• Like
  • Save
Histologia completo (1)
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Histologia completo (1)

  • 2,033 views
Uploaded on

 

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
No Downloads

Views

Total Views
2,033
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
0
Comments
0
Likes
1

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. TECIDO CONJUNTIVO
  • 2. TECIDO CONJUNTIVO  Origem: Mesoderme. Grande quantidade de substância intercelular. Células com acentuado polimorfismo – formas e funções bastante variadas.  Desempenha funções bem diversificadas: atuam unindo outros tecidos, dando sustentação e nutrição.
  • 3. TECIDO CONJUNTIVO  Substância intercelular: formada por: a. Substância Amorfa: água, polissacarídeos e proteínas; b. Fibras: - Colágenas: as mais frequentes, de coloração esbranquiçada, formadas por proteínas colágeno, resistentes à tração;- Elásticas: de coloração amarelada, formada por elastina, cedem facilmente à tração - Reticulares: as mais finas, formadas por reticulina.
  • 4. TECIDO CONJUNTIVO Células: . Mesenquimatosas: grande capacidade de originar qualquer outra célula do TC.. Fibroblastos: são as mais frequentes, relacionadas à síntese de proteínas necessárias à manutenção da substância intercelular. Quando inativas = fibrócito. . Macrófagos: células grandes, com capacidade fagocitária. Protege o tecido contra agentes externos. .
  • 5. TECIDO CONJUNTIVO  Células:. Mastócitos: células grandes com heparina (anticoagulante) e histamina (vasodilatadora) . Plasmócitos: produzem anticorpos. Defesa do organismo.. Células adiposas: grandes células esféricas para armazenar lipídios.
  • 6. TECIDO CONJUNTIVO
  • 7. TECIDOS CONJUNTIVOS CONJUNTIVOS CONJUNTIVOS PROPRIAMENTE ESPECIAIS DITOSFROUXO DENSO ADIPOSO ÓSSEO TENDINOSO ou CARTILAGINOSO HEMATOPOIÉTICO MODELADO FIBROSO ou SANGUÍNEO LINFÁTICO NÃO-MODELADO
  • 8. Tecido Conjuntivo Frouxo  Abundância de substância intercelular Pobre em fibras (com predomínio de colágenas e fibras elásticas - elastina).  Presença de todos os tipos de células do TC (Fibroblastos, Macrófagos, Mastócitos, plasmócitos, Adipócitos, Leucócitos). Localização: Entre as células dos músculos, envolvendo vasos sanguíneos, na pele, mucosas e glândulas. Funções: Suporte, preenchimento, cicatrização, nutrição e proteção
  • 9. CÉLULAS DO TECIDO CONJUNTIVO FROUXO ADIPÓCITOS: armazenam FIBROBLASTOS: produzem as fibras de colágeno(proteína). gordura.PLASMÓCITOS: são células produtoras de anticorpos. MACRÓFAGOS: São capazes de emitir pseudópodes eLEUCÓCITOS: fagocitarfazem a defesa bactérias, por ex. do organismo em caso de inflamações.
  • 10. Tecido Conjuntivo Denso  Pobre em substância intercelular;  rico em fibras (principalmente colágenas);  a célula mais frequente é o fibroblasto.  Classificação: A. Tecido conjuntivo denso modelado (Tendões): fibrasdistribuídas de forma ordenada. Forma feixes compactos e paralelos. B. Tecido conjuntivo denso não modelado: fibrasdistribuídas de forma difusa, não ordenada. Ex.: periósteo (membrana que envolve os ossos), pericôndrio (envolve cartilagens)
  • 11. Tecido Hematopoético Função: Produção das células sangüíneas.
  • 12. Tecido Hematopoético(formador das células de sangue)  T. H. Mielóide  T. H. Linfóide (medula óssea vermelha – – Encontrado no Ossos esponjosos ) Baço, Amídalas e – Hemácias Timo. – Plaquetas – Leucócitos – Leucócitos Agranulares Granulosos:  Linfócitos Eosinófilo  Monócitos  Basófilo  Neutrófilo
  • 13. Tecido Adiposo Células tipo: Adipócitos.  Funções:- Hipoderme (aves e mamíferos)– Regulação térmica em aves e mamíferos. – Reserva de Energia. – Proteção contra choques mecânicos.
  • 14. TECIDO SANGUÍNEO (Sangue)O sangue humano é constituído por um líquido amarelado, oplasma, e por células e pedaços de células, genericamente denominados elementos figurados. Plasma - Água- Íons (sódio, magnésio, potássio, cloro,cálcio, bicabornato) - Proteínas (albumina, fibrinogênio, imunoglobulinas) - Substâncias transportadas (nutrientes, resíduos, gases respiratórios, hormônios) Elementos Figurados - Hemácias - Leucócitos - Plaquetas
  • 15. Tecido Sanguíneo Hemácia: Anucleadas, bicôncavas, que possuem um pigmento respiratório chamado hemoglobina responsável pelo transporte de O2 e CO2.
  • 16. Tecido Sanguíneo Hemácia: são as mais abundantes (4,5 a 5 milhões por mm3) produzidas na medula óssea vermelha;  Duram cerca de 120 dias (destruídas no baço e no fígado)
  • 17.  Plaquetas:- Fragmentos de células; - participam da coagulação sanguínea; - 300 mil por mm3 Leucócitos: esféricos, nº variável entre 5 e 10 mil por mm3. - Granulosos (Basófilo, Eosinófilo e Neutrófilo) - Agranulosos(Linfócitos e monócitos)
  • 18. Tecido Linfático É formado pela filtração do excesso intercelular extravasado dos capilares sanguíneos. Linfócitos são abundantes, sem hemácias e plaquetas.  Formado pela linfa, vasos linfáticos e órgãos linfáticos (baço e timo) Funções: remoção de impurezas, coleta e distribuição de ácidos graxos e gliceróis absorvidos no intestino, defesa, produzindo anticorpos e linfócitos.
  • 19. Tecido Cartilaginoso Células típicas: condroblastos e condrócitos. Condroplastos: lacunas/espaços escavados na substância intercelular que aloja os condroblastos e/ou condrócitos.  Localização: orelha, traquéia, nariz, discos Funções: sustentação, intervertebrais e superfície das articulações. elasticidade e resistência a tração. Não tem vascularização e nem inervação – nutrição feita pelo pericôndrio.
  • 20. Tecido cartilaginoso Origem Traquéia:C: Conjuntivo, C: condrócitos, M: matriz, P:pericondrio, Gi:grupo isogênico, Cb: condroblastos
  • 21. Cartilagem fibrosa – com alta concentração em fibras colágenas, abrangendo quase que a totalidade do espaçointracelular. Esse tipo é normalmente encontrado formando os discos intervertebrais entre as vértebras da coluna,amortecendo os choques mecânicos e conferindo flexibilidade motora ao organismo.
  • 22. Cartilagem elástica – possui alto teor de fibras elásticas (elastina) em sua matriz, mas também pouca quantidade decolágeno. Esse tipo é encontrado no aparelho auditivo, formando o pavilhão externo da orelha, na laringe e na válvula epiglote.
  • 23. Cartilagem hialina – forma a grande proporção dos tecidos frouxos do organismo, com quantidade moderada de fibrascolágenas, contida, por exemplo, na matriz homogênea encontrada nos discos epifisários, permitindo o crescimento dos ossos. Os principais locais onde a cartilagem hialina é encontrada no organismo adulto são: fossas nasais, traqueia e brônquios,extremidade ventral das costelas e recobrindo a superfície dos ossos longos.
  • 24. Tecido Ósseo  É o tecido que confere rigidez aos ossos. Substância Intercelular: matriz óssea formada por cristais de fosfato de cálcio (reservatório de cálcio).  Células Típicas: - Osteoblastos: células jovens, com forma cúbica, atua no processo de formação da matriz óssea (produz proteínas, principalmente colágeno);
  • 25. Tecido Ósseo Osteócitos: células -presentes em cavidades damatriz óssea. Origina-se dososteoblastos e armazenam cálcio;- Osteoclastos: células gigantes, multinucleadas, que destroem a matrizóssea por meio de enzimas,para depois reabsorverem a matriz digerida. Faz amodelagem da peça óssea..
  • 26. Tecido Ósseo Estrutura óssea: - Envolvido por TC chamado periósteo. - - Canais de Havers (ou canais centrais): canalículos dispostos longitudinalmente- - Canais de Volkmann (ou canais perfurantes): canalículos transversais - - os dois canais formam o sistema de Havers, com vasos sanguíneos e nervos.
  • 27. ESTRUTURA DO OSSO Conduzir vasos sanguíneos
  • 28. TECIDO MUSCULAR • CÉLULAS: fibras musculares contráteis muito especializadas.• CONTRAÇÃO: filamentos especiais de ACTINA e MIOSINA. • ORIGEM: Mesodérmica.• CLASSIFICAÇÃO: 1. Estriado Esquelético 2. Estriado Cardíaco 3. Liso
  • 29. I – MÚSCULO ESTRIADO ESQUELÉTICO • FIBRAS MUSCULARES ESQUELÉTICAS• Contração RÁPIDA e VOLUNTÁRIA.• SINCÍCIO: células resultam da fusão celular, tendo umcitoplasma comum e vários núcleos superficiais. •ESTRIAÇÕES TRANSVERSAIS
  • 30. II – MÚSCULO ESTRIADO CARDÍACO• Estrias transversais. • Sincícios com núcleos centrais. • Células anastomosadas.• Contração RÁPIDA Discos e INVOLUNTÁRIA intercalares
  • 31. III – MÚSCULO LISO Células individuais, • uninucleadas e fusiformes. • Sem estrias. • Contração LENTA e INVOLUNTÁRIA. • EX: Movimentosperistálticos, ereção dos pêlos do corpo (frio ou medo), contrações uterinas, etc
  • 32. Mecanismo de contração muscular
  • 33. TECIDO NERVOSO - Célula típica:NEURÔNIO ( célula nervosa especializada na condução dos impulsos nervosos). - Origem: ectodérmica.- Responsável pelarecepção e escolha de respostas aos estímulos.
  • 34. NEURÔNIO Corpo celular: onde selocaliza o núcleo e a maior parte do citoplasma.Dendrito: prolongamentos celulares que partem do corpo celular. Local derecepção (juntamente com o corpo celular) dos estímulos vindos do meio. Axônio: prolongamento celular longo. Conduzemimpulsos aos músculos ou outras células nervosas.
  • 35. NEURÔNIO Células de Schwann: células especiais que se enrolam no axônio, formando a bainha de mielina (responsáveis pela condução mais rápida do impulso nervoso, poisforma um isolante elétrico). Nódulos de Ranvier: estrangulamento (constrição) na bainha de mielina.
  • 36. CÉLULAS ANEXAS OU DANEURÓGLIA: adaptadas anutrição e sustentação dos neurônios. NERVOS: São feixes de vários axônios revestidos em tecido conjuntivo.
  • 37. Transmissão do impulso nervoso - Sinapses nervosas: região de contato entre um neurônio e a célula seguinte. - Mediadores químicos ou neurotransmissores: substâncias presentes nas vesículas nas sinapses nervosas e que propagam o impulso nervoso à célula seguinte. Acetilcolina e adrenalina.
  • 38. Transmissão do impulso nervoso - No neurônio a propagação doestímulo se dá sempre no sentido:dendrito, corpo celular, axônio. - Origem elétrica, resultante das alterações nas cargas elétricas das superfícies externas e internas da membrana celular.