Parque Natural do Alvão

3,892 views
3,409 views

Published on

Trabalho realizado pelo Bruno Couceiro, aluno nº 2 da turma do 1º ano do curso profissional de Técnico de Turismo Ambiental e Rural do Agrupamento de Escolas de Oliveira de Frades, no âmbito da disciplina de Ambiente e Desenvolvimento Rural, no módulo 8 "As Áreas Protegidas"

Published in: Education
0 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
3,892
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
167
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
3
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Parque Natural do Alvão

  1. 1. Trabalho elaborado por:Bruno Couceiro nº 2 10ºTTAR
  2. 2. Estamos a fazer este trabalho no âmbito da disciplina de ADRpara o módulo 8 – As Áreas Protegidas em que eu vou falar doParque Natural do Alvão.
  3. 3.  Localização Relevo Clima Hidrologia Fauna Flora Habitats naturais Povoações Património Histórico-Cultural Património Arquitectónico Pontos de InteresseTurístico Sugestões de Atividades Sugestões de Alojamento
  4. 4.  O Parque Natural do Alvão é uma área protegida de Portugalque possui reduzidas dimensões e situada entre os concelhosde Mondim de Basto eVila Real. Foi criado em 1983.
  5. 5.  Com um relevo variado, o parque natural do Alvão apresentadefinidas duas importantes áreas: uma zona mais alta (quechega aos 1339 metros de altitude), abrangendo a serra doAlvão e o planalto de Lamas de Olo, e uma zona basal (atéaos 250 metros), onde estão localizadas as povoações deErmelo e de Fervença e os vales por onde corre o rio Olo.
  6. 6.  Nesta zona de montanha, os rigores do inverno são bastantepronunciados. Pelo menos uma vez por ano, todo o parquese cobre com um enorme manto branco. Como que pormagia, uns ramos de vidoeiro embrulham-se durante a noiteno gelo, proporcionando uma imagem de rara beleza
  7. 7.  Na primavera, no verão e no outono, as áreas florestais doAlvão pintam-se de cores quentes. Com uma enormebiodiversidade florística, entre várias espécies raras ouendémicas como o cravo-dos-alpes ou a açucena-brava,encontramos carvalhos, vidoeiros, azevinhos, castanheiros,pilriteiros e muitas outras espécies de flora.
  8. 8. Neste gráfico vejo que o Parque Natural do Alvão apenas tem dois meses secos (Julho eAgosto) e que os Invernos são bastante rigorosos com bastante chuva e algum frio.
  9. 9.  A rede hidrográfica do Parque Natural do Alvão, é de umagrande diversidade, sendo o Rio Olo a sua espinha dorsal.O Rio Olo nasce a 1280m de altitude, a nordeste do Parque.A sua bacia hidrográfica, é constituída por um conjunto denumerosos afluentes e subafluentes com características depequenos cursos de água, que contribuem para o aumento docaudal do Rio Olo, que por sua vez irá desaguar ao Rio Tâmega.
  10. 10.  Águia-real - praticamente extinta no perímetro do Parque eregião adjacente.
  11. 11.  Toupeira-dágua - cuja população será fortementeprejudicada pelas barragens acima referidas.
  12. 12.  Lobo-ibérico -. Encontra-se neste momento muito ameaça-do pelo impacte conjunto das auto-estradas A24 e A7, daspedreiras ilegais, dos parques eólicos e das 4 barragens quevão ser construídas no Rio Tâmega previstas no PlanoNacional de Barragens. Estas barragens isolarão a populaçãode lobo no distrito deVilar Real e provocarão a sua extinção.
  13. 13.  Falcão-peregrino. O falcão peregrino está quaseextinto no Parque.
  14. 14.  Gato-bravo - sobre o qual caem os mesmofatores de ameaça referidos para o lobo.
  15. 15.  O Parque Natural do Alvão insere-se muito próximo da zonade transição entre duas regiões fitoclimáticas europeias: aEurosiberiana e a Mediterrânica, estando assim influenciadopelo litoral húmido e o interior continental crescentementemais seco. A este efeito junta-se a componente altitude das partes maisaltas onde um clima de feição subalpino se faz sentir. Estamistura é responsável pela diversidade e diferenciação dacobertura vegetal.
  16. 16.  O meio aquático (cursos de água e suas margens, charcos,zonas alagadiças, pequenos açudes e lagoas) suportampopulações diversas de pequenos macroinvertebrados,como a libélula ou o alfaiate que alimentam toda uma cadeiatrófica que aqui se inicia. Os matos e matagais são também importantes biótoposonde uma variada fauna procura o seu habitat. Sendo áreas mais abertas oferecem menos refúgio, sendomais utilizadas por répteis e aves e alguns mamíferos demenor porte.
  17. 17.  As escarpas, falésias ou encostas declivosas de montanhasão bastante utilizadas pela andorinha-das-rochas e peloandarinhão-preto que em pleno voo captura os insectos deque se alimenta.andorinha-das-rochas andarinhão-preto
  18. 18.  As suas aldeias mais variadas, onde espigueiros, eiras,construções em granito com telhados de colmo, e em xistocom telhados de lousa, são a imagem da sua arquitecturapopular.
  19. 19.  Lamas de Olo - Lamas de Olo é uma freguesiaportuguesa do concelho de Vila Real, integrada no ParqueNatural do Alvão, com 29,34 km² de área e 109 habitantes.
  20. 20.  Ermelo - é uma freguesia portuguesa do concelho deMondim de Basto, com 40,36 km² de área e 483 habitantes.
  21. 21.  O património histórico-cultural neste espaço compreendenão só um conjunto de edificações religiosas, tais comoigrejas, capelas, calvários, alminhas mas também outras cominteresse regional, como é o caso do pelourinho da povoaçãode Ermelo.
  22. 22.  O património arquitectónico do Parque Natural do Alvão éde grande importância, com as suas casas de xisto e granitoa embelezar as paisagens. As povoações de Lamas do Olo,Barreiro e a milenar aldeia do Ermelo são os melhoresexemplos deste património cultural humano tão bemintegrado na paisagem do Parque Natural do Alvão.
  23. 23.  A paisagem actual, construída como resultante dasactividades culturais tradicionais destas gentes serranas aolongo da sua permanência neste espaço, constitui só por siatractivo turístico.
  24. 24.  Visitar as aldeias típicas do Parque Natural do Alvão. Percurso pedestre Barragens – Barreiro – Lamas de Ôlo Percurso pedestre Agarez – Arnal – Agarez Itinerário de Automóveis - Percurso de montanha comdiferentes tipos de paisagem e modelação de relevo.
  25. 25.  O alojamento turístico ainda não é tradição nesta Áreaprotegida. Mas, é de incentivar a oferta de alojamentoturístico, quer na modalidade de turismo em espaço rural,quer na modalidade de casas de natureza, considerando quena maior parte dos casos, a existência de alojamentoturístico constitui a razão principal da deslocação dosvisitantes.Naturwaterpark Bungalows –Vila Real

×