Angola

18,128 views
17,792 views

Published on

Trabalho realizado no âmbito da disciplina de Geografia pelas alunas Beatriz Jesus e Marisa Oliveira do 9ºA da Escola EB2,3/S de Oliveira de Frades

Published in: Education
1 Comment
11 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
18,128
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
1
Likes
11
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Angola

  1. 1. Angola
  2. 2. <ul><li>O mundo é constituído por uma grande diversidade de países, sendo que cada um deles apresenta características que o distinguem dos outros. </li></ul><ul><li>Um dos países onde existe um grande contraste a nível destas características é Angola. </li></ul><ul><li>Com este trabalho, procuramos mostrar quais as características que definem Angola, de que forma a população vive, os principais acontecimentos relacionados com a formação deste país e as melhores formas para combater os contrastes aqui existentes. </li></ul>
  3. 3. <ul><li>Angola é um país que se localiza no continente Africano. </li></ul>
  4. 4. <ul><li>A sua capital é Luanda e os principais centros urbanos são: Lobito, Benguela, Huambo (antiga nova Lisboa) e Lubango (antiga Sá da Bandeira). </li></ul><ul><li>O primeiro europeu a chegar a Angola foi o explorador português Diogo Cão e a partir deste momento Angola passa a ser uma das colónias portuguesas. </li></ul><ul><li>Angola tornou-se independente a 11 de Novembro de 1975. </li></ul>
  5. 5. Luanda
  6. 6. Lobito
  7. 8. Huambo
  8. 9. Lubango
  9. 10. <ul><li>População urbana: 57% </li></ul><ul><li>Crescimento demográfico(2005-2010): 2,85% </li></ul><ul><li>Índice de fecundidade: 6,54 </li></ul><ul><li>Taxa de natalidade: 46 por cada mil habitantes </li></ul><ul><li>Taxa de mortalidade: 25,8 por mil </li></ul><ul><li>Taxa de mortalidade infantil: 131,9 por mil nados - vivos com menos de 1 ano de idade </li></ul><ul><li>Esperança média de vida: 42,7 anos </li></ul><ul><ul><li>Homem:41,2 anos Mulher: 44,3 anos </li></ul></ul>
  10. 11. <ul><li>Até á década de 1970, a economia angolana era principalmente agrícola, sendo a cana-de-açúcar e o café as principais culturas. A produção de batata, arroz, banana também era importante, mas as culturas que mais se comercializavam eram o algodão, tabaco e a borracha. </li></ul>
  11. 12. <ul><li>Angola é também um país rico em minerais, principalmente diamantes, petróleo e minério de ferro. As minas de diamantes estão localizadas no distrito de Luanda, enquanto que o petróleo tem sido descoberto ao largo de Cabinda e ao largo da costa até Luanda. </li></ul>
  12. 13. <ul><li>Cereais, algodão, tabaco, açúcar, pneus, fertilizantes, vidro e aço. </li></ul><ul><li>O local onde se encontram estas indústrias é chamado de Parque Fabril e é alimentado por cinco centrais, hidroeléctricas. </li></ul>
  13. 14. <ul><li>Angola é o segundo maior produtor de petróleo e exportador de diamantes da África subsariana, contudo é também um dos países em que a maior parte da população vive na pobreza. </li></ul>
  14. 15. <ul><li>A população angolana é de cerca de 18,5 milhões de habitantes, sendo que cerca de 12,5 milhões são pobres e vivem apenas com 1,7 dólares por dia. </li></ul><ul><li>Esta pobreza leva a uma fragilidade das famílias a diversas doenças e a um fraco acesso aos serviços básicos. </li></ul>
  15. 16. <ul><li>Diferentes formas de pobreza: </li></ul><ul><li>- A pobreza nas cidades atinge os 57%, enquanto que no meio rural chega aos 94% devido ao acesso limitado a terras de cultivo, ás escolas, serviços médicos e a água potável. O acesso a estes recursos, essenciais á sobrevivência humana, são fundamentais para dar a este povo dignidade como seres humanos e permitir a construção de uma nação harmoniosa onde a diferença entre pobres e ricos não seja tão evidente. </li></ul>
  16. 17. <ul><li>Dada a riqueza existente em Angola, muitos países vêm aqui uma frente de rendimento daí que procuram investir, sobretudo no petróleo e nos diamantes. </li></ul><ul><li>De facto, o crescimento media a nível de investimentos tem vindo a crescer de forma muito significativa. </li></ul>
  17. 18. <ul><li>Portugal tem sido um dos países que mais tem investido em Angola, através de empresas como a Martifer, que procura retirar matérias primas a baixo custo, aumentando assim a sua percentagem de lucro. Muitas empresas também têm procurado Angola para se estabelecerem pois a mão-de-obra é mais barata, e assim o investimento será menor. </li></ul><ul><li>Portanto se os outros países continuarem a ver Angola apenas como uma fonte de rendimento, a diferença entre pobres e ricos continua a aumentar, pois não terão as mesmas oportunidades. </li></ul>
  18. 19. <ul><li>Com a realização deste trabalho podemos chegar á conclusão que Angola é um país onde existe uma grande diversidade de raças onde a maioria populacional se encontra nos meios urbanos. </li></ul><ul><li>Angola é também um pais rico em matérias primas que garantem sustento a uma pequena percentagem da população, já que a grande maioria é muito pobre. </li></ul>
  19. 20. <ul><li>Esta maioria tem um acesso restrito aos produtos a básicos como a água e serviços como a educação e a saúde, o que resulta numa elevada taxa de mortalidade. </li></ul><ul><li>assim, apesar de Angola ser um pais extremamente rico em matérias primas, as pessoas que nele habitam são muito pobres, porque não sabem, ou não lhe dão as condições para aproveitar esta riqueza. Está na mão dos novos investidores darem a este povo “ferramentas” para retirarem um máximo proveito do seu país e dessa forma melhorarem a sua qualidade de vida e a dos seus descendentes. </li></ul>

×