0
Spider Project Tutorial – A1 <ul><li>Este tutorial demonstra os primeiros passos para a </li></ul><ul><li>criação de um pr...
<ul><li>Crie um novo projeto utilizando o comando File/Open Project/New. </li></ul>
<ul><li>Complete os dados sobre o novo arquivo, incluindo nome, código e anotações extras (name, code, notes). Neste exerc...
<ul><li>O programa abre a janela na visão “Gantt”. Clique sobre “Activity 1” e digite sobre o texto a sua tradução (“Ativi...
<ul><li>Para facilitar a leitura dos dados na janela, maximize a janela para que ocupe a área útil do seu desktop. </li></...
<ul><li>Existem duas opções básicas para inserir novas tarefas: </li></ul><ul><ul><li>Clique com o botão direito sobre o n...
<ul><li>Normalmente, o uso do botão “INS” é recomendado. Ele também será útil nas tabelas de recursos humanos, materiais, ...
<ul><li>Rapidamente, vamos renomear todas as atividades, trocando o texto original em inglês - “Activity”, por sua traduçã...
<ul><li>Coloque o texto a ser encontrado (1), o novo texto (2) e marque a caixa para substituir sem confirmações individua...
<ul><li>Se nenhuma substituição foi realizada, repita o passo anterior e verifique se você estava com um item da coluna “n...
<ul><li>Utilize o mouse sobre o Gantt das atividades para criar relacionamentos entre as atividades (clique e arraste). </...
<ul><li>Para o exercício, não é necessário repetir exatamente o mesmo sequenciamento entre as atividades. </li></ul>Crie n...
<ul><li>Sempre que desejar ver o efeito dos relacionamentos criados, utilize o botão “scheduling”. </li></ul>Botão para “s...
<ul><li>Confirme as opções padrão para o “scheduling”. Se não quiser ver a caixa de opções, desmarque “Show the window bef...
<ul><li>Este é o resultado esperado. Para os objetivos do exercício, se o resultado for diferente, não se preocupe! </li><...
<ul><li>Quando quiser ganhar espaço visual, você pode incluir, mover ou alterar o tamanho das colunas.  </li></ul>O mouse ...
<ul><li>Reduza o tamanho das colunas de datas (Início/Start e Fim/Finish) para que não se vejam as horas de cada atividade...
<ul><li>Ao mudar o tamanho destas colunas,você poderá então enxergar a coluna de duração em horas de cada atividade. </li>...
<ul><li>Transforme as atividades 1 e 7 em “marcos de projeto” (“milestones”, que são úteis para marcar, por exemplo, o iní...
<ul><li>Além do “scheduling”, em outros tutoriais iremos ver a criação de cronogramas baseados em restrições de recursos. ...
<ul><li>Apenas para reforçar  boas práticas  em cronograma, toda atividade deve ter uma ligação de término. Se não há depe...
<ul><li>Nota: Para os objetivos do exercício, não é necessário que todas as atividades estejam amarradas de forma idêntica...
<ul><li>Salve este cronograma. Ele corresponderá ao nosso cronograma “mais provável”. </li></ul>
<ul><li>Agora, vamos criar um cronograma pessimista a partir de uma estimativa do pior caso para cada atividade. </li></ul...
<ul><li>Utilize a opção de “Salvar Como”  (Save As) para criar uma cópia do cronograma, agora com a visão pessimista. </li...
<ul><li>Ao alterar o Código (code) de um projeto, estamos iniciando uma nova seqüência de armazenamento que depois poderá ...
<ul><li>Para criarmos nosso cronograma otimista, vamos abrir (Open) o projeto original (versão “mais provável”). </li></ul>
<ul><li>Encontre o arquivo exemris_mp e abra-o. </li></ul>
<ul><li>A partir do cronograma aberto, vamos criar a situação “otimista”, reduzindo o tempo mínimo esperado de cada ativid...
<ul><li>Após rodar o “scheduling” novamente, em nosso exemplo o cronograma deverá ser reduzido de 250 para 130 horas. </li...
<ul><li>Agora é importante salvar a nova visão do projeto como um novo cronograma (Save As). Nota: se você utilizar o “Sav...
<ul><li>Salve a visão otimista como exerris_o (agora teremos as visões “o”,  otimista, ”p”, pessimista, e “mp”, mais prová...
<ul><li>Ainda com a visão otimista aberta, vamos comparar suas diferenças com a visão pessimista. </li></ul>Comparando o p...
<ul><li>Localize o arquivo exerris_p e abra-o “junto” da visão otimista. </li></ul>
<ul><li>Não é necessário escolher nenhuma opção especial em relação à comparação entre os projetos. Basta clicar em OK par...
<ul><li>Temos uma visão gráfica de cada atividade, em seu caminho “otimista” (vermelho e verde) e em seu caminho pessimist...
<ul><li>Embora uma análise de risco possa ser realizada em qualquer visão, vamos reabrir a visão “mais provável” para cria...
<ul><li>Esta duração consta somente neste exercício. </li></ul>A visão mais provável deverá conter 40 horas em todas as at...
<ul><li>Vamos iniciar nossa análise de riscos através do menu. </li></ul>
<ul><li>Clique Select ou clique nos campos apropriados para adicionar texto. </li></ul>Escreva os códigos dos projetos nos...
<ul><li>Para este exercício, que não contém registros de custos, materiais ou recursos, não faz diferença incluir a probab...
<ul><li>A marcação em azul corresponde aos buffers/reservas calculados para cada atividade, levando em consideração a prob...
<ul><li>Agora vamos verificar a diferença entre o cronograma original, o pessimista e o resultado do cruzamento das três e...
<ul><li>Escolha o projeto com a visão pessimista (exerris_p). </li></ul>
<ul><li>Novamente, basta clicar em “ok” para continuar com a comparação. </li></ul>
<ul><li>Temos agora três perspectivas: a original, a pessimista e o resultado da análise destas duas em conjunto com a vis...
<ul><li>A visão criada pela análise de risco pode ser extraída como uma cópia do cronograma. Essa cópia pode ser útil em a...
<ul><li>Esta visão corresponde então ao novo cronograma “mais provável”, dado que inclui folgas/reservas (buffers) resulta...
Spider Project Tutorial – A1 ...O B R I G A D O... Outras informações: http://www.spiderproject.com.br
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Tutorial Spider: Análise de Riscos

944

Published on

Published in: Business
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
944
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
60
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Tutorial Spider: Análise de Riscos"

  1. 1. Spider Project Tutorial – A1 <ul><li>Este tutorial demonstra os primeiros passos para a </li></ul><ul><li>criação de um projeto com as visões: </li></ul><ul><li>pessimista, otimista e mais provável . </li></ul><ul><li>Objetivos: </li></ul><ul><li>abrir, editar e salvar projetos; </li></ul><ul><li>transmitir noções para comparar e analisar projetos. </li></ul>
  2. 2. <ul><li>Crie um novo projeto utilizando o comando File/Open Project/New. </li></ul>
  3. 3. <ul><li>Complete os dados sobre o novo arquivo, incluindo nome, código e anotações extras (name, code, notes). Neste exercício, vamos dar o código “exerris_mp”. </li></ul>
  4. 4. <ul><li>O programa abre a janela na visão “Gantt”. Clique sobre “Activity 1” e digite sobre o texto a sua tradução (“Atividade 1”). </li></ul>Atividades de Projeto
  5. 5. <ul><li>Para facilitar a leitura dos dados na janela, maximize a janela para que ocupe a área útil do seu desktop. </li></ul>Maximizar Janela
  6. 6. <ul><li>Existem duas opções básicas para inserir novas tarefas: </li></ul><ul><ul><li>Clique com o botão direito sobre o número de uma linha na planilha e a seguir clique em “Ins”, no menu que se abre; </li></ul></ul><ul><ul><li>Ou clique sobre uma atividade já existente e depois use o botão “INS”. </li></ul></ul>Clique com o botão direito Escolha “Nova Atividade”
  7. 7. <ul><li>Normalmente, o uso do botão “INS” é recomendado. Ele também será útil nas tabelas de recursos humanos, materiais, etc. </li></ul>Repita a operação até ter 7 atividades
  8. 8. <ul><li>Rapidamente, vamos renomear todas as atividades, trocando o texto original em inglês - “Activity”, por sua tradução - “atividade”. </li></ul>Comando de Pesquisa/Substituição
  9. 9. <ul><li>Coloque o texto a ser encontrado (1), o novo texto (2) e marque a caixa para substituir sem confirmações individuais (3). </li></ul>3. Desativa a confirmação em cada substituição 2. Novo texto 1. Texto Original
  10. 10. <ul><li>Se nenhuma substituição foi realizada, repita o passo anterior e verifique se você estava com um item da coluna “name” selecionado. </li></ul>
  11. 11. <ul><li>Utilize o mouse sobre o Gantt das atividades para criar relacionamentos entre as atividades (clique e arraste). </li></ul>Arraste um relacionamento da Atividade 1 para Atividade 2
  12. 12. <ul><li>Para o exercício, não é necessário repetir exatamente o mesmo sequenciamento entre as atividades. </li></ul>Crie novos relacionamentos: 2 com 3 2 com 4 2 com 5 5 com 6 5 com 7 6 com 7
  13. 13. <ul><li>Sempre que desejar ver o efeito dos relacionamentos criados, utilize o botão “scheduling”. </li></ul>Botão para “scheduling” (cálculo do cronograma)
  14. 14. <ul><li>Confirme as opções padrão para o “scheduling”. Se não quiser ver a caixa de opções, desmarque “Show the window before scheduling”. </li></ul>
  15. 15. <ul><li>Este é o resultado esperado. Para os objetivos do exercício, se o resultado for diferente, não se preocupe! </li></ul>
  16. 16. <ul><li>Quando quiser ganhar espaço visual, você pode incluir, mover ou alterar o tamanho das colunas. </li></ul>O mouse sobre duas colunas lhe dá a opção de redimensionamento
  17. 17. <ul><li>Reduza o tamanho das colunas de datas (Início/Start e Fim/Finish) para que não se vejam as horas de cada atividade. </li></ul>
  18. 18. <ul><li>Ao mudar o tamanho destas colunas,você poderá então enxergar a coluna de duração em horas de cada atividade. </li></ul>Outra opção para ver as demais colunas é o uso da barra de rolagem do painel
  19. 19. <ul><li>Transforme as atividades 1 e 7 em “marcos de projeto” (“milestones”, que são úteis para marcar, por exemplo, o início/fim de um projeto). </li></ul>
  20. 20. <ul><li>Além do “scheduling”, em outros tutoriais iremos ver a criação de cronogramas baseados em restrições de recursos. </li></ul>Use o botão de “schedulling” para validar as mudanças de tempo e tipo de atividade
  21. 21. <ul><li>Apenas para reforçar boas práticas em cronograma, toda atividade deve ter uma ligação de término. Se não há dependências obrigatórias, deve ser então ligada a um final de fase ou do projeto. </li></ul>Crie uma dependência entre a atividade 3 para a 4 e da 4 para a 6.
  22. 22. <ul><li>Nota: Para os objetivos do exercício, não é necessário que todas as atividades estejam amarradas de forma idêntica ao exemplo. </li></ul>Atividades em vermelho indicam que pertencem ao caminho crítico Atividades em verde possuem folgas de tempo em relação ao caminho crítico
  23. 23. <ul><li>Salve este cronograma. Ele corresponderá ao nosso cronograma “mais provável”. </li></ul>
  24. 24. <ul><li>Agora, vamos criar um cronograma pessimista a partir de uma estimativa do pior caso para cada atividade. </li></ul>Registre: Atividade 2 = 60h Atividade 3 = 65h Atividade 4 = 80h Atividade 5 = 55h Atividade 6 = 45h
  25. 25. <ul><li>Utilize a opção de “Salvar Como” (Save As) para criar uma cópia do cronograma, agora com a visão pessimista. </li></ul>
  26. 26. <ul><li>Ao alterar o Código (code) de um projeto, estamos iniciando uma nova seqüência de armazenamento que depois poderá conter versões ou revisões do documento em questão. </li></ul>Troque o nome exeris_mp para exeris_p
  27. 27. <ul><li>Para criarmos nosso cronograma otimista, vamos abrir (Open) o projeto original (versão “mais provável”). </li></ul>
  28. 28. <ul><li>Encontre o arquivo exemris_mp e abra-o. </li></ul>
  29. 29. <ul><li>A partir do cronograma aberto, vamos criar a situação “otimista”, reduzindo o tempo mínimo esperado de cada atividade. </li></ul>Altere a duração das atividades: 2 = 35h 4 = 35 h 6 = 20 h
  30. 30. <ul><li>Após rodar o “scheduling” novamente, em nosso exemplo o cronograma deverá ser reduzido de 250 para 130 horas. </li></ul>
  31. 31. <ul><li>Agora é importante salvar a nova visão do projeto como um novo cronograma (Save As). Nota: se você utilizar o “Save” comum, irá substituir o nosso modelo de cronograma “mais provável”, prejudicando o exercício. </li></ul>
  32. 32. <ul><li>Salve a visão otimista como exerris_o (agora teremos as visões “o”, otimista, ”p”, pessimista, e “mp”, mais provável). </li></ul>
  33. 33. <ul><li>Ainda com a visão otimista aberta, vamos comparar suas diferenças com a visão pessimista. </li></ul>Comparando o projeto com a visão pessimista teremos uma idéia dos extremos
  34. 34. <ul><li>Localize o arquivo exerris_p e abra-o “junto” da visão otimista. </li></ul>
  35. 35. <ul><li>Não é necessário escolher nenhuma opção especial em relação à comparação entre os projetos. Basta clicar em OK para o exercício. </li></ul>
  36. 36. <ul><li>Temos uma visão gráfica de cada atividade, em seu caminho “otimista” (vermelho e verde) e em seu caminho pessimista (cinza ou laranja). </li></ul>
  37. 37. <ul><li>Embora uma análise de risco possa ser realizada em qualquer visão, vamos reabrir a visão “mais provável” para criar os parâmetros de nossa consulta. </li></ul>Quando o programa abrir a caixa contendo os nomes/códigos dos projetos, abra o projeto exerris_mp
  38. 38. <ul><li>Esta duração consta somente neste exercício. </li></ul>A visão mais provável deverá conter 40 horas em todas as atividades
  39. 39. <ul><li>Vamos iniciar nossa análise de riscos através do menu. </li></ul>
  40. 40. <ul><li>Clique Select ou clique nos campos apropriados para adicionar texto. </li></ul>Escreva os códigos dos projetos nos campos correspondentes Ou utilize o botão de seleção - “select” - para localizar e selecionar cada um dos três casos
  41. 41. <ul><li>Para este exercício, que não contém registros de custos, materiais ou recursos, não faz diferença incluir a probabilidade para custos. </li></ul>Verifique se os três arquivos foram corretamente dispostos Altere o grau de confiança (probabilidade de riscos) para 80%
  42. 42. <ul><li>A marcação em azul corresponde aos buffers/reservas calculados para cada atividade, levando em consideração a probabilidade dos riscos considerada na análise. </li></ul>Resultado da Análise A janela de informações aparece, dependendo das configurações do usuário
  43. 43. <ul><li>Agora vamos verificar a diferença entre o cronograma original, o pessimista e o resultado do cruzamento das três estimativas. </li></ul>Comparação entre projetos
  44. 44. <ul><li>Escolha o projeto com a visão pessimista (exerris_p). </li></ul>
  45. 45. <ul><li>Novamente, basta clicar em “ok” para continuar com a comparação. </li></ul>
  46. 46. <ul><li>Temos agora três perspectivas: a original, a pessimista e o resultado da análise destas duas em conjunto com a visão otimista. </li></ul>
  47. 47. <ul><li>A visão criada pela análise de risco pode ser extraída como uma cópia do cronograma. Essa cópia pode ser útil em avaliações de valor agregado, por exemplo. </li></ul>Clique aqui para criar um novo cronograma
  48. 48. <ul><li>Esta visão corresponde então ao novo cronograma “mais provável”, dado que inclui folgas/reservas (buffers) resultantes da análise de risco. </li></ul>
  49. 49. Spider Project Tutorial – A1 ...O B R I G A D O... Outras informações: http://www.spiderproject.com.br
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×