Elinanda kellisson fabricio
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Elinanda kellisson fabricio

on

  • 476 views

 

Statistics

Views

Total Views
476
Views on SlideShare
473
Embed Views
3

Actions

Likes
0
Downloads
0
Comments
0

2 Embeds 3

http://leituraslides7b2010.blogspot.com.br 2
http://leituraslides7b2010.blogspot.com 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Elinanda kellisson fabricio Elinanda kellisson fabricio Presentation Transcript

  • O Monstro Do Lago
      • Editor: José Delazeri
      • Texto:Paulo Fernandes
      • Alunos: Elinanda,Kellisson, Fabricio e Wérica
      • Charles está sempre vestido como um soldado real, e vive como um soldado real, pois ajuda, protege e decide quando tem que decidir.
      • Apesar de pequeno é muito respeitado ali nas margens do rio Tâmisa, onde passa horas olhando a água correr, mas algo como aquele olho brilhante, jamais tinha visto.
      • Piscou os olhos e lá aparesceu uma coisa de cabeça comprida, que assim que viu, escondeu-se depressa.
      • Aquela rápida visão lembrou Charles que já havia visto algo semelhante, mas não podia lembrar-se do que e de onde.
      • Quando olhou de novo, aquele ser vivente ergueu-se e veio acomodar-se bem próximo à margem .
      • Charles, vendo que ele era simpático e tinha uma expressão tranquila, apoximou-se e pergunto:
      • _De onde você veio?
      • _Não sei exatamente, só sei que quando eu percebi que existia, estava num barco e depois fiquei por aqui, mas não encontrei ninguém como eu.
      • Charles tentava lembrar, mas não conseguindo, foi embora.
      • No porão de sua casa, vendo um jornal velho, charles ficou muito surpreso quando leu uma determinada noticia, e logo depois procurou um mapa de seu pais e começou a estuá-lo minuciosamente.
      • No dia seguinte, foi até o rio procurar pelo bichinho.
      • _Quer viajar comigo, conhecer outros lugares?
      • _Eu gostaria, mas tenho medo. As pessoas me maltratam, elas me atiram coisas. Você é bom, me trata com respeito, eu confio em você,mas...
      • _Não tenha medo, a viajem será longa, mas eu cuidarei bem de você. É meu dever, como um futuro soldado real, corrigir um erro que não sei como cometido.
      • Um barco pesqueiro estava de saída, eles entraram sorridente e se esconderam de baixo de uma lona. Viajaram por vários dias, até que Charles, consultando seu mapa de viajem, decidiu que era hora de deixar o barco.
      • Viajaram a pé por muitos caminhos. Charles estava sempre atento em manter bem escondido aquele ser tão diferente e simpatico.
      • Porque se ele fosse econtrado, certamente seria manchete em todos os jornais do mundo,e
      • fatalmente seria magoado pelos seres humanos.
      • Charles sabia que não podia deixar isso acontecer.
      • Um dia, depois de muito viajar, chegaram a um grande e lindo lago. O bichinho exclamou:
      • _Eu já estive aqui antes!
      • Nesse momento, levantou-se das águas um imenso monstro, com a mesma aparéncia do bichinho diferente. Opequeno ser foi em direção ao monstro que o acolheu com um gesto de carinho.
      • O monstro, olhando para Charles,falou:
      • _Obrigado por trazer meu
      • _ Obrigada por trazer meu filhote de volta para mim. Já não aguentava mais de saudades.
      • Charles ficou emocionado .
  • De volta à casa de seu pai, comentou: _Enquanto você esteve fora, tivemos engraçadas notícias sobre aquele monstro do lago da Escócia. Os jornais dizem que em vez de um, agora são dois monstros, veja só que abuso! _E o senhor, o que pensa realmente sobre isso? _Ora, filho essa é uma velha história e todo mundo sabe que não passa de uma lenda.
  • Jamais foi comprovada a existência de monstros. Esses escoceses! _Falou alguma coisa,filho? _Não, papai, eu estava pensando alto!