31dejulho
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

31dejulho

on

  • 1,817 views

Caderno especial do Forum Desafios Para Transito do Amanhã - Parte 4 (31 de julho de 2011)

Caderno especial do Forum Desafios Para Transito do Amanhã - Parte 4 (31 de julho de 2011)

Statistics

Views

Total Views
1,817
Views on SlideShare
1,599
Embed Views
218

Actions

Likes
0
Downloads
12
Comments
0

2 Embeds 218

http://rotapernambucana.wordpress.com 151
https://rotapernambucana.wordpress.com 67

Accessibility

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

31dejulho Document Transcript

  • 1. PAULO PAIVA/ESP. DP/D.A PRESS.CADERNOESPECIALDOMINGORecife, 31 de julho de 2011 DIARIOdeP E R N A M B U C O Olinda e Jaboatão encaram problemas encaram os problemas da (i)mobilidade Onde começa um e termina o outro ? Os dois vizinhos de se caso, Olinda fica em desvantagem pela pouca dimensão ter- 2014, eles têm um enorme desafio a cumprir - um dever de ca-(porta) do Recife vivem os extremos das diferenças e semelhan- ritorial. Ambos superaram a marca dos 100 mil veiculos. sa sempre adiado. O tempo é curto para melhorar as vias ur-ças. Jaboatão dos Guararapes tem cinco vezes o território de Jaboatão tem 21 mil carros a mais do que Olinda e apenas banas e a capacidade operacional do tráfego. Na 4ª edição doOlinda, quase o dobro da população e possui a segunda maior 13 agentes a mais. Quanto ao número de semáforos, Olinda fi- Fórum Desafios para o Trânsito do Amanhã, uma radiogra-arrecadação do estado. Mas quando se fala em mobilidade ur- ca na frente com 65 equipamentos contra 48 de Jaboatão. E fia dos dois municípios mais próximos da capital pernambu-bana, eles comungam praticamente dos mesmos problemas. nenhum dos dois municípios possui equipamentos reduto- cana, carentes de uma política de mobilidade que deve irA frota de veículos dos dois municípios é semelhante e, nes- res de velocidade. Faltando apenas três anos para a Copa de muito além da Copa. EXPEDIENTE: Diretora de redação: Vera Ogando Textos: Tânia Passos Edição: Lydia Barros Edição de fotografia: Heitor Cunha Edição de arte: Christiano Mascaro
  • 2. 2 especial DIARIOd e P E R N A M B U C O - Recife, domingo, 31 de julho de 2011 d desafios para o trânsito do amanhãMARCELO SOARES/ESP DP/D. A PRESS + saibamais Olinda 43,5km2 é a área do município 380 mil habitantes 108 mil veículos é a frota registrada até junho/2011 75 agentes de trânsito 65 semáforos 50 permissionários cadastrados no transporte complementar Na Avenida Barreto de Menezes, em Jaboatão, veículos param a todo instante e cobradores disputam passageiros como os velhos clandestinos 7 linhas municipais Transporte público 77 linhas intermunicipais 11 linhas complementares não pode ser vilão ALCIONE FERREIRA/DP/D.A PRESS. 2.400 pessoas são transportadas por dia pelo complementar 37.321 pessoas são transportadas por Em Olinda, transporte gurado em 2008, é exclusivamen- dia pelas linhas municipais complementar facilita te para o complementar. Os pas- mobilidade. Jabotão sageiros esperam sentandos ou fazem fila para entrar no veículo. 358.804 pessoas são transportadas por sofre por não integrar o O cronograma das viagens é defi- dia pelas linhas intermunicipais Sistema Integrado (SEI) nido pelo Grande Recife Consór- cio de Transporte Metropolitano. N ão há como melhorar a Somente Olinda e Recife integram Jaboatão dos Guararapes mobilidade de uma ci- atualmente o consórcio. Os passa- dade se não for levada geiros admitem que o modelo atual é mais organizado, mas ain- 256km2 em conta a qualidade do trans- é a área do município porte público. Em Jaboatão dos da há críticas. A dona de casa Cris- Guararapes, o sistema que deveria tina Leite, 37 anos, reclama da de- mora nos intervalos de saída dos 645 mil ser complementar é responsável habitantes por 80% do transporte de passagei- veículos e da cobertura do termi- ros na área urbana do município, nal. “Sem dúvida é mais organi- zado, mas quando tem chuva de 129 mil cerca de 120 mil pessoas por dia. veículos é a frota registrada até E deixa muito a desejar. Mesmo vento a gente se molha e às vezes com a regulamentação do siste- a gente espera mais de 40 minu- junho de 2011 ma, que reduziu o número de veí- tos para sair um carro”, disse. culos pela metade, a forma de tra- Em Jaboatão dos Guararapes as 88 balhar não mudou em nada em paradas não têm cobertura. Os Passageiros podem esperar sentados o complementar no Terminal do Caenga, em Olinda agentes de trânsito relação à época dos clandestinos. passageiros esperam em calçadas Em Olinda, o transporte comple- estreitas e até na rua. É só uma le para evitar a superlotação e os do na forma antiga de se traba- ra qualquer município da região 48 mentar responde por 6,43% dos parte do sofrimento. Na Avenida passageiros se acomodam do jei- lhar, que ainda não foi superado. metropolitana. “Eu vim de Boa semáforos passageiros transportados por dia Barreto de Menezes, uma das prin- to que podem. A cabeleireira Iran O nosso trabalho será de intensi- Viagem para Prazeres e tive que no município, o que representa cipais vias do centro de Prazeres, Maria dos Santos, 30 anos, recla- ficar a fiscalização”, afirmou. Ja- pagar duas passagens”, reclamou cerca de 2.400 pessoas. A regula- os veículos chegam nas paradas a ma do excesso de passageiros. boatão também não está inseri- a dona de casa Daniele da Silva, mentação do sistema em 2002, todo instante e os cobradores des- “Tem gente que vai quase sentan- da no Consórcio Metropolitano e 22 anos. De acordo com o prefei- reduziu de mil kombis para 25 cem para disputar a preferência do no colo do motorista”. isso significa que o passageiro, to Elias Gomes, a previsão é que microônibus. O complementar dos passageiros. O acerto do paga- A gerente de operações de trân- que usa o transporte complemen- o município passe a fazer parte do 400 permissionários do passou a fazer apenas a função mento é feito na rua mesmo e, sito de Jaboatão, Lúcia Recena ad- tar ou as linhas de ônibus muni- consórcio ainda este ano. “O sis- transporte complementar de alimentar o sistema onde o para não perder tempo com o abre mite que o sistema tem ainda mui- cipais não pode fazer parte do Sis- tema de bilhetagem eletrônica já ônibus convencional não chega. e fecha das portas, é comum os to o que melhorar. “Nós consegui- tema Estrutural Integrando (SEI), foi implantado no complemen- 12 linhas municipais O terminal do Caenga, no bair- deslocamentos de porta aberta. mos acabar com os clandestinos, onde com apenas uma passagem tar. Faltam alguns ajustes”, afir- ro de Rio Doce, em Olinda, inau- Mas não é só isso. Não há contro- mas há ainda um hábito adquiri- é possível entrar e se deslocar pa- mou o prefeito. 58 linhas intermunicipais MARCELO SOARES/ESP DP/D. A PRESS Aprendendo a desatar os nós PAULO PAIVA/ESP. DP/D.A PRESS. 120 mil Com quase a mesma frota, dos Guararapes. Os dois municií- pessoas são transportadas por Olinda e Jaboatão dos Guarara- pios ainda engatinham na ques- dia pelo complementar pes enfrentam problemas seme- tão da operacionalização do trân- lhantes na operacionalização do sito. Olinda até bem pouco tem- 24 mil trânsito. A cidade Patrimônio po tinha apenas 29 agentes de pessoas são transportadas por Cultural da Humanidade tenta trânsito e hoje conta com 75, mas dia nas linhas municipais administrar não apenas sua fro- o número ainda é insuficiente. ta de 108 mil veículos, mas tam- Jaboatão tem apenas 88 para uma 246 mil bém o trânsito vindo de outros frota de 129 mil veículos. pessoas são transportadas por municípios. Tanto Olinda quan- De acordo com o prefeito Elias dia nas linhas intermunicipais to Jaboatão são corredores natu- Gomes, está sendo elaborado um rais para quem se desloca para os plano de mobilidade para o mu- Fonte: Prefeituras de Olinda e Jaboatão litorais Norte ou Sul. “Olinda re- nicípio que prevê, entre outras Sinais sincronizados facilitam mobilidade em Piedade dos Guararapes e Grande Recife Consórcio cebe um número muito maior ações, a implantação de uma cen- de carros do que a sua frota e tral de controle de tráfego e um implantados há 35 anos. O muni- rie de ações para melhoria do ge- nós temos corredores de tráfego concurso público para 200 agen- cípio não dispõe de nenhuma renciamento de tráfego, inclusi- muito curtos, mas com um flu- f lu tes, além da compra de equipa- lombada eletrônica ou equipa- ve a modernização dos semáfo- xos intensos”, explicou o prefei- mentos de monitoramento. “A mentos que f lagrem o avanço de flag ros e a compra de equipamentos to Renildo Calheiros. nossa expectativa é de implantar sinal. Déficit de material huma- eletrônicos para monitorar o trân- A municipalização do trânsito essas melhorias até o próximo no e tecnológico, insufientes pa- sito”, afirmou o secretário exe- Em Olinda, semáforos em Olinda ocorreu no ano de ano”, afirmou Elias Gomes. ra atendar a demanda do muni- cutivo de transporte, controle ur- já contabilizam 35 anos 2005, sete anos depois de Jaboatão Em Olinda são 65 semáforos, cípio. “Nós vamos licitar uma sé- bano e ambiental, Adriano Max.
  • 3. DIARIOd e P E R N A M B U C O - Recife, domingo, 31 de julho de 2011 d especial 3 desafios para o trânsito do amanhã Ciclovias + saibamais BLENDA SOUTO MAIOR/ESP. DP/D.A PRESS Mapa cicloviário de Olinda continuam 2 km de ciclovia na orla (existe atualmente) 4 km de ciclovia na orla da esquecidas ampliação da via litorânea ( em execução) 6 km de ciclovia margeando a futura Via Metropolitana Norte vias seguras para o ciclista ainda (projeto)Gestores deixam em é um sonho distante para os dois 4 km de ciclovia na duplicaçãosegundo plano projetos municípios, e mesmo para o Re- do trecho da 2ª perimetralque viabilizam os cife. As dificuldades vão desde a (projeto) captação de recursos à adaptaçãodeslocamentos não de vias não projetadas para estemotorizados. Cidades 2 km de ciclovia margeando um fim. “Em Olinda, as ruas são mui- trecho do canal de Bultrinscorrem atrás do prejuízo to estreitas e teria que haver gran- (projeto) des desapropriações”, explicou a secretária de planejamento e ges- 8 km de ciclovia no trecho a serN a mobilidade urbana, pe- tão do município, Sônia Calheiros. recuperado da PE -15 (do estado) destre e ciclista não po- Segundo ela, na requalificação da ualificação dem ser esquecidos. Avenida Presidente Kennedy, nãoQuanto mais existir a opção dos foi possível implantar uma ciclo- Totaldeslocamentos não motorizados,menos carros haverá nas vias. Os via por falta de espaço. O mesmo ocorreu com o binário das aveni- 26 km de ciclovia paramunicípios de Olinda e Jaboatão das Transamazônica e Brasília. serem implantados até 2014dos Guararapes não são os únicos Nem sempre espaço é o proble-a deixar essa premissa em último ma. A Ponte do Paiva tem ciclovia,plano. As duas cidades dispõem de mas a avenida que foi construída Jaboatão tem 3km de ciclovia na orla e projeto de ligação com ciclovia de Boa Viagem Mapa cicloviário previstociclovias, ambas na orla. Olinda “ na orla de Barra de Jangada, que para Jaboatãotem dois quilômetros de ciclovia se liga a ponte, não tem. “É per- RICARDO FERNANDES/DP/D.A PRESSno Bairro Novo e terá mais quatro feitamente possível implantarcom a ampliação da via litorânea uma ciclovia na orla de Barra de 3 km de ciclovia na orla ( existeaté a Ponte do Janga. Jaboatão tem Jangada e fazer a ligação com o atualmente)três quilômetros de ciclovia na Paiva, depois com a orla de Jaboa-orla e projeto para fazer a ligação tão e com a orla de Recife”, afir- Em Olinda, as 2 km para fazer a ligação com acom a ciclovia da orla de Recife. orla de Recife (projeto)Também em obras no município, mou o secretário de Serviços Pú- ruas são muito blicos do município, Evandro Ave- 2 km de ciclovia na pista Lestea requalificação da Avenida Ayr- lar. Segundo ele, também há pro- estreitas e teria da Ayrton Senna (em execução)ton Senna, que passará a ter uma jetos de implantar ciclovias na re-ciclovia de 2 kms na pista leste. qualificação da Estrada de Curcu- que haver muitas As ciclovias em trechos isola- Totaldos são apenas um primeiro pas- rana e no trecho do eixo de inte- desapropriações”so. A interligação da cidade em gração da BR 101 com Jaboatão Centro pela PE - 17. 7 km de ciclovia para ser Sônia Calheiros, sec. de Planejamento Bairro Novo tem 2km de ciclovia e vai ganhar mais 4km implantado até o fim do ano
  • 4. 4 especial DIARIOd e P E R N A M B U C O - Recife, domingo, 31 de julho de 2011 d desafios para o trânsito do amanhãPavimentando o futuro FOTOS: PAULO PAIVA/ESP. DP/D.A PRESSIntervenções nasrotas do turismo eduplicação da segundaperimetral interligadaa uma nova via sãoprioridades em OlindaA Cidade Patrimônio Cul- tural da humanidade tem carências de mobili-dade na área do Sítio Histórico.Mas não é só. Além dos limites dacidade histórica, os problemas sãoainda mais evidentes. Um dosgrandes desafios é melhorar a qua- desafioslidade do pavimento das vias, a si-nalização e os passeios. Uma dasintervenções previstas é a recupe-ração das vias de interesse turís-tico. Pelo menos treze vias serãorecuperadas. O projeto não inclui,no entanto, obras de acessibilida-de e a implantação de ciclovias. “Não há como fazer tudo deuma só vez. Os recursos que Olin-da conseguiu foram para deixaressas vias, de importância turísti-ca, em condições adequadas detrafegabilidade”, explicou o secre-tário de Serviços Públicos do mu-nicípio, Oswaldo Lima Neto. Es- Cartão de visitas da cidade-patrimônio, Sítio Histórico será recuperado com a pavimentação das vias, dos passeios e o reforço na sinalizaçãoMetropolitana + saibamaisNorte, orçada em Mapa viário das obras de OlindaR$ 400mi, é obra Requalificação da Avenida Presidente Kennedy Implantação do binário da Kennedymais ambiciosa Duplicação da 2ª perimetral Expansão da via litorânea até a Ponte do Jangapecialista em trânsito e professor acia Bebe Recuperação das vias dos bairros da bacia do Beberibeda Universidade Federal de Per- Vetor Norte/Sul (da Avenida Olinda até o limite de Paulista enambuco, ele conhece bem os de- Vetor Norte/Sul- PE-15safios da mobilidade. “Não hou- ennedy Vetor Leste/Oeste - Avenida Presidente Kennedyve planejamento das cidades e há Fonte: Prefeitura de Olindamuito o que ser feito. O trabalhoconjunto de melhoria de pavi- Via Metropolitana Norte - Olindamentação e gerenciamento do trá-fego é o caminho dentro das li- 1 Projeto de Urbanização - canal de Bultrinsmitações existentes”, afirmou. 2 Complementação da 2ª perimetral/ Uma cidade com pouco mais Via Metropolitana Nortede 300 mil habitantes e uma fro- 3 Construção de lagoas de retenção e urbanização so Fragota de 108 mil veículos, não era pa- do entornora sofrer tanto com os gargalos 4 Áreas para reassentamentos- construção de ultrins conjuntos habitacionaisdiários, mas sofre. Olinda fica na anal Brota do Recife para quem vem dolitoral Norte. A PE-15, que corta o 4 rte / Cmunicípio é uma rodovia esta- 2 na Nodual que faz parte do projeto do 5 Avenida Presidente Kennedy vai ganhar um corredor de ônibus no canteiro central PE 1Corredor Norte/Sul. O trânsito in- politatenso na via acaba trazendo im- Norte vai margear os canais do lio Vargas ou Carlos de Lima Ca- principal ligação para os altos 3 4 Metropacto nas vias internas. Fragoso e do Bultrins, saindo do valcanti. Poderá fazer fazer essa li- de Olinda e para a segunda pe- Um dos projetos mais espera- limite de Paulista para se encon- gação pela Metropolitana Norte”, rimetral. A via que está sendo Perimetral II Perimetraldos é a duplicação do trecho da trar com a 2ª perimetral na PE- afirmou. Apesar da sua importân- requalificada vai receber um cor- Novo Viaduto Nov iaduto 2 ante2ª perimetral que fará ligação 15. “Haverá um viaduto que vai cia não há ainda um cronograma redor exclusivo de ônibus no can- 3 valc tocom uma nova via a ser implan- passar por cima do terminal de definido das obras. “É uma obra teiro central, semelhante ao que o Pre a Ca çã ltada: a Metropolitana Norte. Se- integração da PE-15 ligando a muito cara que será feita em par- existe hoje na Avenida Caxangá. ca tra ol pli e l Our Du erim Limgundo o prefeito de Olinda, Re- Metropolitana Norte, explicou o ceria com o estado e o governo fe- “Paralela à Presidente Kennedy, 1 II P s denildo Calheiros, a via é a mais im- prefeito. deral. Nós estamos trabalhando nós criamos um binário com as Cana Av. G Canal Bultrins arloportante intervenção para me- A nova via e o trecho duplica- o trecho do canal dos Bultrins”, avenidas Transamazônica e Bra- or Clhorar o tráfego que hoje passa do da perimetral vão totalizar 10 adiantou o prefeito. sília, que vão servir para desafo- naddentro do município e está orça- quilômetros de extensão. “Quem Outra via estratégica dentro gar a Kennedy”, explicou a se- overda em mais de R$ 400 milhões. vier de Paulista e quiser ir para o da dinâmica do trânsito no mu- cretária de planejamento e ges- PE 15Pelo projeto, a Metropolitana Recife não precisará usar a Getú- nicípio é a Presidente Kennedy, tão, Sônia Calheiros.
  • 5. DIARIOd e P E R N A M B U C O - Recife, domingo, 31 de julho de 2011 d especial 5 desafios para o trânsito do amanhã + saibamaisPor um sistema BR 408 BR 232 4viário integrado 2 Cavaleiro Cavaleiro 1 BR 101 101 PE 007 Eixo ão Integraç te MARCELO SOARES/ESP DP/D. A PRESS PE 017 3Jaboatão quer garantirvelocidade ao trânsito, 01 BR1quebrar o isolamentoexterno e investir naligação dos bairros quenão se interligam Curcurana CurcuranaC omo tirar uma cidade do isolamento metropolita- Mobilidade nos centros no? O município de Jaboa- urbanos de Jaboatãotão dos Guararapes está sendo re-desenhado do ponto de vista viá- 1 Jaboatão Centro: Bináriorio. A começar pela requalifica- da Avenida Manuel Rabelo eção da Estrada da Batalha, um dos Av. Visconde do Rio Branco eprincipais acessos ao litoral Sul. A a requalificação das PE-07obra foi o pontapé para uma sé- 2 Jaboatão Centro: Estrada darie de mudanças no traçado viá- Luz, a requalificação da viario do município. O bairro de Pra-zeres, por onde passa a via, tam- 3 Centro Urbano de Prazeres:bém receberá um binário que vai Avenida Ayrton Senna e bi-ligar a Estrada da Batalha à Ave- nário da Aarão Lins de An- drade e as ruas Emiliano Ri-nida Ayrton Senna, que também beiro e Cel Francisco Galvãoserá requalificada. A Ayrton Sen-na vai receber um corredor exclu- 4 Centro Urbano de Cavaleiro:sivo de ônibus e ciclovia. O proje- Requalificação das ruas doto também inclui a melhoria das entorno do mercado com a implantação de um bináriocalçadas e sinalização. “Nós estamos priorizando osprincipais corredores de tráfegopara dar mais velocidade ao trân- Principais eixossito. Pela Avenida Ayrton Senna metropolitanos de Jaboatãotambém vai passar o projeto do es-tado, do Corredor Norte/Sul”, ex-plicou o secretário de Serviços Pú- 1. BR-101 (Radial do contorno da RMR)blicos do município, Evandro Ave-lar. Um dos maiores desafios que 2. BR-232 (Interiorização)o prefeito Elias Gomes disse que 3. BR-408 (Acesso Cidadetem pela frente não é apenas ti- da Copa)rar a cidade do isolamento me- 4. Eixo de Integração (PE-17,tropolitano, mas também do seu Estrada de Curcurana,próprio isolamento. Segundo o Av.Manoel Rabelo/Av.Barão deprefeito, são várias cidades dentro Lucena e Estrada da Batalha)de uma que não se interligam.“Tem a cidade de Prazeres, de Pie- 5. Eixo do Metrô (Linha Recife/Jaboatão Centro;Linhadade e Candeias, de Jaboatão Cen- Tip e Linha Cajueiro Seco)tro e de Cavaleiro. Nós queremoscriar uma unidade e o sistema 6. Eixo do Trem (Cabo/Curado e futura implantação do VLT Cajueiro Seco/Cabo)Estão previstas 7. Corredor Norte/Sul (BR-101, PE-15, Av.Agamenoncerca de 300 Magalhães, Domingos Ferreira e Ayrton Senna)intervençõespara este ano Fonte: Prefeitura do Recifeviário é fundamental na melho- foros sicronizados. Dentro das de não será contemplada nessas comporta mais o tráfego.É uma si- “Com essas intervenções a gente Av. Bernardo Vieira deria da mobilidade”, explicou. ações de mobilidade, estão pre- obras. Para um município que tuação insustentável”, afirmou. vai possibilitar tirar a área mais an- Melo já tem sinalização Melhorar as condições das vias vistos investimentos na ordem de nunca priorizou o sistema viário, No local será construído um biná- tiga de Jaboatão do isolamento”, vertical e horizontale criar novas mecanismos de liga- R$ 71,5 milhões dos cofres do mu- as lacunas ainda são grandes. rio das avenidas Manuel Rabelo e afirmou o secretário. No bairro de afirção entre os bairros fazem parte nicípio para cerca de 300 interven- De acordo com o secretário de Visconde do Rio Branco. Cavaleiro está prevista a requalifi-do plano de mobilidade do mu- ções este ano, incluindo o biná- Serviços Públicos, Evandro Avelar A intervenção inclui ainda a re- cação das ruas do entorno do mer-nicípio previsto para ser implan- rio da Avenida Aarão Lins de An- as ações de melhoria da mobilida- qualificação da PE-07, uma via es- cado e a implantação de um bi-tado até 2020. Mas algumas ações drade, em Prazeres. Além da pa- de dos centros urbanos do muni- tadual, que faz a ligação ao bair- nário. Na área das praias, uma dasjá estão em curso. A Avenida Ber- vimentação de 254 ruas com ser- cípio envolvem inerligação de ro de Cavaleiro e a BR-101. A ação intervenções previstas em parcerianardo Vieira de Melo, que sequer viços de drenagem e saneamen- áreas até agora esquecidas. É o ca- também prevê a requalificação da ualificação com o estado é a duplicação daera sinalizada, ganhou sinaliza- to. É um esforço, sem dúvida, po- so de Jaboatão Centro. “A via prin- Estrada da Luz, que faz a ligação Estrada de Curcurana com paradasção horizontal e vertical e semá- rém mais uma vez a acessibilida- cipal do centro de Jaboatão não de Jaboatão Centro com a BR-232. em baias e ciclovia.
  • 6. 6 especial DIARIOd e P E R N A M B U C O - Recife, domingo, 31 de julho de 2011 d NOVOS TERMINAIS INTEGRADOS. PARA VOCÊ IR AINDA MAIS LONGE COM APENAS UMA PASSAGEM. Nos últimos quatro anos e meio, o Sistema Estrutural Integrado (SEI), que permite ao usuário de transporte coletivo circular na Região Metropolitana do Recife pagando apenas uma passagem para cada sentido, teve grande expansão. Os Terminais Integrados da Caxangá, do Cais de Santa Rita, da Macaxeira e da PE-15 passaram por reformas e dois novos Terminais foram construídos: o Pelópidas Silveira, em Paulista, e o José Faustino dos Santos, no Cabo de Santo Agostinho. Hoje, o sistema atende a 800 mil pessoas, diariamente. Até 2013, o Governo de Pernambuco vai dobrar esse número para 1,6 milhão. As reformas dos Terminais Integrados de Rio Doce e de Jaboatão dos Guararapes já estão em andamento e mais dez Terminais em construção: Aeroporto, Cajueiro Seco, Tancredo Neves, TIP, Xambá, Prazeres, Santa Luzia, Largo da Paz, Barro e Joana Bezerra. Além destes, ainda será construído o Terminal Integrado Cosme e Damião, na Cidade da Copa. O investimento totalizará R$ 76 milhões, vindos do Plano de Aceleração do Crescimento, da Caixa Econômica Federal e do Tesouro Estadual. Com novos Terminais Integrados, o SEI vai transportar ainda mais pernambucanos de um lado para o outro, com muito mais conforto e economia.