Your SlideShare is downloading. ×
  • Like
Open Access na Europa (projeto OpenAIRE): sessão de informação com os National Contact Points do 7º PQ
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Now you can save presentations on your phone or tablet

Available for both IPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Open Access na Europa (projeto OpenAIRE): sessão de informação com os National Contact Points do 7º PQ

  • 555 views
Published

Sessão de informação sobre Open Access na Europa (projeto OpenAIRE) no Gabinete de Promoção do Programa Quadro – Fundação para a Ciência e Tecnologia, 28 de junho de 2012 …

Sessão de informação sobre Open Access na Europa (projeto OpenAIRE) no Gabinete de Promoção do Programa Quadro – Fundação para a Ciência e Tecnologia, 28 de junho de 2012

Published in Education
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
555
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1

Actions

Shares
Downloads
10
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide
  • I put here your slide in for more context

Transcript

  • 1. Open Access na EuropaGabinete de Promoção do Programa Quadro – Fundação para a Ciência e Tecnologia 28 de junho de 2012
  • 2. AGENDAcesso Aberto ao Conhecimento Científico e as Politicas OpenAccess da União Europeia, Eloy RodriguespenAIRE e o cumprimento do projeto Piloto Open Access do 7ºPrograma Quadro, Pedro Príncipepen Access no Horizonte 2020 e o OpenAIREplus: 2ª geração daInfraestrutura Open Access para a Investigação na Europa, EloyRodrigues e Pedro Príncipeerguntas & Respostas
  • 3. Acesso Aberto ao Conhecimento Científico e asPoliticas Open Access da União Europeia • Introdução ao Acesso Aberto: • O que é? • Porquê?1/3 • Como? • A evolução recente do Acesso Aberto • As políticas de Open Access da União Europeia
  • 4. Acesso Aberto:o quê,porquê e como
  • 5. O que é o Acesso Aberto?Open Access, "Acesso Livre" (ou “Acesso Aberto”) significa adisponibilização livre na Internet de cópias gratuitas, online, deartigos de revistas científicas revistos por pares (peer-reviewed), eoutros tipos de publicações científicas como comunicações emconferências, bem como relatórios técnicos, teses e documentos detrabalho.
  • 6. O que é o Acesso Aberto? “Open-access (OA) literature is digital, online, free of charge, and free of most copyright and licensing restrictions” Definição de Peter Suber, 2006
  • 7. Problemas e contradições no sistema de comunicação da ciênciaegunda metade do século XX: Crescimento acentuado do volume da literatura científica; “Comercialização” e perda de controlo académico do sistema de comunicação da ciência; A função essencial das revistas – divulgação dos resultados da investigação – foi obscurecida e prejudicada por esta “comercialização”
  • 8. As Declarações OA – os 3 B’s Budapest Open Access Initiative – Fevereiro de 2002 Bethesda Statement on Open Access Publishing – Junho 2003 Declaração de Berlim sobre o Acesso Livre ao Conhecimento nas Ciências e Humanidades– Outubro 2003
  • 9. Acesso Livre a quê? Essencial: Aos cerca de 2 milhões de artigos publicados por ano, a nível mundial, em cerca de 25,000 revistas com peer- review em todas as disciplinas académicas e cientificas. Opcional: A comunicações, teses e dissertações, relatórios, working papers, artigos não revistos (preprints); monografias; dados científicos; etc. Não Aplicável: O Acesso Livre não se aplica a livros sobre os quais os autores pretendam obter receitas ou textos não académicos, como notícias ou ficção.
  • 10. Acesso Livre porquê? Aumentar a visibilidade, o acesso, a utilização e o impacto dos resultados da investigação. Acelerar e tornar mais eficiente o progresso da ciência. Melhorar a monitorização, avaliação e gestão da actividade científica.
  • 11. Impacto dos resultados de investigação…Amplitude = 36%-250% Adaptação de gráfico cedido por:(Dados: Brody&Harnad 2004; Hajjem et al. 2005) Alma Swan – Key Perspectives Ltd
  • 12. Um exemplo recente…
  • 13. Um exemplo recente…Gargouri Y, Hajjem C, Larivière V, Gingras Y, Carr L, et al. 2010 Self-Selected or Mandated, Open Access IncreasesCitation Impact for Higher Quality Research. PLoS ONE 5(10): e13636. doi:10.1371/journal.pone.0013636
  • 14. Um exemplo recente…Gargouri Y, Hajjem C, Larivière V, Gingras Y, Carr L, et al. 2010 Self-Selected or Mandated, Open AccessIncreases Citation Impact for Higher Quality Research. PLoS ONE 5(10): e13636.
  • 15. Estudos sobre o impacto do Acesso AbertoJá existe uma bibliografia sobre este assunto: The effect of open access anddownloads (hits) on citation impact: abibliography of studieshttp://opcit.eprints.org/oacitation–biblio.html
  • 16. Acelerar e tornar mais eficiente o progresso da ciência Time taken to be cited for articles in the arXiv database 10000 9000 1991 8000 1993Number of articles 7000 6000 1995 5000 1997 4000 1999 3000 2001 2000 1000 2003 0 39 48 84 12 21 30 57 66 75 93 3 -6 Months from publication
  • 17. Acelerar e tornar mais eficiente oprogresso da ciência
  • 18. Melhorar a monitorização, avaliação e gestão da actividade científica (algumas hipóteses)valiação de investigadores e centros de investigação baseada naanálise de citações de artigos individuais (e não no factor deimpacto de revistas);egisto e acompanhamento dos downloads, citações e padrões deuso;esenvolvimento de um “CitationRank” semelhante ao algoritmo“PageRank” do Google;atência e longevidade da investigaçãovaliação do grau de endogamia/exogamia dos investigadores e
  • 19. Duas vias para o Acesso Aberto Óptima (dourada): Publicar os artigos em revistas de acesso livre sempre que existam revistas adequadas para o efeito (presentemente mais de 7800, ≃ 31% - ver www.doaj.org) Boa (verde): Publicar os restantes artigos nas revistas comerciais habituais (presentemente cerca de 17000, ≃ 69%) e auto-arquivá-los em repositórios da própria instituição (actualmente mais de 2100 – ver www.opendoar.org e http://roar.eprints.org/).
  • 20. Evolução recente do Acesso Aberto
  • 21. Evolução recente do Acesso Abertorescimento do número de repositórios, e donúmero de documentos neles depositadosrescimento do número de revistas em acessoaberto
  • 22. Evolução dos repositórios003 – Cerca de 200 repositórios012 – 2186 repositórios
  • 23. Evolução repositórios em Portugal
  • 24. Evolução das revistas OA
  • 25. Evolução das revistas de Acesso Aberto em Portugal 1 Revista em 2004 66 Revistas em 2012 http://www.scielo.oces.mctes.pthttp://revistas.rcaap.pt
  • 26. Evolução recente do Acesso AbertoROARMAP (Registry of OA Repository Mandates):http://www.eprints.org/openaccess/policysignup/
  • 27. Políticas e mandatos OA em PortugalInstituição AnoUniversidade do Minho 2005ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa 2007Universidade do Porto 2008Universidade Aberta 2010Instituto Politécnico de Bragança 2010Universidade de Coimbra 2010Universidade de Lisboa 2010Hospitais Universitários de Coimbra 2011Instituto Politécnico de Leiria 2011Universidade de Trás os Montes 2011Instituto Politécnico de Castelo Branco 2012Universidade do Algarve 2012
  • 28. As políticas de Open Access da UniãoEuropeia
  • 29. As políticas europeias de Open AccessA Comissão Europeia e o Conselho Europeu de Investigaçãopretendem: proporcionar ampla difusão e acessibilidade aos resultadospublicados da investigação financiada. financiada
  • 30. POLÍTICAS OPEN ACCESS NA UEOrientações do Projeto pilotoConselho Europeu de Investigação Open Access do 7º PQ
  • 31. Conselho Europeu de InvestigaçãoDezembro de 2007Requer aos investigadores o depósitode todas as publicações numrepositório institucional ou disciplinaradequado: resultantes dos projectos deinvestigação financiados e com revisãopor pares, disponibilizar em acesso livre num prazode 6 meses a contar da data depublicação.
  • 32. Projecto-piloto Open Access do 7º PQEm Agosto de 2008Exige aos investigadores o depósito daspublicações num repositório institucionalou disciplinar. Aplica-se a artigos que: possuam revisão por pares; resultem de investigação financiada numadas sete áreas temáticas designadas: energia,ambiente, saúde, tic, infra-estruturas de investigação,ciências na sociedade, ciências socioeconómicas ehumanidades; tenham um acordo assinado depois deAgosto de 2008 (cláusula especial 39).
  • 33. Acesso Aberto na UE capítulo 2.5.2. da Uma Agenda Digital para a Europa –Impulsionar a inovação nas TIC tirando partido do mercado único –afirma que a investigação financiada com dinheiros públicos deveser largamente difundida através da publicação em livre acessode dados e documentos científicos. Europe 2020 Flagship Initiative Innovation Union tem umareferência semelhante ao Acesso Aberto: a Comissão irá promovero Open Access e terá como objectivo transformar o “Open Accessto publications the general principle for projects funded by theEU research Framework Programmes”.
  • 34. OPEN ACCESS NA UE Vice-Presidente Neelie Kroes Digital Agenda Comissária Máire Geoghegan-Quinn Research & Innovation
  • 35. EUROPEAN RESEARCH AREA (ERA) INNOVATION UNION A Comissão irá promover o Open Access e terá como objetivo transformar o…“[…] Open Access to publications the generalprinciple for projects funded by the EU researchFramework Programmes”.
  • 36. AGENDA DIGITAL PARA A EUROPA mpulsionar a inovação nas TIC tirando partido do mercado único: […] a investigação financiada com dinheiros públicos deve ser largamente difundida através da publicação em livre acesso de dados e documentos“[…] the Commission will appropriately extend científicos.”current open access publication requirements […]”.
  • 37. APOSTA NO OPEN ACCESS PELA CE Vice-Presidente Neelie Kroes, Comissária para a Agenda Digital, já anunciou publicamente que – o projeto piloto de Open Access, que correntemente abrange cerca de 20% do 7º Programa-Quadro, vai aplicar-se a todos os projetos no próximo Programa-Quadro (…) e pode alargar- se também aos dados científicos.http://www.youtube.com/watch?v=6sJbi2eaPXc&feature=channel&list=ULhttp://www.youtube.com/watch?v=9ImPHobGiow&feature=BFa&list=ULhnzrJyNWgDE
  • 38. OpenAIRE e o cumprimento do projeto Piloto OpenAccess do 7º Programa Quadro2/3
  • 39. OpenAIRE implementa o Projeto Piloto OpenAccess nos Estados Membro da UE
  • 40. O que é? ornece os meios para promover e realizar a adopção generalizada da Política de Open Access, conforme estabelecido nas orientações para o Open Access do Conselho Científico do ERC e no projeto piloto Open Access da Comissão Europeia.43
  • 41. OBJETIVOS: HELPDESK poiar os investigadores no cumprimento das condições do Projecto-piloto Open Access do 7ºPQ através de um sistema europeu de helpdesk; REPOSITÓRIOS poiar os investigadores no processo de depósito das publicações em repositórios institucionais ou PORTAL WEB disciplinares; ESTUDOS & onstruir o portal OpenAIRE e a infra-estrutura OPENAIREPLUS electrónica para a rede de repositórios;44
  • 42. RESEARCHERS FUNDERS OPEN PROJECT ACCESS INFORMA REPOSITO TION RIES45
  • 43. Rede de parceiros para a comunicação e disseminação46
  • 44. 47
  • 45. Conselho Europeu de InvestigaçãoDezembro de 2007Requer aos investigadores odepósito de todas as publicaçõesnum repositório institucional oudisciplinar adequado: resultantes dos projectos deinvestigação financiados e comrevisão por pares, disponibilizar em acesso livre numprazo de 6 meses a contar da data depublicação.
  • 46. Projecto-piloto Open Access do 7º PQEm Agosto de 2008Exige aos investigadores o depósito daspublicações num repositórioinstitucional ou disciplinar. Aplica-se aartigos que: possuam revisão por pares; resultem de investigação financiadanuma das sete áreas temáticasdesignadas: energia, ambiente, saúde, tic,infra-estruturas de investigação, ciências nasociedade, ciências socioeconómicas ehumanidades; tenham um acordo assinado depois deAgosto de 2008 (cláusula especial 39).
  • 47. Special clause 39 Open Access (specific to the thematic areas "Health", "Energy", "Environment (including Climate Change)", "Information & Communication Technologies", and "Socio-economic Sciences and the Humanities”, as well as to the activities "Research Infrastructures" (E- Infrastrutures), and "Science in Society"). In addition to Article II.30.4, beneficiaries shall deposit an electronic copy of the published version or the final manuscript accepted for publication of a scientific publication relating to foreground published before or after the final report in an institutional or subject-based repository at the moment of publication. Beneficiaries are required to make their best efforts to ensure that this electronic copy becomes freely and electronically available to anyone through this repository: - immediately if the scientific publication is published "open access", i.e. if an electronic version is also available free of charge via the publisher, or - within [6 or 12] months of publication.50
  • 48. Projectos do 7º PQ egundo informação da CE, atualmente, cerca de 20% de todos os grant agreements de projetos financiados pela CE no âmbito do 7ºPQ contêm a Cláusula especial 39 (clause 39)51
  • 49. Projectos do 7º PQ em Portugal 37 participações institucionais no âmbito dos 105 projetos do 7ºPQ abrangidos pelo piloto Open Access.52
  • 50. Projectos do 7º PQ em Portugal com SC39 lguns exemplos na Universidade de Lisboa53
  • 51. Projectos do 7º PQ em Portugal com SC39 or exemplo na Universidade de Coimbra54
  • 52. Projectos do 7º PQ em Portugal com SC39 or exemplo no Instituto Superior Técnico55
  • 53. Projectos do 7º PQ em Portugal com SC39 or exemplo no ISCTE-IUL ou na Universidade de Aveiro56
  • 54. COMO CUMPRIR AS CONDIÇÕESDeverá seguir as seguintes orientações gerais:1ª) Submeter o artigo para uma revista;2ª) Depois do artigo ter sido aceite para publicação,depositar a versão final de autor com revisão por pares(peer-review) num repositório.3ª) Indicar as publicações no relatório final do projeto(referência e link).>> o que depositar >> onde depositar >> quando despositar >>57
  • 55. O que depositar?ersão publicada– versão final do editor, incluindo todas as modificações do processo de revisão pelos pares (peer-review), edições e alterações de formatação (normalmente o documento final em PDF)uersão final aceite para publicação–
  • 56. Onde depositar?epositório institucional– Da instituição a que pertence o autor/investigadorU (Se não for possível)epositório disciplinar/temáticoU (Se não for possível)
  • 57. Quando depositar? evem depositar os artigos num repositório adequado imediatamente após aceite para publicação e disponibilizar o acesso aberto logo que possível, em função do embargo de 6 ou 12 meses dependendo da área FP7: 6 meses com acesso embargado 12 meses com acesso embargadoERC Todos os projectos depois de 2007FP7 Nas áreas temáticas: Na área temática: "Health", "Energy", "Environment" (including "Socio-economic Sciences Climate Change)", and "Information & and the Humanities" communication technologies" (“Cognitive Systems”, “Interaction” and “Robotics”) Na actividade: Na actividade: "Research infrastructures" (e-infrastructures) "Science in Society"
  • 58. Como cumprir - esquema
  • 59. Como cumprir – em resumo Enviar o artigo para o editorArtigo final do autor REPOSITÓRIO 62
  • 60. Informação de suporte ao processo de submissão nvie o seu artigo para uma revista da sua escolha. – Documentos de suporte:  Model cover letter for amendment to publishing agreement  “Addendum to Publication Agreement” – http://cordis.europa.eu/fp7/find-doc_en.html onsultar o acordo de direitos de autor ou a base de dados SHERPA/ROMEO para verificar se a revista onde publicou permite o acesso livre e imediato ou exige um período de63 embargo.
  • 61. Informação de apoio64
  • 62. Como cumprir as condições Deverá seguir as seguintes orientações gerais: 1ª) Submeter o artigo a uma revista à sua escolha; 2ª) Depois do artigo ter sido aceite para publicação, depositar a versão final de autor com revisão por pares (peer-review) num repositório. 3ª) Adicionar a referência e o link para a publicação no relatório final do projeto.65
  • 63. Relatório Open Access66
  • 64. Repositórios compliant Enviar o artigo para o editorArtigo final do autor REPOSITÓRIO 67
  • 65. Rede de repositórios68
  • 66. Repositório Compliant69
  • 67. O repositório cumpre os requisitos OpenAIRE70
  • 68. Referência ao projecto no processo de depósito71
  • 69. Referência do artigo disponível nos sites OpenAIRE/ CE, e texto completo disponível para todos no Repositório72 (imediatamente ou após período de embargo)
  • 70. OPENAIRE E REPOSITÓRIOS NACIONAISRepositórios OpenAIRE compliant em Portugal: • 28 repositórios validados e registados
  • 71. OPENAIRE E REPOSITÓRIOSNACIONAIS OpenAIRE 2nd year review, 2 February 2012, Brussels
  • 72. OPENAIRE EM PORTUGAL – STAKEHOLDERS
  • 73. Informação de apoio e helpdesk
  • 74. Preparação e sustentação do OpenAccess no Horizonte 2020
  • 75. Preparação e sustentação do OpenAccess no Horizonte 2020
  • 76. Open Access no Horizonte 2020 e oOpenAIREplus 2ª geração da Infraestrutura Open3/3 Access para a Investigação na Europa
  • 77. EUROPEAN RESEARCH AREA (ERA) INNOVATION UNION A Comissão irá promover o Open Access e terá como objetivo transformar o…“[…] Open Access to publications the generalprinciple for projects funded by the EU researchFramework Programmes”.
  • 78. Comissária Máire Geoghegan-Quinnhttp://ec.europa.eu/commission_2010-2014/geoghegan-quinn/multimedia/videos/index_en.htm
  • 79. Covering ‘European Knowledge’ infrastructures ESFRi, EU wide OA Publication Open Data Infrastructure Infrastructures
  • 80. OpenAIREplus ª geração da Infraestrutura Open Access para a Investigação na Europa84
  • 81. OpenAIREplusrojeto de 30 meses, iniciado em Dez. 2011uncionará em conjunto com o projeto OpenAIRE – estendendo ainda mais a sua missão para facilitar o acesso a toda a produção científica do Espaço Europeu de Investigação em acesso aberto, – interligando publicações com os dados científicos associados e com os respetivos programas de financiamento.
  • 82. Objetivosigação entre as publicações, os dados científicos e ainformação dos financiadores. – Consolidar a rede de repositórios institucionais. – Integrar os repositórios de dados. – Importar programas de financiamento de diferentes fontes.poiar o acesso aberto no espaço europeu de investigação – Propagar as políticas, o estudo de dados e de problemas de direitos de propriedade intelectual. – Abranger toda a Europa;  Os investigadores, gestores de investigação, responsáveis institucionais e políticos;
  • 83. 87
  • 84. Participação de todos os EstadosMembro da UE Human Network
  • 85. Serviços de Documentação da Universidade do Minho openaccess@sdum.uminho.pt Pedro Príncipe pedroprincipe@sdum.uminho.pt Eloy Rodrigues eloy@sdum.uminho.pt