Civilização muçulmana

3,939 views
3,746 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
3,939
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1,544
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Civilização muçulmana

  1. 1. COLÉGIO MILITAR DE CAMPO GRANDE DISCIPLINA DE HISTÓRIA PROFª VANIA A CIVILIZAÇÃO MUÇULMANA 1. Localização da Arábia: a Península Arábica localiza-se na Ásia e se liga ao Continente africano pelo Istmo de Suez. Limita-se a Oeste com o Mar Vermelho, ao Sul com o Oceano Índico e a Leste com o Golfo Pérsico. Meio-físico da Arábia: apresentava duas regiões distintas. Parte Oeste da Península, junto ao litoral do mar Vermelho: era uma estreita faixa de terra fértil, propícia ao desenvolvimento da agricultura. A população dessa região era sedentária, construíram grandes cidades, e dedicavam-se ao cultivo e comércio de seus produtos: cereais, incenso, especiarias e essências. Parte central da Península: clima árido, com desertos arenosos ou pedregosos, abrasados por um sol ardente e por isso, a maior parte do território não era habitável, a não ser nos oásis, pequenas áreas úmidas onde a água subterrânea aflora a superfície, possibilitando a formação de jardins verdejantes no meio do deserto. Essa região era habitada por tribos dos chamados beduínos, que eram nômades, criadores de ovelhas, cabras, camelos e cavalos e dedicava-se ao comércio. Suas caravanas cortavam o deserto, carregadas de produtos a serem vendidos nos povoados, viviam em luta pela posse dos oásis.3. Religião antes de Maomé: os árabes eram politeístas e cada tribo possuía sua própria divindade, contudo existia umelemento religioso comum, a Caaba, um templo de forma cúbica, na cidade de Meca, onde ficavam muitos ídolos tribais,em especial a Pedra Negra, que era adorada por toda a população. Segundo a crença geral, essa pedra havia sido trazidapelo anjo Gabriel e era originalmente branca, mas tornou-se negra por causa dos pecados dos homens. As constantesperegrinações dos árabes a Caaba transformaram Meca no principal entreposto comercial da Península. A tribo coraixitaera guardião da Caaba e controlava todas as atividades comerciais da cidade.4. Maomé: foi um líder religioso e político, nasceu em 570 d.C, na cidade de Meca e faleceu a 8 de Junho de 632 emMedina e segundo a religião islâmica, Maomé é o mais recente e último profeta do Deus de Abraão. Não é consideradopelos muçulmanos como um ser divino, mas sim um ser humano; contudo, ele é visto como um dos mais perfeitos entreos seres humanos.Pouco se sabe sobre sua infância e juventude. Sendo caravaneiro, tinha contatos freqüentes com judeus e cristãos, dosquais recebeu influência religiosa. Casou-se com uma rica viúva, Khadija, o que lhe deu segurança e tranqüilidade.Conta à tradição islâmica que Maomé, certo dia, teve uma visão do anjo Gabriel e este lhe deu a missão de fundar umanova religião monoteísta. Maomé começou a divulgar suas idéias entre os parentes e amigos e depois foi para a cidadede Meca, em busca de novos adeptos. Essas idéias eram muito atraentes aos grupos do deserto, pois Maomé prometia,após a morte, um paraíso de delicias, alimentos saborosos e de belas mulheres.Sua pregação, entretanto, não agradava aos ricos comerciantes de Meca, que ganhavam muito dinheiro com aperegrinação dos beduínos ao templo da Caaba. Por isso tentaram assassinar Maomé. Este, avisado a tempo conseguiufugir para Yatreb. Essa fuga, denominada hégira, ocorreu em 622 e marca o início do calendário muçulmano. A cidadede Yatreb passou a chamar-se Medina-en-Nabi {a Cidade do Profeta}, mais conhecida como Medina.Em Medina, Maomé começou a pregar a idéia da Guerra Santa, isto é, da luta pela expansão da religião de Alá, o quegarantiria aos guerreiros a entrada no paraíso. Em 630, Maomé e seus seguidores atacaram Meca, destruíram os ídolosda Caaba e mataram aqueles que resistiram.
  2. 2. A morte do profeta o surgimento dos xiitas e sunitas: A morte do profeta provocou uma crise. Ele morreu sem deixardescendente masculino e sem sucessor claramente designado. O califado (cargo de califa) é, pois, o mais antigoproblema que o islamismo teve de enfrentar. Sunitas:designação dada ao muçulmano que obedece ao Suna livro que contém interpretação sobreatitudes e pronunciamentos de Maomé. Pregam que o califa deve ser eleito.5. O Islamismo: uma das quatro religiões monoteístas baseada nos ensinamentos de Maomé, chamado “O Profeta”,contidos no livro sagrado islâmico, o Corão. A palavra islã significa submeter, e exprime a submissão à lei e à vontadede Alá. Seus seguidores são chamados de muçulmanos, que significa aquele que se submete a Deus. Não pode serconsiderado apenas uma doutrina religiosa, pois legisla, ao mesmo tempo, sobre a vida interior, política e jurídica dacomunidade. Segundo os muçulmanos, o Corão contém a mensagem de Deus a Maomé, as quais lhe foram reveladasentre os anos 610 a 632. Seus ensinamentos são considerados infalíveis. É dividido em 114 suras (capítulos), ordenadaspor tamanho, tendo o maior 286 versos. A segunda fonte de doutrina do Islã, a Suna, é um conjunto de preceitosbaseados nos ahadith (ditos e feitos do profeta).Artigos de fé do Islamismo: Crença em um único deus, Alá, senhor da criação. Crença nos profetas, sendo os seis principais: Adão, o escolhido de Alá, Noé, o pregador de Alá,Abraão, amigo de Alá, Moisés, o porta-voz de Alá, Jesus, a palavra de Alá e o mais importante, Maomé, o apóstolo deAlá. Islamismo crê na predestinação do bem e do mal: tudo o que acontece, seja bem ou mal, épredestinado por Alá através de seus decretos imutáveis. Crença na imortalidade da alma e no julgamento final.Obrigações religiosas dos muçulmanos: Orar cinco vezes ao dia com o rosto voltado para Meca. Visitar Meca uma vez na vida. Dar esmolas e praticar hospitalidade para com muçulmanos e estrangeiros. Jejuar no mês de Ramada, desde o nascer do dia até o por do sol. Combater em nome de Alá por meio da Guerra Santa. { Jihad}O Corão estabelece outras normas: não comer carne de porco, não tomar bebidas alcoólicas, submissão da mulher aohomem, permissão da poligamia e do divórcio, não representação de Deus de nenhuma forma. O Islamismo não temsacerdócio nem sacramentos. O Corão é a sua única norma. O crente muçulmano responde por sua vida, perante Allah,sem intermediários.6. Formação do Império Muçulmano: começou sua formação a partir do Islamismo, antes disso, a Arábia eracomposta por povos semitas que, até o século VII, viviam em diferentes tribos e apesar de falarem a mesma língua,possuíam diferentes estilos de vida e de crenças, como já vimos nos parágrafos acima. Foi após a morte do profeta, Maomé, em 632, que a Arábia foi unificada. A partir desta união, impulsionada peladoutrina religiosa islamita, foi iniciada a expansão do império árabe. Os seguidores do alcorão, livro sagrado,acreditavam que deveriam converter todos ao Islamismo através da Guerra Santa.
  3. 3. Firmes nesta crença, os árabes foram gradativamente conquistaram a Séria, o Egito, a Palestina e a Pérsia. Aconversão dos povos dominados fez com que contassem com recursos e homens para continuar as conquistas.No século VII já tinham atingido o Norte da África e no inicio do século VIII chegaram na Península Ibérica. Aotentarem entrar na França foram impedidos por Carlos Martel. Nessa mesma época, no lado Oriental, alcançaram oTurquestão, o Irã, levando as fronteiras até a Índia, onde foram detidos pelos exércitos chineses.O Império Muçulmano organizou-se sob um regime monárquico de governo, que tinha a frente o califa. Dividia-se emvárias províncias, cada uma governada por um emir. A capital foi estabelecida primeiro em Medina, epois Damasco epor último em Bagdá.A partir do século XI, o império entrou em decadência e fragmentou-se, em conseqüência de vários fatores: luta Interna,guerras contra cristãos {Guerra da Reconquista} e finalmente as invasões turcas. Porém , a maior parte de seu territóriocontinuou ocupada por populações islamitas, o que originou os atuais paises muçulmanos.Fatores que levaram a formação de um império tão extenso em pouco tempo: A guerra Santa: era considerada um passaporte para o paraíso, pois quem morresse em combate passaria para oparaíso. Possibilidade de conquistar territórios férteis: essa possibilidade era muito atraente para um povo de deserto, que vivialutando contra o solo árido. Franqueza dos Impérios Persa e Bizantino: já estavam desgastados por guerras entre eles o que fragilizou os doisimpérios facilitando o domínio das regiões conquistadas por eles. Adesão das populações dominadas: muitas regiões preferiam o domínio dos árabes aos bizantinos e por issofacilitaram a conquista.7. Cultura: no campo cultural, artístico e literário deixaram grandes contribuições, a cultura árabe caracterizou-se pelaconstrução de maravilhosos palácios e mesquitas. Destacam-se, nestas construções, os arabescos para ilustração edecoração. A literatura também teve um grande valor, com obras até hoje conhecidas no Ocidente, tais como: As mil euma noites, As minas do rei Salomão e Ali Babá e os quarenta ladrões.O que é a civilização muçulmana:Após as conquistas, em contato com os povos vencidos, criam uma nova civilização,denominada muçulmana, formada de elementos gregos, persas, egípcios, bizantinos, ibéricos, hindus, sírios e hebreus.Os centros do império árabe, como Bagdá e Cairo, passam por um grande desenvolvimento cultural, que tem por base afusão do saber oriental com o helenismo. Os árabes impulsionam a medicina, astrono, matemática, química, técnicasagrícolas, navegação, arquitetura e engenharia. Difundem na Europa as obras de Aristóteles e dos gregos antigos e criamuma ciência própria que vai influir no desenvolvimento científico do Ocidente.

×