• Save
Dom morfo p_climato_1
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Dom morfo p_climato_1

on

  • 3,277 views

 

Statistics

Views

Total Views
3,277
Views on SlideShare
703
Embed Views
2,574

Actions

Likes
0
Downloads
0
Comments
0

4 Embeds 2,574

http://primeiroanocm.blogspot.com.br 1399
http://primeiroanocm1.blogspot.com.br 1082
http://www.primeiroanocm.blogspot.com.br 87
http://primeiroanocm.blogspot.com 6

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Dom morfo p_climato_1 Dom morfo p_climato_1 Presentation Transcript

  • DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS EPAISAGENS CLIMATO BOTÂNICAS Profª Nilza M. P. Alonso
  • Mata galeria Aspectos da FLORESTA AMAZÔNICA São as condi ções cli máti cas Floresta que defi nem as gr andes boreal ou TAIGA P A I SA G E NS CL I M A T OB OT Â NI CA S do planeta.Araucárias cerrados Matas e cerrados Prairies ou pradarias
  • Fonte: BOCHIOCCHIO Atlas mundo ATUAL
  • Levando-se em conta a existência de ZONAS TÉRMICAS (polares,temperadas e intertropical, onde aparecem áreas tropicais eequatoriais e suas variações) pode-se considerar que os DMC estãoalinhados ZONALMENTE, isto é, acompanham os paralelos e suasprincipais características são expressas através da vegetação originalque reflete as condições climáticas de sua área de ocorrência,organizados sob a forma de BIOMAS, como nos exemplosapresentados. DMC floresta boreal (Canadá) /clima temperado continental DMC deserto (Saara)/ clima desértico quente DMC Amazônico (Anavilhanas)/ clima equatorial
  • Um dos principais biomas do planeta é a TAIGA ou FLORESTA BOREALque circunda as regiões subpolares do hemisfério norte
  • A diversidade de paisagens vegetais está condicionada àscaracterísticas climáticas das diferentes regiões do planeta
  • Devido sua extensão territorial (mais de 8,5 milhões de km2) e sua posição geográfica, localizado, em sua maior parte na Zona Intertropical (cortado pela linha do Equador e pelo Trópico de Capricórnio), o Brasil apresenta diferentes DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS São eles: AMAZÔNICO CERRADOS CAATINGAS MARES DE MORROS ARAUCÁRIAS CAMPANHA Entre eles formam-se grandes áreas que apresentam característicasde um ou mais DOMÍNIOS, chamadas FAIXAS DE TRANSIÇÃO, como é o caso do PANTANAL e da ZONA dos COCAIS.
  • Sob certas condições os DMCpodem se apresentaralinhados acompanhando osmeridianos, dando origem àschamadas formaçõesAZONAIS.No Brasil é o que ocorre com aMATA ATLÂNTICA.Isto ocorre porque oalinhamento do relevo, nosentido N-S e a presença deserras que funcionam como“barreiras” que intensificam aocorrência de chuvas.Por isso, originalmente ela seestendia desde o Rio Grandedo Norte até o Rio Grande doSul.É uma das formações quemais sofreram com odesmatamento e, hoje temapenas 10% da coberturaoriginal.
  • O D M C A M A Z Ô N IC O c a r a c t e r iz a -s e p e lap r e d o m in â n c ia d e T E R R A S B A IX A S( p la n íc ie s e b a ix o s p la n a lt o s )F L O R E S T A D A S E Q U A T O R IA IS e u m ad e n s a r e d e h id r o g r á f ic a , q u e f o r m a am a io r b a c ia h id r o g r á f ic a d o p la n e t a
  • Floresta AmazônicaTROPICAL RAIN FOREST
  • O DMC dos C ERRADOS oc upa ap o r ç ã o c e n t r a l d o B r a s il.C a r a c t e r iz a -s e p o r u m r e le v op la n á lt ic o o n d e s e d e s t a c a m a sC H A P A D A S , q u e f u n c io n a m c o m oD IV IS O R E S D E Á G U A S e n t r e a sp r in c ip a is b a c ia s h id r o g r á f ic a sb r a s ile ir a s . N e le p r e d o m in a oc lim a t r o p ic a l t íp ic o . É a á r e ar e c o r b e r t a p e lo s c e r r a d o s .
  • ALGUNS ASPECTOS DO DMC DOS CERRADOS
  • Os cerrados tem sido
  • As CAATINGAS estão associadas àschamadas DEPRESSÕESINTERPLANÁLTICAS. A área secaracteriza pela existência de um climaTROPICAL SEMI-ÁRIDO, com chuvasescassas e irregulares, que se inseremno POLÍGONO DAS SECAS. Seus solossão pedregosos onde se desenvolveuma vegetação xerófita, que dá nome aoDMC. Os rios são temporários e“cortam” durante as longas estiagens
  • Entre o DMC dos Mares de Morros e o DMC das Caatingas há uma faixa detransição denominada de AGRESTE DMC CAATINGAS DMC MARES DE MORROS SERTÃO NORDESTINO ZONA DA MATAEntre o DMC das Caatingas e o DMC Amazônico há outra Zona de Transição denominadaZONA dos COCAIS, formado por palmeiras, onde se destacam o babaçu (MA) e a carnaúba (PI)
  • Entre o DMC das Caatingas e o DMC Amazônico há outra Zona de Transiçãodenominada ZONA dos COCAIS, formado por palmeiras, onde se destacam o babaçu (MA) e a carnaúba (PI)
  • É formado pelo principal conjunto deTERRAS ALTAS FLORESTADASTROPICAIS do país,com predomínio deplanaltos arredondados, delimitados porserras. Originalmente,eram recobertospela MATA ATLÂNTICA. Sua rede dedrenagem é formada por pequenas baciasque se dirigem diretamente para o mar.
  • Aspectos da MATA ATLÂNTICA,também chamada de floresta latifoliadatropical úmida de encostaNas áreas litorâneas, a transição entre o DMCdos Mares de Morros e o litoral propriamentedito, formam-se PRAIAS, RESTINGAS EMANGUESAIS (foto)
  • Ao longo dos cerca de 7000 km de todo o litoral brasileiro, tem-se acombinação entre o DMC dos Mares de Morros e formas típicas do litoral,apoiadas em solos arenosos (praias e restingas) e os manguesais.
  • o DMC das ARAUCÁRIAS ocupa as partes maisaltas dos PLANALTOS SUBTROPICAIS do sul doBrasil. Apesar de se concentrar especialmenteno Paraná , ela pode ser encontrada desde o sulde Minas Gerais até a chamada Serra Gaúcha.Com um clima mais ameno do que o encontradono restante do país, é a área onde são maisfrequentes as geadas e as quedas de neve.
  • As PRADARIAS ou CAMPANHAGAÚCHA é uma área de baixosplanaltos ondulados – as COXILHAS –recobertos por uma vegetação natural deCAMPOS. Tem clima subtropical e suarede de drenagem está ligada ao sistema
  • TIPOS DE CLIMA: CARACTERÍSTICAS E RELAÇÃO COM A VEGETAÇÃO E AGROPECUÁRIA clima temperatura umidade vegetação uso do solo média anual acima de 25 º C. chuvas durante todo o ano florestas (como a Mandioca, juta, arroz, EQUATORIAL superior a 2000 mm. Amazônica) feijão.Bovinos e bubalinos. excluída a influência da chuvas e secas alternadas Florestas, savanas e Cana-de-açúcar, cacau, café, altitude, a média anual é ao longo do ano, é mais cerrados e estepes. arroz, feijão, soja, algodão, TROPICAL superior a 20 º C e a média do úmido no litoral e mais amendoim, seringueira, mês mais frio não é inferior a seco no interior. frutas tropicais. Bovinos, 18 º C. suínos, caprinos e aves. entre 15 e 20 º C. No inverno chuvas durante todo o Araucárias e Soja, trigo, aveia, centeio, entre 0 e 10 º C ano. florestas arroz, milho. Bovinos, suínos,SUBTROPICAL temperadas de caprinos, ovinos e aves. transição entre 20 e 30 º C, com grandes pouca umidade e mal vegetação xerófila: Só utilizando-se irrigação. DESÉRTICO amplitudes térmicas entre o dia distribuídas, menos de cactus e bromélias e a noite. anuais. superior a 25 º C podendo chuvas escassas e vegetação adaptada Feijão, mandioca, algodão e chegar até 32 º C. irregulares entre 250 e aos longos períodos produtos diversos através de SEMI-ÁRIDO 500 mm anuais. secos. No Brasil irrigação. Asininos e muares, caatingas. caprinos, bovinos. inverno suave e chuvoso, verão menos de 1000 mm Maquis e garrigues. Oliveiras, frutas. Caprinos. quente e seco. anuais, com chuvas de Bosques comMEDITERRÂNEO inverno e secas de verão. árvores espaçadas devido à pouca umidade. entre 8º e 13º C e grandes Médias anuais em torno de florestas, pradarias Trigo, aveia, cevada, centeio, amplitudes entre o mês mais 1000 mm anuais, úmido (prairies), estepes e batata. Bovinos, eqüinos, TEMPERADO frio e o mais quente no litoral e mais seco no campos. ovinos e aves. interior dos continente. abaixo dos 10º C, invernos há grandes variações nos Floresta boreal ou Batata e tubérculos. muito frios e verões curtos (em totais anuais de TAIGA. Lhamas, vicunhas nos Andes, FRIO geral menos de 3 meses de precipitação.Cerca de 200 renas no norte da Europa. duração) mm anuais. varia em função da altitude e nas vertentes voltadas a vegetação se Varia em função da altitude. reproduz as sequências que para o mar há maior apresenta em Tubérculos.FRIO DE ALTA ocorrem em latitude precipitação que no “andares” que No Himalaia, criam-se os MONTANHA interior vaiam de acordo iaques. com a altitude abaixo de 0º durante todo o Seco, há queda de neve tundra no limite do Não utilizada. ano durante todo o ano, devido gelo, sem vegetação POLAR às temperaturas na maior parte. extremamente baixas. .
  • Geografia em Canção e Imagem - Formações Vegetais.mp4