Eutanásia

14,730 views
14,393 views

Published on

Trabalho realizado pela Sílvia Sousa, aluna nº 19 do 9ºD da Escola EB 2,3/S de Oliveira de Frades

Published in: Education
0 Comments
12 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
14,730
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
58
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
12
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Eutanásia

  1. 1. Eutanásia<br />
  2. 2. A eutanásia é uma forma de morrer silenciosamente. Quer dizer morrer sem dor sem sofrimento. Esse medicamento que chama-se Goldim .A eutanásia só utilizada em casos de doenças terminais ou em que o doente sofre muito, então ai a família do paciente assina um termo de responsabilidade em que se pode dar o medicamento. E então numa fracção de segundos a pessoa está morta.<br />O que é a Eutanásia?<br />
  3. 3. A sociedade diz que acreditam que esta seja uma escolha de modo a evitar e a dor e o sofrimento de pessoas que se encontram sem qualidade de vida , ou em fase terminal.Trata-se de uma escolha consciente e informada que reflecte o fim de uma vida. Muitos escolhem por esta escolha porque não aguentam ver os seus familiares nesse estado · Falta de esperança, doenças terminais ou crónicas, em que não há hipótese de cura ou tratamento fazem com que a pessoa perca vontade de continuar a viver. <br />. <br />Factos que levam a favor da eutanásia<br />
  4. 4. Gostava de ver alguém da sua família acamado?<br />Não gostava, de vela sofrer saber que esta a viver uma fase da sua vida que nunca mais acaba. Por isso muitas pessoas optam por a eutanásia.<br />
  5. 5. Factores que não levam a utilização da eutanásia<br />Os cuidados paliativos o tratamento da dor e sofrimento humano são a alternativa à eutanásia.A legalização da eutanásia poderia ser aplicada de uma forma, acentuada tendo como consequência a morte sem o consentimento das pessoas em causa.A dificuldade de muitas vezes prever o tempo de vida que resta ao doente, bem como a existência da possibilidade de o pensamento médico estar errado o que leva à prática de mortes acentuadas e sem sentido. As crenças das pessoas também influencia muito nestes casos . A quem prefira ver as pessoas a sofrer mas não é no mau sentido e no sentido de poder ver sempre que quiser.<br />
  6. 6. Os Cuidados Paliativos são os cuidados que respondem aos problemas que decorrem da doença avançada, prolongada, incurável e progressiva, e tentam prevenir o sofrimento que ela gera, proporcionando a máxima qualidade de vida possível aos doentes e suas famílias. Baseiam-se no controlo activo dos sintomas, na comunicação eficaz com o doente e família, e num trabalho em equipa interdisciplinar. Podem durar semanas, meses e, mais raramente anos, e prolongam-se pelo período do luto.<br />Cuidados paliativos, o que são?<br />
  7. 7. Porquê não utilizar a eutanásia?<br />Nestes casos as famílias deviam utilizar a eutanásia não é justo um ser vivo andar a sofrer . Mas isso depende da crença de cada um . <br />
  8. 8. Eutanásia activa: o acto deliberado de provocar a morte sem sofrimento do paciente.<br />Eutanásia passiva ou indirecta: a morte do paciente ocorre, dentro de uma situação de temibilidade, ou porque não se inicia uma acção médica ou pela interrupção de uma medida extraordinária, com o objectivo de minorar o sofrimento.<br />Eutanásia de duplo efeito: quando a morte é acelerada como uma consequência indirecta das acções médicas que são executadas visando o alívio do sofrimento de um paciente terminal.<br />Tipos de eutanásia <br />
  9. 9. Eutanásia voluntária: quando a morte é provocada atendendo a uma vontade do paciente.<br />Eutanásia involuntária: quando a morte é provocada contra a vontade do paciente.<br />Eutanásia natural: morte natural, e progressivo do envelhecimento.<br />Tipos de eutanásia<br />
  10. 10. Site www.google.com<br />Bibliografia<br />

×