Loading…

Flash Player 9 (or above) is needed to view presentations.
We have detected that you do not have it on your computer. To install it, go here.

Like this presentation? Why not share!

Factores abióticos temperatura

on

  • 2,903 views

temperatura

temperatura

Statistics

Views

Total Views
2,903
Views on SlideShare
2,872
Embed Views
31

Actions

Likes
2
Downloads
66
Comments
0

2 Embeds 31

http://jujo00obo2o234ungd3t8qjfcjrs3o6k-a-sites-opensocial.googleusercontent.com 29
https://jujo00obo2o234ungd3t8qjfcjrs3o6k-a-sites-opensocial.googleusercontent.com 2

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Factores abióticos temperatura Factores abióticos temperatura Presentation Transcript

  • Temperatura
  • Temperatura Medida da quantidade de calor existente num dado ambiente Está associada à luz, uma vez que a luz solar tem uma componente luminosa e uma componente calorífica.
  • Temperatura Factor de grande importância para os seres vivos
  • Temperatura euritérmica estenotérmica Temperatura
  • Temperatura
  • Temperatura óptima Temperaturas consentidas Limite máximo de existência Limite mínimo de existência Temperatura Para cada espécie existe:
  • Temperatura De acordo com a temperatura corporal: Animais de temperatura variável (Poiquilotérmicos) Temperatura corporal varia com a temperatura ambiente Ex: peixes, répteis, anfíbios
    • Migração
    • Percorrem as mais variadas distâncias, em busca de um local para reprodução ou melhores condições climáticas e abundância de alimentos.
    • Ex: flamingos, cegonha negra, andorinhas
    Temperatura Adaptações às temperaturas desfavoráveis:
    • Redução das actividades vitais para valores mínimos, ficando num estado de vida latente.
    Temperatura Adaptações às temperaturas desfavoráveis: Hibernação Se ocorrer na estação fria Ex.: ouriço-cacheiro Estivação Se ocorrer na estação quente Ex.: caracóis; crocodilo
    • Abrigam-se durante parte do dia
    Temperatura Adaptações às temperaturas desfavoráveis:
    • Quantidade de gordura subcutânea
    • Tamanho e densidade dos pêlos
    • Tamanho das orelhas e focinho
    Temperatura Adaptações morfológicas que permitem aos animais resistir a temperaturas desfavoráveis:
    • Pêlos mais densos/compridos – raposas e urso polar
    • Grande teor de gordura - pinguins
    • Extremidades mais curtas (focinho, orelhas)
    Temperatura Adaptações morfológicas que permitem aos animais resistir às temperaturas frias : Estas características fazem com que a perda de calor seja mínima, permitindo assim a sobrevivência.
    • Pêlos menos densos e mais curtos
    • Menos gordura
    • Maior superfície corporal em
    • contacto com o exterior
    • (orelhas grandes)
    Temperatura Adaptações morfológicas que permitem aos animais resistir às temperaturas quentes : Estas características facilitam a perda de calor para o meio e evitam o sobreaquecimento. Raposa feneco
  • Temperatura Adaptações das plantas às baixas temperaturas: existem
    • Plantas anuais
    • Pantas bienais
    • Plantas vivazes ou perenes
    • Plantas anuais
    • Não conseguem suportar o frio deixando as sementes para germinar no ano seguinte.
    • Ex.: feijoeiro.
    Temperatura Adaptações das plantas às baixas temperaturas:
    • Plantas bienais
    • Perdem a sua parte aérea mas mantêm a parte subterrânea.
    • Ex.: lírio
    • Plantas vivazes ou perenes
    • Mantêm a sua estrutura todo o ano, apesar de algumas serem de folha caduca.
    Temperatura Adaptações das plantas às baixas temperaturas: Árvores com copa em Δ, folhas pequenas cobertas por uma cutícula Árvores que deixam cair as folhas e ficam em estado latente