Discurso obama empresarios_df_trad
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Discurso obama empresarios_df_trad

on

  • 403 views

 

Statistics

Views

Total Views
403
Views on SlideShare
403
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
0
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Discurso obama empresarios_df_trad Discurso obama empresarios_df_trad Document Transcript

  • Discurso Barack Obama – Empresário – Brasília-DF – 19.03.2011 DISCURSO DO PRESIDENTE NORTE AMERICANO BARACK OBAMA PARA OS EMPRESARIO BRASILEIRO EM BRASILIA-DF TEXTO OFICIAL FORNECIDO PELA EMBAIXADATraduzido por Cláudia Freire:"Muito obrigado. Boa tarde. Podem sentar, por favor.É um prazer estar aqui no Brasil e, em nome da Michelle e em meu nome, eu gostaria de agradecer aspessoas aqui de Brasília pela recepção calorosa que tivemos.Gostaria de agradecer ao Conselho de Negócios Brasil-Estados Unidos pelo maravilhoso trabalho, àConfederação Nacional das Indústrias e à Câmara de Comércio do Brasil. Muito obrigado pelo ótimotrabalho em sediar esta conferência.Eu gostaria também de agradecer os membros do meu gabinete, o secretário do Tesouro, TimothyGeithner, Gary Locke, secretário de Comércio, Ron Kirk, representante comercial dos Estados Unidos,Lisa Jackson, gerente do setor ambiental, Fred Hochberg, presidente do banco de importações eexportações, Michael Froman, vice-secretário de segurança para questões econômicas e comerciaisinternacionais, e todas as autoridades do governo brasileiro, muito obrigado pela hospitalidade.Só lamento ter perdido a festa, chegamos algumas semanas depois do Carnaval. Mas talvez sejamelhor assim, pois talvez a produtividade da minha equipe fosse prejudicada se ainda estivéssemosno Carnaval.Gostaria de agradecer aos representantes comerciais, empresariais e governamentais que vieram detodos os cantos do Brasil. Passamos aqui a manhã conversando sobre diversas questões econômicas,falando com a presidente Rousseff e presidentes de empresas brasileiras e americanas e quero falarcomo vamos trabalhar juntos para criar novas oportunidades e novos empregos nos nossos doispaíses.Nos últimos dois séculos, nunca houve um momento tão promissor para o Brasil. Agora, vocês são asétima maior economia do mundo, registrando um dos crescimentos mais rápidos do mundo. Nointervalo de uma década, centenas de milhares de brasileiros saíram da pobreza, metade dapopulação brasileira é considerada agora classe média.Em vez de esperar ajuda de outros países, vocês estão agora ajudando outros países, ajudando outrasnações em desenvolvimento. Vocês produzem grande parte dos alimentos consumidos no mundo,fornecem grande parte dos biocombustíveis do mundo e vão sediar dois dos maiores eventosesportivos do mundo. E, como mencionei na coletiva de imprensa há pouco com a presidente, euainda fico magoado quando lembro que os Jogos Olímpicos vêm para cá e não para Chicago, mastenho certeza de que farão um ótimo trabalho nos jogos.Prof. Vinicius Heltai – www.heltai.com.br Página 1
  • Discurso Barack Obama – Empresário – Brasília-DF – 19.03.2011Portanto, o que o Brasil conquistou é absolutamente surpreendente. Quantas vezes se escuta que oBrasil é o país do futuro? Bom, o futuro chegou e, apesar das incertezas dos últimos dois anos, o Brasilse colocou na dianteira como uma potência econômica e financeira. Vocês não chegaram aquisimplesmente por uma questão de sorte ou acaso. O sucesso ocorreu por conta de um trabalho árduoe da perseverança do povo brasileiro. O espírito empreendedor de muitas das pessoas aqui nestasala, a visão de líderes como o presidente Cardoso e presidente Lula.Esses líderes perceberam, e a presidente Rousseff segue a mesma linha, que o caminho mais certopara a prosperidade no Brasil engloba pessoas livres e mercados livres. Em uma região do mundoonde o legado do colonialismo é recente, havia uma preocupação legítima no século passado de queabrir a economia levaria países mais ricos a extrair recursos sem se importar com o desenvolvimentoda nação. Acho isso compreensível.Ao mesmo tempo, várias nações da América Latina como esta viveram décadas de ditaduras em queeconomias fechadas não foram capazes de oferecer padrões de vida decentes para a maioria dapopulação. Mas, na última década, o Brasil mostrou ao mundo que há um outro caminho e que aparticipação na economia global pode levar a grandes oportunidades mostrando que o espírito docapitalismo pode fluir bem ao lado da justiça social. O Brasil mostrou que a democracia ainda é omelhor caminho para o progresso econômico.Quando os governos se responsabilizam por seu povo, o povo tem mais chances de prosperar. NosEstados Unidos, sempre compartilhamos essas crenças. Assim como vocês, saímos de uma eracolonial estabelecendo nossa independência no novo mundo.Nós também somos uma nação de imigrantes, com diferentes histórias, passados e culturas e queencontram força na adversidade, força na unidade e no nosso orgulho nacional. E, como as duasmaiores economias e democracias do ocidente, nós acreditamos que todos os seres humanosmerecem a oportunidade de criar seu próprio futuro.Por todas essas razões, os Estados Unidos apoiam a ascensão do Brasil como uma potência global. Épor isso que trabalhamos para que o Brasil tenha papel de mais destaque no G20, por ser o fórum deeconomia mais importante. É por isso que apoiamos a participação mais expressiva do Brasil emoutras instituições como o FMI e o Banco Mundial. Por isso, o Brasil é minha primeira parada naminha primeira viagem à América Latina, pois almejamos uma parceria maior com seu governo e umaamizade mais profunda com o seu povo.Acreditamos que o fortalecimento dos nossos laços econômicos criará oportunidades para as duasnações. Ao observar o Brasil, os Estados Unidos enxergam maiores oportunidades de vender maisbens e serviços para um mercado de quase 200 milhões de consumidores em rápida expansão. Paranós, isso representa uma estratégia de empregos, pois ao vender mais produtos em outros países,apoiamos os trabalhadores que vão fabricar e vender esses produtos.Todos os líderes de negócios norte-americanos aqui presentes devem saber que para cada US$ 1bilhão em exportações americanas, nós temos 5 mil empregos nos Estados Unidos.Prof. Vinicius Heltai – www.heltai.com.br Página 2
  • Discurso Barack Obama – Empresário – Brasília-DF – 19.03.2011Nossas exportações para o Brasil mais do que duplicaram nos últimos anos, crescendo duas vezesmais rápido do que as exportações gerais e mais do que nossas exportações para a China.Vendemos hoje US$ 50 bilhões em bens e serviços para o Brasil, e essas vendas geram 250 milempregos nos Estados Unidos. Por exemplo, depois que uma pequena empresa da Carolina do Norteparticipou de um fórum comercial em São Paulo no ano passado, a empresa saiu de lá com um acordode fabricação e distribuição de peças automotivas para o Brasil e a contratação de novos funcionáriosnos Estados Unidos.A Capstone Turbine, na Califórnia, vendeu US$ 2 milhões em equipamentos de alta tecnologiaatendendo a milhões de brasileiros e criando empregos nos EUA. O governo do Brasil comprouhelicópteros que irão, sem dúvida, ajudar a criar mais empregos desde a Pensilvânia até o Alabama,nos Estados Unidos.Essas exportações não significam apenas mais empregos para os Estados Unidos, mas também maisserviços e mais opções para o Brasil. Desde a área de telecomunicações e informática, atéequipamentos e tecnologia de energia limpa, as empresas americanas estão contribuindo para ocrescimento econômico que está elevando o padrão de vida dos brasileiros em toda parte. Nossasempresas não promovem essa contribuição apenas por exportar para o Brasil, mas também atravésde bilhões de dólares investidos diretamente em empregos e negócios nos dois países.Claro que nossa relação econômica não é uma via de mão única. Os EUA são também o segundomaior mercado de exportações brasileiras e apoiam dezenas de milhares de empregos aqui no Brasil.Na última década, as empresas brasileiras investiram bilhões de dólares em diversos setoresamericanos desde aço até tecnologia da informação, investimentos esses que criaram muitosempregos nos EUA. No final de 2008, as subsidiárias de empresas brasileiras nos EUA empregavammais de 42 mil funcionários americanos. Portanto, é inquestionável que os EUA e o Brasil sebeneficiam dos laços econômicos criados nos últimos anos.Também não há a menor dúvida de que o fortalecimento desses laços será um sinal de fortalecimentopara as duas nações, um sinal positivo para as duas nações, e tenho o prazer de anunciar que apresidente Rousseff e eu concluímos um acordo para um novo diálogo econômico e financeiro. Échegado o momento de os EUA tratarem suas relações econômicas com o Brasil da mesma formacomo lidamos com a China e com a Índia e esse diálogo assinado pela presidente Roussef tem esseintuito. Esse diálogo vai nos ajudar a promover uma cooperação econômica, vamos reduzir o númerode regulamentações e aumentar a cooperação internacional, não apenas no G20, mas também emoutros fóruns.Nós também concluímos um acordo de cooperação econômica que vai nos ajudar a expandir asrelações comerciais e de investimento entre os países. Esse acordo também vai promover diálogossobre como reduzir barreiras que existem entre as nossas duas nações. Como o Banco Mundial jádisse, ainda existem muitos obstáculos na forma de o Brasil fazer negócios e eu sei que o Brasil temproblemas com certas políticas implementadas nos EUA, e sei que nenhum país ganharia mais do queo Brasil através de uma ampliação comercial.Prof. Vinicius Heltai – www.heltai.com.br Página 3 View slide
  • Discurso Barack Obama – Empresário – Brasília-DF – 19.03.2011Queremos ajudar vocês a superar qualquer desafio que esteja no caminho dessas resoluções. Emsegundo lugar, queremos criar parcerias no Brasil no setor de energia, e é por isso que a presidenteRoussef e eu decidimos lançar um diálogo estratégico sobre energia. Segundo algumas estimativas, opetróleo que foi descoberto recentemente no Brasil pode representar duas vezes as reservasamericanas. Queremos trabalhar junto com vocês. Queremos ajudar com tecnologias e apoio paradesenvolver essas reservas de petróleo de forma segura. Quando vocês estiverem prontos paravender, nós queremos ser um dos seus maiores clientes.Às vezes lembramos com que facilidade as instabilidades em outros países do mundo podemimpactar o preço do petróleo como vimos recentemente. Os EUA não poderiam estar mais satisfeitoscom o potencial de uma nova fonte estável de energia.Embora analisemos a questão do petróleo no curto prazo, não podemos perder de vista o fato de quea única solução a longo prazo para a dependência do mundo em relação aos combustíveis fósseis é atecnologia de energia limpa e é por isso que os EUA e o Brasil estão aumentando sua cooperação naárea de biocombustíveis.Estamos lançando uma parceria de economia “verde” entre o Brasil e os EUA porque sabemos que aenergia limpa é uma das melhores formas de criarmos novos empregos e novos setores nas duasnações. Mais da metade dos veículos do Brasil usam biocombustível, cerca de 80% da energia doBrasil se origina de fontes hidrelétricas, e nos EUA nós demos início a um setor de energia limpa queem breve terá capacidade de produzir 40% das baterias mais avançadas do mundo. Se pudermoscompartilhar essas novas tecnologias, alavancando investimentos privados, podemos desenvolvernossas economias e limpar o meio ambiente ao usar e vender produtos de energia limpa em todo omundo e isso só trará benefícios.Podemos cooperar também na área educacional. Eu estava falando no almoço com a presidenteRousseff que concordamos que uma economia baseada em conhecimento será absolutamenteessencial para o crescimento e a prosperidade. Isso significa uma força de trabalho com formação ecapacitada. Quanto mais nossos jovens, nossos alunos, nossos trabalhadores estiverem expostos anovas culturas, novas ideias, mais rapidamente serão capazes de concorrer em escala global. Por isso,tenho prazer em saber que os líderes de negócios brasileiros e americanos têm aumentado o númerode intercâmbios porque quando investimos no nosso povo, investimos no nosso futuro.A última área que podemos trabalhar conjuntamente é a área de infra-estrutura. Em 2014, o Brasilsediará a Copa do Mundo, a única nação que já foi cinco vezes campeã mundial. Apesar de que osEUA estão melhorando, vocês têm que admitir que o nosso futebol está melhorando. Como jámencionei, o Rio irá sediar os Jogos Olímpicos em 2016, mas apesar de terem perdido, os EUA nãoficam simplesmente sentados na arquibancada assistindo.O Brasil vai investir mais de US$ 200 bilhões para se preparar para esses dois grandes eventos e, àmedida que vocês buscam negócios para construir novas estradas, estádios, as empresas americanasestão prontas a ajudá-los na parte de engenharia, fabricação e construção. Queremos ver esses jogosvencerem e terem êxito e esta nação ter êxito também. Portanto podemos dar alguns passos tambémpara aumentar os laços entre nossos países, laços que trarão a promessa de mais prosperidade eoportunidades para brasileiros e americanos.Prof. Vinicius Heltai – www.heltai.com.br Página 4 View slide
  • Discurso Barack Obama – Empresário – Brasília-DF – 19.03.2011Pensando em todos os acordos e negócios que venhamos a assinar, o potencial verdadeiro da nossaparceira só será realizado ao criarmos uma relação forte entre nossos povos, líderes de negócios,empreendedores, cientistas, engenheiros, professores, estudantes e mais de um milhão de pessoasque viajam entre ambos os países normalmente. Como todos amigos, nem sempre concordamos emtudo e às vezes queremos tomar caminhos diferentes mas, à medida que as duas maioresdemocracias do novo mundo iniciam a segunda década de um século jovem, não vamos esquecertudo que compartilhamos.Nos EUA acreditamos no sonho americano, a ideia de que não importa quem você é, de onde vocêvem ou de como você começou, você pode superar todos os obstáculos e, assim, realizar seusmaiores sonhos. Eu sou testemunha desse sonho. Acredito que esse sonho exista também nestaAmérica. Posso ver isso no espírito empreendedor dos homens e mulheres presentes nesta sala.Posso ver isso nas comemorações do povo ao saber que os Jogos Olímpicos viriam para cá, no Rio.Posso ver isso na história do Brasil.Brasília é uma cidade jovem, vai fazer 51 anos, mas começou como um sonho há mais de um século.Em 1883, o santo padroeiro do Brasil, Dom Bosco, teve uma visão de que um dia a capital de umagrande nação seria construída entre os paralelos 15 e 20 e que seria o modelo do futuro e assegurariaque a oportunidade seria direito de todo cidadão brasileiro. Hoje, essa cidade e esse país são ummodelo para o futuro, mostrando que a democracia é o melhor parceiro para o futuro. Como amigos,vizinhos, nós vivemos as mesmas histórias, mas queremos fazer parte desse futuro, queremos realizaro sonho americano com vocês.Muito obrigado."Prof. Vinicius Heltai – www.heltai.com.br Página 5