Os peabirus (em tupi-guarani“pe” – caminho; "abiru"
- capim amassado) são antigos caminhos, utilizados
pelos indígenas sul...
Configuração de Rede Digital como plataforma de articulação em
Rede;
Integração desta Rede com as principais ferramentas...
Serviços Digitais Mídias Sociais Negócios em Rede
Serviços Pontuais de
comunicação digital:
conteúdo, hotsites, banners,
s...
TEIA-MG: agentes TEIA em um pacto
de aprendizagem com clientes TEIA
gerando inovação, renda e inclusão
digital e social.
R...
Ação em Rede para inclusão digital e melhoria de gestão dos
Municípios Mineiros.
Em parceria com a Google, contou com a mo...
Ação em Rede para aprendizagem e Empreendedorismo Digital
O projeto TEIA MG executou diversas ações de aprendizagem Rede v...
Mapa do Empreendedor em Rede
Criação de ações em Rede junto aos empreendedores para
criação de mapa colaborativo com divul...
Ação em Rede para certificação de Lan Houses
O projeto Raio Brasil vem implementando ações em
Rede para a mobilização das ...
Estudou História na Universidade de São Paulo e cursou como assistente Ecodesenvolvimento
na École de Hautes Études de Par...
Formado em roteiro cinematográfico pela EICTV (Cuba) e notório saber em dramaturgia. Atua como
estrategista e consultor we...
Milhares de articuladores conectados na Rede: clientes, parceiros, usuários...
Quem trabalha em Rede, trabalha com a Rede.
Os serviços do Instituto Peabirus
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Os serviços do Instituto Peabirus

848

Published on

Através do gerenciamento e fomento de aprendizagem em rede, processos em rede, articulação em rede e projetos compartilhados em rede, o Instituto Peabirus presta serviços para diversas instituições públicas e privadas, representantes de ecossistemas sociais de relevância como empreendedorismo, inovação, administração pública, agronegócio e meio-ambiente, com o objetivo de inseri-los de forma pró-ativa na Internet e seus ecossistemas.

Nossa prestação de serviço tem com escopo a atuação a partir de Redes Sociais. Entendemos como Redes Sociais a organização social que exerce sua dinâmica, através da conexão, conversação e ação entre os indivíduos pertencentes a estas Redes. Redes Digitais são ambientes virtuais (Orkut, Twitter, Facebook, Ning e etc.) que funcionam como plataformas onde esta dinâmica social pode ocorre e evoluir. A existência de uma Rede Digital não é pré-requisito para a existência de uma Rede Social, assim como as interações sociais não ocorrem apenas no digital. Porém, a Web e as Redes Digitais formam hoje uma formidável plataforma para a articulação da sociedade, negócios, inovação e conhecimento. Aprender a atuar nesta organização social digital é fundamental para qualquer empresa, instituição, governo e indivíduo. Esta aprendizagem deve ocorrer baseada exclusivamente na prática e é justamente no compartilhamento desta prática e desta aprendizagem que se baseia nossa prestação de serviço.

Estamos no mercado desde 2002. Lá atrás trabalhávamos com conceito desenvolvido no MIT Media Lab de redes orgânicas. Não se falava em redes sociais como hoje e assumíamos o conceito de rede de colaboração, conhecimento e negócios nas primeiras abordagens do mercado. Nossos serviços são, portanto, tão dinâmicos quanto o mercado. Aqui, estamos falando da forma de abordagem de 2010.

Published in: Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
848
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
13
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Os serviços do Instituto Peabirus

  1. 1. Os peabirus (em tupi-guarani“pe” – caminho; "abiru" - capim amassado) são antigos caminhos, utilizados pelos indígenas sul-americanos desde muito antes do descobrimento pelos europeus, ligando o litoral ao interior do continente. O objetivo do Instituto Peabirus é atuar nas Redes Sociais a partir de ações de articulação visando fomentar conexões, diálogo e presença dos seus clientes com os atores da mídia social afim de promover a evolução, inovação e sustentabilidade de seus negócios.
  2. 2. Configuração de Rede Digital como plataforma de articulação em Rede; Integração desta Rede com as principais ferramentas de articulação Twitter, YouTube, Facebook, Ustream, Flickr e etc.) Utilização de ferramentas na web para melhoria de comunicação, colaboração e performance. Uma vez estabelecida a base das ferramentas sociais é preciso articular conteúdos do cliente e do ecossistema ao qual ele pertence por estas bases. Criação de estratégias e atividades de forma compartilhada que possam energizar a animação das Arenas Digitais e potencializar o diálogo do cliente com seu ecossistema Articulação de projetos entre empresas que passam a compartilhar recursos em prol de um ou mais objetivos comuns como forma de maximizar resultados, multiplicar geração de conhecimento e reduzir custos . Criação de modelos de negócio e formas de trabalho em Rede.Nossa atuação é baseada em um pacto de aprendizagem mútua com o cliente e construção conjunta da evolução da atuação em Rede, visando a sustentabilidade desta atuação. Na economia do conhecimento, negócios são redes de conhecimento que envolvem seus colaboradores, clientes, usuários, parceiros, fornecedores...e as relações entre todos estes atores. Silvio Meira
  3. 3. Serviços Digitais Mídias Sociais Negócios em Rede Serviços Pontuais de comunicação digital: conteúdo, hotsites, banners, sites, endomarketing e etc. Metodologia: Web cenário; Política de Redes Sociais; Estratégia de ação: Construção de ambientes em rede; Capacitação público interno Ações de energização dos ambientes em rede; Medição de Resultados Articulação: Monitoramento das oportunidades de negócio e articulação de projetos de negócio Início engajamento digital Habilitação para atuar em Rede Atuação em Rede, gerando negócios e potencializando resultados Clientes com atuação digital pontual, sem conexão. Foco: receita recorrente na manutenção digital Cliente conectado com seus públicos estratégicos (interno e externo). Foco: presença na estratégia de negócios e relacionamento. Clientes conectados com outros clientes potencializando negócios, relacionamento. Foco: projetos compartilhados e crescimento sustentável das oportunidades de negócio
  4. 4. TEIA-MG: agentes TEIA em um pacto de aprendizagem com clientes TEIA gerando inovação, renda e inclusão digital e social. REDE PEGN: empreendedores em Rede. Conexões para a melhoria dos negócios. Raio Brasil: sustentabilidade das Lan Houses e certificação delas como Pontos de Atendimento SEBRAE Rede CIM: célula de inovação do município. Levando inovação e articulação em rede para a gestão públicaRede Peabirus: comunidades de prática e inovação. A Rede trazendo resultados em escala.
  5. 5. Ação em Rede para inclusão digital e melhoria de gestão dos Municípios Mineiros. Em parceria com a Google, contou com a mobilização dos Agentes TEIA para a implantação do Google APPs em 853 municípios mineiros. A implantação de ações de mobilização do crowdsourcing dos Agentes TEIA cumpriu o prazo de entrega em um terço do tempo previsto, graças à mobilização em Rede. O sucesso desta ação foi responsável pela assinatura do convênio entre a Google e o Governo do Estado de Minas para distribuição do Google APPs Edu na Rede Pública de Ensino. O vídeo acima mostra Vint Cerf (um dos criadores do protocolo TCP/IP e vice-presidente da Google) falando sobre o projeto TEIA MG e a ação em Rede executada. CLIENTE: SECTES
  6. 6. Ação em Rede para aprendizagem e Empreendedorismo Digital O projeto TEIA MG executou diversas ações de aprendizagem Rede visando a massificação da inovação no Estado de Minas Gerais e o empreendedorismo digital. A gestão eficiente das dinâmicas que estruturaram estas ações conseguiram tornar a Rede TEIA MG auto-sustentável. O vídeo mostra uma matéria da Rede Globo sobre um Agente TEIA, ator desta ação em Rede. Cliente: SECTES Ação em Rede para diagnóstico municipal de forma distribuída Utilização de social game para a mobilização de cidadãos de municípios paulistas para ação de captura de dados e aplicação da metodologia do CEPAM (Centro de Estudos e Pesquisas de Administração Municipal) de forma distribuída em Rede. O social game fomentou uma olimpíada entre os municípios, com a participação em Rede de cidadãos e gestores públicos. Cliente: CEPAM
  7. 7. Mapa do Empreendedor em Rede Criação de ações em Rede junto aos empreendedores para criação de mapa colaborativo com divulgação de expectativas para os próximos 2 anos. Este mapa gerou atividades de continuidade e evolução, como oficinas em Rede. Cliente: Editora Globo Desafio em Rede para criação de APPs em torno de temas específicos Em parceria com o NING, ação em Rede responsável pela mobilização de desenvolvedores brasileiros em concurso de criação de aplicativos para a plataforma NING em torno de temas (empreendedorismo, sustentabilidade e administração pública). Ação de aprendizagem e produção em torno de temas (pioneira na América Latina). Esta ação articulou os desenvolvedores em torno de temas dos ecossistemas dos nossos clientes. Cliente: Todos
  8. 8. Ação em Rede para certificação de Lan Houses O projeto Raio Brasil vem implementando ações em Rede para a mobilização das Lan Houses para a certificação como pontos de atendimento Sebrae e mais 3 frentes de atuação. O vídeo mostra consultor do Sebrae falando sobre o projeto para a Globo News. Cliente: Sebrae Nacional
  9. 9. Estudou História na Universidade de São Paulo e cursou como assistente Ecodesenvolvimento na École de Hautes Études de Paris. Foi repórter, redator, sub editor, editor e editor chefe do Jornal da Tarde, onde começou a trabalhar em 1976. Em 1988, assumiu a diretoria geral da Agência Estado. Através das TICs, abriu a empresa para ao mercado e desenvolveu o projeto Broadcast, empresa líder do mercado brasileiro de informação eletrônica para o mercado financeiro desde 92. Neste mesmo ano, aproximou-se do Media Lab, ‘laboratório’ de mídia do M.I.T, entidade da qual foi pesquisador afiliado durante um período da gestão de Nicholas Negroponte e Walter Bender. É sócio fundador e foi presidente da Fundação SOS Mata Atlântica.Desde 2002 é sócio é sócio e fundador do Instituto Peabirus, empresa de serviços de articulação de públicos e conexões na web. Rodrigo Lara Mesquita Gilberto de Souza Biojone Filho Com mais de 40 anos de experiência no Mercado de Capitais, atuou em posições de liderança em diversas instituições do mercado de capitais brasileiro, incluindo a Superintendência Geral da ANCOR – Associação Nacional das Corretoras de Valores, Câmbio e Mercadorias, a Diretoria Geral da Socopa Sociedade Corretora Paulista S/A, do Banco Sudameris de Investimento, a Superintendência Geral da BOVESPA – Bolsa de Valores de São Paulo, e a Superintendência de Relações com o Mercado e Intermediários da CVM – Comissão de Valores Mobiliários. Foi, também, Fundador, Diretor, Conselheiro e Presidente da ABAMEC / SP Associação Brasileira dos Analistas de Mercado de Capitais e Diretor da ANBID – Associação Nacional dos Bancos de Investimento.
  10. 10. Formado em roteiro cinematográfico pela EICTV (Cuba) e notório saber em dramaturgia. Atua como estrategista e consultor web desde 2001. Com ampla experiência no mercado digital, ocupou cargos executivos em empresas como Radium Systems, Mentor Tecnologia, Plena Consultores e Instituto Peabirus. Foi responsável por importantes projetos para clientes como Embraer, Itaú, GVT, COMGÁS, Samarco, Sebrae, Telefônica, CCR, Governo do Estado de São Paulo, SECTES-MG, Pernambucanas, Petrobrás, Votorantim Cimentos, entre muitos outros. Vencedor do World Summit Award 2005 (etapa brasileira, pela criação do game educacional Bellatrix e o Palácio do Tempo), vencedor do Prêmio Vidarte 2002 (melhor web arte latino americana por 6 propostas para o novo milênio). Cacau Guarnieri Estudou Economia na UNESP Araraquara e cursou Imagem e Som na Federal de São Paulo. Cursando atualmente Pós Graduação em Gestão Integrada de Comunicação Digital na ECA USP. Entre 1994 a 2000 foi sócia proprietária de uma produtora de vídeo e um programa de tv. Trabalhou em empresas de eventos como Banco de Eventos e Av Produções , com cliente como UBS, FORD, MC Donalds, Embraer. E entre 2005 a 2008 foi sócia proprietária de uma empresa de eventos. Desde de 2008 atua no Instituto Peabirus como articuladora em rede, para clientes como CEPAM, SECTECS, SMA. Marina Miranda Engenheiro de Computação formado pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo e pós graduação em Gestão de Projetos de TI pela Fundação Vanzolini. Tem experiência de 10 anos na área de web e tecnologia, trabalho no Estado de São Paulo e teve cargos executivos em empresas como CIMED, Radium Systems e Instituto Peabirus. Trabalhou em projetos importante para o Grupo Estado de São Paulo, Governo do Estado de São Paulo, SEBRAE, SECTES-MG. Flavio Kenji Yanai
  11. 11. Milhares de articuladores conectados na Rede: clientes, parceiros, usuários... Quem trabalha em Rede, trabalha com a Rede.
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×