<ul><li>FORMAÇÃO MCC </li></ul><ul><li>Visite o site : </li></ul><ul><li>www. diaconoalfredo .com. br </li></ul><ul><li>ou...
<ul><li>Décima-Terceira Mensagem </li></ul><ul><li>Tema:  SACRAMENTOS: SINAIS SENSÍVEIS DE UMA PRESENÇA VIVA   </li></ul><...
<ul><li>1- Dar a adequada dimensão dos sacramentos   (Cristo, sacramento de Deus Pai; a comunidade cristã, sacramento de C...
<ul><li>3- Ressaltar o caráter de “sinal” de cada sacramento.  </li></ul><ul><li>4- Não são Ritos Mágicos historicamente a...
<ul><li>1- Não é uma catequese detalhada  (muito longa-abuso aos ouvintes-a cultura iconográfica-visual não auditiva). </l...
<ul><li>3- No Matrimônio é oportuno que o mensageiro se faça acompanhar de um responsável casado  (que possa testemunhar s...
<ul><li>Cristo é Sacramento de Deus Pai e a Igreja é Sacramento de Cristo enquanto serve a comunidade, proporcionando mome...
<ul><li>Ela deve ser querigmática, isto é, de proclamação jubilosa de uma mensagem que apresenta a proclamação da misericó...
<ul><li>Cuidar para não se perder em intermináveis “testemunhos” sobre cada sacramento, esquecendo o embasamento doutrinal...
<ul><li>Máximo de 120 minutos, incluída a visita ao Santíssimo. Se houver possibilidade, um intervalo de 10 minutos, que é...
<ul><li>Deus cria o homem sua imagem e semelhança. </li></ul><ul><li>Homem conhece o pecado e separa-se de Deus. </li></ul...
<ul><li>Para construir o Reino temos que seguir a Cristo e isto fazemos experimentamos a Graça e a presença de Cristo, atr...
<ul><li>Os sacramentos libertam a pessoa do egoísmo e purificam, fortalecem e alimentam a fé dos membros da comunidade. </...
<ul><li>Sinal é aquilo que serve de advertência ou que possibilita conhecer, reconhecer ou prever alguma coisa: sinal de p...
<ul><li>A definição exata de Sacramento é:  &quot;Um sinal visível e eficaz da graça, instituído por Jesus Cristo, para no...
<ul><li>1º Um sinal sensível:  Constitui a parte material do Sacramento. Nos sinais que constituem a parte material de um ...
<ul><li>Esse segundo elemento do Sacramento chamamos de  forma . No Sacramento do Batismo a água é a matéria, as palavras ...
<ul><li>2º Instituído por Jesus Cristo O poder humano não pode ligar a graça interior a um sinal externo. Isso é algo que ...
<ul><li>3º Graça:  Voltando a nossa atenção para o terceiro dos elementos da definição de Sacramento, vemos que seu fim es...
<ul><li>Um Sacramento dá a Graça por si e em si, pelo seu próprio poder. Isto não quer dizer que nossa disposição interior...
Cada Sacramento ocorre numa circunstância da nossa vida:
BATISMO
BATISMO <ul><li>Fundamento Bíblico:  </li></ul><ul><li>Mt 3, 13 - 17 </li></ul><ul><li>Mt 28, 19 - 20 </li></ul><ul><li>Jo...
BATISMO <ul><li>Matéria:  água verdadeira e abençoada (fora do caso de necessidade). </li></ul><ul><li>Forma:  As palavras...
BATISMO <ul><li>Deus ao criar o homem, além da vida natural, concedeu-lhe uma vida sobrenatural. A graça sobrenatural ia s...
BATISMO <ul><li>O próprio Deus, na pessoa de Jesus Cristo, ofereceu a reparação infinita pela ingratidão do homem. Jesus i...
BATISMO <ul><li>Para restaurar na alma a graça perdida, Jesus instituiu o Sacramento do  Batismo . Através do Batismo a al...
BATISMO <ul><li>Batizar quer dizer  lavar, mergulhar.  É o ponto de partida da vida de cristão. É o primeiro sacramento qu...
BATISMO <ul><li>O Batismo exige uma nova maneira de viver e colocar em prática o compromisso cristão; </li></ul><ul><li>Pr...
BATISMO <ul><li>Efeitos do Batismo : 1º) Paga a dívida que o homem tem com Deus ao nascer .  Dívida essa contraída pelos n...
<ul><li>3º) Infunde em nós as três virtudes teologais: Fé, esperança e caridade.  Essas virtudes são infundidas em nós em ...
<ul><li>6º) Nos faz cristãos .  Quer dizer, somos de Cristo. Aqui está nossa vocação cristã, tornamo-nos seguidores de Cri...
<ul><li>8º) Imprime caráter de Cristão.  Se depois de batizados pecamos mortalmente, cortamos a nossa união com Deus e o f...
<ul><li>Símbolos da celebração do Batismo Sinal da Cruz:   é traçado no peito e na testa da pessoa, para significar que pe...
<ul><li>Vela acesa:   significa a vinda do Espírito Santo sobre os apóstolos. É sinal da presença do Espírito na vida da p...
RECONCILIAÇÃO -  CONFISSÃO - PENITÊNCIA
<ul><li>Fundamento Bíblico:  </li></ul><ul><li>Mt 16, 18 - 19 </li></ul><ul><li>Jo  20, 23 </li></ul>RECONCILIAÇÃO -  CONF...
RECONCILIAÇÃO -  CONFISSÃO - PENITÊNCIA <ul><li>Matéria: Pecados mortais e ainda os veniais. </li></ul><ul><li>Forma: As p...
<ul><li>Chama-se sacramento da  Conversão , pois realiza-se sacramentalmente o convite de Jesus para o caminho de volta ao...
<ul><li>É também chamado de sacramento da Reconciliação porque dá ao pecador o amor de Deus que reconcilia: &quot;Reconcil...
<ul><li>É no sacramento do perdão que Deus reconhece nossas falhas, nossas limitações, mas reconhece também nossa boa vont...
<ul><li>O próprio Cristo no dia da Ressurreição (Domingo de Páscoa) conferiu aos apóstolos o poder de perdoar os pecados: ...
<ul><li>Requisitos para receber uma boa confissão 1º  Exame de Consciência:  Rezar e pensar nos pecados cometidos. 2º Cont...
<ul><li>Sem o perdão de Jesus vivemos como filhos pródigos (Lc 15, 11-24). Na parábola do filho pródigo encontramos todos ...
EUCARISTIA
<ul><li>Fundamento Bíblico:  </li></ul><ul><li>Jo 6, 22 - 71 </li></ul><ul><li>Mt 26, 26 - 29 </li></ul><ul><li>Mc  14, 22...
EUCARISTIA <ul><li>Matéria: pão de trigo ázimo, e o vinho de uva puro. </li></ul><ul><li>Forma: As palavras com as que Cri...
<ul><li>Ser humano algum consegue sobreviver sem alimentar-se. Jesus sabia disso! Pelo mesmo motivo quis estar presente em...
<ul><li>Como você não consegue observar as proteínas de um alimento terreno revitalizando suas células, também não consegu...
<ul><li>O Batismo é sem dúvida, o sacramento mais necessário;  sem ele, não podemos ir para o céu .   </li></ul><ul><li>No...
<ul><li>Sabemos que cada Sacramento produz o seu efeito ou efeitos próprios. O Batismo nos dá a Graça Santificante. A Conf...
<ul><li>O sacramento da Sagrada Eucaristia foi instituído como alimento espiritual. Visto a Eucaristia ser um alimento esp...
<ul><li>Na Sagrada Eucaristia passa-se espiritualmente algo de parecido, mas com uma grande diferença é o individuo que se...
<ul><li>São João Crisóstomo comenta: &quot;Nós somos aquele mesmo corpo.&quot; Afinal, o que é pão? É o corpo de Cristo. E...
<ul><li>São Tomas de Aquino diz: &quot;Este sacramento é dado sob a forma de comida e de bebida. Por isso, todo efeito que...
<ul><li>A Lumen Gentium diz que a comunhão do corpo e do sangue de Cristo faz com que nos transformemos naquilo que recebe...
<ul><li>Curiosidade:  Corpus Christi é dia santo, dia de celebração do Corpo de Cristo. É costume nesse dia, enfeitar-se a...
CRISMA  OU CONFIRMAÇÃO
<ul><li>Fundamento Bíblico:  </li></ul><ul><li>At 8, 14 - 17 </li></ul><ul><li>At 19, 1 - 7 </li></ul><ul><li>At 2, 1 - 11...
CRISMA  OU CONFIRMAÇÃO <ul><li>Matéria:  o sacramento da Confirmação se administra pela unção com o crisma na testa, que s...
<ul><li>A finalidade dos Sacramentos é para tornarmos um sinal de testemunho de vida; é para identificar-nos cada vez mais...
<ul><li>Por que recebemos o Sacramento da Crisma, chamado também Confirmação? Comumente dizemos que a Crisma nos faz solda...
<ul><li>Qual o sentido do Sacramento da Crisma? Podemos dizer o seguinte: Todos os Sacramentos são Sacramentos de Cristo, ...
<ul><li>Para melhor compreendermos o sentido do Sacramento do Crisma, devemos perguntar-nos qual a função do Espírito Sant...
<ul><li>Essas são duas funções diferentes. Pelo Batismo, o Espírito Santo nos concede a vida e pelo Crisma nos dá os seus ...
<ul><li>No entanto, a nossa primeira vocação é sermos  santos . Como existiu uma Páscoa e um Pentecostes na vida dos Apóst...
<ul><li>Páscoa  = passagem.  </li></ul><ul><li>Batismo  = passagem do pecado, para vida da graça.  </li></ul><ul><li>Pente...
<ul><li>Talvez possamos dizer que o Batismo constitui mais o aspecto estático (somos levados), ao passo que a Crisma expre...
<ul><li>Os sete dons do Espírito Santo São eles: Sabedoria, Entendimento, Conselho, Fortaleza, Ciência, Piedade, Temor de ...
<ul><li>Conselho: É a luz que nos dá o Espírito Santo, para distinguirmos o certo do errado, o verdadeiro do falso, e assi...
<ul><li>Fortaleza:  É o dom da coragem para viver fielmente a fé no dia-a-dia, e até mesmo o martírio, se for preciso. </l...
ORDEM
<ul><li>Fundamento Bíblico:  </li></ul><ul><li>Mt 28, 19 - 20 </li></ul><ul><li>Lc  22, 19 </li></ul><ul><li>Jo  20, 23 </...
ORDEM <ul><li>Matéria: imposição silenciosa das mãos. </li></ul><ul><li>Forma: oração ritual do sacramento. </li></ul><ul>...
<ul><li>Este sacramento dá ao bispo, sacerdote e diácono:  viver a missão de Cristo; </li></ul><ul><li>Anuncia o Reino; ho...
<ul><li>Empresta a Cristo sua voz, seu coração, suas mãos, seus pés, ...;  </li></ul><ul><li>Responde a uma vocação; </li>...
MATRIMÔNIO
<ul><li>Fundamento Bíblico:  </li></ul><ul><li>Gn  2, 18 </li></ul><ul><li>Mt 19, 4 </li></ul><ul><li>Ef  5, 21 - 31 </li>...
MATRIMÔNIO <ul><li>Matéria: é o Sim quanto doação total ao outro. </li></ul><ul><li>Forma: é o Sim quanto aceitação do out...
<ul><li>O matrimônio é um sacramento que estabelece uma santa e indissolúvel união entre um homem e uma mulher e lhes dá a...
<ul><li>Esse sacramento foi instituído pelo próprio Deus no início da criação quando deu a Adão uma companheira - Eva - pa...
<ul><li>O dom do sacramento é ao mesmo tempo vocação e dever dos esposos cristãos, para que permaneçam fiéis um ao outro p...
<ul><li>Os esposos cristão são chamados a dar testemunho e Cristo em seu amor mútuo. A isso nos comprometemos mediante o s...
<ul><li>O sacramento do matrimônio que retoma e especifica a graça santificante do Batismo, é a fonte própria e o meio nat...
<ul><li>O dom de Jesus Cristo não se esgota na celebração do matrimônio, mas acompanha os cônjuges ao longo de toda existê...
UNÇÃO DOS ENFERMOS
<ul><li>Fundamento Bíblico:  </li></ul><ul><li>Mc  6,13 </li></ul><ul><li>Tg  5, 13 - 15 </li></ul>UNÇÃO DOS ENFERMOS
UNÇÃO DOS ENFERMOS <ul><li>Matéria:  Azeite consagrado pelo Bispo ou pelo sacerdote em caso de necessidade. </li></ul><ul>...
<ul><li>Pelos sacramentos da iniciação cristã, o homem recebe a vida nova em Cristo. Ora, esta vida nos trazemos &quot;vas...
<ul><li>O Senhor Jesus Cristo, médico de nossa alma e de nosso corpo, que remiu os pecados do paralítico e restitui-lhe a ...
<ul><li>O Sacramento da Reconciliação cristã que mediante a oração e a unção com óleo santo feita pelo sacerdote, concede ...
<ul><li>Quem pode receber a Unção dos Enfermos? Todos os que estão gravemente doentes. As pessoas que tem mais de 60 anos....
<ul><li>Os sinais sensíveis da Unção dos Enfermos, oração-unçao, produção de graça, instituição divina, são ministrados pe...
<ul><li>13. Da Galiléia foi Jesus ao Jordão ter com João, a fim de ser batizado por ele.  </li></ul><ul><li>14. João recus...
<ul><li>19 .Ide, pois, e ensinai a todas as nações; batizai-as em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.  </li></ul><u...
<ul><li>1 .Havia um homem entre os fariseus, chamado Nicodemos, príncipe dos judeus.  </li></ul><ul><li>2. Este foi ter co...
<ul><li>36. Continuando o caminho, encontraram água. Disse então o eunuco: Eis aí a água. Que impede que eu seja batizado?...
<ul><li>3. Ou ignorais que todos os que fomos batizados em Jesus Cristo, fomos batizados na sua morte?  </li></ul><ul><li>...
<ul><li>26. porque todos sois filhos de Deus pela fé em Jesus Cristo.  </li></ul><ul><li>27. Todos vós que fostes batizado...
<ul><li>23. Àqueles a quem perdoardes os pecados, ser-lhes-ão perdoados; àqueles a quem os retiverdes, ser-lhes-ão retidos...
<ul><li>26. Durante a refeição, Jesus tomou o pão, benzeu-o, partiu-o e o deu aos discípulos, dizendo: Tomai e comei, isto...
<ul><li>22. Durante a refeição, Jesus tomou o pão e, depois de o benzer, partiu-o e deu-lho, dizendo: Tomai, isto é o meu ...
<ul><li>19. Tomou em seguida o pão e depois de ter dado graças, partiu-o e deu-lho, dizendo: Isto é o meu corpo, que é dad...
<ul><li>23. Eu recebi do Senhor o que vos transmiti: que o Senhor Jesus, na noite em que foi traído, tomou o pão  </li></u...
<ul><li>14. Os apóstolos que se achavam em Jerusalém, tendo ouvido que a Samaria recebera a palavra de Deus, enviaram-lhe ...
<ul><li>1. Enquanto Apolo estava em Corinto, Paulo atravessou as províncias superiores e chegou a Éfeso, onde achou alguns...
<ul><li>1. Chegando o dia de Pentecostes, estavam todos reunidos no mesmo lugar.  </li></ul><ul><li>2. De repente, veio do...
<ul><li>19 .Ide, pois, e ensinai a todas as nações; batizai-as em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.  </li></ul><u...
<ul><li>19. Tomou em seguida o pão e depois de ter dado graças, partiu-o e deu-lho, dizendo: Isto é o meu corpo, que é dad...
<ul><li>23. Àqueles a quem perdoardes os pecados, ser-lhes-ão perdoados; àqueles a quem os retiverdes, ser-lhes-ão retidos...
<ul><li>14. Temos, portanto, um grande Sumo Sacerdote que penetrou nos céus, Jesus, Filho de Deus. Conservemos firme a nos...
<ul><li>1. Filhos, obedecei a vossos pais segundo o Senhor; porque isto é justo.  </li></ul><ul><li>2. O primeiro mandamen...
<ul><li>18. Mulheres, sede submissas a vossos maridos, porque assim convém, no Senhor.  </li></ul><ul><li>19. Maridos, ama...
<ul><li>1. Agora, a respeito das coisas que me escrevestes. Penso que seria bom ao homem não tocar mulher alguma.  </li></...
<ul><li>21. Sujeitai-vos uns aos outros no temor de Cristo.  </li></ul><ul><li>22.As mulheres sejam submissas a seus marid...
<ul><li>4. Respondeu-lhes Jesus: Não lestes que o Criador, no começo, fez o homem e a mulher e disse:  </li></ul>Mt 19, 4 ...
<ul><li>18. O Senhor Deus disse: “Não é bom que o homem esteja só; vou dar-lhe uma ajuda que lhe seja adequada.”  </li></u...
<ul><li>13. Expeliam numerosos demônios, ungiam com óleo a muitos enfermos e os curavam.  </li></ul>Mc 6, 13  voltar      
<ul><li>13. Alguém entre vós está triste? Reze! Está alegre? Cante.  </li></ul><ul><li>14. Está alguém enfermo? Chame os s...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Sacrametos sinais visiveis

1,797

Published on

Published in: Education
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
1,797
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
67
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Sacrametos sinais visiveis"

  1. 1. <ul><li>FORMAÇÃO MCC </li></ul><ul><li>Visite o site : </li></ul><ul><li>www. diaconoalfredo .com. br </li></ul><ul><li>ou </li></ul><ul><li>www.prestservi.com.br/diaconoalfredo/alfredo.htm </li></ul><ul><li>e-mail: diaconoalfredo@gmail.com </li></ul><ul><li>05/04/11 14:12 </li></ul>
  2. 2. <ul><li>Décima-Terceira Mensagem </li></ul><ul><li>Tema: SACRAMENTOS: SINAIS SENSÍVEIS DE UMA PRESENÇA VIVA </li></ul><ul><li>05/04/11 14:12 </li></ul>
  3. 3. <ul><li>1- Dar a adequada dimensão dos sacramentos (Cristo, sacramento de Deus Pai; a comunidade cristã, sacramento de Cristo; o cristão, sacramento da Igreja; os sacramentos, raízes, forças e alimento do cristão e da Igreja). </li></ul><ul><li>2- Mostrar que são encontros vivenciais com Cristo e que coincidem com os acontecimentos fundamentais da vida. </li></ul>OBJETIVO DA MENSAGEM
  4. 4. <ul><li>3- Ressaltar o caráter de “sinal” de cada sacramento. </li></ul><ul><li>4- Não são Ritos Mágicos historicamente acontecidos, mas momentos de transformação que vão acontecendo durante a vida do cristão, inserido numa comunidade. </li></ul>OBJETIVO DA MENSAGEM
  5. 5. <ul><li>1- Não é uma catequese detalhada (muito longa-abuso aos ouvintes-a cultura iconográfica-visual não auditiva). </li></ul><ul><li>2- Devido a falta de conhecimento sobre o assunto, vale a pena uma rápida catequese (alguns devem ser abordados enfaticamente, de maneira especial a Reconciliação e o Matrimônio). </li></ul>IDÉIAS CENTRAIS
  6. 6. <ul><li>3- No Matrimônio é oportuno que o mensageiro se faça acompanhar de um responsável casado (que possa testemunhar sua vivência matrimonial segundo os critérios cristãos). Momento para se tratar sobre família (ótica sacramental). </li></ul><ul><li>4- É bom lembrar que o reinício ou início do processo de conversão, para muitos, está neste momento. </li></ul>IDÉIAS CENTRAIS
  7. 7. <ul><li>Cristo é Sacramento de Deus Pai e a Igreja é Sacramento de Cristo enquanto serve a comunidade, proporcionando momentos especiais de transformação em cada circunstância específica da vida. Os sacramentos são vitais para a vivência de uma autêntica espiritualidade, melhor, são o centro de espiritualidade cristã: alimentam-na, dando-lhe força e motivação. </li></ul>CARISMA E ESPIRITUALIDADE
  8. 8. <ul><li>Ela deve ser querigmática, isto é, de proclamação jubilosa de uma mensagem que apresenta a proclamação da misericórdia do Pai, através dos sacramentos. </li></ul><ul><li>Não se trata de aula sobre os sacramentos, nem exaustiva catequese. </li></ul>ESTILO DA PROCLAMAÇÃO
  9. 9. <ul><li>Cuidar para não se perder em intermináveis “testemunhos” sobre cada sacramento, esquecendo o embasamento doutrinal, tão importante para o esclarecimento de tantas dúvidas do católico de hoje, envolvido por propostas sensíveis, palpáveis de satisfação imediata de seus sonhos, anseios e esperança. </li></ul>TESTEMUNHO - COERÊNCIA E PERTINÊNCIA
  10. 10. <ul><li>Máximo de 120 minutos, incluída a visita ao Santíssimo. Se houver possibilidade, um intervalo de 10 minutos, que é pedagogicamente conveniente e recomendável facilitará a atenção dos cursilhistas. </li></ul>DURAÇÃO
  11. 11. <ul><li>Deus cria o homem sua imagem e semelhança. </li></ul><ul><li>Homem conhece o pecado e separa-se de Deus. </li></ul><ul><li>Como Deus nos ama manda seu Filho Jesus Cristo para nos salvar através do anúncio do seu Reino. </li></ul><ul><li>Jesus Cristo deixa a Igreja e como ele nos conhece e sabia que iríamos nos afastar dele deixa para nós os sacramentos (que estão presentes no momentos importantes de nossa vida. </li></ul>INTRODUÇÃO - Sinais de Amor
  12. 12. <ul><li>Para construir o Reino temos que seguir a Cristo e isto fazemos experimentamos a Graça e a presença de Cristo, através do Espírito Santo. </li></ul><ul><li>Essa comunidade-Igreja é, como Jesus Cristo, está presente na História para ser sinal do Reino (justiça, fraternidade, solidariedade, perdão,...) </li></ul><ul><li>À medida que cada cristão se torna visíveis os sinais do Reino para o mundo, ele se torna de certo modo sacramento, isto é, sinal do Reino, </li></ul>INTRODUÇÃO - Sinais de Amor
  13. 13. <ul><li>Os sacramentos libertam a pessoa do egoísmo e purificam, fortalecem e alimentam a fé dos membros da comunidade. </li></ul><ul><li>Os sacramentos não são só para uso pessoal - (pois não existe cristão sozinho). Ele tem uma dimensão comunitária, pois deles nasce e se alimenta o povo de Deus. </li></ul><ul><li>Sacramentos, sinais sensíveis de uma presença viva é o tema e o título desta mensagem. </li></ul>INTRODUÇÃO - Sinais de Amor
  14. 14. <ul><li>Sinal é aquilo que serve de advertência ou que possibilita conhecer, reconhecer ou prever alguma coisa: sinal de perigo, sinais exteriores de riqueza mau tempo... (pois não existe cristão sozinho). </li></ul>Sinal
  15. 15. <ul><li>A definição exata de Sacramento é: &quot;Um sinal visível e eficaz da graça, instituído por Jesus Cristo, para nossa santificação&quot;. Podemos dividir em três partes: </li></ul><ul><li>1º Um sinal sensível </li></ul><ul><li>2º Instituído por Jesus Cristo </li></ul><ul><li>3º Graça </li></ul>Definição de Sacramento
  16. 16. <ul><li>1º Um sinal sensível: Constitui a parte material do Sacramento. Nos sinais que constituem a parte material de um sacramento, temos três elementos: O primeiro é o objeto material que se utiliza, que denominamos matéria do Sacramento ; por exemplo: água no Batismo, óleo na Crisma. Essa ação em si, não teria significado se não manifestasse algum propósito. Tem que acompanhá-la algumas palavras ou gestos que lhe dêem significado. </li></ul>Definição de Sacramento
  17. 17. <ul><li>Esse segundo elemento do Sacramento chamamos de forma . No Sacramento do Batismo a água é a matéria, as palavras . . . eu te batizo............................................................... . . . é a forma. </li></ul><ul><li>O terceiro elemento é o Ministro - no batismo o Sacerdote ou Diácono ou, extraordinariamente, qualquer pessoa com a intenção de fazer o que faz a Igreja, na confissão, sempre o sacerdote. </li></ul>Definição de Sacramento
  18. 18. <ul><li>2º Instituído por Jesus Cristo O poder humano não pode ligar a graça interior a um sinal externo. Isso é algo que somente Deus pode fazer, e que nos leva a segunda definição de Sacramento: &quot;Instituído por Jesus Cristo&quot;. A Ascensão do Senhor pôs ponto final na instituição dos Sacramentos; e não pode haver nunca nem mais, nem menos que sete Sacramentos, os setes Sacramentos que Jesus nos deu. </li></ul>Definição de Sacramento
  19. 19. <ul><li>3º Graça: Voltando a nossa atenção para o terceiro dos elementos da definição de Sacramento, vemos que seu fim essencial é dar a Graça santificante. </li></ul><ul><li>Graça é um dom sobrenatural e interior de Deus, concedido para nossa própria salvação. É a estreita união; é a sintonia com Deus. </li></ul>Definição de Sacramento
  20. 20. <ul><li>Um Sacramento dá a Graça por si e em si, pelo seu próprio poder. Isto não quer dizer que nossa disposição interior não faça diferença. As nossas disposições interiores, no entanto afetam a quantidade de graça que recebemos. Quanto mais viva a nossa fé, tanto maior será a graça recebida. As nossas disposições não causam a graça, simplesmente removem os obstáculos a sua recepção. As disposições de quem administra o Sacramento não influem no seu efeito. </li></ul>Definição de Sacramento
  21. 21. Cada Sacramento ocorre numa circunstância da nossa vida:
  22. 22. BATISMO
  23. 23. BATISMO <ul><li>Fundamento Bíblico: </li></ul><ul><li>Mt 3, 13 - 17 </li></ul><ul><li>Mt 28, 19 - 20 </li></ul><ul><li>Jo 3, 1 - 8 </li></ul><ul><li>At 8, 36 - 39 </li></ul><ul><li>Rm 6, 3 - 11 </li></ul><ul><li>Gl 3, 26 - 27 </li></ul>
  24. 24. BATISMO <ul><li>Matéria: água verdadeira e abençoada (fora do caso de necessidade). </li></ul><ul><li>Forma: As palavras, Eu te batizo em Nome do Pai e do Filho e Do Espírito Santo. </li></ul><ul><li>Sujeito: a pessoa (criança ou adulto). </li></ul><ul><li>Ministro: o ordinário é o bispo, o sacerdote e o diácono. </li></ul>
  25. 25. BATISMO <ul><li>Deus ao criar o homem, além da vida natural, concedeu-lhe uma vida sobrenatural. A graça sobrenatural ia ser a herança que todos os homens transmitiram a sua posteridade. Mas o homem rechaçou a Deus cometendo o primeiro pecado, perdendo assim a Graça Santificante e a união com Deus. </li></ul>
  26. 26. BATISMO <ul><li>O próprio Deus, na pessoa de Jesus Cristo, ofereceu a reparação infinita pela ingratidão do homem. Jesus iluminou o abismo que havia entre a divindade e a humanidade. O homem, por si só, não teria força para ligar a humanidade a Deus, somente um ser Divino poderia: Jesus Cristo, o nosso Salvador. </li></ul>
  27. 27. BATISMO <ul><li>Para restaurar na alma a graça perdida, Jesus instituiu o Sacramento do Batismo . Através do Batismo a alma passa a participar da própria vida de Deus e a essa participação chamamos Graça Santificante . </li></ul>
  28. 28. BATISMO <ul><li>Batizar quer dizer lavar, mergulhar. É o ponto de partida da vida de cristão. É o primeiro sacramento que recebemos. É o sinal que nos indica qual é o nosso compromisso. O batismo tem significado para o cristão, na medida em que assume os compromissos que dele derivam . Ao receber o batismo o cristão recebe vida nova. Essa nova vida é o compromisso que ele deve vivenciar na família e na comunidade. Sem uma vivência o batismo de nada valerá. </li></ul>
  29. 29. BATISMO <ul><li>O Batismo exige uma nova maneira de viver e colocar em prática o compromisso cristão; </li></ul><ul><li>Precisamos fazer parte de uma comunidade. Só assim o batismo tem valor; </li></ul><ul><li>O Batismo pede de nós atitudes concretas e coerentes. Todos os Sacramentos produz em nós seus efeitos. </li></ul>
  30. 30. BATISMO <ul><li>Efeitos do Batismo : 1º) Paga a dívida que o homem tem com Deus ao nascer . Dívida essa contraída pelos nossos primeiros pais, através da desobediência para com Deus. 2º) O Batismo nos torna filhos de Deus, irmãos de Jesus Cristos e templos do Espírito Santo. Nós nos tornamos habitação da Santíssima Trindade. &quot;Viremos a ele e nele faremos nossa morada&quot;. </li></ul>
  31. 31. <ul><li>3º) Infunde em nós as três virtudes teologais: Fé, esperança e caridade. Essas virtudes são infundidas em nós em forma de semente. Compete a nós, através da freqüência aos Sacramentos, orações, leitura da Bíblia e boas obras, fazer com que essa semente germine, cresça e dê bons frutos. 4º) Nos faz herdeiros de Deus. Se somos filhos de Deus também somos herdeiros. E a nossa herança é o céu. </li></ul><ul><li>5º)É o princípio. É a porta de entrada para os outros Sacramentos. Sem o batismo não podemos receber nenhum outro Sacramento . </li></ul>
  32. 32. <ul><li>6º) Nos faz cristãos . Quer dizer, somos de Cristo. Aqui está nossa vocação cristã, tornamo-nos seguidores de Cristo. Parecidos com Cristo, pelas nossas obras, pela nossa conduta. 7º) Introduz à Igreja. O Batismo nos incorpora à Igreja, nos faz ser Igreja. Faz de nós membros vivos e comprometidos com a Igreja. A Igreja somo nós. </li></ul>
  33. 33. <ul><li>8º) Imprime caráter de Cristão. Se depois de batizados pecamos mortalmente, cortamos a nossa união com Deus e o fluxo da sua graça; perdemos a graça santificante, mas não o caráter batismal, que transformou a nossa alma para sempre. </li></ul>
  34. 34. <ul><li>Símbolos da celebração do Batismo Sinal da Cruz: é traçado no peito e na testa da pessoa, para significar que pelo batismo, ela participa da morte e ressurreição libertadora de Cristo. Ela vai viver a Boa Nova de Jesus preparando-se para enfrentar a perseguição e o sofrimento que poderão vir. Água: significa purificação e fonte de vida. Ninguém pode viver sem água. </li></ul>
  35. 35. <ul><li>Vela acesa: significa a vinda do Espírito Santo sobre os apóstolos. É sinal da presença do Espírito na vida da pessoa. Óleo: se uma gota de óleo cair na roupa logo se espalha no tecido. O Espírito de Cristo deve penetrar na vida do cristão e fortalecê-lo na luta contra as forças do mal. Como o óleo penetra na pele da criança, assim Cristo penetra na vida da pessoa. </li></ul><ul><li>Veste Branca: símbolo de que o cristão foi revestido de Cristo. Veste de graça. </li></ul>
  36. 36. RECONCILIAÇÃO - CONFISSÃO - PENITÊNCIA
  37. 37. <ul><li>Fundamento Bíblico: </li></ul><ul><li>Mt 16, 18 - 19 </li></ul><ul><li>Jo 20, 23 </li></ul>RECONCILIAÇÃO - CONFISSÃO - PENITÊNCIA
  38. 38. RECONCILIAÇÃO - CONFISSÃO - PENITÊNCIA <ul><li>Matéria: Pecados mortais e ainda os veniais. </li></ul><ul><li>Forma: As palavras, &quot;eu te absolvo em nome do Pai do Filho e do Espírito Santo&quot; Jo 20, 22 - 23. </li></ul><ul><li>Ministro: O presbítero ou seja o sacerdote. </li></ul><ul><li>Sujeito: Toda pessoa batizada. </li></ul>
  39. 39. <ul><li>Chama-se sacramento da Conversão , pois realiza-se sacramentalmente o convite de Jesus para o caminho de volta ao Pai, do qual a pessoa se afastou pelo pecado. Chama-se sacramento da Penitência porque consagra um esforço pessoal e eclesial de arrependimento e de satisfação do cristão pecador. Chama-se sacramento da Confissão porque a declaração dos pecados diante do sacerdote Deus concede o perdão e a paz. </li></ul>
  40. 40. <ul><li>É também chamado de sacramento da Reconciliação porque dá ao pecador o amor de Deus que reconcilia: &quot;Reconciliai-vos com Deus&quot; (2Cor 5,20). Quem vive do amor misericordioso de Deus, está pronto a responder ao apelo do Senhor: &quot;Vai primeiro reconciliar-te com teu irmão&quot; (Mt 5,24). </li></ul>
  41. 41. <ul><li>É no sacramento do perdão que Deus reconhece nossas falhas, nossas limitações, mas reconhece também nossa boa vontade. Jesus disse: &quot;Eu detesto o pecado mas amo o pecador&quot;. </li></ul>
  42. 42. <ul><li>O próprio Cristo no dia da Ressurreição (Domingo de Páscoa) conferiu aos apóstolos o poder de perdoar os pecados: &quot;Recebei o Espírito Santo, aqueles a quem perdoardes os pecados ser-lhes-ão perdoados; e aqueles aos quais não perdoardes ser-lhes-ão retidos&quot; (Jo 20, 21-23). Devemos contar todos os nossos pecados ao padre para receber o perdão, pois com isso nos restituiu a vida na graça e nos dá novo vigor para não mais pecar. </li></ul>
  43. 43. <ul><li>Requisitos para receber uma boa confissão 1º Exame de Consciência: Rezar e pensar nos pecados cometidos. 2º Contrição ou arrpendimento: Tristeza dos nossos erros e de nossa falta de amor a Deus. 3º Propósito: Evitar o pecado e servir a Deus com mais amor. 4º Confissão: Acusação clara e objetiva dos pecados ou falhas cometidas. 5º Penitência: Nos é dada pelo sarcedote para demonstrarmos nosso arrependimento e a firmeza de nosso propósito de não mais pecar e de reparar as falhas cometidas. </li></ul>
  44. 44. <ul><li>Sem o perdão de Jesus vivemos como filhos pródigos (Lc 15, 11-24). Na parábola do filho pródigo encontramos todos estes requisitos: fazer o exame de consciência, admitir o erro, ter o propósito de voltar para o Pai, confessar e admitir-se pecador diante do Pai e proferir a sua penitência. &quot;Não sou mais digno de ser chamado seu filho&quot;. Santa Terezinha do Menino Jesus dizia: &quot;Os nosso pecados por mais feios e numerosos que sejam, desaparecem diante da bondade de Deus, como uma gotinha de água no oceano imenso.&quot; O Pai do céu nos ama tanto que nos quer sempre perto dele. </li></ul>
  45. 45. EUCARISTIA
  46. 46. <ul><li>Fundamento Bíblico: </li></ul><ul><li>Jo 6, 22 - 71 </li></ul><ul><li>Mt 26, 26 - 29 </li></ul><ul><li>Mc 14, 22 - 25 </li></ul><ul><li>Lc 22, 19 - 20 </li></ul><ul><li>1Cor 11, 23 -25 </li></ul>EUCARISTIA
  47. 47. EUCARISTIA <ul><li>Matéria: pão de trigo ázimo, e o vinho de uva puro. </li></ul><ul><li>Forma: As palavras com as que Cristo na Última Ceia entregou seu corpo e seu sangue aos apóstolos, tal como se conservaram no Cânon da Missa. Mt 26,26. </li></ul><ul><li>Ministro: O sacerdote </li></ul><ul><li>Sujeito: Toda pessoa batizada e em estado de graça. </li></ul>
  48. 48. <ul><li>Ser humano algum consegue sobreviver sem alimentar-se. Jesus sabia disso! Pelo mesmo motivo quis estar presente em nosso meio na forma de comida: pão e vinho. Assim como na vida terrena, em nossa caminhada espiritual necessitamos nos alimentar. Não apenas da Palavra, como querem alguns irmãos, mas sobretudo do próprio Corpo do Senhor Ressuscitado. </li></ul>
  49. 49. <ul><li>Como você não consegue observar as proteínas de um alimento terreno revitalizando suas células, também não consegue observar materialmente a graça refazendo sua alma. Mas ela está ali, silenciosa, porém operante. Na Eucaristia, Deus nos renova a identidade divina, a vocação à santidade. Quando dizemos que a Sagrada Eucaristia é o maior dos sacramentos, afirmamos algo evidente. </li></ul>
  50. 50. <ul><li>O Batismo é sem dúvida, o sacramento mais necessário; sem ele, não podemos ir para o céu . </li></ul><ul><li>No entanto, apesar das maravilhas que o Batismo e os outros sacramentos produzem na alma, não são senão instrumentos de que Deus se serve para nos dar a sua graça, mas na Sagrada Eucaristia não temos apenas um instrumento que nos comunica as graças divina, é nos dada o próprio autor da graça. Jesus Cristo, real e verdadeiramente presente. &quot;Quem come a minha carne e bebe o meu sangue, tem a vida em mim e Eu nele&quot;. </li></ul>
  51. 51. <ul><li>Sabemos que cada Sacramento produz o seu efeito ou efeitos próprios. O Batismo nos dá a Graça Santificante. A Confirmação fortalece a nossa fé tornando-nos adultos espiritualmente. A Sagrada Eucaristia é um sacramento cujo fim especial é aumentar a Graça Santificante, repetida e freqüentemente por meio da união pessoal com o próprio Autor da Graça . </li></ul>
  52. 52. <ul><li>O sacramento da Sagrada Eucaristia foi instituído como alimento espiritual. Visto a Eucaristia ser um alimento espiritual, é de se supor que ela cause os mesmos efeitos de um alimento material em relação ao corpo. E assim é: nutre, faz crescer, restaura as forças, deleita-nos. O primeiro é o mais importante dos efeitos do alimento material é tornar-se uma só coisa com quem o come; transforma-se na substância da pessoa que o ingere e torna-se parte dela. </li></ul>
  53. 53. <ul><li>Na Sagrada Eucaristia passa-se espiritualmente algo de parecido, mas com uma grande diferença é o individuo que se une ao alimento. A comunhão do corpo e do sangue de Cristo faz com que nos transformemos naquilo que recebemos. Sempre que duas coisas se unem, de modo que uma delas se deve transformar num todo, então aquilo que é mais forte transforma em si o mais fraco. </li></ul>
  54. 54. <ul><li>São João Crisóstomo comenta: &quot;Nós somos aquele mesmo corpo.&quot; Afinal, o que é pão? É o corpo de Cristo. E o que acontece com aqueles que comungam? Tornam-se corpo de Cristo; não muitos corpos, mas um só corpo. A Eucaristia é um alimento. E como alimento é tomado diariamente e visa conservar e intensificar a vida. </li></ul>
  55. 55. <ul><li>São Tomas de Aquino diz: &quot;Este sacramento é dado sob a forma de comida e de bebida. Por isso, todo efeito que produzido pela comida e pela bebida material quanto a vida corporal, tudo isso é operado por este sacramento com relação à vida espiritual.&quot; E mais: &quot;Assim como o alimento corporal é necessário para a vida, de modo que sem ele não se pode viver, da mesma forma o alimento espiritual é necessário para a vida espiritual, de tal modo que sem este a vida espiritual não pode ser mantida.&quot; </li></ul>
  56. 56. <ul><li>A Lumen Gentium diz que a comunhão do corpo e do sangue de Cristo faz com que nos transformemos naquilo que recebemos. </li></ul><ul><li>Efeitos: Ao unirmos a Cristo, unimo-nos também a todos os que estão em Cristo, ao outros membros do seu Corpo Místico. A união com Cristo é o laço de caridade que nos faz uma só coisa com o próximo. Devemos medir a eficácia das nossas comunhões pela melhora do nosso modo de ser e agir. </li></ul>
  57. 57. <ul><li>Curiosidade: Corpus Christi é dia santo, dia de celebração do Corpo de Cristo. É costume nesse dia, enfeitar-se as ruas de algumas cidades, em honra do Rei Divino que passará na forma de Pão Eucarístico Além de uma prova de carinho, é uma demonstração pública de fé. </li></ul>
  58. 58. CRISMA OU CONFIRMAÇÃO
  59. 59. <ul><li>Fundamento Bíblico: </li></ul><ul><li>At 8, 14 - 17 </li></ul><ul><li>At 19, 1 - 7 </li></ul><ul><li>At 2, 1 - 11 </li></ul>CRISMA OU CONFIRMAÇÃO
  60. 60. CRISMA OU CONFIRMAÇÃO <ul><li>Matéria: o sacramento da Confirmação se administra pela unção com o crisma na testa, que se faz com a imposição das mãos. </li></ul><ul><li>Forma: &quot; Recebe por este sinal o dom do Espírito Santo&quot; </li></ul><ul><li>Ministro: O Bispo é ministro ordinário, também o presbítero dotado de faculdade pelo direito comum ou com a permissão do bispo. </li></ul><ul><li>Sujeito: Cristão batizado em graça antes de recebê-lo. &quot;Então lhes impunham as mãos e recebiam o Espírito Santo&quot; At 8,17 </li></ul>
  61. 61. <ul><li>A finalidade dos Sacramentos é para tornarmos um sinal de testemunho de vida; é para identificar-nos cada vez mais com Cristo. Não é para só sentirmos bem, pagar ou cumprir promessa. </li></ul>
  62. 62. <ul><li>Por que recebemos o Sacramento da Crisma, chamado também Confirmação? Comumente dizemos que a Crisma nos faz soldados de Cristo, que confirma o Batismo, Sacramento adulto que dá responsabilidade. Uma só coisa a Igreja nos garante sobre este Sacramento. A crisma nos concede com plenitude o Espírito Santo. </li></ul>
  63. 63. <ul><li>Qual o sentido do Sacramento da Crisma? Podemos dizer o seguinte: Todos os Sacramentos são Sacramentos de Cristo, mas um deles, a Eucaristia, é por excelência o Sacramento de Cristo. Assim, todos os Sacramentos são do Espírito Santo, mas um deles, a Crisma ou Confirmação, é por excelência o Sacramento do Espírito Santo. </li></ul>
  64. 64. <ul><li>Para melhor compreendermos o sentido do Sacramento do Crisma, devemos perguntar-nos qual a função do Espírito Santo na Economia da salvação (plano de Deus) manifestada na História da Salvação. Olhando para a Bílbia, descobrimos que o Espírito Santo tem uma dupla função: 1) O de dar a vida. 2) E a função de levar a vida até sua perfeição. </li></ul>
  65. 65. <ul><li>Essas são duas funções diferentes. Pelo Batismo, o Espírito Santo nos concede a vida e pelo Crisma nos dá os seus dons para chegarmos a perfeição. A Confirmação nos dá, pois, o Espírito Santo para levarmos até a perfeição o que recebemos no Batismo. Chegar a perfeição, segundo a vontade do Pai. &quot;Sede Santos, como vosso Pai do céu é Santo.&quot; </li></ul>
  66. 66. <ul><li>No entanto, a nossa primeira vocação é sermos santos . Como existiu uma Páscoa e um Pentecostes na vida dos Apóstolos e dos discípulos de Cristo, há também uma Páscoa e um Pentecostes na vida da Igreja e de cada um dos seus membros. Tudo quanto podemos dizer da Páscoa poderemos dizer também do Batismo; e tudo quanto podemos dizer dizer de Pentecostes, poderemos atribuir à Crisma. </li></ul>
  67. 67. <ul><li>Páscoa = passagem. </li></ul><ul><li>Batismo = passagem do pecado, para vida da graça. </li></ul><ul><li>Pentecostes = mudança de atitude. </li></ul><ul><li>Crisma = mudança, onde tornamos adultos na fé, comprometidos com a Igreja. </li></ul>
  68. 68. <ul><li>Talvez possamos dizer que o Batismo constitui mais o aspecto estático (somos levados), ao passo que a Crisma expressa mais o aspecto dinâmico, evolutivo da vida cristã. Uma coisa é ser cristão simplesmente, outra coisa é chegar à plenitude da santidade; é evoluir, é tomar novo impulso, crescer constantemente na vida iniciada no Batismo. É a contínua busca da santidade. Não podemos permanecer semente, é preciso que a semente germine, cresça e dê frutos em abundância. At 8, 14-19 </li></ul>
  69. 69. <ul><li>Os sete dons do Espírito Santo São eles: Sabedoria, Entendimento, Conselho, Fortaleza, Ciência, Piedade, Temor de Deus. Forma minemonica: </li></ul><ul><li>Sabedoria: Não a sabedoria do mundo, mas aquela que nos faz reconhecer e buscar a verdade, que é o próprio Deus: fonte da sabedoria. Verdade que encontramos na Bíblia. </li></ul><ul><li>Entendimento: É o dom que nos faz aceitar as verdades reveladas por Deus. </li></ul>
  70. 70. <ul><li>Conselho: É a luz que nos dá o Espírito Santo, para distinguirmos o certo do errado, o verdadeiro do falso, e assim orientarmos acerdatamente a nossa vida, e a de quem pede um conselho. </li></ul><ul><li>Ciência: Não é a ciência do mundo, mas a ciência de Deus. A verdade que é vida. por esse dom o Espírito Santo nos indica o caminho a seguir na realização da nossa vocação. </li></ul>
  71. 71. <ul><li>Fortaleza: É o dom da coragem para viver fielmente a fé no dia-a-dia, e até mesmo o martírio, se for preciso. </li></ul><ul><li>Piedade: É o dom pelo qual o Espírito Santo nos dá o gosto de amar e servir a Deus com alegria. Nesse dom nos é dado o sabor das coisas de Deus. </li></ul><ul><li>Temor de Deus: Temor aqui não significa &quot;ter medo de Deus&quot;, mas um amor tão grande, que queima o coração de Respeito por Deus. Não é um pavor pela justiça divina, mas o receio de ofender ou desagradar a Deus. </li></ul>
  72. 72. ORDEM
  73. 73. <ul><li>Fundamento Bíblico: </li></ul><ul><li>Mt 28, 19 - 20 </li></ul><ul><li>Lc 22, 19 </li></ul><ul><li>Jo 20, 23 </li></ul><ul><li>Hb 4, 14 - 16 </li></ul>ORDEM
  74. 74. ORDEM <ul><li>Matéria: imposição silenciosa das mãos. </li></ul><ul><li>Forma: oração ritual do sacramento. </li></ul><ul><li>Ministro: o Bispo. </li></ul><ul><li>Sujeito: o varão batizado que a juízo do próprio Bispo superior reúna as qualidades requeridas e não tenha nenhum impedimento </li></ul>
  75. 75. <ul><li>Este sacramento dá ao bispo, sacerdote e diácono: viver a missão de Cristo; </li></ul><ul><li>Anuncia o Reino; homem da Palavra: Profeta; </li></ul><ul><li>Perpetua o sacerdócio ministerial de Jesus, homem da participação no serviço à comunidade: Servidor; </li></ul><ul><li>Consagra o Corpo e o Sangue de Cristo, e o mundo a Cristo: Sacerdote; </li></ul><ul><li>Santifica a comunidade eclesial: homem da articulação das forças e coordenador da Comunidade. </li></ul>
  76. 76. <ul><li>Empresta a Cristo sua voz, seu coração, suas mãos, seus pés, ...; </li></ul><ul><li>Responde a uma vocação; </li></ul><ul><li>Tem limitações como qualquer pessoa;A </li></ul><ul><li>Deve ser algo de nossa amizade e de nossas orações. </li></ul><ul><li>O Sacerdote opta pelo celibato para poder mais livremente servir à comunidade. </li></ul>
  77. 77. MATRIMÔNIO
  78. 78. <ul><li>Fundamento Bíblico: </li></ul><ul><li>Gn 2, 18 </li></ul><ul><li>Mt 19, 4 </li></ul><ul><li>Ef 5, 21 - 31 </li></ul><ul><li>1Cor 7, 1 - 7 </li></ul><ul><li>Cl 3, 18 - 20 </li></ul><ul><li>Ef 6, 1 - 4 </li></ul>MATRIMÔNIO
  79. 79. MATRIMÔNIO <ul><li>Matéria: é o Sim quanto doação total ao outro. </li></ul><ul><li>Forma: é o Sim quanto aceitação do outro cônjuge. </li></ul><ul><li>Ministros: são os mesmos contraentes. </li></ul><ul><li>Sujeitos: o homem e a mulher batizados que cumpram com as condições para a validez do sacramento e que não sejam impedidos pelo prescrito pelo Direito Canônico. </li></ul>
  80. 80. <ul><li>O matrimônio é um sacramento que estabelece uma santa e indissolúvel união entre um homem e uma mulher e lhes dá a graça de se amarem, procriarem e educarem seus filhos: &quot;...cada homem tenha sua mulher e cada mulher seu marido. Que o marido cumpra seu dever em relação a mulher e igualmente a mulher em relação ao marido. A mulher não dispõe de seu corpo, mas sim o marido. Igualmente o marido não dispõe de seu corpo, mas sim a mulher. Não se recusem um ao outro...&quot; (1Cor 7, 2-5) </li></ul>
  81. 81. <ul><li>Esse sacramento foi instituído pelo próprio Deus no início da criação quando deu a Adão uma companheira - Eva - para que vivessem juntos, numa só carne, em amor fiel e indissolúvel. Quando um homem e uma mulher procuram o matrimônio cristão é porque Deus os chama para mudar o significado do amor que um sente pelo outro, para submergir o amor humano no mistério do amor de Deus. </li></ul>
  82. 82. <ul><li>O dom do sacramento é ao mesmo tempo vocação e dever dos esposos cristãos, para que permaneçam fiéis um ao outro para sempre, para além de todas as provas e dificuldades, em generosa obediência, a santa vontade de Deus: &quot;o que Deus uniu, não separe o homem&quot;. </li></ul>
  83. 83. <ul><li>Os esposos cristão são chamados a dar testemunho e Cristo em seu amor mútuo. A isso nos comprometemos mediante o sacramento do matrimônio, a presentear-nos um ao outro não só a luz e o calor do próprio amor, mas tornar isto um sinal de reflexo vivo desse sol de amor que é Cristo. Este compromisso tão audaz se apóia em outro que contrai o próprio Senhor: através do sacramento que Ele nos oferece como ajuda à força de seu próprio amor. </li></ul>
  84. 84. <ul><li>O sacramento do matrimônio que retoma e especifica a graça santificante do Batismo, é a fonte própria e o meio natural de santificação para os cônjuges. Em virtude da morte e ressurreição de Cristo, dentro do qual se insere novamente o matrimônio cristão, o amor conjugal é purificado e santificado: &quot;O Senhor dignou-se sanar, aperfeiçoar e elevar este amor com um dom especial de graça e caridade&quot;. </li></ul>
  85. 85. <ul><li>O dom de Jesus Cristo não se esgota na celebração do matrimônio, mas acompanha os cônjuges ao longo de toda existência. Para refletir Indissolubilidade do Matrimônio - Mt 19, 3-9 / Mc 10, 1-12 Cristo não aprova o divórcio - Lc 16,18 / Rm 7, 2-3 Deveres recíprocos dos esposos - Ef 5, 21-33 </li></ul>
  86. 86. UNÇÃO DOS ENFERMOS
  87. 87. <ul><li>Fundamento Bíblico: </li></ul><ul><li>Mc 6,13 </li></ul><ul><li>Tg 5, 13 - 15 </li></ul>UNÇÃO DOS ENFERMOS
  88. 88. UNÇÃO DOS ENFERMOS <ul><li>Matéria: Azeite consagrado pelo Bispo ou pelo sacerdote em caso de necessidade. </li></ul><ul><li>Forma: As palavras da oração que acompanha a unção: &quot;Por esta santa Unção e por sua bondosa misericórdia te ajude o Senhor com a graça do Espírito conceda a salvação e te conforte em tua doença. Amém. Tg 5, 13-15. </li></ul><ul><li>Ministro: Todo sacerdote. </li></ul><ul><li>Sujeito: O cristão enfermo que reúna as condições prescritas pelo código de direito canônico. </li></ul>
  89. 89. <ul><li>Pelos sacramentos da iniciação cristã, o homem recebe a vida nova em Cristo. Ora, esta vida nos trazemos &quot;vasos de argila&quot; (2Cor 4,7). Agora, ela se encontra &quot;escondida com Cristo em Deus&quot;, estamos ainda em &quot;nossa morada terrestre&quot; (2Cor 5,1) sujeitos ao sofrimento, à doença e à morte. Esta nova vida de filhos de Deus pode se tornar debilitada e até perdia pelo pecado </li></ul>
  90. 90. <ul><li>O Senhor Jesus Cristo, médico de nossa alma e de nosso corpo, que remiu os pecados do paralítico e restitui-lhe a saúde do corpo, quis que sua igreja continuasse, na força do Espírito Santo, sua obra de cura e de salvação, também junto de seus próprios membros. É esta a finalidade dos dois sacramentos de cura: o da Penitência e da Unção dos Enfermos. </li></ul>
  91. 91. <ul><li>O Sacramento da Reconciliação cristã que mediante a oração e a unção com óleo santo feita pelo sacerdote, concede ao doente a graça e o alívio espiritual e muitas vezes o conforto corporal, isto é, concede a saúde da alma e do corpo. </li></ul>
  92. 92. <ul><li>Quem pode receber a Unção dos Enfermos? Todos os que estão gravemente doentes. As pessoas que tem mais de 60 anos. Condições para receber a Unção dos Enfermos Estar em estado de graça, isto é, sem pecado; Receber a Unção com fé, esperança, caridade e resignação a vontade de Deus. </li></ul>
  93. 93. <ul><li>Os sinais sensíveis da Unção dos Enfermos, oração-unçao, produção de graça, instituição divina, são ministrados pelo sacerdote, de preferência pelo pároco. A matéria usada para a unção é o óleo de oliveira ou planta que é abençoado na Quinta-feira Santa. No ato da unção o sacerdote profere as seguintes palavras: &quot;Por esta santa unção o Senhor venha em teu auxílio com a graça do Espírito Santo. Deus em sua infinita bondade </li></ul>
  94. 94. <ul><li>13. Da Galiléia foi Jesus ao Jordão ter com João, a fim de ser batizado por ele. </li></ul><ul><li>14. João recusava-se: Eu devo ser batizado por ti e tu vens a mim! </li></ul><ul><li>15. Mas Jesus lhe respondeu: Deixa por agora, pois convém cumpramos a justiça completa. Então João cedeu. </li></ul><ul><li>16. Depois que Jesus foi batizado, saiu logo da água. Eis que os céus se abriram e viu descer sobre ele, em forma de pomba, o Espírito de Deus. </li></ul><ul><li>17. E do céu baixou uma voz: Eis meu Filho muito amado em quem ponho minha afeição. </li></ul>Mt 3, 13 - 17 voltar    
  95. 95. <ul><li>19 .Ide, pois, e ensinai a todas as nações; batizai-as em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. </li></ul><ul><li>20. Ensinai-as a observar tudo o que vos prescrevi. Eis que estou convosco todos os dias, até o fim do mundo. </li></ul>Mt 28, 19 – 20 voltar    
  96. 96. <ul><li>1 .Havia um homem entre os fariseus, chamado Nicodemos, príncipe dos judeus. </li></ul><ul><li>2. Este foi ter com Jesus, de noite, e disse-lhe: Rabi, sabemos que és um Mestre vindo de Deus. Ninguém pode fazer esses milagres que fazes, se Deus não estiver com ele. </li></ul><ul><li>3. Jesus replicou-lhe: Em verdade, em verdade te digo: quem não nascer de novo não poderá ver o Reino de Deus. </li></ul><ul><li>4. Nicodemos perguntou-lhe: Como pode um homem renascer, sendo velho? Porventura pode tornar a entrar no seio de sua mãe e nascer pela segunda vez? </li></ul><ul><li>5. Respondeu Jesus: Em verdade, em verdade te digo: quem não renascer da água e do Espírito não poderá entrar no Reino de Deus. </li></ul><ul><li>6. O que nasceu da carne é carne, e o que nasceu do Espírito é espírito. </li></ul><ul><li>7. Não te maravilhes de que eu te tenha dito: Necessário vos é nascer de novo. </li></ul><ul><li>8. O vento sopra onde quer; ouves-lhe o ruído, mas não sabes de onde vem, nem para onde vai. Assim acontece com aquele que nasceu do Espírito. </li></ul>Jo 3, 1 - 8 voltar    
  97. 97. <ul><li>36. Continuando o caminho, encontraram água. Disse então o eunuco: Eis aí a água. Que impede que eu seja batizado? </li></ul><ul><li>37. [Filipe respondeu: Se crês de todo o coração, podes sê-lo. Eu creio, disse ele, que Jesus Cristo é o Filho de Deus.] </li></ul><ul><li>38. E mandou parar o carro. Ambos desceram à água e Filipe batizou o eunuco. </li></ul><ul><li>39. Mal saíram da água, o Espírito do Senhor arrebatou Filipe dos olhares do eunuco, que, cheio de alegria, continuou o seu caminho. </li></ul>At 8, 36 - 39 voltar    
  98. 98. <ul><li>3. Ou ignorais que todos os que fomos batizados em Jesus Cristo, fomos batizados na sua morte? </li></ul><ul><li>4. Fomos, pois, sepultados com ele na sua morte pelo batismo para que, como Cristo ressurgiu dos mortos pela glória do Pai, assim nós também vivamos uma vida nova. </li></ul><ul><li>5. Se fomos feitos o mesmo ser com ele por uma morte semelhante à sua, sê-lo-emos igualmente por uma comum ressurreição. </li></ul><ul><li>6. Sabemos que o nosso velho homem foi crucificado com ele, para que seja reduzido à impotência o corpo (outrora) subjugado ao pecado, e já não sejamos escravos do pecado. </li></ul><ul><li>7. (Pois quem morreu, libertado está do pecado.) </li></ul><ul><li>8. Ora, se morremos com Cristo, cremos que viveremos também com ele, </li></ul><ul><li>9. pois sabemos que Cristo, tendo ressurgido dos mortos, já não morre, nem a morte terá mais domínio sobre ele. </li></ul><ul><li>10. Morto, ele o foi uma vez por todas pelo pecado; porém, está vivo, continua vivo para Deus! </li></ul><ul><li>11. Portanto, vós também considerai-vos mortos ao pecado, porém vivos para Deus, em Cristo Jesus. </li></ul>Rm 6, 3 - 11 voltar    
  99. 99. <ul><li>26. porque todos sois filhos de Deus pela fé em Jesus Cristo. </li></ul><ul><li>27. Todos vós que fostes batizados em Cristo, vos revestistes de Cristo. </li></ul>Gl 3, 26 - 27 voltar    
  100. 100. <ul><li>23. Àqueles a quem perdoardes os pecados, ser-lhes-ão perdoados; àqueles a quem os retiverdes, ser-lhes-ão retidos. </li></ul>Jo 20, 23 voltar   
  101. 101. <ul><li>26. Durante a refeição, Jesus tomou o pão, benzeu-o, partiu-o e o deu aos discípulos, dizendo: Tomai e comei, isto é meu corpo. </li></ul><ul><li>27. Tomou depois o cálice, rendeu graças e deu-lho, dizendo: Bebei dele todos, </li></ul><ul><li>28. porque isto é meu sangue, o sangue da Nova Aliança, derramado por muitos homens em remissão dos pecados. </li></ul><ul><li>29. Digo-vos: doravante não beberei mais desse fruto da vinha até o dia em que o beberei de novo convosco no Reino de meu Pai. </li></ul>Mt 26, 26 – 29 voltar    
  102. 102. <ul><li>22. Durante a refeição, Jesus tomou o pão e, depois de o benzer, partiu-o e deu-lho, dizendo: Tomai, isto é o meu corpo. </li></ul><ul><li>23. Em seguida, tomou o cálice, deu graças e apresentou-lho, e todos dele beberam. </li></ul><ul><li>24. E disse-lhes: Isto é o meu sangue, o sangue da aliança, que é derramado por muitos. </li></ul><ul><li>25. Em verdade vos digo: já não beberei do fruto da videira, até aquele dia em que o beberei de novo no Reino de Deus. </li></ul>Mc 14, 22 -25 voltar    
  103. 103. <ul><li>19. Tomou em seguida o pão e depois de ter dado graças, partiu-o e deu-lho, dizendo: Isto é o meu corpo, que é dado por vós; fazei isto em memória de mim. </li></ul><ul><li>20. Do mesmo modo tomou também o cálice, depois de cear, dizendo: Este cálice é a Nova Aliança em meu sangue, que é derramado por vós... </li></ul>Lc 22, 19 –20 voltar    
  104. 104. <ul><li>23. Eu recebi do Senhor o que vos transmiti: que o Senhor Jesus, na noite em que foi traído, tomou o pão </li></ul><ul><li>24. e, depois de ter dado graças, partiu-o e disse: Isto é o meu corpo, que é entregue por vós; fazei isto em memória de mim. </li></ul><ul><li>25. Do mesmo modo, depois de haver ceado, tomou também o cálice, dizendo: Este cálice é a Nova Aliança no meu sangue; todas as vezes que o beberdes, fazei-o em memória de mim. </li></ul>1Cor 11, 23 - 25 voltar    
  105. 105. <ul><li>14. Os apóstolos que se achavam em Jerusalém, tendo ouvido que a Samaria recebera a palavra de Deus, enviaram-lhe Pedro e João. </li></ul><ul><li>15. Estes, assim que chegaram, fizeram oração pelos novos fiéis, a fim de receberem o Espírito Santo, </li></ul><ul><li>16. visto que não havia descido ainda sobre nenhum deles, mas tinham sido somente batizados em nome do Senhor Jesus. </li></ul><ul><li>17.Então os dois apóstolos lhes impuseram as mãos e receberam o Espírito Santo. </li></ul>At 8, 14 - 17 voltar    
  106. 106. <ul><li>1. Enquanto Apolo estava em Corinto, Paulo atravessou as províncias superiores e chegou a Éfeso, onde achou alguns discípulos e indagou deles: </li></ul><ul><li>2. Recebestes o Espírito Santo, quando abraçastes a fé? Responderam-lhe: Não, nem sequer ouvimos dizer que há um Espírito Santo! </li></ul><ul><li>3. Então em que batismo fostes batizados?, perguntou Paulo. Disseram: No batismo de João. </li></ul><ul><li>4. Paulo então replicou: João só dava um batismo de penitência, dizendo ao povo que cresse naquele que havia de vir depois dele, isto é, em Jesus. </li></ul><ul><li>5. Ouvindo isso, foram batizados em nome do Senhor Jesus. </li></ul><ul><li>6. E quando Paulo lhes impôs as mãos, o Espírito Santo desceu sobre eles, e falavam em línguas estranhas e profetizavam. </li></ul><ul><li>7. Eram ao todo uns doze homens. </li></ul>At 19, 1 - 7 voltar    
  107. 107. <ul><li>1. Chegando o dia de Pentecostes, estavam todos reunidos no mesmo lugar. </li></ul><ul><li>2. De repente, veio do céu um ruído, como se soprasse um vento impetuoso, e encheu toda a casa onde estavam sentados. </li></ul><ul><li>3. Apareceu-lhes então uma espécie de línguas de fogo que se repartiram e pousaram sobre cada um deles. </li></ul><ul><li>4. Ficaram todos cheios do Espírito Santo e começaram a falar em línguas, conforme o Espírito Santo lhes concedia que falassem. </li></ul><ul><li>5. Achavam-se então em Jerusalém judeus piedosos de todas as nações que há debaixo do céu. </li></ul><ul><li>6.Ouvindo aquele ruído, reuniu-se muita gente e maravilhava-se de que cada um os ouvia falar na sua própria língua. </li></ul><ul><li>7. Profundamente impressionados, manifestavam a sua admiração: Não são, porventura, galileus todos estes que falam? </li></ul><ul><li>8.Como então todos nós os ouvimos falar, cada um em nossa própria língua materna? </li></ul><ul><li>9. Partos, medos, elamitas; os que habitam a Macedônia, a Judéia, a Capadócia, o Ponto, a Ásia, </li></ul><ul><li>10.a Frígia, a Panfília, o Egito e as províncias da Líbia próximas a Cirene; peregrinos romanos, </li></ul><ul><li>11. judeus ou prosélitos, cretenses e árabes; ouvimo-los publicar em nossas línguas as maravilhas de Deus! </li></ul>At 2, 1 – 11 voltar    
  108. 108. <ul><li>19 .Ide, pois, e ensinai a todas as nações; batizai-as em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. </li></ul><ul><li>20. Ensinai-as a observar tudo o que vos prescrevi. Eis que estou convosco todos os dias, até o fim do mundo. </li></ul>Mt 28, 19 – 20 voltar   
  109. 109. <ul><li>19. Tomou em seguida o pão e depois de ter dado graças, partiu-o e deu-lho, dizendo: Isto é o meu corpo, que é dado por vós; fazei isto em memória de mim. </li></ul>Lc 22, 19 voltar   
  110. 110. <ul><li>23. Àqueles a quem perdoardes os pecados, ser-lhes-ão perdoados; àqueles a quem os retiverdes, ser-lhes-ão retidos. </li></ul>Jo 20, 23 voltar   
  111. 111. <ul><li>14. Temos, portanto, um grande Sumo Sacerdote que penetrou nos céus, Jesus, Filho de Deus. Conservemos firme a nossa fé. </li></ul><ul><li>15. Porque não temos nele um pontífice incapaz de compadecer-se das nossas fraquezas. Ao contrário, passou pelas mesmas provações que nós, com exceção do pecado. </li></ul><ul><li>16. Aproximemo-nos, pois, confiadamente do trono da graça, a fim de alcançar misericórdia e achar a graça de um auxílio oportuno. </li></ul>Hb 14, 14 - 16 voltar   
  112. 112. <ul><li>1. Filhos, obedecei a vossos pais segundo o Senhor; porque isto é justo. </li></ul><ul><li>2. O primeiro mandamento acompanhado de uma promessa é: Honra teu pai e tua mãe, </li></ul><ul><li>3. para que sejas feliz e tenhas longa vida sobre a terra (Dt 5,16). </li></ul><ul><li>4. Pais, não exaspereis vossos filhos. Pelo contrário, criai-os na educação e doutrina do Senhor. </li></ul>Ef 6, 1 - 4 voltar    
  113. 113. <ul><li>18. Mulheres, sede submissas a vossos maridos, porque assim convém, no Senhor. </li></ul><ul><li>19. Maridos, amai as vossas mulheres e não as trateis com aspereza. </li></ul><ul><li>20. Filhos, obedecei em tudo a vossos pais, porque isto agrada ao Senhor. </li></ul>Cl 3, 18 – 20 voltar    
  114. 114. <ul><li>1. Agora, a respeito das coisas que me escrevestes. Penso que seria bom ao homem não tocar mulher alguma. </li></ul><ul><li>2.Todavia, considerando o perigo da incontinência, cada um tenha sua mulher, e cada mulher tenha seu marido. </li></ul><ul><li>3. O marido cumpra o seu dever para com a sua esposa e da mesma forma também a esposa o cumpra para com o marido. </li></ul><ul><li>4.A mulher não pode dispor de seu corpo: ele pertence ao seu marido. E da mesma forma o marido não pode dispor do seu corpo: ele pertence à sua esposa. </li></ul><ul><li>5. Não vos recuseis um ao outro, a não ser de comum acordo, por algum tempo, para vos aplicardes à oração; e depois retornai novamente um para o outro, para que não vos tente Satanás por vossa incontinência. </li></ul><ul><li>6.Isto digo como concessão, não como ordem. </li></ul><ul><li>7. Pois quereria que todos fossem como eu; mas cada um tem de Deus um dom particular: uns este, outros aquele. </li></ul>1Cor 7, 1 - 7 voltar    
  115. 115. <ul><li>21. Sujeitai-vos uns aos outros no temor de Cristo. </li></ul><ul><li>22.As mulheres sejam submissas a seus maridos, como ao Senhor, </li></ul><ul><li>23. pois o marido é o chefe da mulher, como Cristo é o chefe da Igreja, seu corpo, da qual ele é o Salvador. </li></ul><ul><li>24.Ora, assim como a Igreja é submissa a Cristo, assim também o sejam em tudo as mulheres a seus maridos. </li></ul><ul><li>25. Maridos, amai as vossas mulheres, como Cristo amou a Igreja e se entregou por ela, </li></ul><ul><li>26.para santificá-la, purificando-a pela água do batismo com a palavra, </li></ul><ul><li>27. para apresentá-la a si mesmo toda gloriosa, sem mácula, sem ruga, sem qualquer outro defeito semelhante, mas santa e irrepreensível. </li></ul><ul><li>28.Assim os maridos devem amar as suas mulheres, como a seu próprio corpo. Quem ama a sua mulher, ama-se a si mesmo. </li></ul><ul><li>29. Certamente, ninguém jamais aborreceu a sua própria carne; ao contrário, cada qual a alimenta e a trata, como Cristo faz à sua Igreja - </li></ul><ul><li>30.porque somos membros de seu corpo. </li></ul><ul><li>31. Por isso, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e os dois constituirão uma só carne (Gn 2,24). </li></ul>Ef 5, 21 - 31 voltar    
  116. 116. <ul><li>4. Respondeu-lhes Jesus: Não lestes que o Criador, no começo, fez o homem e a mulher e disse: </li></ul>Mt 19, 4 voltar    
  117. 117. <ul><li>18. O Senhor Deus disse: “Não é bom que o homem esteja só; vou dar-lhe uma ajuda que lhe seja adequada.” </li></ul>Gn 2, 18 voltar    
  118. 118. <ul><li>13. Expeliam numerosos demônios, ungiam com óleo a muitos enfermos e os curavam. </li></ul>Mc 6, 13 voltar    
  119. 119. <ul><li>13. Alguém entre vós está triste? Reze! Está alegre? Cante. </li></ul><ul><li>14. Está alguém enfermo? Chame os sacerdotes da Igreja, e estes façam oração sobre ele, ungindo-o com óleo em nome do Senhor. </li></ul><ul><li>15. A oração da fé salvará o enfermo e o Senhor o restabelecerá. Se ele cometeu pecados, ser-lhe-ão perdoados. </li></ul>Tg 5, 13 - 15 voltar    
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×