Your SlideShare is downloading. ×
Parte 2 Monografia
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Parte 2 Monografia

1,479

Published on

Published in: Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
1,479
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
26
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. O cardápio do dia seguinte foi servido no almoço, macarrão com salsicha, arroz com carne, feijão e salada. A figura 7.0 mostra o prato pronto. Figura 7.0 – Cardápio (macarrão com salsicha, feijão, arroz com carne e salada) servido no dia 19/05/09 na escola Agrícola de Barra do Garças - MT, no período de observação. Pode ser observado também, que vários ingradiente complementam a refeição dos alunos. Sendo usados temperos, óleo, verduras, leite, legumes, etc (Figura 8.0). Figura 8.0 – Alguns dos ingredientes utilizados para fazer a refeição dos aluno na escola Agrícola de Barra do Garças – MT. 1
  • 2. Com base nos ingredientes utilizados no cardápio da escola no período de observação, tornou-se conveniente verificar os grupos alimentares servidos nesse período. Sendo que foi encontrado, todos os grupos: construtores, reguladores e energéticos. Sabe-se que nenhum alimento conterá todos os nutrientes necessários a manutenção da vida e um mesmo tipo de alimento pode oferecer ao organismo nutriente em excesso que podem causar várias patologias. Portanto, é preciso sempre rever o cardápio da escola para viabilizar uma alimentação (verdadeiramente) equilibrada para os alunos (ZITA, 2009). Para que se efetive, de fato, uma alimentação saudável, seja ela na escola e/ou em qualquer lugar, é preciso “dosar” a quantidade correta dos alimentos consumidos. No caso da Escola Agrícola de Barra do Garças – MT, não existe um cardápio seguido, ou estruturado por nutricionistas. Segundo informações da direção e de uma merendeira da escola, a merenda é feita conforme é visto a necessidade dos alunos, conforme o que tem de alimento no almoxarifado da escola, conforme doações recebidas de empresas, e conforme a produção animais e verduras, frutas da própria escola (Figura 9.0). Figura 9.0 – Produção de alimentos (incluindo frutas, verduras, legumes, carne, leite) que é consumido pela própria Escola Agrícola de Barra do Garças – MT. 2
  • 3. 4.2 – Dos hábitos alimentares dos alunos Os questionários foram aplicados na terceira e quarta semana de estudo na escola. Participaram das entrevistas 20 (vinte) alunos que cursavam o 6ª e o 9ª ano do ensino fundamental da escola. Os questionários foram divididos e entre aos alunos, em sala de aula, pela coordenadora da escola. Pois a direção da escola disse ser menos tumultuado para as professoras. Lembrando-os que não eram obrigados a responder. Junto ao questionário direcionado aos alunos, estavam anexados os questionários direcionados aos pais dos alunos, que iriam levar os questionários aos pais e os mesmos estariam respondendo em casa, e depois devolvendo a coordenadora da escola. Mesmo tendo esperado mais uma semana para recolher os questionários, alguns não foram devolvidos. Dos 15 questionários devolvidos, 8 (oito) foram respondidos por alunos do 6ª ano e 7 (sete) por alunos do 9ª ano do ensino fundamental. Dos 15 questionários, 04 alunos de 10 anos de idade, sendo 2 do sexo feminino e 2 do sexo masculino. Na faixa etária de 11 anos, só 02 do sexo masculino responderam. Na faixa etária dos 12 anos, 02 alunos responderam, sendo um masculino e um feminino. Na faixa etária dos 14 anos constatou-se a presença de maior índice de alunos do sexo masculino, sondo 03 alunos, enquanto que 01 do sexo feminino. E na faixa etária de 15 anos, teve-se 01 do sexo feminino e 02 do sexo masculino. Conforme explanado na figura 10.0. Perfil dos alunos com relação ao genero e idade 3,5 3 2,5 Quantidade 2 Feminino 1,5 Masculino 1 0,5 0 10 11 12 14 15 Idade 3
  • 4. Figura 10.0 - Gráfico do perfil dos alunos d o 6ª e 9 ª ano do ensino fundamental Escola Agrícola de Barra do Garças – MT, segundo o gênero e faixa etária. Conforme observado, teve-se o maior índice do sexo masculino, tendo respondido o dobro de questionário, totalizando 10 alunos, se relacionado com a quantidade de alunas do sexo feminino. Esse índice também é observado dentro da escola. Talvez por ser escola agrícola, com atividades ligadas ao sexo masculino, por exigir maior esforço do sexo feminino. Conhecida a faixa etária e o gênero dos alunos, passa-se para a análise das respostas dos educandos. Inicialmente, os alunos foram questionados sobre o que é alimentação. Segundo definição, alimentar é fornecer ao organismo os nutrientes necessários a sua manutenção (MATTOS, 1996). Para 87% dos alunos, a alimentação serve de fonte de riqueza para o corpo, indispensável para a sobrevivência. Enquanto que, 13% apresentaram respostas sem nexo. Conforme dados apresentados na figura 11.0. O que é alimentação. 13% fonte de riqueza para o corpo, saúde, indispensavel para a sobrevivencia. Sem nexo 87% Figura 11.0 – Gráfico da resposta à pergunta “Para você, o que significa alimentação?”, direcionada a alunos do 6ª e 9 ª ano do ensino fundamental Escola Agrícola de Barra do Garças – MT. A segunda pergunta tratou de abordar sobre “o que é uma alimentação saudável”. Em resumo, pode se falar que, 79% dos alunos disseram que é uma alimentação equilibrada, com pouca gordura, sal, bastante vitaminas e proteínas, frutas, vegetais, leite ou seja, uma comida balanceada. 7% disseram que é uma comida básica, 7% falaram que é tudo que faz bem ao organismo e 7% disseram que é uma comida com várias cores. Conforme demonstrado na figura 12.0. 4
  • 5. O que é uma alimentação saudavel Comida balanceada Comida Basica Faz bem ao organismo Comida de várias cores Figura 12.0 – Gráfico da resposta à pergunta “Em sua opinião, o que é uma alimentação saudável?”, direcionada a alunos do 6ª e 9 ª ano do ensino fundamental Escola Agrícola de Barra do Garças – MT. A terceira pergunta procurou conhecer, como os alunos avaliam a qualidade da comida servida no refeitório da escola. Conforme as respostas 40% consideram a merenda, sendo de excelente qualidade. 33% consideraram-na de boa qualidade, 27% responderam que é regular e nenhuma resposta obtida, como considerando a merenda de qualidade ruim (Figura 13.0). Qualidade da merenda. Excelente Boa Regular Ruim Figura 13.0 – Gráfico da resposta à pergunta “relacionado a qualidade da merenda da servida, direcionada a alunos do 6ª e 9 ª ano do ensino fundamental Escola Agrícola de Barra do Garças – MT. Logo nas primeiras semanas de pesquisa, através de conversa informal com os alunos, e através de observações podia-se ver que os alunos realmente gostam da comida oferecida 5
  • 6. na escola. Tendo a oportunidade de experimentar, teve-se a constatação. Alem de se feita com muito carinho, pelas merendeiras da escola. Na quarta questão, foi perguntado o que eles costumam comer nas refeições oferecidas pela escola. Em todas as respostas, eles disseram comer de tudo, desde comida comum aos pratos brasileiros, no dia a dia, ou seja, o arroz, feijão, carnes, legumes e verduras, frutas, sucos naturais etc. Bem como costumam comer frituras, produtos industrializados e tomar refrigerantes, pois a escola oferece a cantina. Entretanto, foi oferecida a oportunidade aos alunos (supostamente) de poder elaborar o cardápio da escola com o intuito de verificar quais seriam suas recomendações. Afinal, grande parte da alimentação dessas crianças é realizada na escola (conforme respondido pelos mesmos, na última questão. 80% dos alunos questionados disseram que mesmo que pudessem mudar o cardápio, manteriam o mesmo cardápio, por considerá-lo saudável. 13% disseram que continuariam com o tipo de comida oferecida pela escola e acrescentariam comidas industrializadas. E, 7% disseram que mudaria todo o cardápio da escola (Figura 14.0). Sugestões dos alunos para o cardapio da escola. Manter a comida por ser saudável Comida saudável e Industrializada Mudar todo o cardapio Figura 14.0 – Gráfico da resposta à pergunta de sugestões dos alunos para o cardápio da escola, direcionada a alunos do 6ª e 9 ª ano do ensino fundamental Escola Agrícola de Barra do Garças – MT. Relacionado a Educação Ambiental, foi perguntado aos alunos, se eles costumavam deixar resto de comida no prato, causando o desperdício. 60% dos alunos disseram que não e 40% disseram que as vezes. Mas pelo o que foi observado, os poucos alunos que deixa comida no prato, geralmente deixa pouco. Nenhum aluno disse que costuma deixar comida no prato (Figura 15.0). 6
  • 7. Costumam deixar resto de comida no prato. As vezes Não Figura 15.0 – Gráfico da resposta à pergunta de sugestões dos alunos para o cardápio da escola, direcionada a alunos do 6ª e 9 ª ano do ensino fundamental Escola Agrícola de Barra do Garças – MT. Foi perguntado aos alunos, através dos questionários se eles sabiam o que significa preservar o meio ambiente. Todos responderam que “sim”, sabia o que significava. Através dessa perguntam foi elaborada outra questão, perguntando se eles acreditam que a escola deles contribui para a preservação do meio ambiente. 87% disseram que sim e somente 13% disseram que não (Figura 16.0). Contribução da escola para a preservação do Meio Ambiente, segundo opinião dos alunos do 6ª e 9 ª ano do ensino fundamental. Sim Não Figura 16.0 – Gráfico da resposta à pergunta com opiniões relacionadas a preservação do meio ambiente, por parte da escola, direcionada a alunos do 6ª e 9 ª ano do ensino fundamental Escola Agrícola de Barra do Garças – MT. 7
  • 8. 4.3 – Da merenda servida na escola, dos hábitos alimentares e da preferência dos alunos e uma alimentação saudável Para maior entendimento, primeiro, procurou-se verificar o campo a partir de análise partindo da observação para se ter maior entendimento de como funciona a organização da escola, em relação às refeições diárias. Depois, foi feito uma analise da alimentação escolar segundo o total de nutrientes presentes nos ingredientes utilizados para elaborar os pratos servidos na escola durante o período de observação e a qual grupos de alimentos pertenciam esses alimentos (construtores, energéticos e reguladores). Através dessa analise, para avaliar a qualidade nutricional das merendas, foi utilizado como referência a pirâmide alimentar adaptada (figura 17.0). Figura 17 - Pirâmide alimentar adaptada1 contendo os alimentos que devem ser consumidos visando obter os nutrientes necessários para uma vida saudável2. É importante comer um pouco de tudo e de tudo um pouco, levando em consideração os princípios contidos na pirâmide alimentar1. Ela constitui um guia para uma alimentação 11 Instrumento, sob a forma gráfica, de orientação da população para uma alimentação mais saudável. 2 Fonte: http://emedix.uol.com.br/dia/nut001_1f_comadetudo.php 8
  • 9. saudável, onde se podem escolher os alimentos a consumir e obter todos os nutrientes necessários, e ao mesmo tempo, a quantidade certa de calorias para manter um peso adequado (ZITA, 2009). E enfim, o conhecimento que os alunos possuíam com relação a uma alimentação saudável, o que eles costumavam ingerir diariamente durante as refeições, quais eram suas preferências alimentares e a importância da merenda escolar na vida dessas crianças. 4.4 – Dos resíduos e lixos produzidos e seu destino Também foram observados durante a realização do estudo, os resíduos produzidos pela merenda da escola e através da preferência alimentar dos alunos. Pôde se observar que a escola tem muita organização e procura cuidar do Meio Ambiente. No interior da escola é depositado tambores de lixo com a seleção do lixo, de forma estratégica, para que os alunos tivessem todo o cuidado de estar jogando o lixo no seu lugar adequado (Figura 18.0). Figura 18 – Seleção de Lixo, distribuídos no interior da Escola Agropecuária de Ensino Fundamental e Médio Profissionalizante Laudelino Sousa Santos “Escola Agrícola”. 9

×