PSI Aula 1 à 3

1,712
-1

Published on

Published in: News & Politics
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
1,712
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
26
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

PSI Aula 1 à 3

  1. 1. Princípios de Sistemas de InformaçãoCurso: TI - UNIPDisciplina: Princípios de Sistemas de InformaçãoProfessor: Shie Yoen Fang1° semestre 2011 1
  2. 2. Informações de Produtividade• Representante da turma – e-mail, telefone e celular. Todos os alunos da classe devem ter essas informações.• Toda comunicação com os professores e a turma ocorrerá através do representante da turma.• O coordenador dos cursos de TI estará conversando com vocês para passar a dinâmica do curso, formas de avaliação, etc.• Todo o material do curso de Princípios de Sistemas de Informação será em PowerPoint e será entregue em arquivo digital para o representante da turma para que este repasse para a turma. Na medida do possível estarei entregando este material com antecedência para que vocês possam imprimir e fazer as anotações da aula nas cópias.• Peço a todos que peguem pelo menos três contatos da turma de tal forma que caso você tenha que ausentar, alguém passe e pegue o material entregue para você depois. 2
  3. 3. Como o ser humano aprendeModelo de desenvolvimento humano adotadopela maioria das universidades TOP dos EstadosUnidos.1. Através dos professores (1/3)2. Auto aprendizado (1/3)3. Com colegas (1/3) 3
  4. 4. Conceito de CompetênciaA competência desenvolvida por uma pessoa é função de 3 componentes(CHA):Conhecimento – É o conhecimento que possui sobre um determinadoassunto/atividade. Ter informações, estar bem informado.Habilidade – É a prática sobre um determinado assunto. Expertise.Experimentações. Aprender com os erros passados. Faculdade (Estudo deCasos). A maioria das questões do ENADE são de estudo de caso onde seespera uma capacidade de análise e desenvolvimento de uma solução.Atitude – É a postura, disposição que uma pessoa tem em relação a umaatividade.A grande maioria das empresas grandes e principalmente as multinacionaispossuem processos de avaliação de desempenho 180º ou 360º baseadonesses três pilares. 4
  5. 5. Conceitos• BIT• BYTE• Tabela ASCII• KILOBYTE = KB• MEGABYTE = MB• GIGABYTE = GB• TERABYTE = TBFonte: Marçula: capítulo 1. 5
  6. 6. BitEm inglês BInary digiT.O bit é a menor unidade de informação nossistemas computacionais.O bit possui dois estados (não magnetizado oumagnetizado) e é representado simbolicamentepelos números 0 (zero) e 1 (um).Um bom exemplo é a lâmpada. Quando a lâmpadaestá apagada dizemos que tem o valor 0 e quandoestá ligado dizemos que tem o valor 1. 6
  7. 7. Notação BináriaA numeração decimal utiliza os números 0 a 9enquanto que a numeração binária utiliza somenteos números 0 e 1. Decimal Binária0 01 12 103 114 100Passar exercício 1. 7
  8. 8. Sistemas de NumeraçãoSistema Decimal => base 10 10´ 10³ 10² 10¹ 10⁰ 10.000 1.000 100 10 1Sistema Binário => base 2 2µ 2´ 2³ 2² 2¹ 2⁰ 32 16 8 4 2 1 1 0 1 0 0 1 (num. binário) 32 0 8 0 0 1 = 41 8
  9. 9. Sistema Binário -O sistema binário é a forma que os sistemascomputacionais conseguem processar earmazenar.Desta forma, como o computador manipula oscaracteres numéricos, alfanuméricos e especiaisem um mundo que só entende 0 (nãomagnetizado) e 1 (magnetizado)? 9
  10. 10. BYTEÉ o nome dado para um número binário de 8bits. É através do byte que é feita arepresentação de um caractere!Pergunta sobre o exercício 1:a) Quantos valores ou ocorrências podem ser representados com um número binário constituído de 8 dígitos? 10
  11. 11. Como estão armazenados os bitsLembrando que 0 (zero) significa que na mídia (memória RAM, CD Rom, DVD,HardDisk, PenDrive, Blue Ray, etc) tem um ponto não magnetizado e 1 (um)significa que o ponto na mídia está magnetizado. A agulha dos leitores dessesdispositivos conseguem ler/identificar esses “pontos”magnetizados/nãomagnetizados .
  12. 12. Tabela ASC II- A ANSI (American National Standards Institute) criou, em 1963, a codificação ASCII (American Standard Coded for Information Interchange) com o intuito de que ela fosse o padrão para a indústria de computadores. Foi idealizada utilizando um número binário de 8 bits, dos quais sete eram utilizados para representar caracteres (128 símbolos) e um era utilizado com uma função especial chamado de bit de paridade. 12
  13. 13. Tabela ASC IINumeração Numeração Numeração Numeração Numeração Numeração Numeração Numeração Numeração Numeração Decimal Binária ASCII Decimal Binária ASCII Decimal Binária Decimal Binária Decimal Binária 0 0 1 1 51 110011 3 101 1100101 151 10010111 201 11001001 2 10 52 110100 4 102 1100110 152 10011000 202 11001010 3 11 53 110101 5 103 1100111 153 10011001 203 11001011 4 100 54 110110 6 104 1101000 154 10011010 204 11001100 5 101 55 110111 7 105 1101001 155 10011011 205 11001101 6 110 56 111000 8 106 1101010 156 10011100 206 11001110 7 111 57 111001 9 107 1101011 157 10011101 207 11001111 8 1000 58 111010 108 1101100 158 10011110 208 11010000 9 1001 59 111011 109 1101101 159 10011111 209 11010001 10 1010 60 111100 110 1101110 160 10100000 210 11010010 11 1011 61 111101 111 1101111 161 10100001 211 11010011 12 1100 62 111110 112 1110000 162 10100010 212 11010100 13 1101 63 111111 113 1110001 163 10100011 213 11010101 14 1110 64 1000000 114 1110010 164 10100100 214 11010110 15 1111 65 1000001 A 115 1110011 165 10100101 215 11010111 16 10000 66 1000010 B 116 1110100 166 10100110 216 11011000 17 10001 67 1000011 C 117 1110101 167 10100111 217 11011001 18 10010 68 1000100 D 118 1110110 168 10101000 218 11011010 19 10011 69 1000101 E 119 1110111 169 10101001 219 11011011 20 10100 70 1000110 F 120 1111000 170 10101010 220 11011100 13
  14. 14. Tabela ASC IIByte (8 bits) Caracter Byte (8 bits) Caracter Byte (8 bits) Caracter0100 0001 A 0110 0001 a 0011 0000 00100 0010 B 0110 0010 b 0011 0001 10100 0011 C 0110 0011 c 0011 0010 20100 0100 D 0110 0100 d 0011 0011 30100 0101 E 0110 0101 e 0011 0100 40100 0110 F 0110 0110 f 0011 0101 50100 0111 G 0110 0111 g 0011 0110 60100 1000 H 0110 1000 h 0011 0111 70100 1001 I 0110 1001 i 0011 1000 80101 1000 X 0111 1000 x 0011 1001 90101 1001 Y 0111 1001 y 0011 1010 :0101 1010 Z 0111 1010 z 0011 1011 ; 14
  15. 15. Exercício 2 de ASCII• Suponha que você é um leitor de CDDVD e está lendo um pedaço de dados que está armazenado no harddisk, conforme apresentado no exercício 2. Utilizando a tabela ASCII e lembrando que cada byte corresponde a um número de 8 bits com valores 0 ou 1, transforme os dados apresentados para os caracteres correspondentes na tabela ASCII. 15
  16. 16. Unidades de BYTE• BYTE = conjunto de 8 bits• KILOBYTE = KB = 1024 bytes (um mil ...)• MEGABYTE = MB = 1024 KB = 1.048.576 bytes (um milhão...)• GIGABYTE = GB = 1024 MB = 1.073.741.824 bytes (um bilhão...)• TERABYTE = TB = 1024 GB = 1.099.511.627.776 bytes (um trilhão...) 16
  17. 17. Unidades de BYTE• Kilobyte (KB) = 1024 Bytes Mil• Megabyte (MB) = 1.024 KB Milhão• Gigabyte (GB) = 1.024 MB Bilhão• Terabyte (TB) = 1.024 GB Trilhão• Petabyte (PB) = 1.024 TB Mil trilhões• Exabyte (EB) = 1.024 PB Milhão de trilhões• Zettabyte (ZB) = 1.024 EB• Yottabyte (YB) = 1.024 ZB 17
  18. 18. Lei de Moore• A lei de Moore diz que “A cada 18 a 24 meses é lançada uma nova tecnologia que permite que os computadores dupliquem o desempenho”Se considerarmos 24meses, a tecnologiaIntel se encaixaperfeitamente nestalei.
  19. 19. Exercício 3• Quantas fotos de alta definição (1 MB) podem ser armazenados em 1 Terabyte?• Quanto custa um HD (harddisk) com capacidade de armazenamento de 1 TB?• Quantos filmes de DVD podem ser armazenados em um HD de TB?• Quantos filmes em Full HD (Full High Definition / Blu-ray) podem ser armazenados em um HD de 1 TB? 19
  20. 20. Evolução TecnológicaResultado da pesquisa feita no dia 23/02/2011 nowww.bestbuy.com 20
  21. 21. Evolução Tecnológica - USB• USB 3.0 (ou SuperSpeed USB) chega ao mercado em um momento basicamente crítico em relação a transmissão de dados. Isso porque a tecnologia 2.0, a qual possui uma taxa de transferência de 480 Mbps (60 MB/s), já não está dando conta de transferir, por exemplo, vídeos em alta definição. Por sua vez, a USB 3.0 promete solucionar tal problema, uma vez que possuir taxa de transferência de dados de 4,8 Gbps (600 MB/s), ou seja, dez vezes mais rápida que a tecnologia anterior!• A USB 3.0 possui quatro fios a mais dentro do seu cabo (totalizando oito), os quais funcionam de maneira independente para enviar e receber, ao mesmo tempo, dados para o computador.• Diferentemente de sua sucessora, a USB 2.0 possui somente quatro cabos, sendo somente dois deles para a troca de informações, ou seja, a “falta” de cabos faz com que os dados sejam enviados em somente uma direção, ou seja, eles saem do computador e somente depois de chegar ao dispositivo USB os dados contidos nele são enviados para o computador.• Os dispositivos com USB 3.0 funcionam com conexões USB 2.0. 21
  22. 22. Unidade de taxas de transmissão• A taxa de transmissão de um canal ou meio físico é a quantidade de bits que esse meio consegue transmitir por segundo. Esta taxa pode ser expressa em bits por segundo - bps (bits per second) - ou Kylobits, Megabits ou Gigabits por segundo (Bps, Kbps, Mbps, Gbps, Tbps)• Para conseguir transformar em bytes é preciso dividir o número de bits por 8• Mbps  Megabits por segundo => + de 1 milhão de bits por segundo 22
  23. 23. Comparativo de portas de E/SCom a tecnologia thunderbolt será possível copiar um DVD em 30 segundos. (Obs.:Matematicamente deveria ser em 4 segundos para transferir 4,5 GB.)Fonte: Apple.comPassar artigo: Conheça mais detalhes sobre a tecnologia Thunderbolt (01/03/2011) 23
  24. 24. Evolução dos computadores• ENIAC• EDVAC• ORDVAC• SEAC• LEO I• Very-Large-Scale-Integration (VLSI)• GRID 1101• 1981 Lançamento de PC (Personal Computer)
  25. 25. Evolução dos computadores O ENIAC (Electrical Numerical Integrator and Computer)foi o primeiro computador digital eletrônico em grande escala.Criado em fevereiro de 1946 pelos cientistas norte-americanosJohn Eckert e John Mauchly, da Electronic Control Company.
  26. 26. O EDVACEDVAC (Electronic Discrete Variable Automatic Computer) foi umdos primeiros computadores eletrônicos. Diferentemente de seupredecessor ENIAC, utilizava o sistema binário e possuíaarquitetura de von Neumann.
  27. 27. O ORDVAC• O ORDVAC ou Ordnance Discrete Variable Automatic Computer, foi um computador construído pela Universidade de Illinois para o Laboratório de Pesquisa Balística em Aberdeen Proving Ground. Foi o primeiro computador a ter um compilador. ORDVAC tornou-se operacional na primavera de 1951. Sua finalidade era realizar cálculos de trajetória balística para os militares dos Estados Unidos.
  28. 28. O SEAC• SEAC (Standards Electronic/Eastern Automatic Computer) era um eletrônico first-generation computador, construído dentro 1950 pelo Departamento Nacional dos Padrões (NBS). Era um computador small- scale projetado para ser construído rapidamente e posto em operação. SEAC foi demonstrado em abril 1950 e em maio do mesmo ano entrou em produção cheia, tornando-se o primeiro computador eletrônico a funcionar com store-program .
  29. 29. Leo I• Leo I (Lyons Eletronic Computer) é o primeiro computador comercial funcionou sua primeira aplicação de negócio em 1951. Modelado próximo do Cambridge, era o primeiro computador usado para aplicações de negócio comerciais.
  30. 30. Em 1955• Em 1955, um computador pesava apenas 3 toneladas e consumia 50 kwatts de potencia, tendo um custo de US$ 200.000. Uma máquina destas podia realizar 50 multiplicações por segundo. Assim, os primeiros computadores eram também eles máquinas que só estavam ao alcance de grandes empresas ou instituições que tinham necessidades de cálculo muito exigentes e que possuíam as condições econômicas para tão grande investimento.
  31. 31. Entre 1952 a 1960• Com o rápido desenvolvimento dos transístores entre 1952 e 1960, os tubos de vácuo tornaram-se obsoletos e foi este avanço tecnológico que permitiu a criação de máquinas muito mais rápidas, mais pequenas e mais baratas.
  32. 32. Miniaturização de circuitos• A construção de circuitos cada vez mais pequenos possibilitou que os circuitos pudessem ser mais leves e dispender menos energia, por terem menos superfície para a dissipação de energia por calor. Esta miniaturização permitiu que se tivesse a mesma capacidade de cálculo de um ENIAC na palma de uma mão. A diminuição do tamanho fez também diminuir a quantidade de energia necessária e o custo caiu com a produção em série dos novos processadores.
  33. 33. Circuitos integradosVery-Large-Scale-Integration (VLSI) é o processo de criação decircuitos integrados, combinando milhares de transistores em umúnico chip. VLSI começou nos anos 1970, quando complexastecnologias de semicondutores e de comunicação estavam sendodesenvolvidos. O microprocessador é um dispositivo VLSI.
  34. 34. Em 1977• Em 1977 uma calculadora manual pesava menos de meio quilo e consumia meio watt e podia realizar 250 multiplicações por segundo, custando US$ 300.• Hoje uma calculadora pesa poucos gramas podendo ser incorporada em réguas ou agendas, funciona até a energia solar e custa menos de US$ 5.
  35. 35. Grid 1101• Compass Grid 1101 é considerado o primeiro notebook do mundo. Ele foi desenvolvido pelo designer inglês Bill Moggridge em 1979 e vendido 3 anos depois. Para uma concepção de informática de 32 anos atrás, você tem que reconhecer que o desenho dele foi incrivelmente avançado para o seu tempo!
  36. 36. Em 1981• Em 1981 a IBM lançou no mercado o PC (Personal Computer).• O PC distinguia-se das máquinas existentes até então por estar dirigido a utilizadores individuais que poderiam passar a ter na sua secretária uma máquina para uso exclusivo, quando até aí esse conceito não existia... Os computadores eram mainframe, centralizados, e os utilizadores tinham apenas um monitor e um teclado sendo todo o processamento realizado no servidor.• O PC tinha ainda outra característica que o tornou revolucionário que era o fato de ter uma arquitetura aberta, ou seja, qualquer fabricante poderia criar peças adaptáveis aquela máquina dando-lhe uma funcionalidade mais especializada, o que até aí era sempre privilégio reservado para o fabricante do computador. Assim o PC passou a ser o standard de fato na indústria.
  37. 37. Curiosidades• Um Pentium a 3 GHz é capaz de realizar 6 bilhões de somas por segundo, enquanto o ENIAC conseguia realizar apenas 5.000. A memória do ENIAC apenas permitia guardar 200 bits, enquanto qualquer computador pessoal tem pelo menos 1 GB, ou seja, 8.589.934.592 bits! O ENIAC custava em torno de US$ 200.000 enquanto um micro com processador Pentium custa menos de US$ 500. Em resumo, milhões de vezes mais potentes e centenas de milhares de vezes mais baratos!
  38. 38. Tipos de ComputadoresCritério baseado no porte (capacidade de processamento)1) Supercomputadores2) Grande porte (Mainframe)3) Médio porte (Mini computadores) Computador utilizado para servidores transacionais de alto volume4) Micro computadores – De mesa (desktop/tablet pc) • Pessoal • Servidores utilizado para automação de escritórios e comerciais – Portáteis (notebook, netbook)5) Dispositivos Móveis (Palmtops ou Handheld)Fonte: Marçula capítulo 5
  39. 39. Unidade de medida de capacidade de processamentoFLOPS (ou flops) é acrônimo de computação que significa Floating point OperationsPer Second, que, em português, quer dizer operações de ponto flutuante porsegundo. Isto é usado para determinar o desempenho de um computador,especificamente no campo de cálculos científicos, que fazem grande uso decálculos com ponto flutuante, similar a instruções por segundo.Computador DesempenhoNome flopsmegaflop 106 1 milhão de operações por segundogigaflop 109 1 bilhão de operações por segundoteraflop 1012 1 trilhão de operações por segundopetaflop 1015 1 quatrilhão de operações por segundoexaflop 1018 1 quinqualhão de operações por segundozettaflop 1021yottaflop 1024 39
  40. 40. 40
  41. 41. 41
  42. 42. 42
  43. 43. 43
  44. 44. Minicomputadores  Servidores Fonte: WWW.ORACLE.COM 44
  45. 45. Capacidade de processamento - QphHComposite Query-per-Hour Performance Metric (QphH) 45
  46. 46. Quadro Tipos de Computadores Maior supercomputador do mundo que foi desenvolvido pela Universidade Nacional deSupercomputadores Tianhe-1A processa 2,5 petaflops Tecnologia de Defesa (NUDT, sigla em inglês) da China, apresentado em outubro de 2010. Dezenas de milhares de MIPS A unidade MIPS não é comparável ao conceitoGrande Porte (Main-frame) (Milhões de Instruções por de FLOPS (Operações por segundo). Segundo) Usa unidade de Pesquisas (Query) por hora (QphH) ou Transações por Estas unidades de medições são realizadasMédio Porte (Mini-computadores) segundo (TPS) para comparativos por institutos independentes. de performance. Vai de 100 a 1.000 gigaflops. 1 a 20 gigaflops (bilhões dePessoal (Micro computadores) operações por segundo)Dispositivos Móveis Em torno de 1 gigaflops• Ler artigo “Mainframe chega aos 45 anos” 46
  47. 47. Supercomputador da NASA 47
  48. 48. Plano de AulaComponentes de um computador:- CPU- Memória- Hardware- Dispositivos de entrada e saída- Periféricos 48
  49. 49. Arquitetura von NeumannNo ENIAC, o programa era feito rearranjando a fiação em umpainel. Nesse ponto John von Neumann propôs a idéia quetransformou os calculadores eletrônicos em “cérebros eletrônicos”:modelar a arquitetura do computador segundo o sistema nervosocentral. Para isso, eles teriam que ter três características:1. Codificar as instruções de uma forma possível de ser armazenada na memória do computador. Von Neumann sugeriu que fossem usados uns e zeros.2. Armazenar as instruções na memória, bem como toda e qualquer informação necessária a execução da tarefa, e3. Quando processar o programa, buscar as instruções diretamente na memória, ao invés de lerem um novo cartão perfurado a cada passo.Fonte: Wikipédia (“computador”) 49
  50. 50. Arquitetura von Neumann - CPU 50
  51. 51. Unidade de Controle (UC)A unidade de controle (UC) coordena todas as atividades realizadas pelo CPU, fornecendo sinais de controleque sincronizam e ordenam as micro operações realizadas pela UC.A sincronização é necessária para que os outros componentes do sistema de computação funcionem demaneira correta. A UC gera uma cadência de pulso elétricos de sincronização transmitidos aos demaiscomponentes do sistema, que utilizam esses pulsos para sincronizar a sua operação com a operação da UC.Um pulso do relógio é a menor unidade de tempo que o processamento acontece, conhecido como ciclo dorelógio (clock). Algumas instruções gastam somente um ciclo para serem realizadas, enquanto outras levamvários ciclos.A velocidade de um computador é dada pelo seu relógio e é medida em Hz (hertz – ciclos por segundo) queindica a frequência que os ciclos ocorrem. Os primeiros PCs possuíam relógios com velocidade de 4,7 MHz. OsPCs modernos atingem velocidades de alguns GHz (bilhões de ciclos por segundo). Se todas as instruçõesgastassem somente um ciclo poderíamos dizer que um computador com 4,7 GHz significa ter capacidade paraprocessar 4,7 bilhões de instruções por segundo, porém como apresentando acima, várias instruções precisamde mais de um ciclo para serem executados. 51
  52. 52. Unidade de Controle (UC)A unidade de controle (UC) contém instruções gravadas no seu hardware, é ochamado microcódigo, um conjunto de instruções básicas (códigos binários), queindicam quais operações a CPU é capaz de realizar. Essas operações consistem em:• Operações aritméticas (soma, subtração, multiplicação e divisão)• Operações lógicas (AND, OR, XOR, etc.)• Operações de movimentação de dados (memória=>CPU, registrador=> memória, etc.)• Operações de desvio (alteração da sequência normal de execução das instruções)• Operações de entrada e saída (troca de dados com as memórias “de massa” ou com os dispositivos de entrada/saída) 52
  53. 53. Unidades Lógicas e Aritméticas (ULA)• Quando a UC encontra uma instrução que envolve operações aritméticas ou lógicas, ela passa o controle para a ULA que possui a capacidade de realizar esse tipo de operação. Para fazer isso, a ULA possui circuitos eletrônicos complexos que lhe permitem realizar um conjunto de operações simples. Quando tem que realizar operações mais complexas, acontece a realização simultânea de várias dessas operações simples.• Outra característica importante da ULA é que ela não armazena nenhum dado.• Atualmente as CPUs possuem diversas ULAs, classificadas de acordo com a sua função (operação com valores inteiros, operação com valores de ponto flutuante, etc.) 53
  54. 54. Registradores• Para auxiliar a UC e a ULA no processamento das instruções, como esses componentes não armazenam os dados com que trabalham, a CPU possui internamente registradores, que são memórias mais rápidas disponíveis para uso da CPU e são usados como locais de armazenamento temporário dos dados.• A maioria das operações é realizada nos registradores. Por exemplo, quando a CPU necessita somar o valor 1 ao que está armazenado em determinada posição da memória principal, ela copia o conteúdo atual dessa posição de memória em um registrador. A ULA recebe esse valor do registrador e soma 1, armazenando o resultado novamente no registrador. Daí, esse valor é copiado para a posição original da memória principal.• O tamanho em bits dos registradores de uma CPU determina a quantidade de dados que ela pode processar ao mesmo tempo, o limite de valores que ela pode trabalhar e até a velocidade com que ela consegue realizar as operações.• A frase “processador (CPU) de 32 bits” ou “processador de 64 bits” indica que o tamanho dos registradores do processador é de 32 ou 64 bits.• Pedir para lerem o texto “Processadores de 32 bits x 64 bits” 54
  55. 55. Memória Principal• Para realizar o processamento, o computador necessita armazenar dados e instruções. Para isso, possui internamente registradores, mas eles só podem armazenar poucos bytes e a CPU necessita de milhares, ou mesmo milhões, de bytes de espaço para armazenar programas inteiros e os dados que estão sendo manipulados por esses programas. Para isso, a CPU utiliza a memória principal, que é uma área de armazenamento temporário. Fisicamente essa memória consiste de alguns chips ou uma pequena placa de circuitos. A memória permite que a CPU armazene dados (operação de escrita) e recupere dados (operação de leitura) muito rapidamente.• A memória principal é formada por elementos de armazenamento de dados organizados na forma de uma matriz, na qual cada posição tem um único endereço (representado por um número binário), referenciado conforme a sua posição sequencial.• Os endereços de memória são conhecidos pela UC e utilizados por ela para acessar os dados ou instruções durante as atividades do processamento. Os dados e instruções não se movem fisicamente para a memória, são sempre copiados. 55
  56. 56. Barramentos dos dispositivos Para interligar todos os dispositivos do computador existe uma placa de suporte especial, a placa-mãe, que através de barramentos, fios e soquetes conecta todos os dispositivos. Sua função inclui também a conexão de placas auxiliares que sub-controlam os periféricos de entrada e saída, como a placa de som (conecta-se com a caixa de som), a placa de vídeo (conecta-se com o monitor), placa de rede (conecta-se com a LAN) e o fax- modem (conecta-se com a linha telefônica). Nota-se que o barramento entre os componentes não constitui uma conexão ponto-a-ponto; ele pode conectar logicamente diversos componentes utilizando o mesmo conjunto de fios. Vale observar que existem tipos específicos de barramentos tais como de processador, memória , cache, entrada e saída, dados, etc. 56
  57. 57. Barramento de E/SO Barramento de Entrada e Saída (I/O ou E/S) é um conjunto de circuitos e linhas de comunicação que se ligamao resto do PC com a finalidade de possibilitar a expansão de periféricos e a instalação de novas placas no PC.Permitem a conexão de dispositivos como:Placa GráficaRedePlaca de SomMouseTecladoModemSão exemplos de Barramentos de Entrada e Saída:AGP AMR USB 3.0EISA FireWire ThunderboltIrDA ISAMCA PCIPCI Express PipelineSCSI VESA Local BusUSB 2.0 PS/2 57
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×