• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Private Content
Edição 29 - Petrobras em Ações - n° 04/2008
 

Edição 29 - Petrobras em Ações - n° 04/2008

on

  • 536 views

 

Statistics

Views

Total Views
536
Views on SlideShare
523
Embed Views
13

Actions

Likes
0
Downloads
2
Comments
0

2 Embeds 13

http://www.petrobras.com.br 11
http://petrobras.homolog.riweb.com.br 2

Accessibility

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Edição 29 - Petrobras em Ações - n° 04/2008 Edição 29 - Petrobras em Ações - n° 04/2008 Document Transcript

    • Relacionamento com Investidores • Ano VII • nº 29 Petrobras em Ações Petrobras em Ações DESTAQUES Produção recorde em setembro I A produção média de petróleo no Brasil Petrobras faz outra em setembro atingiu o recorde mensal de 1.897.563 barris/dia, superando em 12,4 mil grande descoberta e inicia barris, ou 1%, o volume extraído no mês anterior. Em relação ao mesmo mês do ano produção no pré-sal passado, o aumento foi de 7,26%. O volume médio total nos campos nacionais e no A Petrobras comprovou mais exterior chegou a 2.450.610 barris de óleo equivalente por dia (boe), um crescimento uma expressiva descober- de 7,6% sobre setembro de 2007. ta de óleo leve (30 ºAPI) na área do pré-sal no litoral do Primeiro posto no Japão Espírito Santo. O volume re- I A Petrobras vai entrar no mercado de cuperável das descobertas é distribuição de combustíveis na Ásia: no estimado entre 1,5 e 2 bi- início de 2009 será inaugurado o primeiro posto de combustível com bandeira lhões de barris de óleo Petrobras no Japão. Os novos negócios equivalente (boe). internacionais da Companhia na região Os reservatórios estão entre incluem ainda a expansão da participação no 4.200 e 4.800 metros de profun- mercado japonês para o etanol brasileiro. didade no local denominado A empresa de energia em 2007 Parque das Baleias. Esses I A Petrobras foi a grande vencedora do excelentes resultados, as ótimas Petroleum Economist Awards, premiação respostas do Teste de Longa anual da revista de mesmo nome, uma das Duração (TLD) e as facilidades mais respeitadas publicações do setor, às logísticas já instaladas e em insta- empresas e profissionais que se destacaram ao longo do ano. O presidente José Sergio lação levaram a Companhia a Gabrielli foi escolhido o Executivo do Ano, intensificar os estudos para acele- na área de Energia, e a Companhia foi rar a produção. ainda finalista na categoria Comunicação com Seus Diferentes Públicos. Início da produção Melhores & Maiores Teve início em setembro a produção do primeiro óleo da camada pré- I Petrobras, Petrobras Distribuidora, Liquigás sal, no campo de Jubarte, também no litoral do Espírito Santo. Essa opera- e Transpetro estão entre as empresas ção representa um investimento de cerca de R$ 50 milhões. líderes de mercado e em indicadores O FPSO JK (P-34), batizado em homenagem ao ex-presidente Juscelino econômicos, segundo ranking da publicação Kubitschek, produz desde dezembro de 2006, em um reservatório locali- Exame, que divulga anualmente as líderes do país em diversos segmentos de negócios. zado acima da camada de sal. Está sendo feito um TLD para observar o A Petrobras foi campeã no ranking de comportamento do óleo do pré-sal, tanto no reservatório como na planta 500 Maiores em Vendas, Receitas Líquidas, de processo da plataforma, que deve durar de seis meses a um ano. Patrimônio Líquido Ajustado e Capital Aberto Nos últimos dois anos, a Petrobras investiu cerca de R$ 1,7 bi- por Valor de Mercado. lhão na perfuração de 15 poços que atingiram a camada pré-sal. Oito Mais admiradas do Brasil já foram testados e indicaram presença de petróleo leve de alto valor I A revista Carta Capital promoveu a comercial e grande quantidade de gás natural associado, mas ainda não 11ª edição do prêmio As Empresas Mais tiveram declarada a comercialidade, estando em fase de avaliação. Admiradas no Brasil. A Petrobras foi reconhecida como a mais admirada em relação ao compromisso com o país e com a solidez financeira e obteve o terceiro lugar Terminal Duas novas Mais uma no ranking das Dez Mais. A Petrobras Distribuidora também saiu vitoriosa na de GNL é usinas de termelétrica no categoria Distribuidora de Combustíveis. inaugurado biodiesel Nordeste PÁG. 3 PÁG. 3 PÁG. 4
    • LUCRATIVIDADE Resultados do terceiro trimestre de 2008 N o terceiro trimestre de 2008, o a área de Exploração e Produção, prio- queda de 5% para o mesmo período, lucro líquido da Petrobras foi rizando o desenvolvimento da sua em função do menor volume de pro- recorde e alcançou R$ 10 bi- capacidade de produção de petróleo e dução internacional de derivados. lhões 852 milhões, 96% superior gás natural. O custo de extração da Companhia, ao mesmo período de 2007. Este resulta- Seguindo a tendência internacional, calculado em reais e sem considerar do se deve ao aumento da produção, os reajustes de 10% e 15%, em maio de participações governamentais, apre- assim como dos preços médios de reali- 2008, nos preços da gasolina e do diesel sentou aumento de 11% na compa- zação de petróleo, dos derivados e das aumentaram o preço médio de realiza- ração entre os nove primeiros meses de exportações. A receita operacional líqui- ção de derivados em reais em 14% nos 2007 e 2008, explicado pelos maiores da registrou avanço de 35%, quando nove primeiros meses de 2008 em rela- custos com encargos e pessoal, parcial- comparada ao mesmo período do ano ção a 2007. O preço do petróleo Brent mente compensado com menores gas- anterior, atingindo R$ 168 bilhões apresentou variação maior (66% em tos com materiais e serviços. 921 milhões. dólar) no mesmo período. Assim, as O nível de endividamento medido A produção doméstica de petróleo e margens de refino ficaram comprimidas. por meio do EBITDA se manteve baixo gás natural aumentou 5% nos nove A produção doméstica de derivados (0,59 no terceiro trimestre de 2008), primeiros meses de 2008, em compa- subiu 1% nos nove primeiros meses de demonstrando elevada capacidade de ração com 2007. A produção interna- 2008, em comparação a 2007. A utili- pagamento de financiamento median- cional de petróleo e gás natural, por zação da capacidade instalada no Brasil te geração de caixa. Esse índice de- sua vez, foi 7% menor. A produção to- aumentou e alcançou 92%. A produ- monstra que a Companhia necessita de tal de petróleo e gás natural, incluindo ção internacional de derivados teve cerca de sete meses de geração de Brasil e exterior, nos nove primeiros queda de 31%, em função da venda caixa para saldar sua dívida líquida. meses de 2008, foi 4% superior ao das refinarias da Bolívia, em 2007, e de Em decorrência da crise econômica mesmo período de 2007. paradas programadas em refinarias da mundial, o valor de mercado da Petro- Nos primeiros nove meses de 2008 Argentina e EUA. bras seguiu uma tendência de queda no os investimentos totais alcançaram Nos primeiros nove meses, as vendas terceiro trimestre, fechando a R$ 344 R$ 34 bilhões e 50 milhões, represen- totais no mercado interno cresceram bilhões. As ações e os recibos da Com- tando um aumento de 11% em re- 8% em relação a igual período de 2007. panhia acompanharam o desempenho lação ao mesmo período de 2007. A As exportações apresentaram aumento negativo da Bovespa e do Índice Dow Companhia continua direcionando a de 1% em relação a 2007, enquanto as Jones no terceiro trimestre e no acumula- maior parte de seus investimentos para vendas internacionais apresentaram do dos nove primeiros meses do ano. Variação Nominal das Ações Dados Econômico-Financeiros RESULTADOS & RETROSPECTIVA 3º Trimestre 1. 000 Em R$ Milhões 2008 2007 Variação (%) 540% (Petrobras ON) Vendas brutas 81,482 56,572 44 900 505% (Petrobras PN) Vendas líquidas 67,460 44,469 52 800 340% (Ibovespa) Lucro bruto 20,703 17,705 17 700 Lucro operacional * 12,581 10,286 22 600 Lucro líquido 10,852 5,528 96 Lucro líquido por ação (R$) 1.24 0.63 97 500 Geração de caixa operacional 13,013 9,662 35 400 Ebitda 15,680 13,075 20 300 Valor de mercado (controladora) 344,092 285,333 21 200 Total de investimentos 13,151 10,811 22 100 Endividamento líquido 37,549 24,533 53 Estrutura de capital (capital de terceiros 0 líquido / passivo total líquido) 46% 46% 0 pp Dez-02 Fev-03 Abr-03 Jun-03 Ago-03 Out-03 Dez-03 Fev-04 Abr-04 Jun-04 Ago-04 Out-04 Dez-04 Fev-05 Abr-05 Jun-05 Ago-05 Out-05 Dez-05 Fev-06 Abr-06 Jun-06 Ago-06 Out-06 Dez-06 Fev-07 Abr-07 Jun-07 Ago-07 Out-07 Dez-07 Fev-08 Abr-08 Jun-08 Ago-08 * Antes do resultado financeiro, da equivalência patrimonial e dos impostos. * Variação Real Acumulada Resultados Operacionais 2.400% I Ibovespa 3º Trimestre 1.970,0% I Petrobras PN Em mil barris de óleo equivalente/dia 2008 2007 Variação (%) 1.900% I Petrobras ON Produção total de petróleo, LGN e gás natural 2.437 2.309 6 1.400% Produção total de derivados 2.006 2.027 (1) Exportação líquida de petróleo e derivados (36) 57 - 900% 762,9% Capacidade de utilização das refinarias – no Brasil 93% 91% 2 pp 400% 231,6% 270,4% 173,6% 121,4% -2,8% 6,1% 9,0% Capacidade de utilização das refinarias – no exterior 63% 93% -30 pp -100% 10 Anos 5 Anos 1 Ano Participação do óleo nacional na * Como deflator foi utilizado o IGP-DI carga processada 76% 78% -2 pp
    • BIODIESEL Inauguração de usinas de biodiesel e entrega da primeira produção comercial oram inauguradas recentemen- trabalho e renda para 55 mil agri- F te as primeiras usinas de pro- dução comercial de biodiesel da Petrobras, em Candeias (BA) e em cultores familiares, contratados para fornecer a matéria-prima, com apoio da Petrobras. Quixadá (CE), às quais irá se somar a A Companhia entregou sua primei- planta industrial de Montes Claros ra produção comercial de biodiesel. (MG), atualmente em fase de monta- O carregamento saiu no dia 3 de ou- gem. As unidades integram a Petrobras tubro da Usina de Candeias, com Biocombustível, subsidiária criada para 44.780 litros. A entrega faz parte da concentrar os projetos dessa área. produção vendida pela empresa nos As três usinas têm a mesma capaci- leilões de biodiesel da Agência Nacional dade de produção: 57 milhões de de Petróleo, Gás Natural e Biocom- litros por ano. Juntas, somam investi- bustíveis (ANP), que totaliza 8 milhões mentos de R$ 295 milhões, gerando de litros. EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO NOVA FRONTEIRA Petrobras participa de Novas descoberta em Angola plataformas são batizadas A Companhia descobriu petróleo no bloco 15/06, em águas profundas angolanas, no qual possui 5% de participação. A descoberta ocorreu no poço N’Goma-1, localizado a cerca de 350 quilômetros de Luanda, capital do país. A Sonangol E.P. é a concessionária do bloco e a Eni Angola a Petrobras batizou duas no- operadora, com 35% de interesse. O petróleo extraído tem densidade de 22,5 ºAPI. A Petrobras iniciou sua atuação em Angola em 1979. A Companhia A vas plataformas. Em outu- bro, foi inaugurada a P-51, a primeira plataforma semi-submersí- aposta fortemente no potencial do país e tem investimentos previstos de US$ 900 vel construída integralmente no Bra- milhões para o período 2008-2012, de acordo com o atual Plano de Negócios. sil e programada para operar no campo de Marlim Sul, na Bacia de Campos (RJ). Em 2010, quando atingir sua capacidade operacional máxima, de 180 mil barris de pe- Terminal de GNL no Ceará tróleo e 6 milhões de m³ de gás por dia, a P-51 será responsável por cerca de 8% da produção na- E m agosto, foi inaugurado o primeiro terminal de rega- cional de petróleo. A nova uni- seificação de Gás Natural dade integra o Plano de Antecipação Liquefeito (GNL) do país. O da Produção de Gás Natural e será empreendimento está instalado no estratégica para o aumento da ofer- Porto Pecém, no município de São ta ao mercado brasileiro. Gonçalo do Amarante, no Ceará. No mês anterior, foi batizada a Com um projeto inédito no mundo, plataforma P-53, programada este terminal dá início à atuação da para operar no campo de Petrobras como agente no mercado Marlim Leste, também internacional de GNL. na Bacia de Campos. Sua O terminal tem capacidade para construção gerou cerca regaseificar 7 milhões de m³/dia. de 4.500 empregos dire- O GNL será utilizado para atender tos e 15 mil indiretos, e prioritariamente usinas termelétricas 75% de seu conteúdo e permitirá ao país maior flexibilida- foram fornecidos pela in- de e segurança na oferta de gás dústria nacional. Impor- natural aos mercados térmico e não- tante para a manutenção térmico. Até o final de 2008, o se- da auto-suficiência brasi- gundo terminal de regaseificação da leira, a P-53 terá capaci- Petrobras será inaugurado na Baía dade de produção seme- de Guanabara (RJ). lhante à da P-51.
    • PAINEL DE NOTÍCIAS Petrobras debate as Oito Metas do Milênio O presidente da Petrobras, José Sergio Gabrielli, participou em Nova York de debate promovido pela Organização das Nações Unidas (ONU) para assegurar o alcance, em 2015, dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio, falando sobre o tema ‘Pobreza e Fome’. Estiveram presentes, além de líderes empresariais, cerca de cem chefes de Estado e de Governo e de entidades não-governamentais. Durante o encontro, foram discutidos os progressos alcançados desde que, em 2000, na mesma cidade, as Oito Metas do Milênio foram aprovadas por 124 chefes de Estado e de Governo, inclusive o Brasil. L ançad o nov o Reconhecimento die s el par a náu t ic a merecido A Petrobras Distribuidora A Petrobras foi mais uma vez pre- lançou o Lubrax Náutica Diesel. miada com o Troféu Transparência, O novo produto, que vem se juntar oferecido pela Associação Nacional dos ao Lubrax Náutica e ao Lubrax Náutica Executivos de Finanças, Administração Syntonia (para motores de dois e Contabilidade, Fundação Instituto de tempos), destina-se ao segmento Pesquisas Contábeis, Atuariais e Fi- náutico de esporte e lazer, especifica- nanceiras e Serasa. O prêmio incentiva mente motores de quatro tempos a transparência corporativa por meio movidos a diesel. A Companhia do fornecimento de informações finan- também já produz um diesel específico ceiras de qualidade e representa uma para este mercado, o Verana. importante certificação de qualidade contábil, além de ser referência de cre- dibilidade para o mercado. A Compa- nhia está entre as dez empresas de ca- Termelétrica e refinaria no Rio Grande do Norte pital aberto do país que mais se Em setembro, no Rio Grande do Norte, a Petrobras inaugurou a Usina destacaram por suas demonstrações Termelétrica Jesus Soares Pereira e celebrou protocolo de implantação da financeiras em 2007. Refinaria Clara Camarão. A Petrobras foi também a grande vencedora do Anuário Valor 1000, pu- Instalada no município de Alto do Rodrigues, blicação do jornal Valor Econômico a usina é um importante empreendimento que destaca as empresas mais eficien- para aumentar a oferta de energia elétrica tes em 25 setores da economia. Além na Região Nordeste e diversificar as fontes da vitória no segmento Petróleo e Gás, nacionais de geração de energia. Com a a Companhia foi eleita a Empresa de nova refinaria, o Estado, que é o maior Valor, prêmio máximo concedido à em- produtor de petróleo em terra do país e presa que obtém as maiores pontua- já é auto-suficiente nos demais ções em indicadores como finanças, derivados, também será em gasolina. governança corporativa e responsabi- lidade socioambiental. Brazil Day em Nova York m 28 de outubro, em Nova York, foi ção na qual o Brasil já conta com o In- E realizada a quarta edição do Bra- zil Day, evento promovido a cada dois vestment Grade. A Petrobras foi representada pelo anos para discutir as tendências do gerente executivo de Relações com In- mercado de capitais brasileiro. É uma vestidores, Theodore Helms, que apre- oportunidade para investidores discu- sentou uma palestra sobre os princi- tirem questões da economia brasileira pais investimentos da Companhia e se nos Estados Unidos. Foi a primeira edi- reuniu com acionistas. Informativo publicado pela Gerência de Relacionamento com Investidores da Petrobras • Gerente executivo: Theodore Helms • Editor e jornalista responsável: Cláudio Paula (RJ-21059-JP) • Redação: Luciana Guilliod e Orlando Gonçalves Jr. • Colaboração: Alexandre Cunha • Contato: Suporte ao Acionista Tels.: (21) 3224-1540/4914 e 0800 282 1540 • Fax: (21) 2262-3678 • Endereço: Av. República do Chile, 65 / Sala 2202-B • Centro – Rio de Janeiro – RJ – 20031-912 • E-mail: acionistas@petrobras.com.br • Projeto gráfico e diagramação: Estúdio Matiz Visite nosso site www.petrobras.com.br/ri