Fichamento e artigo acadêmico

19,658 views

Published on

Anotações de leituras: o que anotar visando à redação de monografia acadêmica. Conceito de artigo acadêmico; estrutura do artigo.

Published in: Education, Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
19,658
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
122
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Fichamento e artigo acadêmico

  1. 1. Profª Sonia Mariza Martuscelli Fichamento e artigo acadêmico
  2. 2. FICHAMENTO <ul><li>O que é? </li></ul><ul><li>Ficha de leitura. </li></ul><ul><li>Como é feito? </li></ul><ul><li>Destaque de frases ou trechos relevantes do texto (citações, paráfrases, observações) </li></ul><ul><li>Para que serve? </li></ul><ul><li>- Comprovação de leitura. </li></ul><ul><li>- Anotação de dados importantes para futura tarefa de pesquisa, redação, apresentação. </li></ul><ul><li>Quais referências deve conter? </li></ul><ul><li>Referências bibliográficas ou eletrônicas do texto. </li></ul><ul><li>Anotação do número da página, parágrafo, linha, tabela, gráfico, figura. </li></ul>
  3. 3. <ul><li>15 leis da propaganda política </li></ul><ul><li>Primeira lei: da simplificação e do adversário único </li></ul><ul><li>Esta lei diz que a propaganda deve ser monista, expondo, mediante fórmula simples e clara, a idéia a ser divulgada. A boa idéia é aquela que pode ser reduzida a um slogan, a uma consigna, a uma palavra de ordem, a um lema O melhor slogan é aquele que contiver o menor número possível de palavras. O fundamental é cunhar uma idéia e – já estamos antecipando a segunda lei --, repeti-la à exaustão. Quanto mais simples a fórmula, quanto mais condensada a idéia, melhor. Lembremos, entre nós, o sucesso de palavras-de-ordem como “O petróleo é nosso” ou, mais recentemente, “Diretas-já”, ensejando uma rápida compreensão de seus conteúdos pelas massas. O leninismo foi certamente aquele movimento de massas, revolucionário, que melhor soube utilizar-se da força da palavra-de-ordem síntese. Na luta pela tomada do poder, os comunistas gritavam: “Todo o poder aos sovietes”. No governo, a consigna “Terra e paz” ligava e exprimia as duas reivindicações do exército russo. Nos anos 50 Juscelino encerrou todo o seu projeto desenvolvimentista nesta frase de extrema simplicidade: “50 anos em cinco”. O mesmo se aplica aos logotipos ou logomarcas, ou símbolos gráficos de partidos e candidaturas. A regra é a simplicidade do traço, a mais fácil reprodutibilidade e a mais fácil e rápida compreensão . </li></ul><ul><li>RobertoAmaral <www.psbnacional.org.br/index.php/content/view/1485.html> </li></ul><ul><li>Acesso em: 25 set. 2009 </li></ul>
  4. 4. ARTIGO ACADÊMICO <ul><li>O que é? </li></ul><ul><li>Texto de temática acadêmico-científica produzido por autor ligado a um campo do saber e dirigido a um público iniciado nesse campo do saber. </li></ul><ul><li>ABNT: “texto com autoria declarada, que apresenta e discute idéias, métodos, processos, técnicas e resultados nas diversas áreas do conhecimento”. </li></ul><ul><li>Como é feito? </li></ul><ul><li>Uso da norma culta e da terminologia da área; com formatação normatizada; com estrutura específica. </li></ul><ul><li>Para que serve? </li></ul><ul><li>- Elemento para avaliação de aproveitamento em dada disciplina. </li></ul><ul><li>- Instrumento: de registro oficial e público da ciência ( garante ao autor prioridade intelectual nos resultados de pesquisa); de difusão da informação; de prestígio e recompensa para o autor, membros de comitês editoriais e editores. ( Artigo acadêmico-científico .) </li></ul>
  5. 5. <ul><li>Quais são os tipos usuais de artigo? </li></ul><ul><li>O chamado artigo de revisão (ABNT), em que, a partir de pesquisa bibliográfica, produz-se um texto contendo resumo, análise e discussão de conhecimentos já publicados. </li></ul><ul><li>O artigo original (ABNT) ou artigo científico , em que, a partir de pesquisa (bibliográfica e/ou prática), produz-se um texto com abordagens próprias, relatando resultados da pesquisa. </li></ul><ul><li>Em ambos casos, o artigo deve trazer contribuições ao campo de estudo, sugerindo ou apresentando uma aplicação, idéias novas, ou diferente forma de encarar o tema. </li></ul>
  6. 6. <ul><li>ESTRUTURA USUAL DO ARTIGO </li></ul><ul><li>Título </li></ul><ul><li>Autoria (instituição a que o autor pertence) </li></ul><ul><li>Resumo : parágrafo sintetizando os objetivos do estudo/ texto, a metodologia e as conclusões. Palavras-chave : termos que indicam o conteúdo do artigo. </li></ul><ul><li>Três partes básicas do texto: </li></ul><ul><li>Introdução , com a exposição dos objetivos do trabalho, a finalidade do artigo e a metodologia usada. </li></ul><ul><li>Desenvolvimento , apresentando os itens abordados para atingir o objetivo proposto. Nos artigos originais, usualmente o desenvolvimento traz a análise e a discussão dos resultados. </li></ul><ul><li>Conclusão , enfatizando sinteticamente os resultados obtidos e apresentando as apreciações finais do autor. </li></ul><ul><li>Referências : lista de documentos citados no artigo </li></ul><ul><li>Apêndice : documento que complementa o artigo. </li></ul><ul><li>Anexo : documento que serve de ilustração, comprovação ou fundamentação. </li></ul>

×