Edição 20 - Petrobras em Ações - n° 01/2006
 

Edição 20 - Petrobras em Ações - n° 01/2006

on

  • 874 views

 

Statistics

Views

Total Views
874
Views on SlideShare
864
Embed Views
10

Actions

Likes
0
Downloads
1
Comments
0

2 Embeds 10

http://www.petrobras.com.br 8
http://petrobras.homolog.riweb.com.br 2

Accessibility

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Edição 20 - Petrobras em Ações - n° 01/2006 Edição 20 - Petrobras em Ações - n° 01/2006 Document Transcript

  • Petrobras em Ações RELACIONAMENTO COM INVESTIDORES • ANO VI • N º 20 / MARÇO 2006 DESTAQUES Valor de Mercado I A Petrobras obteve a melhor classificação entre Um ano de realizações as cinco empresas brasileiras incluídas no ranking A FT Global do jornal inglês Financial Times, de Petrobras conquistou importantes recordes em 2005: um lucro acordo com o seu valor de mercado, ficando com a consolidado de R$ 23,7 bilhões, 40% maior que em 2004 – 113ª posição global. A maior companhia do mundo, resultado do aumento da produção e da alta do preço do petró- segundo a publicação, é a General Electric – GE. leo no mercado internacional – e um investimento de R$ 25,7 bilhões, O valor de mercado da Petrobras, na data considerada pela publicação (21/12/2005), era de US$ 74 bilhões, 14% acima do realizado no ano anterior. A produção de petróleo e gás o equivalente a R$ 172 bilhões. Em janeiro de 2006, natural, no Brasil e no exterior, atingiu a média diária de 2.217 mil bar- este valor já atingia R$ 218 bilhões. ris de óleo equivalente, volume 10% maior do que o obtido em 2004. Novos Campos “O ano de 2005 foi importante não só pelo fantástico I Mais três campos de petróleo leve e gás tiveram comercialidade declarada no final de 2005: Uruguá lucro, mas também pela consolidação de uma política e Tambaú, na Bacia de Santos, em frente à cidade do de investimentos que vai garantir o crescimento futuro Rio de Janeiro, em águas de 1.000 a 1.400 metros da companhia”, afirmou o presidente da Petrobras, José Sergio de profundidade, e Canapu, na bacia marítima do Gabrielli, ao anunciar os resultados. Em 2006 a Petrobras pretende inves- Espírito Santo. Uruguá tem uma acumulação de óleo tir R$ 38 bilhões, quase 50% a mais do que em 2005. leve de 33º API, e outra de gás. Tambaú tem gás Como resultado dos investimentos em exploração e produção foram e Canapu tem óleo, condensado e gás. Com isso, a Petrobras registrou a comercialidade de cinco registradas importantes descobertas de petróleo e gás nas Bacias de San- novos campos em 2005, contando com Papa Terra, tos, Espírito Santo e Campos – como o campo gigante de Papa Terra, na Bacia de Campos, e Inhambu, na parte terrestre com volumes recuperáveis de 700 milhões a um bilhão de barris de óleo do Espírito Santo. equivalente. No exterior, além da aquisição de mais blocos exploratórios Juros sobre o Capital na Líbia, Nigéria e Venezuela, a Petrobras adquiriu 53 blocos em águas I Em 2006 foram pagas aos acionistas duas americanas no Golfo do México. antecipações de Juros sobre o Capital Próprio, sendo No refino – setor bastante lucrativo devido às altas margens de lucro R$ 0,5013 por ação, em 5 de janeiro, e R$ 0,5180 por do óleo pesado – continuam as obras de modernização das refinarias para ação, em 22 de março, sendo retido o imposto de aumentar o processamento de óleo pesado. E foi lançada a pedra funda- renda na fonte conforme alíquotas vigentes, exceto para acionistas imunes e isentos. Essas antecipações mental para a construção da primeira refinaria projetada para cargas serão descontadas da remuneração total a ser pesadas no país, em Pernambuco. Na média do ano, 80% do óleo distribuída relativa ao exercício social de 2005. processado em nossas refinarias foi produzido pela própria companhia, cujos produtos derivados foram vendidos Biodiesel I A Petrobras antecipou-se à Lei sobre a introdução ao preço médio de US$ 58,61 por barril. do biodiesel na matriz energética brasileira e firmou O diretor financeiro, Almir Barbassa, contrato em fevereiro com quatro empresas detentoras considerou correta a política de do selo “Combustível Social”, que promovem a inclusão preços praticada pela companhia: social, para a compra de 65,3 milhões de litros “Acompanhamos os preços interna- em 2006. Essa aquisição marca o início da adição de biodiesel ao óleo diesel comercializado pelas cionais sem transferir para a economia distribuidoras, para que seja atingido, até 2008, nacional as volatilidades do mercado o percentual de 2% estabelecido na lei 11.097/05. externo”, disse ele. Geração Um plano Nova de caixa para o fronteira operacional refino exploratória PÁG. 2 PÁG. 3 PÁG. 4
  • LUCRATIVIDADE Geração de caixa garante investimentos A Petrobras apurou lucro líquido mestre. No entanto, este resultado consolidado de R$ 23,7 bilhões ainda foi insuficiente para evitar o saldo em 2005, 40% superior ao obti- negativo de US$ 130 milhões. Em 2004, do em 2004. A excelente performance o saldo negativo chegou a US$ 3,1 bi- operacional da Companhia proporcio- lhões. As vendas líquidas totalizaram nou geração de caixa operacional de R$ 38,6 bilhões no quarto trimestre de R$ 36,6 bilhões no ano e possibilitou 2005, indicando um aumento de 31% um investimento de R$ 25,7 bilhões. sobre o mesmo trimestre de 2004. O lucro líquido consolidado no quarto O resultado de 2005 permite ao trimestre de 2005 chegou a R$ 8,1 bi- Conselho de Administração propor à lhões, superando em 92% o registrado Navio de produção (FPSO) P.48 no campo de Assembléia Geral de Acionistas (AGO) no ano anterior. O lucro operacional Caratinga na Bacia de Campos uma distribuição de dividendos de atingiu R$ 10,1 bilhões, 48% maior do R$ 7,0 bilhões (R$ 1,60 por ação). que o registrado no mesmo período 2004, apresentando uma média de Nestes dividendos estão incluídos juros de 2004. 274 mil boe/dia. A carga fresca de pe- sobre o capital próprio de R$ 5,5 bi- Em 2005 a produção média de pe- tróleo processada nas refinarias no país lhões (R$ 1,25 por ação), sujeitos à tróleo no país foi de 1 milhão 684 mil foi recorde em 2005, com a média de retenção de imposto de renda na fon- barris por dia, 13% acima do produzi- 1.727 mil barris/dia. te de 15%, exceto para os acionistas do em 2004, como conseqüência do O crescimento da produção nacio- imunes e isentos, dos quais R$ 4,4 bi- início de operação de plataformas nos nal, ao longo de 2005, contribuiu posi- lhões já disponibilizados aos acionis- Campos de Marlim Sul, Barracuda e tivamente para a balança comercial da tas. A data para pagamento do saldo Caratinga. A produção nacional de gás Companhia, que registrou um superá- (R$ 2,6 bilhões) será determinada natural aumentou 3% em relação a vit de 126 mil barris/dia no quarto tri- pela AGO, em 3 de abril de 2006. Variação Nominal das Ações Dados Econômico-Financeiros RESULTADOS & RETROSPECTIVA Em R$ Milhões 2005 2004 Variação (%) 305.2% (Petrobras PN) Vendas brutas 179.065 150.440 19 291,6% (Petrobras ON) Vendas líquidas 136.605 111.128 23 240,6% (Ibovespa) Lucro bruto 59.497 46.059 29 430 Lucro operacional* 39.773 29.930 33 Lucro líquido 23.725 16.887 40 380 Lucro líquido por ação (R$) 5,41 3,85 41 330 Geração de caixa operacional 36.594 23.153 58 280 Ebitda 47.808 36.798 30 Valor de mercado (controladora) 173.584 112.458 54 230 Total de investimentos 25.710 22.549 14 180 Endividamento líquido 24.825 35.816 -31 Estrutura de capital 130 (capital de terceiros / passivo total) 52% 58% -6 pp 80 Preço / lucro ** (preço da ação / lucro líquido por ação) 7,54 6,62 14 Dez-05 Jan-06 Jun-05 Jul-05 Ago-05 Set-05 Out-05 Nov-05 Abr-05 Mai-05 Mar-03 Mar-04 Mar-05 Dez-02 Jan-03 Fev-03 Jun-03 Jul-03 Ago-03 Set-03 Out-03 Nov-03 Dez-03 Jan-04 Fev-04 Mai-04 Jun-04 Jul-04 Ago-04 Set-04 Out-04 Nov-04 Dez-04 Jan-05 Fev-05 Mai-03 Abr-03 Abr-04 Dividend Yield ** (dividendos / preço da ação) 3,9% 4,5% -0,6 pp * Antes das receitas e despesas financeiras e da equivalência patrimonial ** Indicadores disponibilizados a partir da edição nº 04/2003 (referência: ação ordinária) Variação Real Acumulada* Resultados Operacionais 1.500% 1.346,0% I Petrobras ON Em mil barris de óleo equivalente/dia 2005 2004 Variação (%) 1.300% I Petrobras PN Produção de óleo, LGN e condensado I Ibovespa e gás natural 2.217 2.020 10 1.100% Produção de derivados 1.839 1.797 2 900% Exportação líquida de petróleo 700% 614,5% e derivados 58 (150) – 500% Capacidade de utilização das refinarias – no Brasil 88% 87% 1 pp 300% 155,6% 73,7% Capacidade de utilização das refinarias 85,6% 102,4% 41,4% 79,8% 100% 15,8% – no exterior 80% 78% 2 pp -100% Participação do óleo nacional 10 Anos 5 Anos 1 Ano na carga processada 80% 76% 4 pp * Como deflator foi utilizado o IGP-DI
  • ESTRATÉGIA Um plano para o refino P ara acompanhar a auto-suficiên- S500, com baixo teor de enxofre, o cia na produção de petróleo, a que antes só podia ser feito na refinaria Petrobras também investe pesa- de Cubatão. Refinaria do na área de refino. De 2006 a 2010 serão aplicados US$ 8 bilhões para A Petrobras possui, no país, onze refinarias e uma unidade de industriali- do Texas cumprir um extenso programa: ade- quar o parque de refino para o proces- samento de óleo pesado do país e zação de xisto. No exterior, são mais quatro unidades na América do Sul. Mas entra em 2006 detentora de 50% F oi aprovado, em fevereiro, o acordo de compra e venda com a Astra Oil Trading NV para a atender às exigências ambientais, às da refinaria de Pasadena, no Texas aquisição de 50% da refinaria tendências do mercado e à qualidade (EUA), e com a refinaria de Pernambuco, Pasadena Refining System Inc. futura do óleo diesel e gasolina. a primeira do país projetada especifica- (PRSI), antiga Crown Refinery, em O Plano de Negócios 2006-2010 mente para o processamento de óleo Pasadena – Texas, pelo valor de, prevê que o processamento de petró- pesado, já definida. A nova refinaria é aproximadamente, US$ 370 mi- leo aumentará de 1,75 milhão para uma parceria da Petrobras com a Petró- lhões. O plano de negócios inicial 1,87 milhão de barris diários, até 2010, leos de Venezuela S.A. (PDVSA) e vai dar compreende a operação conjunta com uma participação de 91% de óleo prioridade à produção de diesel, GLP, e o gerenciamento comercial da nacional, o equivalente a 1,70 milhão nafta petroquímica e coque para a re- refinaria. de barris/dia. No novo modelo de refi- gião. A Refinaria do Nordes- Com capacidade para proces- naria da Petrobras, as unidades de co- te, orçada em US$ 2,5 mi- sar 100 mil barris/dia de petró- queamento e as de hidrotratamento lhões, entrará em operação leo, a refinaria está sendo moder- merecem destaque. As unidades de co- em 2011, elevando em nizada para atender aos novos que viabilizam o aumento do refino de 200 mil barris diários a padrões ambientais fixados petróleo pesado enquanto as de hidro- capacidade de refino pela Environmental Protection tratamento passaram a produzir diesel em território nacional. Agency (EPA) para a gasolina. Com a entrada da Petrobras como parceira do empreendimen- to, a refinaria será modificada para processar cerca de 70 mil barris diários de óleo pesado, in- cluindo a produção do campo de Marlim, na Bacia de Campos. Unidade de hidrotratamento de diesel da Refinaria Presidente Bernardes NEGOCIAÇÃO Termelétricas Reservas A A Petrobras assinou, em fevereiro, memorando de o contrário do que vem acontecendo com as empre- entendimento para a aquisição das empresas El Paso sas do setor de petróleo, o aumento da produção não Rio Claro Ltda (Macaé Merchant) e El Paso Rio Gran- significou uma redução das reservas. Ao fechar o ano de Ltda (MarketCo). de 2005, a Petrobras registrou um crescimento de 10% na A concretização da operação será realizada após a veri- produção de petróleo e gás, enquanto as reservas provadas ficação dos números (due deligence) e negociação entre as atingiram 13,232 bilhões de barris de óleo equivalente, pelo partes envolvidas, tendo sido requerida, em conjunto, a sus- critério SPE. A relação reserva/produção ficou em 19,7 anos. pensão temporária do procedimento arbitral e do processo O índice de reposição de re- cautelar judicial em curso na Justiça do Estado do Rio de Ja- servas foi de 131,1%, o que RESERVA PROVADA VOLUME % neiro. Caso as negociações ocorram a contento, serão cele- significa que, para cada barril (SPE) brados os contratos definitivos com preço de US$ 357,5 mi- produzido em 2005, foram apro- Óleo + Condensado 11,364 86 lhões pela quitação das dívidas e transferência das quotas. priados 1,311 barris de óleo (bilhões de bbl) O valor de R$ 518 milhões, depositado pela Petrobras no equivalente. Ao todo, foram Gás Natural 296,941 14 (bilhões de m3) Banco Itaú, em nome da El Paso Rio Claro Ltda, será apropriados 882 milhões de boe, devolvido à Petrobras, acrescido dos respectivos rendimen- enquanto a produção acumula- Total 13,232 100 (bilhões de boe) tos financeiros, quando a operação for concluída. da ficou em 673 milhões de boe.
  • PAINEL DE NOTÍCIAS PATROCÍNIO SOCIAL A mais querida dos investidores A Petrobras foi apontada pelo website A classificação da Petrobras na Yahoo! Finance como a companhia 1ª posição do ranking é reflexo da mais querida pelos investidores. valorização de seus ADRs, em 2005, O ranking “The 10 Highest-Rated Stocks (ordinária: 79,2%; preferencial: 77,8%). Investors Love to Own” é elaborado a Este ganho foi amplificado para os Aposta no partir de um banco de dados compu- investidores norte-americanos devido tacional, sem intervenção humana, à apreciação do Real perante o Dólar conhecimento e baseia-se em parâmetros pré-selecio- de 11,8% em 2005. No mercado local nados e filtrados pelo “Investor’s Business Daily, Inc (IBD)”, com atuali- as ações apresentaram uma valoriza- ção de 55,1% (ordinária) e 53,2 % A Petrobras e o Ministério da Edu- cação lançaram, no início de fe- vereiro, o Emancipar – Programa zação mensal. (preferencial). MEC Petrobras pela Educação, que beneficiará 14,7 milhões de alunos do ensino médio e da 5ª a 8ª séries Aquecimento solar do ensino fundamental de escolas A Refinaria Duque de Caxias (RJ) já públicas federais, estaduais e muni- está usando coletores termos-solares cipais de todo o país. para aquecer a água usada O objetivo do projeto – que tem no restaurante e nos um ano de duração e um orçamento Combustível Grátis dois vestiários, o que de aproximadamente R$ 178 milhões possibilita uma – é estimular os jovens a buscar O Cartão Petrobras lançou, em economia mensal novos conhecimentos. O ponto de janeiro, a promoção “Um ano de de 18.917 kwh, partida é a própria experiência da combustível grátis”. Nas compras a equivalente ao consumo Petrobras, que ao longo de sua histó- partir de R$ 20,00, os portadores médio de 126 residências durante ria investiu continuamente na forma- do Cartão concorrem, pela Loteria um mês. A Petrobras aproveita ção e aperfeiçoamento de seu corpo Federal, a prêmios no valor de energia solar em projetos de aplicação técnico e no desenvolvimento de R$ 200,00 por mês, durante térmica (para aquecimento da água) alternativas tecnológicas que permiti- 12 meses, para abastecer nos mais e fotovoltaica (para a geração de rão ao Brasil atingir a auto-suficiência de 3.300 postos credenciados. energia elétrica) em suas unidades de petróleo. Com o Emancipar, a Serão 120 consumidores premiados operacionais. Petrobras e o MEC pretendem esti- até junho. O regulamento completo mular experiências relevantes para da promoção está disponível no site que os alunos venham a atingir a do Cartão Petrobras, no Portal BR. Alcoolduto emancipação como cidadãos. www.br.com.br A construção de um alcoolduto Outro objetivo é despertar o inte- ligando a Refinaria de Paulínia (SP) resse dos estudantes pela indústria ao terminal de Senador Canedo de petróleo, gás natural e energia, Nova fronteira exploratória (GO), com capacidade de fornecendo material didático para transporte de 4 milhões de m3 subsidiar aulas extracurriculares sobre A Petrobras descobriu uma e investimento estimado em este setor da economia que está em acumulação de óleo leve de 28º API, R$ 500 milhões, é um dos projetos expansão no Brasil. De acordo com no campo de Marlim Leste, em uma previstos no acordo assinado entre os cálculos do Programa Nacional de camada geológica mais profunda, a Petrobras e a Secretaria de Infra- Mobilização da Indústria Petrolífera a 4.200 metros do solo submarino. estrutura do Estado de Goiás, para (Promimp), do governo federal, esti- A descoberta é importante não só a realização estudos conjuntos. ma-se que até 2008 haverá uma por expandir a fronteira exploratória O alcoolduto permitiria escoar o carência de 70 mil profissionais no na Bacia de Campos, onde o petróleo combustível de uma das principais setor, em 150 ocupações diferentes. se encontra a uma profundidade regiões de produção de cana-de- Somente a Petrobras deverá contra- média de 3 mil metros, mas por açúcar do país para o mercado tar, até 2010, 10 mil profissionais indicar a possibilidade de descoberta de São Paulo e também para para atender à expansão de suas de óleo mais leve e de melhor a exportação. atividades. qualidade naquela região. Informativo publicado pela Gerência de Relacionamento com Investidores da Petrobras • Gerente Executivo: Raul Campos • Coordenador: Marcos Vinícius Guimarães • Edição: Gerência de Comunicação Institucional da Petrobras • Editora Responsável: Tereza Lobo • Contato: Suporte ao Acionista Tel.: (21) 3224-1540/4914 • Fax: (21) 2262-3678 • 0800 282-1540 • Av. República do Chile, 65 / 2202-A • Centro – Rio de Janeiro – RJ – 20031-912 • E-mail: acionistas@petrobras.com.br • Projeto Gráfico e Diagramação: Estúdio Matiz Visite nosso site www.petrobras.com.br/ri