 Camarupim Norte Roncador Baúna Camarupim Marlim Uruguá Produção (mbpd) Fev/12 Média Dez/11 Produção Produção Produção 2011 Espírito Santo: Campos: Santos: Pré-Sal - Mar 98 100 133 314 mbpd 495 mbpd 53 mbpd Pós-Sal - Mar 1.791 1.709 1.739 Referência: Fev/12 Terra 209 213 212 TOTAL 2.098 2.022 2.084
  7. 7. BRASIL: Crescimento Doméstico em Geração TermelétricaEntre 2000 e 2011... CAPACIDADE INSTALADA DE GERAÇÃO NO BRASIL (SIN) CAPACIDADE DE GERAÇÃO DE CAPACIDADE DE GERAÇÃO DE +729% Gás Natural ENERGIA A GÁS NATURAL ENERGIA A GÁS NATURAL (MW) BRASIL: +21,2% a.a. BRASIL: +21,2% a.a. 1.192 9.882 2000 2011 CAPACIDADE DE GERAÇÃO DE CAPACIDADE DE GERAÇÃO DE +124% ENERGIA A ÓLEO ENERGIA A ÓLEO (MW) Óleo 3.718 BRASIL: +7,6% a.a. BRASIL: +7,6% a.a. 1.662 2000 2011 CAPACIDADE DE GERAÇÃO DE CAPACIDADE DE GERAÇÃO DE Eólica ENERGIA EÓLICA (MW) ENERGIA EÓLICA 1.300 BRASIL: N/A. BRASIL: N/A. 0 2000 2011 LEIS RELACIONADAS AO SETOR Leis do Setor LEIS RELACIONADAS AO SETOR Elétrico ELÉTRICO ELÉTRICO 9 5 2000 2011
  8. 8. Gás Natural para Usinas Termelétricas no PN 2011-2015:+25 MM m³/d para Novas Usinas, Dobrando o Consumo Potencial de 2011 Fontes Demanda Demanda TermelétricaGÁS NACIONAL x2 76 (15,1 GW) 59 (10,7 GW) A contratar 38 9 25 (5,5 GW)GÁS DA BOLÍVIA (6,7 GW) 40 37 Flexível 25 13 13 11 Inflexível 2011 2015 2020GÁS NATURALLIQUEFEITO: GNL Fonte: Petrobras, PN 2011-15 A materialização de 5,5 GW depende de: • Realização dos Leilões pela EPE • Competitividade do Gás Natural frente às demais fontes (eólica, biomassa e PCH)
  9. 9. BRASIL: Crescimento em Fertilizantes Acima da Média Mundial BRASIL MUNDOEntre 2000 e 2011... Amônia (mil ton) Demanda por +32% +26% CONSUMO DE AMÔNIA CONSUMO DE AMÔNIA MUNDO: +2,1% a.a. MUNDO: +2,1% a.a. 414 548 130.077 163.274 BRASIL: +2,6% a.a. BRASIL: +2,6% a.a. 2000 2011 2000 2011 Ureia (mil ton) Demanda por CONSUMO DE UREIA +72% +43% CONSUMO DE UREIA MUNDO: +3,3% a.a. MUNDO: +3,3% a.a. 4.501 107.779 154.437 BRASIL: +5,0% a.a. 2.620 BRASIL: +5,0% a.a. 2000 2011 2000 2011 Sulfato de Amônio CONSUMO DE SULFATO DE CONSUMO DE SULFATO DE +23% +20% Demanda por AMÔNIO AMÔNIO (mil ton) MUNDO: +1,6% a.a. MUNDO: +1,6% a.a. 1.908 2.339 17.872 21.363 BRASIL: +1,9% a.a. BRASIL: +1,9% a.a. 2000 2011 2000 2011 Demanda Outros CONSUMO DE FERTILIZANTES +73% +31% CONSUMO DE FERTILIZANTES Potássicos POTÁSSICOS (mil ton) POTÁSSICOS 4.431 22.220 29.200 MUNDO: +2,5% a.a. 2.562 MUNDO: +2,5% a.a. BRASIL: +5,1% a.a. BRASIL: +5,1% a.a. 2000 2011 2000 2011 Fontes: ANDA/MDIC para dados do Brasil e Fertecon, CRU e IFA para dados internacionais.
  10. 10. UFN III: Três Lagoas (MS). 1.223 mil t/ano de uréia e 70 mil t/ano de amônia. UFN V: Uberaba (MG). 519 mil t/ano de amônia.Estágio: Execução da Obra Estágio: TerraplenagemEntrada em Operação: Dezembro/14 Entrada em Operação: Setembro/15Conteúdo Local: 67% Conteúdo Local: 68% Estaqueamento Pipe Rack da Unidade de Amônia – UFN III (Mar/12) Terraplenagem: Corte no Platô 2 – UFN V (Abr/12) Sulfato de Amônio: FAFEN-SE. 303 mil t/ano de sulfato de amônio. Ácido Sulfúrico produzido pela Refinaria Abreu Lima. Percentual do Mercado BrasileiroEstágio: Execução da Obra Atendido por ImportaçõesEntrada em Operação: Maio/13Conteúdo Local: 75% -7 p.p. -28 p.p. -44 p.p. 83 67 73 76 58 51 42 39 % 14 Amônia Ureia Sulfato de Amônio 2011 2015 2020 Montagem da Forma da Viga da Sala de Operadores (Abr/12)
  11. 11. BRASIL: Crescimento da Demanda de Derivados Acima da Média Mundial BRASIL MUNDOEntre 2000 e 2011... Gasolina (mbpd) Demanda por +49% +15% CONSUMO DE GASOLINA CONSUMO DE GASOLINA MUNDO: +1,3% a.a. MUNDO: +1,3% a.a. 315 469 19.616 22.533 BRASIL: +3,7% a.a. BRASIL: +3,7% a.a. 2000 2011 2000 2011 Diesel (mbpd) Demanda por CONSUMO DE DIESEL +43% +29% CONSUMO DE DIESEL MUNDO: +2,3% a.a. MUNDO: +2,3% a.a. 896 26.072 626 20.220 BRASIL: +3,3% a.a. BRASIL: +3,3% a.a. 2000 2011 2000 2011 CONSUMO DE QAV +53% -2% Demanda por QAV (mbpd) CONSUMO DE QAV MUNDO: -0,2% a.a. MUNDO: -0,2% a.a. 121 6.506 79 6.393 BRASIL: +4,0% a.a. BRASIL: +4,0% a.a. 2000 2011 2000 2011 Óleo Combustível CONSUMO DE ÓLEO -56% -18% Demanda por CONSUMO DE ÓLEO COMBUSTÍVEL (mbpd) COMBUSTÍVEL 189 9.675 7.958 MUNDO: -1,8% a.a. MUNDO: -1,8% a.a. 84 BRASIL: -7,1% a.a. BRASIL: -7,1% a.a. 2000 2011 2000 2011 Fontes: Petrobras para os dados do Brasil e Woodmackenzie para dados internacionais.
  12. 12. Preços de Petróleo: Tensões Geopolíticas e Elevação do Brent Situação persiste e pode afetar a produção desses países, pressionando o preço nos próximos anos. Síria Líbia Iraque Irã Sudão Iêmen
  13. 13. Preços de Petróleo: Tensões Geopolíticas e Elevação do Brent Situação persiste e pode afetar a produção desses países, pressionando o preço nos próximos anos. 160 140 Média 2010: Média 2011: 133 130 140 US$ 80 / bbl US$ 111 / bbl 120 123 117 Síria 119 113 100 105 Líbia Iraque 109 IrãUS$/bbl Sudão 100 80 Iêmen 91 94 87 77 79 76 60 Média 2012: Previsores Max. - US$ 130 / bbl 40 Petrobras - US$ 119 / bbl Previsores Min. - US$ 101 / bbl 20 Realizado Projeção Petrobras 0 1T10 2T10 3T10 4T10 1T11 2T11 3T11 4T11 1T12 2T12 3T12 4T12
  14. 14. Orçamento de Investimentos A conjuntura de preços internacionais não tem afetado a capacidade de investimentos da Petrobras Orçamento de Investimentos 2012 Investimentos Realizados Petrobras R$ 87,5 bilhões (R$ bilhão) 1,4 1,4 4,2 1,3 +19% a.a. 4,4 +21% +8% -5% 88 88* +32% 76 73 71 R$ bilhão +18% +34% 41,8 53 +31% 45 +18% +18% 34 22 26 18 33,0 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 * Orçamento Aprovado para 2012. E&P Internacional Corporativo Plano de Negócios 2011-2015: Abastecimento Distribuição Gás & Energia Biocombustível US$ 224,7 bilhões (R$ 431,7 bilhões) Fonte: Site de Relações com Investidores. Histórico de investimentos nominais em US$Fonte: Site de Relações com Investidores. convertidos pela cotação média de cada ano.
  15. 15. Requisitos de Conteúdo Local Associados aos Investimentos Entre 2004 e 2011... INDICADOR DE CONTEÚDO LOCAL CONSOLIDADO PELO PROMINP EXPLORAÇÃO EEPRODUÇÃO EXPLORAÇÃO PRODUÇÃO Conteúdo Local • • Plataformas, sondas de perfuração, equipamentos Plataformas, sondas de perfuração, equipamentos +6 p.p. submarinos, gasodutos e eoleodutos de escoamento submarinos, gasodutos oleodutos de escoamento E&P (%) da produção, unidades de processamento de gás da produção, unidades de processamento de gás natural. 55 62 natural. 2004 2011 +10 p.p. Conteúdo Local ABASTECIMENTO Abastecimento ABASTECIMENTO • • Refinarias, unidades petroquímicas, navios de óleo Refinarias, unidades petroquímicas, navios de óleo 82 92 (%) cru e e derivados. cru derivados. 2004 2011 Conteúdo Local GÁS EEENERGIA +20 p.p. Gás e Energia GÁS ENERGIA • • Gasodutos, estações de compressão, usinas Gasodutos, estações de compressão, usinas (%) termelétricas. termelétricas. 70 90 2004 2011Fontes: PROMINP
  16. 16. Conteúdo Local em Exploração e Produção SONDAS DE PERFURAÇÃO Sondas Importadas: Conteúdo Local ZERONúmero de Sondas (LDA > 2.000m) 40 26 +14 +8 16 +10 +2 7 +1 8 5 2007 2008 2009 2010 2011 2012 33 Novas Sondas Nacionais a Partir de 2016: Conteúdo Local entre 55% e 65%Número de Sondas (LDA > 2.000m) +9 +9 +8 +6 +1 2016 2017 2018 2019 2020
  17. 17. Conteúdo Local em Exploração e Produção SONDAS DE PERFURAÇÃO UEPs: UNIDADES ESTACIONÁRIAS DE PRODUÇÃO Sondas Importadas: Conteúdo Local ZERO UEPs Entregues Até 2012: Conteúdo Local ZERO 124 126 122Número de Sondas (LDA > 2.000m) 40 +2 Número de UEPs Disponíveis 117 +5 +2 +3 112 109 +5 26 +14 +8 16 +10 +2 7 +1 8 5 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2007 2008 2009 2010 2011 2012 O conteúdo local exigido nas rodadas 0 (1998), 1 (1999) e 2 (2000) para os projetos de desenvolvimento da produção variava de 0% a 30%. 33 Novas Sondas Nacionais a Partir de 2016: 21 Novas UEPs Nacionais a Partir de 2013: Conteúdo Local entre 55% e 65% Conteúdo Local entre 63% e 65% Nº de UEPs que Estarão DisponíveisNúmero de Sondas (LDA > 2.000m) +9 +9 +6 +8 +5 +5 +6 +4 +1 +1 0 2016 2017 2018 2019 2020 2013 2014 2015 2016 2017 2018
  18. 18. Assessoria de Conteúdo Local e Projetos do PAC ligados à Presidência Projetos Integrados Presidente PETROBRAS Rota Cabiúnas 2 Ampliaçã P-67 FPSO o TECAB Relato dos indicadores de Mangarat Conteúdo Local dos iba Sapinhoá projetos de investimento e Norte operação Assessor da Assessor da Presidente P-68 Presidente para Conteúdo Local e para PAC PROMINP Orientações, desdobramentos e metodologia de cálculo Informações de Conteúdo Local Gerência de Capacitação Gerência de Conteúdo Local Profissional da Indústria COMISSÃO DE E&P ABAST G&E INT Informações de integração CONTEÚDO LOCAL MAT ENG CENPES FIN Composta pelos Gerentes das estruturas responsáveis pelo Conteúdo Local em cada Área, sob coordenação do Assessor da PresidenteGerentes das estruturas responsáveis pelo Conteúdo Local em cada área deNegócio
  19. 19. Obrigada!CÂMARA DOS DEPUTADOS Comissão de Minas e Energia 25 de Abril de 2012

×