A civilização romana

  • 5,643 views
Uploaded on

 

More in: Business
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
No Downloads

Views

Total Views
5,643
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
10

Actions

Shares
Downloads
130
Comments
1
Likes
3

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. CIVILIZAÇÃO ROMANA 1
  • 2. LOCALIZAÇÃO GEOGRÁFICAA civilização romana desenvolveu-se a partir da cidade deRoma, localizada na Península Itálica. Esta fica localizada noSul da Europa, na região central do Mediterrâneo. 2
  • 3. Aquando da sua formação, no séc.VIII a.C., Roma seria apenas umaaldeia de pastores, mas os Romanosatribuíam a fundação da sua cidade aRómulo e Remo, dois gémeos filhosdo deus Marte.Entre os povos que influenciaram ocrescimento dos Romanos, contam-se os Latinos e os Etruscos. 3
  • 4. A FORMAÇÃO dO IMpéRIOCom o tempo, a importância de Roma foi crescendo gradualmenteaté que, no séc. VI a.C., já dominava todas as aldeias vizinhas.O passo seguinte foi a conquista de toda a Península Itálica e,depois, de um vasto Império. 4
  • 5. MOtIVAÇõEs dAs CONquIstAs ROMANAs•Necessidade de segurança face a vizinhos mais poderosos(1ª fase).•Procura de novas zonas agrícolas.•Procura de novos mercados.•Procura de mão-de-obra escrava.•Ambição dos generais romanos, que queriam glória eriqueza. 5
  • 6. CONquIstAs dE ROMA1ª faseOs Romanos conquistaram a Península Itálica. Depois de derrotaremCartago, passaram a dominar várias regiões em África, as costasmediterrânicas da Península Ibérica, a Sardenha, Córsega e Sicília.2ª faseRoma conquistou o Mediterrâneo Oriental (Grécia, a Macedónia, parte daÁsia Menor, a Síria, a Judeia).3ª faseRoma conquistou várias regiões da Europa (Gália, Península Ibérica,Britânia, Dácia), para além de outras regiões. 6
  • 7. Após as conquistas, os Romanos passaram a chamar aoMediterrâneo “mare nostrum”, pois todas as regiões doImpério (com excepção da Grã-Bretanha) ficavam nas suasmargens. 7
  • 8. A INtEGRAÇÃO dOs pOVOsdOMINAdOsÀ medida que o Império ia sendo conquistado, os Romanosprocuravam conservar os territórios e integrar os povos dominadosna sua civilização. Para tal, usaram vários meios de integração.Exército romano – era permanente eprofissional; em muitos casos, contava com aparticipação das populações conquistadas. Alémde conquistar os territórios, mantinha a pazromana (pax romana). 8
  • 9. Língua – o latim, língua oficial dos romanos, passou a ser utilizado pela maior parte das populações urbanas do Império.Rede de estradas - uma rede deestradas construídas com lajes de pedra,interligadas por pontes, também de pedra,facilitava o contacto entre todo o Império ea sua capital («Todas as estradas vão dara Roma»). 9
  • 10. Construção de obras públicas –construíram-se templos, aquedutos, termas,teatros, o que aproximou o modo de vidadas populações dos hábitos romanos.Direito Romano – todas as populações do Império ficaram sujeitasàs leis romanas.Poder centralizado do imperador – a quem era também prestadoculto.Extensão do direito de cidadania - isto dava às pessoasprotecção legal, bem como o direito de eleger e poder ser eleito. 10
  • 11. ECONOMIA ROMANA A economia romana era urbana, pois toda a produção era feita em função das cidades. As cidades eram o centro da vida no Império Romano.A economia romana era comercial,devido à importância do comércio.Através do Mediterrâneo, dos rios edas estradas romanas circulavamprodutos de todo o Império. 11
  • 12. A economia romana era monetária, devido à importância da moeda. A moeda servia para o comércio, mas também para o pagamento dos exércitos, para as obras públicas e para distribuir pelos muitos cidadãos desocupados, que viviam à custa do Estado.A economia romana era ainda esclavagista,pois a maior parte do trabalho eraassegurado pelos escravos. 12
  • 13. sOCIEdAdE ROMANA Ordem senatorial Ordem equestre Plebe Libertos Escravos 13
  • 14. VIdA quOtIdIANA – A ALIMENtAÇÃOEmbora a maioria da população romana tivesse uma alimentaçãosimples, composta por alimentos como pão, azeitonas, queijo, entreoutros, os mais ricos deliciavam-se com iguarias que vinham de todoo Império.Era habitual a realização de grandes banquetes, com muitos pratosexóticos, em que os convivas comiam deitados ou reclinados. 14
  • 15. Exemplo de alguns pratos romanos:Entradas:•Rodelas de miolos, cozidas em leite e ovos•Cogumelos cozidos com molho picante e gordura de peixe•Ouriços do mar com especiarias, mel, molho de azeite e ovosPratos principais:•Avestruz cozida com molho doce•Rola cozida com penas•Papagaio assado•Leirões (rato dos pomares) recheados com porco e pombosSobremesas:•Fricassé de rosas com bolos•Tâmaras descaroçadas, recheadas de nozes e pinhões e fritas em mel 15
  • 16. ORGANIZAÇÃO pOLítICA EM ROMAAo longo da sua história, Roma passou por vários regimespolíticos:Monarquia – vigorou entre o séc. VIII a.C. e 509 a.C., alturaem que foi expulso o último rei etrusco. 16
  • 17. República - (do latim respublica, coisa do povo); vigorouentre 509 a.C. e 27 a.C. Orgãos políticos da República Senado Assembleias ou Comícios Apreciação das propostas de lei; Geria as finanças públicas; Formadas pelo conjunto dos cidadãos Fiscalizava os magistrados; Elegiam os magistrados Dirigia a política externa; Votavam as leis Nomeava os governadores das províncias. Magistrados Poder executivo. Podiam ser cônsules, pretores, questores, edil, tribuno, censor, governador. Os cônsules comandavam o exército, convocavam o Senado, presidiam aos cultos públicos. 17
  • 18. Império - Em 27 a.C., Octávio César Augusto recebeu o títulode Augusto e declarou o fim das guerras civis. Surgiu assimum novo regime político na história de Roma, conhecido pelonome de Império. 18
  • 19. pOdEREs dO IMpERAdOR•Dirigia a política externa;•Comandava o exército;•Dirigia as finanças;•Controlava a administração pública;•Nomeava os senadores.•Era o chefe da religião (era o supremo sacerdote e era-lheprestado culto). 19
  • 20. O dIREItO ROMANORegulamentava todos os aspectos da vida dos cidadãos edividia-se em:- Direito Privado: leis relacionadas com aspectos da vida Privadoprivada: casamentos, divórcios, contratos, testamentos, …- Direito Público: Público leis relacionadas com a organização efuncionamento do Estado.- Direito Internacional: leis que definiam as relações entre os Internacionalvários povos do Império. 20
  • 21. O uRbANIsMO ROMANOAs cidades romanas eram construídas segundo planos rigorosos, comruas traçadas perpendicularmente e com sistemas de esgotos.O centro da cidade era sempre o Forum, onde se localizavam edifíciosrelacionados com a administração da cidade (Cúria e Basílica); templos(Panteão). Coliseu Templo Forum Colunas Panorama da cidade de Roma 21
  • 22. Clica na imagem para ver o vídeo no youtube 22
  • 23. Clica na imagem para ver o vídeo no youtube 23
  • 24. Na cidade existiam ainda…Teatros Anfiteatros 24
  • 25. Hipódromos, como o CircusMaximus Termas e banhos públicos 25
  • 26. Clica na imagem para ver o vídeo no youtube 26
  • 27. Latrinas públicas Aquedutos, pontes e estradas 27
  • 28. Existiam também zonas residenciais, com dois tipos de casas.Insulae (blocos deapartamentos com váriosandares) Domus, casa particular pertencente aos romanos mais ricos 28
  • 29. Clica na imagem para ver o vídeo no youtube 29
  • 30. Clica na imagem para ver o vídeo no youtube 30
  • 31. ARtE ROMANAARquItECtuRA- Recebeu influências gregas (plantas dos templos e teatros e asordens dos capitéis). 31
  • 32. - Recebeu influências dos Etruscos (o uso do arco de volta perfeita,da abóbada de berço e da cúpula). 32
  • 33. - Recebeu as influências do Oriente (a técnica do fabrico domosaico). 33
  • 34. As construções tinham um carácter marcadamente utilitário (tudoservia para alguma coisa) e grandioso (pois serviam para mostrar agrandeza do Império). Circus Maximus Ponte de Chaves Anfiteatro - Coliseu Teatro de Aspendos Termas de Beirute Templo de Hércules 34
  • 35. EsCuLtuRAOs romanos produziram estátuas e relevos com grande realismo.Representavam imperadores e outros chefes políticos, deuses,membros de famílias importantes, cenas de batalhas. Relevo – coluna de Trajano Busto - retratoEstátua de Octávio César Augusto 35
  • 36. pINtuRAFeita a fresco nas paredes (sobre estuque fresco), representava,entre outros temas, paisagens, cenas mitológico-religiosas e cenasdo quotidiano. Paisagem Casal 36
  • 37. pROduÇÃO LItERÁRIASão de destacar os seguintes nomes:PoesiaLírica (Horácio e Ovídio);Épica (Virgílio - “Eneida”)TeatroPlauto e Terêncio (autores de comédias).HistóriaTito Lívio (“História de Roma”) e Tácito. 37Oratória
  • 38. ROMANIZAÇÃO dA pENíNsuLAIbéRICAA conquista da Península Ibérica não foi muito fácil. Emgrande parte, isso deveu-se à resistência de alguns povos,como os Lusitanos, que viviam na região entre os rios Douro eTejo, chefiados por Viriato. Pormenor da estátua de Viriato (Viseu) Viriato 38
  • 39. MudANÇAsINtROduZIdAsAgricultura:• Desenvolvimento de várias culturas: vinha, cereais, oliveira,entre outras. 39
  • 40. Extracção mineira:• Exploração de minas de cobre e ouro. Poço romano nas minas de Aljustrel 40
  • 41. Indústria:• Salga de peixe (produção de garum). Indústria da salga - Tanques usados para a reconstituição produção de garum (ruínas romanas de Tróia) 41
  • 42. Comércio:• Intensificação do comércio e da circulação da moeda.Língua:• Divulgação do latim.Religião:• Introdução dos deuses romanos e, depois, do cristianismo. 42
  • 43. Urbanismo:• Desenvolvimento de cidades, com edifícios semelhantes aosde Roma. Panorâmica geral de Conímbriga Teatro de Mérida 43
  • 44. RELIGIÃO ROMANAÀ semelhança dos gregos, os romanos eram politeístas. Adoravammuitos deuses e praticavam várias formas de culto.Culto doméstico ou familiarEra praticado no altar da casa e dirigido pelo chefe de família (paterfamilias). Era dedicado aos deuses protectores da casa (Lares ePenates) e ao espírito dos antepassados (Manes). 44
  • 45. Culto públicoEra praticado nos templos das cidades e dirigido por sacerdotes. Osromanos adoptaram os deuses gregos, dando-lhes outros nomes. Júpiter – deus dos céus Juno – deusa Apolo – deus do sol e tempestades do casamento e das artes Neptuno – Diana – Marte – deus dos deusa da deus da mares caça e da Lua guerra Minerva – deusa Vénus – deusa da sabedoria e da do amor e da guerra beleza 45
  • 46. Culto imperialEra dedicado ao imperador, o qual tinha o título de Augusto,que significa divino. 46