06 09-2008 Fabio Luis Soares Xavier no Ini Day em Joinville - SC
 

06 09-2008 Fabio Luis Soares Xavier no Ini Day em Joinville - SC

on

  • 1,767 views

 

Statistics

Views

Total Views
1,767
Views on SlideShare
1,766
Embed Views
1

Actions

Likes
0
Downloads
33
Comments
0

1 Embed 1

http://www.slideshare.net 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

06 09-2008 Fabio Luis Soares Xavier no Ini Day em Joinville - SC 06 09-2008 Fabio Luis Soares Xavier no Ini Day em Joinville - SC Presentation Transcript

  • PETROBRAS INI Day - Joinville Fábio Xavier Relacionamento com Investidores 1
  • PETROBRAS Disclaimer Aviso As apresentações podem conter previsões acerca de eventos futuros. Tais previsões refletem apenas expectativas dos administradores da Companhia. Os termos antecipa", "acredita", "espera", "prevê", "pretende", "planeja", "projeta", "objetiva", "deverá", bem como outros termos similares, visam a identificar tais previsões, as quais, evidentemente, envolvem riscos ou incertezas previstos ou não pela Companhia. Portanto, os resultados futuros das operações da Companhia podem diferir das atuais expectativas, e o leitor não deve se basear exclusivamente nas informações aqui contidas. A Companhia não se obriga a atualizar as apresentações e previsões à luz de novas informações ou de seus desdobramentos futuros. Aviso aos Investidores Norte-Americanos: A SEC somente permite que as companhias de óleo e gás incluam em seus relatórios arquivados reservas provadas que a Companhia tenha comprovado por produção ou testes de formação conclusivos que sejam viáveis econômica e legalmente nas condições econômicas e operacionais vigentes. Utilizamos alguns termos nesta apresentação, tais como descobertas, que as orientações da SEC nos proíbem de usar em nossos relatórios arquivados. 2
  • PETROBRAS PETROBRAS hoje Estratégia e Plano de Investimento Áreas de Negócios Pré-sal Ações PETROBRAS 3
  • PETROBRAS PETROBRAS hoje 4
  • PETROBRAS A Companhia Empresa integrada de energia com uma Receita Bruta de R$ 218 bilhões Exploração e • Reservas Provadas: 11,7 bilhões boe (SEC 2007) Produção • Produção de Óleo e Gás: 2,30 milhões boed (2007) • 109 Plataformas (77 fixas e 32 flutuantes) Refino, Transporte • 15 Refinarias • Capacidade: 2.267 mil bpd e Comercialização • Dutos: 21.142 km • Navios (frota própria): 55 Distribuição • 5.973 postos de serviço (36% do mercado brasileiro) • 990 postos no exterior Gás Natural • Vendas de Gás: 49 milhões m3/dia Petroquímica Acionista de todas as centrais petroquímicas do País Dados Operacionais incluem Petrobras Energia 5
  • PETROBRAS Comparação com os Peers (negociados em Bolsa) Reservas Provadas (SEC – bi boe) – Dez. 2007 Produção de Oleo e Gás (mi boe) - 2007 ExxonMobil 22,5 ExxonMobil 1.526 BP 17,6 BP 1.377 Shell 11,7 Shell 1.193 Petrobras 11,7 Chevron 956 4º Chevron 11,2 ConocoPhillips 925 ConocoPhillips 10,8 Total 845 Petrobras 840 7º Total 10,1 Eni 623 ENI 6,5 Vida Útil das Reservas (anos) – Dez. 2007 Capacidade de Refino (mil bpd) - 2007 ExxonMobil 14,7 ExxonMobil 6.299 Petrobras 13,9 2º Shell 3.953 BP 12,8 BP 2.769 Total 11,9 ConocoPhillps 2.730 Chevron 11,7 Total 2.598 ConocoPhillips 11,7 Petrobras 2.167 6º ENI 10,5 Chevron 2.115 Shell 9,8 Eni (*) 748 Source: Evaluate Energy and Company Reports(*) Eni – Refining Throughputs instead of Refining Capacity 6
  • PETROBRAS Reservas Provadas Crescentes Reservas Provadas por Categoria Reservas Provadas Mundiais da Petrobras (Revisado e Certificado pela DeGolyer and MacNaughton desde 2001) Óleo vs. Gás Profundidade Assoc. Gas Gás Não- 6% 11% Associado 9% 14.9 14.9 15.0 15.0 10% 14.5 23% Óleo e Condensado 85% 12.1 56% Onshore 10.7 10.4 Bilhões Barris Offshore (0-300m) Offshore (300-1500m) Offshore (>1500m) 11,6 11,8 11,8 11,5 11,7 10,5 Localização Grau API 9,8 9,3 8% 26% 74% 92% 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 > 31o API Brasil Leve Internacional < 31o API SEC SPE (inc. SEC) Pesado/Intermediário Nota: Reflete os métodos da SEC e SPE (Society of Petroleum Engineers) e inclui as reservas no Brasil e no exterior. 7
  • PETROBRAS INTERNACIONAL – Visão Geral EUA Nova Iorque Houston Reino Unido México Portugal Turquia Irã Japão Venezuela Paquistão Colômbia Líbia China Jordânia Índia Equador Senegal Nigéria BRASIL Tanzânia Guiné Singapura Angola Peru Bolívia Moçambique Rio de Janeiro Paraguai Sede Uruguai Chile Argentina Representações Comerciais e Financeiras Atividades Operacionais ÁREAS FOCO: Refino E&P: Africa & Golfo do Mexico América Latina Adicionar valor à exportação Aplicar a tecnologia em águas Liderança como empresa de óleo brasileiro profundas e ultra-profundas. integrada de energia. 8
  • PETROBRAS Estratégia e Plano de Investimento 9
  • PETROBRAS Visão 2020 Seremos uma das cinco maiores empresas integradas de energia do mundo e a preferida pelos nossos públicos de interesse Missão Atuar de forma segura e rentável, com responsabilidade social e ambiental, nos mercados nacional e internacional, fornecendo produtos e serviços adequados às necessidades dos clientes e contribuindo para o desenvolvimento do Brasil e dos países onde atua. 10
  • PETROBRAS Estratégias por Segmento de Negócio Estratégia Corporativa Comprometimento com o desenvolvimento sustentável Crescimento Responsabilidade Rentabilidade Integrado Social e Ambiental Ampliar a atuação Estratégia Corporativa nos mercados-alvo de petróleo, derivados, petroquímico, gás e energia, biocombustíveis e distribuição, sendo referência mundial como uma empresa integrada de energia Crescer produção Expandir a atuação Desenvolver e Ampliar a atuação em Atuar, globalmente, na e reservas de integrada em liderar o mercado petroquímica no Brasil comercialização e petróleo e gás, de refino, brasileiro de gás e na América do Sul, de logística de forma sustentável, comercialização, natural e atuar de forma integrada com os biocombustíveis, e ser reconhecida logística e forma integrada demais negócios do liderando a produção pela excelência distribuição com nos mercados de Sistema PETROBRAS nacional de biodiesel na atuação em foco na Bacia do gás e energia e ampliando a E&P Atlântico elétrica com foco participação no na negócio de etanol América do Sul Excelência operacional, em gestão, recursos humanos e tecnologia Downstream Biocombustíveis E&P Distribuição Gás & Energia Petroquímica (RTC) 11
  • PETROBRAS Plano de Investimentos: Distribuição por Segmento de Negócio Período 2008-12 US$ 112,4 bilhões 58% 13% 65,1 15,0 1,5 97,4 29,6 2,6 2,6 1% 2% 4,3 6,7 87% 26% 2% 4% 6% Brasil Internacional E&P RTC G&E Petroquímica Distribuição Corporativo Biocombustível Nota: Inclui Internacional 12
  • PETROBRAS Preços do Petróleo: Curvas do Brent 60,0 Curva de Preços PN 2008/12 50,0 55 50 40,0 45 35 35 40 30,0 35 35 Curva de Preços PN 2007/11 20,0 10,0 0,0 2008 2009 2010 2011 2012 13
  • PETROBRAS Lifting Costs incluindo Participações Governamentais 140,00 121,0 120,00 96,9 100,00 US$/boe 80,00 72,5 65,1 54,4 60,00 38,2 40,00 31.1 24,4 24,8 28,8 24.9 19.4 14.7 17.7 20,00 21,2 6.6 10.7 16,2 7.0 8.5 11,7 9,0 11,1 3,3 4,0 5,1 6,4 9,9 4,3 5,7 6,6 7,7 8,7 0,00 3,3 3,0 3,4 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 1Q08 2Q08 Lifting Cost Gov. Take Brent 14
  • PETROBRAS Áreas de Negócios 15
  • PETROBRAS O Desafio de Repor Reservas Meta: Manter Índice de Reposição de Reservas acima de 100% 13.75 13.92 13.02 13.23 12.60 1,23 0,88 1,02 0,88 Produção Produção Produção Produção (0.60 bi boe) (0.67 bi boe) (0.70 bi boe) (0.70 bi boe) Índice de Índice de Índice de Índice de 13,04 12,52 Reposiç Reposição 12,00 Reposição 12,35 Reposição Reposição de Reservas de Resavas de Reservas de Reservas (170%) (174%) (124%) (131%) 2003 2004 2005 2006 2007 16
  • PETROBRAS Reservatórios Convencionais Arranjo Submarino Fixa Auto- Semi- elevável submersivel FPSO 17
  • PETROBRAS E&P – Crescimento da Produção 7,7% p.a. 4.153 18 3 8,7% p.a. 3.494 515 * 151 2 8 5* 643 p. a . Mil boed 8,3% 637 2.298 2.300 2.217 2.020 1.810 2.036 96 10 1 10 9 1.565 1.636 85 94 12 6 23 14 2 1.505 24 35 16 3 1.238 20 16 1 16 8 277 273 1.090 16 44 274 53 252 250 265 2 .8 12 885 1.008 11 10 60 232 9 45 221 2 .4 2 1 10 47 19 7 38 17 9 25 1. 7 7 8 1. 7 9 2 15 2 16 3 13 4 1. 6 8 4 1. 5 0 0 1. 5 4 0 1. 4 9 3 1. 2 7 1 1. 3 3 6 869 1. 0 0 4 1. 13 2 7 16 8 0 9 Meta Previsão 1 99 5 1 9 96 19 9 7 1 99 8 1 9 99 2 00 0 2 0 01 20 0 2 2 00 3 2 0 04 20 0 5 2 00 6 20 07 Ó le o e LG N - B ra s il G á s N a t ura l - B ra s il 2012 2015 Ó le o e LG N - Int e rna c io na l G á s N a t ura l - Int e rna c io na l * Inclui Produção não Consolidada 18
  • PETROBRAS Principais Projetos 2007-2012 Rio de Janeiro Tupi Tupi Rio de Janeiro Espadarte Mod II Espadarte Mod II Sistema Piloto Sistema Piloto 100.000 bpd 100.000 bpd Até 100.000 bpd Até 100.000 bpd 6/Jan/07 6/Jan/07 2010 2010 Espadarte Espadarte Piranema Piranema Tupi Tupi Cidade Niterói Cidade Niterói Marlim Sul Mod. 3 Mod. 3 30.000 bpd 30.000 bpd TLD TLD Marlim Sul Jabuti Jabuti Até 2.600 Outubro 2007 Outubro 2007 Até Albacora Albacora Mod. 3 -- P-56 Mod. 3 P-56 100.000 bpd (FPSO) (FPSO) 30.000 bpd 30.000 bpd 100.000 bpd 2009 23.000 bpd 23.000 bpd 100.000 bpd 100.000 bpd 100.000 bpd 100.000 bpd 2009 2012 2012 Cidade de Vitória Cidade de Vitória 2010 2010 2011 2011 2008 2008 Golfinho Mod. 2 Golfinho Mod. 2 2.400 100.000 bpd Frade 100.000 bpd Marlim Sul Marlim Sul Frade 2,421 Novembro 2007 Novembro 2007 100.000 bpd 100.000 bpd Mod. 2 Mod. 2 2,374 Mil Barris por dia P-51 2009 2009 P-51 2,296 2.200 Roncador Roncador 180.000 bpd 180.000 bpd Jubarte Jubarte P-52 P-52 2008 2008 2,191 P-57 P-57 180.000 bpd 180.000 bpd Novembro 2007 Novembro 2007 180.000 bpd 180.000 bpd 2.000 Barracuda Barracuda 2012 2012 Parque das Parque das 1,950* Conchas Conchas 50.000 bpd 50.000 bpd 1.800 100.000 bpd 100.000 bpd 2010 2010 Marlim Leste Marlim Leste 1,792 Roncador P-53 P-53 2009 2009 Roncador 1.600 P-54 180.000 bpd 180.000 bpd P-54 180.000 bpd 2008 2008 180.000 bpd Dezembro 2007 Dezembro 2007 1.400 2007 2008 2009 2010 2011 2012 * Este target pode variar +/- 2,5% 19
  • PETROBRAS PRINCIPAIS PROJETOS DE ÓLEO PARA 2008 Marlim Sul Módulo 2 Marlim Leste • Capacidade: 180 mil bpd • Capacidade: 180 mil bpd • Primeiro óleo: 4TRI 2008 • Primeiro óleo: 4TRI 2008 P-51 P-53 Jabuti 8,8% 1.950* • Capacidade: 100 mil bpd 1.792 Mil bpd • Primeiro óleo: 4TRI 2008 FPSO Cidade de Niterói 2007 2008E • Novos projetos adicionarão 460 mil barris/dia de capacidade; • Estes projetos, somados aos que entraram em operação ao final de 2007, • contribuirão para alcançar a meta de 2008. * Este target pode variar +/- 2,5% 20
  • PETROBRAS Contratação de Novas Sondas • Contratação de 40 navios-sonda e plataformas de perfuração semi-submersíveis até 2017 • Operação em águas profundas e ultra-profundas. Navio-sonda Plataforma de perfuração semi-submersível Estratégia de contratação: - 12 primeiras obtidas através de licitação internacional, com recebimento até 2012 – Atender à necessidade de curto-prazo da Petrobras enquanto a indústria nacional se prepara para as demais encomendas - 28 construídas no Brasil e operadas por empresas brasileiras, com recebimento entre 2013 e 2017 21
  • PETROBRAS Contratação de Novas Embarcações Licitados/Em licitação A licitar NAVIOS DE GRANDE PORTE 26 44 BARCOS DE APOIO 24 122 PLATAFORMAS DE PRODUÇÃO (FPSO/SS) 6 8 OUTROS (Jaqueta, jack-up, TLWP) 3 1 TOTAL 59 175 Navio-sonda Barco de Apoio Navio de grande porte (VLCC) Plataforma de Produção (FPSO) Plataforma de Produção (FPSO) Os investimentos previstos atendem às necessidades da carteira exploratória e de desenvolvimento da produção da Petrobras 22
  • PETROBRAS Poços a explorar 2008-2012 Equatorial Margin (12) Ceara & Potiguar Solimões (23) AP (8) Potiguar (88) onshore: 70 offshore: 18 SEAL& REC & TUC (90) onshore: 70 offshore: 20 São Francisco (4) Bahia Sul (26) Esp.Santo (85) onshore: 45 offshore: 40 Exploração: Campos (74) Exploração: US$ 13.8 bilhões US$ 13.8 bilhões Santos (80) Petrobras Área Exploratória : Other Companies Pelotas (2) 140,26 mil km2 23
  • PETROBRAS Parque de Refino atual Processa Capacidade mento Utilização Refinarias (Mbpd) (Mbpd) (%) Downstream - Capacidade (mil barris/dia) Paulínia - Replan (SP) 365 348 95% Landulpho Alves - Rlam (BA) 323 261 81% Duque de Caxias -Reduc (RJ) 242 243 100% Henrique Lage - Revap (SP) 251 236 94% Alberto Pasqualini - Refap (RS) 189 148 78% Pres. Getúlio Vargas - Repar (PR) 189 169 89% Pres. Bernardes - RPBC (SP) 170 153 90% Gabriel Passos - Regap (MG) 151 132 87% Manaus - Reman (AM) 46 41 89% Capuava - Recap (SP) 53 42 79% Fortaleza - Lubnor (CE) 7 6 86% Total Brasil 1.986 1.779 90% Pasadena - Estados Unidos 100 91 91% Ricardo Eliçabe - Argentina 31 29 95% San Lorenzo - Argentina 50 47 95% Okinawa – Japan 100 NA NA Total Internacional 281 167 NA Total 2.267 1.946 24
  • PETROBRAS Investimentos em Downstream Investimentos de US$ 29,6 bilhões na área de Downstream.... 21% US$ milhões 28% Qualidade combustível 8.619 Conversão 3.938 Expansão 5.353 8% SMS 1.083 Transporte Marit. 2.270 Dutos 2.264 8% Outros 6.112 13% 4% 18% 25
  • PETROBRAS Estratégia de Negócios do Downstream para a Região Nordeste Refinaria no Rio Grande do Norte • Petrobras desenvolverá sua 12ª refinaria no Estado do Rio Grande do Norte. • Nova planta para produzir gasolina e desenvolver a qualidade de outros derivados (combustíveis de aviação, Diesel and GLP). • Projeto de início para 2010. Refinaria Premium no Ceará • Petrobras estuda, junto com o Estado do Ceará, a possibilidade de instalação de uma refinaria Premium; • Capacidade: 300.000 bpd; • A 1ª fase de operação estaria programada para 2014. Refinaria Premium no Maranhão • Petrobras estuda, junto com o Estado do Maranhão, a possibilidade de instalação de uma refinaria Premium; • Capacidade: 600.000 bpd; • A 1ª fase de operação estaria programada para 2013. 26
  • PETROBRAS Cadeia do Gás Natural Desafios Metas do PN 2008-2012 Mais de 75% da produção atual de gás Investimentos para desenvolver a natural é de gás associado produção de gás não-associado Risco de falta de oferta de gás devido GNL irá garantir flexibilidade para a anormalidades evitar tais riscos Carência de infra-estrutura para Investimentos totais (Petrobras e desenvolver o mercado brasileiro parceiros) na cadeia de gás natural no Brasil somam US$ 19,6 bilhões 27
  • PETROBRAS Plangás: Aumentando a Oferta de Gás Natural na Região Sudeste • Meta: Passar da produção de 15,8 milhões de m3/dia para 40 milhões em 2008 e 55 milhões em 2010. • Principais Projetos: • Campos de Marlim e Roncador na Bacia de Campos, Merluza na Bacia de Santos e Peroá na Bacia do Espírito Santo. Total Sudeste em 2008: 40 MM m3/d Adicional: + 24,5 MM m3/d Total Sudeste em 2010: 55 MM m3/d Adicional: + 39,2 MM m3/d 28
  • PETROBRAS MALHA DE TRANSPORTE Investimento de US$ 4,5 bi entre 2008 e 2012 Belém (inclui Regas GNL) Urucu-Coari-Manaus Manaus Extensão da Malha 2003 – 5.804 km Recife Pilar-Ipojuca 2006 – 5.877 km Catu – Itaporanga 2007 – 6.511 km Salvador 2008 – 7.777 km Cacimbas – Catu + 3.817 km 2009 – 8.620 km Brasília 2010 – 9.621 km Paulínia - Jacutinga Gasodutos existentes Gasduc III Gasbel II Gasodutos em Japeri-Reduc construção Caraguatatuba – Taubaté Terminais de GNL Expansão de Capacidade Gaspal II / Gasan II Gasbol Sul Produção de GN 29
  • PETROBRAS Gasodutos - Construção COARI – MANAUS CATU – ITAPORANGA Tubos para CACIMBAS-CATU 30
  • PETROBRAS Terminais de GNL: Infra-estrutura e Navios VT2: Golar Spirit Baía de Guanabara-RJ – até 20 MM m3/d (via gasoduto de 15km de extensão) VT1: Golar Winter Pecém-CE – até 7 MM m3/d (via gasoduto de cerca de 20km de extensão) 31
  • PETROBRAS Segmento de Negócio de Biocombustíveis Atuar, globalmente, na comercialização e logística de biocombustíveis, liderando a produção nacional de biodiesel e ampliando a participação no negócio de etanol Estratégias por Segmento de Negócios do PE 2020 •Ampliar a atuação no negócio etanol, participando da cadeia produtiva nacional para o desenvolvimento de mercados internacionais, com foco em logística e comercialização. •Desenvolver e liderar a produção nacional de biodiesel para atendimento ao mercado brasileiro e atuar em oportunidades nos mercados externos. •Desenvolver tecnologias que assegurem a liderança mundial na produção de biocombustíveis, inclusive a partir de matérias-primas de baixo valor agregado (biomassa residual). Investimentos de US$ 1,5 bilhão 32
  • PETROBRAS Biocombustíveis: Investimentos e Metas Corporativas Investimentos de US$ 1,5 bilhão Exportação de Etanol (Mil m3) 4% 4.750 21% 29% . a.a % 45,5 500 46% 2008 2012 Biodiesel Dutos e Álcooldutos Outros H-Bio 33
  • PETROBRAS Plantas de Biodiesel 3 Projetos sendo implementados Quixadá Capacidade: 171 mil m3/ano CE Investimentos (2008-12): US$ 40 milhões (*) Insumos Agricultura Familiar: mamona, algodão e palma. BA Complementar: soja. Geração de Empregos: Candeias Construção: 1.200 diretos e 400 indiretos Operação: 105 diretos MG Montes Produção de Matéria-Prima:70.000 famílias Claros Início: 2008 Região Semi-Árida Todas as Plantas de Biodiesel da Petrobras têm Selo Social (*) Investimento Total – US$ 158 milhões. 34
  • PETROBRAS 2ª Geração de Biocombustíveis - Perspectivas Produção de Etanol a partir de Fontes Lignocelulósicas Melaço – 85 L de etanol 1 tonelada de cana-de-açúcar Bagaço de cana-de-açúcar – 185 L de etanol 35
  • PETROBRAS Petroquímica: Capturando sinergias Outros Sócios Produção 1ª Geração 2ª Geração 3ª Geração • Óleo • Etano Polietileno • Embalagens • Gás • Benzeno • PTA • Bolsas •Propano • Polipropileno • Garrafas, etc. • Ampliar a atuação na 1a e 2a geração, aumentando a produção de petroquímicos, agregando valor aos produtos das refinarias do sistema, capturando sinergias entre produção de óleo, gás, refino e petroquímica. • Desenvolver novas tecnologias para a indústria química, com base na evolução tecnológica de craqueamento catalítico (FCC) petroquímico e em polímeros biodegradáveis e biopolímeros. Investimentos de US$ 4,3 bilhões 36
  • PETROBRAS Petroquímica 37
  • PETROBRAS Geração de Caixa e Recursos Necessários para o Crescimento Fontes e Usos – PN 2008-2012 (US$ 123,8 Bilhões) (US$ 123,8 Bilhões) 19.4 11.4 (15,7%) (9,2%) 104.4 112.4 (84,3%) (90,8%) 2004-2010 Recursos de Terceiros Amort. Dívida Geração Própria Investimentos 38
  • PETROBRAS Efeito Macroeconômico O Valor Adicionado no País gerado pelas atividades da Petrobras acrescido do impacto na cadeia produtiva dos investimentos e dos gastos operacionais estão apresentados abaixo, representando em média, cerca de 10 % do PIB brasileiro R$ Bilhões Valor Adicionado Gerado pela: Média Anual 2008-2012 Petrobras no País 141 Cadeia Produtiva dos Investimentos 50 Cadeia Produtiva dos Gastos Operacionais 55 Total do Valor Adicionado 246 39
  • PETROBRAS Pré-sal 40
  • PETROBRAS Pré-Sal De 2008 a 2010 a Petrobras receberá 20 novas sondas, 14 das quais serão alocadas na região do pré-sal. 41 41
  • PETROBRAS Expandindo as Fronteiras Exploratórias: Pré-Sal na Bacia de Santos BM-S-42 BM-S-52 (Corcovado) (Yara) BM-S-50 BM-S-10 (Parati) BM-S-11 (Tupi) BM-S-24 (Jupiter) BM-S-8 BM-S-9 (Guará) (Bem-te-Vi) (Carioca) BM-S-22 BM-S-21 (Caramba) BM-S-17 Em perfuração/teste Poços testados 42 42
  • PETROBRAS Pré-Sal 43
  • PETROBRAS Parcerias nos blocos do Pré-sal na Bacia de Santos Bloco Nome ANP Parcerias BM-S-8 Bem-te-vi BR (66%), SHELL (20%), PETROGAL (14%) BM-S-9 Carioca BR (45%), BG (30%), REPSOL (25%) BM-S10 Parati BR (65%), BG (25%), PARTEX (10%) BM-S-11 Tupi BR (65%), BG (25%), PETROGAL (10%) BM-S-17 BR (100%) BM-S-21 Caramba BR (80%), PETROGAL (20%) BM-S-22 ESSO (40%), AMERADA (40%), BR (20%) BM-S-24 Jupiter BR (80%), PETROGAL (20%) BM-S-42 BR (100%) BM-S-50 BR (60%), BG (20%), REPSOL (20%) BM-S-52 Corcovado BR (60%), BG (40%) 2 blocos 100% Petrobras 5 blocos com parceiros e Petrobras operadora 1 bloco como parceira não-operadora 44
  • PETROBRAS Ações PETROBRAS 45
  • PETROBRAS RI Petrobras Relacionamento com Investidores (Gerente Executivo) Divulgação e Investidor Compliance Investidor Individual Marketing de Institucional (Gerente) (Gerente) Relacionamento (Gerente) Monitoramento Informe Legais Suporte ao Suporte ao Suporte ao Marketing de Suporte ao e Percepção e Emissão de Compliance Investidor Investidor Investidor Relacionamento Acionista Interna e do Títulos (Coordenador) Individual Institucional Institucional (Coordenador) (Coordenador) Mercado (Coordenador) (Coordenador) (Coordenador) (Coordenador) (Coordenador) Website / Form 20-F Webcasts CVM Processos Atendimento Atendimento Atendimento Targeting Prospectus Investidor News Letter RMF / ITR / Atendimento Acionista Investidor Relatórios Due Diligence DFP Investidor Custody Agr. Institucional Institucional Estudos fact sheets Relatório Renda Fixa /investor kits Governança Individual Depositary Ag. Responsabi- técnicos Anual (Brasil e AGE/AGO lidade Valuation Advertising Apoio Relatório de (orçamento, Internacional) Share Social Media Liason Administração conversions pagamentos) Organizational IAN Support 46
  • PETROBRAS Mercado Acionário Ações pulverizadas nos mercados doméstico e externo • Mais de 500 mil investidores no Brasil e exterior (110 mil oriundos do FGTS); • 60% do valor econômico da Petrobras em mãos privadas; • Investment Grade: Moody’s(Baa1), Fitch(BBB) e Standard &Poors(BBB) • 9,5% 20,3% 10,9% 26,4% 29,77% Estrangeiros 46,4% 10,3% 37,45% 18,0% 9,9% 7,68% Bovespa 25,1% 23,1% 22,66% 30,34% 53,6% 61,6% 44,4% 40,6% 39,89% Out/1992 Jul/2000 Oferta de Oferta de jul/01 jun/08 agosto/00 Governo (1) (%) Bovespa Brasil Bovespa Estrangeiros ADRs Free 46,4 38,4 55,6 59,4 60,1 Float A União Federal possui 55,7% das ações ON da Petrobras 47
  • PETROBRAS Rentabilidade nominal dos fundos FMP-FGTS PETROBRAS 1700 1500 1300 Base 100 = Agosto 2000 1263% 1100 900 700 500 300 152% 100 /00 /05 /01 /06 /02 /04 /07 /03 /03 /08 8 jul/0 jun jun ago ago dez abr abr fev fev out R e nt a bilida de m é dia do s c inc o m a io re s f undo s F M P - F G T S P E T R O B R A S T R + 3% aa Fonte: Bloomberg e RI Petrobras 48
  • PETROBRAS Volume Financeiro Negociado 684,7 US$ milhões Bovespa - Média diária 2007 R$ Milhões 604,0 578,6 480,4 139,0 128,8 123,6 106,1 101,8 93,2 Petrobras* CVRD* Petrobras Pref. CVRD Pref. Bradesco Pref. Usim inas Pref. CVRD Ord. Petrobras Ord. Itaú Pref. CSN Ord. * Somatório das ações preferenciais e ordinárias 739,8 631,9 575,0 NYSE (ADRs) - Média diária 2007 US$ Milhões 430,9 366,3 327,3 326,8 281,5 231,9 201,0 164,8 V A LE* Pet r o b r as* V A LE Pet r o b r as N o kia A mer ica M o vil * A mer ica M o vil BP B HP B ill it o n Pet r o b r as V A LE ( o r d inár io ) ( o r d inár io ) ( L) ( p r ef er enci al ) ( p r ef er enci al ) *Somatório dos diferentes ADRs Relação entre ADRs e ações Petrobras: 1 ADR equivale a 2 ações na Bovespa Fonte: Bloomberg 49
  • PETROBRAS Novos Acionistas 420.000 413.898 tas 380.000 Acionis os N ov 391 261. 340.000 300.000 273.252 247.580 260.000 210.060 220.000 191.143 176.009 173.546 180.000 152.507 165.558 140.000 100.000 00 01 02 03 04 05 06 07 08 20 2/ 2/ 2/ 2/ 2/ 2/ 2/ 6/ /1 /1 /1 /1 /1 /1 /1 /0 2/ 31 31 31 31 31 31 31 30 /1 31 Quantidade de acionistas de Petrobras na Bovespa e detentores de ADRs, sem considerar investidores com recursos do FGTS e clubes de investimentos. 50
  • PETROBRAS Glossário • SEC: US Securities and Exchange Commission é o órgão regulador do mercado de capitais norte- americano • Boe (barris de óleo equivalente): é a unidade de medida de mensuração de produção da indústria do petróleo • Bpd: barris por dia • Boed: barris de óleo equivalente por dia • SPE: Society of Petroleum Engineers • E&P: Exploração e Produção; parte da empresa de petróleo que realiza a exploração de petróleo e gás • G&E: Gás e Energia • LGN: Líquido de Gás Natural • GNL: Gás Natural Liquefeito • Downstream: segmento da indústria do petróleo relativa ao refino, transporte e distribuição • FPSO: plataforma que produz, processa, armazena e escoa o petróleo • BR GAAP: Regras contábeis brasileiras que as companhias têm que obedecer em suas demonstrações contábeis. • SMS: Segurança, Meio Ambiente e Saúde • COMPERJ: Complexo Petroquímico do Estado do Rio de Janeiro 51
  • PETROBRAS SESSÃO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS Visite nosso website: www.petrobras.com.br/ri Para mais informações: Petróleo Brasileiro S.A – PETROBRAS Depto Relacionamento com Investidores E-mail: acionistas@petrobras.com.br Av. República do Chile, 65 – 22º andar 20031-912 – Rio de Janeiro, RJ 0800 282 1540 52