Your SlideShare is downloading. ×
Acesso livre ao conhecimento/saúde
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Acesso livre ao conhecimento/saúde

567
views

Published on

Estudos preliminares de dissertação sobre periódicos científicos da área e saúde que adotam o acesso livre a seu conteúdo.

Estudos preliminares de dissertação sobre periódicos científicos da área e saúde que adotam o acesso livre a seu conteúdo.

Published in: Education

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
567
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
6
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. PRELIMINARES DE UMA PESQUISA SOBRE ACESSO LIVRE COMO MODELO DE COMUNICAÇÃO CIENTÍFICA EM FACE DOS PERIÓDICOS BRASILEIROS DA ÁREA DE CIÊNCIAS DA SAÚDE Mestrado - PPGICS - ICICT Portfólio I – 11/09/2009 Paulo Guanaes
  • 2. ACESSO LIVRE
    • Modelo de comunicação. Permite que os artigos de uma publicação científica publicada na internet possam ser lidos, impressos, copiados e distribuídos – sem fins comerciais. Por ser um bem público, o conhecimento deve ter acesso livre, irrestrito e gratuito.
    ÚNICO LIMITE
    • Direito do autor sobre integridade e crédito da obra, bem como citação adequada.
  • 3. ACESSO LIVRE
    • Por que o modelo não se disseminou adequadamente no mundo e no Brasil?
    • Que periódicos científicos brasileiros da área de Ciências da Saúde adotam o modelo?
  • 4. ACESSO LIVRE POR QUÊ?
    • a tradicional dificuldade para pesquisadores publicarem resultados de pesquisas em periódicos, que em alguns cobram caro pela publicação;
    • a escassez de verbas, nos anos 1990, para as bibliotecas manterem seus acervos e fazerem novas assinaturas, majoradas inescrupulosamente por grupos editoriais monopolistas;
    • o advento da internet, que criou uma plataforma eletrônica de documentos, logo percebida pelos pesquisadores como uma nova possibilidade de produzir comunicação científica.
  • 5. ACESSO LIVRE A QUÊ?
    • 24 mil títulos de periódicos científicos, avaliados pelos pares, e aproximadamente 2,5 milhões de papers que são publicados anualmente nessas revistas.
    • Editoras comerciais não querem perder um negócio de 6 bilhões de euros.
  • 6. MARCO DE LUTA PELA IMPLANTAÇÃO DO ACESSO LIVRE
    • Declaração de Budapeste sobre Acesso Livre, em 14/2/2002 - http://www.soros.org/ openaccess/read.shtml
  • 7.
    • Portal de Periódicos, da Capes (cerca de 15.000 periódicos, com textos completos; 1,3 milhão de usuários
    • Coleção SciELO
    EXEMPLOS DE ACESSO LIVRE NO BRASIL
  • 8. MARCO LEGAL NO BRASIL
    • Projeto de lei n.º 1.120/2007 - http://www.camara.gov.br/sileg/integras/461698.pdf
    Dispõe sobre o processo de disseminação da produção técnico-científica pelas instituições de ensino superior no Brasil. Resultados de pesquisas financiadas com recursos públicos devem ter acesso livre na Internet.
  • 9. FONTES DE PESQUISA NACIONAIS
    • Hélio Kuramoto, professor, do Ibict http://kuramoto.blog.br
    • Rodrigo Rollemberg, deputado federal http://www.rollemberg.com.br
    • Movimento Acesso Aberto no Brasil http://www.acessoaberto.org
    • Ibict http://www.ibict.br
    • Ministério da Ciência e Tecnologia http://www.mct.gov.br/index.php/content/view/300049.html
    • Oasis.br http://oasis.br (portal brasileiro de repositórios e periódicos de acesso livre)
  • 10. FONTES DE PESQUISA INTERNACIONAIS
    • Peter Suber – um dos mais ativos defensores do acesso livre no mundo http://oad.simmons.edu/oadwiki/ Timeline
    •  
    • Stevan Harnad, autor e professor, mantém o blog Open Access Archivangelism http://www.eprints.org/openaccess
    •  
    • DOAJ - Directory of Open Access Journals http://www.doaj.org (Até 8/9/09, 4.345 revistas científicas incluídas. Destas, 1.649 podem ser pesquisadas até o nível do artigo. Tem 312.426 artigos incluídos.)
    •  
    • ROAR - Registry of Open Access Repositories http://roar.eprints.org/index.php (Ex. Arca - Repositório Institucional Icict/Fiocruz está lá. São 70 brasileiros de um total de 1447.)
    •  
    • Eprints http://www.eprints.org (plataforma de construção de repositórios institucionais digitais)
    •  
    • OAI http://www.openarchives.org (Iniciativa que desenvolve e promove padrões de interoperabilidade que objetivam facilitar a eficiente disseminação de conteúdo. Ex. SEER)