• Save
Desenvolvimento em Comunidade
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Desenvolvimento em Comunidade

on

  • 590 views

Apresentado para a pós-graduação em Software Livre Aplicado ao Património @IPT.pt

Apresentado para a pós-graduação em Software Livre Aplicado ao Património @IPT.pt

Statistics

Views

Total Views
590
Slideshare-icon Views on SlideShare
584
Embed Views
6

Actions

Likes
0
Downloads
0
Comments
0

1 Embed 6

http://www.linkedin.com 6

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Desenvolvimento em Comunidade Desenvolvimento em Comunidade Presentation Transcript

    • Desenvolvimento emComunidade"If you have an apple and I have an apple and we exchange these apples then youand I will still each have one apple. But if you have an idea and I have an idea andwe exchange these ideas, then each of us will have two ideas." - George BernardShaw Pedro Dias http://www.pedromdias.com
    • ResumoOpen-source em Portugal.Como é constituída uma comunidade.Como colaborar dentro da comunidade.Ferramentas de colaboração.Caso prático no IPT.
    • Onde está o open-source? Comunidade global http://www.redhat.com/about/where-is-open-source/activity
    • Utilização de open-source em Portugal Positivos para adopção Start-ups adoptam open-source de forma estratégica. Soluções de chave na mão implementadas com recurso a open-source. Estado da economia actual -> necessidade de redução de custos. Negativos para adopção Mais barato = inferior qualidade. (mito) Divulgação do código fonte = falha de segurança. (mito) Suporte às soluções existentes. Dependência de determinados fornecedores. (Micro$oft, entre outros)
    • Desenvolvimento open-source em Portugal Falta de desenvolvimento comunitário. Desenvolvimento open-source sem ou com poucas contribuições externas ao autor/dono do projecto. Falta de desenvolvimento comunitário. Abertura das soluções devido à utilização de peças licenciadas de forma viral e não como decisão inicial ou estratégia. Casos de open-source em PT: Caixa mágica (considerado caso de sucesso e com uma comunidade activa) Fénix Alinex iPortalmais Outro casos em: http://www.esop.pt/
    • Comunidade Debian http://www.debian.org/devel/developers.loc
    • Comunidade Debian http://widi.berlios.de/paper/study.html
    • Papel da comunidadeCommunity ArchitectureTeam (Red Hat) ”Community serves as a catalyst in everything that Red Hat, Fedora, and JBoss does.” ”From a business point of view, energy, time, and money are all synonymous.” Microsoft and Red Hat can both produce an operating system. Our job is to ensure that Red Hat does so more efficiently, and community is the mechanism by which we achieve that.
    • Life-cycle da comunidade Projecto pessoal Um programador inicia o projecto e materializa as suas ideias iniciais. Publica o seu código na web. Outros programadores juntam-se ao projecto. Nasce uma comunidade. Nascem diferentes equipas dentro da comunidade. São criadas criadas regras de funcionamento dentro da comunidade. O programador inicial assume o papel de líder da comunidade. São estandardizados os meios de comunicação para a comunidade. Criação de uma linha de produção colaborativa.
    • Equipas dentro da comunidade Analistas Análise do sistema a implementar. Programadores Materializam as ideias e a análise. Testers Testam as diversas funcionalidades. Gestores de pacotes Estudam como e onde fazer o deployment do código produzido.
    • Colaborar
    • Ferramentas de colaboração Controlo de versões Analistas Programadores Testers Documentação Ticketing system (bug trackers) Programadores Testers Testing tools Testers Package management Gestores de pacotes Comunicação Todos
    • Controlo de versões Autenticação Todas as subsmissões de código têm obrigatoriamente um autor identificado. Operações Import (Checkin) Upload inicial para o servidor. Semear projecto. Checkout Download inicial para o computador de trabalho do utilizador. Update Actualiza a versão local no computador com a versão mais recente no servidor. Commit Upload das alterações efectuadas localmente para o servidor.
    • Import
    • Import
    • Checkout e commit
    • Bug tracker Papéis Testers Reportam bugs/falhas/defeitos... no tracker, normalmente através de tickets. Programadores Consultam o tracker de forma a conhecerem novos bugs e procederem à sua resolução. Integração Normalmente integrado com o sistema de controlo de versões. Diferenciar multiplas alterações de versão. Análise estatistica das diversas contribuições.
    • Ticket Quem está a resolver Prioridade Quemreportou o problemaDescrição doproblema
    • Colaboração Testing tools Testers Package Bug trackers mngt Programadores Gestores de pacotes Version control Documentação Analistas
    • ComunicaçãoForuns Comunicação persistente. Pouco interactivo.Wiki Comunicação persistente. Interactivo e colaborativo. Integrado em algumas soluções de bug tracking.Instant messaging Não persistente. Habitualmente requer instalação de um cliente.
    • In the fieldInstituto Politécnico de TomarDep. Engenharia InformáticaProjecto de Sistemas de Informação - 3º AnoProjecto Fractuspic
    • FractuspicFractuspic Webapp similar ao twitpic. Compressão de imagem através de fractais. Autenticação centralizada (openid, google accounts api). Open-sourceComponentes do sistema Core do sistema - compressão de imagem. Web - users, upload de imagens, webapp.
    • Equipas dedesenvolvimentoCore do sistemaBase de dadosWeb developmentAutenticação
    • Ferramentas utilizadasControlo de versões SVN (http://subversion.tigris.org/)Bug tracker TRAC (http://trac.edgewall.org/)Comunicação Wiki (http://trac.edgewall.org/)
    • Fractuspic servidor dedesenvolvimento http://code.dei.estt.ipt.pt/trac/fractuspic