• Save
Obstáculos ao desenvolvimento - Angola
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Obstáculos ao desenvolvimento - Angola

on

  • 2,460 views

Trabalho realizado pela Sofia Barreto, aluna nº 18 do 9ºA na disciplina de Geografia sobre os obstáculos ao desenvolvimento de Angola.

Trabalho realizado pela Sofia Barreto, aluna nº 18 do 9ºA na disciplina de Geografia sobre os obstáculos ao desenvolvimento de Angola.

Statistics

Views

Total Views
2,460
Views on SlideShare
2,012
Embed Views
448

Actions

Likes
2
Downloads
0
Comments
0

9 Embeds 448

http://geografianove.blogspot.pt 407
http://geografianove.blogspot.com 12
http://geografianove.blogspot.com.br 10
http://geografianove.blogspot.fr 8
http://www.geografianove.blogspot.pt 6
http://geografianove.blogspot.com.es 2
http://geografianove.blogspot.mx 1
http://geografianove.blogspot.co.uk 1
http://geografianove.blogspot.nl 1
More...

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Obstáculos ao desenvolvimento - Angola Obstáculos ao desenvolvimento - Angola Presentation Transcript

  • AngolaObstáculos ao desenvolvimento
  • Angola: Obstáculos ao desenvolvimento Colonização/descolonização Catástrofes naturais Conflitos armados Comércio desigual Multinacionais Dívida externa Crescimento demográfico/populacional Democracia/Ditadura
  • Colonização/descolonizaçãoOs portugueses, sob o comando de Diogo Cão, no reinado de D. João II,chegaram ao Zaire em 1484.É a partir daí que se inicia a conquista pelos portugueses desta regiãode África, incluindo Angola.O primeiro passo foi estabelecer uma aliança com o Reino do Congo, quedominava toda a região. A sul deste reino existiam dois outros, o doNdongo e o de Matamba, os quais mais tarde fundiram-se para darorigem ao Reino de Angola (1559.)A colonização efetiva do interior deAngola só se inicia no séc. XIX.
  • No dia 10 de novembro de 1975, o Alto Comissário e Governador Geral deAngola, almirante Leonel Cardoso, proclamou a independência de Angola,transferindo a soberania de Portugal, não para um determinado movimentopolítico mas sim para o “Povo Angolano”, de forma efetiva a partir de 11 denovembro de 1975.Colonização/descolonizaçãoDepois de vários anos de luta pela libertação, é a revolução do 25 de Abrilde 1974, em Portugal, que abre portas ao processo descolonizador.
  • Colonização/descolonizaçãoA descolonização em Angola foi feita de uma maneira errada:rápidarápida desordenadadesordenadaviolentaviolentaPortugal não promoveu eleições para impor uma democracia, ficando orecente país mergulhado numa ditadura.Como consequências do mau processo de descolonização, a administração,a indústria, a agricultura e o comércio ficaram devastados.Como consequências do mau processo de descolonização, a administração,a indústria, a agricultura e o comércio ficaram devastados.Angola pertence aos PALOP (Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa).Foi um dos países de quem Portugal tirou proveito (pelas suas matérias-primas emão de obra baratas), para bem de Portugal e não de Angola.
  • Catástrofes naturaisAfetamgravemente:Afetamgravemente:A segurança das pessoas;As condições de vida das populações;A estrutura socioeconómica de um país;Os países subdesenvolvidos são mais vulneráveis, pois sãocaracterizados por grande pobreza, elevadas densidadespopulacionais e sem capacidade tecnológica e financeira para evitare/ou reduzir os efeitos dos acontecimentos catastróficos.Os países subdesenvolvidos são mais vulneráveis, pois sãocaracterizados por grande pobreza, elevadas densidadespopulacionais e sem capacidade tecnológica e financeira para evitare/ou reduzir os efeitos dos acontecimentos catastróficos.Porque têm menorcapacidade para:Porque têm menorcapacidade para:1º - Prevenir;2º - Informar a população;3º - Socorrer;Além das épocas das chuvas e das secas, que se tornam verdadeirascatástrofes naturais, existem em Angola zonas que se podem considerar derisco sísmico, porque toda a orla marítima é zona de risco.
  •  ajudar as comunidades a criar estratégias para a prevenção decatástrofes;As Nações Unidas criaram, em 2000 a ISRD - International Strategy forDisaster Reduction (ou EIRC, Estratégia Internacional para a Redução deCatástrofes)Organismo quetem comoobjetivos:Organismo quetem comoobjetivos: aumentar a resistência económica e social das comunidades.
  • Crescimento demográfico/populacionalPodemos considerar que quanto maior é o crescimentodemográfico, menor é o desenvolvimento do país.A taxa de crescimento/populacional de Angola, em 2012, foiaproximadamente de 3%.A taxa de crescimento/populacional de Angola, em 2012, foiaproximadamente de 3%.Esse crescimentoelevado da populaçãotem criado duaspreocupações muitosérias:Esse crescimentoelevado da populaçãotem criado duaspreocupações muitosérias:1ª- A predominância de jovens na população determina a necessidade deelevados investimentos sociais em escolas, alimentação e tratamento médico;2ª- A subida demográfica causa muitos problemas de urbanização.
  • Democracia/DitaduraAtualmente, os sistemas políticos democráticos têm vindo a aumentar, noentanto ainda existem muitos países com regimes ditatoriais.Democracia Ditadura▪ Eleições livre, secretas, justas emultipartidárias▪ Poder judicial independente▪ Liberdade de imprensa▪ Respeito pelos direitos humanos▪ Concentração de todos ospoderes num só indivíduo ou partidopolítico▪ Favorecimento das classesdirigentes▪ Desrespeito pelos direitoshumanos.O descontentamentoda população leva a:O descontentamentoda população leva a:Confrontos e instabilidade política e social o que prejudica o desenvolvimentodesse país.
  • Democracia/DitaduraANGOLAANGOLA vivevive Democracia “falsa” Em Angola "vive-se uma democracia com medo", disse o "rapper"angolano Mona Dya Kidi, "músico de intervenção social“. A ditadura de JES/MPLA não pode continuar a ser disfarçada de“democracia” Fonte: http://www.pambazuka.org Angola tem uma “democracia de fachada”, com um “autoritarismocaracterizado pelo poder pessoal de um só cidadão”, acusou em LuandaAbel Chivukuvuku, líder da terceira maior força política angolana. Para Angola ter um regime verdadeiramente democrático ainda terámuito caminho a percorrer. http://cangue.blogspot.pt/2012/08
  • Conflitos armados Desde 1990 têm vindo adiminuir no mundo.Desde 1990 têm vindo adiminuir no mundo.Prejudicam o desenvolvimento dos países envolvidos.ANGOLAANGOLARecursos minerais abundantes: diamantes eferroConflitos ativos internamenteAo contrário do que deveria acontecer, os rendimentos das exportações dosrecursos minerais são utilizados no financiamento da guerra e não nodesenvolvimento do país.Ao contrário do que deveria acontecer, os rendimentos das exportações dosrecursos minerais são utilizados no financiamento da guerra e não nodesenvolvimento do país.Os conflitos armados levam a:● Destruição de infraestruturas● Existência de refugiados● Vítimas mortais● Despesa em armamento● Recrutamento de crianças como soldados
  • Comércio desigualNos países em desenvolvimento, a exportação de produtosmanufaturados têm vindo a aumentar e representa cerca de 70% dasexportações.No entanto:No entanto:Angola ainda continua muito dependente da exportação de produtosprimários de origem agrícola e mineral.Mas,Mas,Os preços dos produtos primários mostraram uma descida generalizadaaté 2004provocandoprovocandoDegradação dos termos de troca: descida do preço das exportações e,em contrapartida, subida do preço das importações.A partir de 2004 verificou-se um aumento da procura mundial dos produtosprimários o que levou à subida dos preços, por isso, países em desenvolvimento,como Angola, terão finalmente oportunidade de melhorar a sua situaçãoeconómica.
  • MultinacionaisEmpresas que se fixam e produzemem mais do que um país;Os países concorrem entre si paraatrair multinacionais.Empresas que se fixam e produzemem mais do que um país;Os países concorrem entre si paraatrair multinacionais.Vantagens: Desvantagens:▪ Criação de emprego▪ Aumento de investimentoestrangeiro▪ Nova tecnologiaA instalação de multinacionais em países em desenvolvimento, como Angola, podetrazer:▪ Baixos salários – exploraçãode mão-de-obra barata▪ Danos ambientais graves(exploração excessiva derecursos naturais; poluição…)▪ Lucros repartidos – a maioriavai para os países desenvolvidos,sede da multinacionalOs países de acolhimento das multinacionais podem negociar, mas os países emdesenvolvimento são mais vulneráveis e cedem à corrupção permitindo asobrexploração.
  • Dívida externaDívida de um país, resultante deempréstimos e financiamentosconcebidos no exteriorDívida de um país, resultante deempréstimos e financiamentosconcebidos no exteriorQuase todos os países têm dívida externa.Países em desenvolvimento, como Angola, necessitam de realizar muitosinvestimentos em vários setores como:EducaçãoSaúdeAgricultura …Mas, como os seus capitais se destinam, em grande parte, a pagar adívida externa, ficam com pouca disponibilidade financeira para investirno país.Dívida externa de um país em desenvolvimento, prejudica odesenvolvimento e pode tornar-se um problema sem solução se nãotêm recursos para pagar os juros da dívida.
  • Bibliografiahttp://www.infopedia.pt/$exploracao-e-colonizacao-de-angolahttp://www.rna.ao/radioluanda/noticias.cgi?ID=43083http://www.africanos.eu/ceaup/uploads/WP_2007_04.pdfhttp://www.indexmundi.com/pt/angola/taxa_de_crescimento.htmlhttp://www.indexmundi.com/pt/angola/divida_externa.htmlManual Viagens Geografia 9º ano
  • Trabalho realizado por:Trabalho realizado por:Sofia Vasconcelos Barreto nº18 9ºA